Política

Governo de Patrice Trovoada trava programa televisivo que promove debate de ideias, liberdade de opinião e a democracia no país

Está aberto mais um “caso” governamental. O debate de ideias e a liberdade de expressão que o Programa Televisivo “Em Directo” de São de Deus Lima, trouxe a sociedade são-tomense, desde Junho passado foi agora posto em causa pelo governo de Patrice Trovoada.

Para melhor compreensão do leitor, o programa “Em Directo”, da TVS criado pela jornalista São de Deus Lima, após o seu regresso a terra natal, pode ser comparado ao programa de “Entrevista” do canal português RTP que tem como apresentadora a jornalista Judite de Sousa.

O Téla Nón faz tal comparação para que o leitor compreenda a importância do programa em causa no esclarecimento da opinião pública nacional, sobre os mais diversos aspectos do país, mas também pela competência profissional da jornalista são-tomense que não fica atrás da colega portuguesa.

Por isso mesmo desde Junho passado que o “Em Directo”, tornou-se no programa de maior audiência da Televisão São-tomense. Era transmitido semanalmente as quartas – feiras com reposição no sábado. Aliás, a jornalista São de Deus Lima, que estudou jornalismo em Portugal, trabalhou como jornalista no país e ainda na primeira República exerceu cargos de direcção tanto na Rádio Nacional, como na TVS, e na Imprensa Escrita, tendo fundado em 1993 o Jornal “O País Hoje”.

Considerada como estrela da comunicação social são-tomense, através do programa “Em Directo”, São Lima, ressuscitou o debate do contraditório na TVS, que tinha falecido desde a década de 90 quando deixou o país para trabalhar como Jornalista na BBC de Londres. Antes de partir para Londres, era produtora e apresentadora do Programa Televisivo “Clonvessa”, que marcou o debate político, económico e social de São Tomé e Príncipe na década de 90.

Também Licenciada em Estudos Afro-portugueses e Brasileiros pelo king´s College de Londres e mestre em estudos Africanos com espacialização em Governos e Políticas em África, pela School of Oriental and African Studies de Londres, São Lima é também escritora em crescimento tendo já publicado 3 obras literárias que sustentam a cultura são-tomense.

É esta intelectual, reconhecida a nível nacional, e com saber e experiência a nível do jornalismo para transmitir as novas gerações, que o Governo de Patrice Trovoada, já não quer ver mais a demonstrar sua competência profissional na Televisão São-tomense.

O caldo entornou-se na última semana, quando o Governo decidiu proibir a realização da entrevista, que a jornalista já tinha acertado com o antigo Primeiro-ministro de Cabo Verde, Carlos Veiga, e com o aval do Director da TVS, Oscar Medeiros.

São Lima, jornalista independente, sem condições psicológicas para ser apenas um pau mandado, inconformada com a posição do governo, denunciou o facto na crónica que semanalmente escreve para o Téla Nón. «Depois do incidente envolvendo o doutor Carlos Veiga, em que uma entrevista com ele autorizada pelo director da TVS o senhor Oscar Medeiros, foi cancelada a última hora pelo Governo, o incidente aconteceu no dia 2 de Dezembro, e no dia 3 de manhã, as 10 horas, o senhor director da TVS Óscar Medeiros, chamou-me ao seu gabinete para me comunicar que o governo o instruíra a dizer-me que o meu contrato com a TVS que perdurará até 31 de Dezembro não seria renovado», afirmou São Lima.

Sanção pesada do governo que só faz lembrar actuações de regimes ditatoriais. «Perguntei ao senhor Director se lhe tinham sido dadas explicações. Ele disse que não. Perguntei-lhe se na qualidade de director da TVS, não deveria ele saber que razões estavam por detrás desta decisão do governo. Ele disse que não, que não tinha feito qualquer pergunta, e que se limitava a transmitir-me a decisão do governo e a instrução que o governo lhe dera para me transmitir», frisou a jornalista.

No entanto desde 3 de Dezembro que a jornalista da TVS, tinha endereçado ao Director da Televisão, uma carta onde pedia esclarecimento sobre as eventuais implicações deste pré-anúncio governamental sobre as suas funções de jornalista da TVS. A Direcção simplesmente não respondeu a missiva até a data presente.

O despedimento virtual de São Lima, acabou por ficar mais evidente na última segunda – feira. A jornalista já tinha tudo preparado para realizar mais um “Em Directo”, desta vez sob o tema a situação financeira do país. Recebeu aval do Director da Televisão. Contactou os convidados, mas, tudo mudou logo a seguir. «Sou avisada pelo Chefe da Divisão de Programas, o senhor Edson Carvalho que segundo o Director, durante todo o mês de Dezembro estavam cancelados os programas dessa natureza, porque só haveria programas recreativos etc, por causa da quadra festiva», explicou.

Programa cancelado, até 2011 e sem possibilidades de ser retomado. «A quadra festiva termina 31 de Dezembro, o meu contrato termina a 31 de Dezembro, e tendo ele me anunciado que não renovará o meu contrato, quando a televisão retomar os programas suspensos agora, o programa em directo do qual sou apresentadora não irá para o ar porque eu já não estarei vinculada a televisão», sublinhou.

Leitura certa do jogo sorrateiro para a afastar da TVS, São de Deus Lima, considera de extraordinário o facto de a decisão ter partido directamente do Governo. «Eu não sou ministra, não sou directora. Não tenho qualquer função de chefia na televisão. Sou jornalista e apresento o programa “Em Directo”. Achei extraordinário que tivesse sido o governo a instruir o Director a dizer-me que o meu contrato não seria renovado. Sendo eu jornalista da TVS acho que cabia a ele, o Director, auferir da minha utilidade ou inutilidade para a televisão são-tomense. Achei extraordinário que a decisão não tivesse sido dele mas sim do Governo», pontuou.

A máscara do governo no teatro para matar o programa “Em Directo”, acabou por cair, por causa do contrato de São Lima. Na verdade o contrato diz que é válido por 7 meses e não renovável. No entanto outros 26 trabalhadores da TVS, continuam em actividade e com o mesmo tipo de contrato. Segundo São Lima, só a ela o governo anunciou que não vai renovar o vínculo laboral.

A máscara governamental, estatela-se no chão, quando é sabido que o programa em causa é de maior audiência a nível nacional. Mais ainda, a jornalista em causa é a mais competente que o país já teve. Mais ainda, os governantes sempre dizem que uma das grandes carências da TVS tem a ver com a falta de pessoal formado e capaz. Então porque é que não se renova o contrato com a melhor jornalista do país?

São Lima e outros quadros da TVS que trabalham sob o mesmo tipo de contrato, explicaram ao Téla Nón que o anterior governo decidiu avançar com o contrato válido por apenas 7 meses e sem possibilidades de renovação, porque o executivo anterior pretendia enquadrar todos os que  estavam em regime de contrato, a partir de 2011, ou seja, por via da aprovação do orçamento geral do estado para o próximo ano.

Contactado pelo téla Nón a Direcção da TVS recusou prestar qualquer declaração sobre este assunto. Note-se que na estrutura do actual executivo, a pasta da comunicação social, está nas mãos do Ministro Secretário do Governo Afonso Varela.

Abel Veiga

    93 comentários

93 comentários

  1. Edson Sousa

    7 de Dezembro de 2010 as 17:06

    Gostaria de saber em que faculdade o Sr. Oscar Medeiro se formou como jornalista?
    Será que ele nunca ouviu falar do Código Deontológico durante as aulas…
    E esse governo começou muito cedo fazer as trapladas

    • neto

      8 de Dezembro de 2010 as 15:00

      meu carro
      tal como senhor oscar medeiros entre outros da turma dele ditos jornalista não pasaram pela faculdade infelizmente todos sabemos que para ser medico, advogado, por ai e necessario pasar pela faculdade mas em ciencias da cumunicação social tambem e mas infelizmente enchem a boca dizem que sou jornalista mas infelizmente meu carro na escola nunca foram por isso quebram sempre o codigo diontologico dos jornalista

      • E. Santos

        8 de Dezembro de 2010 as 18:06

        Não sejam assim. O Óscar não se formou numa Faculdade mas fez Curso de Jornalismo em STP ministrado pela cooperação Portuguesa (não substimem formação interna). O Diploma foi entregue por Cavaco Silva, na altura Primeiro Ministro de Portugal e pelo Manuel Vaz Afonso Fernandes enquanto Ministro da Comunicação Social. Isto em 1989/90 se a memória não me falha. O que significa que o jovem tem largos anos de experiência nesta matéria. Se ele não é bom jornalista não é por falta de ida à Faculdade (não era preciso)e nem por falta de ossos do ofício (tem-nos de sobra). Pode ser muito por falta de dom. Mas o cumprir ordens sem pestanejar principalmente quando não concordamos com ela não tem nada a ver com Jornalismo…isso tem outro nome.

        • H DA SILVA

          8 de Dezembro de 2010 as 23:34

          E.SANTOS….ate posso concordar ctg quanto a capacidade do oscar enquanto jornalista!mas um dos maior erro dessa democracia e por ser jornalista ja tem capacidade de directoria!engano nosso.Oscar acaba de provar que ate pode la ter capacidade jornalisticas mas de directoria(um lider)e zero…Como essas palhacadas podem tremer por um cargo dessa forma e nao ve a sua reputacao?Voce enquanto director teria que saber o porque dessa dicisao.Oscar esta a ser usado pelo governo a fazer papel de pau mandado e nada faz porque teme a sua saida da directoria da TVS.Dai a pouco aparece alguem do governo e diz k foi ele quem nao quis renovar por medo que a Sao nao lhe roubasse lugar.lolololololo cresci pra vida homens(cabo verde diz…quem ki da si pedi tremi si cadera)nao assumi culpa do outro OH Osquinha.

  2. Polvo Paul

    7 de Dezembro de 2010 as 17:14

    Minha gente o poder é rotativo!!!!! Cada um tem o seu dia e a sua hora…. Vocês ainda não aprender que poder tem duas faces.
    Cuidado com lavagem de roupa que não precisa de ser lavada.
    Aqui se faz aqui se paga, deixa de perseguição, somos todos de STP..

    Só queria saber qual é a opinião dos partidos da oposição sobre esse facto? O que assembleia tem a dizer sobre isso?
    O ministro Varela terá que ser chamado para dar explicação a assembleia e ao país!!!

  3. Madalena

    7 de Dezembro de 2010 as 17:23

    Este cenario triste não é novidade em São Tomé.
    O Programa “o nosso convidado é”, o Caleidoscópio, só para citar alguns tiveram a mesma sorte. Estamos longe de ser um país democratico.
    35 anos de idade, sem respeito pelos contribuintes. O secretario do Governo não costuma a ter esta postura mas encontra-se fragilizado com macas dos Petrodolares que não entram ou entraram ninguém sabe explicar só Deus Sabe.
    Por isso, temos que espremer e chupar limão com paciencia. Futuro a Deus pertence.

  4. Celsio Junqueira

    7 de Dezembro de 2010 as 17:35

    Meus Caros,

    Só nos resta a Presidência da República e o Presidente do Parlamento.

    O primeiro porque é o garante da nossa Constituição e jurou defende-la.

    O segundo porque substitui o primeiro em caso de ausencia e/ou incapacidade temporária.

    Meus Senhores não podem ter medo, têm as competências e façam uso dela (nem que seja a primeira e a ultima vez). Todos os regimes totalitários começaram sempre da mesma forma, testando as fraquezas e os silencios (conivente e cumplice) das Instituições que equilibram o jogo democratico e da Sociedade civil.

    Há limite para tudo, e o Governo está a passar os limites do razoavel em matéria de Liberdade de Imprensa e de Expressão.

    Triste a sorte de um povo, so aparece pseudo-messias 🙁

    • E. Santos

      8 de Dezembro de 2010 as 18:14

      O PR deve estar a dizer…”vocês não quizeram mudança? Agora aguenta só.” (e ele tem razão, são-tomense é de uma ingratidão desmedida) e o PP sabe as razões do governo por isso está tranquilo.
      Cabe a nós mesmos zelar pelos nossos interesses. Quisemos mudança sim, mas mudança responsável. Se o governo está desnorteado cabe a nós chamar-lhes à razão. E há formas para isso. Pelo menos ainda não foi declarada ditadura. Por isso, usemos dos meios de que dispomos para fazer valer o nosso direito à informação.

      • Celsio Junqueira

        9 de Dezembro de 2010 as 14:28

        Meu Caro E. Santos,

        Sabe porque está tranquilo o PR e os demais representantes das Instituições do Estado Santomense?

        São pseudos-democratas e com DNA politico autoritário.

        Lidam mal com a critica e a diferença de opiniões. Se tivessem no lugar do PM tomariam a mesma decisão.

        E mais, a receita é a mesma, já os lideres sovieticos e socialistas do mundo inteiro fizeram, na ausência de resultados nas politicas economicas falhadas, CALA-SE os meios de COMUNICAÇÃO SOCIAL.

        A “Mudança” foi um slogan que pegou e soou bem nos ouvidos, e já está mais que visto, que é só “Continuidade”, infelizmente.

        Boa Sorte, a ver se o ex-padre põe uma agua benta nesse assunto ;).

  5. JorgeK

    7 de Dezembro de 2010 as 17:40

    VARELA FOMENTOU TUDO ISSO PARA ESQUECERMOS O CASO “31 MIL BARRIS”.

    DEMONIOS VIVOS NA TERRA SANTA

  6. Tagarela

    7 de Dezembro de 2010 as 17:50

    Infelizmente em STP todos aqueles que não são Ministros e Presidente da República, não têm voz e poder de decisão da resolução das questões que se prendem com a sua competência.
    Infelizmente o brio e honra profissional se esbarra em questões residuais e de índole pessoal.
    Somente é reconhecido e valorizado um profissional e lhes é permitido tomar decisões enquanto estas estiverem e servirem os interesses dos governantes e não do país.
    O director da TVs se prioriza o direito constitucional dos Santomenses a informação isenta e imparcial, se respeita, valoriza e defende a liberdade de informar e bem, deveria ao menos questionar a decisão e lutar para a manutenção daquele programa, contribuindo assim para a dignidade da classe e liberdade de imprensa. No entanto, não o fez e não o fará. Há outras questões de foro pessoal individual e porque não finaceira que eventualemnte terão pesado para a sua completa omissão.
    Deveria pôr o lugar a disposição? Provavelmente sim. Vai fazê-lo? Não!!! A tão esperada mudança, se me afigura miragem. viva STP!!!

  7. sinceramente

    7 de Dezembro de 2010 as 18:09

    Mais uma vez em s.tome toma-se decisoes inconstrutivel aonde esta a liberdade de imprensa,esta patente de novo que em s.tome nao se quer pessoa inteligente, me pergunto de que governo tem medo?temos falta de profissionais qualificado agora aparece um com qualificacao o governo bloqueia,o Sr director da TVS e um pau mandado o programa que a SAO apresenta e de uma importancia notavel ,esta poderia ser o momento para unirem so temos uma estacao de televisao no pais o sr director poderia estar com a jornalista e nao aceitar decisao do governo e esperava ver se o governo tambem iria fechar estacao da TVS nao se entende com falta de programa televisivo,E este o governo da mudanca transparente esta ja a mostrar o que valem isto e so inicio…

  8. Madalena

    7 de Dezembro de 2010 as 18:09

    Agora é o diabo em Guadalupe, não deixando as crianças aprenderem. O Diabo pra o Inferno. Jambi nas escola, deixem de tretas!
    Isso pode ser caso de uma nova doença, tipo vacas loucas, paludismo mal curado etc, ,mas nada de bruxaria. É sim um caso de saude publica, deixem de manifestar a ignorÃncia.
    O diabo existe nas nossas cabeças!!!
    Estudei em Guadalupe a 1ª classe com o professor Aureliano. Ou Oreleano, sei lá com era nome do meu 1º professor. Nunca vi o diabo e vivia na roça praia das conchas.

    • Jorge Cardoso

      8 de Dezembro de 2010 as 12:39

      tb eu. estudei e vivi em guadalupe durante 12 anos e nunca ouvi coisas dessas.
      agora vão fazer jambi?! lol

      • Zidane

        9 de Dezembro de 2010 as 16:29

        É realmente uma pouca vergonha para essas pessoas que andam a promover a ignorancia em pleno Século XXI

  9. boca suja

    7 de Dezembro de 2010 as 18:26

    Pois é meus caros
    Mais uma triste historia no nosso S.Tomé
    que quem fala verdade nunca é bem recebido.
    Por isso, é que os mentirosos estão sempre
    em cima.
    Tenha muita coragem São Lima, a razão um dia ha de vir.

  10. zeme

    7 de Dezembro de 2010 as 18:32

    Mais uma vês Varela a dar espectáculos não bastou a trapalhada de entrada ou não do dinheiro de petróleo.
    Mais afinal ninguém consegue demitir este homem?
    A são não merece isto.
    Que linda mudança estamos a viver.

  11. Mé Zemé

    7 de Dezembro de 2010 as 18:34

    Até parece mentira…!!!
    Espero que haja algum mal entendido nessa história, pois se for verdade, é muito mau para um governo que aparentemente tem demostrado rotura com os governos anteriores como demostram a preocupação com os proplemas nacionais.
    Neste momento o que está em causa é a liberdade de expressão, que é uma coisa que todos os cidadões têm direito, desde de que esteja dentro do seu limite.
    Como falava na peça, é a nossa melhor jornalista, eu até digo mais é melhor de todos os tempos, pois ela se preocupa muito com aquilo que está a transmitir e de forma clara para que todos percebam, o que não acontece com muitos jornalistas e muitas mais valências que ela tem que não há espaço e tempo para dizer tanto.
    O povo pôs muita confiança neste governo, peço ao sr. Patríce Trovoada que pense muito bem nisso.

  12. José Silva

    7 de Dezembro de 2010 as 19:23

    Isto é muito grave.
    Para um País democratico e onde foi prometido mudanças (creio q é para o desenvolvimento) tem q haver liberdade de imprensa e nada de censuras. Isto mostra a incoerência do governo e assalto a liberdade de imprensa. Inadmissivel.

  13. jose afonso

    7 de Dezembro de 2010 as 20:28

    Que palhacada
    So espero que o Oscar medeiros como jornalista que acredito ser tenha uma opiniao nesta tragedia encabecada pelo governo. Como e possivel uma tentativa de silenciar a comunicacao social. Afinal o diabo continua a solta so tinha e o rabo preso. Nao quero dizer que a Sao Lima seja alguma Santa, mas tem o direiro de fazer o seu trabalho com exencao como boa jornalista que e. Mas dai ate calarem a senhora!!!!! Po amor de Deus. Patrice Trovoada faca alguma coisa porque isso comeca a ser muitos erros em tao pouco tempo, desencadiado pelo pior elemento do seu elenco governamental. O unico que vai com todos desde que estejam no poder. Alias nao sei porque que o Varela foi eleito neste governo que representa mudanca e ESPERANCA. Agora a senhora tera um mes em casa e sera paga com o nosso dinheiro. Abaixo varela. Mais uma vez pergunto, Alguem perdeu um centimo que seja com o escandalo da STP TRADING? pelos vistos esse roubo ja caiu no esquecimento.

  14. vasco antão

    7 de Dezembro de 2010 as 21:57

    Para um governo que bem ou mal vinha tomando decisões e isso é importante, agora borrou a pintura, completamente. Sâo Tomé e Principe devia era aproveitar a grande formação e experiencia que a São Lima, trouxe de Inglaterra, para ela ajudar a formar e valorizar os jovens que pretendam seguir comunicação social em São Tomé. Não devemos abdicar da nossa liberdade, nem devem querer escolher o que o povo pretende ou não ver na televisão. Claro que houve pressões do Governo e houve pressões do actual governo de Cabo Verde, para que a entrevista não se realiza se, pois o Carlos Veiga está a efectuar uma campanha em crescendo e onde as sondagens dão lhe a liderança, analisando eu por fora todos estes acontecimentos e sem ter qualquer interesse em quem vai ganhar em Cabo Verde. Devemos todos lutar com todas as forças contra estes senhores que se julgam donos da vontade dos outros e que para conseguirem os seus objectivos silenciam quem não convem e não gostam de quem não anda a beijar as maõs diariamente. Isto é uma vergonha.

  15. Beto - Reforço da democracia

    7 de Dezembro de 2010 as 22:29

    Meus caros,
    Gosto muito do programa “Em Directo” de São Lima e não acredito que o Governo do Dr. Patrice Trovoada tenha dado essa orientação por razões de retaliação.
    Aliais, não está claro no artigo do jornalista Abel Veiga, se as condições contratuais da Jornalista São Lima, são as mesmas que dos seus colegas (salário).
    Acho que estamos perante um falso problema, uma fez que o contracto assinado com a jornalista era para 7 meses e não renovável. O Governo tem a legitimidade de não renovar se assim o entender.
    Reconheço, entretanto, o contributo que a jornalista tem trazido com o programa para o reforço da democracia em São Tomé e Príncipe e convido a jornalista a renegociar com a Direcção da Televisão um novo contracto, para que o programa fosse retomado em Janeiro.

    • DAVILA DOTE MADUQUE

      8 de Dezembro de 2010 as 10:54

      Haja paciência Sr.”Beto – Reforço da democracia”, Só alguém com o crânio atrofiado, inacabado, com pensamento lesionado toma decisões desta invergadura, ta-se a mexer com os pilares da democrácia.
      100 e poucos dias, e tanta trapalhada!!!

    • Afinal

      8 de Dezembro de 2010 as 11:36

      és Cego! Este texto nao lhe diz nada?
      Eis:”«Depois do incidente envolvendo o doutor Carlos Veiga, em que uma entrevista com ele autorizada pelo director da TVS o senhor Oscar Medeiros, foi cancelada a última hora pelo Governo, o incidente aconteceu no dia 2 de Dezembro, e no dia 3 de manhã, as 10 horas, o senhor director da TVS Óscar Medeiros, chamou-me ao seu gabinete para me comunicar que o governo o instruíra a dizer-me que o meu contrato com a TVS que perdurará até 31 de Dezembro não seria renovado», afirmou São Lima.”
      Ou és um daqueles comprados, como Afonso Varela, pelo ambicionado pretendente Presidente da RDSTP Patrice Trovoada, amigo de todos os ditadores da regiao ocidental africana?
      Com Humildade

      • Afinal

        8 de Dezembro de 2010 as 11:38

        errata: nao ambicionado, mas sim ambicioso.

  16. APOLO/2010

    7 de Dezembro de 2010 as 22:30

    Chatice, chatice!!!

    Uma classe jornalística que assisti este acto de forma pávida e serena como bôbo da côrte. Meus senhores estamos perante uma censura política, atentado contra liberdade de expressão. O governo está a sonegar o grau de liberdade da jornalista São Deus Lima, consequentemente impedindo os Santomenses de estar informado, de ter pensamento crítico dos reais problemas do país.

    É preciso que os Santomenses que estão fora do país e que têm as oportunidades de aprendem, tornem-se aptos e competentes porque a geração dos anos 60 o ciclo terminou, está esgotada, o caminhos desses senhores chegaram ao fim.

    Muito mal iremos se os nossos dirigentes políticos não souberem que a crítica livre é uma parte integrante das relações em qualquer sociedade decente, que a crítica livre é um factor da ponderação e da qualidade das escolhas e das decisões; que sem a crítica livre podem crescer o abuso, a desonestidade, o disfarce e a mentira; que sem a crítica livre o nosso destino colectivo será mas incerto e muito bem pior.

    O enorme melindre desta situação reside no facto de serem estes <> e/ou estes oportunistas sem mérito: Oscar Medeiros Demite-se porque os <>: Patrice Trovoada não gostam dos discordantes e dos crítico.

    Patrice Trovoada nunca será presidente de STP, vai para outro lado implantar ditadura. País não está condenado ao ver outros avançarem, progredirem e nós a ficarmos para trás.

    Qual é o paradeiro do jaca-doxi para dissertar sobre este assunto hein?

    Chatice!
    Força São! guerra só agora começou…
    Saudações.

  17. APOLO/2010

    7 de Dezembro de 2010 as 22:31

    ;

  18. APOLO/2010

    7 de Dezembro de 2010 as 22:33

    representantes;chefes

  19. sonhador

    7 de Dezembro de 2010 as 23:13

    Wikileaks com eles…

    • Ryan

      8 de Dezembro de 2010 as 6:02

      isso mesmo

  20. Leoter Viegas

    7 de Dezembro de 2010 as 23:15

    Minha nossa Senhora de Guadalupe…
    Vou repetir uma frase que foi hoje escrita por um ilustro santomense “O pior que existe em S.Tomé e Principe são os santomenses”…
    Há muita falta de bom senso nesse País. O pior que um governo de bom senso faria nesse momento era provocar a demissão da jornalista São de Deus Lima, perante os acontecimentos da semana passada.
    Mais, é cómico a justificação da suspensão do programa, passo a citar “…durante todo o mês de Dezembro estavam cancelados os programas dessa natureza, porque só haveria programas recreativos etc, por causa da quadra festiva”…
    Não tenho palavras para caracterizar mais esta deste Governo depois do caso 30.000 barris de Petróleo.
    Perante esses factos, só tenho a desejar a TVS bons programas recreativos e ao governo, bom NATAL.

    Leoter Viegas

  21. maria

    7 de Dezembro de 2010 as 23:18

    Para São Lima,

    Aunque sientas el cansancio,
    Aunque el triunfo te abandone,
    Aunque un error te lastime,
    Aunque un negocio se quiebre,
    Aunque una traición te hiera,
    Aunque una ilusión se apague,
    Aunque el dolor queme tus ojos,
    Aunque ignoren tus esfuerzos,
    Aunque la ingratitud sea la paga,
    Aunque la incomprensión corte tu risa,
    Aunque todo parezca nada…
    Vuelve a empezar

  22. rosema

    7 de Dezembro de 2010 as 23:44

    Em vez desse disparate que promove apenas a vossa incompetência e incapacidade de estar a frente dos destinos do País, servindo apenas para confundir a opnião publica, deviam é começar a dar provas de que estão a altura dos votos que o povo vos deu, porque a continuarem assim, a fazer de conta que estão a governar o País, nas proximas eleições vão levar um cartão vermelho do Povo.

  23. joao cardoso

    8 de Dezembro de 2010 as 1:44

    Meus senhores governantes de s.tomé e principe? ate quando estas poucas vergonhas???
    meu deus que coisa mais estupida?
    ate quando?

  24. elisa

    8 de Dezembro de 2010 as 2:22

    palhaçada autentica essa situaçao…n sei do que esse povo tem medo…quem manda nesse país somos nós os santolas…entao as pessoas n se devem deixar intimidar por coisas tao pequenas…país democratico que se prese n tem esses tipos de coisa..portanto queremos mudança pra melhor e n queremos retrocesso…

  25. Helves Santola

    8 de Dezembro de 2010 as 2:39

    É por isso que o país não avança. Os governos sempre colocaram medo nas pessoas que querem assumir o comando da mudança…mais uma vez o mesmo episódio! Eu acho que, para o país avançar, vai ter que ser com a população a meter medo no governo…..esses gajos têm que trabalhar com medo, são donos do país ou quê? Raios!!!!!!!!!

  26. Helves Santola

    8 de Dezembro de 2010 as 2:40

    Possas, eu ainda vou abrir uma televisão nesse país…..ou eu ou eles!!!!

  27. XYZ

    8 de Dezembro de 2010 as 2:44

    Esses gajos poderao ter dificuldades com aprovacao do OGE. Presenciando essas repetidas falhas acho que temos ja que comecar com ofensivas de forma a mostrar a este nosso governozinho que o periodo de lua de mel esta prestes a terminar ou ate diria que ja terminou. E preciso que isto nao saia da vossa memoria – TODOS VOTANTES AO ADI NAO O FIZERAM POR GOSTO AO ADI. MAS SIM COMO FORMA DE CASTIGAR OS ANTIGOS GOVERNANTES. De uma forma ou de outra O POVO E QUEM MAIS ORDENA.

    • S.

      8 de Dezembro de 2010 as 11:03

      O OGE deve ser aprovado e irá de certeza absoluta ser aprovado. Deve-se deixar este governo… governar. Ganharam as eleições. Os que sonham ardentemente com uma crise, os que desejam uma crise, os que acham que a crise está a demorar, devem tirar daí a ideia. O OGE passará, não tenho dúvidas.

  28. Agapito Mendes Dias

    8 de Dezembro de 2010 as 3:01

    Quem faz o branco prosperar, ter dinheiro e barriga grande? Quem……..?????

    Monangambé……

    http://www.youtube.com/watch?v=f7CPHC0hZHA

  29. Manuel Vaz

    8 de Dezembro de 2010 as 3:07

    Eu Vou Voltar , eu sei que voltar , mas a questão é que tenho que esperar….

    http://www.youtube.com/watch?v=LzdvnVBcnmk&feature=related

    • peter

      8 de Dezembro de 2010 as 10:43

      voltar pra quee? esqueceste que tambem foste carrasco?

  30. Tentado a ler

    8 de Dezembro de 2010 as 4:59

    Nao posso deixar de manifestar a minha total indignacao perante tal situacao. Dar prioridade aos programas recreativos em detrimento de assuntos que mais interessam a nacao? A Sao Lima e uma profissional a altura do nome. Se ia fazer um programa sobre a situacao financeira do pais, e porque ja tinha estabelecido os elos todos: a forma como sao gastos os dinheiros publicos, e o apuramento das consequencias e cumprimento escrupuloso das decisoes sobre os casos de uso e aboso dos fundos publicos, etc. E agora vem o governo travar isso? Se foi celebrado um contrato ele nao preve clausulas de rescisao? A jornalista teria violado alguma? Esta decisao tinha em vista tudo menos os interesses da Nacao. Nao era o governo suposto criar condicoes pra que as instituicoes funcionem? Como esperar que um profissional tenha a devida liberdade de pensamento e accao,se ele e confrontado com punicao? Estes sao sinais claros de desgovernacao, a somar aos outros tipo fiasco de expulsao indocumentada de estrangeiro que resultou numa vergonha total(o governo saiu de cara na lama). Faco votos que a Sao encontre outro forum para continuar a informar e a ilucidar os seus co-cidadaos.

  31. Ryan

    8 de Dezembro de 2010 as 5:59

    Isso ja vai acabar, estao em estudo a criacao de uma televisao, privada em S.T.P.
    Ai queremos ver como governo pode impedir alguma coisa.E o programa da Sao Lima vai voltar, ainda no mandato desse governo. Podem crer.
    Aonde ja se viu impidir um cidadao o direito de informacao.

    • Mimi

      8 de Dezembro de 2010 as 10:40

      Bem Haja!

  32. BLAGA PENA

    8 de Dezembro de 2010 as 6:30

    Que granda brincadeira, senhores do governo, a Sao Lima também é santomense como voces e tem todo o direito como vós e voces nao sao mem mais, mem menos que ela. Entao que tipo de democracia é que voces querem, uns têm direito de fazer e desfazer e outros nao?
    Povo poem povo tira

  33. Joker Voz do Povo

    8 de Dezembro de 2010 as 8:00

    Bacuê Patrice.
    Olha, não esquece k vc não tem maioria na Assembleia.
    Não brinca com fogo. Não pensa que o teu slogam «Deixem-nos trabalhar» vai perdurar para sempre. Cuidado! O teu pai saiu de Primeiro-Ministro para cadeia, lembras. Talvez não lembras ainda eras puto. Cuidado! Pensas k travando entrevistas, rescindindo contratos, debrulhando questões de petroleo, ou coisa assim vais a frente. Atenção!
    Agora, Oscar Medeiro, envie essa noticia para RDPÁfrica. Sempre que coisas más acontecem fazes reportagens, não achas que esta seria uma coisa para reportares.
    Viva democracia. Viva São Tomé e Príncipe.

    • peter

      8 de Dezembro de 2010 as 10:51

      voce esta a ameacar?? um primeiro ministro?

  34. Rogério Baltazar

    8 de Dezembro de 2010 as 8:31

    Melhor, mesmo era fechar TVS, porque não se faz nada nesta Instituição, o melhor que ha o (G)governo mandou Concelar, o que vamos assistir? Programas importados?Mandar fechar TVS e mandar os Jornalistas a trabalharem o Compo, seria uma dicissão mas consensual.

  35. Joker Voz do Povo

    8 de Dezembro de 2010 as 8:32

    Bacuê Patrice!

  36. hyuri

    8 de Dezembro de 2010 as 8:33

    Antes de mais gostaria de lamentar toda esta situação, e pedir que deixemos de culpar o governo, porque somos os principais culpados de tudo que passa nesta ilha insular.
    Com respeito ao programa de São Lima acho que, esse programa só acabara si nós os Santomenses quizermos.
    Nenhum governo tem a competência de acabar com a democracia imperante no pais e a liberdade de imprensa.
    Apelo a todos os Santomenses que de uma forma ou de outra desejam que o programa sobreviva e em solidariadade com a nossa ilustre e competente jornalista que sempre tem lutado com os poucos meios que tem a sua disposicão para o esclarecimento de alguns acontecimentos relevante no pais.
    Venho com todo o respeito convidar a todos interessados a uma manifestação de forma a demostrar que a voz do povo ainda prevalece neste País.
    Faço recordar que a vontade do povo é uma ordem visto que,um povo unido jamais será vencido,portanto em minha opnião comentário só não basta.Querem intimidar a massa critica que mexem com interesses da Burguesia.
    Gosto da mudança sempre quando mudança seja de facto mudança e não mudança de plano, isto pode provocar ruptura,pois a São representa a cara triste e pobre do povo de STP.

  37. fidelito

    8 de Dezembro de 2010 as 8:59

    POIS É SR secretário…ou ministro secretário do governo…

    A liberdade de expressão é o pilar da democracia. DEVERIA SABER!
    Que tipo de jornalistas vcs querem para STP??
    Os que andam atrás do governo a pedir esmola e fazer o que vcs querem?
    ONDE ESTÁ A LIBERDADE DE EXPRESSAÕ????
    SR Patrice Trovoada, eu votei em si (ADI), por favor não me envergonhe!!!!!
    COM ESSE COMPORTAMENTO O SR NOS ENVERGONHA A TODOS.
    QUEREMOS A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NESTE PAÍS!!
    TVS Não tem um programa que dê aos telespectadores vontade de ver, EXCEPTO EM DIRECTO.

  38. givanildo de sousa

    8 de Dezembro de 2010 as 9:01

    1º que diz o Rafael e o Delfim sobre esta situação penosa em que estão fazendo com a Sao Deus Lima. 2º isto é o que ja me cheirava eu sou do MLSTP e votei no ADI agora estou 10.000 x arrependido por esta decisão mas ja é tarde não se chora sobre o leite derramado. A São não merece ela veio a sua terra natal como todos nós queremos um dia ver esse sol de stp, pôs em nos ecrãs dos santomenses o melhor e maior programa televisivo q temos e o governo do Patrice e Varela manda suspender é uma farsa. ela vai e ira continuar porque ela tem o apoio do povo vamos todos sair a rua manifestando o nosso desgosto a esta decisão eles vão nos ouvir vamos ao Palacio do Povo e do Governo gritar fazer tudo para a reposiçao do governo. Sou da Ilha do principe e leitor nº 1 deste jornal eles ficaram afectado pelo facto de ela submeter todos os detalhes perante o publico,a cronica escrever na areia ela fez a 1ºcarta pa apolinária, e a 2º carta pa apolinaria e isto mexeu com eles. força São frça São vamos te apoiar vamos sair na Rua e gritar pela reposiçao da liberdade de imprensa eu chefio a manifestação aqui no principe…

  39. E.FM

    8 de Dezembro de 2010 as 9:10

    Meus senhores Governantes de STP, façam-me favor, não perdem a posturas.
    Num estado do direito como é STP, a liberdade de imprensa é o direito de todos cidadãos.
    Meus caros governantes, se a intenção era fazer com que a possível entrevista com Carlos Viegas não se realizasse de forma a não por em causa as relações entre o governo e o Governo Cabo-verdiano, desnecessário se torna a proibição do programa, basta um bom diálogo entre as partes (SÃO LIMA E GOVERNO), de forma a encontrarem uma boa desculpa para convencer Carlos Viegas de um possível imprevisto.
    Por outro lado, Sem pretensão de “tomar partido” de um ou de outro, passemos, n’uma análise acadêmica, aos institutos jurídicos envolvidos nesta questão
    Se o senhor Varela, confundiu a calça com a saia, deixando o seu rabo aberto no caso de 30 mil barris de petróleo e anda com receio de um possível esclarecimento no programa em Directo, convenhamos saber que, de acordo com o nosso código jurídico a liberdade de imprensa é o direito de todos. Por tanto, o governo não pode de maneira nenhuma rescindir um contrato válido antes da data prévia, isto, leva ao pagamento de uma boa indemnização.
    Com estas atitudes, falta o governo proibir também os nossos jornais. Sinceramente.

  40. ADELINO DOS SANTOS

    8 de Dezembro de 2010 as 9:20

    ESTE GOVERNO JA DEVERIA DEMITIR-SE JA DEMOSTRO QUE NÃO TEM CAPACIDADES.FORÇA SÃO DEUS LIMA TENS CAPACIDADE PARA SER MINISTRA DA COMUNICAÇÃO SOCIAL

    • "Nós por cá e a nossa maneira"

      9 de Dezembro de 2010 as 9:46

      ….carissimo, não digas, tão alto para o governo se demitir-se!!!! porque o objectivos das calinadas governativas é precisamente essa!!!! toda gente já se apercebeu, menos eles!!!

      O objectivo principal do PM é ser PR…é publico e notorio,e toda gente sabe que não lhe interessa ser PM. Então, qual é a forma mais rapida de lá chegar com o povo todo a apoiar!!!!!é governar desta maneira……portanto, quem não quer, que esteje,quem não, que se acuda!!!!!!

      Haver, vamos até ao final da novela, que esta muito interessante, e ainda nem entramos na recta final, ou seja, nos ultimos capitulos.
      boas festas!!!

  41. Santolas

    8 de Dezembro de 2010 as 11:23

    Os jornalista santomenses não são solidarios

    Deveriam todos em conjunto sair a rua

    • Maria leva leva

      9 de Dezembro de 2010 as 16:36

      Achas, só querem tacho para aparecerem de fato e gravata, viajar ao lado do poder.
      Esses jornalistas fazem-se jornalista por circunstancia da vida, a maioria não tem vocação, resultado é o actual papel de Óscar qualquer coisa Medeiros, obedecer ao ditador Patrice e Varela.

    • Zidane

      9 de Dezembro de 2010 as 17:21

      Estou de acordo consigo.

  42. Ramos Neto

    8 de Dezembro de 2010 as 11:40

    O homem é, antes de tudo, livre. O homem é livre mesmo de uma essência particular, aonde está a autonomia e a espontaneidade de um sujeito racional Sr. Director da TVS, Óscar Medeiros? A ausência de submissão, de servidão é necessária nestes casos. Mesmo sabendo que a acção humana não é, absolutamente, livre (Schopenhauer), mas a liberdade é a condição ontológica do ser humano. Tudo isso me deixa perplexo com a atitude do governo chefiado por Sr. Patrice Trovoada a quem esperamos uma mudança positiva. Não há Democracia se não houver liberdade de expressão, liberdade de imprensa…. etc.
    Não tenha medo Sr. Óscar Medeiros de ser livre de dizer SIM quando é para fazê-lo e dizer NÃO no momento certo, porque todo o homem está condenado a ser livre segundo Jean-Paul Sartre. Para mim a maior consciência é a de aquele que tem a consciência que é livre. Jornalista São Lima! Tenha coragem e força que os melhores momentos hão-de vir, só espero que não perca o seu profissionalismo de vista, o rigor a asserção deve estar acima de tudo. Continuação de bom trabalho.

    A vós os leitores do Téla Nón e os trabalhadores, desejo-vos um santo natal e um novo ano cheio de prosperidade. Que o novo ano, isto é, 2011 seja um ano de muitas transformações e realizações para todos, não só no campo material, mas no campo afectivo e no campo espiritual, principalmente nosso “eu” interior. Um abraço a todos.
    Verres Ramos Neto.

  43. Pm

    8 de Dezembro de 2010 as 11:52

    Bom dia povo que sofre como eu

    Até quando!!!????
    Olha querida São D.Lima, tenha coragem, porque até que Deus venha teremos que nos lidar com esses bons politicos que o Demonio nos enviou.
    Do governo esperava qualquer coisa, mas do teu colega Oscar Madel…. não. porque era uma pessoa que muito defendia a liberdade de imprensa e o direito a informação que o povo tem num estado de direito democratico.
    atenção que o regime despotista esta a porta.

  44. mina gabón

    8 de Dezembro de 2010 as 12:16

    enfim, este é o exercicio do poder.. dai a cinco anos podemos escolher outros.. mais por enquanto ou seja por quatro anos vamos aturar estes dirigentes de meia tigela….que deus abençoe STP e um feliz natal a todos…NADA VAI SÒ…tudo tem um fim…

  45. Oscar Borges

    8 de Dezembro de 2010 as 12:23

    Faço uso deste espaço para demonstrar minha tristeza aos acontecidos. Dei meu voto de confiança neste governo, mas ando me decepcionando com atropelos que se faz sentir no seio deste governo. Acho também absurdo da parte do Diretor da TVS em ser uma marionete e não prestar devida informações por escrito a brilhante profissional que é a São Deus Lima. Que País estamos construindo? … Ao meu ver a direção da TVS deviam cair em bloco, abraçando atitude negativa tomada contra esta jornalista, em prol do profissionalismo, e porque deixam automaticamente os responsavel desta instituição fragelizado como profissional. Abaixo estas atitudes do governo e do diretor da TVS.

  46. Antonio Preto

    8 de Dezembro de 2010 as 12:46

    Que mudança é esta?
    retaguarda? o Sr.Patrice primeira é para frente, não tiraste a carta de condução?
    são muitos acidentes em tão pouco Tempo, penso que Varela está lhe aconselhando muito mal, vive-versa.

    força São Boa no que fases.
    este país e mosso.

  47. A.G brasil

    8 de Dezembro de 2010 as 12:54

    ningué cu ca fla ceto na té banco tasonfa.

  48. SaideBaixo

    8 de Dezembro de 2010 as 13:20

    Meus caros a que triste fado chegamos… Está definitivamente provado que não há alternativas… Já passaram pelo Governo nos últimos 4 anos todas as forças políticas, todos os cenários e coligações possíveis e (in)imagináveis e com desânimo e total realismo temos de chegar à conclusão que STP está condenado. É mau de mais, para ser verdade que um Governo legitimamente escolhido pela população, em tão pouco tempo defraude as expectativas até dos mais crédulos. Porque agora levantam-se as vozes do “Homem do Restelo” (os do contra) a dizer Eu sabia… Eu bem dizia… Eu avisei… E o mais triste é que hoje temos que lhes dar toda razão! Eu e muitos outros que estavamos farto de ver sempre as mesmas caras a (des)governar queria dar alternativa a quem nunca tinha estado no poder para provar que ainda há ESPERANÇA para o país.
    Mas hoje confesso estar profundamente desiludido e desesperado porque não há verdadeiramente alterntivas e soluções a curto, médio ou quiça a longo prazo para estas Ilhas Maravilhosas.
    Este caso da São Deus Lima faz-me recordar o caso TVI da Manuela Moura Guedes, em que o Sr Socrates tal como o Sr. Patrice resolveu interferir nos meios de Comunicação Social.
    A diferença é que aqui em STP foi de forma ostensiva, descarada e autoritária, revelando a pequenez de um “omem” sem H que não consegue conviver com as críticas e à sua falta de capaidade para gerir um país.
    Devemos levantar bem alto a voz e insurgirmos contra esta CENSURA aos meios de comunicação, considerados hoje como veículo indispensável a pleno exerício da DEMOCRACIA. Regime que bem ou mal ainda funciona e vigora no nosso território.
    ESTOU FARTO DAS MUDANÇAS EM QUE SE MUDAM AS MOSCAS E É SEMPRE A MESMA…. (voçês sabem!!!)

  49. RECORD

    8 de Dezembro de 2010 as 13:37

    Este Governo ultrapassou o Record Nacional. Em tão pouco tempo de Governação, já teve vários casos críticos, cuja solução nunca chegou a ser a melhor. Lembrem-se da detenção do cidadão camaronês, da visita da delegação taiwanesa, dos 30 mil barris de petróleo, e outros escandalos? Em todos eles a Comunicação Social teve um papel isento e coberto de profissionalismo.
    Parece que agora o alvo está na comunicação social? Quando este Governo se divorciar com São Deus Lima, Ambrósio Quaresma, Abel Veiga e outros com quem se casará? Talvez com Medeiros e outros “PAU-MADADO”… Sr. Secretário de Estado, ñ se eskeças da suas raízes, pois um dia o bom filho regressará à casa, portanto cuide bem dessa família.

    • Leton

      8 de Dezembro de 2010 as 17:40

      RECORD:

      Disse’ Quando este governo se divorciar de São Lima, Abel Veiga ……AMBRÓSIO QUARESMA?

  50. E.Santos

    8 de Dezembro de 2010 as 15:51

    Granda bandeira, meus senhores. Tudo, menos calar uma jornalista. Que a entrevista com Carlos Veiga não nos interessava a ponto de lhe dispensarmos 1 hora de audiência, é perfeitamente compreensível. Agora, questões do país, que até estava a pedir que ela trouxesse mais a baila…tenham santa paciência.
    Não se fechem, vocês não são melhores do que ninguém. O contributo de todos é importante.
    Chega de dar tiro nos pés. Não há interesse político que justifique isso. Que o diga Manuela Moura Guedes…O caso Sócrates em relação a TVI tem lhe custado os olhos da cara.
    Aprendam com as experiências dos outros. É este o espírito de mudança que esperamos de vós.

  51. MÉ SOLO

    8 de Dezembro de 2010 as 16:15

    NÃO É ESTA A MUDANÇA QUE ESTE GOVERNO PROMETEU AO POVO DE STP.
    QUEREMOS CAMINHAR A VELOCIDADE CERTA P NÃO TROPEÇARMOS SÓ ASSIM ESTE PAÍS PODERÁ CONHECER DIAS MELHORES, MARCHA ATRÁS NÃO

    QUAL A DIFERENÇA ENTRE ESTE GOVERNO E OS ANTERIORES?

    MATAR UM PROGRAMA COMO EM DIRECTO E APRESENTADO PELA MELHOR JORNALISTA DO PAÍS É UM PECADO SEM TAMANHO.

    COMO É Q UM DIRECTOR PODE PERMITIR Q ISTO ACONTEÇA, QUAL A SUA POSIÇÃO FACE A ESTA DECISÃO, DEVIA SER SOLIDÁRIO COM A SUA COLABORADORA E DEMITIR-SE

    VIVA DEMOCRACIA

  52. Santos

    8 de Dezembro de 2010 as 16:32

    Isto é prova da mudança que o povo escolheu,
    é prova da consolidação da Democracia.

  53. Bill

    9 de Dezembro de 2010 as 8:15

    Diz-se por aí: “Quem com cão dorme, com pulga se levanta”. É o que está a acontecer agora com o Director da TVS. Misturar com políticos que só olham para o seu umbigo, dá nisso. Aliás, qual deles que não olham?
    Até chegar as eleições presidenciais o actual governo vai estar mais desgastado que a gola da camisa. Um partido que saiu de 11 deputados para o governo, deveria ser mais prudente. Vejamos:
    1-Expulsão do camaronês. O governo saiu derrotado, falndo coisa com coisa.
    2-Caso dos 30 mil baris de petróleo. O governo falou uma coisa, depois disse outra. Havia dito que não entrou, depois disse que pode ser que o carregamento não se efectuou.
    3-Suspensão da entrevista com Carlos Veiga (Líder do MPD, Cabo-Verde). O Primeiro-Ministro teve que se desculpar depois.
    4-Afastamento de São de Deus Lima da TVS. Porque não se iria renovar o contrato e depois suspende-se o programa.
    Acho demasiados atropelos para um governo que há pouco completou 100 dias de governação.
    Começo a concordar com uma frase do Líder do MLSTP/PSD, a quando do balançao de 100 dias de governação, de que o governo revela uma certa atrapalhação e desconhecimento do país real.
    Minha gente, aprenda com os erros.

  54. MÉ-ZOCHI

    9 de Dezembro de 2010 as 9:17

    Verdadeiramente o nosso S.Tomé está a tomar un rumo que se Deus não nos ajudar, o que será de nós?
    Estamos perante o príncipio de um regime e Hugo Chaves e dos lideres africanos.

    Biliuê ô pôvo

  55. hoje em dia

    9 de Dezembro de 2010 as 9:45

    isso vai dar bum!

  56. Fia Luxinga

    9 de Dezembro de 2010 as 10:06

    carros cidadãos há coisas que nós temos directo, e podemos fazer diferenças, por este motivo se as coisas estão erradas temos temos de contribuir para melhor, neste termo se governo errou terremos de lutar pela arma que temos a nosso dispor, se na verdade o programa era a mais vista e tão importante apenas temos de nos organizar e fazer uma manifestação favor do Programa, e quanto ao aqueles senhores pau mandado que existe muito em s.Tomé também podemos tirar-los da mesma forma fazendo manifestações. Quanto ao governo espero poder reconhecer Erro e retomar o programa seja com que desculpa que for, porque este governo teve apoio juvenil para efectuar boa acções e não asneira como muito outros que já passarm por lá. Não tenhem vergonha que muitos quadros nosso competente prefere trabalhar fora dada persigção governamental e dos colegas que não sabem trabalhar a não ser praticar corrupção. agora solicito a quem do Direito como acabar com corrupção deste jeito.
    Santomenses abrem os olhos e não deixewm os bandidos fazer aquilo que não deve, ja chega daq bricandeira dos que possuem rabos compridos.

  57. Underdôglas

    9 de Dezembro de 2010 as 11:05

    Carlos Veiga, nao denunciou o ocorrido por uma questao de tactica porque estamos em vésperas de eleiçoes. Mas como presidente do IDC para a Africa vai denunciar a nivel internacional esta porcaria e pouca vergonha de Patrice Trovoada. Para aqueles que nao sabem, Patrice Trovoada retirou depois da antena esse mesmo programa de televisao e nao renovou o contrato com a jornalista produtora Sao Lima, ex jornalista da BBC! E esta?! Nao estamos em Africa?!!!

  58. Renato Correia

    9 de Dezembro de 2010 as 11:08

    Mudança que mudança coisa nenhuma…lamentavelmente a presa tornou-seno predador o suposto director que anteriormente havia provado deste veneno façilmente esqueceu o sabor do mesmo, uma vez sentada na cadeira do poder. voçês podem fazer o que bem vos aptece mas a história provou sempre que as coisas acabam sempre por mudar hora com ferro e fogo ou….exacto humilhem os quadros da nação façam com que eles se sintam peixes fora de água que assim vão mudar a nação. Uma vez disse e disse bem um lider américano não perguntem o que o vosso pais pode fazer por voçês mas sim aquilo que voçês podem fazer por ele. o pior de tudo é que nós só nos manifestamos quando o glorioso benfica é campeão nacional de portugal, mas quando uma ilustre figura da nação é tratada como uma qualquer, nós apenas lamentamos, é né somo todos primos afinal.

  59. Jeka

    9 de Dezembro de 2010 as 11:12

    SÓ QUERO VER A NOSSA CARA QUANDO CARLOS VEIGA FOR PRESIDENTE DE CABO VERDE.

    A NOSSA MEMÓRIA É MUITA CURTA. LEMBREM-SE DE CARLOS VEIGA EM 1991…. SÃO FACTOS MUITO RECENTES AINDA….. JÁ SE ESQUECERAM??????

    DIRIGENTE DE UM PAÍS TEM DE SABER A SUA HISTÓRIA, AS SUAS ALIANÇAS E PARCERIAS NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS.

    OS HOMENS PASSAM, MAS AS INSTITUIÇÕES TÊM DE FICAR.

    ONDE É QUE ESTÃO OS HOMENS DO ESTADO? NÃO PASSA TUDO DE MERA TEORIA?

    NÓS SOMOS MESMO UM ACIDENTE TECTÓNICO.

  60. kua muntu

    9 de Dezembro de 2010 as 11:14

    Para amigo OSCAR MEDEIROS GUARDAR NA MALA:
    O jornalista deve relatar os factos com rigor e exactidão e interpretá-los com honestidade. Os factos devem ser comprovados, ouvindo as partes com interesses atendíveis no caso. A distinção entre notícia e opinião deve ficar bem clara aos olhos do público.

    2.O jornalista deve combater a censura e o sensacionalismo e considerar a acusação sem provas e o plágio como graves faltas profissionais.

    3.O jornalista deve lutar contra as restrições no acesso às fontes de informação e as tentativas de limitar a liberdade de expressão e o direito de informar. É obrigação do jornalista divulgar as ofensas a estes direitos.

    4.O jornalista deve utilizar meios leais para obter informações, imagens ou documentos e proibir-se de abusar da boa-fé de quem quer que seja. A identificação como jornalista é a regra e outros processos só podem justificar-se por razões de incontestável interesse público.

  61. Renato Correia

    9 de Dezembro de 2010 as 11:31

    ao menos sabem o que é a bbc?
    são és um orguho para nós…força quisera eu que este pais tivesse mais filhos tão prestigiados e criativos como tu.

  62. Underdôglas

    9 de Dezembro de 2010 as 12:28

    Enquanto isto, aprendam aqui com os caboverdianos da FORCV.cv ONDE encontram muito material sobre a jurisprudência da liberdade de imprensa em inglês neste link:

    http://www.forcv.com/articles/post/2010/12/05/An-Appeal-Against-Defamation-Cyber-Bullying-and-False-Impersonation.aspx

  63. águaizense

    9 de Dezembro de 2010 as 13:27

    Esta atitude do governo retrata violação do direito da cidadã em causa, como sendo filha da Terra que a viu nascer, e que a mesma Tera é a pertence de todos.
    Os Governos creio que são instituidos para sevir o Povo, mas ABUSAM e servem-se do Povo a seu belprazer.
    Inutilizar-te, SÃO, jamais élis nó plantô ocê,nem vai cortá ocê.
    O Homem manda com tempo e DEUS para SEMPRE
    Querem com certeza substituir-te por alguém das suas colombeias.
    Álguém que :
    – Que pergunta coisas que são treinados antes do programa ir ao ar.
    – Que pergunta aquilo que já têm respostas de ante mão para iludir o Povo…dentre outras coisas.
    Quem que veio é que vai. Assim como esse Governo cu tudo éssis forças delis.

  64. Pick

    9 de Dezembro de 2010 as 14:46

    Só é triste estarmos aqui a dar as nossas opiniões e andarmos a ver coisas absurdas acontecer cada vez mais e não fazer nada S.tomé e Príncipe..
    “não foi dito povo põem povo tira”
    Isso tá cada vez mais grave!??

  65. Carlos Ceita

    9 de Dezembro de 2010 as 15:09

    Bem meus amigos o programa da nossa conceituada jornalista foi submetido a um exame prévio não há duvidas quanto a isso. Agora só nos resta a conversa em família. Cudur – Cacharamba – Canecao parafraseando a trilogia da outra senhora para distrair as massas.

  66. AMOR A PÁTRIA

    9 de Dezembro de 2010 as 16:30

    Caríssimos
    Vamos ao esclarecimentos dos factos:

    1.º O sr Afonso Varela, que foi bem classifcado a uns dias pela Ex.Ministra das Finanças como um homem que esteve sempre ao lado do poder, está na última etapa seu poderio, colocou o Excelentíssimo dr.Patrice no altar, e vai rezando a missa sem consultar a Biblia, porque rezar, sabe ele mais do que tudo nessa vida.
    2.º Qual a razão do Governo achar que a jornalista está no ataque aos mesmos.?
    3.º Haverá alguma situação que o Governo teme?
    Senão, vejamos, o ponto I do programa do Governo-“credibilização da classe dirigente para uma boa governação”- então será possível atingir esse objectivo sem o factor transparência??????? a transparência enquanto factor chave para um a boa governação, passa pela disponibilização de informação, o povo tem que estar e ser informado………
    3.º O Governo a primeira coisa que faz é monoplizar a comunicação social, extraindo dela todos os profissionais que não são meros instrumentos, que são isentos lúcidos e competentes….promove,,,,os pobres coitados reféns do dinheiro,sim, O Chefe máximo a qualquer instante se deparar com um a informação que não o benefecia ,manda o pobre coitado do Director cancelar imediatamente…….
    A isto se chama autoridade do estado????????Vamos parar de pensar que existem boas intenções,e amor a pátria…..o XIV Governo é ums utopia, e graças á deus durmo tranquila pq pelo menos o meu voto não tiveram……..Mas não podemos ficar impávidos e serenos a espara das proximas tacadas, o mal se corta pela raíz,,,,,e é preciso, instar o Governo a respeitar mais o povo, se optou por este caminho, avança com trabalho respeito e dignidade,,,,, não maltrate o povo que já sofre, e mais não torture os pobres coitados que votaram em vós e que hoje ,já não dormem tranquilos………….
    O sr Afonso Varela e o seu Deus, se têm preconceitos e complexos em relação a Jornalista que resolvam, destruir o pouco que o povo tem conseguido conquistar?????é melhor não segurem por este caminho….Deixem a São lima trabalhar ,tal como vocês pediram incnasavelmente ao Rafael BRanco a meses atrás e o povo vos ajudou…….cuidado com o sofrimento de São Tomé Poderoso, pode não ter volta……..Façam o vosso trabalho, é pra isso que o povo vos pôs aí e deixem todo o filho sdantomense ganhar…….A jornalista é uma trabalhadora, incomum, a troco de amor ao trabalho, pq da TVS recebia migalhas, nem transporte tinha, só tinha amor ao seu trabalho,,,,,e mais não disse…….
    –Instar o Governo a respeitar mais o seu povo,,,,,,temos direito a informação…de leis entende muito o Dr. Varela……..—

  67. sacramento

    9 de Dezembro de 2010 as 17:12

    Esse nosso governo quer é fazer suas artimanhas sem que o povo saiba …por isso estar retirando pessoas competentes com a jornalista que pensa em desenvolvimento do nosso povo …deveriarmos fazer é uma campanha..contra essa decisão tomada ..afinal “A VOZ DO POVO É A VOZ DE DEUS” e se nós elegermos eles termos que saber reconhecer que tb podermos tirar-los …força SANTOMENSES …

  68. Pedro Zeferino

    12 de Dezembro de 2010 as 9:43

    Piadô Záua diz:
    É com bastante consternação que constatei mais esta atrocidade por par deste Governo.
    Senhoras e senhores não pensem que isto é brincadeira. È coisa mesmo séria. O PM esta a ensaiar tomar de assalto a TVS depois vamos ter um a Guiné Equatorial no osso país..
    Se não haver um repúdio total uma mnifestação contra o Por Conseguinte, desta prática vil e cobarde o homem vai fazer muitos estragos. Vai ser falhou comeu. Viram aquela do Ministro da defesa ontem quando mandou os seus lacaios correrem com o motoqueiro? A população arregaçou as mangas e defendeu o coitado. È Preciso firmeza, nada de receio e de medo.
    S. Tomé e PCP não é Gabão, nem Líbia ne tampouco e o feudo do papa Teodore N´Guema.
    Força São Lima. estou solidário contigo, mas do coração.
    Viva a liberdade de impressa abaixo os ditadores
    Viva a Democracia.
    São Lima não te preocupes. OS CÃES LADRAM A CARAVANA PASSA…

  69. A cunha

    12 de Dezembro de 2010 as 11:06

    Mas uma vez,os nossos governantes,mostram as suas deficuldades,em lidar,com a liberdade de imprensa,e mas uma vez,com uma jornalista,que limita a fazer o jornalismo,compitente,e de algum tempo a esta parte tem sido alvo de decapitação,moral.Quanto ao senhor Oscar Medeiro,o melhor que tinha a fazer,é por o seu lugar a desposição.

  70. oldayr salgueiro

    13 de Dezembro de 2010 as 12:34

    Mais um caso em menos de 6 meses , só nao sei como um director que é jornalista nao defende o seu posto o seu trabalho ele ate pode nao defender a colega mais não saber rezar a mesma oração dos fornalista isso so demostra que esta passar por …..,mais qual seja adjectivo só esta a fazer para defender o taxo , porque o homem tem capacidade algumas vezes ja demostrou .

  71. pagagunu

    13 de Dezembro de 2010 as 15:07

    Si não o sabiam este é verdadeiro Patrice Trovoada , aquele dos dentes abertos é só fachada, o verdadeiro é este, DITADOR , TEIMOSO , ADVERSO A OPINIÂO CONTRARIA… e isto é só o principio.

  72. De peito aberto por STP

    13 de Dezembro de 2010 as 16:16

    Aqui está uma posição oficial…
    Leiam e informem-se com verdade….
    São Deus Lima: Eclipse total ou parcial?
    PostDateIconSexta, 10 Dezembro 2010 22:55 | PDF | Versão para impressão | Enviar por E-mail

    Foi divulgado pelo Tela-Non de que o Governo cancelou o Programa “Em Directo” da TVS apresentado pela jornalista São Deus Lima e que teria igualmente suspenso o contrato com a mesma na sequência de uma entrevista que a jornalista teria combinado com o Dr. Carlos Veiga.

    A narração intencional destes factos pela própria jornalista e pelo Tela-Non, tal qual apresentada, deixa qualquer cidadão indignado.

    Mas, para que a verdade não esteja à penumbra entre as frustrações pessoais e opções políticas, vale a pena explicar sem complicar.

    O Governo, em especial o Dr. Patrice Trovoada, sempre apreciou o desempenho da jornalista São Deus Lima. Prova disso, na sua dinâmica de apostar nos jovens e na competência, o Dr. Patrice convidou, logo após a tomada de posse do seu governo, a jornalista São Deus Lima para criar e liderar o Gabinete de Comunicação e Imagem do Governo. Convite que apenas de forma indirecta negou.

    O Programa “Em Directo” da TVS, que inexplicavelmente expulsou o seu antecessor e semelhante em termos de conteúdo e formato, animado pelo jornalista José Bouças, pelo seu cariz de confronto de ideias, granjeou simpatias de inúmeros círculos da nossa sociedade. Apesar de muitas vezes parecer pressionar os participantes a desprestigiarem o trabalho do Governo, ou de alguns dos seus membros, não deixou de ser igualmente apreciado pelo actual executivo, tal como no passado o programa “Grande Entrevista” do José Bossas, como um dos melhores programas de confronto de ideias e de informação que a televisão pública sãotomense tem neste momento.

    O “Em Directo”, tal como outros programas estão de férias e não suspenso devido a quadra de Natal e a preparação do lançamento dos novos conteúdos da TVS para 2011, por decisão da direcção da TVS. E Esperemos que o Programa EM Directo regresse em 2011 com ou sem São Lima.

    A jornalista São Lima está consciente de que a República de Cabo Verde está neste momento em pré-campanha eleitoral. E sabe igualmente que a Televisão Pública Sãotomense deve ser imparcial a lidar com este dossier sobretudo que o Primeiro-Ministro há menos de duas semanas esteve em Cabo-Verde e assinou protocolo de cooperação com o Governo Cabo-verdiano em diversos domínios: educação, agricultura, energias renováveis, cooperação macroeconómica.

    Quando o Governo soube que a jornalista São Lima iria consagrar mais ou menos 1h:30min do seu programa ao candidato Dr. Veigas, orientou a TVS, atempadamente, que fizesse apenas uma entrevista com o candidato para ser notícia no telejornal ou um debate entre representantes das candidaturas, uma vez que o outro candidato, Dr. José Maria Neves, no poder, não teria direito à resposta caso houvesse alguma “carga política”. Ora, a jornalista não comunicou esta ideia ao candidato, deixou que o Dr. Veiga chegasse à TVS minutos antes do início do Programa em Directo e levou-o ao Gabinete do Director da TVS e disse-lhe: “Aqui está o Dr. Carlos Veiga e o Senhor Director faça dele o que quiser”. E bateu a porta e foi-se.

    O Dr. Carlos Veigas ficou estupefacto e o Senhor Director da TVS entorpecido com a atitude da sua assessora. Como resolver esta situação? Um desrespeito ao Dr. Carlos Veiga e ao Director da TVS, para além de uma atitude prejudicial para com a imagem do Estado Santomense.

    O MPD estabeleceu excelentes relações com o ADI e os dois líderes tiveram juntos em Marrocos, em Outubro para a reunião dos líderes da Internacional dos Partidos do Centro, e ainda a poucos dias na Cidade da Praia durante a visita oficial de Patrice Trovoada; com o Primeiro Ministro Cabo-verdiano José Maria Neves, as relações são de uma amizade sincera. Estes três líderes são verdadeiros homens de Estado com postura e responsabilidade que não merecem ser joguetes nas mãos de pessoas sem sentido de responsabilidade e do uso apropriado do poder que lhes é dado como fazedores de imagem e de opinião.

    E ainda necessário acrescentar o facto de São Lima ser assessora da TVS no âmbito de um contrato que ela assinou com o anterior Governo. Ela não é jornalista da TVS ou da Rádio Nacional, ela é recrutada temporariamente por um Governo para propósitos específicos que lhe permite a qualquer momento retomar a sua liberdade. O que supõe ela trabalhar com, e para a realização dos objectivos do Governo e não contra ele. O facto de ter continuado com o Governo ADI sugere implicitamente São Lima ter aceite trabalhar em sintonia com e para os objectivos programáticos do actual Governo.

    São Lima não pode ser assessora de dia do Governo e opositora obstinada do mesmo Governo de noite. Para isso existe a imprensa privada. O Primeiro-Ministro respeita e protege a liberdade de imprensa, mas não deve conviver com a incoerência ou a ma fé.

    O tratamento dado ao caso do embaixador Jorge Amado é mais um exemplo como uma considerada falha administrativa de um embaixador, funcionário público, dependendo hierarquicamente do Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, que tem o direito e o dever de reagir em conformidade, transforma-se numa questão política ou mesmo politiqueira, na escrita da jornalista/assessora do Governo São Lima.

    Se São Lima já não vai continuar na TVS, isso não é da competência do Governo. A TVS saberá a quantidade e a qualidade de recursos humanos de que necessita mediante um enquadramento segundo as regras da administração pública. O que se sabe é que o contrato assinado entre o Governo anterior MLSTP-PCD do Rafael Branco e a São Lima, quando era Ministro da Comunicação Social o senhor Carlos Gomes, Vice-Presidente do PCD e membro de Comité de Apoio do Dr. Carlos Veiga, é um contrato que termina no dia “31 de Dezembro”. O mesmo contrato refere explicitamente que “não é renovável”.

    Relembre-se que actualmente o país depara-se com diversas dificuldades de ordem sociais e económicas e não é nada ético e cívico desviar a atenção dos cidadãos para querelas estéreis e egocêntricas e muito menos tentar mobilizar a opinião pública internacional ao desfavor de um Governo que luta arduamente para mobilizar recursos indispensáveis à sustentação financeira do País.

    Portanto, lamenta-se que a Jornalista São Lima tenha deixado os seus sentimentos sejam eles de frustração ou de obsessão “anti-trovoadista” ou “anti-Óscar Medeiros” ou ainda de opções políticas, ofuscarem a sua competência e a sua idoneidade e colocar o seu talento na penumbra da ignorância. Mas acredita-se que o sol da mudança iluminará a mente dos cidadãos e prevalecerá a racionalidade e o bom senso.

  73. São tomense em pt

    14 de Dezembro de 2010 as 10:42

    É uma pena, ver que no nosso pais ainda acontesam, coisas dessas…
    Como é que , tomam decisões assim deste tipo!!!
    Prova que o governo parece ter medo da verdade…
    Isto é a tal mudança???
    É assim que querem que esse pobre pais va para frente? , até quanto iremos ver isso de boca fechada.
    Isto é um absurdo, continuar assim, a violar a liberdade de espressão da imprensa…

  74. NANDO (ROÇA AGOSTINHO NETO)

    14 de Dezembro de 2010 as 17:56

    OS CULPADOS SÃO DO ÁGUA GRANDE,MECHOZI E CANTAGALO,QUE VOTARAM NO ESTRANGEIRO DO GABÃO QUE CARREGA CONSIGO A DITADURA DO BONGÓ, É AGORA!…
    AO PAU MANDADO DO OSCAR MEDIROS,É PORQUE TU ÉS SANTOMENSE SE NÃO!…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo