Nova comissão eleitoral tomou posse para preparar as eleições deste ano e do próximo ano

Publicado em 16 Abr 2009
Comentários; fechado

No presidente-cen.jpgano eleitoral, José Carlos Barreiros(na foto), antigo ministro da Justiça foi reconduzido pela Assembleia Nacional para presidir a Comissão Eleitoral Nacional. As eleições autárquicas e regionais previstas para este ano, e as legislativas do próximo ano, obrigaram as autoridades a reactivarem a comissão eleitoral nacional. José Barreiros prometeu tudo fazer para criar as condições técnicas para a realização dos escrutínios eleitorais. Tudo depende da disponibilidade financeira do governo. A comissão eleitoral nacional, é composta por membros de todos os partidos políticos. O seu tempo de vida depende do período eleitoral e da decisão da Assembleia Nacional. Após a publicação oficial dos resultados das eleições autárquicas e regionais de 2006 que as funções da CEN cessaram.

2009 é o ano eleitoral, por isso a CEN foi reactivada para preparar os actos eleitorais previstos para 2009 e 2010, nomea  membros-cen.jpgdamente as eleições locais e as legislativas. «Vamos preparar agora a actualização do recenseamento eleitoral, a marcação das eleições caberá a quem de direito», declarou o Presidente da Comissão Eleitoral.

Actualização dos cadernos eleitorais, através do recenseamento de novos eleitores,é a primeira missão da comissão eleitoral, que  no entanto depende de verbas a serem desbloqueadas pelo governo para preparar as eleições. «Só com meios financeiros é que poderemos ter todos os meios logísticos necessários para concretização das nossas tarefas», sublinhou José Carlos Barreiros.

Numa altura em que a temperatura política no arquipélago começa a aumentar, com sinais de pré campanha, a comissão eleitoral entra em cena para preparar as condições que vão culminar com a renhida luta pelo poder.

Abel Veiga