Economia

Nova Operadora de Telecomunicações em STP

Brevemente S. Tomé e Príncipe vai ter mais uma Companhia Operadora de Telecomunicações. O concurso internacional para a atribuição da Licença, organizado pela AGER, Autoridade Geral de Regulação decorre desde meados de Novembro de 2012, embora os preparativos foram sendo feitos há algum tempo.

Até ao momento, alguns potenciais concorrentes já adquiriram o caderno de encargos e tudo leva a crer que irão apresentar as respectivas candidaturas.

A companhia que for seleccionada há-de adquirir a licença para se instalar no país.

A conexão de S. Tomé e Príncipe ao mundo através do cabo submarino de fibra óptica é o maior incentivo à captação de investimentos estrangeiros para exploração de serviço de telecomunicações, com destaque para a rede móvel e internet de banda larga. A posição geoestratégica de S. Tomé e Príncipe, no centro do globo também constitui uma mais-valia para os desenvolvimentos de novos horizontes de negócios.

Por isso, no âmbito deste concurso, a futura operadora deverá adquirir parte ou a totalidade da participação do estado santomense no Projecto de cabo Submarino (STP-Cabo).

As companhias interessadas devem formalizar as respectivas candidaturas em duas propostas, sendo uma técnica e outra financeira, onde têm que demonstrar que operam na área das telecomunicações há pelo menos cinco anos.

Outro requisito importante é sustentar a proposta com uma garantia bancária no valor de 100 mil Euros, bem como fazer provar de uma boa solidez financeira.

Do ponto de vista técnico, os potenciais investidores são também obrigados a apresentarem um Plano de Negócios que espelhe as características do projecto a implementar em S. Tomé e Príncipe.

Uma atenção particular será atribuída à companhia que decidir instalar o centro das operações em S. Tomé, tendo em conta que permitirá a transferência de know-how, a infra-estruturação do país e consequentemente a criação de postos de emprego.

Por essa razão, a comprovada robustez técnica e tecnológica dos concorrentes representa um peso de 70% no critério de avaliação das propostas.

A cerimónia de abertura das propostas esta agendada para o dia 8 de Março, sendo que a companhia vencedora terá um prazo de seis meses a um ano para se implantar no território nacional.

A estratégia da AGER é atribuir licença a uma operadora credível capaz de introduzir em S. Tomé e Príncipe país as mais avançadas tecnologias e revolucionar o mercado das comunicações, no país.

Téla Nón

    26 comentários

26 comentários

  1. Cotateco

    1 de Março de 2013 as 15:40

    Assim seja. Só que não há espaço para, por exemplo, o surgimento de uma nova empresa são-tomenses… mas fico felicíssimo com a novidade, muito esperada!

  2. Porta dos fundos, nunca batas com a porta, porque poderás querer regressar...

    1 de Março de 2013 as 16:13

    Há sim espaços para todos, desde que cumpram os requisitos exigidos que estão claros na peça escrita…

    • Cotateco

      2 de Março de 2013 as 14:41

      “As companhias interessadas devem formalizar as respectivas candidaturas em duas propostas, sendo uma técnica e outra financeira, onde têm que demonstrar que operam na área das telecomunicações há pelo menos cinco anos.”

  3. Leopaldo

    1 de Março de 2013 as 16:22

    Será que é dessa vez ??? O valor apresentado pela AGER para entrar no mercado é muito alto….aguardamos com expectativa e rezamos para empresas concorrentes apresentarem a suas proposta.

  4. Dário

    1 de Março de 2013 as 18:00

    Se for para baixar o valor das chamadas internacionais de e para São Tomé, é semrpe benvindo.
    Pagamos 1€/minutos para ligar para São Tomé quase igual valor que se paga para ligar ao Iraque…

    • Santomé Plodôsu

      2 de Março de 2013 as 9:53

      Também a electricidadae tem um preço exorbitante e um péssimo serviço.
      Pagamos bem e somos mal servidos.

  5. Intendido da terra

    1 de Março de 2013 as 18:07

    seja benvindo ao pais mas uma ou mas de uma ..
    pra haver concorencia…

  6. luisó

    1 de Março de 2013 as 20:02

    Achas que vai baixar o preço?
    Então espera para ver.
    Em STP não há alta autoridade para a concorrência, por isso vão-se juntar e fazer os preços. JÁ ESTÁ.

  7. N.C

    2 de Março de 2013 as 0:11

    E de louvar essa iniciativa.Ja basta de atrasos,sevicos carrissimos e mediocres e de subdesenvolvimentos.Com a nova era,com tantos avancos tecnolicos e inovadores,ja e tempo de o pais virar a concorencia e ao mundo.Quando a oferta e muita,existe a concorencia e quem ganha e o consumidor em todos os sentidos.
    Mas pergunto,sera que o nosso mercado(consumidor)esta a altura de suportar os custos desse desenvolvimento,e sera que as empresas envistidoras de renome internacional,estarao disposta a investir no mercado nacional onde os assinantes nem sequer chegaram as centenas de milhares?Como irao rentabilizar essas empresas de acordo a relacao/diferenca entres os custos de adesao/investimento e consumidores?Nao sera que ao inves de baixar os custos e oferer um servico de alta qualidade,esses custos voltarao a ser acrescidos?Oxa la que criem condicoes e incentivos e que venhamos todos a ganhar com as novas tecnologias e que nao sirvam apenas aos interesses de alguns

  8. keblancana

    2 de Março de 2013 as 11:33

    mto bem.

  9. dhaniel Pires

    2 de Março de 2013 as 13:13

    CST – fogo! acabará o monopólio.

  10. Argenezio Antonio Vaz

    2 de Março de 2013 as 17:13

    Tudo isso esta muito mal explicado. Se vermos bem quem esta gerindo tudo isso é a CST. por isso tudo isso é uma treta

  11. humor de stp...

    2 de Março de 2013 as 17:30

    mt bom ,

  12. Vane

    2 de Março de 2013 as 18:01

    Por que não convidar companhias telefônicas do Brasil?
    Temos TIM, OI, CLARO, VIVO…e outras tantas com bom preço e bons serviços!

  13. Alê Mado

    3 de Março de 2013 as 19:26

    Espero que isso se concretize o mais breve possível!!!!

  14. Maria Ricardo

    4 de Março de 2013 as 7:53

    Isso já é mt bom. A CST tem abusado dos seus clientes, robando de forma escandalosa. Da próxima vez, será EMAE. Outra empresa pública que presta péssimos serviços à população, sem no entanto com direito à reclamação.

  15. Motxí

    4 de Março de 2013 as 8:39

    Meus amigos esperem pra ver, não acredito que teremos preços mais baixo que a CST, talvez um serviço ligeiramente diferente numa primeira fase, como forma de enganar ao q povo pequeno, assim como fez CK Do, que mesmo com isenções aduaneiras, entrou no mercado, muitos esperavam bons preços(acessíveis), mas actualmente pouco ou quase nada pode-se comprar ai a melhor preço q o resto das pequenas lojinhas aqui da Cidade, será a mesma coisas, você verão…..

  16. Motxí

    4 de Março de 2013 as 8:40

    Meus amigos esperem pra ver, não acredito que teremos preços mais baixo que a CST, talvez um serviço ligeiramente diferente numa primeira fase, como forma de enganar ao q povo pequeno, assim como fez CK Do, que mesmo com isenções aduaneiras, entrou no mercado, muitos esperavam bons preços(acessíveis), mas actualmente pouco ou quase nada pode-se comprar ai a melhor preço q o resto das pequenas lojinhas aqui da Cidade, será a mesma coisas, você veram…..

  17. Paracetamol 500mg

    4 de Março de 2013 as 9:39

    Será que com mais uma empresa de telecomunicações no mercado, ira ajudar a fomentar a concorrência entre as operadoras?
    No meu entender, o que sucederá é a repartição do mercado entre as duas operadoras, criando assim um oligopólio. Neste caso, a AGER deve munir-se de regras e competências, para exigir um comportamento de verdadeiros concorrentes.
    Ainda assim, há muito que fazer. Com a nova operadora, terá que se fazer um novo concurso de concessão de SERVIÇO PÚBLICO – o serviço mínimo que a operadora terá que realizar junto da população. O problema mais grave é que a AGER conhecendo muita das ineficiências da CST, nunca aplicou uma multa ou fez recomendações a operadora. Há falhas graves cometidas pela CST e a AGER nunca se pronuncia.

  18. António Raposo

    4 de Março de 2013 as 15:54

    Seja benvindo! É para acabar com arrogância da C.S.T.
    Mesmo dando um toque a uma pessoa lá vão as Dbs: 2.520.00. Isto é um roubo. A CST tem um parque a frente da sua central técnica que é uma vergonha nacional e nada faz por ele. Pagou vários mil euros para patrocinar um jogo do Benfica. (SPORT Lisboa e Benfica) que daria para recuperar 30 parques como aqueles.
    Quem venha concorrência para equilibrar isso pá.

  19. cao grande

    4 de Março de 2013 as 16:45

    Meus senhores vamos acabar com essa informaçoes barata porque oque eu saiba e que tem alguem la dentro que esta fazendo com que este concurso nao vai adientando pelo visto tem alguem recebendo alguma grojecta da cst e o senhor Orlando sabe disso que esta publicaçao e so uma falcidade
    Como e que voçes querem introduzir nova compania sabendo que no nosso aeropoorto tem dificiencia no conexaçao da red WIF que representa uma grande vergonha ainda nao dispomos de uma praça digital condigno se ja temos capacidade pra tal com a criançao da fibra optica acho eu que todos os saotomensse devem gozar desses beneficios.

    Por isso meus senhores fazem bem os vosso trabalho de casa depois comessam a anuciar coisas aos terceiros.

  20. congratulation

    5 de Março de 2013 as 16:14

    com a fibra optica ja instalada,porque razão ainda não se consegue ver um jornal da RTP,TVI SIC EM DIRECTO SEM AS HABITUAIS ANDA/PARA 0,1%….100%, ARRANCA PARA E 0,1%….100%.
    GOSTARIA DE SABER AS RAZÕES ?

  21. asd

    5 de Março de 2013 as 17:54

    Estão todos enganados. Com a nova operadora tudo será como esta. Nada de novo ou irá piorar. 1 minuto movel/movel custa 2520 dobras equivalente a i centimo do Euro. Voçês acham que alguma empresa entrara em S.Tomé cobrando 1 centimo de euro para uma chamada nacional? Convenhamos. Jamais ninguem quero fazer negocios para perder.Eu aposto ou as coisas irão estar como estão ou a CST vai aproveitar dessa e subir os preços baseando na concorencia. Veja o caso da TAP e STPAirways, pensavamos que o preço do bilhete iria baixar, muito pelo contrario aumentou porque a STPairways ficou sem liquidez e a TAP aproveitou-se dessa e aumentou os preços do bilhete, e o que aconteceu a STPAirways apanhou boleia da TAP e tambem aumentou. O mesmo ira acontecer com a nova operadora, quando a CST aumentar eles vão apanhar boleia e depois verão o resultado. Quem viver verá. Não tira foguete antes do tempo. FORÇA CST
    FUIIIIIIIII

  22. I

    6 de Março de 2013 as 3:52

    Esqueceram-se da sex line? Isto é um grande abuso estarmos a pagar para outros fazerem negócios com a sexline. Toda gente sabe disso e ninguém reage. Essa situação prejudica muito a imagem do país.
    Alguém de direito, por favor o povo aguarda a resposta.

  23. congratulation

    6 de Março de 2013 as 13:45

    PERGUNTA A CST :
    com a fibra optica ja instalada,porque razão ainda não se consegue ver um jornal da RTP,TVI SIC EM DIRECTO SEM AS HABITUAIS ANDA/PARA 0,1%….100%, ARRANCA PARA E 0,1%….100%.
    GOSTARIA DE SABER AS RAZÕES ?

  24. Gilson Cravid

    11 de Março de 2013 as 9:03

    É importante para haver concorrencia
    só sai a ganhar os clientes………….

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo