Parlamento decide criar comissão de inquérito para investigar negócio dos 30 mil barris de petróleo

Após 2 horas de interrogatório ao governo sobre o negócio dos 30 mil barris de petróleo, os deputados a Assembleia Nacional chegaram a conclusão que o processo de comercialização dos 30 mil barris de petróleo cedidos pela Nigéria, navega em águas muito turvas. A Presidência da República foi acusada de ser o patrono do negócio.

O governo fez-se representar na sessão parlamentar, pelo Ministro Secretário do Governo Afonso Varela(na foto), e pelos ministros dos Assuntos Parlamentares Arlindo Ramos e dos Recursos Naturais, Carlos Vila Nova.

Este último que dirige o sector do petróleo, não falou uma palavra durante a sessão parlamentar. Apenas e só o Ministro Secretário do Governo Afonso Varela respondeu as preocupações dos deputados. Aliás foi Afonso Varela quem levantou a polémica em torno do negócio dos 30 mil barris de petróleo, numa declaração a imprensa no passado dia 5 de Novembro.

Na altura o ministro tinha dito o seguinte : «O nosso governo está de facto preocupado com uma situação. É que olhando para os históricos constatamos que durante o ano 2009, o país assinou contrato com este propósito com a Nigéria, mas não vemos registo da entrada deste dinheiro. Neste momento o nosso governo já diligenciou um inquérito para descobrir o paradeiro deste valor, correspondente a 4 carregamentos de petróleo do ano 2009. Dinheiro que deveria servir para pagar as bolsas dos estudantes e que não se vê os rastos».

Face a tais declarações a bancada parlamentar do partido MLSTP/PSD, que estava no poder em 2009, decidiu propor a Assembleia Nacional a abertura de uma sessão de esclarecimento com o Governo para se conhecer a verdade dos factos.

O ministro secretário do governo, passou por dificuldades na sessão parlamentar. Afonso Varela, acabou por dar o dito pelo não dito. As declarações de choque contra Afonso Varela, começaram a sair da bancada do MLSTP/PSD através do seu deputado e antigo Primeiro Ministro Rafael Branco. «O senhor Ministro Secretário do Governo sabe que o décimo terceiro governo, tomou medidas para saber o paradeiro do dinheiro. O senhor Presidente da República foi objecto de várias diligências do governo para saber pormenores disso, o embaixador da Nigéria foi formalmente solicitado para dar informações sobre isso. O senhor ministro participou como profissional(advogado) na elaboração do contrato em vigor, que avançou medidas radicais para prever situação como essa», declarou Rafael Branco.

A oposição demonstrou que Afonso Varela foi o arquitecto jurídico do negócio dos 30 mil barris de petróleo que diariamente a Nigéria coloca a disposição de São Tomé e Príncipe para comercializar no mercado internacional. O Ministro reconheceu que o anterior governo procurou de facto melhorar o acordo e a forma de pagamento.

Por isso Rafael Branco voltou a carga. «Tendo conhecimento disso, escusava-se ter lançado na opinião pública nacional e internacional a ideia de que o governo(anterior) fez mal. É só essa a nossa divergência com o governo. Porque no resto estamos de acordo com o governo, tem-se que investigar este e todos os outros negócios de Petróleo», enfatizou o antigo Primeiro-ministro.

Para fazer Afonso Varela engolir as palavras pronunciadas na denúncia feita, de que não há registo da entrada do dinheiro resultante do negócio no ano 2009, a bancada do MLSTP/PSD, anunciou dados recolhidos no Banco Central e na Direcção do Tesouro, após a denúncia feita por Afonso Varela, em que provam a entrada do dinheiro nos cofres do estado. «Para ser breve senhor ministro acho que nas Finanças e no Banco central há registos da entrada desse dinheiro», frisou Rafael Branco.

Afonso Varela rendeu-se. «É verdades que nas nossas investigações, constatamos que houve depósitos. Constatamos hoje», declarou o Ministro Secretário do Governo, tendo repetido por três vezes consecutivas a seguinte frase; “ Houve três depósitos que entraram”.

No entanto o ministro explicou que tais depósitos provocaram dúvidas nos serviços do Banco Central e da Direcção do Tesouro. Tudo porque «o banco central não conhecia a proveniência do pagamento. Também no tesouro dizia-se que não se sabia a origem. Houve um quarto pagamento que é da Ouvert Energy», pontuou.

Segundo Afonso Varela, as dúvidas suscitadas têm a ver com o facto da empresa que fez os depósitos não ser a mesma com a qual o estado são-tomense assinou acordo para realizar as operações de comercialização do petróleo cedido pela Nigéria. «Quem vem fazer esses pagamentos é uma empresa de nome Talavera com a qual ninguém tem negócio, cuja sede social ninguém conhece. É esta empresa que fez os 3 depósitos», referiu o ministro.

Afonso Varela, acrescentou que as investigações prosseguem para se conhecer quem é a tal empresa e qual é mo montante real resultante dos carregamentos do petróleo. O ministro apresentou noutros elementos importantes relacionados com o negócio. Afinal de contas não existe qualquer acordo entre a Nigéria e São Tomé e Príncipe para a realização deste negócio. «Apenas há acordo entre São Tomé e Príncipe e as empresas da Traiding Internacional que levantam e negoceiam o petróleo. Entre os Governos de São Tomé e Príncipe e da Nigéria não há qualquer acordo. É resultado da boa vontade do Presidente da Nigéria», sublinhou.

Por tudo isso, o negócio navega por águas turvas do golfo da Guiné. O valor real da transacção dos 30 mil barris de petróleo que diariamente são cedidos a São Tomé e Príncipe não é conhecido.

O arquipélago ganha cerca de 30 cêntimos do dólar por casa barril vendido no mercado internacional, pelas tais empresas de traiding internacional, o que rende anualmente pouco maus de 1 milhão de dólares aos cofres do estado.

O debate parlamentar que funcionou como a primeira prova de fogo para o governo de Patrice Trovoada, provocou estilhaços para o Palácio Presidencial. A antiga ministra do Plano e Finanças e deputada do MLSTP/PSD Ângela Viegas, apontou o dedo a presidência da república como sendo o patrono do negócio. «Senhor Ministro sabe que o negócio dos 30 mil barris de petróleo é feito pela Presidência da República. Não é feito pelo Governo», disse a ex-ministra.

Ângela Viegas, relatou ainda que no ano passado, recebeu uma comunicação da antiga ministra dos recursos naturais, segundo a qual «alguém da presidência da república, a tinha informado que chegou um email, enviado por alguém na Nigéria, a dar conta da transferência de 180 mil dólares resultante do carregamento dos barris de petróleo», afirmou.

A ex-ministra do plano e finanças, esclareceu que o tal montante foi utilizado para pagar a bolsa dos estudantes no estrangeiro. A deputada do MLSTP/PSD, considerou Afonso Varela como um homem que sempre esteve ao lado do poder, e que por decisão do antigo Primeiro-ministro Rafael Branco, esteve sempre por dentro de todos os dossiers ligados ao petróleo. Daí que não pode fazer-se de inocente. «Eu fiquei triste porque o senhor ministro esteve sempre ao lado do poder. Conhece os dossiers de STP mais do que ninguém. Pelos menos nessa matéria o senhor conhece quase tudo».

A oposição considera que a trapalhada financeira relacionada com os 30 mil barris de petróleo cedidos pela Nigéria, não está em Abuja, mas sim aqui em São Tomé e Príncipe. José Viegas, secretário geral do MLSTP/PSD, exibiu um conjunto de documentos que segundo ele constituem provas da corrupção crónica relacionada com o caso dos 30 mil barris e todo o dossier petróleo, e propôs divulgar tais documentos no momento certo.

Para já os deputados chegaram a conclusão que é preciso criar uma comissão parlamentar de inquérito, que deverá investigar todo o negócio dos 30 mil barris de petróleo desde o ano 2003 até a data presente. Os deputados propuseram também a mesa da Assembleia Nacional, que a comissão de inquérito peça ajuda a INTERPOL, para esclarecer as contas, os carregamentos de petróleo, as contas e as modalidades de transferências dos montantes, ou seja, tudo.

Abel Veiga

  1. img
    xnove Responder

    Pela 1ª vez nessa bendita terra pretende-se levantar uma CPI k nem no brasil para se averiguar a veracidade dos fatos, é de louvar ao menos, k seja, mais uma investida para ingles ver.fui

  2. img
    jaka doxi Responder

    Afinal quem anda a comer o dinheiro dos 30 mil barris diarios de petroleo?
    Confesso que após ler a noticia fiquei mais confuso.
    Talvez a INTERPOL seja a nossa salvação.
    Fui

    • img
      jackeline daniel Responder

      Fradique e Patrice. Patrice diga lá verdade ao povo. Tu estás também bem metido nesse negócio.

  3. img
    CT Responder

    Uma conclusão completamente infundada. Eu o que penso depois de ter acompanhado os trabalhos da Ass. Nacional, por parte do Ministro Afonso Varela( Governo).
    Ele ( governo) não sabe se o dinheiro entrou ou não. José viegas o deixou a tremer de dúvidas quando o questionou se houve de facto entrada de depósitos de 3 ou 4 Barris de Varela nem uma palavra…o k quer dizer que ele também tem dúvida…não sabe do que suspeita.Varela é um camaleão veste e despe cores politicas assim como palavras que saem da sua boca. Ele é traçoeiro.

  4. img
    Ernestino Responder

    Não compriendo como é que os políticos Santomenses deixam a responsabilidade dos 30 mil barris/dia na posse do srº Fradique de Minezes, sabendo que a questão de um navio de cacau que foi desviado tornou este comerciante o mais rico da Nação Santomense, chegou altura de por paragem a sucessivo roubo e levar a Justiça este caso e conficar os bens relacionado com estas burlas , para bem do povo Santomense que está numa minséria estrema.

  5. img
    Jeka Responder

    Coitadinhos dos STP’s, que trabalham honestamente e tentam sobreviver naquele país. Enquanto não se puser fim ao clima de impunidade reinante no país, assistiremos a muitos mais casos desse. Haja vontade política para que uma profunda reforma seja feita nos Tribunais. Por mais importantes e influentes que sejam certas pessoas, elas não podem estar acima da lei e devem responder por aquilo que fazem. Só assim resgataremos o nosso STP das mãos da actual classe política, que salvo muito raras excepções é constituída por oportunistas e corruptos.
    Haja coragem para mudar de facto.
    Jeka.

  6. img
    Apolinaria Responder

    Afonso Varela perdeu vergonha, credo, credo, credo homem grande formado em França, com experiência de vida, pareceu bebé a falar, via-se que ele estava a mentir, esconder algo de muito serio.
    Quem mandou Patrice chamar esses corruptos para Governo? Metia os putos que nunca lá esteve, com tempo iam ganhar calo.
    Que vergonha, Varela está nesse negocio até ao pescoço.

    STP não tem solução, ao invés de Varela falar verdade, dizer que Fradique sabe aonde pára o nosso dinheiro, preferiu gaguejar a falar coisas sem sentido, dando dito por não dito.
    Um capanga de Fradique bem conhecido de todos nós é que foi buscar o dinheiro na Nigéria.
    Meu Deus abençoa a nossa terra, em nome do nosso senhor Jesus Cristo.

    Deus dá-nos mais homens como Drº Fortunato Pires.
    Deus proteja senhor Drº Fortunato Pires de todo malefícios diabólicos.
    Deus dá senhor Drº Fortunato saúde para fazer justiça no Tribunal de Conta.
    Deus proteja o senhor Drº Fortunato Pires das emboscadas dos senhores da ordem dos advogados e os senhores juízes do tribunal constitucional, em nome de Jesus amém.

    • img
      neto Responder

      nota-se que quem fez esa declaração nao sabe o que fala ou talvez nao conhece o doctor afonso varela

      • img
        Paulo Sergio Responder

        Todo mundo conhece Varela menos tu. Como disse “Ossama Bi Ladem” num dos seus comentários estão todos mascarados, só que a mascara do Varela já começou a cair.

  7. img
    Ke kwa Responder

    Na minha terra a um ministro como este chama se Capricórnio. Ele sabe de tudo que aconteceu só que tentou sujar outras pessoas, nao é sério.

  8. img
    Teodoro Menezes Responder

    Isto já está a ultrapassar o limite aceitável que um cidadão pode suportar.
    Quem fala verdade no meio disto tudo?
    Meu Deus,meta mão nisto;porque se for vontade do homem,a nossa população não tem hipótese.

  9. img
    J. Maria Cardoso Responder

    Três Ministros do Governo da esperança jovem num encontro de esclarecimento parlamentar de “sêbêdôs” e só o Ministro Afonso Varela, dantes advogado do dossier “30 mil barris de petróleo” assumiu o direito a palavra, resignando os seus colegas ao consentindo da humilhação pública, dando “o dito por não dito.”
    Os centimos do petróleo não deixam de ser migalhas, mas ao “cavalo dado não se olha os dentes”, se não fôr mais um adiantamento para acerto posterior k anualmente atinge pouco mais de 1 milhão de dólares k deviam pertencer ao erário público, loucamente, andam por aí nas Off Shore para chegarem ao Banco Central com origem duvidosa.
    Já nem me recordo do tal cacau subfacturado.
    Os nossos telhados estão completamente envidrados, mas é de louvar as ameaças de atiradores, afinal, quem vai atirar a 1ª pedra?
    Triste tristeza a nossa cegueira académica!

  10. img
    Jose Alberto Responder

    Os Senhores Deputados que aproveitem para pedir a Interpol que investigue a origem repentina e duvidosa da riqueza de muitos políticos saotomenses.

    Pelo que se sabe grande parte dos chamados ricos da nossa praça enriqueceram logo que assumiram cargos políticos e sabe-se tambem que nenhum deles terá herdado tal riqueza da família, nem tão pouco se lhes terá saído “sorte grande” na lotaria. Acho que mesmo que se lhes tivesse saído um 1º primeiro lugar num jogo de sorte ou azar em S.T.P lhes tornaria automaticamente rico.

    Peçam a Interpol que investigue tudo o que envolva a apropriação indevida ou duvidosa de dinheiros ou patrocínios públicos e que a investigação não se limite apenas a questão do dinheiro do petróleo.

    Queremos esclarecimento total de toda a riqueza de políticos que possa ter origem duvidosa.

    • img
      Antonio Mascarenhas Responder

      Quem nao estiver de acordo com a mensagem do Jose Alberto deve saber porque…
      Eu subscrevo cabalmente as palavras do leitor Jose Alberto.

    • img
      Teodoro Menezes Responder

      Caro josé Alberto
      Os deputados não podem pedir a interpol que investigue origem repentina e duvidosa
      da riqueza de muitos políticos Santomenses
      porque para alguns a bala pode sair pela culatra.E daí?

      • img
        Kleiber Copertino Responder

        Teodoro tens toda razao

        Que lhes saia o tiro pela culatra ou os arrependidos sejam perdoados e contemplados caso devolvam voluntariamente os bens retirados indevidamente ao estado (nao exigo que devolvam tudo porque poderia ser extremamente violento para alguns…) e se comprometam em portar-se bem; caso haja uma recaida, por menor que seja, que sejam imediatamente conduzidos para o local recomendado aos dirigentes delapidadores sem a minima contemplacao e sem direito a qualquer tipo defesa juridica ou outra.

        Agindo deste jeito abriremos caminho a mudanca radical na mentalidade das pessoas permitindo a entrada de gente com bons principios e realmente interessadas em server o Pais

    • img
      Moreno Responder

      porque tem que ser a Interpol a investigar um caso desses?sera que nao ha nenhuma instituicao judicial de STP capaz de fazer esse trabalho?a maioria dos deputados teem todos telhados de vidro como vao pedir a interpol para investigar.o nosso pais esta entregue a bicharada resumindo e concluindo.vemos politicos em STP que nunc tiveram ou melhor que veem de familias humildes de fracos recursos ou melhor dizer pobres.alguns fizeram a formacao universitaria gracas a bolsas, e hoje ostentam sinais de riquezas, de bem estar. agora pergunto a isto tambem teria que ser a interpol a desencadear investigacoes?ha um dito que diz – tudo que tem principio tem fim – a ver vamos ….

  11. img
    N.C Responder

    S.Tome so entrara em linha quando se comecar a encontrar politicos mortos,decapitados.viaturas de luxo vandalizadas e mancoes encendiadas.Tudo na vida tem limite.de queadianta nos estarmos aqui a comentar e murmurar?todos os dias aparecem casos e casos e ja e assim a mais de 30 anos

    • img
      Hugo Lima Responder

      Subscrevo me as tuas palavras.
      ja nã há justiça nem comentários que valem a pena a situações que acontecem em STP.

      É lamentavel.

      E o pior é que nunca saberemos a verdade porque nunca ninguém descobre nada, e a justiça nunca é feita.

  12. img
    jackeline daniel Responder

    Varela! Varela! Varela!
    Camalião. Agora também falta que o patrice descobra o que andaste a escrever sobre ele! Patrice, o Varela foi um grande critico teu. Escrevo coisas que nem imaginas sobre a tua pessoa, o teu tempo em frança, na roménia, nos estados unidos, no entanto tens lá no governo. Ele não é amigo de ninguém. Não é teu, fingiu que era do rafael, e anda a enganar-vos todos. Demita esse gajo que ele é um oportunista. Como advogado, meu cara estas perdido. Depois de 4 anos deverás sair de STP. Vergonha!

  13. img
    Leoter Viegas Responder

    Esta noticia, suscita-me uma certeza e várias interrogações que gostaria de ver esclarecidas por quem de direito.

    A certeza é que, exitem várias zonas cinzentas no negócio de 30 mil barris de petróleo que precisam de ser explicadas pelo anterior Governo do Dr. Rafeal Branco, pelo actual Governo e, até pelo Presidente da República. Pelo respeito aos santomenses, acho que o tal documento do MLSTP/PSD deve ser divulgado ja. O momento certo é agora.

    As interrogações são as seguintes:
    1ª Porque é que o Governo de MLSTP/PSD deixou que gestão dos 30 mil barris de Petróleo fosse feita na Presidência da República sabendo que o Presidente da República não tem competência constitucional para gerir qualquer negócio do Estado?

    2ª Porque é que o anterior Ministra das finanças não denuciou o caso quando era ministra?

    3ª Qual é a consequência política do comportamento do actual Ministro Secretário Geral do Governo? O actual Ministro é uma das pessoas no País que mais conhece o dossier petróleo. Agora que está no governo esqueceu de tudo que fez anteriormente?

    Por último, deixo aqui um conselho ao MLSTP/PSD ( se é que posso).
    Tenho a certeza que o MLSTP/PSD sabe muito mais do que diz saber. Portanto, se o MLSTP/PSD quiser voltar ao poder é preciso lavar a alma, é preciso expurgar tudo aquilo que tem dentro de si. Pelo contrário…

    Leoter Viegas

  14. img
    Ze Maria Responder

    Patrice,
    Demita o Varela. Ele está mentindo. Sabe mais do que aparenta. Está se passando por Santo, aquilo que não é.
    Ele está metido até o pescoço nesse negócio.

    É inconcebível, um Ministro, Advogado, Mestre em Direito, homem experiente como ele é, caguejar assim para dar resposta tão simples. E o pior, não respondeu a pergunta. Enrolou-se tanto e passou distante da resposta que todo mundo esperava.

    Decepção.
    Esperava mais de si senhor Ministro. Fale a verdade. Não proteja os enrolados.

  15. img
    Leopardo Responder

    O Afonso Varela sabe desse dinheiro… e esta fazendo-se de vitima ….

    • img
      Maria leva leva Responder

      Esse Varela é mestre, está em todas, basta ter dinheiro em jogo.

      Varela tem faro para comer dinheiro.
      Varela, você é único filho desta terra?
      Porquê tanta ganância?
      Você morre dinheiro fica!!! Fogo credo, credo.

      Isto serve para Varela e Fradique também, Fradique vai sair da Presidência da Republica mais rico que o Presidente Barack Obama.
      Fica um aviso para próximas eleições nada de votar em pessoas com mesma característica de Fradique de Menezes, tipo Aurélio Martins vulgo Gibela, votar em gente que possa representar bem o nosso País.
      Pessoa que já fez algo em STP, com experiência politica.

      • img
        Esperança Responder

        é isso mesmo…
        votar no Dr. Filinto Costa Alegre. Esse ao menos é sério e não tem o rabo preso.

  16. img
    Filipe Samba Responder

    Estamos perante um cumplice, que não é necessario o apoio da Interpol.
    Tudo está no prato.
    Temos as causas, meios, consequencias,
    O Sr. Presidente da Nigeria é uma entidade estatal, e as suas palavras enunciadas pode-se interpretar como um acordo de entendimento ou memornado (Acordo, escrita ou verbal)
    1. O embaixador da Nigeria não refuta esta afirmação?
    2. O documento de transação, assinada por quem de direito.
    Outrossim, diria que a eleição à presidencia está prestes, e o escrutino já começou a funcionar.”Conhecem-se a si mesmo”, a maioria dos homens é perversa.

  17. img
    Madalena Responder

    A lei de menor esforço.
    Basta ir a feira ou a praça d taxi perguntar aos feirantes ou taxistas, se o dinheiro entrou ou não?
    Quando? Quem recebeu? e o Destino dado.
    Esta forma de governar, poder ter conformação, ou seja enquadramento no terrorismo, trata-se de violência, trauma e não estimula ao trabalho. O cidadão comum ao tomar o conhecimento destas alfacatruas, desmotiva no trabalho honesto.
    Estados Unidos da America devem ajudar o país.
    Apelo do cidadão atento.
    Ao nivel do governo, de arquictetar mexidas urgentes. Isto vais rolar cabeças, PAtrice Trovoada, prometeu mão dura.
    Merci

  18. img
    Madalena Responder

    Nós somos filhos de Deus, Certo?
    Concorda, Maria Leva Leva, ou Maria Nâo Dá!
    Quando falta pão em minha casa, ou os putos brigam por causa de carro de arame, a MAria Leva Leva é culpada?
    Cada um assume as suas consequencias.
    Só Deus Sabe quem ele mandou a terra para nos governar.
    Reza:
    3 PN 3 AM, 3 GP

    • img
      Filipe Samba Responder

      À
      Senhora madalena,
      os meus cumprimentos,
      venho mui respeitosamente, acusar a recepção das suas replicas, sobre a solicitação de brochuras-socialismo.
      Já não existe nenhum exemplar nas bibliotecas.
      O que posso ser-lhe preciso é informa-la que nas bibliotecas russas, há muitos livros antigos sobre a historia de Sao~tome e principe antes da colonização, o que não regista nos nossos acervos em sao-tome.
      O livro sobre o estudo genetico dos habitantes de sao-tome e principe, na base de dados biologicos, o movimento vulcanico das ilhas ( zona Activa e Passiva), nos momentos de lazer vou a biblioteca reaviver o espirito do obô,fugido, Calunga, Ze cangolu, Poesias da malograda Alda do Espirito Santo. O batuque de sao-tome e principe, A Aldeia de ladroes honestos.
      Uns da autoria dos Sovieticos que lá estiveram e, outros dos holandeses que passaram pela costa maritima de sao-tome por ultimo os Port.
      Obviamente, muito obrigado pela Vossa replica, que Santo Deus abençoe a sua familia e cuida-os.
      Assim como preserve a nossa natureza ( De terramotos), cada dia, que haja sempre frutas em abundância.

  19. img
    morena alves Responder

    Ça quê quá?
    Que história?
    Mas dessa vez, a coisa está muito do lado do Fradique, eu sempre vos disse: São Tomé é poderoso, ele vai deixar tudo as claras!!!
    E porque eles comem tudo e não nos deixam nada, pagarão sozinhos, também!!!

  20. img
    soba Responder

    quem sofre com toda tioria dos politicos sao povos que estao na miseria, todo desse sofrimento que os politicos santomenses colocam povo nele é porque povo é mê ganha pachensá cá bubli óvo podre, esse nosso leve leve que nos mata.

  21. img
    MALA PE TEMA Responder

    VARELA ‘E O MAIOR MAFIOSO QUE EXISTE EM S.TOME.fUI

  22. img
    Carlos Ceita Responder

    Ainda que isto não de em nada. Há que dar o mérito ao Dr Teotónio Torres goste-se ou não do homem. Não fosse ele este imbróglio dos 30 Mil barris nem estaria a ser discutido. Volto a dizer o Dr Teotónio a par do Senhor Francisco Fortunato Pires tem demonstrado ser grandes santomenses com um elevado sentido patriótico nestes momentos difíceis.
    Agora vender um barril a 30 cêntimos meus amigos é melhor do que nada mas sinceramente deveríamos ser mais ambiciosos. Nunca vi negócio petróleo com valores insignificantes.

  23. img
    Carlos Ceita Responder

    Nunca vi negócio petróleo com valores tão insignificantes.

  24. img
    oldayr salgueiro Responder

    Olha vamos ver o fim haverá mais coisa
    quando temos homens de experiência não temos honestidade e quando falamos de falta de experiência falta capacidades, estofo e bagagem, vamos ver isso prova que temos vontade nesse governo mais falta homem pra lutar contra esses que falam ter experiência isso ficou claro nessa seção parlamentar , Varela é o mais experiente nesse governo mesmo assim fez com que todos ainda ficassem em duvida e os outros não falaram isso só foi 1º prova de fogo podem crê haverá quem vai enfrentar esses que dizem e falam que são donos das experiência, fico por ai vamos ter 4 anos de novo com problema dessa vez não sei quem será culpado.

  25. img
    Pedro Sousa Responder

    Vocês andam a brincar, cuidado que vão começar a levar com bala na cabeça, já estamos a ficar fartos…

  26. img
    soba Responder

    sao tomé e principe nao precisa de homens forte mais sim sao tome e principe precisa de instituiçoes fortes.viva o povo santomense.

  27. img
    Lúcio Pinto ( CSPQ) Responder

    O Afonso varela deveria ser demetido,, como é que um homem pode ser tão disvergonhado:::.
    Mas uma coisa é certa, o Patrice n vai lhe demitir , porque tem medo que o homem não dá com a Língua nos dentes.
    Não será que a empresa que fez o deposito (talaverá)é Favorita? Aqui se faz aqui se paga, Varela, Fradique, cobra Bóbó (Rafa) etc. STP no coração. viva fortunato e teotonio….

  28. img
    Chateado Responder

    Soba,desculpa-me,mas é verdade…
    Esse povo não merece viva; é demais, como é possível? Compram carros de 000 kilómetros, sabem quanto é 70 mil euro em dobras? é 1.715.000.000,00 (um bilhão setentas e quinze muilhões de dobras)isso dói até aos demónios dos infernos. Temos que fazer alguma coisa, ninguêm é dono de S.Tomé e Príncipe. Podem contar comigo.

  29. img
    DLima Responder

    So posso concluir ques os nossos políticos estão todos à feijões… É so trapalhadas
    Fui

  30. img
    Celsio Junqueira Responder

    Caros,

    O problema dos politicos Santomenses, pode ser interpretado pelo proverbio popular “Quem não deve não teme!”.

    Porquê é que não existe “Transparência” na Coisa Pública em S.Tomé e Principe?

    Porque os politicos não estão ao serviço do povo e do cidadão?

    Toda esta opacidade e desinformação tem um Objectivo, distrair e enganar deliberadamente o “Santomense”.

    Mas o cidadão tem culpa e responsabilidade neste trajecto todo do país. Endeusamos pessoas sem: Honra, Dignidade e Competência. Pactuamos com a desonestidade quando frequentamos e aceitamos qualquer coisa de um Politico que sabemos não provir do seu ordenado.

    A “Mudança” que pedimos, tem de começar em nós. Temos de não ser conivente e cumplice com coisas de origem duvidosa. E não ter medo de dizer, que não pactuamos com isso.

    Coragem irmãos,

  31. img
    Madalena Responder

    Senhor Samba,
    “Spaciba karaxó” espero que entenda.
    Bom sobre a falta de documentação nas nossas bibliotecas, tem haver com a cultura do povo, da nossa gente: Veja só desde de quando a 1ª EDIÇÃO DE “ROSA DE RIBOQUE E OUTROS cONTOS”.Aguardamos o livro do Pinto a qualquer momento. Mas posso lhe dar uma dica?
    Faz um projecto, submete-o a CPLP, Ou a UNEAS, para fazer o scan de toda a documentação existente nas bibliotecas russas e disponibilizá-las via internet.
    Pode ser?
    Fica bem.

    • img
      Filipe Samba Responder

      À
      Senhora Madalena,
      Os meus cumprimentos,

      Agradeço-lhe pela acusação da mensagem datada de 23-11-01, às 6h54mint. Se me permite, tenho a honra, de vos escrever e reter-vos um bocadinho no vosso quotidiano.
      Quanto ao projecto é uma boa ideia, mas deve ser bem analisado.
      “a cultura do Povo, da nossa gente”,
      E como essa gente não pode emendar, por isso nunca poderá lustrar nem adiantar-se nos bons estudos. Isso são cafres do diabo que, por falta de livros, vivem sepultados em uma incrível ignorância, e desta nasce a presunção de serem doutos.E desta presunção e soberba nasce também a maledicencia contra os autores que querem alumiar.
      Que Santo Deus nos protege, cada dia na terra, dos condisciplos da Nossa Senhra de Madalena.

  32. img
    Madalena Responder

    Meus Caríssimos, vou fazer uma afirmação um pouco grave, mas é verdade.
    Toda gente tem pelo menos um familiar, FALECIDO, que gostariamos de tê-lo vivo. Mas a afirmação que queria fazer é a seguinte:
    Todo o São Tomense, tem pelomenos um familiar envolvido em escândalo financeiro grave!
    Quem discordar, envia-me só o seu 1º e último nome.
    Desde as casas Pré fabricadas até aos nossos dias.
    Madalena dos Anjos Alves Ferreira Neto

    • img
      Celsio Junqueira Responder

      NASCI EM SAO TOME: CELSIO JUNQUEIRA.

      • img
        Celsio Junqueira Responder

        SEI QUE TENHO FAMILIARES, MAS GOSTARIA DE SABER OS QUE SÃO CORRUPTOS! AGORA SE SÓ COM O PRIMEIRO E O ULTIMO NOME CONSEGUE, AGRADECIA O SERVIÇO.

        ABRAÇO E BOA SORTE NESTA TAREFA DE UTILIDADE PÚBLICA,

  33. img
    Antoninho Responder

    Caro Tela Non.
    As verdades amargam, por isso nao sao publicadas. O que escrevi em relacao aos autocarros doados pelo Senegal e comparei com os 30 mil barris de petroleo sao a pura verdade.
    Obrigado

  34. img
    Osama bin Laden Responder

    Munuel Dendê = a Varela
    Minha gente dá uma vista de olhos neste link tirado do jornal visão http://www.cstome.net/visaosabado/desporto18.htm
    Vê em que estado Manuel Dendê deixou a nossa Federação de Futebol.
    Apesar da notícia do Tela Nón não ter nada ver com isso, mais está em causa também a gestão danosa, julgo que todos devíamos ter conhecimento disto, 12 anos de Dendê na federação o resultado é este.
    Triste STP

  35. img
    Mina di Célivi Responder

    Camaradas,

    Eu peço aos POLITIKUS das ilhas maravilhosas que façam pelo menos uma vez na vida algo tão simples:
    “Dá demónio cara dêle!”
    Fala verdade ao povo!
    “Pundá santomé flã, nê buê, nê piadô di buê sa uã casta sé mé!”
    Isto não dará em nada…

  36. img
    zémé Responder

    carra madela, como nansceste numa familha cujo a corrupção é a palavra de ordem, por isso escreves estas barbaridades.
    minha amiga, pese embora estamos numa terra que só vcs corruptos é que safam, quero aqui lhe dizer, que existe em S. Tomé muitas familias honestas e que vivem só dos seus salarios, a minha é um exemplo disto.

  37. img
    Fernando Rodrigues Responder

    Determinadas afirmações feitas em determinados momentos podem resultar em custos muitos acrescidos para o corpo de elite a que pertence o seu protagonista. Dar o dito por não dito, reflete uma atitude de incoerência face a primeira afirmação, sobretudo quando produzida pela boca de um responsável político. Confina em descrédito e com elevados prejuízos para a equipa que pretende mobilizar energias e saberes para o engradecimento do país. Mais vale manter a boca fechada do que produzir uma afirmação insustentada.

  38. img
    N.C Responder

    so resta uma solucao a s.tome.privatizar o pais.

  39. img
    lingapô Responder

    Muita agua ainda vai correr.

  40. img
    Madalena Responder

    Celsio
    Fica calmo. Apenas foros.
    E depois, como deve calcular ha sempre excepção a regra, sem contar com humor da minha parte.
    Bom dia

Deixe um comentario

*