Política

Comissão coordenadora do MDFM/PL tenta evitar debandada dos membros influentes do partido

Numjoao.jpga carta enviada ao Presidente Honorário do partido, Fradique de Menezes, um grupo de coordenadores de base do MDFM/PL do distrito de Água Grande o mais populoso do país, decidiu afastar-se definitivamente do partido. Na cópia da carta que o Téla Nón teve acesso pelo menos 11 coordenadores de zonas que são também membros do conselho nacional do MDFM/PL, decidiram abandonar dentre outras razões, destaca-se a decisão tomada numa reunião especial do conselho nacional em demitir a liderança que saiu do congresso extraordinário de Setembro de 2008. João Costa Alegre(na foto), coordenador do partido já veio dizer que tudo está a ser negociado em busca de uma solução tranquilizadora.

Na carta de afastamento definitivo do partido, os 11 coordenadores de zonas que são também membros do conselho nacional do MDFM/PL, dizem que o partido deixou de ser transparente e que «está ao serviço de um grupinho».

Os 11 subscritores acrescentam que o MDFM/PL, não tem uma estratégia política definida, e manifestam-se magoados com a decisão saída do conselho nacional especial realizado na Quinta da Favorita em Novembro do ano passado, em que foi dissolvida a liderança de Manuel de Deus Lima, saída do congresso extraordinário.

A carta datada de 6 de Janeiro de 2009 já chegou as mãos do seu destinatário, o Presidente Honorário do partido, Fradique de Menezes.

Na última quinta-feira João Costa Alegre o coordenador da comissão de gestão do MDFM/PL, que está a guiar a família liberal até ao congresso extraordinário, reuniu-se com os 11 coordenadores de zonas do distrito de Água Grande. Em declarações ao Téla Nón, o coordenador do partido, garantiu que as partes chegaram a consenso sobre a necessidade de se encontrar uma saída para a situação de debandada dos militantes influentes.

Os pontos de divergências que estão a gerar crispação no seio do MDFM/PL, foram identificados, explicou João Costa Alegre. Segundo ele, a questão vai subir para as instâncias superiores do partido, a fim de se encontrar uma solução consensual que evite a fuga dos seus militantes mais influentes.

Abel Veiga

Recentemente

Topo