Destaques

FMI destaca desempenho macroeconómico de 2014 e pede mesma atitude para 2015

O novo chefe da missão do Fundo Monetário Internacional para São Tomé e Príncipe, Maxwell Opoku-Afari, fez uma avaliação positiva da economia são-tomense e disse que as conquistas alcançadas em 2014 devem continuar e reflectir-se nas opções orçamentais para 2015.

O responsável do FMI para São Tomé e Príncipe, destacou que o arquipélago conheceu crescimento forte em 2014, resultante do investimento directo estrangeiro. «Verificou-se um crescimento forte, devido, principalmente, ao aumento do investimento directo estrangeiro e à contínua descida da inflação que atingiu em 2014 o nível mais baixo em mais de duas décadas. E as reservas do país estão numa situação confortável», precisou o enviado do FMI.

Um dos objectivos da vinda da equipa técnica do FMI chefiada por Opoku-Afari é ajudar o governo a estabelecer novas políticas orçamentais e discutir com o executivo a continuação do apoio financeiro do FMI, através do programa ECF. A equipa do FMI vai ajudar o governo a preparar o orçamento para 2015.

Segundo Maxwell Opoku-Afari, para além de conhecer o novo governo e as suas políticas e ajudar na preparação do orçamento para 2015,  o FMI tenciona saber se São Tomé e Príncipe  quer continuar o relacionamento bilateral através do programa ECF. « Queremos ajudar no estabelecimento das novas linhas orçamentais, na preparação do orçamento e saber se o novo governo tenciona levar por diante o programa CEF», frisou.

Opoku-Afari, sub-chefe da Divisão África do FMI e de nacionalidade ganense, está a ter encontros de trabalho com as autoridades são-tomenses. Na quinta-feira, encontrou-se com o Presidente da Assembleia Nacional, José Diogo e reuniu-se depois com a IIª, IIIª e IVª Comissões Especializadas do parlamento.

Téla Nón

    5 comentários

5 comentários

  1. Batepá

    7 de Fevereiro de 2015 as 18:13

    Por maior que sejam as tentativas de se apagar a parte positiva do anterior Governo, os factos falam por si.
    Não se pode dizer que a opinião está políticamente viciada, são factos e contra estes não há argumentos.
    Parabéns, particularmente, ao anterior ministro das Finanças, apesar de ter feito muitos inimigos.
    Devemos reconhecer, existem quadros competentes neste país.
    Viva São Tomé e Príncipe.

  2. Dudu

    7 de Fevereiro de 2015 as 18:14

    Afinal 2014 foi um ano bom para a economia? O Patrice Trovoada sabe disto?

    • Maria de Fatima Santos

      23 de Fevereiro de 2015 as 11:04

      Conm certeza que sabe… Mas como as verdades amargam e nao fazem parte do Plano Populista, faz-se de contas que elas nao existem!

  3. Blaga-pena

    12 de Fevereiro de 2015 as 11:06

    Foi pena a população santomense n ter reconhecido essse esforço e ter sancionado de forma severa este ótimo desempenho macroeconómico do ultimo governo, a favor dum esbanjador e fanfarão “P.TROVOADA” q mais se identifica com estrangeiro do q com santomense! Individuo q prometeu tanto ao provo, mas q neste momento está bloqueando a construção da nova cidade, investimento esse q poderia trazer milhares e milhares de empregos aos santomenses! Individuo(P.Trovoada q orientou a sua bancada na Assembleia no sentido dos Deputados do ADI terem mais do q um emprego, retirando pão povo q ele tanto hipocritamente defende Espera-se q o povo deixe de dar tiro na sua própria perna

  4. Olhos vivos

    3 de Maio de 2015 as 14:57

    É difil reconhecer os trabalhos dos adversários em S.Tomé e Principe.
    Na verdade o anterior Governo em Dois anos demonstraram que são capazes, mas como o povo queria comer a carne e o arroz do Patrice se entregaram o País de Bandeja. Agora haver vamos.
    Por outro lado quando se ganha com a maioria deve haver um equilibrio de funções para outras forças politicas e o PATRICE aqui pecou, esquecendo que a maioria que obteve veio dos militantes de outras forças politica.
    Para o futuro poderá ser complicado para o ADI e para as grandes ambiçoes de Patrice.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo