Fileira de turismo sustentável está na forja

O Programa de Apoio Participativo a Agricultura e Pesca Artesanal, que implementou com sucesso as fileiras de produção de cacau, café e pimenta de alta qualidade, decidiu em parceria com o Governo, criar uma plataforma de turismo sustentável.

A plataforma que agrupa todos os operadores turísticos, associações e cooperativas de agricultores, pretende lançar as bases para o nascimento da fileira de turismo sustentável. As comunidades agrícolas vizinhas a zona tampão ao parque natural Ôbô, são os principais alvos do projecto.

A fileira de turismo sustentável, vai organizar as comunidades agrícolas vizinhas ao parque natural ôbô, no sentido de proteger a biodiversidade na zona tampão. Uma forma de evitar a pressão do homem sobre a natureza virgem, que é pulmão das ilhas de São Tomé e Príncipe, e uma das principais atracções turísticas do país.

Desta forma a Fileira de Turismo Sustentável, vai criar condições para o combate a pobreza nas comunidades agrícolas do interior, evitando que as populações recorram ao abate de árvores e caça de animais endémicos ou em vias de extinção, para garantir a sobrevivência. «Vai permitir as pessoas fazerem  negócios e sustentar as suas famílias, evitando que entrem no parque natural ôbô e destruam a fauna e a flora», declarou o Director do Turismo, no lançamento na última quinta-feira da plataforma de turismo sustentável.

O Programa de Apoio Participativo a Agricultura e Pesca Artesanal, projecta uma nova fileira de valor económico, numa altura em que São Tomé e Príncipe está na boca do mundo como um dos destinos preferenciais para férias.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Bem dito Responder

    “vai criar condições para o combate a pobreza nas comunidades agrícolas do interior, evitando que as populações recorram a abate de árvores e caça de animais endêmicos ou em vias de extinção, para garantir a sobrevivência.” seria essa a solução e também preocupante daqui a uns anos STP poderá deixar de ser uma terra verde, se não protegermos a flora e fauna, .

  2. img
    Semedo Responder

    Excelente promoção de um futuro sustentável!
    As boas ideias merecem ter destaque e divulgação para saberem que existem responsáveis em STP COM CAPACIDADE E VISÃO DE FURUTO.

  3. img
    Eterno Madiba Responder

    Repito:Isto não é absolutamente nada. Os governos ficaram tão impediosos que entregaram o país ás organizações não governamentais. Onde pára o plano de desenvolvimento turístico nacional? E o plano Director? Onde está a direcção de turismo? E quem representa esta instituição? Que amadorismo minha gente! Vamos continuar assim até quando? Como é que continuamos a não dar provas em sítio nenhum?

Deixe um comentario

*