Destaques

Anuário de investimento em São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe tem imensas potencialidades mas necessário se torna que essas potencialidades sejam transformadas em oportunidades reais de negócios e investimentos.

O país muitas vezes é confrontado com as oportunidades de negócios e de investimento e os governantes tem algumas dificuldades em concretiza-las imediatamente.

Dai que este anuário tem como objetivo de traduzir essas potencialidades em algo mais concreto para orientar os investidores e em que áreas e sectores, as informações que existem e em que os projetos afim de eventualmente organizarem os seus planos de negócios.

Nesta primeira edição o documento que se pretende divulgar anualmente, contem alguns projetos nas áreas de Turismo, Agricultura, Pescas, prestação de serviços. Esta edição não contempla todos os projetos de investimento e oportunidades imensas de que os pais dispõe.

Segundo o Ministro da Economia e Cooperação Internacional: «Este anuário apresenta-se como uma tentativa de dar resposta a uma preocupação as autoridades nacionais de sintetizar num único documento oficial o que de concreto um investidor pode fazer em São Tomé e Príncipe», declarou Agostinho Fernandes.  

Produzido pelo ministério da economia e cooperação internacional, o livro que pode ser considerado como um guia orientador de investimento foi apresentado no hotel Praia ao sector privado e aos potenciais investidores no país.

Confira as declarações do ministro Agostinho Fernandes na cerimónia de lançamento do anuário de investimento.

Téla Nón

 

 

 

 

    3 comentários

3 comentários

  1. ANCA

    1 de Julho de 2016 as 16:02

    Muito bem

    Boa iniciativa

    Mas necessário se torna melhor organização melhor administração do País(Território/População/Administração).

    No sector de Energia Eléctrica, energia Renováveis.

    No sector dos Portos e Aeroportos

    No sector de Transportes, Terrestres, Fluviais e Aéreos, tipos de Transportes, Camiões com arcas de frio-conservação produtos, Transportes de mercadorias, Barcos com arcas frigoríficos, Aviões.

    Vias de comunicação terrestres em bom estado.

    No sector da Justiça

    Enquadramento e modernização jurídica legal, cumprir e fazer cumprir a lei, procedimento jurídico, interpretação e observância da lei, auditorias internas externas, certificação institucional internacional.

    No sector da Saúde

    No sector da educação, civismo e formação, formação de qualidade.

    Na Sector cultural, politicas que levem a modernização do modo de ser estar fazer pensar dos cidadãos perante o trabalho, perante a sociedade que os rodeia.

    Na quadro prestação de contas ao tribunal de contas, pelas entidade instituições públicas, questões de transparência administrativa governativa, pois que somos um País(Território/População/Administração) que depende de ajuda externa para levar a cabo objectivos.

    Pois que nenhum empresário, ou grupo de empresários investira no País(Território/População/Administração), sabendo que seu investimento irá comportar um risco de perda excessivo, ou mesmo de perda.

    Quando os Tribunais-Sistema de Justiça, jamais fazem cumprir a lei no preceito daquilo que deve ser a garantias direito deveres dos cidadãos e do Estado, Estado a que pertencemos todos, dificilmente haverá muitos empresários que arrisquem, por exemplo no quadro de contratos de compras e vendas, no quadro de usurpação, furto, controlo, responsabilização, etc, etc,…registo de propriedade, identidade.

    Na saúde, a questão de paludismos e doenças locais.

    Na educação a questão de formação, civismo, cidadania.

    Pois que existem ainda muitas lacunas a superar

    Bem que podemos a lançar obras, anuário de investimento em São Tomé e Príncipe, mas se Estado São Tomé e Príncipe, que pertencemos todos estiver, desorganizado, sem observância cumprimento pelas normas, sem vigência de cumprimento de leis, pelas instituições e pelos cidadãos, difícil será captação de investimento externo, criação de posto de trabalho,o crescimento do PIB, modernização progresso social, cultural, ambiental, desportivo, politico, económico e financeiro, que se pretende sustentável no presente.

    Há questões de fundo a resolver.

    Se se queremos ver o País(Território/População/Administração) bem

    Acredita em ti tu és capaz

    Acredita juntos somos capaz

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

    Bem haja

  2. Miguel

    14 de Julho de 2016 as 7:37

    Muito interessante.

    É este documento on-line?
    Pode ser baixado ?

    Saudações

  3. o Investidor

    8 de Setembro de 2016 as 21:20

    São Tomé é uma terra de miséria!
    Não por falta de recursos, mas culpa de mentalidades instituídas e institucionalizadas.
    Se vierem aqui a São Tomé daqui a 500 anos, estará tudo igual…
    Menos a dependência do exterior para alimentar o Orçamento Geral do Estado, que passará de 90% para 95% ou 97 %.
    País mendigo…
    Gente que vive não do trabalho mas apenas de expedientes e artimanhas…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo