Política

Presidente da República é candidato a deputado e consequentemente ao cargo de Primeiro-ministro

chefe-de-estado.jpgFradique de Menezes foi eleito Presidente do MDFM-PL, no congresso extraordinário do último fim-de-semana. Anunciou que o seu nome vai estar na lista dos deputados do partido as eleições legislativas de 2010. Se o MDFM-PL ganhar as eleições legislativas de 2010 o líder poderá ser Primeiro-ministro. Para já Fradique de Menezes que é também Presidente da República, disse que pretende regressar a casa parlamentar como deputado, assim que terminar o seu mandato presidencial, isto é em Setembro de 2011.

Analistas atentos, consideram que Fradique de Menezes, pretende em 2011 saltar do palácio presidencial, para o palácio do Governo como Primeiro-ministro, isto se o seu partido ganhar as eleições legislativas de 2010.

No congresso extraordinário do MDFM-PL, realizado no último fim-de-semana, Fradique de Menezes foi eleito por aclamação, Presidente do partido.  A constituição política não aceita que o Presidente da República desempenhe outras funções, sejam privadas ou públicas, durante o mandato.

Mas, Fradique de Menezes cujo mandato presidencial termina em 2011, assumiu a Presidência do partido que ele criou em 2001. «É bom que também diga aqui que eu ao tomar a decisão de assumir de maneira clara e sem ambiguidade a liderança efectiva e executiva do MDFM, fi-la com sentimento de missão. Tendo sido aquele que o concebeu, hoje devo assumir a sua continuidade como um dos partidos políticos capaz de conduzir São Tomé e Príncipe a um verdadeiro desenvolvimento em termos de umas infra-estruturas modernas com uma população instruída capaz de compreender as evoluções do seu país e do mundo que lhe envolve», declarou na tribuna do congresso.

O Chefe de Estado são-tomense, prometeu através do seu partido, dotar o país de meios de produção agrícola e industrial «capazes de satisfazer as necessidades alimentares e constituir um meio de troca interessante para a economia nacional e torna-lo capaz de competir no mercado sub-regional, regional e mundial», sublinhou.

Promessa que de acordo a Fradique de Menezes, só será cumprida caso o seu partido seja poder em 2010. Para Fradique de Menezes aposta na reestruturação do MDFM-PL. «Primeiramente reestruturar devidamente este partido. Foi criado de forma emocional em 2001 par preencher um vazio que existia naquela altura. Mas as estruturas básicas do partido, digamos de gestão nunca funcionou correctamente. Portanto por a funcionar, e depois dali irmos para as bases do partido reestrutura-lo de novo, prepara-lo para os embates eleitorais», acrescentou.

Uma política de reestruturação que visa cimentar a unidade no seio de um partido que nos últimos dois anos, viveu uma profunda crise interna. Fradique de Menezes diz que o MDFM-PL estava dividido em alas rivais. «Sentimos que no ano passado parece que estava a instalar uma certa desunião no seio do partido. Havia já pessoas que pensavam que o MDFM ia se dividir em dois. Por isso a necessidade de unir a família liberal. A união faz a força e portanto teremos força suficiente rumo ao poder, rumo a vitória eleitoral», reforçou.

O Presidente da República anunciou também que é candidato ao cargo de deputado a Assembleia Nacional. «Tenho intenções sim, de ser candidato a deputado. Sabe que eu vim da Assembleia. Eu era deputado quando decidi candidatar-me a Presidente. Portanto é o regresso a casa que eu tenho intenções de fazer», pontuou.

O regresso a casa parlamentar deverá acontecer em 2011. Nessa altura se o MDFM-PL for poder, Fradique de Menezes, pode ser também Primeiro-ministro, uma vez que é o Presidente do MDFM-PL. «É evidente que enquanto Presidente da República, nada me impede de ser candidato. Mas, não posso tomar posse enquanto eu for presidente de República, a partir de 3 de Setembro de 2011 aí poderei tomar posse e voltar a casa parlamentar», concluiu.

Tudo indica que o Presidente da República e líder do MDFM-PL, vai descer a arena em 2010, ou seja, ao terreno para caçar votos a favor do seu partido.

Abel Veiga

Recentemente

Topo