Política

Comandante do Exército apela os militares para se distanciarem d a luta política pelo poder

Por diversas vezes nos últimos tempos o Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, Fradique de Menezes, advertiu aos militares sobre o perigo da tentação em se imiscuírem nas acções político-partidárias. O aviso repetido de Fradique de Menezes, deixou transparecer que algo anormal poderia estar a acontecer neste capítulo. Recentemente ao promover novos sargentos do exército o tenente-coronel Idalécio Pachire, deu destaque ao carácter apartidário da instituição militar.

O Tenente Coronel que desde 2005 ocupa as funções de comandante do exército apelou a todos os militares no sentido de ficarem longe do jogo político-eleitoral, quer está a desenrolar no país e que vai atingir o ponto alto em Julho próximo. «Não posso deixar de a partir deste palco, lançar um veemente apelo à todos os oficiais, sargentos e praças para o importante e sensível período em que nos encontramos. Refiro-me ao período pré eleitoral e eleitoral que se aproxima», afirmou.

Idalécio Pachire, defendeu a isenção e o apartidarismo que devem marcar a conduta dos militares. «Evitando de todo modo qualquer conotação partidária que prejudique o espírito republicano que deve reinar nesta grande casa. Procedendo assim prestaremos grande serviço a democracia», enfatizou o comandante do exército.

Para o comando das forças armadas, os militares devem resistir a tentação de tomar parte nas campanhas eleitorais. «Seria para nós enquanto instituição suprapartidária bastante penoso se viéssemos a ser acusados de participar em campanhas político-partidária a favor deste ou daquele partido da nossa cena política nacional», concluiu.

Idalécio Pachire lançou tais advertências na parada do quartel-general das forças armadas.

Abel Veiga

    24 comentários

24 comentários

  1. JOÃO PEDRO CRAVID

    1 de Junho de 2010 as 9:07

    CONCORDO PLENAMENTE COM ESTE APELO. ACHO QUE O MESMO DEVE SER ABRANGENTE AS FORÇAS PARA MILITARES, JORNALISTAS, FUNCIONÁRIOS JUDICIAIS, ETC.

  2. moreno

    1 de Junho de 2010 as 10:07

    GRANDE ATITUDE DO COMANDANTE DO EXERCITO , TEM A VISAO MUITO BEM CLARA DA SITUACAO.JA TEMOS UMA SITUACAO PESSIMA E SE ENTRA O EXERCITO NO JOGO ENTAO AI SERA O CAOS, GRANDE LEITURA DO COMANDANTE DO EXERCITO O FELICITO

  3. vandino gomes

    1 de Junho de 2010 as 10:46

    não contesto essa atitude do comandante do nosso exército, pelo contrário, é de se vangloriar o distanciamento das forças militares e outras forças das acções políticas…evitando assim um maior alastramento da corruptibilidade….

  4. JOVEN DE DEUS

    1 de Junho de 2010 as 11:48

    Eu espero que esta informação seje comprida por todos militares,incloindo os policias;para um bem estar do nosso maravilhoso STP.

  5. Mingau

    1 de Junho de 2010 as 13:47

    A ver vamos, se resistem ao “Banho”… O apelo é necessário, pois sabe-se que uma coisa é apelo outra coisa é colocar na prática! Com a situação actual, quero é ver pra crer!

    • Leitinho

      1 de Junho de 2010 as 14:30

      vê se faz melhores comentários mingau… pois pareces um pouco desorientados com os comentários publicados nesse site… isto não é facebook.

      • Mingau

        4 de Junho de 2010 as 17:54

        Sr. Leitinho,
        Sei que este espaço, nem o site, não é Facebook, talvez seja para o Sr! E, também sei que o Téla Nón não está promovendo nenhum concurso de melhores comentários. Se o Sr. lê desorientadamente, acho que a culpa não são dos meus comentários. Procure um especialista no assunto e veja qual é o seu problema.
        Quero acrescentar: O Téla Nón disponibilizou esse espaço para comentar notícias e não para confrontos entre leitores do jornal! Deixe-se de vir cá ler os que os outros postam e depois procurar disputas directas sem sentido. Aproveite o espaço, apresente ideias e faça alguma coisa para ajudar o país! Deixe-se disso, é vício feio!

    • CT

      2 de Junho de 2010 as 16:07

      tens imensas razão………..espero também para ver

      • Ámavel

        21 de Agosto de 2010 as 12:20

        so dice que o que os militares ja sabem, mas de certa nao cumprem, pelo livro de regulameto e disciplina militar nenhum militar sege ele de que patente for nao deve intervir na vida politica activa.

  6. Negão

    1 de Junho de 2010 as 14:23

    O man Pachi é um gajo bastante esclarecido, políticamente culto, sabendo distinguir claramente sobre que papéis devem ser atribuídos às Forças Armadas num Estado de Direito Democrático.

  7. RS

    1 de Junho de 2010 as 15:11

    Um grande bem-haja ao comandante Pachire e a todos os militares Santomenses, que muito me marcaram de uma forma muito positiva e enriquecedora.

  8. Zovirax

    1 de Junho de 2010 as 18:17

    É de louvar a coragem e a frontalidade do Comandante Pachire! Contudo, ao fazer um apelo desta natureza, reconhece que existe algumas ligações entre os militares e os partidos políticos.
    Politicamente falando, o cargo de Chefe de Estado é um cargo com cunho político. Por outro lado, as fragilidades económicas, sociais e financeiras, associadas a deficiência de formação académica da classe militar, faz com que no seio das Forças Armadas jazem militares que têm ligações estreitas com partidos e líderes políticos e vivem das ajudas dos políticos.
    A título de exemplo, algumas promoções recentes demonstram raízes políticas, com ligações ao conflito dos Ninjas. Existem também militares que ocupam funções de tacho político nas áreas de assessoria aos líderes políticos. No passado, o assalto ao tribunal demonstrou o quanto alguns militares adoram a classe política de STP.
    Separar alguns militares de STP da sua classe política, seria evitar que as galinhas se alimentem das baratas. De todo modo, fica a preocupação do Comandante, como grande conhecedor dos homens e das suas acções. As Forças Armadas clamam por uma grande reforma a todos os níveis e a definição do conceito de Defesa Estratégico.

  9. gilker Nascimento

    1 de Junho de 2010 as 19:27

    Fico muito feliz com esta atitude bonita!Os meus parabéns,lembro-me perfeitamente deste senhor,homem sabio!Como disse o outro colega,este apelo também deve se estender aos jornalistas,que tem uma granda responsabilidade com uma informaçao insenta e com muito profissionalismo!Desde ja,os meus parabens ao Abel viega,continue o grande profissional que és!Abraços

  10. ela

    2 de Junho de 2010 as 9:28

    muito bem màn pachi congratulo-mi contigo.
    homem de caracter. beijo de fundo

  11. MP

    2 de Junho de 2010 as 10:20

    Homem de visão fiel aos princípios, como a bussula é ao polo, que os outros chamados líderes que facam o mesmo.

  12. SAMISUGA

    2 de Junho de 2010 as 13:12

    CONCORDO PLENAMENTE COM A DECISÃO DO SENHOR COMANDANTE, VALEU, MAS UMA COISA É CERTA COMO QUE ELES TOMAM BANHO, VISTO QUE NIGUÉM NÃO QUER ANDAR SUJO.

  13. CT

    2 de Junho de 2010 as 16:05

    fala vón – vón.Entrou num e saiu do outro ouvido dos militares.O M. Comunicação social ja falo disso várias vezes, mas tem bastante de jornalistas dentro dos partidos, e têm razão a campanha da dinheiro e a rádio não, a tv não o quartel não. burro são eles.

  14. Isento

    2 de Junho de 2010 as 20:08

    Mais do que certo.
    É mesmo assim, meu Comandante.
    Era bom que as demais instituições com o mesmo carácter seguissem o exemplo e, havendo falha, que medidas fossem tomadas.
    Bem haja!

  15. Yahoo

    3 de Junho de 2010 as 0:07

    Tem toda razão, porque a ministra que esta ai, ela não sabe fazer outra coisa , se não estar no poder e aproveitar da função para vingar-se como dirigente antidemocratico

    força Pachite, força militares, apartidem-se

  16. Augusto Tavares

    3 de Junho de 2010 as 22:33

    O apelo ter razão de ser. Mas o exemplo deve vir precisamente do comandante das Forças Armada, Idalécio Pachire. Isto porque Pachire sempre foi, desde a Independência, muito e muito próximo mesmo do MLSTP/PSD. Já terá ele efectivamente despido a farda do Glorioso? Quem não sabe que as chefias das Forças Armadas sempre tiveram homens do MLSTP/PSD ou muito próximo desse partido? Façam uma retrospectiva das altas patentes desde a independência até hoje e vejam se não é verdade. Augusto Tavares.

  17. Claudino Monteiro Tavares

    4 de Junho de 2010 as 9:38

    Estou feliz por me e por si , se sou hoje, o que sou, é devido a sua boa conduta de boa gente , e que lugar que ocupas hoje de destaque naquele pais não é dadiva de homem , mas , sim pela tua inteligencia e garra de saber/fazer as coisas com presseverança e amor de ajudar os proximos, porque me lembro que fui educado por te desde os meus 12 anos de idade até aos 19 anos quando regresei a minha terra, Cabo-Verde, mas ficou em me a educação que me deste, e estou indo , se hoje não posso retribuir é porque não tenho, mas o meu respeito para te é o maximo. Os meus sinceros cumprimentos à te , a tua esposa Bela, Stromberg, e Mitsa, e outros

  18. Eduardo da Costa Carvalho

    6 de Junho de 2010 as 18:27

    tem o total apoio da minha parte.Reforço opricipio básico da democracia instituicionalizado.Por isso as forças armadas tem como funçâo chave garantir a segurança da democracia deixando os partidos politicos agir pacificamente.

  19. Rodrigues

    6 de Junho de 2010 as 19:19

    Espero que o apelo do comandante sera cumprido pro todos. Certo, uma participacao na vida politica pode ser caotico e critico mas assegurar a seguranca durante o periodo eleitoral e necessarion, no sentido de evitar confrontos entre os demais eleitires. Creio que os orgaos de seguranca social e de enquadramento trm o direito e dever de participar na vida politica de um estado mas de forma subtil e imparcial. Esperemos que tudo corra bem. Boa eleicao a todos.

  20. joca

    16 de Junho de 2010 as 16:17

    muto bem chefe,mostra as suas qualidades,da disciplina militar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo