Destaques

Maior produtor nacional do milho luta contra a praga de Lagartos

Uma praga de lagartos, está a por em causa a produção do milho no ais. Os agricultores estão aflitos, e o Governo já pediu ajuda da FAO, para controlar a praga que está a devorar a plantação do milho.

Olavo Moreno é o maior produtor de milho de São Tomé e Príncipe. Na comunidade de Canavial, distrito de Lobata, cultiva 6 hectares. Anualmente produz mais de 12 toneladas de milho.

Mas desde o ano 2005, que está a ter problemas graves. A Plantação de milho é devorada por lagartos. «É uma tristeza, porque fiz um cultivo de 150 quilos de milho em 6 hectares de terra e só consegui colher 3 toneladas de milho. Se não fosse a praga teria conseguido 12 toneladas de milho», declarou Olavo Amado.

milhoMesmo assim o agricultor não baixa os braços. Com as mãos firmes na enxada, está a preparar o terreno para a terceira cimenteira do ano. Olavo Moreno, acredita no empenho do Ministro da Agricultura, Teodorico Campos, com vista a encontrar uma solução para o problema. «Todos juntos nós os agricultores e o Governo, vamos resolver esta situação», assegurou Olavo Moreno.

O Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural Teodorico Campos, anunciou que a praga é nacional. De norte ao sul do país, os lagartos está a devorar a plantação do milho. «Por isso pedimos a colaboração da FAO que pudesse nos enviar um técnico para junto ao CIAT possa identificar a praga e definir o melhor insecticida para o eliminar», anunciou o ministro.

Segundo o Ministro a FAO já reagiu e brevemente um perito deverá chegar ao país para aprofundar a investigação da praga. Os lagartos que estão a devorar a cultura do milho, resultam de larvas que são deixadas nas folhas da planta, por uma borboleta nocturna.

Uma praga que está a comprometer a política do Governo, de aumentar a produção do milho para garantir a produção local de ração animal. «Para além do milho servir para alimento da população, é política do governo produzir ração para ajudar os agricultores e criadores e assim promover a economia», frisou o ministro.

Enquanto isso o milho já está a ser vendido no mercado nacional a preço equivalente a 1 euro o quilo. O Ministro da Agricultura, garante que vai aumentar muito mais nos próximos meses, «Daqui a pouco o preço irá disparar», sublinhou.

Abel Veiga

    8 comentários

8 comentários

  1. Manuel Jorge de Carvalho do Rio

    21 de Abril de 2016 as 11:09

    Esta praga, realmente tem desvastado as plantações dos pequenos e médios camponeses de uma forma muito assustadora. A mesma é ainda acrescida a falta de chuva que o país vive. Temos que encontrar realmente uma solução para esta questão. Quem sabe fazer uma pulverização aérea durante a noite nas principais zonas de cultivo desta actividade. Não sei são os piritos a decidirem. Mais este não é o unico caso. Se notarmos, até os citrinos ( Limoeiros, larangeiras, tangerineiras e torangeiras estão também a ser atacados e mortas com tendencia para o desaparecimento em são Tomé. Entretanto na minha ultima visita ao Principe pude também verificar que este problema também já está por lá. Se nada fôr feito, vamos ter sérios problemas com o desaparecimento destas plantas e consequentemente problemas com esses frutos que são, sem margens de dúvida muito apreciados no nosso País. Peço ao Senhor Ministro de Agricultura que ínclua também esta questão no pacote das preocupações do Ministério de agricuiltura e desenvolvimento rural porque ela é também grave e preocupante.

  2. Martinho Pires

    21 de Abril de 2016 as 13:35

    A Praga esta sendo causada pela Helicoverpa Amigera assita esse video pode muito ajudar os agricultores Martinho Pires

    https://youtu.be/WjhZ-UDwNp8

  3. Lesada do ADI

    21 de Abril de 2016 as 18:58

    Bem vindo ao Dubai de Africa…

    • santomensse

      22 de Abril de 2016 as 8:30

      agora minima coisa é Dubai se não tens o que comentar não diga nada gentes como vc só gosta de ver outros a sofrer ….. veja se diga amenos algo que presta ok.

  4. sum blabo

    22 de Abril de 2016 as 10:02

    Não sou profissional nesta matéria, mas nas plantas de milho do meu quintal, combati esta praga com inseticida que combate “barata e mosca” adquirido no ckado. O efeito foi rápido e eficiente. As plantas cresceram bem e já tenho milho pronto para colheita.
    Espero ter dado alguma contribuição.

    • Lesada do ADI

      23 de Abril de 2016 as 9:43

      Sum Blabo o que fez foi criar um cocktail para resultar em cancro de todo o tipo muito brevemente. Espero que não sigam o seu conselho..

  5. Estudante de Agronomia

    22 de Abril de 2016 as 13:20

    Nome da lagarta é helicoverpa armígera, e se não forem tomadas as devidas providências o estrago será ainda maior daqui pra frente. Uma lagarta de hábito noturno e difícil de combater. Não vale a pena jogar um monte de produto químico que nada ajudará, e o pior irá matar outros insetos predadores da tal praga…é preciso monitorar e identificar a praga, conhecer seus hábitos, fazer plantios de outras espécies ao redor para servir de abrigo para essas lagartas e controlar a população na área plantada. Os pesquisadores da CIAT se não orientarem os produtores, maiores consequências virão, porque a reprodução da lagarta é em alta escala.

  6. jaka

    22 de Abril de 2016 as 13:56

    Mas que Dubai.Tudo agora e Dubai.Muda de mentalidade mesquinho sem cultura e burro otario

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo