Política

Confederação Democrática Nacional diz que tem projecto para desenvolver cantagalo

A CDN, uma união de três pequenos partidos políticos, decidiu baptizar-se como “Fessu Bassola”(feixe de vassoura), e concorrer as eleições autárquicas apenas no distrito de Cantagalo. “CDN é deputado do povo”, este é o slogan que tem marcado a campanha da confederação que pretende conquistar o distrito de Cantagalo.

Armindo Graça, Piloto de aviação, é um dos líderes da CDN-Fessu Bassola. A confederação reconhece que não tem meios para concorrer em todos os distritos para a conquista do poder local. Por isso ficou por Cantagalo. «Chegamos a conclusão que num país de corrupção eleitoral notável, não teríamos capacidade para dar banho, aliás porque somos contra o banho. Sentimos que não seriamos capazes de reunir condições para enfrentar as eleições autárquicas, regionais e legislativas a nível nacional», declarou Armindo Graça.

A CDN, considera que é única força política com projectos credíveis para mudar a situação no quarto distrito mais populoso de São Tomé. Agricultura é a principal actividade económica de Cantagalo, seguindo-se a pesca. O desmoronamento do sector agrícola, provocou subida do desemprego, para a população do distrito que tem Santana como capital. «Quando há problemas na Ribeira Afonso, como catástrofes, o governo manda bombeiros e polícias. A população não quer bombeiros. A população diz que quer acções concretas para travar cheias do rio. Para mudar a lixeira que marca a vila. Querem acções concretas», reforçou Armindo Graça.

Segundo Armindo Graça a grande diferença entre a CDN e as demais forças políticas, sobretudo as que têm governado o país nos últimos 35 anos, é que «temos ideias concretas de como organizar o distrito. Por uma razão muito simples. Não é que os outros não podem fazer. É que não estão interessados a fazer. Os outros estão interessados sim e aí sim a diferença, de irem para o poder pelo poder», concluiu.

“CDN-Deputado do Povo”, é o slogan que tem marcado a campanha da confederação que no passado desenvolveu acção de rua contra o governo da coligação MDFM-PCD liderado por Tomé Vera Cruz, até a sua queda.

Abel Veiga

    3 comentários

3 comentários

  1. Boca de Mundo

    22 de Julho de 2010 as 8:41

    A certeza é que Fesso Bassolá terá mais deputados eleitos em relação há muitos partidos de papelão. Esses homens parecem sérios. Eles querem chegar a Assembleia Nacional para ser advogado do povo. A imunidade parlamentar vai acabar. A justiça vai punir os corruptos e os fugitivos da justiça.
    Força Fesso Bassolá

  2. BLAGA PENA

    22 de Julho de 2010 as 10:51

    Vamos ver se conseguiremos arranjar um lugar para voces, mais em STome nao se faz politica sem ter dinheiro, o saber nao interessa, e mesmo dinheiro

  3. Queijo é uma Fruta !!

    23 de Julho de 2010 as 15:51

    Armindo!Piloto de profissão.
    Acusamos a reccepção do vosso comentario. O politico são tomense tem mais horas de voo do que vossa excelencia que é piloto. certamente, sonhou fazer voos, grandes aviões, Boeing, Air Bus, conclusão foi totalmente errado. Eu queria ser piloto, mas o meu pai não me motivou, porque eu era muito esquecido. Força!! O seu Colega KApala tbém é piloto mas agora negoceia o petroleo para o nosso país. Carpinteiro é jardineiro, pedreiro,canalizador, informatico é medico, cirugião é diplomata, medico é agricultor e anestegista. país das macacadas!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo