Bloco 2 da ZEE foi entregue a uma empresa sino-angolana por 5 milhões de dólares

Longe dos olhos da imprensa, a Agência Nacional de Petróleo, assinou com a empresa Sinoangol, acordo de partilha de produção do bloco 2 da zona económica exclusiva. A empresa de capital chinesa e angolana, vai pagar 5 milhões de dólares em bónus de assinatura e está obrigada a realizar outros investimentos de carácter social.

Depois de ter assinado “às escondidas”, o acordo de partilha de produção do bloco 2 da zona eonómica exclusiva são-tomense, a Agência Nacional de Petróleo, publicou um comunicado onde dá conta que o acordo assinado, obriga a empresa SINOANGOL, a depositar num prazo de 30 dias, o valor de 5 milhões de dólares na conta nacional de petróleo, como bónus de assinatura do bloco 2.

Diz também que a empresa de capital chinês e angolano, deverá realizar projectos sociais no valor não inferior a 5 milhões de dólares, « para todo o periodo de pesquisa», lê-se no comunicado da Agência Nacional de Petróleo.

O acordo de partilha de produção estabelece ainda que a SINOANGOL, deve desbloquear 250 mil dólares anualmente para financiar bolsas de estudo e formação de quadros nacionais.

O contrato que a imprensa não pôde testemunhar a sua assinatura, por vontade da Agência Nacional de Petróleo, define duas etapas. A primeira de 8 anos, em que a empresa petrolífera deverá investir 154 milhoes de dólares, em processos que vão da realização dos Estudos Sísmicos, passando por estudos de impacto ambiental, perfuração e avalição. É a etapa de pesquisa do ouro negro.

A segunda etapa é mais longa, dura 20 anos que será consagrada a produção de petróleo no bloco 2 da zona económica exclusiva são-tomense.

Abel Veiga

  1. img
    António Silva Responder

    Onde irá parar este dinheiro? Esperemos que o Tribunal de Contas ( “O Verdadeiro”)coloque este negócio debaixo dos olhos.
    Porque é que as coisas neste país não são as claras? Gostaria que fosse primeiro o governo a dar a conhecer este negócio ao povo.

    • img
      graca Responder

      …so pode ser exemplo de boa governacao ,transparencia que tanto clamaran no
      momento do asalto ao Palacio do governo
      pella boca morre o peixe!

  2. img
    3 macucu Responder

    Mais 20 anos Keeeeee

  3. img
    Pen Drive Responder

    Meus compatriotas! Porquê tanta preocupação com petróleo?

  4. img
    forro da terra Responder

    Aprendam a trabalhar terras e a transformá-las em verdadeiro recurso gerador de riqueza.

    Só querem dinheiro fácil.

    Quando não há dinheiro fácil, vão os governantes com a cara de lata pedir aos outros estados para lhes dar.

    • img
      António Menezes Responder

      Mas vocês estavam a espera de quê?
      Então não conhecemos uns aos outros?

  5. img
    Colomba Responder

    5 Milhões por um bloco… será um preço justo? Sinceramente não sei!
    Quanto às contrapartidas: se tiverem a sorte que nós temos tido com as contrapartidas que temos feito nos nossos negócios, não lhes gabo a sorte… temos visto ZERO!!!
    5 milhões de contrapartidas distribuídos pelo prazo de 20 anos – segundo entendi –, dão 250.000 USD por ano. Será muito?
    Boa sorte!

  6. img
    madalenas Responder

    Como temos dividas para saldar com Angola e China, e isto quer dizer que nós devemos a esses países 5 milhões e mais do que isto.
    Durante quanto tempo;

  7. img
    luisó Responder

    Na assinatura deste contrato não foi autorizada a presença da imprensa. PORQUÊ?
    Há alguma coisa a esconder?
    Este contrato não é coisa do Estado?
    Este contrato não é coisa de todos os santomenses?
    Tou te a ver…

    • img
      atento ao dossier Responder

      Porque este contrato faz parte da mescambilha,entre os dois presidentes,de Angola e S.Tomé.

  8. img
    Barão de Ágau Izé Responder

    Até ver, o nosso “petróleo” está cá dentro, na agricultura, turismo e pescas, não no mar.

  9. img
    osvaldo pereira Responder

    empresa Sinoangolana? e qual é o nome desta empresa? que credibilidade tem esta empresa? qual o historial desta empresa a nível internacional? a comunicação social não foi autorizada a presenciar a assinatura do acordo porquê? esse acordo é de todos os Santomenses e não de meia dúzia de (senhores) que se julgam donos da terra, e depois vejam os valores que estão em cima da mesa, 5 milhões a cabeça, depois mais 5 milhões em projetos e 250 mil dólares anual para bolsas de estudo onde os beneficiados serão os mesmos de sempre, ps:fiz varias pesquisas e não encontro em lado nenhum do mundo essa empresa Sinoagol! mais um barrete que nos estão a enfiar…

  10. img
    Germias Responder

    Deveriam convidar a comunicação social para que o povo soubesse da história

  11. img
    papagaio Responder

    vcs ainda acreditam que STP tem petróleo?
    Pq não apostarmos no turismo e prestação de serviço, pois acredito que seria uma aposta acertada para o engrandecimento do povo de STP…

  12. img
    tela mu Responder

    O nosso petroleo é o solo fertil que temos.;praias bonitas ,floresta virgem.Deixem de pensar no ouro negro vamos trabalhar com o que temos verao que as coisas mudam esta ilha esta cada vez pior entao os governantes nao se dao conta disso ? oh meu deus credo s.tome y principe uma coisinha de nada

  13. img
    Só desta vez Responder

    Meus caros,

    Infelizmente é assim. Temos vindo a dar mostras de que aprendemos apenas com os maus exemplos. A transparência na gestão dos recursos do petróleo não existe em quase parte nenhuma e em S.T.P. estamos a perder a oportunidade de fazer diferente.
    A exclusão da imprensa tem como um dos objectivos evitar que se saiba qual foi o bónus que coube a cada individualidade da Agência de Petróleos. Este sim, é o bónus que interessa à malta envolvida neste projecto. O bónus referente ao país (Usd. 5.000.000) não tem expressão alguma. Apenas para fazer o Inglês ver e distrair-nos.
    Bem haja.

  14. img
    malebobo Responder

    falam se da transparência, será que desta vez ficou escondido na gaveta essa famosa que sempre dizem

  15. img
    Marcopolo Responder

    A questao petroleo ja e antiga e nao se define nada em concreto, se a sinoangola fechou o negocio vamos rezar pra dar certo porque stome precisa do investimento externo: havera emprego para os jovem e melhor ainda vao formar jovens ja e muito bom.

Deixe um comentario

*