ADI em congresso no mês de Fevereiro

Publicado em 22 Dez 2008
Comentários; fechado

Adivinham-se grandpatrice-1.jpges movimentações políticas em São Tomé e Príncipe durante o primeiro trimestre de 2009. O partido ADI única força política da oposição no parlamento, prevê para Fevereiro do próximo ano a realização de um congresso onde será constituído o seu braço feminino. No último fim-de-semana o secretário-geral do partido Patrice Trovoada, reuniu com as mulheres da ADI do distrito de Cantagalo. ADI diz que quer ser alternativa séria ao actual poder.Há vários anos que a ADI não mostrava qualquer actuação política no terreno, pelo menos de forma pública. No último fim-de-semana em Cantagalo, o Secretário-geral Patrice Trovoada reuniu-se com várias dezenas de mulheres do seu partido. O objectivo é criar um núcleo feminino forte que vai dar corpo a organização feminina do partido, a ser institucionalizada no congresso do próximo ano.

A criação pela primeira vez do braço feminino do partido, é segundo o secretário-geral, resultado da grande aderência das mulheres aos ideais da ADI. «O nosso partido não contava com uma organização das mulheres, porque as mulheres que começaram no nosso país com engajamento político o fizeram dentro de outras organizações, e ao longo do tempo vimos que a aderência das mulheres a ADI começou a ser mais significativa», enfatizou Patrice Trovoada.

O líder reconhece que o partido não tem tarefa fácil, porque está sozinho na oposição, mas considera que o sentimento popular de desesperança obriga o seu partido a demonstrar que é alternativa ao actual poder. «Pensamos que a situação de carência a nível nacional permite a nossa voz ser ouvida. Nós queremos trazer solução concreta ao país. Estamos a trabalhar para reforçar o partido e reforçar as nossas propostas de solução para o país», confessou o secretário-geral.

ADI começa a movimentar-se no terreno, numa altura em que as duas outras forças políticas atracadas no poder, nomeadamente o MLSTP/PSD e o PCD, têm desenvolvido intenso trabalho de terreno de reavivamento das suas estruturas políticas. Torneios de futebol , construção de centros de recreação e sedes regionais, fazem parte da longa lista de acções que os dois partidos no poder têm brindado os seus militantes e simpatizantes.

No último fim de semana o MDFM-PL  que também está atracado no poder, deu um sinal de dinamismo no distrito de mé-zochi com a realização de torneio de futebol inter-bairros. Enquanto 2009 se aproxima os jogos políticos começam a aquecer nas ilhas verdes.

Abel Veiga