Economia

Taxa de desemprego VS Incentivos ao empreendedorismo

Tendo em conta que as debilidades macroeconómicas de STP são profundas, o relatório do FMI (Fundo Monetário Internacional), prevê o crescimento económico a médio prazo, baseando-se na produção de petróleo e nas exportações previstas para o ano de 2015.
    3 comentários

3 comentários

  1. desta terra

    8 de Agosto de 2013 as 8:04

    Meu caro jovem,
    Li atentamente o seu ponto de vista sobre a problemática de desemprego e empreendedorismo e confesso-lhe que:

    1- Não basta apenas escrever porque ninguém lhe vai dar atenção. É preciso estar cá no país real e enfrentar a situação seja ela boa ou má e criar a tua própria oportunidade de emprego que, tenho a certeza absoluta, se fores um bom empreendedor gerará também oportunidades de empregabilidade para muitos outros nossos irmãos que não têm essa oportunidade de criar um negócio próprio e sair do desemprego;

    2- Os governantes Santomenses, muitos deles não entendem o conceito de empreendedorismo.
    Não entendem que um empreendedor pode mudar o rumo de um país como o nosso S.T.P., se ele ao começar a sua empreitada tiver apoios básicos que quase todos e em quase todo mundo precisam que são:- Acesso ao credito a taxa de juro bonificada e não à taxa de juro “proibitiva”; – Incentivos fiscais; Garantia de fornecimento de energia eléctrica (é o que não existe hoje em STP), etc;

    Caríssimo jovem, não é que um determinado governo dê sinais de entender o conceito de empreendedorismo, cria a linha de credito de cerca de 1 milhão de dólares norte americanos, a taxa bonificada, direcionada a projectos jovens, e não se sabe por que carga de águas o mesmo deixa o poder, e vem outro governo e utiliza essa verba para outros fins meramente consumistas, ou para tudo menos o empreendedorismo?!;

    Caro jovem acha que é com espécie desses governantes que a juventude terá a liberdade de empreender e criar oportunidades de empregos para si e para os outros?

    Meu amigo, existe uma classe de governantes, chamada de políticos sem base ou visão social, que não está preparada para o processo de desenvolvimento.

    Quando alterarem essa visão, podes crer que, a partir daí haverá mais oportunidades empreendedoristas para aqueles que têm essa tendência.

    Mas, fazes muito bem em trazer à baila essas reflexões.

  2. GR

    8 de Agosto de 2013 as 8:42

    Bem pensando……..
    O atual executivo tem na sua carteira muitos dos aspeto referido no seu artigo…
    E tudo irá fazer na perspetiva de lançar a economia nacional…..

  3. Barão de Água Izé

    9 de Agosto de 2013 as 12:44

    AS debilidades macroeconómicas alterariam-se drasticamente se houvesse coragem politica para reprivatizar todas as roças e imóveis rústicos que foram nacionalizados, abrindo concursos públicos internacionais. STP precisa de investimentos e não de marxismo na Economia.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo