Economia

São-tomenses levantaram 1 milhão e 300 mil euros dos bancos para festejar o Natal e o Ano Novo

O sistema de pagamento automático implementado em S. Tomé e Príncipe em 2011, esta a impulsionar o sistema financeiro nacional e a cada dia que passa influencia directamente o estilo de vida dos santomenses.

As estatísticas da SPAUT, SA – Sociedade interbancária que gere a rede de pagamentos automáticos, revelaram que o número de utilizadores do Cartão Dobra24 aumenta de forma exponencial, tendo já ultrapassado 10.500, em curto espaço de tempo.

O aumento do número de Cartões Dobra 24 emitidos, também é acompanhado por um aumento do volume de transacções efectuadas pelos utentes através das caixas automáticas.

Segundo a SPAUT o pico das operações nas caixas automáticas acontece, regularmente nas vésperas dos fins-de-semana e nos dias feriados, altura em que as Agencias bancárias estão enceradas.

Além das operações correntes de consulta de saldos e levantamento de notas, o Cartão Dobras24, tem facilitado a vida dos seus utentes, na medida que também permite fazer transferências entre contas e efectuar compras nas casas comerciais e lojas.

Entre levantamentos, transferências e pagamentos, os santomenses movimentaram em média em 2012, cerca de 700 milhões de dobras por dia, cerca de 28 mil euros, nos terminais ATM´s e POS´s.

As informações estatísticas da SPAUT indicam ainda que o maior volume de transacções com o Cartão Dobra24 registou-se no último mês de Dezembro de 2012. Na quadra festiva do Natal e passagem do ano verificou-se mais de 50 mil levantamentos nas caixas automáticas, resultando num saldo superior a 34 mil milhões de dobras, o equivalente a 1 milhão e 300 mil euros, justificado pela corrida ao consumo da época.

Este ambientador animador, leva-nos a concluir que, a pouco e pouco, o sistema financeiro nacional se moderniza e o crescente uso do Cartão Dobra24 é prova de alto nível de confiança nos ATM´s e POS´s.

A SPAUT, SA aproveita esta oportunidade, para incentivar os operadores comerciais a aderirem aos terminais de venda POS´s, com o objectivo de promover e facilitar a bancarização das suas transações comerciais.

No espirito de melhorar e oferecer sempre mais e melhores serviços aos cidadãos, a SPAUT, SA vai brevemente disponibilizar o serviço de carregamento de telemóveis directamente nos terminais ATM´s e POS.

Nos tempos que correm, possuir um cartão de pagamento automático não é privilégio para alguns, mas sim uma necessidade ao alcance de todos os cidadãos, tendo em conta a facilidade de utilização e as suas múltiplas vantagens.

Téla `Nón – Fonte SPAUT

    21 comentários

21 comentários

  1. Paparazzi

    14 de Janeiro de 2013 as 17:13

    Pais esta a crescer leve leve mas vem eu gosto devagar e bem parabens

  2. Dadán

    14 de Janeiro de 2013 as 17:13

    Muito animador e bom para o bem do País

    Que venham as recargas telefóicas por este canal para evita mais custos desnecessários de deslocamentos a CST

    Força SPAUT

  3. Lupuye

    14 de Janeiro de 2013 as 17:54

    Isso e progresso. Parabens Sao Tome e principe. Mas, pode-se tambem usar os cartoes visa e/ou mastercard nessas maquinas? Se nao, para quando essa extensao?
    Obrigado

  4. original

    14 de Janeiro de 2013 as 17:56

    Muito bonito.se formos 170.000 habitantes garanto-vos que nem o,5% que coresponde a 850 pessoas movimentaram este valor o que significa que o grosso do poder económico está concentrado nas mãos de meia dúzia de indivíduos o que contraria crescimento económico ao nínel da população rural.Lamentávelmente é a nossa realidade.

  5. humor de stp...

    14 de Janeiro de 2013 as 22:04

    mt bom

  6. Barão de Água Ize

    14 de Janeiro de 2013 as 22:08

    Importante o Cartão, mas onde está a pequena moeda metálica e a nota de Dbs. 5 000 00?
    Uma economia pobre como a de STP tem o custo de vida encarecida por que há escassez de moeda e notas de pequeno valor e isso também atrasa a desenvolvimento de STP. O que anda a fazer o Banco Central? Uma Economia saem moeda e sem crédito acessivel, não tem futuro. E por que não deflacionar a Dobra, retirando-lhe um zero? E andam a discutir o Kososvo? Oh, Sr. Presidente Pinto da Costa!!!!!!!

  7. cidadao

    14 de Janeiro de 2013 as 22:41

    pelo menos um sinal encorajador para nossa economia, leve, leve chegaremos o tal desenvolvimento e basta de guerrilhas politicas so somos 180000 habitantes

    • bela

      16 de Janeiro de 2013 as 10:24

      kua de bobo sô!!!

    • Barão de Água Ize

      20 de Janeiro de 2013 as 0:06

      LEVE, Leve na poesia. Na vida real e trabalho deveria ser “Fogo, Fogo”!

  8. ANCA

    15 de Janeiro de 2013 as 0:41

    O País, tem necessidade de reconhecimento dos seus problemas reais internos, pelos Partidos Políticos Nacionais.

    Como é o caso do atraso Social, Cultural, Desportivo, Político, Ambiental, Económico e Financeiro, a Miséria, Fome e Pobreza extrema, que se encontra mais de metade da nosso Território/População.

    Tem sido uma escalada de aumentar de Fome, Miséria e Pobreza extrema desde 1975, até então, com o regredir Social, Cultural, Moral, Desportivo, Político, Ambiental, Económico e Financeiro.

    Andamos preocupadíssimos, a fazer polítiqueces, com o reconhecimentos das liberdades, garantias e bem estar social, cultural, desportivos, moral, político, ambiental, económico e financeiro dos outros, com intrigas políticas, ódio, persiguições políticas, negóciatas pessoais e política, com interesses pessoais e políticos, com intuito de somente ganhar eleições, e estabelecer as posses.

    Caros cidadãos, Sociedade civil, Intituições e Responsaveis Civis e Políticos.

    Basta prestarem atenção as estastíticas do País, (Território/População), para perceberem que;

    á falta de cobertura no, acesso á Água Potável, á grande parte do nosso Território/População – logo um Problema de saúde e salubridade Pública.

    a falta de cobertura no, acesso á Saneamento Básico – logo um problema de acesso á Habitação condigna, um problema de Infra-Estrutura e um Problema de Saúde Pública.Por exemplo; a falta de habitação condigna faz aumentar a promiscuição, á poligamia, a proliferação de famílias mono parentais, a proliferação de meninos de rua, á deresponsabilização Familiar á nível social, cultural da assunção da responsabilidade perante os filhos menores. Logo um problema social, cultural de desenvolvimento sustentável futuro, com á saúde e com á educação.

    a falta de cobertura, á eletricidade, no acesso luz electrica, a grande parte do Território/População, um problema de infra-estrutura. Logo um problema no acesso á equipamentos, como os Electrodomesticos(Fogão electrico ou á Gás, Frigoríficos, etc,etc) Televisão, Computadores, por exemplo, grande parte da população, ainda hoje para cozinhar, utiliza a lenha e o carvão, quando oterritório dispõe de Mar, Rios Petrólio, Gás, e nalgumas regiões de Vento. Logo um problema de acesso á informação e novas tecnologias, logo o subdesnvolvimento.

    Dentre outros tantos que aqui poderia enumerar.

    Em suma;

    Um problema sério de falta de Organização/Planeamento e Investimento Coordenado e Homogeneo no País- Território/População.

    Ainda está por resolver questões á problemas colocados atrás e outros tantos;

    As questões de;

    Porquê?

    Onde?

    Como?

    Quando?

    Quanto?

    Quem?

    O quê?

    Os cidadãos SãoTomenses e a Sociadade Civil, deve e pode ser capaz de resolver eresponder tais questões, de uma forma Organizada e Construtiva.

    É preciso mudanças nas intituições e nas Organizações da Sociedade civil, na forma como aqueles que têm responsabilidades, de coordenação, execução, legislativo, e Presidencial, exercem o seus Poderes, para com aqueles que são ou melhor que deveriam ser Orientados, Organizados e Coordenados para o crescimento e desenvolvimento social, cultural, moral desportivo, político, ambiental, económico e financeiro.

    Jamais deve ser uma varinha mágica de dois anos ou de quadro anos mas sim de compromisso de cada cidadão/ã SãoTomense por cada cidadão/ã SãoTomense, independentemente das suas paixões, credos, gostos, pelo desenvolvimento, deste belo País- Território/População.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  9. Fruta-pão com maxipombo

    15 de Janeiro de 2013 as 7:45

    Este serviço da SPAUT, particularmente as ATM’s ainda está longe do desejado. Há momentos em que os utentes ficam numa situação em que nenhuma das máquinas está a funcionar. Aliás, há um período do dia entre 18h00 às 23h00 em que não se consegue fazer nenhum levantamento porque segundo informações dos serviços, ficam em manutenção. É este o serviço 24/24? Espero que em 2013 as coisas melhorem.

    • Flá Ceto

      15 de Janeiro de 2013 as 15:50

      Meu caro Fruta -Pão, muitos são conhecedores dessa realidade mas quase ninguém falou disso. Eu venho reforçar a tua reclamação.A manutenção deve ser feita em momentos próprios de modo a permitir os utentes nesses harários levantar o seu dinheiro. Isso está mal. É revoltante quando se pretende lavantar dinheiro encontrar a máquina bloqueada. Assim já não é Dobra 24/24 e somos descontados anualmente um valor considerável.

  10. Leopaldo

    15 de Janeiro de 2013 as 9:41

    A quantia maxima que que pode levantar em 1 dia são 3.000.000,00Dbs, acho que é pouco… deveriam subir essa quantia para 5.000.000,00Dbs….

  11. Anjo do Céu

    15 de Janeiro de 2013 as 11:06

    Até quando chega nas zonas rurais, nomeadamente aos distritos longiguos e que nem Banco existe.Tudo está somente concentrado na capital do País.Continuamos com a mesma linguagem do tempo colonial.PAIS DE UM

    • Bem para todos.

      15 de Janeiro de 2013 as 14:09

      Caro Anjo do Céu,
      Não sei se é do seu conhecimento, mais só queria te informar que no respeitante a sua duvida, já existe uma maquina ATM na Cidade de Santana. E existe da parte do bancos intenções em colocar uma maquina em cada distrito, ou seja nas cidades dos distritos.

  12. Dadán

    15 de Janeiro de 2013 as 14:29

    Leopoldo, Db. 5.000.000,00, é uma quantia diária considerada alta, somando assim 150 milhões por mês. O resto podes pagar com cheque ou outra foma de pagamento, ou mesmo utilizando os TPA´s. vamos com calma meu caro. Fui

  13. mana

    15 de Janeiro de 2013 as 15:46

    BUDO SÁ SONÔ….

  14. Leopaldo

    16 de Janeiro de 2013 as 16:01

    Meu caro Dadán…

    Não irei levantar 5.000.000,00 diário, mas 3.000.000,00 uma pessoa sentisse muito limitada. Portanto sugiro o aumento para os 5.000.000,00

  15. charimbo

    17 de Janeiro de 2013 as 13:52

    É necessário evoluir para que as POS possam utilizar o sistema GPRS, assim os terminais passam a ser utilizados sem o fio da linha telefónica o que facilitara a disseminação dos terminais. Penso que o director dos serviços da SPAUT terá que pedir um sacrifício dos técnicos e pagar horas extras para que os técnicos posser fazer o fecho diário e manutenção num horário mais morto por exemplo das zero horas a uma da manha.

  16. não te interessa

    18 de Janeiro de 2013 as 13:54

    tenho quase certeza que estes movimentos foram feitos por indivíduos têm salários acima da média;ora vejamos um indivíduo que chega ao fim do mês com um saldo líquido de 300.000,00 não teria margens de manobra.

  17. Vane

    23 de Janeiro de 2013 as 22:52

    Evolução é bom e td mundo gosta, tem q repensar numa nova moeda!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo