MDFM/PL em pré campanha eleitoral ilumina Cabeça Cal

Publicado em 18 Fev 2010
Comentários; fechado

simbolo-mdfm.jpgA zona de cabeça Cal no distrito de Mé-Zochi, beneficiou de um banho de luz, da pré – campanha eleitoral do partido MDFM-PL. A dificuldade de acesso a energia eléctrica com qualidade, que comprometia as actividades da população local, foi resolvida pelo partido do Presidente da República. Talvez a maturidade do eleitorado são-tomense, começa a influenciar na qualidade do “banho” que as forças políticas deverão dar para ganhar as próximas eleições legislativas.

Nos últimos tempos o Téla Nón, tem registado acções de pré-campanha eleitoral que pelo seu impacto social merecem destaque. Ao invés do pão com chouriço, talvez o eleitorado são-tomense começa a ser mais exigente com os actores políticos, exigindo banho que melhore as condições das famílias e das comunidades.

Como o jornal tinha noticiado há alguns dias, na roça Vista Alegre, o MLSTP/PSD, abriu o cordão a bolsa para construir 8 novas residências para a população carente. Um “banho” eleitoral útil para aquela comunidade agrícola. O secretário-geral do MLSTP/PSD, José Viegas, havia dito na altura que os fundos para a construção das residências tinham saído das contribuições dos militantes do partido.

Mas tradicionalmente no fenómeno banho (compra de consciência dos eleitores), e que marca o período eleitoral e pré – eleitoral, os eleitores não se preocupam em saber a origem do dinheiro que movimenta as acções de campanha dos partidos políticos.

No último fim-de-semana, a localidade de Cabeça Cal conheceu momento de grande alegria. O partido MDFM-PL, conseguiu resolver um problema de fornecimento de energia que se arrastava há vários anos. A energia que a empresa de electricidade EMAE, levava para Cabeça Cal, não tinha força suficiente para alimentar se quer um televisor.

O MDFM-PL desbloqueou 10 milhões de dobras, e resolveu o problema que há tanto tempo a EMAE não soube solucionar. Corrente eléctrica potente regressou a Cabeça Cal, para alegria dos moradores que festejaram o banho de luz, com músicas e danças de bulauê.

Agora a população, já pode acompanhar as emissões da televisão, e já podem realizar todas outras actividades que só mesmo com a energia eléctrica podem ser executadas. Uma necessidade de base de uma comunidade foi resolvida, por isso mesmo um banho positivo do MDFM-PL em Cabeça Cal.

Aliás como relatou um dos moradores, é a população que pediu ao Vice-Presidente do MDFM-PL, João Costa Alegre o tal apoio para atender uma necessidade de todos.

Sinais que talvez indiciam, a predisposição da população são-tomense, vítima do banho eleitoral desde o advento da democracia pluralista, para elevar o patamar das suas exigências, quando confrontado com os políticos na caça dos votos.

Pão com chouriço, regado com uma cerveja talvez já não justifica o voto. Os eleitores começam a valorizar o poder político que têm nas mãos e a exigir obras. O banho eleitoral para as eleições legislativas que ainda não têm data, deverá assim custar muito mais caro, aos actores políticos.

Note-se que nas comunidades mais isoladas, os partidos políticos com maior capacidade logística e financeira, têm instalado geradores eléctricos de grande potência para alimentar todas as residências. Mais um sinal de que para este ano eleitoral, as populações pretendem que o banho seja estruturante.

Abel Veiga