“Há tempos atrás, o senhor Joaquim Rafael Branco dizia que não queria ser membro do governo e hoje ele nem quer marcar eleições”

Publicado em 04 Jan 2010
Comentários; fechado

raul-cravid.jpgDeclaração do Ministro da Administração Interna, da Administração Territorial e da Protecção Civil, Raul Cravid, em entrevista ao Téla Nón. O ministro disse que o Primeiro-ministro de honesto tem pouco e responsabiliza-o pelo atraso das eleições legislativas, tendo frisado também as eleições autárquicas.

Já se sente uma grande tensão política no país que tende a agravar. A possível recusa do Ministro da Justiça, Administração Pública, Reforma do Estado e dos Assuntos Parlamentares, Justino Tavares Veiga e da Ministra dos Recursos Naturais, Energia e Ambiente, Cristina Dias, de não se demitirem apesar da decisão do seu partido – MDFM- de abandonar o Governo está a causar alvoroço.

Raul Cravid considera que uma vez que ainda não houve uma recusa oficial, não existe nenhuma ruptura entre os ministros acima referidos e o MDFM.

O Secretário Geral do MDFM disse que enquanto Ministro da Administração Interna, nunca fugiu às suas responsabilidades. Referindo-se ao caso dos Búfalos, afirmou que quando houve a decisão de agir no dia 11 de Fevereiro do ano passado, ele foi o ministro que deu a cara e agiu. E gostaria que todos agissem assim, isto é, assumindo as suas responsabilidades.

Raul Cravid desafia Rafael Branco a cumprir a sua promessa de realizar as eleições legislativas ainda no primeiro semestre deste ano. A entrevista do Secretário Geral do MDFM-PL e ainda ministro da administração Interna, está disponível no Téla Nón.

Katya Aragão