Política

Cargo de Presidente da República não é ambição política de Rafael Branco

pmrb.jpgO primeiro-ministro Rafael Branco, anunciou ao país e ao mundo que não tem qualquer ambição de ser candidato ao cargo de Presidente da República. Mais importante, ainda é o facto de Rafael Branco ter dito que ele não se revê neste cargo. «Desta água não beberei», afirmou. Num momento de intensa especulação política em que o seu nome anda na rua como provável concorrente ao Palácio do Povo em 2011, Rafael Branco deu matou a especulação.

Ainda na casa dos 30 anos de idade, já Rafael Branco era dirigente de São Tomé e Príncipe. A nível ministerial ocupou praticamente todas as pastas com excepção da agricultura e defesa. Também ocupou vários cargos no estrangeiro em nome de São Tomé e Príncipe.

Presidente da República, era o cargo que os rumores puseram na rua como sendo o próximo alvo da ambição política de Rafael Branco. «Como pessoa que hoje sou, pelo percurso que fiz até aqui, não me sinto nunca na pele do Presidente da República. Eu sou uma pessoa de mão na massa, de trabalhar intensamente, de entrar em discussões profundas. Para mim uma sociedade para evoluir é preciso haver roturas, e não sou pessoa para isto. Não está nos meus planos. Desta água nunca beberei», declarou e pediu a TVS para guardar este registo da vsua declaração.

No entanto confrontado com a possibilidade do antigo Presidente da República e do MLSTP/PSD, Manuel Pinto da Costa, vir a ser candidato as eleições presidenciais de 2011, possibilidade que também é muita especulada no país, Rafael Branco manifestou total solidariedade e apoio político em relação a uma candidatura presidencial do actual militante carismático do seu partido, Pinto da Costa.

O nome de Rafael Branco, é carta fora do baralho da especulação política em São Tomé e Príncipe, com relação as presidenciais de 2011. Aurélio Martins do Grupo Gibela, Carlos do Espírito Santo “Bené”, e também de Patrice Trovoada líder da ADI, são outros nomes que continuam a ser falados na praça pública como possíveis candidatos as eleições presidenciais.

Incógnita continua a ser o candidato presidencial do MDFM-PL do Presidente Fradique de Menezes. Analistas atentos não acreditam na possibilidade do Chefe de Estado abandonar o Palácio do Povo sem lançar no terreno um homem da sua confiança, para o substituir no dia 3 de Setembro de 2011.

Abel Veiga 

Recentemente

Topo