Política

Tomé Vera Cruz abandona MDFM-PL

Numa carta aberta endereçada ao Presidente do MDFM-PL, Fradique de Menezes,  e que o Téla Nón publica na íntegra, o ex-Primeiro Ministro e antigo Secretário Geral do partido, acusa o Presidente da República de ser o principal responsável pela queda do seu governo. Tomé Vera Cruz(na foto), diz que abandona o MDFM-PL com muita mágoa, por causa do rumo que Fradique de Menezes e os seus aliados deram a força política que sob a sua liderança ganhou as eleições legislativas de 2006. É mais um quadro e dirigente que abandona o MDFM-PL nas vésperas das eleições.

CARTA ABERTA AO PRESIDENTE DO MDFM-PL, SENHOR FRADIQUE BANDEIRA MELO DE MENEZES

Senhor Presidente do MDFM/PL,

Eu poderia ter-me afastado do Partido sem ser necessário escrever uma carta. Mas devo explicações à grande maioria dos militantes do Partido que sempre me acarinhou e quero também evitar que algum aproveitamento político ou alguma especulação maldosa seja feita em relação a esta minha decisão.

Após a análise profunda dos episódios que antecederam a queda do meu Governo e dos que determinaram a minha decisão de pôr o cargo de Primeiro-Ministro à disposição de V. Exa., na qualidade de Presidente da República, ficou em mim o sentimento de que todo o processo fora conduzido nos bastidores por si, pessoa a quem eu dei nos momentos mais difíceis da sua função todo o apoio político. Tenho elementos bastantes para acreditar que assim foi.

Enumeremos alguns factos: a sua atitude de me afastar, logo a seguir à queda do Governo, da Direcção do Partido, criando uma Comissão de Gestão para o efeito (as funções não são eternas, mas a forma utilizada); o cego propósito de insistentemente e em simultâneo querer passar aos militantes do Partido e tentar mesmo convencê-los de que o Governo chefiado por mim falhou em tudo (com o propósito de ofuscar a simpatia que nutria no seio dos militantes); a menção repetidas vezes de que teria chegado aos seus ouvidos que estaria a militar no PCD, dentre outras coisas, são elementos mais que suficientes que me levam a ter o sentimento de que a queda do meu Governo, a crise com o PCD e o meu afastamento da Direcção do MDFM/PL foram por si minuciosamente planeados.

Mesmo afastado da direcção do Partido e relegado ao segundo plano e apesar das humilhações de que vinha sendo alvo continuei a dar a minha participação, continuei a “dar a cara,” mesmo contrariado e desiludido com muitas coisas que foram acontecendo. Nada do que fiz valeu a pena. Mas, acredito que tudo isto tem a sua razão de ser. A verdade é que, ao contrário da imagem que publicamente procura passar (porque é a que politicamente convém) de que não é uma pessoa rancorosa, de que é um democrata convicto, que é tolerante e compassivo, tal não corresponde à realidade dos factos. São de facto capas que servem para encobrir uma pessoa meticulosa na preparação de seus planos, ardilosa, intolerante quando é contrariada, mas que é suficientemente paciente para aguardar o momento oportuno para se vingar. Vejamos alguns exemplos:

1. – Tentativa falhada para colocar Patrice Trovoada como 1º Ministro

Logo após as eleições de 26 de Março de 2006 e numa das reuniões da Direcção da Coligação, presidida por si, para análise dos resultados, o Senhor, de forma infeliz, lançou a hipótese da Coligação convidar o Dr. Patrice Trovoada a chefiar o Governo. Como era lógico, a reacção não se fez esperar, pois a sua proposta caiu como um balde de água fria sobre os presentes. Estupefactos com a proposta, interpretada como de todo humilhante e despropositada, o Senhor justificou-se dizendo que se tratava de um pedido do Presidente Bongo, que era muito amigo dos Trovoadas. Claro que a sua justificação complicou muito mais a situação e aumentou a tensão na sala, pois ela foi interpretada como uma clara ingerência de um país amigo nas questões internas de outro Estado, pedido que o Senhor, enquanto Presidente da República, não deveria sequer se prestar a ser portador.

Face à posição intransigente dos presentes, o Senhor viu-se obrigado a retirar a proposta, mas não a abandonou. O corolário disto é o seu papel e as acções que levou a cabo para que Patrice Trovoada viesse a ser Primeiro-Ministro e a mágoa que sente e manifesta pelo facto de o Governo do mesmo ter caído em pouco tempo através duma Moção de Censura. O “Fradique lôçôô, lôçôô” fez parte da sua estratégia.

Num momento em que a crise mundial estava anunciada, em que países exportadores de arroz haviam limitado e mesmo suspensa a exportação, o Senhor, num gesto de puro linchamento político da minha pessoa, depois de ter presidido dias antes a sessão do Conselho de Ministros em que o assunto fora analisado e, como tal detinha todas as informações a respeito, de modo irresponsável e numa manifesta falta de solidariedade institucional, vem de forma oportunista com esta atitude querer demonstrar à população que só o Senhor estava preocupado com o problema de arroz e com a população, pois o Primeiro-Ministro estava totalmente alheio e despreocupado.

A verdade é que, um ano depois, em Outubro de 2008, verificou-se uma crise acentuada de sal e não se ouviu uma só palavra do Senhor Fradique de Menezes, enquanto Presidente da República, homem supostamente sempre preocupado com o povo! Portanto a intenção em 2007 não fora preocupação com o povo, mas sim o derrube de Tomé Vera Cruz. Porquê? Era necessário criar condições para surgir Patrice Trovoada.

  1. Caso dos Ninjas (Outubro 2007).

Foi tratado por si com muita irresponsabilidade e se eu não fosse paciente como sou, hoje poderia estar a ser acusado de ter sido o promotor de um banho de sangue sem precedentes na história recente do país. Mas, Nossa Senhora da Madre de Deus, minha madrinha, deu-me a calma suficiente para lidar com a situação, contrariando mesmo as suas posições de impaciência. E mesmo quando a situação estava minimamente criada para a actuação eu e o Ministro da Defesa fomos obrigados a fazê-lo assinar uma autorização para o efeito, como forma de nos protegermos.

Ainda bem. A verdade é que, por uma atitude de excessiva solidariedade para com os companheiros, uma Ninja viria infelizmente a falecer já muito depois da operação ter sido consumada. Quando, numa entrevista, os jornalistas perguntaram a sua opinião a respeito, o Senhor disse que era um problema do Governo limpando as suas mãos. Que Governo? O presidido por Tomé Vera Cruz. Somente em Abril de 2008, o Senhor viria a reconhecer que também estava implicado e que, de facto, a ordem de avançar havia sido dada por si, mas na altura já as tensões estavam dissipadas.

  1. 3. – Congresso do MDFM/PL ( 2007)

O Tomé Vera Cruz já tinha servido os seus propósitos e constituía possivelmente um estorvo para si na direcção do Partido. O João Costa Alegre, que só aparece por necessidade de alguém dar a cara como Director de Campanha nas eleições presidenciais de 2006, já que Delfim Neves, como Ministro, já não podia fazê-lo, foi um grande trunfo para si. No entanto, nós é que o convidámos, pois ele, meses antes, nas eleições legislativas, não estivera com a Coligação, mas o Senhor viu nele alguém em quem poderia confiar para levar a cabo os seus propósitos: afastar definitivamente Tomé Vera Cruz das actividades partidárias no terreno, criar clivagem com o PCD e aproximar o MDFM do ADI. Objectivo: promover Patrice Trovoada a Primeiro-Ministro.

Não obstante o clima por si forjado até Novembro de 2007, eu tinha comigo toda ou quase toda a Direcção do MDFM/PL, uns mais sinceros e outros mais cínicos, mas estávamos ali unidos. Só assim se explica que, apesar de toda a tentativa de promoção do João Costa Alegre, ficara demonstrado, antes mesmo do Congresso, que esta não seria possível, o que viria a confirmar-se com a minha recondução, por aclamação, ao cargo de Secretário-Geral, tendo ele conseguido apenas ser eleito Secretário-Geral Adjunto e isso só por a candidatura de João Paulo Simão ter surgido tardiamente.

Mas o Senhor e todos nós sabemos o que custou infelizmente ao Partido o facto de João Paulo Simão ter tido a ousadia de, num Partido dito democrático como o nosso, apresentar a sua candidatura e a Comissão Politica ter vetado na véspera a sua intenção de, ao ser eleito Presidente do Partido no Congresso, pronunciar logo de seguida o seu discurso antes da eleição dos outros órgãos. É que, como não somos burros nenhuns, apercebemo-nos de que o que o Senhor queria era com o seu discurso influenciar as votações seguintes. Consequência da nossa ousadia: o Senhor já não foi ao Congresso e o Partido ficou meses sem poder contar com o seu apoio financeiro.

A partir daí, o Senhor, permanentemente e sem apontar provas concretas, sustentou sempre (creio que de forma intencional) que eu não me entendia com o Senhor João Costa Alegre e que lhe estava criando entraves que não lhe permitiam trabalhar. Pedi sempre uma prova das suas insinuações, mas ela nunca foi apresentada nem a mim nem à Comissão Política.

  1. 4. – Remodelação do Governo em Novembro de 2007

A convocação da dita reunião de sábios (sages), completamente fora de contexto, mas que não serviu o seu propósito bem como a convocação, logo de seguida, do Conselho de Estado com o mesmo propósito, mas que também não resultou, foram todas diligências encetadas por si que redundaram em humilhantes fracassos, tudo no objectivo de aproveitar um processo de remodelação do Governo, absolutamente normal em democracia, para provocar a queda do Governo. Teria sido, de facto, o acelerar do que viria a acontecer em Fevereiro 2008.

Senhor Presidente do MDFM/PL,

A lista é muito longa, pelo que, tratando-se duma carta, não me é possível mencionar todas as peripécias por que passei no Partido, desde que assumi o cargo de Secretário-Geral até à data em que fui compulsiva e ilegalmente afastado, para além das que passei de então até à data presente. Para narrar tudo seria necessário escrever um livro.

O que é certo é que quando entrei no MDFM, não o fiz por morrer de admiração pela pessoa de Fradique de Menezes. Entrei, porque achei que era o momento de aproveitar a popularidade que o Senhor gozava na altura para congregar forças e pessoas susceptíveis de sustentar um partido que sozinho ou em coligação pudesse constituir uma alternativa sólida ao MLSTP/PSD. E, creia-me, tudo fiz para que isso acontecesse. Mesmo assim, o Senhor nunca reconheceu o esforço por nós consentido para que o MDFM, que o Senhor faz sempre questão de relembrar que foi criado por si e por Eugénio Tiny, tenha a dimensão nacional que tem. Criar podemos todos criar, mas implantar e fortalecer é tarefa muito mais difícil e tivemos esse mérito.

Ao ganharmos as eleições e ao ouvi-lo prometer à Direcção da Coligação que tudo faria para não voltar a cometer o erro de 2002 – quando, por contradição com Gabriel Costa, retirou o poder à Coligação e o entregou ao MLSTP/PSD -, fiquei de algum modo desanuviado e comecei a acreditar que, de facto, o povo são-tomense, uma vez consolidada a Coligação, teria doravante pelo menos duas opções fortes, o que consolidaria a democracia, quebrando a quase que hegemonia do MLSTP/PSD.

Creio que, na altura, nenhum membro da Coligação imaginou o que viria a acontecer e que teve o seu início, de facto, apenas duas ou três semanas depois: a sua proposta de Patrice Trovoada ser Primeiro-Ministro do Governo da Coligação. O que é ainda mais lamentável, é que passados dois anos, o Senhor de tudo o que fez, acaba por entregar “de bandeja” o poder a uma ADI bastante fragilizada, pois sabia que, desde Junho de 2006, quatro membros eleitos da ADI decidiram, de forma pública e assumida, apoiar a Coligação, descontentes pelo facto de Patrício Trovoada ter preferido alinhar-se ao MLSTP/PSD para conseguir o apoio necessário para as eleições presidenciais, em detrimento da oferta que lhe fora feita pela Coligação para integrar o Governo com a cedência de três pastas ministeriais e o cargo de Vice-Primeiro Ministro.

Senhor Presidente do MDFM/PL,

O Senhor com a sua atitude decepcionou muita gente que acreditou num futuro diferente e nos deu todo o apoio na esperança de que o Senhor seria capaz de conduzir este processo de consolidação da alternativa. Mas eis que, com a sua atitude, o poder voltou ao MLSTP/PSD e por mais que o Senhor e a actual Direcção do MDFM/PL queiram atribuir esta situação ao PCD, o facto é que foi o MDFM/PL que publicamente rompeu a Coligação, foi o MDFM/PL que, contra a vontade dos seus próprios militantes e da Direcção do PCD, parceiro da Coligação, criou e sustentou todas as condições para que Patrice Trovoada fosse nomeado Primeiro-Ministro, pois foram alguns Deputados do MDFM/PL que, sustentados por uma estratégia previamente delineada anunciaram publicamente que iriam chumbar o Orçamento de 2008, o que me levou a retirá-lo antes da votação.

O pretexto, na altura, foi o facto de me ter recusado a nomear o Dr. Agostinho Rita para o cargo de Governador de Banco Central, contrariando uma decisão da Comissão Política presidida por si. Para ser franco e fazer justiça, devo confessar-lhe que, enquanto Primeiro Ministro, senti muito mais apoio da direcção do PCD, salvo algumas excepções, do que propriamente da maioria dos membros da direcção do meu Partido, incluindo o Senhor. O que me consolava e dava força para continuar era o apoio que sentia das bases do MDFM/PL e das suas estruturas intermédias. Essas sim, nunca deixaram de me apoiar.

Hoje pergunto-me a mim mesmo se este MDFM/PL é o MDFM/PL com que sonhei. E atrevia-me mesmo a perguntar: este MDFM/PL é o MDFM/PL com que muitos militantes sonharam? Estou convicto que não. Sonhei e penso que sonhámos todos com um Partido responsável, coerente, de pessoas íntegras, capaz de conduzir um combate implacável contra a corrupção, de marcar a diferença pela sua actuação, respeitador dos seus compromissos para com o povo, que não vira as costas às dificuldades, mas as enfrenta com determinação. Um partido democrático de verdade e não apenas de fachada, onde a opinião final não seja imposta por quem detém a capacidade financeira, mas pela vontade colegial dos seus integrantes, em geral, e da sua Direcção, em particular.

De facto, as últimas alterações aos Estatutos falam por si. Hoje, qualquer membro da Comissão Política, o Vice-Presidente, o Secretário-Geral e os Secretários-Gerais Adjuntos que ousar desafiar ou contrariar a opinião do Presidente, pode por vontade deste, ser substituído na reunião do Conselho Nacional. Onde está a democracia? Diz-se que o Estatuto reflecte agora o modelo presidencialista. Não é verdade. Reflecte, sim, a velha lógica do absolutismo: Eu quero, posso e mando. Quando não me convém, coberto pelos Estatutos, faço valer a minha opinião e o meu desejo. Portanto, eu sou o Presidente, você que se cuide. Este foi o principal motivo que me levou a declinar o seu convite para ocupar o cargo de Vice-Presidente do Partido.

Por tudo isto, já não me revejo neste MDFM/PL e vejo-me forçado a deixar o Partido, mas com muita mágoa. Pensei que poderia ser um Gorbachov no MDFM/PL: engolir muitos sapos, mas no fim sentir a alegria de ter conseguido introduzir as mudanças que revolucionassem internamente o Partido. Mas já não resisto. Todavia, continuo a ter muito respeito e profunda admiração pelos militantes do MDFM/PL que de forma inequívoca me deram todo o apoio enquanto fui Secretário-Geral.

Por isso, quero, do fundo de coração, agradecer a todos os militantes e a todos aqueles que comigo, contra ventos e marés, começaram, a partir de Dezembro 2002, a construir o MDFM/PL de ontem, não o de hoje. Aqueles que ousaram sonhar e acreditar que seria possível ter uma alternativa sólida e válida ao MLSTP/PSD. Aqueles que viram todo o seu esforço, o seu voto na Coligação, o poder que arduamente conquistaram serem entregues, de forma incompreensível e irresponsável, primeiramente ao ADI (que nos havia rejeitado, optando pelo MLSTP, que era supostamente o adversário comum) e depois ao MLSTP/PSD.

Senhor Presidente do MDFM/PL,

Num país pobre como o nosso, quando somos eleitos para ocupar altas funções do Estado, gostar do povo devia obrigar-nos, em primeiro lugar, a ser consequentes com os nossos actos, respeitando a vontade popular expressa nas urnas e, em segundo lugar, a ser defensores acérrimos da estabilidade como factor essencial de garantia para a implementação de políticas que conduzam ao desenvolvimento paulatino e sustentado do país. Veja o país amigo: Cabo Verde. Devia ser para nós um bom exemplo a seguir. Mas infelizmente não tem sido. Que pena!

Deixe-me relembrar-lhe, Senhor Presidente, o que o Senhor disse há quatro anos, quando mobilizava o povo para votar no MDFM. O Senhor disse: “ pé cu mén só ca quiá mina”.

A frase encerra uma verdade, mas permita-me finalmente um comentário: “Maji sum tchilá mina ni mon di mén tlégá madlasta, bila tchilá ni mon madlasta tlégá placéla dinem dôçu. Ózé, MDFM bilá escá pidgi povo pa povo votá dé, pa sum bilá bi fé cuá sé mé. Pundá a fla cuma plôco mandjóca a pô pê qua ni lixe ê ca cóbó son cu inhé: ça cuá sé mé, pundá ê na ca muda fa; ê ca môlê cu manha dê”.

Nota: Se fiz referência varias vezes a Patrice Trovoada e ao MLSTP/PSD foi somente para narrar os factos que se passaram no meu partido, na Coligação MDFM/PCD e na actividade política em que estive envolvido, alguns dos quais levaram à queda do Governo da Coligação MDFM/PCD. Não tenho qualquer problema pessoal nem com a pessoa nem com a instituição citada, convicto como estou de que tudo teve origem no seio do meu próprio partido.

S. Tomé, 27 de Maio de 2010.

Tomé Vera Cruz

    95 comentários

95 comentários

  1. dos santos

    27 de Maio de 2010 as 13:09

    porque so agora ? estas declaracoes.

    • Ámavel

      21 de Agosto de 2010 as 12:25

      ja tem bom de combistivel, como nao sai

  2. JorgeK

    27 de Maio de 2010 as 13:09

    “Sonhei e penso que sonhámos todos com um Partido responsável, coerente, de pessoas íntegras, capaz de conduzir um combate implacável contra a corrupção, de marcar a diferença pela sua actuação, respeitador dos seus compromissos para com o povo, que não vira as costas às dificuldades, mas as enfrenta com determinação”. ESTA FRASE VINDO DESTA PERSONALIDADE, REFLECTE O ESTADO DO PAÍS DESDE A CRIAÇÃO DESTE PARTIDO. SEMPRE TIVE BOA REFERENCIA DESTE HOMEM(VERA CRUZ) E APESAR DE CONSIDERAR “ZANGA DE COMADRES” A ESTA ATITUDE, TENHO DE RECONHECER QUE VERA CRUZ É UM GRANDE POLÍTICO E QUE SEMPRE QUIS VER O DESENVOLVIMENTO DE STP. A SER VERDADE O TEOR DESTA CARTA, CONFIRMO A IDEIA QUE TENHO DESTE PR MENEZES. O PIOR PR DE TODA A HISTÓRIA DE STP!

  3. moreno

    27 de Maio de 2010 as 13:14

    ATE PARECE COISA DE MIUDOS. PALHACADA

    • Ámavel

      21 de Agosto de 2010 as 12:23

      é mesmo palhaçada, pork se nao o fez antes,

  4. pato bravo

    27 de Maio de 2010 as 13:14

    O conteúdo da carta é muito extenso, assim não aptece ler….
    fuiiii

  5. DLima

    27 de Maio de 2010 as 13:23

    É com enorme tristeza e lamento que vejo coisas destas a aconterem no meu País. Isto, só demonstra a situação lamentavelmente degradante com STP se encontra neste momento.

  6. Barros Alexandre

    27 de Maio de 2010 as 13:36

    A está ou não a verdadeira cara do nosso grande presidente Fradique Bandeira Melo de Menezes o herói da pátria.

  7. Pensador

    27 de Maio de 2010 as 13:44

    DEIXEM-SE DE DRAMA..FORCA VERA CRUZ..ASSIM SI FALA..TEMOS Q LIMPAR A CASA A VER SI A COISA FICA BOA..OUTROS DEVEM SEGUIR-LO..FELICIDADES

  8. Helves Santola

    27 de Maio de 2010 as 13:47

    Bem feito pra Fradique. Todos os maus dirigentes deviam ser expostos dessa forma pra ver se apanhassem vergonha na cara e andassem na linha para evitar situações tristes e lamentáveis.

  9. Para né!!!!

    27 de Maio de 2010 as 13:59

    Vamos parar né!!!
    Vcs todos são mesma coisa…bandos de malucos

  10. Antonio Vaz

    27 de Maio de 2010 as 14:39

    Tomé Vera Cruz challenge Branco and beat his ass on the voting booths! (I have nothing personal against Branco–just too much CORRUPTION in Branco’s government, I disagree with…). Tomé, you got a chance right now…go for it! 🙂 Defeat Branco!

    Dictionary in Folo Dialect? Quando?

  11. peter

    27 de Maio de 2010 as 14:41

    meu caro, so agora que lembras dequilo que falamos? nunca soube ele o que e poder, foi sempre brincalhao, nao ha ipotese ele brincou com voces todos, Man Fra foi sempre rato, mas com M ele nao leva do melhor

  12. Amah

    27 de Maio de 2010 as 14:41

    Eu gostei de ler, foi uma decisao correta do Tome Vera Cruz, agora so falta o outro que e o Rafael Branco pra esclarecer algumas verdades, repare STP e um estado democrata nao monarca. Quanto ao povo, nos estamos sempre nas criticas mas na verdade STP e um bom Pais, pra aqueles que estao no estrangeiro que sejam mais querentes com o que dizem isto porque na minha analise o problema esta no Povo que nao sabe escolher. POVO DE STP ABRE OS OLHOS, eu acredito q ha muita gente q pode governar STP. Temos varios problems somente por causa de uma ou duas pessoas (Santomenses) que acreditam q nasceram pra governar. Por exemplo qual e a intensao do camada Manuel Pinto da Costa em voltar a candidatar-se? No meu ponto de vista e ha um ajuste de conta entre ele e o Sr Rafael Branco, porque repare, o afastamento do Pinto da Costa do MLSTP foi derivado a pressao do altual mais ambicioso politico. volto a escrever…

  13. palavra

    27 de Maio de 2010 as 14:57

    Eu ja disse que isso é um pais e não uma cueca! Não percebo pk v6 votam.
    isso só mostra como a escumalhada é ignorante e muito burra!

  14. Zé Rui

    27 de Maio de 2010 as 14:57

    De facto, o pais precisa de homens capazes de enfrentar e dismascarar esses individos feitos e metidos a besta, cambardas de mentirosos.
    Embora tardia, mas é de louvar a atitude corajosa deste camarada.Até breve.Fuiiiiiiii.

  15. wite lima

    27 de Maio de 2010 as 15:01

    vem agora chorar, que vai deixar, seu Partido, porque nele ja não ha Bolo…. abri olho com esse Pato Bravo Sr; Tomé Vera Cruz. Não ha nada mas a fazer se não Roubar o Povo. O vosso reino vai chegar o Fim, esse fim vai ser terror. Aproveita. Pato Bravo, ja começa a emigrar, para outro Partido em busca da liderença. Abáixo Pato Bravo, Tome Vera Cruz..

  16. João Costa de Bamba

    27 de Maio de 2010 as 15:03

    Presidente Bongo ja governa isso ha muito tempo. Este Fradique é capaz de vender o corpo por dinheiro. A unica forma de fazerem dinheiro neste pais é esta! Escumalha Assassinos!

  17. abelveiga

    27 de Maio de 2010 as 15:22

    a sua mensagem será publicada se melhorar a linguagem. Temos que dar credibilidade as este espaço de comentários. Credibilidade e responsabilidade. Insultos já não serão aceites.

    pelo moderador….

    • Humbah

      27 de Maio de 2010 as 16:56

      Em S.TOmé, Hospital do país sem água porque os Ricos extraviaram pra suas casasO Povo nada diz….Que raio de povo é esse?!Esta minha Revolta, é apenas um desabafo:

      http://www.youtube.com/watch?v=UseGCxztRlY

      Clika no link para ver a mensagem de Humbah Aguiar

      • E. da Costa Lima

        27 de Maio de 2010 as 17:57

        Meus caros Abel Veiga e Humbah Aguiar,
        Quero vos pedir uma coisa, mas antes quero vos dizer que não basta falar. Façam coisas concretas. Senão as pessoas vão dizer que estão a lançar boatos.
        O meu pedido é o seguinte:
        Publiquem a lista desses políticos que desviaram água do hospital. Assim, vocês ganharão mais credibilidade, esses políticos ficarão com vergonha e o Governo terá que agir, porque ficará encurralado. Olho por olho, dente por dente!
        Força!

        • Se eu soubesse

          28 de Maio de 2010 as 15:13

          O Tomé tem razão, o Fradique nganou muita gente. pensavamos que ele como já tinha e não precisava ter mais, mas foi o pior que MT. Foi e é o melhor delapidaor dest país.
          Pergunte a ele como conseguu os terrenos que tem, depois de estar no poder. Mesmo o de Madalena.
          Teve tudo na mão para mudar este país e não o fez, por orgulho. Tenha coragem Tomé.
          A tua mãe deu-te boa educação. Não deves estar metido no meio desses larápios.

          • 80000 litros de gasóleo da EMAE

            30 de Maio de 2010 as 6:48

            Não sei quem tem razão, se um ou outro.Mas na verdade é, mais uma vêz volto a repetir quem sabe que não é capáz, pk k assume cargos extremos? Para estar a choramingar!Quanto ao corta fita este, só sabe dar o dito por não dito. Só mesmo em S.tomé.Se sum Fachico bêbê záua e o mestre Stóclé acordarem hôje…Zéme só êê.

          • 80000 litros de gasóleo da EMAE

            30 de Maio de 2010 as 6:53

            Geralmente quando os Homens separam das mulheres é que eles notam os piores defeitos dela.Pouca vergonha isto não encuadra bem na política.

    • Edson

      28 de Maio de 2010 as 23:17

      Concordo plenamente!

  18. Benvindo Paquete

    27 de Maio de 2010 as 15:36

    Tenho muita pena que só agora, mas, só agora, quando tudo já fedia a seu nariz, não tenha tido o olfacto de humano, para constrangir-se como era sua obrigação e direito, voçês não valem nada, o Fradique quando lhe enchia os bolsos de dólares, o senhor largou tudo, um bom tecnocrata, transformou-se rapidamente num político mediocre em defesa do seu patrão, o que é que lhe esperava que acontecesse? Pense bem, Sr. Vera Cruz, ainda está a tempo de fazer uma figura prestável.

  19. Pedro

    27 de Maio de 2010 as 15:48

    Aprovado Abel! Moderação acima de tudo. Fuiiiiiiii

  20. flavia

    27 de Maio de 2010 as 15:55

    se a situaçao chegou ao ponto em que se encontra, que esperam os SAOTOMENSES para dar um basta nisso, afinal, vive-se numa democracia ou sob os caprichos dos governantes e quiça dos amigos deles? gente, o poder está nas maos do povo, eles sao meros representantes…

  21. João Carlos

    27 de Maio de 2010 as 16:16

    Caro Tomé vera Cruz, tiro-lhe o chapeu pela dignidade e coragem.

    Agora fica-se com uma ideia mais clara da verdadeira faceta do Sr. Fradique de Menezes.

    Meu deus, quanto jogo sujo e politica de bastidores se desenrola na nossa pequena ilha…Meter o Patrice como primeiro a pedido do Bongo?! A que ponto chegamos…

  22. Hug Boss

    27 de Maio de 2010 as 16:37

    Tudo isto é triste e lamentável. Falam e falam. Vêm a situação do país e trabalham.

  23. Hug Boss

    27 de Maio de 2010 as 16:41

    A Moderar e moderar é por isso que os políticos fazem o que querem. Precisamos e de atitudes e acção.
    Porque temo que ser nós a moderarmos e eles não.Viva o Abel

  24. cesar jesus

    27 de Maio de 2010 as 16:42

    So tenho a lamentar tamanha irresponsabilidade, que gera dentro e fora dos partidos politicos em STP. A nossa Terra e tao pequena e perde-se muito tempo com rivalidades politicas em vez de tentar fazer algo que beneficie o Povo de STP. Tenho lido cenas tristes e mais uma vez lamentaveis…e o Pais continua com series de problemas por solucionar!!! E uma pena que as eleicoes em STP e para reeleger os mesmos politicos, isto e um circo…da volta e volta e estao la sempre os mesmos Politicos…O meu maior lamento e a volta do Pinto da Costa!!! Pergunto ao Povo de STP para K outra vez Pinto da Costa!!!

    Forca Povo STP.

  25. lôçôô, lôçôô

    27 de Maio de 2010 as 16:45

    Assim vai o nosso STP entregue as pequenas bichinhas com mascara de demonio.
    “Dá demonio cara d’ele”

  26. Domingos Baessa Veiga

    27 de Maio de 2010 as 16:51

    Nando Vaz, estudante na república de cabo-verde,gostei da atitude do Senhor Tomé Vera Cruz,é precisso desmentelar a rede Fradique, é uma rede de autocracia, antidialogo,10 anos de desgraça,É agora.obrigado

  27. lôçôô, lôçôô

    27 de Maio de 2010 as 16:52

    “Cala boca quem te mandou falar, es teimosa quem te mandou falar”. Ainda recordam desta musiquinha…..

    Senhor ajudou a meter esse homem lá e agora… STP ficou atrasado mais 40 anos com estadia de 10 anos deste incopetente no palacio cor de rosa….biscateiros da politiqueses

  28. yuelio

    27 de Maio de 2010 as 17:04

    O Vera Cruz devia é ficar calado, quando tava nas graças do Fradique estava bem caladinho, assim fizeram todos os outros.
    Veja o Link abaixo, este sim é um Homem que faz a diferença…Abel Veiga tu tb és uma peça crucial…Um grande abraço, forças no teu trabalho e veja este video O Nosso Homem do momento:

    http://www.youtube.com/watch?v=UseGCxztRlY

    Clika no link
    Falei com ele pra te enviar isso, n sei se ele o fez, mas de qualquer forma faço eu tb, já vai a caminho de 500 visitante, esta a correr pela internet, com grandes comentários no facebook.

  29. homero augusto

    27 de Maio de 2010 as 17:22

    CARO SR.TOMÉ VERA CRUZ NÃO ACHO CORECTO O SENHOR ESTAR A CITAR O NOME DO PATRICE TROVOADA COMO PRETESTO PARA A QUEDA DO SEU GOVERNO E A SUA SAÍDA DO SEU PARTIDO.OK.SEJA MAIS HOMEM!!!!!!!

  30. palavra

    27 de Maio de 2010 as 17:55

    confesso que tive dificuldades em ler o dialecto. acho que preciso passar um tempo na terra! 🙂

  31. cesario verde segundo

    27 de Maio de 2010 as 18:12

    honestamente que li todo o artigo, porque tratando-se de quem é, pois sempre se aprende com artigos bem redactados sejam eles de indole politica ou nao. pelo que em sintese e com respeito ao artigo diria que: ” sao todos farinha do mesmo tacho, pelo que nao devia chorar pelo leite nao derramado agora que te avacalharam todo caro tomé”.

    e cometeste o grande absurdo de num artigo deste género, ter demonstrado a tua patetice de bairro como a maior parte dos piliticos santomenses ao teres mencionado´o teu credo céptico por uma imagem de pedra que nao te proteje coisa alguma, cito: Mas, Nossa Senhora da Madre de Deus, minha madrinha, deu-me a calma suficiente para lidar com a situação”. está bonito o teu queixume, mas se é para eludir á deidades e barbaridades sentimentais como essas, pois evite fazer mencao dos mesmos numa redacao como esta.

  32. cesario verde segundo

    27 de Maio de 2010 as 18:14

    é de rir…!!!

  33. Jorge Jose Da Mata

    27 de Maio de 2010 as 18:17

    Boa Viagem, seu “PATO BRAVO”

  34. Hélia Vera Cruz

    27 de Maio de 2010 as 20:23

    Nem me dei ao trabalho de ler. Quando o Sr. se filiou no seu Partido fez por carta aberta? Então sai calado também. Não nos interessa o passado, já sofremos, quem morreu com AVC porque não teve acesso ao dinheiro do estado para pagar Hospital de Coimbra já não volta mais e nada muda mais; o que interessa agora é o futuro. E por muito que o Sr. esteja a planear mudar de casaco, o futuro não será consigo e nem com a sua turma. Pior para o Partido que o acolher.

  35. JOÃO

    27 de Maio de 2010 as 21:36

    O eng.Tomé vera cruz falou a verdade,e estou de acordo com ele.
    O fradique de meneses é o sinonimo de instabilidade politica,o Fradique de Mineses só diz barbaridades,não tem moral nem ética.
    O exemplo das suas barbaridades foi ter contribuido para o MLSTP voltar a poder.
    O fradique de meneses foi o principal responsavel para queda do governo do Eng.TOMÉ VERA Cruz.
    O senhor fradique tirou a filha com a mãe , entregou a madrasta, tirou na mão de madrasta entrgou a rival .

  36. miguel

    27 de Maio de 2010 as 21:37

    Forca Tomé Vera Cruz.

  37. ALCINO

    27 de Maio de 2010 as 21:40

    Desde que o fradique de Meneses entrou no poder só criou instabilidade.
    o povo não presisa desse homem

  38. ALCINO

    27 de Maio de 2010 as 21:44

    O FRADIQUE DE MENEZES É O RESPONSAVEL DO MLSTP UM PAIS QUE INVENENOU S.TOMÉ E PRINCIPE VOLTAR A PODER.
    PORQUE ELE CRIOU CONFUSÕES INTERNAS DENTRO DO PARTIDO.
    O PIOR ERRO DELE É DE TER TIRADO O ENG.TOMÉ VERA CRUZ DA DIRREÇÃO DO PARTIDO.

  39. Zovirax

    27 de Maio de 2010 as 22:19

    Em casa quando não há pão todos ralham e ninguém tem razão!Senhor Tomé Vera Cruz, o senhor antes de entregar na vida política conhecia de sobra a classe política de STP.Trata-se de uma classe com grande défice de qualidade e credibilidade, que usa o povo como rampa de lançamento para o poder. NA classe politica de STP habitam muitos paquidermes educados famintos que se devoram entre si.Um dia STP estará livre deste paquidermes……………….

  40. carta burra

    27 de Maio de 2010 as 22:25

    o Tome vera cruz nao escreveu esta carta e se escreveu, acredita STP nao ira a lado nenhum.

  41. "Nós por cá e a nossa Maneira"

    28 de Maio de 2010 as 0:48

    ….”pois é… mais vale tarde do que nunca, para um homem se redimir dos seus pecados….o pedrão é fundamental”……

    …..”bendito seja o confessionario das cartas”….
    ….”quem será o proximo… isto esta a aquecer”….

  42. Bili Uê

    28 de Maio de 2010 as 3:40

    Isto sim é uma atitude merecedora de créditos. Acho que todos os nossos dirigentes que pratica a intolerância e a falta de respeito contra o povo, deveria mesmo pedir para sair, sim pedir demissão, desaparecer. Já chega de tornar da vida dos santomenses num verdadeiro inferno.
    Porquê o nosso ex “ministro” injustiçado com a “politicagem” Sr. Cruz, não fez algo de maior relevância no seio do seu ex. (MD…) sei lá do quê, que realmente merecesse admiração e simpatia dos Santomenses?
    Por exemplo sua “excelência”, existem mil meios e caminhos de denunciar a vida mediócre e mal arranjada a qual vocês “excelências do nada” expõe a figura da mulher e do homem santomense dentro e além fronteiras.
    E não sei na verdade se alguém que tenha ocupado um cargo “na prática inexistente” neste país, tem competência para falar de um país como Cabo Verde. Porque o que se passa em Cabo Verde, até onde sei, chama-se trabalho, honestidade, competência, zelo com a coisa pública, muita muita educação, investimento, sonho, paixão,tolerância, pertinência, cultura, humildade para liderar, cumplicidade e co-participação na boa gestão….
    Agora me diga, onde Cabo Verde deveria entrar nesta sua carta? Meus senhores, meus senhores…

    E por falar em água…, nós moramos numa ilha e não sei até que ponto os donos da politicagem sabem disso,mas fica uma nota pertinente de lembrete.
    *Uma Ilha, por definição, é um prolongamento do relevo, estando numa depressão absoluta preenchida por água em toda sua volta. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Ilha)

    Saudações e viva o Povo de STP.

  43. Antonio Vaz

    28 de Maio de 2010 as 6:53

    Plimo Tomé Vera Cruz CANDIDATA-TE para derubar o Branco!
    : -)

  44. Antonio Vaz

    28 de Maio de 2010 as 6:54

    Exploração de Pretóleo em São Tome? Serão observadas medidas de prevenção contra acidentes? Olha o que está acontecendo no Golfo do México, E.U.A.; disastre

    Os endereços das instituições estão nas vossas mãos. Escrevam cartas e enviem-nas pelos coreios, escrevam e-mails, e participem!

    O revolucionário amante das ilhas de São Tomé e Príncipe e de pessoas honestas que trabalham duramente para o desenvolvimento da terra, Sr. António Nilson Menezes do Rosário Amado Vaz, 36 anos de idade, desafiou os corruptos São-tomenses na arena internacional e perante o mundo tudo. A derrota da teia de corruptos será eminentemente destruida, cedo ou tarde!

    Estou farto de ler notícias desagradáveis sobre a minha terra e que me dão muita vergonha. Os nossos homens e mulheres supostamente formados leveram o nosso país, São Tomé e Príncipe, até este ponto bancarota e o seu povo humilhado!
    Por isso, na Terça Feira de 25 de Maio de 2010 pelas 1:11 da manhã (Pacific Time), eu contactei a Communidade Internacional e junto ao Governo Americano, Governo Português, União Africana, União Europeia, Tribunal Criminal Internacional, Tribunal Internacional Contra Corrupção, entre outros.
    Deverão ser averiguadas o que aconteceu na República Democrática de São Tomé e Príncipe, dias antes da Independência até data presente.

    TEMAS: OS DESVIOS DE FUNDOS, CORRUPÇÃO, ESCÃNDALOS FINANCEIROS, SUB-DESENVOLVIMENTO, ABUSOS DOS DIREITOS HUMANOS, SEGURANÇA E ORDEM INTERNA E NAS FRONTEIRAS, ANARQUIA E INDISCIPLINA COM A COISA PÚBLICA E PRIVADA, E VIOLAÇÃO DA PRESS LIVRE E VIOLAÇÃO DOS DIREITOS DOS JORNALISTAS SÃO-TOMENSES.

    A República Democrática de São Tomé e Príncipe aprendera muito mais com exemplos positivos de muitos países como, a nossa Irmã Cabo Verde, e países como Costa Rica, etc.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cabo_Verde
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Costa_Rica
    http://www.state.gov/r/pa/ei/bgn/2835.htm
    http://www.state.gov/r/pa/ei/bgn/2019.htm

    António Vaz
    Estados Unidos de America

    Nota: O meu Pedido de Explicação e Investigação de São Tomé e Príncipe foi enviado a centenas e centenas de pessoas como:

    President of São Tomé and Príncipe, Mr. Fradique Bandeira Melo de Menezes
    Businessman Owner of Political Party MDFM-PCD mdfm-pcd@parlamento.st
    Website: http://www.presidencia.st
    President of Assembly of São Tomé and Príncipe, Mr. Arzemiro dos Prazeres
    E-mail: garepi@cstome.net, secmesa@parlamento.st
    President of Supreme of Court of Justice, Mr. Silvestre da Fonseca Leite
    Juiz Conselheiro Presidente do Supremo Tribunal de Justiça
    Tribunal Constitucional e do Conselho Superior Judiciário
    E-mail: info@stj.st
    Prime Minister of São Tomé and Príncipe, Mr. Joaquim Rafael Branco
    E-mail: gpm2@cstome.net
    Procuradoria Geral da República
    E-mail: pgrstp@cstome.net
    Tribunal Constitucional
    E-mail: info@tribunalconstitucional.st
    Tribunal de Contas
    E-mail: t_contas@cstome.net
    Dr. Manuel Pinto da Costa: c/o mlstp-psd@parlamento.st
    Mr. Miguel Trovoada and Mr. Patrice Trovoada: c/o
    President of the United States, Dr. Barack Obama

    U.S. ADMINISTRATION
    President Barack Obama
    1600 Pennsylvania Ave.
    Washington, DC 20500
    Fax: 202-456-2461
    Email: president@whitehouse.gov

    Secretary of State
    US State Dept
    2201 C St., NW
    Washington, DC 20520
    202-647-5291; Fax: 202-647-6434
    E-mail: secretary@state.gov

    Secretary of Defense Robert Gates
    The Pentagon
    Washington, DC 20301-1155
    703-695-5261, Fax: 703-697-9080
    E-mail: dpcintrn@osd.pentagon.mil

    African Union Government Continental Union – Chairman Bingu wa Mutharika President of the Pan-African Parliament Idriss Ndele Moussa
    E-mail: chairperson@africa-union.org
    Website: http://www.africa-union.org/
    High Commissioner of International Human Rights Commission
    Website: http://www2.ohchr.org/english/law/
    Website: http://www.ohchr.org/EN/Pages/WelcomePage.aspx

    President of the European Commission, José Manuel Barroso
    president@ec.europa.eu; Website: http://ec.europa.eu
    http://ec.europa.eu/europedirect/index_en.htm
    E-mail: president@ec.europa.eu
    Office:
    Berlaymont Location:
    Rue de la Loi, 200 Wetstraat
    Brussels, Belgium
    International Criminal Court of Justice,
    United Nations Secretary General, Mr. Ban Ki-moon
    Email: ecu@un.org
    http://www.un.org/sg/
    http://www.un.org/
    http://www.un.org/en/documents/charter/index.shtml

    President of World Bank, Robert B. Zoellick
    11th Chief Executive of World Bank
    President of International Monetary Fund,
    United States Secretary of State, Mrs. Hilary Clinton
    Amnesty International,
    President of Taiwan, Ma Ying-jeou
    http://www.president.gov.tw/en/prog/mailform2/mailform_e.php?g_category_number=447
    http://www.governo.cv/
    E-mail:cvebarb@sysnet.net
    E-mail:cvefont@sysnet.net
    E-mail: gungat@aol.com
    President of South Africa,
    E-mail: president@po.gov.za
    Ambassador of São Tomé and Príncipe in Washington, DC., U.S.A, Mr. Ovídio Manuel Barbosa Pequeno
    E-mail: embstpusa@verizon.net

    THE CENTER FOR INVESTIGATIVE REPORTING
    E-mail:

    Africa Confidential Asempa Limited
    Vine House
    Fair Green
    Reach
    Cambridge CB25 0JD
    Tel: 44 (0)1638 743633
    Fax: 44 (0)1638 743998
    Email: subscriptions@africa-confidential.com

    Contactos
    Presidente Palácio dos Congressos
    C.P. – 181 S.Tomé
    Tel.:+239 222986-223657
    Fax: +239 222835
    e-mail:
    Secretário-Geral Palácio dos Congressos
    C.P. – 181 S.Tomé
    Tel.: +239 222986 –
    e-mail:
    Secretário da Mesa Palácio dos Congressos
    C.P. – 181 S.Tomé
    Tel.:+239 223732
    e-mail: secmesa@parlamento.st

    Grupo Parlamentar MDFM/PCD Palácio dos Congressos
    C.P. – 181 S.Tomé
    Tel.: +239 222986
    Tel.: +239 223886
    e-mail: mdfm-pcd@parlamento.st

    Grupo Parlamentar MLSTP/PSD Palácio dos Congressos
    C.P. – 181 S.Tomé
    Tel.: +239 222986
    Tel.: +239 223687
    e-mail: mlstp-psd@parlamento.st

    Grupo Parlamentar ADI C.P. – 181 S.Tomé
    Tel.: +239 222986
    e-mail: adi@parlamento.st

    Direcção de Serviços Administrativos e Financeiros Palácio dos Congressos
    C.P. – 181 S.Tomé
    Tel.: +239 222986
    e-mail: dsaf@parlamento.st

    Direcção de Serviços de Apoio ao Plenário e Documentação Palácio dos Congressos
    C.P. – 181 S.Tomé
    Tel.: +239 222986
    e-mail: dsapd@parlamento.st

    Gabinete de Relações Públicas e Internacionais Palácio dos Congressos
    C.P. – 181 S.Tomé
    Tel.: +239 222986
    Fax: +239 227203
    e-mail: garepi@parlamento.st

    Centro de Informática Palácio dos Congressos
    C.P. – 181 S.Tomé
    Tel: +239 221604
    e-mail: ci@parlamento.st

    http://www.parlamento.st/
    http://www.ipu.org/cntr-e/saotome.htm
    http://www.afdevinfo.com/htmlreports/tp92.html
    http://www.presidencia.st/

    http://www.afdevinfo.com/htmlreports/org/org_24428.html
    Central Bank of Sao Tome & Principe Alternate Name Banco Central de Sao Tome e Principe Government of Sao Tome & Principe
    http://www.bcstp.st
    E-mail bcentral@cstome.net
    Country Sao Tome and Principe
    Location Sao Tome Address Avenida 12 de Julho, , Sao Tome Postal Address Praca de Independencia , CP 13 , Sao Tome Telephone 239 122 1269; 239 122 2777
    Silvestre da Fonseca Leite
    Juiz Conselheiro Presidente do Supremo Tribunal de Justiça
    Tribunal Constitucional e do Conselho Superior Judiciário

    Nome : Supremo Tribunal de Justiça Morada:
    Av. Marginal 12 de Julho
    C.P. 04
    S. Tomé
    R. D. S. Tomé e Príncipe
    Telefone: (+239) 222 615 / 223 866 / 222 508 Fax: (+239) 222 329 / 223 872 E-mail: info@stj.st Website http://www.stj.st

    Nome : Presidência da República Morada:
    Praça do Povo
    C.P. 38
    S. Tomé
    R. D. S. Tomé e Príncipe
    Telefone: (+239) 225 003 Fax: (+239) 221 226
    E-mail:
    Website http://www.presidencia.st

    Nome : Gabinete 1º Ministro “Governo” Morada: Rua do Município
    C.P. 302
    S. Tomé
    R. D. S. Tomé e Príncipe
    Telefone: (+239) 222 094 / 223 913 Fax: (+239) 224 679
    E-mail: gpm2@cstome.net
    Website
    Nome : Assembleia Nacional da República Democrática de S. Tomé e Príncipe
    Morada: Palácio dos Congressos
    C.P. 181
    S. Tomé
    R. D. S. Tomé e Príncipe
    Telefone: (+239) 222 986/ 221 899
    Fax: (+239) 222
    E-mail: garepi@cstome.net

    Website http://www.anstp.st

    Nome : Procuradoria Geral da República Morada:
    Rua Samora Marchel
    C.P. 60
    S. Tomé
    R. D. S. Tomé e Príncipe
    Telefone: (+239) 222 486 Fax: (+239) 222 486
    E-mail: pgrstp@cstome.net
    Nome : Tribunal Constitucional Morada:
    Av. Marginal 12 de Julho
    C.P. 04
    S. Tomé
    R. D. S. Tomé e Príncipe
    Telefone: (+239) 222 615 / 223 866 / 222 508 Fax: (+239) 222 329 / 223 872
    E-mail: info@tribunalconstitucional.st
    Website http://www.tribunalconstitucional.st

    Nome : Tribunal de Contas Morada:
    Edifício Pereira Duarte
    C.P. 86
    S. Tomé
    R. D. S. Tomé e Príncipe
    Telefone: (+239) 242 500 Fax: (+239) 226 770
    The Presidency: Republic of South Africa

    Website: http://www.thepresidency.gov.za

    E-mail: president@po.gov.za

    Mail: Private Bag X1000, PRETORIA, 0001
    Street: Union Buildings, Government Avenue, PRETORIA
    Tel: (012) 300 5200
    Fax: (012) 323 8246

    Mail: Private Bag X1000, CAPE TOWN, 8000
    Street: Tuynhuys Building, Parliament Street, CAPE TOWN
    Tel: (021) 464 2100
    Fax: (021) 461 2838

    President
    Mr Jacob Gedleyihlekisa Zuma

    Mail: Private Bag X1000, PRETORIA, 0001
    Street: Union Buildings, Government Avenue, PRETORIA
    Tel: (012) 300 5200
    Fax: (012) 323 8246

    Mail: Private Bag X1000, CAPE TOWN, 8000
    Street: Tuynhuys Building, Parliament Street, CAPE TOWN
    Tel: (021) 464 2100
    Fax: (021) 461 2838

    Private Secretary to the President
    Ms Delsey Sithole

    Mail: Private Bag X1000, PRETORIA, 0001
    Street: Union Buildings, Government Avenue, PRETORIA
    Tel: (012) 300 5211 / (021) 464 2184
    Fax: (012) 323 3231
    Cell: 082 412 3702
    E-mail: delsey@po.gov.za

    Assistant Private Secretary to the President
    Ms Nonhlanhla Majeke

    Mail: Private Bag X1000, PRETORIA, 0001
    Street: Union Buildings, Government Avenue, PRETORIA
    Tel: (012) 300 5226 / (021) 464 2181
    Fax: (012) 323 3231
    Cell: 082 308 9955
    E-mail: NonhlanhlaM@po.gov.za

    Parliamentary Counsellor to the President
    Ms Ayanda Dlodlo

    Mail: Private Bag X1000, CAPE TOWN, 8000
    Street: Tuynhuys Building, Parliament Street, CAPE TOWN
    Tel: (021) 464 2121
    Fax: 086 683 2121
    E-mail: Ayanda@po.gov.za

    Deputy President
    Mr Kgalema Petrus Motlanthe

    Mail: Private Bag X1000, CAPE TOWN, 8000
    Street: Tuynhuys Building, Parliament Street, CAPE TOWN
    Tel: (021) 464 2100
    Fax: (021) 461 2838

    Mail: Private Bag X1000, PRETORIA, 0001
    Street: Union Buildings, Government Avenue, PRETORIA
    Tel: (012) 300 5200
    Fax: (012) 323 8246

    Private Secretary to the Deputy President
    Ms Malebo Sibiya

    Mail: Private Bag X1000, PRETORIA, 0001
    Street: Union Buildings, Government Avenue, PRETORIA
    Tel: (012) 300 0501 / (021) 464 2128
    Fax: (012) 323 3114
    Cell: 079 885 9136
    E-mail: malebo@po.gov.za

    Assistant Private Secretary to the Deputy President
    Ms Lerato Zimbili

    Mail: Private Bag X1000, PRETORIA, 0001
    Street: Union Buildings, Government Avenue, PRETORIA
    Tel: (012) 300 5271 / (021) 464 2128
    Fax: (012) 323 3114
    Cell: 082 781 9332
    E-mail: leratoz@po.gov.za

    Parliamentary Councilor to the Deputy President
    Mr John Jeffery

    Mail: Private Bag X1000, PRETORIA, 0001
    Street: Union Buildings, Government Avenue, PRETORIA
    Tel: (012) 300 5530 / (021) 464 2129
    Fax: 086 683 5530 / (012) 464 2171
    E-mail: johnj@po.gov.za

    Union Buildings (Pretoria)
    Telephone: +27 (0)12 300 5200
    Fax: +27 (0)12 323 8246 Tuynhuys (Cape Town)
    Telephone: +27 (0)21 464 2100
    Fax: +27 (0)21 462 2838
    Write to Us
    Union Buildings
    Private Bag X1000,
    Pretoria,
    0001 Tuynhuys
    Private Bag X1000,
    Cape Town
    8000
    Complaints / Public Enquiries
    Email:
    Fax: (012) 323 8246
    E-Fax: 0866810987
    View Maps
    Union Buildings
    Government Avenue,
    Pretoria Tuynhuys
    Plein Street,
    Cape Town
    Contacts

    Public Liaison
    Director
    Ms Dudu C Fakudze
    Telephone: (Union Buildings) 17737
    Fax: (Union Buildings) 086 681 0987
    E-mail: duduf@po.gov.za

    Communications
    Deputy Director General: Head of Communications
    Mr Vusi Mona
    Telephone: (Union Buildings) +2712 300 5431
    Mobile: +2776 682 0079
    Fax: (Union Buildings) +2712 300 5775
    E-mail: monav@po.gov.za
    For all media enquiries for the President contact the Spokesperson to the President:
    Mr Vincent Magwenya
    Telephone: (Union Buildings) 012 300 5315
    Mobile: 072 715 0024
    E-mail: jonas@po.gov.za
    For all media enquiries for the Deputy President contact:
    Ms Zingaphi Jakuja
    Telephone: (Union Buildings) 012 300 5438
    Mobile: 082 766 3940
    E-mail: Zingaphi@po.gov.za
    Private Office of the President
    Deputy Director General: Private Office of the President
    Ms Lakela Kaunda
    Telephone: (Union Buildings) 012 300 5217
    Fax: (Union Buildings) 012 323 3231
    E-mail: Claudette@po.gov.za
    Private Secretary
    Ms Delsey Sithole
    Telephone: (Union Buildings) +2712 300 5211
    Telephone: (Tuynhuys) +2721 464 2184
    Mobile: +2782 412 3702
    Fax: (Union Buildings) 012 323 3231
    E-mail: delsey@po.gov.za
    Assistant Private Secretary
    Ms Nonhlanhla Majake
    Telephone: (Union Buildings) 012 300 5226
    Telephone: (Tuynhuys) 021 464 2181
    Mobile: 082 308 9955
    Fax: (Union Buildings) 012 323 3231
    E-mail: NonhlanhlaM@po.gov.za
    Private Office of the Deputy President
    Private Secretary
    Ms Malebo Sibiya
    Telephone: (Union Buildings) 012 300 0501
    Telephone: (Tuynhuys) 021 464 2128
    Mobile: 079 885 9136
    Fax: (Union Buildings) 012 323 3114
    E-mail: malebo@po.gov.za
    Assistant Private Secretary
    Ms Lerato Zimbili
    Telephone: (Union Buildings) 012 300 5271
    Telephone: (Tuynhuys) +2721 464 2128
    Mobile: +2782 781 9332
    Fax: (Union Buildings) +2712 323 3114
    E-mail: leratoz@po.gov.za
    Office of the Minister: National Planning Commission, Trevor Manuel
    Acting Head of Secretariat:
    Mr Kuben Naidoo
    Telephone: (Union Buildings) 012 300 5282
    Fax: (Union Buildings) 012 300 5795
    Chief of Staff:
    Mr Dumisa Jele
    Telephone: (Union Buildings) 012 300 5277
    Telephone: (Tuynhuys) 021 464 2114
    Mobile: 082 908 4798
    Fax: (Union Buildings) 012 300 5795
    Fax: (Tuynhuys) 021 464 2147
    E-mail: Dumisa@po.gov.za
    PA to the Minister
    Ms Patti Smith
    Telephone: (Union Buildings) 012 300 5275
    Telephone: (Tuynhuys) 021 464 2111
    Mobile: 082 995 8888
    Fax: (Union Buildings) 012 300 5795
    Fax: (Tuynhuys) 021 464 2147
    E-mail: patti@po.gov.za
    Office of Minister: Performance, Monitoring & Evaluation as well as Administration, Collins Chabane
    Head of Ministry:
    Ms Kgomotso Maaroganye
    Telephone: (Union Buildings) 012 300 5331
    Telephone: (Tuynhuys) +2721 464 2121/2122
    Mobile: +2779 500 8998
    Fax: (Union Buildings) +2712 321 8870
    E-mail: kgomotsomaa@po.gov.za

    Private Secretary
    Ms Mphile Maloba
    Telephone: (Union Buildings) +2712 300 5327
    Telephone: (Tuynhuys) +2721 464 2121/2122
    Mobile: +2782 928 0599
    Fax: (Union Buildings) +2712 321 8870
    E-mail: mphile@po.gov.za
    Office of the Director-General
    Assistant Private Secretary
    Nelly Lefakane
    Telephone: (Union Buildings) 012 300 5511
    Telephone: (Tuynhuys) 021 464 2131
    Mobile: 082 783 4785
    Fax: (Union Buildings) 086 683 5511
    E-mail: nelly@po.gov.za
    Director-General
    Mr Vusi Mavimbela
    Telephone: (Union Buildings) 012 300 5354
    Telephone: (Tuynhuys) 021 464 2111
    Fax: (Union Buildings) 012 300 5755
    E-mail: thandi@po.gov.za
    Chancery (Nominations for National Orders)
    Deputy Director: Protocol and Ceremonial Services
    Ms Dunyiswa Mbontsi
    Telephone: (Union Buildings) +27 (0)12 300 5423
    Mobile: +27 (0)82 371 2292
    Fax: (Union Buildings) +27 (0)12 300 5759
    E-mail: dunyiswa@po.gov.za

    Esses são alguns (e-mails) endereços do correio electrónico que receberam o pedido de investigação sobre:
    “…I come before you to demand investigations and urgent answers about allegations of corruption (Financial Scandals) and suppression, repression, censuring, oppression of Freedom of Speech and of the Press and intimidation and harassment of Journalists of São Tomé and Príncipe (S.T.P.), West Africa?”
    SÃO OS E-MAILS:
    , , , , , , , , , ,

    Centro de Investigação e Reportagem, Berkeley, California, E.U.A.

    Casa Branca, Washington, DC., Estados Unidos de America
    comments@whitehouse.gov

    Presidente da República de Portugal, Dr. António Anibal Cavaco Silva
    belem@presidencia.pt

    , , , , , , , ,

    ChinaMissionUN@gmail.com, france@franceonu.org, rusun@un.int, uk@un.int, usa@un.int, bfapm@un.int, costarica@un.int, mission@un-japan.org, mexico@un.int, turkey@un.int, ugandaunny@un.int, info@ugandamissionunny.net, info@vietnam-un.org,

    , , ,

    talk@npr.org, subs@irinnews.org, yourcomments@foxnews.com, netaudr@abc.com, nightline@abcnews.com, 2020@abc.com, evening@cbsnews.com, earlyshow@cbs.com, 60m@cbsnews.com, 48hours@cbsnews.com, ftn@cbsnews.com, info@cnbc.com, comments@foxnews.com, Special@foxnews.com, Foxreport@foxnews.com, Oreilly@foxnews.com, Hannity@foxnews.com, Ontherecord@foxnews.com, GlennBeck@foxnews.com, dateline@nbcuni.com, hardball@msnbc.com,
    diocesesaotome@ceastangola.org
    , news@freedomforum.org
    procurement@imf.org, ngoliaison@imf.org, communityrelations@imf.org, ieo@imf.org, media@imf.org, insinfo@imf.org, archives@imf.org, mschrader@imf.org, publicaffairs@imf.org, communityrelations@imf.org
    news-tips@nytimes.com

    Façam o mesmo—ACORDEM! “bili uê!”

    Os endereços das instituições estão nas vossas mãos. Escrevam cartas e enviem-nas pelos coreios, escrevam e-mails, e participem!

    Atencao: Estou neste momento explorando os meus conhecimentos sobre liguas e gramaticas, escritura, leitura, etc. porque em Sao Tome, o colono quiz sempre manter-nos de baixo, olhem as estatisticas de reprovacao—sistemo educativo deste mundo de hoje esta manipulado para controlar as mentes—isto e’ um atraso. Mataram e assassinaram os melhores dos melhores Africanos. porquê? Patrice Lumumba, Samora M. Machel, etc.? O Obama e’ uma pessoa bondosa de familia humilde, mas ele tem as suas dificuldades tambem, mas ele esta fazendo muito por nos….Believe me!

    • Melissa Abrantes

      28 de Maio de 2010 as 10:03

      SHUT UP! YOU FOOL!
      THEY ARE REALLY GOING TO PAY ATTENTION TO A SOB LIKE YOU!
      DO SOMETHING BETTER WITH YOUR LIFE! YOU SOB!
      STOP THIS SENSELESS BLA! BLA! BLA!

      • Mingau

        28 de Maio de 2010 as 15:25

        Minha cara Melissa Abrantes,
        Porquê insultar os outros!? E, menosprezar a iniciativa do outro?

      • Antonio Vaz

        12 de Junho de 2010 as 21:29

        Publicamente, nunca participei de forma como descreve os responsaveis do Tela-Non—podera ser alguem que o fez em ma fe’–Nao faco parte disso.

        E’ obvio que hajam pessoas a colocarem comentarios indevidos; sem meritos no site Tela-Non—Eu nao sou um deles–que fique isso bem esclarecido!

        Democracia e Liberdade de Expressao, Opiniao, e Imprensa sao temas que merecem estudo profundo—E’ preciso destiguir-se “apples and oranges…” 🙂

        Qual e’ a tua obrigacao civica e moral como cidadao?

  45. B/N

    28 de Maio de 2010 as 7:54

    Dei-me ao trabalho de ler este “lavar de roupa suja” escrito por Tomé Vera Cruz para perceber, de facto, o que o homem queria dizer com extensa carta para pedir demissão.
    Para pedir demissão dispensa tanto palavreado. Basta duas linhas.
    Reclama, reclama, chora e chora mas de nada vale a sua súplica.
    Como dizia um crítico, quando estavas de feição com o homem (Fradique) nada disseste.
    Devias, sim, estar calado que só lhe ficaria bem. E vinha tudo em seu benefício.
    Até aqui eras visto como um homem cujo projecto não chegou ao seu fim por imposição do Fradique.
    Por um lado apercebi que Vera Cruz está noutra. Ou seja já mudou de “casaca”.
    Aliás aproxima-se a época de campanha importa começar a delimitar-se. A forma que o Vera Cruz viu para dizer ao povo que está de fora do MDFM/PL ou melhor foi-lhe imposto por outro lado da barricada que devia publicamente desvincular-se para depois vir fazer a campanha por outro partido. Esta forma é a nossa conhecida.
    O Vera Cruz agora faz parte da lista muda casaca.
    Como engenheiro devias ir trabalhar na sua área de conhecimento. É preciso dar um tempo nessas coisas.
    Seja mais inteligente!

  46. Zé Rui

    28 de Maio de 2010 as 8:15

    Caro Abel Veiga, ou corres oito ou oitenta. O vosso mal é esse MEDO de enfrentar porque a verdade tem que ser dita.O pais tem 33 anos de atraso em todos os aspetos.Obrigado e fuiiiiiiii…..

  47. Serafim Costa

    28 de Maio de 2010 as 8:34

    Obrigado Senhor Engº pelo esclarecimento.

    Apenas lamento o facto de só agora o senhor trazê-lo ao público.

  48. Joker Voz do Povo

    28 de Maio de 2010 as 8:39

    Parabéns, Sr. Tomé Vera Cruz.
    Meus parabéns. Já não era sem tempo. Porquê levou tanto tempo a falar verdade e afastar do Movimento De Fradique de Menezes/Partido de Larapios. Pois, sim Larápios,já que este senhor que muita gente acreditou nele, dando o seu voto, trouxe mais desgraça a STP do que os 15 anos da dita ditadura. Não importa, se te chamarem de «pato-bravo» ou outra coisa qualquer Sr. Tomé, vá um partido de “credibilidade” PCD ou MLSTP/PSD, não fique parado sem fazer nada. Age! Pois, não vale pena lamentar, murmurar, como muitos são-tomenses e no fim não fazem nada.Faça!Nem pense em formar um outro partido ou entrar nos partidos piolhos.Todos os quadros competentes do MDFM/PL como o Senhor,Justino Veiga, Cristina Dias e outros anónimos devem deixar esse partido do politico mais instável que STP alguma vez conheceu em sua história recente, Fradique Meneses. Um Presidente que mudou tantos Primeiros-Ministros como ano do seu mandato, se não vejamos: Guilherme Posser, Evaristo Carvalho, Gabriel Costa, Maria das Neves, Damião Vaz d’Almeida, Maria do Carmo, Tomé Vera Cruz, Patrice Trovoada e Rafael Branco. Prezados leitores, sabem a razão da desgraça de STP nestes últimos 10 anos, tem um só nome Fradique de Meneses. Porque nenhum país que muda Governo anualmente pode melhorar, porque os Ministros vão lá apenas tratar da sua vida,pois sabem que em breve vão sair.
    Parabéns!Bem haja! Unidade-disciplina-trabalho.

  49. Jully Vera Cruz

    28 de Maio de 2010 as 8:43

    Não entende nada …creio que deverias ter falado antes sobre essas misquinhices do nosso presidente com o povo mas desde de 2007 humm e ja estmos em 2010 muito coisa mudou de certeza agora acho que tem pouco a fazer ja estamos atrasados para o exame, é ja aseguir.

  50. Jesus

    28 de Maio de 2010 as 9:24

    Caros São-Tomenses, aqui está um bom exemplo de um pato-bravo da política de São Tomé & Príncipe.

  51. palavra

    28 de Maio de 2010 as 9:35

    Uma lista publcada originaria desemprego ao Abel Veiga. O Humbah mora na Europa mas sempre precisara da terra.
    nº de inimigos = nº de cabelos
    se fizerem isso.

  52. Vai com Deus

    28 de Maio de 2010 as 9:52

    Porquê tomar a decisão de abandonar o partido SENHOR CAMARADA DO MDFM/PL? Será que fazer política é ser radical? Acho que a sua atitude de abandonar o partido é uma má decisão. Acho que o Senhor como os outros ex-militantes desse partido em crise que tem vindo abandonar o partido nesses últimos tempos, bem como outros militantes das forças política do mesmo nível, têm transmitido uma ideia muito negativo daquilo que é fazer política em STP. Políticos desse tipo têm culpa no cartório porque têm dado os altos responsáveis do partido – O PODER DE SER DONO DO PARTIDO -, certamente que esse camarada enquanto Secretário-geral do partido já foi cúmplice juntamente com outros. Decerto que este camarada está no mercado, decerto que este camarada já tem oferta. Deixem de transmitir esse tipo de exemplo de fazer política. Espero que não seja mais um Sata-Sata (candongueiro politico), ou mais um fundador do partido político. STP precisa de mudar, não queremos políticos oportunistas que pensa só em si. Povo quer político criativo, Não queremos partido que tem dono, nem o partido que tem slogan “Nossa Riqueza é o Povo”, nem o partido que usa o nome de povo para só conquistar o poder. Basta a pouca vergonha de choramingar no período de voto – o nosso voto tem novo rumo – Vamos votar nos partidos que têm a lista com mais candidaturas jovens. Queremos dar novo rumo ao nosso pequenos país. A sua ida para casa vai dar oportunidade ao jovens. Olha, em pouco espaço de tempo tiraremos esse (a) Partido ou Terra na mão DONO DO PARTIDO.

  53. mulher

    28 de Maio de 2010 as 10:18

    Por favor, Senhor Tomé Verá Cruz, feixe a sua carta porque o Povo já não votará nos políticos que pensa só em si. Feixe a sua carta e volta para MDFM – Porque o jovens, as mulheres e o povo querem inovação dos seus legítimos representantes – Jovens querem espaço para defender a pátria – Para além da quota de trinta porcentos das mulheres nos deferentes órgãos de poderes, os jovens irão votar também nas listas onde terão mais candidaturas de nova geração e novas ideia – Basta

  54. Por S.Tomé e Príncipe

    28 de Maio de 2010 as 10:52

    Caro compatriotas! Ao comentar esse tipo de coisas, quero lamentar a débil e enferma situação que os políticos e o povo deste país têm levado o “santo” São Tomé e Príncipe. Os «políticos» já firmaram que querem competir com os ricos multinacionais, esquecendo que o dinheiro do estado não é para bem público/colectivo.
    Outro sim, meus caros irmãos santomenses.
    O «povo» está doente e sem vergonha, invejam-se uns aos outros, e esquecem-se que a união faz a força. Desde de 1975 que o povo não sente na pele que não há solução; se não revolucionarmos esta nação através de unificação, manifestação e resposta concretas para governação deste belo São Tomé e Príncipe. Resposta concreta é conhecer por fiscalização e inspecção onde vai o bem Público. Vamos irmãos! É hoje, porque amanhã será tarde.
    C.R

  55. Por S.Tomé e Príncipe

    28 de Maio de 2010 as 10:53

    Caro compatriotas! Ao comentar esse tipo de coisas, quero lamentar a débil e enferma situação que os políticos e o povo deste país têm levado o “santo” São Tomé e Príncipe. Os «políticos» já firmaram que querem competir com os ricos multinacionais, esquecendo que o dinheiro do estado não é para bem público/colectivo.
    Outro sim, meus caros irmãos santomenses.
    O «povo» está doente e sem vergonha, invejam-se uns aos outros, e esquecem-se que a união faz a força. Desde de 1975 que o povo não sente na pele que não há solução; se não revolucionarmos esta nação através de unificação, manifestação e resposta concretas para governação deste belo São Tomé e Príncipe. Resposta concreta é conhecer por fiscalização e inspecção onde vai o bem Público. Vamos irmãos! É hoje, porque amanhã será tarde.

  56. Doy

    28 de Maio de 2010 as 11:07

    fico triste de n suicidar pq devias fazer isso, você e os outros q estão a acabar com o pais.

  57. jose soares de barros

    28 de Maio de 2010 as 11:25

    Bom dia se me permite cumprimentar-vos isso tudo não passa de uma palhaçada,estes politicos de meia tigela quando veem-se acosado começam apragueijar por todo dizendo besteira quando na altura devia ter denuncido.
    Como este Sr, sabendo que Chefe do Estado em coluiu como Chefe do Estado estrngeiro ia nomear 1º Ministro, manteve-se calado só agora é que trouxe isto ao público prestou um mau trabalho á Naçao.
    Por outro lado este Sr foi um dos que distruiu a EMAE.
    É um grande corrupto.

  58. Filho de Deus

    28 de Maio de 2010 as 12:16

    SÓ AGORA TOMÉ???
    BEM, ANTES TARDE DO QUE NUNCA.
    FELICIDADES…

  59. B/N

    28 de Maio de 2010 as 13:21

    -me ao trabalho de ler este “lavar de roupa suja” escrito por Tomé Vera Cruz para perceber, de facto o que o homem queria dizer com extensa carta para pedir demissão.

    Para pedir demissão dispensa tanto palavreado. Basta duas linhas.

    Reclama, reclama, chora e chora mas de nada vale a sua súplica.
    Como dizia um crítico, quando estavas de feição com o homem (Fradique) nada disseste.
    Devias, sim, estar calado que só lhe ficaria bem. O seu silêncio lha traria benefícios eleitorais.

    Até aqui eras visto como um homem cujo projecto não chegou ao seu fim por imposição do Fradique.

    Por um lado apercebi-me que Vera Cruz já está noutra. Ou seja já mudou de “casaca”.
    Aliás aproxima-se a época de campanha importa começar a delimitar-se. A forma praxal que em São Tomé e Príncipe e que o Vera Cruz vê para dizer ao povo que está de fora do MDFM/PL é fazer uma carta alegando o desvinculamenrto. Ou melhor foi-lhe imposto por outro lado da barricada que devia publicamente desvincular-se para depois vir fazer a campanha por outro partido. Esta forma é a nossa conhecida.

    O Vera Cruz agora faz parte da lista muda casaca da nossa praça política.
    Como engenheiro devias ir trabalhar na sua área de conhecimento. É preciso dar um tempo nessas coisas.
    Seja mais inteligente!

  60. carlos

    28 de Maio de 2010 as 13:34

    Força Eng.Tomé vera cruz.estas no caminho certo.
    O fradique de Menezes nem poderia chegar ao Presidente Da Republica,O Fradique de Meneses é o sinonimo da instabilidade politica em S.Tomé.

  61. JOVEN DE DEUS

    28 de Maio de 2010 as 14:45

    Que calamidade,sempre a ouvir coisa desse tipo;Ja estamos farto disso;
    Pensem no povo que esta a sofrer por
    falta disto ou por falta daquilo;STP
    não é so dos politicos,é de todos nos. E porquê que nos somente sofremos?
    Amanha votem para este,votem para aquele;
    Para vos fazer enriquecer não éééé?
    Eu vos agradeço……

  62. lôçôô, lôçôô

    28 de Maio de 2010 as 15:11

    Há censura neste espaço. Por isso que este pais não vai a lado nenhum….

    “Dá demonio cara d’ele”

  63. Mingau

    28 de Maio de 2010 as 15:55

    Caro Engº Tomé Vera Cruz, já se dizia: “Antes tarde do que nunca”. Mas, acredito que o Engº pecou ao trazer a ribalta toda essa história só agora. Pois, entende-se que isso possa ter por detrás interesses eleitoralistas. Pois, o Engº antes de se enfileirar na ficha do MDFM/PL (que não tem nada de liberal) sabia como muitos são-tomenses sabem que o Sr. Fradique de Menezes era um homem autoritário e de boca suja! Isso não era segredo para ninguém em STP! Ao entrar para um partido criado e fundado por Sr. Fradique de Menzes, não me venha agora dizer que tinha sonho de ” (…) um Partido responsável, coerente, de pessoas íntegras, capaz de conduzir um combate implacável contra a corrupção, de marcar a diferença pela sua actuação, respeitador dos seus compromissos para com o povo, que não vira as costas às dificuldades, mas as enfrenta com determinação. Um partido democrático de verdade e não apenas de fachada, onde a opinião final não seja imposta por quem detém a capacidade financeira, mas pela vontade colegial dos seus integrantes, em geral, e da sua Direcção, em particular.(…)” O Engº questiona se o Sr. Fradique achou que eram burros! Acho que ele tinha certa razão! Pois, para uma pessoa com sua habilitação literária, envolver-se com o Sr. Fradique de Menezes por si só e tendo o conhecimento que se tem desse Sr. deveria ter escolhido outro caminho a seguir. Idolatrado, como Engº, Sr. Tomé Vera Cruz, é, deveria ter ajudado a unificar STP e não segregar o país com filiação em um partido que nasceu, ao meu ver, sem ideologia nenhuma mas sim com o propósito de tomar as rédeas do poder custe que custar! Ampliando e comprometendo o sistema eleitoral com o fenómeno de “Banho” como o MDFM/PL e os demais partidos no país têm proporcionado!

  64. N.Capela

    28 de Maio de 2010 as 21:32

    Nen sei o que dizer.nao sei se choro,ou se rio.Estou ausente do pais e tento matar a saudade da terra ,procurando saber o que se passa por la.mas a verdade todos os dias sao coisas tristes e chocantes,vergonhosas e humilhantes.Ha dias ja fiz esse comentario.Todos esses politicos deveriam ser exterminados.Enquanto tiverem na politica o nosso querido S.Tome so vai afundar.E uma pena que factos como esses so vem a ribalta quando os interesses sao feridos.Gostava mesmo e de desebafar e deitar para fora tudo o que me anda na alma,mas tem que se respeitar o pais e as pessoas que nos leem.Esses politicos corruptos nao merecem o nosso respeito.SERA QUE SERVE DE ALGUMA COISA ESSES NOSSOS COMENTARIOS?Acho que nao,simplesmente serve para desabafarmos

  65. nunoy

    29 de Maio de 2010 as 0:51

    Tomé
    tão inteligente que és, devias ter compreendido que o Fradique o queria e quer é utilizar-vos para se tornar mais rico.
    Você tem grande csa e piscina na praia de moro peixe onde anda a moto de agua como tem Fradique? Em 8 anos o Fradique tomou tanta terra ao povo que ele deve pagar isto tarde ou cedo. tudo o que ele vê quer para si. Miguel Trovoada é culpado de tudo isto. Ele devia saber que colocar a frente do destino do país um grande negociante de cacau, não podiamos esperar outra coisa. Se ele não devolver a terra que ele vendeu indevidamente na vila Maria para os Pestanas ele ira pagar tudo isto quando deixar o poder.Vamos ter que fazer o mesm oque os outros paises têm feito aos presidentes corruptos quando deixam o poder.

  66. cesario verde segundo

    29 de Maio de 2010 as 11:57

    creio que por vezes ser um pouco duro nos termos nao sempre implica propriamente ofensas, conterraneo abel veiga, poi crei oter escrito algo tambem sobre este mesmo assunto que o senhor nao chegou a publicar. era ofensivo o conteudo do que escrevi?clarifique-me onde e que termo concretamente?

    • abelveiga

      29 de Maio de 2010 as 18:19

      por favor reenvie o comenhtário em causa.

    • Fernando Spencer

      2 de Junho de 2010 as 11:46

      Abel Veiga!
      Não a censura! vivemos num País onde a impressa é livre!
      Deixe de censurar as mensagens. A outra solução é acabarem com esse fiasco, pois se as mensagens não são publicadas é porque vocês estão a mando de uns e outros!
      Abaixo a censura!

      • abelveiga

        2 de Junho de 2010 as 11:59

        Garanto que não tem havido nenhuma censura aos comentários. Insultos, palavrões, simples malcriadez não dignificam nenhum espaço de troca de ideias, de comentários, e nem tão pouco qualquer sociedade. Isso sim o Téla Nón não tem aceite. As mensagens carregadas de palavrões, insultos, ou então de apelo a desobediência civil, são simplesmente mandadas para o lixo, depois de se informar ao autor do comentário sobre tal destino, sugerindo-lhe a moderação de linguagem.

        Credibilidade e responsabilidade são valores inegociáveis aqui no Téla Nón, mesmo que isso seja interpretado por algumas pessoas como sendo censura.

        Saudações

  67. Fala verdade

    29 de Maio de 2010 as 18:24

    De novo Sr. Tomé. Por amor de Deus.

  68. Fala verdade

    29 de Maio de 2010 as 18:31

    Eu entendo o Tomé Vera Cruz, esta com dor de cotuvelo, não sabe fazer mais nada sem ser chefe. O que ele fez com a EMAE? A EMAE esta como esta devido ele e depois dá culpa aos secessivos directores. É um camalhão. Sr. Presidente Fradique parabens o senhor soube lidar com Tomé Vera Cruz. Esse senhor é muito esperto, eu lhe conheço bem. Ele atira pedras e esconde os dedos. Sr. Fradique não desanime vai em frente. ESTAMOS CONSIGO SENHOR FRADIQUE. Tomé vai vender gasolina e ganha muito dinheiro e deixa-nos em paz. Queremos viver e desenvolver.
    ADEUS

  69. Fala verdade

    31 de Maio de 2010 as 8:30

    O que o Sr. pretende com essa carta? Se S.Tomé fosse um país serio o estado até confiscava essa bomba de combustivel. Porquê o Sr. nunca fez bomba e só a fez quando ficou 1º ministro? Pergunto o que o Sr. faz agora na Emae? NADA. Tem um gabinete apetrejado com ar condicionado, computador etc… e fechado. Só vai aí quando lhe apetece e no fim do mês vai só receber salario, isso é desenvolver S.Tomé? Convenhamos. O Senhor deveria dar exemplo. Isso é que se chama bandidagem e oportunismo. Deixa S.Tomé e o povo santomense em paz. Já estas rico as nossas custas, mas cuidado estamos atentos. Faca coído um stlada ê cá plêdê um stlada… Cuidado com justiça divina.

  70. PINTO

    31 de Maio de 2010 as 8:51

    QUANDO ESTAO NO PODER,NUNCA CRITICAM O QUE ESTA MAL,USAM , SAQUEAM TUDO QUE E BEM PUBLICO.QUANDO O GRIFO SE FECHA VEEM AO PUBLICA CRITICAR DENUNCIAR, BUSCAR PROTAGONISMOS. RESUMINDO E CONCLUINDO SAO TODOS IGUAIS,UMA RESMA DE BANDIDOS LADROES

  71. alberto

    31 de Maio de 2010 as 11:32

    A galinha cacareja na capoeira…

  72. pinto

    31 de Maio de 2010 as 12:54

    senhor abel veiga, a priori cada um comenta como quer e como sabe. fiz um comentario em relacao a este tema e porque bloquea o meu comentario?porque refiro me a ladroes ? por favor deixemos de ser puritanos e chamemos as coisa pelos devidos nomes

    • abelveiga

      31 de Maio de 2010 as 14:25

      É só uma questão de melhorar a linguagdem utilizada. Não vamos transformar o espaço comentário num palco dee insultos… por favor.

  73. abelveiga

    31 de Maio de 2010 as 14:26

    estamos a preparar o ícone – links. nesta altura faremos a conexão com o seu site.
    saudações

  74. Nora

    31 de Maio de 2010 as 15:27

    Que situação, finalmente.

    Até quando os dirigente fundadores do MDFM/PL tomaram consciencia que o Senhor Fradique de Menezes é sinonimo danosa de instabilidade e não querer melhor por São Tomé e Principe.

    Vá em Paz, e seja feliz.

  75. O homem do monte

    31 de Maio de 2010 as 15:55

    São Tomé têm muitos palhaços. mesmo com fome, sede e sem saude vamos estar sempre as gargalhadas. Ninguem vai se suicidar, vão esperar até a fome os matar. Meus caros, tanta conversa e lição de moral mas todos aqui vão aceitar o “bolo” ou “banho” (eu não me lembro do vosso termo) que essas empresa/partidos-politicos vão vos dar no acto eleictoral.
    Queridos, somos de uma republica democratica a onde os votos sao comprados “a cara podre”. O Sr. Tomé V. Cruz que para mim perdeu o “ENG.” ha muito tempo é um homem triste. muito rico e muito triste. Ja la vão 3 anos! por amor de Deus! O senhor acha que esta mais triste do que os que morrem de fome/sem agua ou saude? Palhaço! Va la! Porte-se bem e fique quieto! O que o Presidente Fradique é toda gente sempre soube. Palhaço!

  76. Paula Borges

    31 de Maio de 2010 as 17:17

    O Sr. Tomé, Já conseguiu o que queria com o MDFM/PL, Posto de combustivel, se ñ tivesse no poder nunca consegueria legalizar o espaço onde contrui o Posto de abatecimmento, conseguiu duas viaturas do estado uma da EMAE, e outra devido o cargo que ocupou, por orgulho comprou outra viatura que nem a esposa consegue dirigir como deve ser, este é o politico que quer ajudar o povo, são todos igoistas, interesseiros e incompetentes, tenha mais vergonha e pense no povo do que em si.

  77. O homem do monte

    31 de Maio de 2010 as 18:59

    Abel Veiga.
    É apenas mais uma observação: os comentarios podem ser ordenados por data e hora.
    È muito bom ver o Abel como jornalista e gerir isso. HTML para frente…
    Abraços

  78. Face oculta

    31 de Maio de 2010 as 20:46

    Realmente, há pessoas em São Tomé que não merecem sequer o ar que respiram! Muitos estarão a cuspir no prato que comem e a lavarem-se com o “banho” que deram aos outros otários durante as campanhas eleitorais. Bem, para mim, falar de Fradique de Menezes ou falar de Tomé Vera Cruz, é uma equação igual a sujeira. Deixem-se disso, rapazes, e comecem a trabalhar e a servir o país, pois este precisa realmente de todos, até mesmo dos que não merecem o ar que respiram e o pão que comem!

  79. Minguito Loy

    1 de Junho de 2010 as 9:30

    Caros Senhores/ Senhoras

    Como sabem até no casamento da Igreja existe o Divorcio,e este caso é normal.
    Os que se sentem ofendidos devem ser tolerantes e ultrapassar, os que se sentem felizes devem celebrar. tratem todos de colocarem-se no lugar do Tome V.Cruz, os que têm boa Memória sabem o que o proprio MDFM e o PL (Dike) fez ao partido dele e as inestabilidades geradas em S.Tome e Principe.
    Quanto aos que estao na Diaspora onde também tenho familia deixem de criticar organizem.se e visitem o pais com projectos e financiamento que melhore ou mesmo mude a situaçao e a mente.
    Perdoe mas é que eu sei que muitos manifestam a sua frustraçao no internete tratando de insultar o proximo, quando muitas vezes estao na diaspora nem sequer a familia mandam algum apoio, financeiro ou mesmo moral. outros viveram os bons momentos de diaspora esqueceram de por algo no pais agora limitam-se a criticar e nao apresentar soluçoes, estamos fartos de vagas criticas de teoricos, venham tragam e façam melhor estamos para apoiar.
    Pelo menos sejam solidarios autocriticos, construtivos como os Caboverdianos.
    Em Cabo Verde existem coisas Boas e piores mas tudo é tratado de melhor forma,
    Em Angola/Luanda igual mas tudo é tratado da melhor forma Moçambique igual, mas os Santomenses na Diaspora com a devida excepçao temtam de falar, escrever o pior da sua propria Terra mae e dos seus irmaos confesso que estamos cavando a propria sipultura, mas deveriamos ajudar o proximo a se levantar…
    Bom dia a todos

  80. CJ

    4 de Junho de 2010 as 20:17

    “Não pergunteis o que o vosso País pode fazer por vós; e sim, o que podeis fazer por ele.”
    Autor: (Presidente Kennedy)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo