Política

País vai viver grande instabilidade política e social em Outubro caso o governo não marque a data das eleições autárquicas e regionais

No to-ze-cassandra.jpgdia 5 de Outubro próximo, termina o mandato do governo regional da ilha do Príncipe. O Presidente do Governo Regional José Cassandra, anunciou que o seu movimento UMPP, vencedor das eleições regionais de 2006, decidiu abandonar imediatamente o poder regional, caso até 5 de Outubro o governo de Rafael branco não marque a data das eleições. O líder da região autónoma, disse também que o povo da ilha poderá sair as ruas em manifestação.  Segundo o Presidente da Assembleia Regional, a UMPP personificada por José Cassandra, não tem adversários a altura para essas eleições regionais. Mesmo confiante na vitória esmagadora, nas eleições regionais as autoridades do Príncipe, não estão interessadas em continuar no poder de forma ilegal, ou seja, sem o mandato das urnas. Note-se que até 2006 as eleições autárquicas e regionais estiveram atrasadas durante 12 anos. Uma revolta popular no Príncipe, forçou as autoridades políticas e judiciais a realizarem as eleições que deram vitória a UMPP de José Cassandra, com maioria absoluta.

Recentemente

Topo