CST e Grupo HBD estabelecem parceria para melhorar comunicações na ilha do Príncipe

CST é o parceiro escolhido pelo grupo HBD para o fornecimento de serviços de telecomunicações, incluindo internet de banda larga. O Acordo permite viabilizar upgrade do link de feixe hertziano para 9 vezes mais capacidade que o atual, assegurando comunicações de melhor qualidade na ilha do Príncipe e maior proveito da ligação internacional de cabo submarino de fibra ótica ACE.

As duas empresas estão fortemente comprometidas com o desenvolvimento do Príncipe São Tomé, 15 de Setembro de 2014 A CST, Companhia Santomense de Telecomunicações, principal operador telecomunicações santomenses e o grupo HBD, operador de hotelaria e turismo sustentável, estabeleceram hoje uma parceria para aumentar a capacidade do link de feixe hertziano que suporta a comunicação entre a Ilha de São Tomé e a Ilha do Príncipe.

A HBD selecionou a CST como sua parceira para o fornecimento de serviços de telecomunicações para os próximos anos, tendo esta operação viabilizado economicamente o upgrade do link e lançado assim as bases para que a população da Ilha do Príncipe venha a beneficiar da internet de banda larga até 100 Mbps
que só a fibra ótica ao domicilio pode atingir.

As ligações internet suportadas em rede de fibra otica serão uma realidade até ao final de 2014. São Tomé e Príncipe está desde Dezembro de 2012 efetivamente conectado ao cabo submarino de fibra ótica ACE que interliga o arquipélago à Europa (França, mais concretamente) passando por vários países, das costas ocidentais africana e europeia, incluindo Portugal, mas a estação de amarração encontra-se na Ilha de São Tomé e não havia até então uma ligação de grande capacidade entre as duas ilhas que permitisse que a Ilha do Príncipe tirasse plenamente partido da ligação internacional.

Este investimento conjunto vai atender à crescente procura de serviços de telecomunicações que resulta do aumento do número de turistas e do crescimento económico que se verifica no Príncipe. Demonstra o quanto as duas empresas estão comprometidas com o desenvolvimento desta região autónoma.

Fonte : HBD

Notícias relacionadas

  1. img
    Casaco Responder

    Valeu a penas surgir nova operadora! Fui

  2. img
    Ma Fala Responder

    Corre ” N’grato”!
    Corre, corre CST ate nao poderes mais
    Corre atraz da ilusao
    porque ja passou o tempo do monopolio
    em que nos roub..vas e rias
    mas os teus dias chegaram ao fim
    Fazendo parceirias com deus e diabos
    e todos estamos testemunhando o “bobo” da corte que tornaste!
    E o teu fim ,o Babilonia!

    • img
      o maldizente Responder

      Muitos fala mal da CST mas esquece que foi CST que trouxe comunicacao a sao tome. Melhor tarde que nunca. Vamos valorizar o que e nosso e parar de maldizer tudo. FOrca cst.

  3. img
    Sinto Triste Responder

    Força HBD o principe precisa e agradece. Por outro lado nao era preciso a concorencia, mas estou muito feliz pela minha terra.

  4. img
    arelitex Responder

    seja como for a concorrência é sempre bom .porque obriga a baixar os preços . mas mesmo assim as telecomunicações em STP , tanto da parte da CST como da UNITEL . tem preços demasiado altos para um país pobre . tanto uma empresa como a outra têm que ter obrigatoriamente lucros altíssimos que nâo se enquadram em nada . quando fazemos uma chamada telefonica as ondas electromagneticas enviadas pela chamada vâo utilizar como estrada e combustível o ar que todos respiramos . nâo é preciso carros nem camiões nem barcos nem qualquer tipo de combustível . agora digam-me se nâ realidade estas empresas têm ou nâo lucros demasiado altos . é um assunto interessante para ser debatido na TVS .

  5. img
    pichotada Responder

    Depois de muitos anos nessa miséria sem falar noutros assuntos CST resolvi melhor algumas coisas. Isso deve-se a concorrência…

  6. img
    pichotada Responder

    Mais é bom saber que ja estão a fazer alguma coisa depois de muitos anos a dormir.

Deixe um comentario

*