Destaques

Líbia pretende activar fábrica de Água Mineral em São Tomé

São Tomé e Príncipe deverá começar a exportar água mineral dentro de 4 meses. A garantia é do Governo da Líbia que desde 2011 construi um centro de processamento de água na ilha de São Tomé. A infra-estrutura ficou abandonada durante vários anos.

Na manhã de terça – feira, Mosab Fauzi Algoil, Director de Cooperação Internacional do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Líbia que se encontra de visita ao país, reuniu-se com o Ministro dos Negócios Estrangeiros Urbino Botelho.

O enviado do Governo Líbio, anunciou que o centro de tratamento de água para exportação, vai ser activado. «Vamos facultar a empresa gestora todas as condições para por a fábrica a funcionar. Isso dentro de 60 à 120 dias», afirmou o Director de Cooperação Internacional do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Líbia.

O centro de tratamento e de produção de água mineral, foi construído com fundo solidário do Governo da Líbia, na zona montanhosa de Monte Café. O ex-Presidente da Líbia Muamar Khadaffi foi o arquitecto da montagem de financiamentos a favor de São Tomé e Príncipe. A guerra civil que agitou a Líbia, provocou o abandono da infra-estrutura.

Em 2014, uma delegação líbia esteve no país e avançou com o processo de venda do centro de tratamento de água. O anterior governo de Gabriel Costa, discordou e impediu a venda da infra-estrutura.

FÁBRICAO centro está devidamente apetrechado com os equipamentos para tratamento e engarrafamento de água. O Governo Líbio, promete empregos e a promoção do nome de São Tomé e Príncipe a nível internacional. «A produção de água mineral dará emprego, e um maior conhecimento de São Tomé e Príncipe, no mundo uma vez que a água será exportada», referiu Mosab Fauzi Algoil.

Líbia retoma reactiva relação com São Tomé e Príncipe, e segundo Mosab Algoil os sectores da Educação e do Turismo são outras prioridades.

Abel Veiga

 

    21 comentários

21 comentários

  1. João Carlos

    13 de Setembro de 2017 as 7:08

    Não creio muito que isso se venha realizar no intervalo de tempo que aqui foi dito. Simplesmente porque a Líbia também não se encontra neste momento numa situação confortável. Por outro lado, penso que antes de pensarem na exportação da água, deviam abastecer primeiramente o mercado local e reduzir a importação por exemplo das águas que veem do exterior, só assim conseguiremos reduzir o nosso deficit da balança de pagamentos…

    • Guêmbu

      13 de Setembro de 2017 as 18:07

      Mas que raio de português é esse. Primeira, não “foi dito” mas sim escrito. Ora se em primeiro é Primeiramente em segundo deverá ser segundamente, terceiramente e assim sucessivamente. E se utilizar défice em vez de deficit não soaria melhor….

  2. João Alegre

    13 de Setembro de 2017 as 9:48

    Boa notícia. O país precisa de ser industrializado.

  3. Nuno Menezes

    13 de Setembro de 2017 as 10:08

    São Tomé e Príncipe deverá começar a exportar água mineral dentro de 4 meses.
    Espero eu que tambem a populacao de Sao Tome e Principe compre a mesma agua no supermercado no aeroport antes de viajar para a europa porque assim tambem acontece quando se esta na Europa muita agua mineral as pessoas compram tanto para levar para o trabalho e viajar.

    Outra coisa importante Sao Tome e Principe importa cacau deveria tambem haver fabrica de chocolate desse mesmo cacau chocolate branco e Preto a venda no mercado.

    Nuno Menezes
    Lincoln Reino Unido

    Sao Tome and Principe is expected to start exporting mineral water within 4 months.
    I hope that the people of Sao Tome and Principe also buy the same water in the supermarket in the airport before traveling to Europe because that way also happens when in Europe a lot of mineral water people buy so much to take to work and travel.

    Another important thing Sao Tome and Principe imports cocoa there should also be chocolate factory of this same white chocolate cocoa and Black for sale in the market.

    Nuno Menezes
    Lincoln United Kingdom

    • Guêmbu

      13 de Setembro de 2017 as 18:16

      Escreve mal em Português e pior em Inglês…. Não acentua nada, nem água, população, …. Quanto tempo está sem vir a STP. Supermercado no “aeroport” (algo entre airport e aeroporto. Qual supermercado? Possam levar para o trabalho e viajar, mas o que quererá dizer com esta excelente frase…..
      O facto de STP vender cacau para o exterior é uma EXPORTAÇÃO, como tal exporta e não importa. O sr é Emigrante ou Imigrante?
      Quanto ao Inglês, posso-lhe garantir que o seu ajudante Dr. Google traduz mal mesmo escrevendo bem português, escrevendo mal tem o brilhante resultado que colou…..
      Parabéns, consegui rir

      • Pumbú

        14 de Setembro de 2017 as 18:27

        “Posso-lhe” – isto é bom PORTUGUÊS?
        Não leve a mal, por favor

      • Nuno Miguel Do Espirito Santo de Menezes

        16 de Setembro de 2017 as 8:23

        Senhora ou senhor Guêmbu:

        Muitos e Muitos anos mesmo estou sem vir a Sao Tome e Principe Quando acabei o meu Curso em Casa Pia de Lisboa Portugal em Electronica e electricidade, Pessoalmente tentei Sao Tome e Principe no ano 1995 essa foi a ultima vez que estive em Sao Tome e Principe.Trabalhei apenas 6 meses em Sao Tome e Principe e depois neste mesmo ano Fui para ANGOLA tive apenas 15 dias e depois fui a CABO VERDE neste mesmo ano 1995 aonde assisti o vulcao de fogo em cabo verde estava eu juntamente com outros Portugueses e alguns na cidade de LIncoln estao Hoje trabalhadores da Emabixada nos todos a ver o vulcao a noite.

        Para nao haver duvidas em alguem aqueles espertos que sabem tudo Casa Pia de Lisboa formam os jovens em PORTUGAL muito cedo pronto para o mercado de trabalho e quando assim acabei no ano 1995 em casa pia fui logo trabalhar em Sao Tome e Principe e consegui o trabalho na minha area Electronica e eletricidade, com e 6anos cheguei em Portugal pela primeira vez em Portugal voltaram a minha Injeção toda para traz como tive-sse zero anos de idade.

        Essa mesma Injeção faz com eu ande com speed e em Sao Tome e Principe encontrei na area do meu trabalho muito slow Leve-leve” é a expressão utilizada pelos habitantes de São Tomé e Príncipe, e nao consegui Habituar mesmo sendo eu de Sao Tome e Principe. Mais concerteza deve ser por ser jovem naquela altura o tempo passa mais calcario da idade pesa e se calhar hoje ainda continuo formado na mesma area e outras tambem quem sabe com o calcario da idade fico hoje em Sao Tome e Principe se tiver a mesma vaga ou outras mais como Por exemplo, electronica,eletricidade,TI ,IT, ICT computer, Supervisor, Teamleader, essas sao a minha formacao neste momento NO REINO UNIDO com certificado nessa mesmas areas todas e um certificado muito especial que assim tenho nao imprimido na internet pela internet o certificado como assim muitos tem, o Meu especial se chama Microsoft UNIT.

        Se o aeroporto de Sao Tome e Principe nao tem loja muito simples de resolver ‘e construir uma loja dentro do aeroporto,e dentro da mesma loja vender o jornal o Parvo, vender o Jornal Telenon,agua chocolate, nao importa se o jornal ‘e atrazado ou nao na cidade aonde estou a viver no reino unido cidade de lincoln o jornal da cidade sai apenas 1 vez por semana e online noticias do mesmo jornal sai todos os dias. Necessario ‘e nos termos ideias ser criativos e meter em pratica essa mesma ideia mesmo tendo apenas 3 voo por semana nao faz mal uma empregada responsavel vai ao aeroporto apenas abrir a loja e depois volta para casa para isso acontecer necessario ‘e conhecer os voo de aviao que assim existe em Sao Tome e Principe e os Horarios dos mesmos nao importa se as horas se for as 4 horas da manha o dia anterior fala com um amigo familia e ‘e transportada de carro ate o aeroporto abrir a loja, somos nos que temos que ter iniciativa.

        Tive a ver uma reportagem essa mesma reportagem foi feita em Sao Tome e Principe no ano 2016 (YouTUBE) e os jovens falam que nao existe nada feito por nos dentro de Sao Tome e Principe as casas que assim existe Sao do Tempo colunial, o facto de Sao Tome e Principe exportar CACAU necessario ‘e ter tambem uma fabrica de chocolate.

        Continuando… Essa mesma de chocolate produz chocolate para Sao Tome e Principe e quem sabe para o Exterior isso ajuda e muito no mercado de Trabalho dentro de Sao Tome e Principe as pessoas jovens sem trabalho e etc…

        Para finalizar tu acreditas que a Populacao dentro do Reino unido usam muito a google ate para ver como se escreve uma palavra em ingles?? mesmo sendo eles Ingleses que sao…

        Nuno Menezes
        Reino Unido, Lincoln

        • rapaz de Riboque

          16 de Setembro de 2017 as 18:23

          xiii tiveste na casa pia então conheces o Carlos Cruz o Jorge Rito e companhia limitada

    • rapaz de Riboque

      14 de Setembro de 2017 as 15:27

      grande cromo és tu rapaz

  4. Ambicioso

    13 de Setembro de 2017 as 10:10

    Espero que tudo corra bem.
    Afinal, o nosso país carece de industrias, visto que devemos diminuir significativa a nossa dependência em relação aos nossos parceiros do desenvolvimento e não.
    Se queremos aumentar os postos de emprego, aumentar o poder de riqueza e diminuir a pobreza, temos por obrigação apostar na industrialização do país.
    Fui…

  5. Txe

    13 de Setembro de 2017 as 15:52

    O Governo da Libia? Um Governo extranjeiro vai engarrafar agua em São Tomé e Príncipe? Uma fabrica finaciada com dinheiro publico extranjeiro? Qualquer coisa não bate bem!

    • rapaz de Riboque

      14 de Setembro de 2017 as 10:36

      amigo não se escreve extranjeiro mas sim estrangeiro .

    • Conceicao Pereira

      16 de Setembro de 2017 as 18:13

      O governo Libio sempre apoiou Sao Tome % Principe. Os primeiros aviadores Santomenses foram formado na Libia.

      Em 1978 a Libia ofereceu ambulancias e outros meios de transportes as Forcas Armadas de Sao Tome.
      Fui militar na alturas dessas ofertas e testemunhei , falo do vi e assisti.
      Gostaria de entebder o significado da sua critica ou a citacao quanto a Libia como o pais estrangeiro a envistir em Sao Tome ? Que mal tem isso?
      Para sua informacao nao existe nenhum pais no mundo onde os envestimentos sao apenas de nacionais e se sabes? Por favor de informar.

      Melhor ser activo do que passivo porem,nao significa criticar por criticar ou ter intervencoes por intervir sem conhecimentos.

      Ate um tolo calado sera tido como sabio

  6. rapaz de Riboque

    13 de Setembro de 2017 as 17:49

    desde que venham com boa fé são bem vindos.

  7. atonito

    13 de Setembro de 2017 as 20:33

    Fuba com bicho.
    Que diga o director do património.

  8. Gervasio . A . Neves

    14 de Setembro de 2017 as 10:56

    Sou santomense!!!!! estou fora de S.Tomé a trinta e três anos graças os paises exteriores para mim .Mesmo que não construi predios em santola p’ra mim graças os trangeiros . Eu apoi a verssão do rapaz de Riboque , desde que venham com boa fé são bem vindos . Um pais sem homens de negocios nunca avança e não avançara . Viva S.Tomé, viva Libya e viva Banco Mondial

  9. Carlos Alburquerque T.S.

    14 de Setembro de 2017 as 11:31

    É necessário que se produza a verdade dos factos.
    O pnultimo paragrafo da noticia não corresponde a verdade. O arquioteto do projecto foi o ex-presidente santomense Fradique de Menezes, este sim é que pediu apoio ao ex-presidente Kadhafi da Libia para financiar o projecto. Apesar de tudo que se possa dizer do ex-presidente Fradique, ele na verdade deixou muito boas obras. Deixou realizações que deveriam ser os governos a fazer ou ao menos tentar fazer. Agora por exemplo, o país corre o risco de não vir a ter grandes realizações porque o actual presidente da república não toca nem muge, não sai para o estrangeiro buscar ajudas para ajudar o governo, porque na verdade não tem com quem se contactar…. Pois é meus senhores, a politica também se faz de agilidade, de conhecimentos de línguas, de conhecimento da politica económica internacional, de amizades, de conhecer influencias, enfim…..coisas que Evaristo está longe de conseguir fazer.

  10. Conceicao Pereira

    16 de Setembro de 2017 as 18:20

    Sao quarenta anos o tempo suficiente para qualquer povo emanacipar e ter a capacidade de escolha nas urnas

    Cada povo tem governo que merecem

  11. Edmar

    25 de Setembro de 2017 as 14:41

    Meus irmãos um dos nossos problema é contrária sempre tudo que úm outro irmão diz… Vamos lá ver os projetos,e dar nossa contribuição más positivamente.

  12. Lord Umbikwe

    26 de Setembro de 2017 as 15:44

    Notícias muito boas. São Tomé e Príncipe precisa ser industrializado. Isso servirá bem minhas tropas, quando tiverem necessidade de refrescos. Estou satisfeito com este anúncio e aguardo o dia em que todos me reconhecem como seu verdadeiro governante.

  13. olivio cardoso

    3 de Outubro de 2017 as 9:20

    O Pais precisa desenvolver muito mais na area de expotaçao, uma ideia eficaz

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo