Violação da liberdade de expressão e do contraditório na TVS ecoa no mundo

O silêncio tenebroso instaurado pelos órgãos de comunicação social estatais e privados do país, em torno da tentativa do governo e da Direcção da Televisão São-Tomense de silenciar também a jornalista São de Deus Lima e o programa de maior audiência nacional o “Em Directo”, não evitou que a comunidade internacional defensora da liberdade de expressão e da democracia se despertasse para o problema.

Órgãos internacionais da comunicação social, estão a acompanhar com atenção o caso da Jornalista São Lima e do programa de debates “Em Directo”, que o governo pretende eliminar da TVS. A Voz da Alemanha, Rádio França Internacional, Voz de América, destacam-se na divulgação de notícias sobre a questão que fere a liberdade de imprensa. Em Portugal, o assunto teve eco forte no Jornal “O PÚBLICO”, e na RTP-África (Televisão).

O silêncio imposto pelos órgãos alegadamente sob o mando ou domínio do poder são-tomense, não conseguiu travar o curso da notícia. A Rádio Nacional e a TVS, não teceram qualquer comentário sobre o caso. Os jornais privados nacionais, também estão amordaçados. Resta apenas saber o que vai acontecer na edição deste fim-de-semana do Jornal Correio da Semana.

Informações recolhidas pelo Téla Nón, através de uma fonte do Correio da Semana, indicam que um dos accionistas do referido Jornal, por sinal membro influente do Governo, estará a pressionar a redacção do Jornal Correio da Semana, no sentido de na edição deste fim-de-semana, o caso de violação da liberdade de imprensa na TVS, ser simplesmente ignorado.

Sinais claros e evidentes de que a tentação pelo controlo absoluto dos órgãos de comunicação social, incluindo alguns órgãos estrangeiros, é forte e preocupante para a democracia são-tomense.

Mas neste planeta terra que as novas tecnologias de comunicação e de informação, transformaram num pequeno quintal, não há artimanhas e cumplicidades políticas, que podem travar a marcha da notícia.

Prova disso é o facto de a redacção do Téla Nón ter sido contactada por duas instituições internacionais que cooperam com São Tomé e Príncipe, a manifestar grande preocupação em relação ao caso São Lima versus Liberdade de Imprensa na TVS. A questão da liberdade de imprensa, de expressão e a democracia, são prioritárias para as instituições internacionais que apoiam o desenvolvimento de São Tomé e Príncipe.

Uma das instituições europeias, que contactou o Téla Nón, deixou claro que vai pedir explicações ao governo sobre este caso, uma vez que nem o executivo nem a direcção da TVS dignaram prestar declarações a imprensa sobre o assunto. A instituição em causa que recentemente assinou vários acordos de cooperação com São Tomé e Príncipe, disse esperar que o bom nome conquistado pelo país, a nível da liberdade de imprensa, não venha a degradar ao ponto da situação nas duas ilhas, ser comparada a da Guiné Equatorial.

O mundo tem os olhos em São Tomé e Príncipe, país que depois de 1991, progrediu bastante a nível da liberdade de expressão, de pensamento e também de imprensa.

Abel Veiga

  1. img
    Nanana Responder

    É com mágoa e tristeza que leio estas linhas sobre STP. Estive aí de férias no último verão e, realmente, isto tudo bate certo com o clima de hpocrisia, mentiras, políticas de quinta categoria, onde a luta por um lugarzinho a sombra da protecção do último que ganhou as eleições, é o único critério que gere e ordena as atitudes das pessoas!
    O Santomense ficou pequeno: sem educação, sem caracter, sem dignidade, ao sabor de quem dá uma t-shirt, uma mochila, um pedaço de pano, uma moto de campanha. E não é de estranhar que quem nomea para os cargos sem concurso de avaliação de mérito, também tenha a última palavra…
    O Santomense era pobre, mas educado, correcto, honesto, gente com princípios e fiel à Terra, porque era fiel à sí próprio!
    O pequeno agricultor da gleba com ou sem 4ª classe feita, era educado na sua humildade, não pedinchava, não vendia o outro conterrâneo, era limpo, varria o seu quintal até à beira da estrada, tinha vergonha, era conselheiro, hospitaleiro e vivia do seu trabalho. Que saudades do Verdadeiro Santomens
    Uma tristeza!!!
    Mas se o povo pensar que «filho de peixe tem que saber nadar…», não admirará em nada as atitudes do actual primeiro ministro. De propósito o título do sr, está em letras minúsculas.
    A São Deus Lima, deve ser das poucas pessoas com corágem, fiel à sí própria e com um bom par daqueles orgãos!!!
    Forças para ela e que S. Tomé, o Poderoso, e a Nssa Sra do Bom Despacho a protejam deste bando de estrangeiros disfarçados de nacioanis que tomaram de assalto a terra.
    Bem-haja à todos.

    • img
      Constituição Responder

      Vejam a nossa constituição:

      Artigo 29.º
      Liberdade de expressão e informação

      1.Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio.

      2.As infracções cometidas no exercício deste direito ficam submetidas aos princípios gerais de direito criminal, sendo a sua apreciação da competência dos tribunais.

      Artigo 30.º
      Liberdade de imprensa

      1.Na República Democrática de São Tomé e Príncipe é garantida a liberdade de imprensa, nos termos da lei.

      2.O Estado garante um serviço público de imprensa independente dos interesses de grupos económicos e políticos.

      Os artigos 29(liberdade de expressão) e 30(liberdade de imprensa) no site da assembleia http://www2.camara.gov.br/saotomeeprincipe/constituicao/constituicao-da-republica-democratica-de-s.tome-e#a29

      Força São…

    • img
      Delgado costa mario Responder

      Que pena,ja tenho tantas saudades da minha terra natal,onde me viu nascer.por a situaçao económica tive que emigrar no estrangero tantos anor,agora que quero voltar.a expresäo ja näo esta libre.ai que tanta saudades tenho do meu País.

  2. img
    José Maria Cardoso Responder

    Um dos princípios básicos na aprendizagem do jornalismo, pregoa k “não é notícia quando um cão morde uma criança”, mas sim, quando “uma criança morde um cão”.
    Daí na interligação efeito/causa, a visita ao nosso solo pátrio do líder do MpD em pré-campanha eleitoral para eleições de Fevereiro próximo, forçou-nos a um debate – saudável na Democracia – tudo pk o dirigente caboverdiano não disse o k devia ter dito em STP, forçando o nosso Óscar Medeiros, Director da TV pública a não dizer a nossa já querida jornalista São Lima de k ela não devia ter dito o k ela diz no Téla Nón e k os dizeres dela na TVS entraria de férias “sine die” pk o país iria entrar na paz natalícia. O futuro a Deus pertence.
    Ainda há comentadores k dizem k não há Democracia em STP. Brincadeira, né?
    O Óscar Medeiros e RTP-África deram-nos hoje a saber k o Governo santomense através do Ministério da Justiça e da Secretaria da Juventude, “para distrair as crónicas de São Lima” realizou esta tarde na nossa capital, uma marcha contra a corrupção, em saudação a data k hoje se assinala no Mundo.
    O k é isto? Não é Democracia?
    Ao nosso jeito mesmo em cambalhotas, o poder (limpo da corrupção) usurpa o papel da oposição e da sociedade civil, pk as leis a castigar o problema estão no papel, mas o Governo num país de primos e «Em inDirecto» convem ao nosso leve-leve o Ministro sair a rua para pedir o povo a solidariedade necessária pk com a Mudança a coisa vai mesmo mudar.
    O mal são os nossos parceiros não nos entenderem e estarem preocupados com a forma como nós já nos habituamos a passar a nossa quadra natalícia para depois lavarmos tudo isso no Ano Novo nas nossas paradísiacas praias.
    Estamo-nos todos lembrados do nosso Natal de 2009 quando o nosso PR disse k ele assumia (e assumiu) a presidência do seu partido político? (Desculpe-me Sua Excelência k não devia ser para aqui solicitado)
    Tudo isso faz parte de um caminho longo por k temos de percorrer até as nossas consciências voltarem a distinguir o k é público, do familiar, do pessoal e do partidário.
    Pessoas a altura da discórdia como São Lima fez despertar nesta tribuna do Téla Nón, incomodam e sansões não tardam a chegar.
    Anseio k esta nova novela servida pelas novas tecnologias acenda uma luzinha no escuro das nossas mentalidades pk o nosso lugar na África, é o outro.

    • img
      Dònòchadu Responder

      Que cegueira emotiva! Quao difìcil fazer ver quem tem os olhos que observam! Que tamanha parcialidade, podemos considerar isto uma miopia intelectual?!
      Com Humildade!

      • img
        Dònòchadu Responder

        errata: seria: “Quao dificil fazer ver aqueles que tèm olhos mas nao observam!”

    • img
      rubonfim Responder

      ola meu caro ze
      diz-se que cada povo merece o governo que tem. portanto….

      • img
        amanda seara Responder

        olá caros amigos

        é fácil perceber como o pensamento arcáico (antigo) e purutano ainda habita a mente de muita gente
        “nenhum povo merece governo corrúpto e manipulador e sim o governo com olhos voltados para o futuro”
        acho que certas pessoas deviam conhecer o mundo de fora para ver o que realmente é liberdade de imprensa.
        imagina um país que se diz “democrático” haver esses tipos de restrições com relação a liberdade de imprensa.
        todos os antomenses devem sim dizer tudo o que pensam, afinal não estamos em nenhuma ditadura militar.
        aliaz o que acho que esses bandos de barrigudos do nosso governo deviam deixar cabeças mais frescar pensarem pelo nosso país já que não fazem nada há anos e passam tempo culpando esse ou aquel em vez de demostrar o que realmente é capaz de fazer pelo país.
        quando mudar a mentalidade de todo mundo e deixar de pensar que culpa foi de Pinto da Costa, Miguel Trovada ou Fradique e dizer vamos transformar esse país numa áfrima mais desenvolvida e bem falada em todo o mundo aí meus amigos tudo vai mudar
        quando se parar de pensar que São Tomé e Príncipe é um país pequeno e que não é digno se subsair entre os demais tudo vai ser maravilhosamente bom…

  3. img
    E. Santos Responder

    Espero sinceramente que tudo isto não passe de dramatismo…Sempre ouvi dizer que o Patrice era um homem muito esperto, inteligente. Os membros do seu governo também são quase todos pessoas com mérito reconhecidos. Custa-me acreditar que não tenham estratégia definida e que estejam a dar o tiro no próprio pé de forma tão flagrante…

    http://www.youtube.com/watch?v=HkPYMHM4KFc

  4. img
    Imhotep Responder

    Nilson tem razão!

  5. img
    Celsio Junqueira Responder

    Caro Abel Veiga,

    Ainda bem para todos os Santomenses que “Mas neste planeta terra que as novas tecnologias de comunicação e de informação, transformaram num pequeno quintal, não há artimanhas e cumplicidades políticas, que podem travar a marcha da notícia.”

    Pois agora é só imaginar quando só tinhamos a Televisão Experimental, a Radio Nacional e o Jornal Revolução, e não havia a Internet.

    Abraço,

  6. img
    CONSELHO DE AMIGO Responder

    Pois é meu caro, fiquei esses dias todos com a RDpÁfrica ligada pra ver se o nosso Oscar medeiros, outrora grande defensor da liberdade de imprensa em STP, se dignasse a relatar esse imbroglio e até agora, nada! Porquê será?!
    Vou enviar um email à Rdpáfrica a denunciar essa situação porque não posso deixar que o ADI e o senhores Patrice e Varela controlem tb(via Oscar Medeiros) o unico meio de comunicação social que nos habituou a relatar com verdade e objectividade as noticias da terra.
    Agora imaginem se o Patrice for eleito presidente em 2011? Aí é que estaremos buiados e mal pagos.Povo de STP, cono diriam os Brasileiros: Fiquem espertos!

    • img
      jaka doxi Responder

      O senhor conselho de amigo não esta tão atento assim.
      Eu ouvi na rdp-africa este assunto a ser debatido no programa Debate Africano do passado domingo.
      Penso que na rdp-africa não há censura.
      Os comentadores falam de tudo sem preconceitos.
      Se o senhor Oscar está a ser julgado na Internet acham que ele deve utilizar a RDP-AFRICA para fazer a sua defesa?
      Penso que não.
      Mal da São e dos seus aliados pensarem que a RDP_AFRICA iria entrar nesta guerra do cão e do osso.
      Fui
      Fui

    • img
      LADA Responder

      MEU AMIGO, TENS QUE SER HOMEM GRANDE PARRA RESPONDER AS TUAS COISAS OK,MEU AMIGO,RTPAFRICA Ñ É PATRÃO DO SR.PATRICE TROVOADA NEM O SR VARELA,E VOCE INTENDE QUE ISTO É NOTICIA? O PAÍS ESTA NA LINHA.

  7. img
    Dònòchadu Responder

    Que vergonha!Se os governantes escutassem a voz do povo que brama a liberdade,este caso nao chegaria a este ponto! Como seremos vistos no ambito internacional? E depois nao è de estranhar pelas amizades do nosso governo, hà um ditato que diz assim: “diz-me com quem andas, pra dizer quem ès”. Imitando as tacticas da Libia, do Gabao, do mundo arabe, da Guiné Equatorial, o que se pode esperar do nosso Governo, do nosso PM? Bem, espero que isso nao seja inicio de uma ditadura tipica dos paises continentais da Africa ocidental! STP è um paìs “sui generis”, de modo que a natureza dos santomenses nao leva a permitir isto! A favor da liberdade de expressao e imprensa! Com Humildade!

  8. img
    Teodoro Menezes Responder

    Não se mete com jornalistas( de carisma ) se possível,deve-se evitar conflito com os mesmos.

  9. img
    António Moniz Responder

    Em minha opinião acho que o governo eleito democraticamente perdeu-se,isto sinal de que o em directo esta a mexer com determinadas pessoas ligadas ao robo,desvios de bens publicos e corrupção.
    Tarna imperioso os jornalistas São-Tomenses reagirem em defeza da democracia e da liberdade de expressão, porque não se pode admitir que coisas como estas acontecem num Pais como São-Tomé e Principe onde o programa em directo vem dar abertura e possibilidade ao povo de manifestar,debater e ajudar com criticas e autocriticas ao proprio governo no sentido de levar o barco a bom porto.Nós não estamos na rosa da mãe Juana nem podemos estar confudidos,vamos ter mais cuidado porque da mesma forma que entraram é da mesma que podem sair,respeito é bom e todos nós gostamos.Estarei sempre do bom lado,lado do povo que sofre e que sabe o que quer.Porque não preocuparmos com coisas mais importantes, a nossa São é filha da casa nasceu e cresceu em São-Tomé,portanto vamos ter atenção no mal que isto pode nos causar.Força São siga a sua profissão e que haja jornalistas como tu em São-Tomé dos São-Tomenses.

  10. img
    fidelito Responder

    ABEL VEIGA, és um jornalista e tantos…
    SE CALHAR POR NÃO TRABALHAR PARA O GOVERNNO DESTE PAÍS.

    CONTINUE COM ESSA ISENÇÃO QUE VAIS LONGE!!! NÃO PELA MÃO DO GOVERNO, PQ GOVERNO NÃO GOSTA DESTA ISENÇÃO, MAS, PODES CRER QUE É DOS JORNALISTAS MAIS SÉRIOS DESTE PAÍS.

    • img
      Franz K Responder

      Pergunta-lhe de onde vem o dinheiro para manter este site e irá perceber o quão isento é o Abel…

      • img
        Téla Nón Responder

        Só da mesmo para rir. O Frank sabe de onde vem o dinheiro. Por isso diga..diga…

        • img
          Franz K Responder

          Téla Nón,

          Também não é caso para vocês responderem, pá! Estão a fazer um excelente trabalho.

          Louvo e agradeço-vos por isso, mas convenhamos, não é, “saco vazio não fica em pé”, nada de pessoal.

  11. img
    WC Responder

    Pois é, a internet é o maior veiculo de informação no mundo, transportando consigo a “Liberdade de expressão/imprensa”.

    Acredito agora, que muitos devem ter a mesma dúvida que eu:
    O que pode governo fazer contra o Telanon?
    No meu entender, acho que o site “Telanon” não podem mexer, mas podem atingir a direcção.
    O povo estará atento e sabem que se alguma coisa acontecer contra o “Telanon” ou directamente ao Abel Veiga, concerteza que terá origem(claramente) do governo.

    Viva a Liberdade de Expressão!
    Viva São Deus Lima!
    Viva Telanon/Abel Veiga!

    Apolinaria! Apolinaria! Apolinaria!

    • img
      Franz K Responder

      O governo pode patrocinar um ataque DOS contra o servidor 213.165.76.173, onde está alojado este site, e Bloquea-lo de tempos em tempos impossibilitando visitas dos internautas. Não é preciso atingir pessoalmente ninguém…

      Esta semana, no auge do caso, notou-se uma pequena instabilidade no site, devido aos inúmeros acessos. Imaginem só um ataque propositado, lol…

      Podem perguntar se o governo dispõe de pessoas cá em STP para executar tal tarefa. A meu ver não. Mas podem existir voluntários que o queiram fazer pelo partido no poder…

      E não sei se o Tela non iria descobrir quem o estaria a atacar…

      Mas não exageremos, não é caso para isso.

      • img
        HACKER Responder

        POis é, mas DoS(Denial of Service) é um ataque feito por hackers, e não é tão simples assim. Mesmos os eng.informaticos sem conhecimentos adicionais não têm capacidade para executar o DoS/DDoS. DoS seria algo temporario, sem interesse, visto que o site estaria reposto depois de algum tempo. Sendo um hacker a serio, invade o proprio site.

        HACKER

  12. img
    Amilcar Responder

    Pode alguém me confirmar se de facto a RDP AFRICA (Radio) não fez menção nenhuma a essa notícia? Eu não segui as emissões dessa radio, nos últimos dias, pelo que não sei se divulgaram o facto ou não.

  13. img
    Daniel Responder

    Isso não é novidade para ninguém, S. Tomé e Príncipe, sempre viveu na censura.
    Depois dizem estar no estado democratico, andam a confundir a democracia e outra coisa..só pode ser…

  14. img
    ovo de bode Responder

    Num país democrático onde ecoa a liberdade de expressão, contraditório das ideias e direito de informação não é justo o povo ficar isento daquilo que está passando na TVS e consequentemente com a jornalista São Deus Lima.
    Não é justo que a TVS ignore e não passe a notícia relacionada com a apresentadora que mais cativou os espectadores da TVS, se bem que alguns têm feito. Tem sido hábito na tvs e rádio nacional de não informar as pessoas como deve ser do que tem passado no país.
    Acho que são essas as funções dos jornalistas e dos respectivos canais que eles pertencem. Fora disso, trata-se de um procedimento condenável. Se tiver a cunha do Governo, também é condenável. Se sim, estamos em crer que esse Governo principie a ser um governo corrupto.
    Acho conveniente os programas que a São tem apresentando e os assuntos neles tratados, incluindo o BALANÇO DOS 100 DIAS DO GOVERNO DE PATRICIO TROVOADA, esse balanço vem em certa medida ajudar as acções do governo. Será que esse governo poderá silenciar os partidos da oposição?
    Na qualidade de são-tomense e descendente cabo-verdiano residente em São Tomé e Príncipe concordaria que o líder do MDP, Carlos Viegas fosse entrevistado pela TVS de modo que, a semelhança do que foi a entrevista do actual Primeiro-Ministro de Cabo-verde, José Marias Neves, líder do PAICV, descendentes de Cabo-Verde residentes em STP conhecessem os respectivos programas dos partidos, de modo a votarem num ou outro partido sem influencia do banho, como tem sido praticado em stp.

  15. img
    Domorte Responder

    Eu penço o sr óscar medeiros para ser franco consigo mesmo, prk vc fazia a bem pouco tempo fazia um bom papel como correspondente Santomenese na RDP África,
    agora só faz ……
    Porque que vc não fala para RDP Á frica a sua situação do edson carvalho e do co a Jornaliosta vossa colega São Deus Lima?

    Porquê? porque são paús mandado do governo é isso vcs.
    para dizer são mediocre, osca vc não é gajo para isso, vc esta acabar com a sua carreira. isso é uma verganha, oque esta acontecendo, Larga deste cargo quanto antes, acho que seria melhor para si, se o edson não quizer tambem deixar desta função deixa o gajo. Ele vai arrumar sozinho no fundo. Eu sempre foi aompanhei a sua carreira e sempre fizeste bom trablaho porquê tudo isso agora é poder! Gargo! ou Dinheiro

    vc quem sabe se acho um Homem com caracter então! esse não o papel de um Homen de Caracter ok

    São Deus Lima é simples uma boa pessoa vc sabe disso isso parece ser orgulho, invejá, ódio nem tenho palavra para classificar.

    Nem por porte do sr primerinho ministrinho e vcs como pau mandado ok

    obrigado! Abél Viegas por este espaço.

  16. img
    Filho da Terra Responder

    Não tenho nada contra os lideres politicos nacionais ou estrangeiros. Mas este acto por parte do governo vai contra a liberdade de expressão,portanto caros compatriotas…vamos dizer não a aqueles que nos querem tirar a liberdade. saindo em massa para a rua num silencio total sem barrulho, sem grito no dia 21 de dezembro. Liberdade agora ou nunca. viva STP, Viva a democracia,

    • img
      LADA Responder

      Ñ Á PARTIDO QUE DIZ VIVA A DEMOCRACIA COM O ADI.VIVA ADI ,PATRICE TOVOADA

  17. img
    boca suja Responder

    é logico que essa noticia não vai ser divulgada em mais nenhum dos jornais de S.Tomé e Principe, quer privado quer estatal,porque todos os que estão realmente em S.Tomé sabem que de um lado ou de otro ha sempre um dedo de algum dirigente ou politico influente que filtra essas noticias antes de chegar ao publico leitor.

    • img
      LADA Responder

      ok;o MPD estabeleceu exelente relações com o ADI,e os dois lideres teveram juntos em MAROCOS em OUTUBRO para á reunião dos lideres da internacional dos partidos do centro e ainda pouco tempo na cidade da praia,os verdadeiros hommem de estado com postura e responsabilidade e do uso proprio do poder que lhes dado com fazedores de imagem e de opinião.

  18. img
    Alberto Fonseca Responder

    Peco ao Abel que defende com unhas e dentes a liberdade de imprensa que passe a publicar todos os comentarios que sao enviados para pagina do Tela Non.

    Entao, o facto de nao publicares artigos que te sao polemicos, nao estaras, tambem, a violar a liberdade de imprensa?

    Se queres que diga, acho perfeitamente correcto que limites a publicacao de artigos com comentarios racistas, todos aqueles em que se utilizem palavras obscenas e tudo o que achares eticamente censurável.

    Entretanto, lamento dizer que tens tido a preocupacao de limitar os publicacao de certos artigos desde que estes denunciem assuntos ligados a pessoas que te sao proximas ou pelas quais nutres alguma simpatia.

    Queres dizer que a liberdade de imprensa so deve ser pedida aos outros e, nos, nos excluimos delas?

    Nao digas que defendes a liberdade de imprensa quando estas constantemente a censurar comentarios com assuntos que refletem a situacao actual do Pais e que sistematicamente nao publicas.

    Sejamos coerentes!

  19. img
    Filho da Terra Responder

    Eu creio em mim mesmo. Creio nos que trabalham comigo, creio nos meus amigos e creio na minha família. Creio que Deus me emprestará tudo que necessito para triunfar, contanto que eu me esforce para alcançar com meios lícitos e honestos. Creio nas orações e nunca fecharei meus olhos para dormir, sem pedir antes a devida orientação a fim de ser paciente com os outros e tolerante com os que não acreditam no que eu acredito. Creio que o triunfo é resultado de esforço inteligente, que não depende da sorte, da magia, de amigos, companheiros duvidosos ou de meu chefe. Creio que tirarei da vida exatamente o que nela colocar. Serei cauteloso quando tratar os outros, como quero que eles sejam comigo. Não caluniarei aqueles que não gosto. Não diminuirei meu trabalho por ver que os outros o fazem. Prestarei o melhor serviço de que sou capaz, porque jurei a mim mesmo triunfar na vida, e sei que o triunfo é sempre resultado do esforço consciente e eficaz. Finalmente, perdoarei os que me ofendem, porque compreendo que às vezes ofendo os outros e necessito de perdão-Gandhi

  20. img
    Filho da Terra Responder

    Carta ao Governo

    A Gestão da Mudança é um dos temas mais desafiantes nos dias de hoje. Nunca foi tão difícil antecipar a mudança como actualmente, em que o contexto varia de forma vertiginosa.

    Como lidamos com a mudança, nos planos pessoal e profissional? E a nossa equipa? Como a preparamos para desafios diferentes?

    Creio que todos temos presente “Quem mexeu no meu Queijo?”, a fantástica fábula de Dr. Spencer Johnson sobre como lidar com a Mudança. Trata-se da história de dois ratinhos e dois pequenos duendes que vivem num labirinto e que dependem de queijo para se alimentar e ser felizes. Como habitavam uma casa cheia de queijo, viviam muito contentes até ao belo dia em que o queijo desaparece…

    Qual é o seu queijo?
    Os nossos sonhos, a nossa ambição, os nossos objectivos são, no fundo, aquilo que nos move. O que queremos alcançar varia de pessoa para pessoa e, no contexto organizacional, de empresa para empresa.
    À semelhança das personagens desta história, numa equipa todos os elementos são diferentes. A diversidade é obviamente desejável, mas o facto de lidarmos com características diferentes, com personalidades mais simples ou mais complexas, exige que tenhamos presente que o queijo de cada um é distinto e que:
    - uns pressentem a mudança à distância,
    - outros são orientados pela acção,
    - alguns recusam e resistem à mudança,
    - e outros precisam de tempo para se adaptar e reconhecer que a mudança os conduz a algo melhor.

    As pessoas são feitas de convicções, de crenças e plenas de emoção. Algumas funcionam na base do erro/tentativa, umas são proactivas, outras tipicamente seguidoras, e isso repercute-se nos seus comportamentos e nas suas acções.

    O labirinto está a mudar?
    Nesta história, o labirinto representa o mundo real, o mercado em que estamos inseridos e os caminhos que temos que procurar e percorrer para chegar às nossas metas, aos nossos objectivos. O desafio que se coloca às empresas e às equipas em geral é descobrirem o seu caminho no labirinto, no exigente enquadramento actual.
    Frequentemente ouve-se o desabafo:
    “Fazemos tudo como sempre fizemos e agora as coisas não melhoram.”
    Pois… o que no passado nos levou de A a B, não nos leva jamais de B a C!

    Se não mudarmos, se não repensarmos e ajustarmos os modelos de negócio, se não lançarmos novas e distintas iniciativas, corremos o risco de sermos esmagados pela concorrência. O mercado está a mudar, os clientes têm necessidades distintas a cada dia. O desafio é agora ter a capacidade de antecipar e criar essas novas necessidades. Se não sairmos da nossa zona de conforto, jamais conseguiremos fazer coisas diferentes.

    Se mexem no nosso queijo, é absolutamente urgente encontrar queijo novo…
    Descobrir o Novo Queijo?
    A motivação, a confiança e o compromisso são determinantes para agilizar qualquer processo de mudança. Promover o envolvimento e a participação de todos os elementos da equipa, apoiar os mais resistentes à mudança ou os que necessitam de mais tempo do nível de segurança que eles apreciam, contar activamente com os seguidores para fazer acontecer o plano operacional e estimular os orientados pela acção e mais empreendedores para serem agentes da mudança constituem factores críticos de sucesso no novo desempenho que é esperado das Organizações.

    Esteja preparado para mudar muitas vezes, para mudar mais depressa, redefinir e ajustar frequentemente metas e objectivos, explorar novas áreas no labirinto, procurar o tal queijo novo…

    A Gestão da Mudança deve ser uma área de atenção constante, presente em cada novo projecto, no alargamento a novas áreas de negócio, na penetração em novos mercados, no lançamento de novos produtos, na disponibilização de novos canais de venda, enfim, em cada ponto de viragem na empresa.

    Por vezes será necessário abdicar dos sucessos passados e mudar aquilo em que se acredita, partir para o desconhecido sem conhecer todo o caminho, vencer os nossos medos. A pressão externa e da equipa serão essenciais para, depois do primeiro passo, encontrar os passos seguintes.

    É fundamental fazer uma boa gestão da mundança, porque, cada vez mais, vão continuar a mexer no queijo!

  21. img
    Assuncao Responder

    E viva internet.Ca ninguem nos vai calar.
    Com cumprimentos.

  22. img
    Filho da Terra Responder

    A censura e a liberdade de imprensa hão-de continuar sempre a sua luta. O poderoso exige e exerce a censura; o homem sem poderes reclama a liberdade de imprensa. O primeiro quer ser obedecido, em vez de ser limitado nos seus planos ou na sua actividade por uma contradição insolente. O segundo quer dar voz às razões que lhe legitimam a desobediência. Por toda a parte se encontrará uma tal oposição.
    Notar-se-à contudo também que, à sua maneira, o mais fraco, o que sofre a dominação, procura igualmente limitar a liberdade de imprensa, nomeadamente quando conspira e procura não ser traído.
    Ninguém clama tanto por liberdade de imprensa como aquele que a quer perverter.

    A censura e a liberdade de imprensa hão-de continuar sempre a sua luta. O poderoso exige e exerce a censura; o homem sem poderes reclama a liberdade de imprensa. O primeiro quer ser obedecido, em vez de ser limitado nos seus planos ou na sua actividade por uma contradição insolente. O segundo quer dar voz às razões que lhe legitimam a desobediência. Por toda a parte se encontrará uma tal oposição.
    Notar-se-à contudo também que, à sua maneira, o mais fraco, o que sofre a dominação, procura igualmente limitar a liberdade de imprensa, nomeadamente quando conspira e procura não ser traído.
    Ninguém clama tanto por liberdade de imprensa como aquele que a quer perverter.

    A censura e a liberdade de imprensa hão-de continuar sempre a sua luta. O poderoso exige e exerce a censura; o homem sem poderes reclama a liberdade de imprensa. O primeiro quer ser obedecido, em vez de ser limitado nos seus planos ou na sua actividade por uma contradição insolente. O segundo quer dar voz às razões que lhe legitimam a desobediência. Por toda a parte se encontrará uma tal oposição.
    Notar-se-à contudo também que, à sua maneira, o mais fraco, o que sofre a dominação, procura igualmente limitar a liberdade de imprensa, nomeadamente quando conspira e procura não ser traído.
    Ninguém clama tanto por liberdade de imprensa como aquele que a quer perverter.

    A censura e a liberdade de imprensa hão-de continuar sempre a sua luta. O poderoso exige e exerce a censura; o homem sem poderes reclama a liberdade de imprensa. O primeiro quer ser obedecido, em vez de ser limitado nos seus planos ou na sua actividade por uma contradição insolente. O segundo quer dar voz às razões que lhe legitimam a desobediência. Por toda a parte se encontrará uma tal oposição.
    Notar-se-à contudo também que, à sua maneira, o mais fraco, o que sofre a dominação, procura igualmente limitar a liberdade de imprensa, nomeadamente quando conspira e procura não ser traído.
    Ninguém clama tanto por liberdade de imprensa como aquele que a quer perverter.

    A censura e a liberdade de imprensa hão-de continuar sempre a sua luta. O poderoso exige e exerce a censura; o homem sem poderes reclama a liberdade de imprensa. O primeiro quer ser obedecido, em vez de ser limitado nos seus planos ou na sua actividade por uma contradição insolente. O segundo quer dar voz às razões que lhe legitimam a desobediência. Por toda a parte se encontrará uma tal oposição.
    Notar-se-à contudo também que, à sua maneira, o mais fraco, o que sofre a dominação, procura igualmente limitar a liberdade de imprensa, nomeadamente quando conspira e procura não ser traído.
    Ninguém clama tanto por liberdade de imprensa como aquele que a quer perverter.

    A censura e a liberdade de imprensa hão-de continuar sempre a sua luta. O poderoso exige e exerce a censura; o homem sem poderes reclama a liberdade de imprensa. O primeiro quer ser obedecido, em vez de ser limitado nos seus planos ou na sua actividade por uma contradição insolente. O segundo quer dar voz às razões que lhe legitimam a desobediência. Por toda a parte se encontrará uma tal oposição.
    Notar-se-à contudo também que, à sua maneira, o mais fraco, o que sofre a dominação, procura igualmente limitar a liberdade de imprensa, nomeadamente quando conspira e procura não ser traído.
    Ninguém clama tanto por liberdade de imprensa como aquele que a quer perverter.

    A censura e a liberdade de imprensa hão-de continuar sempre a sua luta. O poderoso exige e exerce a censura; o homem sem poderes reclama a liberdade de imprensa. O primeiro quer ser obedecido, em vez de ser limitado nos seus planos ou na sua actividade por uma contradição insolente. O segundo quer dar voz às razões que lhe legitimam a desobediência. Por toda a parte se encontrará uma tal oposição.
    Notar-se-à contudo também que, à sua maneira, o mais fraco, o que sofre a dominação, procura igualmente limitar a liberdade de imprensa, nomeadamente quando conspira e procura não ser traído.
    Ninguém clama tanto por liberdade de imprensa como aquele que a quer perverter.

    A censura e a liberdade de imprensa hão-de continuar sempre a sua luta. O poderoso exige e exerce a censura; o homem sem poderes reclama a liberdade de imprensa. O primeiro quer ser obedecido, em vez de ser limitado nos seus planos ou na sua actividade por uma contradição insolente. O segundo quer dar voz às razões que lhe legitimam a desobediência. Por toda a parte se encontrará uma tal oposição.
    Notar-se-à contudo também que, à sua maneira, o mais fraco, o que sofre a dominação, procura igualmente limitar a liberdade de imprensa, nomeadamente quando conspira e procura não ser traído.
    Ninguém clama tanto por liberdade de imprensa como aquele que a quer perverter.

    • img
      E.Santos Responder

      Ninguém clama tanto por liberdade de imprensa como aquele que a quer perverter.

      ….de facto. Temos de saber a dose certa a ser empregue em cada momento.

  23. img
    Filho da Terra Responder

    É preciso termos presente que uma civilização de elevado nível é como uma planta delicada, cuja vida depende de condições complexas e que por vezes só consegue desenvolver-se em determinados sítios. Para se desenvolver é preciso, em primeiro lugar, um certo bem-estar que permita a determinada fracção da população dum país trabalhar em coisas que não sejam imediatamente necessárias à manutenção da vida quotidiana. É necessário também existir uma tradição moral de respeito pelos benefícios e produtos da civilização, em virtude da qual as camadas de população que trabalham para satisfazer as necessidades imediatas da vida da comunidade, assegurem condições de vida ao sector que se consagra a actividades ligadas ao progresso da civilização.

    Albert Einstein

  24. img
    António Martins Gomes Responder

    Resido no estrangeiro (terra dos meus pais) e, logo que soube da notícia (…) tentei reproduzi os acontecimentos de 20 anos atrás! Apreendo que nos Estados democráticos a Imprensa tem o direito constitucional de decidir sobre os caminhos que a levará às informações pretendidas. No caso, comprovado (São de Deus Lima), se decorrente da violação dessa garantia, o Estado São-Tomense deve ressarcir e, em acção regressiva, responsabiliza o autor causador do feito ilícito praticado? (Artº…Constituição STP). No episódio considerado há conflito entre garantias constitucionais a serem preservadas? (Senhores Deputados, Senhores Juízes, Líderes partidários; Associação dos jornalistas, etc.). Portanto, há necessidade de se estabelecer uma coexistência entre as mesmas, de forma equilibrada, norteados pela idéia de que todas as garantias fundamentais previstas na Lei Constitucional São-Tomense existem para servir a todos com justiça. Antevê que nesse conflito envolvem interesses diversos. Portanto o Estado deve fazer a sua parte da ordem jurídica e, em consequência, do bem comum e, quanto às consequências político-partidárias decorrentes da preservação das garantias fundamentais, fica a cargo do exercício da cidadania. Caso contrário- Ó, cidadão… Quem és tu? Cidadão é, quase sempre, o homem da rua. Segundo a imagem criada por Piero Calamandrei (l´´uomo della strada), o Homem de Rua é o homem simples, ingênuo e destituído de conhecimentos jurídicos, mas capaz de distinguir entre o bem e o mal, o sensato e o insensato, o justo e o injusto.
    Que Deus te proteja, São de Deus Lima!

  25. img
    mano Responder

    Caros Leirores e Comentadores do Tela Non.

    A liberdade de imprensa em STP não está posta em causa. O Governo de Patrice Trovoada, acreditamos, ser da mudança, deve respeitar a liberdade. Eu acredito que vão fazê-lo.

    Agora, até ao momento só sabesmo a versão da São Deus Lima. E pecamos a fazer comentários conhecendo apenas a verade da são.

    Qual é a verdade da direcção da TVS e do Governo?

    A São Lima, pelo que sei é Assessora da Direcção. Por k razão ela denuncia a suspensão do Programa? Não será que terá desacatado a ordem do seu superior? Se sim, como ficariam os comentários de que Patrice é ditador? A São é indisciplinada. Ela desafiou a ordem do Superior Oscar. Ela não está a cima de tudo. Mudança começa e termina com todos. Também os jornalistas devem saber estar. Nenhum jornalista está acima da lei ou das normas e regras, quer institucionais quer profissional. Jornalista que age arbitrariamente é autoritário.

    Ontem celebramos o dia internacional contra a corrupção que mata qualquer sociedade sobretudo os mais pobres.
    A são nunca levou para o seu programa casos como STP Trading, GGA, Passeio da Cidade, Doca de pesca. Por quê?

    O Governo de Patrice Trovoada, que muitos sem memória estão a acusar, já equilibrou os cofres de estado com as medidas que tomou. Onde está a cronica de são e debate televisivo.
    Caso do Lider do MpD não é e nao devia ser escândalo. O país é soberano para aceitar ou não a instrumentalização do seu orgam como veículo de campanha política de um país terceiro, com devido respeito que tenho para com os meus amigos e compatriotas cabo-verdiano.

    Já viram TPA, TCV a serem instrumentalizado para campanha que ocorre em STP? Vamos ser são-tomenses.

    Aqueles que não gostam de Patrice e do ADI é esperar 4 anos para fazer campanha. O período de Campanha já acabou. Vamnos esperar maio para as presidenciasi.

    Agora deixem o governo trabalhar. Há crise mundial. O país não tem nada. Tem um governo. É prematuro tirar ilações negativas sobre o desempenho do governo.

    Acusam o governo de atropelos.

    Vamos ser claro:
    O Camaronês produziu bebidas prejudicial e pôs em causa a saúde da população. E Os sãotomenses foram a favor do camaronês e cairam em cima do governo: Será que esses saõtomenses amam esse país?

    E Caso Jorge Amado. Sabemos realmente tudo que aconteceu? Ele terá respeitado normas protocolares do estado? Solicitou e esperou resposta do seu superior? Não sabemos. O Governo peca pelo silêncio.

    Mas não nos dá direito de acusar este governo de cerca de 100 dias que tem o compromisso de dar sinais de mudanças num país onde os jovens perderam esperança de viver pela desgovernação de 35 anos.

    Que a São Lima tenha sucesso. Mas vamos esperar que ou o Giverno ou a TVS nos dê explicação dos factos. Nem todos somos santos. “Ha presunção de inocência?”. São Lima sabe o que tentou fazer com este caso. Segundo informações ela não esgotou todas possibiliades. Ela acusa o Governo, sem ouvir o seu Miistro de tutela. Porquê? Nâo é ela Experiente.

    Amaemos a terra que nos viu nascer. Á muitos comentadores recomenda-se um pouco mais de pudor.

    Há comentadores que até ameaçam o Primeiro Ministro. É justo ameaçar um Primeiro Ministro só pela sua decisão? Para reflexão!

    • img
      Franz K Responder

      Concordo com tudo que diz. Finalmente alguém sério a escrever sobre este assunto aqui.

      A maioria das pessoas que têm comentado são levianas, com uma baixa estima por elas mesmas, pelo povo e pelo país que as viu nascer.

      Somos santomemses e a nossa sociedade não está assim tão mal como a pintam, e temos que ter orgulho nas nossas conquistas.

      A maioria de vós que cá escrevem, certamente estão habituados a outros padrões, pois estão fora do país, compreendo-vos mas não concordo com a forma despudorada e destrutiva como têm feito passar este caso, que a meu ver é um fait-divers, e manchar o nome do país.

      Este caso até tem dado lugar a algum oportunismo de certas pessoas.

      Há bem pouco tempo vimos o Sr. PM Sócrates a tentar controlar a comunicação social privada em Portugal, sabe-se que estatal está controlada o que me dizem vocês disto?

      Em Angola eu quero ver um meio de comunicação social que vá de peito aberto contra o poder.

      Em Cabo Verde, existe um sentido de estado dos jornalistas que não deixam casos como estes ganharem a dimensão que ganha em STP.

      Mas em STP, tudo passa para fora sem ser filtrado.

      Por isso, existe liberdade de expressão em STP, mas associado a esta há uma anarquia que é preciso controlar.

      O jornalista não está acima do dever, lealdade e disciplina para com o seu empregador nem para com o seu público.

      O próprio Tela Non devia ser mais controlado na sua linha editorial. E se eu fosse poder encarregava-me de o fazer de uma forma muito subtil.

      • img
        Fernanda Alegre Responder

        Os senhores. Frank e Mano dizem isso porque têm os seus motivos,da mesma forma que o governo tem os seus,mas contudo só queria alertar uma coisa, quando tiverem a reagir acerca de determinadas coisas ñ se esqueçam que o País ñ é dos sucessivos governantes, mas sim dos santomenses. Todos temos direitos de fazer e dizer aquilo que pensamos mesmo que muitos estejam contra. Pois o Sr.Mano diz que o País ñ esta tão mal assim,concordo consigo sabes porquê? Porque aquilo ñ esta mal esta pessimo. O que mi admira é maneira como expressa, um País como nosso o qual amo com todo meu coração e folêgo sinceramente ñ merece ter pessoas desse gênio.
        Outra coisa mesmo estando fora do meu País acompanho muitas coisas que passam por aí, de tal forma que estou totalmente capacitada para fazer qualquer tipo de comentario e dar o meu contributo.

        Muitos de nós santomenses ñ encaramos
        o mundo que estamos hj e o novo mundo que poderemos contruir juntos.

        Sempre atenta, pois amo a minha Terra.

    • img
      LADA Responder

      olha camarada do meu partida ñ comcordo com tigo o PM saio das urnas ok

  26. img
    Osama bin Laden Responder

    Patrice nem seu pai que tem barba branca conseguiu apoderar de STP, não é você que ainda tem barba preta que vai apoderar de nosso STP e dos São-tomenses que nasceram e cresceram em STP.

    Cuidado Patrice Stº Tomé com Stº António, são santos muito poderosos.

    Cuidado Patrice com prepotência e arrogância.
    Se for Varela que está a lhe dar esse conselho todo por favor não faça caso dele, porque Varela é como polvo, muda de cor conforme o ambiente.
    Se for Ali Bongo que está a lhe dar esses conselhos diz a ele que povo de STP é muito mais perigoso que o povo Gabonês, não aceita ditadura.

    “Zaua di pia sa kûa cu non bili uê contla”

    Patrice cuidado, Patrice cuidado,Patrice cuidado,Patrice cuidado…

    Conceição de Deus Lima é filha de STP, ela não é Camaronesa nem Maliana, nem Libiana, nem Gabonesa, ela é filha da nossa terra STP.
    Eu votei em si, mais não é para fazer essas coisas, mais sim para trabalhar de boa fé, desenvolver STP.

    • img
      E.Santos Responder

      É mesmo caso para dizer…São-tomense é ingrato.
      Que não se concorde com a forma como o Governo está a agir…tudo bem. Mas daí a chegar a este ponto, tenham santa paciência. Um governo, o primeiro que está a tomar medidas visíveis para por cobro a usurpação, a corrupção e o facilitismo que sempre destruiu o país e a vida de todos…e vocês só conseguem ver liberdade de expressão, que de facto, pensando bem, ainda não foi posta em causa.

      Eu pergunto? Será São Deus Lima filha da terra mais do que todos nós? Não ponho em causa o seu mérito, longe de mim. Mas haverá razão global (que nos interessa a todos e não a ela mesma apenas) para todo este drama?

      Há ver vamos…mais uma vez, coitados dos São-tomenses. Acreditam que sabem muito, falam demais e só se afundam. Progresso que é bom, nada.

      Que país maldito. Estamos perdidos. Com um povo ingrato como este, não há esperança que resista. âo de ter o que merecem.

      Fizeram o que fizeram ao Pinto da Costa, para depois virem dizer “melhor ele mesmo”. De lá para cá já sofreram hororres, mas mesmo assim não aprenderam.

      Podem continuar a desestabilizar e não deixar o governo trabalhar…bela ajuda que estão a dar com a vossa liberdade de expressão.

      è precisoter paciência. Tanto drama por nada de relevante.

  27. img
    Matabala Responder

    Ouvi falar da Remodelação do Governo após as eleições, mas na realidade não sei se isso aconteceu mesmo, pq a TVS parece que ainda está nas mãos daqueles velhos …e a minha questão é simples:
    Como pensa o novo Governos repor a autoridade do estado tentando esconder podres da população?

  28. img
    minu da ilha Responder

    Primeiro-ministro, já é muitas águas metidas!
    São várias atitudes do governo, que já fere e muito gravemente a democracia e diplomacia.
    Fiquei muito satisfeito com a sua vitória senhor primeiro-ministro! Inclusive festejei e muito com todos os seus apoiantes cá na ilha. Pensando nós que mudança era de facto mudança para o progresso!
    Mais o seu governo está a entrar em “mau lençóis”… já começa a demonstra a falta de experiencia e estratégia politica.
    Já meteram águas com sector da justiça com caso do cidadão estrangeiro. Já meteram aguas na diplomacia com Jorge amado. Mais uma vez agua com diplomacia com impedimento de entrevista com Carlos veigas, sendi esse líder do maior partido da oposição, se vencer eleições será o parceiro de stp.
    Agora e por azar meter aguas na comunicação social…ainda mais com quem? São deus lima, jornalista conhecida internacionalmente! Senhor primeiro-ministro, se é a pior coisa que um governo pode fazer é meter com comunicação social. Se senhor reparar, quem lhe fez ganhar as eleições foi sem duvidas as influências de comunicação social… caso contrário, mlstp teria ganho! Digo isso, porque acompanhei de perto as eleições.
    Por isso muito cuidado… ter comunicação social como inimigo, significa “morte de artista”. Eles têm “poder social na mão”… eles dominam a sociedade, eles conseguem danificar a sua imagem e do todo o elenco… eles conseguem influenciar a opinião pública e os partidos da oposição, para virar contra o seu governo… meu conselho é não meter com comunicação social e por favor pára de meter mais aguas… se ñ estão em condições de decidirem sozinhos, peçam ajudas aos mais experientes. Votei em si, mais já estou a ficar farto de tanto atropelos a democracias e diplomacia! Ou então senhor diga-nos que quer transformar o país como Guiné-equatorial ou líbia, em que povo come e cala. Aliás são esses seus parceiros estratégicos, pode ser que está aprender algumas lições de ditadura com eles.
    Mais muito cuidado… aqui é diferente e muito difícil… Santomense tem vista bem aberta… pode tentar, mais custa-lhe muito caro… já lá foi o tempo de camarada pinto da costa!
    O facto de meter com comunicação social, o senhor já está a ser mal visto perante as comunidades e imprensas internacional.
    Para não pensar que estou a metir…lê a noticia de voz de América:

    http://www.voanews.com/portuguese/news/12_09_10_stp_tv-111610949.html

    Cuidado oh pequeno ditador! Porque assim estará preste o derrube do seu governo! Cuidado porque esses malandros de mlstp e pcd são macacos velhos e vão lhe cortar a cauda!

  29. img
    Edson Responder

    Este governo nem tem um ano de mandato e jà começa a ferir senseblidades?

    • img
      Manga safú Responder

      É verdade rapaz, eu que até votei no ADI estou ficar arrependido.
      Comecei a ficar quando soube que Ângela Costa, Varela, Elísio e Américo faziam parte do Governo.
      Triste vida do povo de STP. Vê-se que tudo é feito em nome do dinheiro e da má fé.

      Elísio cometeu acto gravíssimo, mandou Drº Selma para Lisboa para estudar no centro de estudo judiciário, a Drª depois de estar em Lisboa ele manda uma outra pessoa de nome Manuel Henriques (pessoa que nunca trabalhou cá no tribunal) cortou nome da Drª justificando que não gosta da Drª.

      Vida do povo de STP é triste.

  30. img
    Hydy Wary Freitas Responder

    é com desagrado que comento esta notícia…
    quando se refere no primeiro parágrafo que também os órgão privado foram sisenciados….e no 4º parágrafo que se refere ao Correio da Semana dizendo que um dos accionistas e membro influente do governo teria pressionado o jornal para não abordar o caso da São…. o que me indgnou bastante…. tendo em conta que como coordenador e editor do jornal, em momento nenhum a redacção recebeu qualquer pressão do referido sócio….

    tanto é que o jornal vai publicar este assunto na página principal. e tem estado ao lado da São Lima que inclusive é colinista deste jornal (ver as últimas edições do Jornal)…

    como também é mentira que o Tela Nom, contactou qualquer fonte do jornal sobre esse assunto….
    é preciso que se tenha atenção a essas coisas e se passe informações com rigor e responsabilidade

    • img
      Téla Nón Responder

      Senhor Freitas, deve sim ter muita atenção em relação ao que diz e a forma como comporta enquanto editor substituto no Correio da Semana.

      Não pode desmintir o Téla Nón sobre o contacto feito a uma fonte do Jornal, porque sabe que não é a única pessoa, no caso jornalista, que presta serviços a este jornal nacional. Portanto não pode pensar que só você é, ou pode ser a fonte do Correio da Semana.

      Pode sim, é dizer que o correio da semana não sofreu qualquer pressão.

      No entanto seria bom explicar o que é que se passou consigo na última quinta – feira, dia em que tradicionalmente se faz o fecho do jornal. Porque a fonte do Téla Nón, garante que naquele dia o senhor foi contactado várias vezes telefónicamente para incluir o caso São Lima na edição deste fim de semana, e estava incontactável. Portanto até quinta feira, dia do fecho do jornal, não havia qualquer previsão para publicação do artigo São Lima-TVS.

      Mais importante ainda, é o facto do senhor ter dito que o caso São Lima, já tinha sido tratado pelo Téla Nón, e que a jornalista em causa já tinha dado entrevistas e que alegadamente não justificava produzir tal matéria no correio da semana.

      O senhor sabe que para a notícia referente ao caso São Lima-TVS, estar publicada na edição deste sábado do Correio da Semana, foi necessária a intervenção do Director do Jornal que estava ausente do país. Ele ligou para si, e só depois disso é que o senhor dignou recolher as declarações da jornalista São Lima, no Téla Nón e noutros órgãos internacionais disponíveis na internet, para dar corpo ao artigo que este sábado foi publicado.

      Portanto o artigo que está na primeira página do Jornal Correio da Semana, não nasceu do seu acompanhamento directo do caso, uma vez que está no terreno como jornalista, mas sim é fruto de alguma “pressão”, a que foi submetido alegadamente pelos seus responsáveis.

      Dupla pressão, porque a fonte do Téla Nón, garante que do outro lado, um dos sócios ligado ao governo, também trabalhou no sentido inverso.

      O Téla Nón aacredita sim que terá havido pressão e talvez muito maior sobre si, após a publicação deste artigo do Téla Nón dando conta do risco que havia em relação a publicação do caso São Lima-TVS no coreio da Semana.
      A pressão do outro lado terá sido tão forte que forçou o seu comentário de desmentido.

      Saudações.

      • img
        Verdade seja dita Responder

        Que patético Tela-Nón. Porquê esta guerra toda? Não levem tanto as coisas a peito… Sejam mais coerentes, sejam mais jornal.

  31. img
    Hydy Wary Freitas Responder

    fazer atenção a algumas falhas de ortografia no meu 1º comentario (órgãos privados…selenciados..indignou… colunista)

  32. img
    Manga safú Responder

    Entra neste Link faz Download do Boletim Informativo Terceira Edição do ADI veram porquê que Patrice não gosta de Jornalistas de STP.
    http://www.adidigital.com/index.php?option=com_phocadownload&view=file&id=5:terceira-edicao&Itemid=99

  33. img
    Alberto Nascimento Responder

    Instabilidades em Sao Tome…
    esse povo adora confusao.
    n ha condiçoes pra remar contra a mar’e, esses governos sao todos iguais.

  34. img
    Underdôglas Responder

    Imagino que a estas horas a jornalista Sao ja denunciou este facto aos Reporteres sem fronteiras, à CPI de Nova Iorque, enfim a todas as associaçoes que trabalham com a questao dos direitos humanos e liberdade de expressao.

    Imagino que jornalista experiente da BBC ela tenha todos os contactos necessarios pelo que nao a vale a pena eu estar a dar aqui os links, que de qualquer maneira podem ser encontrados no google.

    Isto é uma guerra mundial de informaçao; ha que pôr os poderosos a tremer!!!

  35. img
    Filho da Terra Responder

    Dei e dou todo meu apoio ao PT, todavia meu caro PM, toma cuidado porque o povo esta a mudar de mentalidade temos hoje mais pessoas capacidades, não pense que STP é o governo. Povo põe, povo dá, povo Tira. Todos com a Nosso Compatriota SÃO DE DEUS LIMA.

  36. img
    rapaz de riboque Responder

    meus amigos a um ditado muito antigo que diz quem semea vento colhe tempestade o semaamos o vento a 35 anos e nasceu logo nos meses seguintes com os senhores do poder que sempre foram senhores e dono de s.tomé fazendo do povo aquilo que bém quizeram e entenderam e essa tempestade nunca se acalmou e nao vai acalmar porque uma terra tao pequena como nossa com tanta pobreza onde a ganancia e a ambiçao e a inveja fala mais alto do que tudo vai ser dificil enquanto nós todos nao mudarmos as nossas mentalizaçoes deixarmos de conversas e ambiçoes e unirmos as nossas forças isto nunca mais tem fim se fossemos uma regiao autonoma como os açores e a madeira estavamos mil vezes melhor embora portugal esteje a atravessar uma fase muito ma mas as regioes autonomas dos açores e da madeira estao mil vezes desenvolvidas . Quanto a liberdade deimprensa penso que isto nao vai avante porque é unica coisa que nos resta ja que roubara-nos as outras coias. Força SAO nao atires a toalha ao chao es uma jovem e tens muito para dar ainda

  37. img
    Nelson Capela Responder

    So queria saber se ja ha uma informacao oficial do governo com relacao ao assunto,pois pode ser que estejamos a fever em pouca agua

    • img
      E.Santos Responder

      Informação para quê? Como disse Miguel Trovoada certa vez “a baixezas não se respondem, ignoram-se”. Para quê dar azo a batebocas e semear a discórdea num país que tem tanto para fazer e melhorar.

      Sou a favor da liberdade de imprensa em dose certa. E gostava sinceramente de acreditar na São Deus Lima e neste drama todo. Mas as vezes cheira-me que possamos todos estar a ser usados por ela (pelo mérito que tem) em proveito próprio.

      Não quero lhe julgar…mas desde que começou com as cartas à Apolinária que pelo discurso já se adivinhava qualquer coisa nas entrelinhas.

      E pelos vistos…está a tomar corpo. Vamos lá ver onde é que ela quer chegar…

  38. img
    Schwarzeneggera Arnaldo Responder

    Silenciar os jornalistas não vai dar nada…!
    Eu estou de caminho à São Tomé e Príncipe…
    Silenciar jornalistas não vai dar!

    • img
      Colomba Responder

      Santomenses: ponham-se a pau que o Sr. Arnaldo vem aí.

  39. img
    Thaylor Swiftt Responder

    Suporto liberdade de imprensa, de expressão e a democracia em STP, e no mundo inteiro. ponto final

  40. img
    Hoprah Whinfrey Responder

    Estou zangada com o Patrice e o Fradique…

  41. img
    Dhenzel Whashington Responder

    O Santomense Cambão, Nilson, com atecedencia, alertou-vos sobre essa situação grave! O lider Nilson e’ um bom rapaz com uma visão extraordinaria! Leve-leve não da! Justiça e transparencia. So com um jornalismo isento, serio, e responsavel para combater a corrupção.
    Censura a liberdade de imprensa e tratamento deploravel contra os jornalistas: São Deus Lima, Ambrósio Quaresma, e outros…. So reflete a mediocridade de um Estado fraco; STP!

    Povo de STP wake up! The truth shall set you free!

    • img
      Colomba Responder

      Why has completed its comment in English? All STP know English?

  42. img
    Allah Responder

    God bless Jesus!

    • img
      Colomba Responder

      Me too…

  43. img
    Pico de São Tomé Responder

    Eu e o Pico Ana Chaves estamos observando…
    As coisas serao corrigidas quando atacamos os corruptos de STP com verdade e expo-los publicamente, um por um!

  44. img
    FE'DE' KA DOCHI' Responder

    Onde para a mundanca que o novo PM trouxe ao pais? Barraca atras de barraca! Vergar-se perante o sr. JM Neves e’duma baixeza inqualificavel. E o PM quer concorrer a PR? Para termos o nosso Mobutu? O povo de STP nao pode deixar passar impune uma disparate assim.
    VIVA O POVO DE STP.

  45. img
    AUO' Responder

    Partiremos para manifestacao de rua e vigilias e, no ultimo caso, levantamento popular. Temos que agir se ainda nos resta alguma dignidade. Nao podemos ficar de bracos cruzados a espera da comunidade internacional. ACCAO.

  46. img
    AUO' Responder

    Repubica Democratica ou Republica Demonocratica?

  47. img
    CREDO Responder

    VEM-ME A MEMORIA A 1a REPUBLICA ONDE SO UMA VOZ SE OUVIA ATRAVES DE COMUNICADOS E MAIS COMUNICADOS QUE TERMINAVA DUM FORMA MUI SUI GENERIS: ” COMO FORCA DE LEI ENTRA IMEDIATAMENTE EM VIGOR. CUMPRA-SE.”

    • img
      E.Santos Responder

      E ainda bem que só se ouvia uma. Agora ouve-se tantas e não se consegue sair do sítio. Bonito…como diz o nosso amigo João Carlos.

  48. img
    COCO DE BICHO Responder

    HOMEM MANDA COM TEMPO E DEUS MANDA PARA SEMPRE. SENHOR, TENDE MISERICORDIA DE NOS.

    • img
      E.Santos Responder

      Nada amigo…aqui Deus não pisa mais. Ingratidão e malecência desse povo já afastou Deus há muito tempo. Agora é queda livre, aguenta só.
      Estavamos a querer ver uma luz ao fundo do túnel, mas nada, vem aí a destruição…o inferno é quem mais ordena.

  49. img
    Abílio Cruz Responder

    É ESTE O TEOR DE UMA MENSAGEM QUE A JORNALISTA E ESCRITORA CONCEIÇÃO LIMA, EM S. TOMÉ E PRÍNCIPE, ESCREVEU PARA A SUA AMIGA, PROFESSORA UNIVERSITÁRIA E ESCRITORA, INOCÊNCIA MATA, EM LISBOA.
    A MENSAGEM, CLASSIFICADA COMO CONFIDENCIAL, ESTÁ AGORA A CIRCULAR NA NET.
    É ASSIM QUE A JORNALISTA, DE REFERÊNCIA, MOBILIZA OS AMIGOS E ATÉ ESCRITORES CONHECIDOS PARA ATINGIR OS SEUS OBJECTIVOS. ISTO É INDECENTE. LEIAM:

    CONFIDENCIAL!

    Mas pronunciem-se.

    Acham que se pode fazer alguma coisa mesmo?
    Cency

    De: São Lima [mailto:mariasaolima@hotmail.com]
    Enviada: quarta-feira, 8 de Dezembro de 2010 8:42
    Para: mata.inocencia@gmail.com
    Assunto: URGENTE, UMA PROPOSTA

    Cency,

    Algumas pessoas cá acham que elementos da diáspora em Lisboa poderiam escrever uma carta registada, endereçada ao PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA RDP e ao Director da RDPAfrica, denunciando a submissão do seu correspondente ao governo. Se ele em duas ocasiões, no espaço de uma semana, enquanto director da TVS, cancelou uma entrevista com uma eminente personalidade por ordem do governo e vergou-se à ordem do governo para matar o programa que sabes e despedir, retaliatoriamente, uma colega, não obedecerá ele a todas as ordens do governo contra a oposição? Que garantias de isenção dá ele? E a RDPAfrica, porque razão não deu QUALQUER cobertura a nenhum dos casos, ao contrário de outros órgãos internacionais? Está em causa a imparcialidade e isenção da RDPAfrica em relação à cobertura noticiosa de São Tomé e Príncipe, sobretudo quando se aproximam as eleições presidenciais.

    Se acharem a ideia exequível, juntem à carta cópias dos artigos do A Semana de Cabo Verde, da VOA, o meu artigo sobre a entrevista que Carlos Veiga não deu, e os artigos do Abel Veiga sobre o meu caso.
    Diz-me alguma coisa e responde-me o mais depressa possível. Isto, sem prejuízo de escreverem em órgãos de comunicação aí em Lisboa, na net. Tu, se escreveres alguma coisa, coloca aqui em STP simultaneamente no Correio da Semana e no Tela Non. E vê se há mais pessoas dispostas a escrever. É preciso fazer barulho, o mais barulho possível, não deixar que o caso caia rapidamente no esquecimento. Vou falar com o Mia Couto. Vê se falas com o Loja Neves. Fala também com o Zé Luís Almada e companhia.
    Abraço
    São

    • img
      E. Santos Responder

      Não eras tu que estavas na RDP África a defender esta cena toda.

      Desculpa lá Abílio. Você nem parece quem vive na Europa.
      Passa pela tua cabeça que judite de Sousa alguma vez iria dar 1:30 de entrevista em horário nobre a um candidato a governo, porque quem sabe se ele ganhar com que cara é que ficamos? o que é que vamos lhe dizer.

      Não dizemos nada. Por muito que lhe conheças, por muito que sejas próximo a família dele, vamos ser práticos e nos distanciar destas coisas.

      Ponto 1) O Governo agiu bem, porque o homólogo do governo é o actual governo e a televisão é pública.
      Ponto 2) O que é que nós temos a ver se os filhos do Carlos veiga são meios são-tomenses? Achas que por isso somos todos obrigados a ficar 1:30 a ouvir ideia de um candidato às eleições de cabo verde? Estás a gosar connosco ou fazes-te?

      Já deste conta que podes parar na RDP Àfrica todos os domingos a dizer tuas babozeiras e se eu for a RDP África não me dão palavra? Porquê?

      Se eu te quizer responder, falo aqui no tela non. E achas isto falta de liberdade de expressão por parte da RDP Àfrica…

      Menos amigo, menos. Vocês falam falam, mas não saem do sítio. Nada que se aproveite. Por isso o país ainda é o que é.

      Muito melhor quando era só uma pessoa a falar. Popava-nos de tantas anedotas. Olha a energia que se desgasta com tudoo isso.

      • img
        E. Santos Responder

        Mais, bem feita que a São vos enganou a todos.

        Na terra de Cegos, quem tem olho é Rei.

        Ela devia vos enganar mais ainda….e o país que se dane.

      • img
        Abilio Neto Responder

        Caro E. Santos,

        Um esclarecimento, agradeço que não confunda “Abílio Cruz”, que não sei quem é, com Abílio Neto, que sou eu e que defendi a Liberdade de Informação e a Qualidade do Serviço Público de Televisão no nosso país no Debate Africano da RDP África. E fiz mais, defendi a São Deus Lima e continuarei a defendê-la, desde que entenda as suas razões. Entendi-as e sobre elas opinei.

        Quanto ao resto, meu caro, aceito os seus comentários, mas não os comento. Teria todo o gosto em fazê-lo, mas o que escreve no último paragrafo disse-me tudo. E é exactamente o que está em causa e o que me fez e faz colocar-me ao lado dos Principios que citei acima.

        Abraços,

        Abílio Neto

  50. img
    De peito aberto por STP Responder

    Perante o comentário do Abílio Cruz, bem como dos comentários no Debate Africano de ontem na RDP- África, a minha sensatez e o meu bom senso me obrigam a mudar de opinião em torno a esta treta criada e forjada pela nossa antes querida São de “deus” Lima. E escrevo a palavra deus em minúscula, para não apelidar a nossa Jornalista de São de “Diabo” Lima.
    Tudo indica que tanto o Governo como Óscar Medeiros são as verdadeiras vítimas do São Lima e Companhia (inclua-se a oposição ao Governo). Trata-se pois de mais uma tentativa de travar as boas iniciativas do Governo, bem como de uma atitude irracional e invejosa do São Lima contra o nosso Jornalista Óscar Medeiros. Ou será que ela quer roubar, permitam-me a expressão, o lugar dele, tanto na TVS como na RDP-África. Se a nossa São Lima, em tempos atrás, trocou o nosso leve-leve de STP por algumas libras em Londres, não venha ela agora querer, em tão pouco tempo, conquistar tudo o que ela, por ventura, teria conseguido, se optasse, a 10, 15 anos atrás por STP, em vez da boa vida Londrina. Na vida aprendemos todos os dias, nem tudo que brilha é ouro. A São brilhou tanto, nos últimos dias, fez tanto barulho, como aliás pretendia, mas a verdade veio a tona. Porém, o que me deixa ainda um pouco intrigado é a razão do silêncio do nosso Óscar Medeiros. Talvez quando ele se expressar, ficaremos mais esclarecidos ainda desta grande cabala montada contra ele e o próprio Governo.

  51. img
    De peito aberto por STP Responder

    Aqui está uma posição oficial…
    Leiam e informem-se com verdade….
    São Deus Lima: Eclipse total ou parcial?
    PostDateIconSexta, 10 Dezembro 2010 22:55 | PDF | Versão para impressão | Enviar por E-mail

    Foi divulgado pelo Tela-Non de que o Governo cancelou o Programa “Em Directo” da TVS apresentado pela jornalista São Deus Lima e que teria igualmente suspenso o contrato com a mesma na sequência de uma entrevista que a jornalista teria combinado com o Dr. Carlos Veiga.

    A narração intencional destes factos pela própria jornalista e pelo Tela-Non, tal qual apresentada, deixa qualquer cidadão indignado.

    Mas, para que a verdade não esteja à penumbra entre as frustrações pessoais e opções políticas, vale a pena explicar sem complicar.

    O Governo, em especial o Dr. Patrice Trovoada, sempre apreciou o desempenho da jornalista São Deus Lima. Prova disso, na sua dinâmica de apostar nos jovens e na competência, o Dr. Patrice convidou, logo após a tomada de posse do seu governo, a jornalista São Deus Lima para criar e liderar o Gabinete de Comunicação e Imagem do Governo. Convite que apenas de forma indirecta negou.

    O Programa “Em Directo” da TVS, que inexplicavelmente expulsou o seu antecessor e semelhante em termos de conteúdo e formato, animado pelo jornalista José Bouças, pelo seu cariz de confronto de ideias, granjeou simpatias de inúmeros círculos da nossa sociedade. Apesar de muitas vezes parecer pressionar os participantes a desprestigiarem o trabalho do Governo, ou de alguns dos seus membros, não deixou de ser igualmente apreciado pelo actual executivo, tal como no passado o programa “Grande Entrevista” do José Bossas, como um dos melhores programas de confronto de ideias e de informação que a televisão pública sãotomense tem neste momento.

    O “Em Directo”, tal como outros programas estão de férias e não suspenso devido a quadra de Natal e a preparação do lançamento dos novos conteúdos da TVS para 2011, por decisão da direcção da TVS. E Esperemos que o Programa EM Directo regresse em 2011 com ou sem São Lima.

    A jornalista São Lima está consciente de que a República de Cabo Verde está neste momento em pré-campanha eleitoral. E sabe igualmente que a Televisão Pública Sãotomense deve ser imparcial a lidar com este dossier sobretudo que o Primeiro-Ministro há menos de duas semanas esteve em Cabo-Verde e assinou protocolo de cooperação com o Governo Cabo-verdiano em diversos domínios: educação, agricultura, energias renováveis, cooperação macroeconómica.

    Quando o Governo soube que a jornalista São Lima iria consagrar mais ou menos 1h:30min do seu programa ao candidato Dr. Veigas, orientou a TVS, atempadamente, que fizesse apenas uma entrevista com o candidato para ser notícia no telejornal ou um debate entre representantes das candidaturas, uma vez que o outro candidato, Dr. José Maria Neves, no poder, não teria direito à resposta caso houvesse alguma “carga política”. Ora, a jornalista não comunicou esta ideia ao candidato, deixou que o Dr. Veiga chegasse à TVS minutos antes do início do Programa em Directo e levou-o ao Gabinete do Director da TVS e disse-lhe: “Aqui está o Dr. Carlos Veiga e o Senhor Director faça dele o que quiser”. E bateu a porta e foi-se.

    O Dr. Carlos Veigas ficou estupefacto e o Senhor Director da TVS entorpecido com a atitude da sua assessora. Como resolver esta situação? Um desrespeito ao Dr. Carlos Veiga e ao Director da TVS, para além de uma atitude prejudicial para com a imagem do Estado Santomense.

    O MPD estabeleceu excelentes relações com o ADI e os dois líderes tiveram juntos em Marrocos, em Outubro para a reunião dos líderes da Internacional dos Partidos do Centro, e ainda a poucos dias na Cidade da Praia durante a visita oficial de Patrice Trovoada; com o Primeiro Ministro Cabo-verdiano José Maria Neves, as relações são de uma amizade sincera. Estes três líderes são verdadeiros homens de Estado com postura e responsabilidade que não merecem ser joguetes nas mãos de pessoas sem sentido de responsabilidade e do uso apropriado do poder que lhes é dado como fazedores de imagem e de opinião.

    E ainda necessário acrescentar o facto de São Lima ser assessora da TVS no âmbito de um contrato que ela assinou com o anterior Governo. Ela não é jornalista da TVS ou da Rádio Nacional, ela é recrutada temporariamente por um Governo para propósitos específicos que lhe permite a qualquer momento retomar a sua liberdade. O que supõe ela trabalhar com, e para a realização dos objectivos do Governo e não contra ele. O facto de ter continuado com o Governo ADI sugere implicitamente São Lima ter aceite trabalhar em sintonia com e para os objectivos programáticos do actual Governo.

    São Lima não pode ser assessora de dia do Governo e opositora obstinada do mesmo Governo de noite. Para isso existe a imprensa privada. O Primeiro-Ministro respeita e protege a liberdade de imprensa, mas não deve conviver com a incoerência ou a ma fé.

    O tratamento dado ao caso do embaixador Jorge Amado é mais um exemplo como uma considerada falha administrativa de um embaixador, funcionário público, dependendo hierarquicamente do Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, que tem o direito e o dever de reagir em conformidade, transforma-se numa questão política ou mesmo politiqueira, na escrita da jornalista/assessora do Governo São Lima.

    Se São Lima já não vai continuar na TVS, isso não é da competência do Governo. A TVS saberá a quantidade e a qualidade de recursos humanos de que necessita mediante um enquadramento segundo as regras da administração pública. O que se sabe é que o contrato assinado entre o Governo anterior MLSTP-PCD do Rafael Branco e a São Lima, quando era Ministro da Comunicação Social o senhor Carlos Gomes, Vice-Presidente do PCD e membro de Comité de Apoio do Dr. Carlos Veiga, é um contrato que termina no dia “31 de Dezembro”. O mesmo contrato refere explicitamente que “não é renovável”.

    Relembre-se que actualmente o país depara-se com diversas dificuldades de ordem sociais e económicas e não é nada ético e cívico desviar a atenção dos cidadãos para querelas estéreis e egocêntricas e muito menos tentar mobilizar a opinião pública internacional ao desfavor de um Governo que luta arduamente para mobilizar recursos indispensáveis à sustentação financeira do País.

    Portanto, lamenta-se que a Jornalista São Lima tenha deixado os seus sentimentos sejam eles de frustração ou de obsessão “anti-trovoadista” ou “anti-Óscar Medeiros” ou ainda de opções políticas, ofuscarem a sua competência e a sua idoneidade e colocar o seu talento na penumbra da ignorância. Mas acredita-se que o sol da mudança iluminará a mente dos cidadãos e prevalecerá a racionalidade e o bom senso.

    • img
      Está tudo dito Responder

      Os governos santomenses, como aliás quase todos os governos africanos, convivem mal com quem não se curva perante os seus objectivos de controlar e amordaçar opiniões diferentes das suas.

      A São é a primeira vitima disso. Imagino que já estão a planear como calar o Tela Non, como já calaram a RDP Africa.

      Já a TVS e a RNSTP são objectos de propaganda deste e de todos os anteriores governos. O Parvo tornou-se no planfeto oficial deste governo.

      Só nos resta mesmo o Tela Non, e isto preocupa-me.

    • img
      Joao Escobar Responder

      Seria bom introduzir este texto no topico que fala do Sindicato dos Jornalistas. Pondo o texto ai vai passar despercebido por muita gente. E bom que mais pessoas fiquem a par destas novas informacoes. Obrigado pela informacao.

    • img
      E.Santos Responder

      De boas intenções está o inferno cheio. Eu bem que estava a desconfiar que a São Deus Lima, usando do seu mérito de jornalista, nos estava a usar a todos em proveito próprio (e já agora, do partido dela).

      E tu que te dizes filha da terra!!! A criar a descórdea entre os São-tomenses, a deixar-nos mal visto internacionalmente e destruindo a nossa possibilidade de conseguir os apois internacionais que precisamos para o Desenvolvimento do país e de todos os São Tomenses.

      Que egoísmo….

      Deviamos agora gritar-te um pau de quidaléééé!!!!

  52. img
    De peito aberto por STP Responder

    Parece qua já não comentários, Pk Será?

    • img
      Celsio Junqueira Responder

      Meu Caro “De peito aberto por STP”,

      Vai ter o meu comentário e antes que venha dizer alguma coisa em jeito de “teoria da conspiração”, o que me move é a Democracia e a Liberdade. Felicitarei o que de bom for feito e condenarei o que de mau for feito! Sempre.

      1º O comunicado no site do ADI vem fora de prazo e tardiamente, dando terreno fertil a especulação e as diferentes teorias da conspiração.

      2º Nunca vi um Governo reagir oficialmente no site de um partido.

      3º O texto que justifica/clarifica é dúbio. Porque a justificação para cancelar a entrevista com Carlos Veiga é baseada em factos de politica externa e amizade deste Governo com o partido no Poder em Cabo Verde. Ou seja, suspende-se a nossa Democracia em prol destas coisas. Triste!!!

      4º O Governo dá orientações a TVS. Bem, já sabemos qual é o “Core Business” deste Governo, é mesmo a Comunicação. É declarada oficialmente a Ingerência na linha editorial da TVS.

      5º O Governo precisa mesmo de um Gabinete de Comunicação e Imagem a sério e profissional, com ou sem a São, porque a má comunicação politica tem sido constante/grave. Mas cuidado que o tal Gabinete é mesmo para ensinar os representantes do Governo a comunicar e não o controlo da comunicação de orgãos de Comunicação.

      6º Só a imprensa privada pode/poderá discordar do Governo? Já agora, os Tribunais do Estado não podem condenar o Governo em nada, só os Privados. Essa forma de pensar tem escola, adiante…

      7º O Governo que governe, é o que sabe fazer melhor, e deixe a Imprensa aos profissionais da área. Se governar bem, terá boa imprensa e boa critica. Existe a Constituição e as demais Instituições competentes para ocupar das violações e das ilegalidades cometidas contra esta Carta.

      8º Vir trazer a público a correspondencia privada (troca de emails entre a São e a Inocencia), independentemente do conteudo, revela o caracter de quem a faz. Sem comentário (eu não o faria e abomino quem o faça).

      9º Sou contra qualquer tipo de manipulação e instrumentalização de Informação seja ela feita pelo Estado/Instituições/Pessoas. Devemos e é desejavel ter uma Imprensa Livre seja ela pública ou privada.

      10º Boa noticia foi o Governo conseguir trazer para STP o fabrico dos computadores “Magalhães”, sobretudo para exportar para Africa. Precisamos de mais iniciativas destas que vem criar postos de trabalho e alguma competência na mão-de-obra nacional, e menos de politiquices e atropelos as Liberdades.

      Abraço e boa sorte,

      • img
        De peito aberto por STP Responder

        Estimado Celso Junqueira apenas defendo o bom senso e a solidariedade entre os são-tomenses, para o bem-estar de todos. Durante estes últimos dias assistimos um autêntico bombardeio a figura do Sr. Óscar Medeiros e do próprio Governo. Eu pelo menos não tenho os meus olhos turvados com a poeira atirada pelos outros e não me deixo levar facilmente por artimanhas alheias. Desde que estas notícias vieram a tona sempre me interroguei de muitas questões, as que, no momento, impediram-me de formular qualquer tipo de comentário para não cair-me no ridículo, como muitos dos que enviaram os seus comentários neste bendito fórum. Passo a citar as minhas preocupações iniciais:
        1.ª Se o grande ofendido foi o Sr. Carlos Veiga de Cabo Verde, porque razão ele próprio não se manifestou?
        Talvez porque existisse alguém do tipo São Lima, que queria aproveitar-se da desgraça alheia para alcançar os seus objectivos.
        2.ª Pode um órgão público da Comunicação Social de um país soberano, que estabelece relações políticas com o Governo no poder num outro país, promover, durante o período pre-elitoral neste último, um debate a solo com a figura máxima da oposição?
        Denota-se aqui uma malcriadez, petulância ou ao menos tentativa de favorecimento por parte da jornalista que pretendia tal debate.
        3ªSerá que o programa ” Em Directo” da TVS, foi efectivamente eliminado da programação daquele Órgão?
        Quiçá existe qualquer outra versão sobre o facto de não ter havido o programa nesta última quarta-feira.
        4.ª Será que não estamos perante mais uma cabala daqueles que não gostam da mudança, sobretudo quando ela começa a pisar o calcanhar dos que querem estar sempre agarrados ao poder?
        Nunca se sabe se não há dedo político nisto, para não falarmos de dedos políticos, pois foi muito fácil a forma como o Governo foi envolvido nisto tudo.
        Porquê que os seres humanos apenas aparecem quando se trata da oportunidade de maldizer a alguém?
        Para os que vivem em STP como eu (com muito orgulho, embora nada tenha contra os que preferem estar longe enviando seus comentários e contributos) têm sido notórias as grandes melhorias verificadas na TVS após a chegada do Sr. Óscar Medeiros. Para os que estão lá fora (com o devido perdão aos que não merecem ler isto) aos senhores não lhes importa a qualidade técnica, bem como a ética informativa da nossa TVS. Pois os senhores têm lá ao seu dispor, canais de todas as categorias e cores, a mercê dos botões dos vossos controlos remotos. Apenas os que estão cá prezam os significativos avanços verificados na TVS, nos últimos tempos. Disto ninguém comentou. Nós somos um povo que só sabemos prevaricar e falar mal. Esta é, sem dúvidas, uma das principais causas da nossa ignorância, pobreza económica, bem como intelectual.
        Neste sentido, meu caro Celso Junqueira, tenho a lhe dizer que apenas concordaria consigo na ideia de criar-se rapidamente as condições para a existência de um ou mais canais de televisão privada em STP. Pois ninguém sensato, em nenhuma parte do mundo poderá querer utilizar as antenas de uma televisão pública de um país amigo para defender durante mais de hora e meia os seus ideais políticos contra o partido no poder, ainda mais no período pré-eleitoral. A TVS, enquanto estação pública, não é um legado do São Lima, nem do Sr. Óscar Medeiros e do Governo. Mas é um órgão de serviços público que deverá funcionar de acordo com os princípios básicos da nossa nação, sem prejuízo das regras de reciprocidade e respeito pela democracia dos outros Estados. Do meu ponto de vista não acho, de maneira nenhuma correcto que a Televisão Pública de São Tomé e Príncipe promova um tempo de antenas de mais de 1 hora para um candidato da oposição em Cabo-Verde, sem que o partido no poder em Cabo Verde tenha hipóteses de se defender. Não estou a ver um candidato da oposição em STP obter mais de 1 hora e meia na TVC, por exemplo, para expor os seus ideias de campanha. Claramente vê-se que se tratou de uma tentativa, oportunamente anulada, de conquistar votos fáceis no seio da comunidade cabo-verdiana em STP. Se o Sr. Carlos Veiga quer conquistar o eleitorado cabo-verdiano em STP, ele que ande pelas Roças e convença-os directamente.
        Conclusivamente, peço aos eleitores aqui presente que vejam as coisas com olhos de ver e não sejamos demasiados superficiais para não cairmos no ridículo. A propósito há uma frase do Sr. PM que tem vindo a circular e que não terei nenhum temor em usá-la, pelos menos até o final desta legislatura: “ Deixem o Governo Trabalhar” e já agora, Deixem o Óscar Medeiros Trabalhar. O Governo apenas tem pouco mais de 100 dias e Sr. Óscar está na TVS a menos de 90 dias, se a memoria não me falha. No final se trabalharem mal, decidiremos nas urnas, ma se trabalharem bem, todos ficaremos a ganhar e quem sabe muitos dos que se posicionam no estrangeiro criticando, sem elementos suficientes, não regressem a terra que um dia lhes viu nascer.
        Viva a Verdade.

        • img
          Celsio Junqueira Responder

          Meu Caro,

          Eu so defendo a Democracia e as Liberdades de Imprensa e de Expressão.

          Não escrevi nada contra a pessoa do sr. Óscar Medeiros, por isso não entendo o seu constante apelo para deixar o referido “trabalhar”.

          Mas olha que enquanto ocupar o cargo de Director da TVS tem de responder aos cidadãos e ser diligente/responsavel.

          E há uma coisa que você por mais que queira não consegue defender porque o comunicado é claro “São Lima não pode ser assessora de dia do Governo e opositora obstinada do mesmo Governo de noite. Para isso existe a imprensa privada.”

          Logo por ai estamos entendidos!

          Abraços e junto estaremos defendendo “o bom senso e a solidariedade entre os são-tomenses, para o bem-estar de todos.”

          :) Feliz Natal :)

      • img
        E. Santos Responder

        Celsio?

        Tu que também te podes dar ao luxo de viver na Europa, ainda te lembras porque o José Rodrigues dos Santos abandonou a Direcção de Informação da RTP? Lembras-te da Justificação dele?

        Dá-me um exemplo de país Democrático onde a informação não é manipulada.

        Relê o que escreveste e diz-me honestamente se isto não é comentário de quem ficou com vergonha de si próprio por se ter deixado enganar.

        Eu inicialmente também fui na conversa da São, mas estava obvio demais para acreditar de pé junto.

        Assume tua vergonha e não enrola.

        É bom que estas coisas aconteçam para ficarmos atentos, não agirmos com emeoção e conseguirmos separar o trigo do Joio….

        Eu quero é ver o país prosperar…e a vida dos São-tomense melhorar.

        • img
          Celsio Junqueira Responder

          Carissimo E. Santos,

          Não deve ter visitado a Europa nos últimos tempos, e ou se tem, deve ser visita aos “Madoffs” cá do burgo. Luxo :-o? É mais pobreza e desemprego a crescer como “capim”.

          Mas vamos ao que interessa:

          A sua pergunta de país onde a informação não é manipulada, é respondida, todos! E o que nós fazemos? Insurgimos sempre. Coisa que fiz, mas parece que não foi do seu agrado ;).

          Se errei nos meus comentários peço desculpa, mas li o comunicado do Governo no site da ADI e fiquei mais perturbado.

          Não emocionei porque não sou proximo dos envolvidos e se fosse(tira a lucidez e o equidistanciamento necessário) não teria participado publicamente.

          Concordo e finalizo “Eu quero é ver o país prosperar…e a vida dos São-tomense melhorar.

          Abraço,

          :) Feliz Natal :)

  53. img
    Underdôglas Responder

    Está claro que todos quiseram manipular todos! (ver a semana on line)O governo saotomense e a jornalista Sao.

    O proprio Veiga foi manipulado. Esperto e grande politico, Veiga, como é evidente tinha que aceitar o convite da jornalista, mesmo sabendo que ela nao estava a ser imparcial para com o PAICV.

    Foi aí, que o seu amigo politico Trovoada lhe pregou uma grande partida, intervindo para ajudar Zé Maria. Deu ordens expressas à TV para nao deixar a jornalista entrevistar Veiga.

    O golpe de Veiga caiu por terra. Mas a culpada nisto, a manipuladora nisto foi a jornalista Sao e o culpado foi Trovoada. Um bom jornalista nao faz essa brinadeira sabendo conscientemente que so vai ter oportunidade de entrevista uma das partes de um pleito democratico; mas um primeiro ministro, seja ele Trovoada ou Djak, nao tem nada que dar ordens a um meio de comunicaçao.

    Ou será que a TV é do primeiro ministro Trovoada? A TV é de S Tomé, do ESTADO, quer dizer do povo e nao deste governo ou daquela oposiçao. Compete à TV fazer a sua grelha de programaçao e nao ao Primeiro ministro.

    Isto Trovoada nao sabe, pois filho de ditador so poder ser ditador. E’ mais um chefe de posto africano numa Republica das Roças. O Veiga quando ganhar as eleiçoes tem de castigar Trovoada no seio da Internacional do Centro.

    A ADI cujo chefe faz CENSURAS nao merece ter assento no Internacional do centro democrata. Quanto à jornalista, nao é porque ela passou para a BBC que ela tem de ser necessariamente uma grande profissional. Alias, ha um mito da BBC como grande mídia. E’ BBC em inglês. BBC em português onde trabalhou a Sao, é um labirinto de incompetentes, gente sem preparaçao intelectual.

    Os gajos nem sabem ler sequer o que andam a ler ao microfone! Bem, escrevi aqui ao lado que a Sao tem a mania de grande profissiona e está sempre de nariz ao léu; mas com isso houve também CENSURA do seu primeiro minsitro.

    Deve ser uma doença de saotomenses!

    PS Ver a semana on line que desmonta toda esta manipulaçao de Saotomenses!

  54. img
    Underdôglas Responder

    Tela Non, tem de se explicar também aos seus leitores. E’ verdade, a verdade é com azeite, vem sempre ao de cima!

    A Tela Non tem de nos dizer se foi também manipulada pela Sao, ou se mesmo assim defende a versao o que também é o seu direito.

    Mas Abel Veiga nao pode ficar caladinho.

    Alias acho que nao ha por onde fugir, pois, para mim ja está claro que a grande manipuladora foi SAO!

    Mesmo a historia do contrato, se é verdade o que se diz, é claro: o contrato nao é renovável. Alias eu ja tinha escrito aqui antes que qualquer empregador pode fazer despedimentos, e nao é porque alguém é jornalista que nao pode ser despedido, sobretudo em situaçao de crise economica; eu ja estava a ver que havia qualquer coisa de obscura neste conto mal contado.

    A jornalista Sao precisa de uma aulas de ética e de deontologia que ela nao aprendeu em Londres.

  55. img
    Underdôglas Responder

    Mesmo assim, repito, houve censura!

    Eu sou pela liberdade de imprensa absoluta!

    Mas o jornalista nao está acima da liberdade de imprensa.

    As liberdades têm de ser sempre defendidas mesmo frente a jornalistas desonestos.

    Conclusao: A liberdade de imprensa neste caso foi atingida de morte; Mas a jornalista foi desonesta e o Primeiro miinistro e seu director de pacotilha foram censores!

    Qual seria entao a melhor estratégia. A melhor estratégia em defesa das liberdades, era fazer-se o debate, pois o convidado ja estava em estudio e nao tinha nada a ver com a manipulaçao da jornalista. Fazia-se o debate, e depois castigava-se a prevaricadora.

    E claro tudo sem intervençao do governo para CENSURAR; o arbitro nisto tudo tinha que ser o patrao da TV que é o seu DIRECTOR!

    Um director que no fim ia à televisao explicar através de um editorial tudo o que se tinha passado pedindo desculpas aos telespectadores e a Carlos Veiga!

  56. img
    Arlindo Borja Responder

    Isso é uma brincadeira, afinal quem tem a razão?

  57. img
    Me pó Felado Responder

    Para quem já conviveu e conhece a São, as revelações do Abílio vão de acordo com o seu espríto ánarquico. Claro k ela é uma grande profissional, mas ela quando se derrapa como foi o caso, ela tenta aproveitar os seus conhecimentos no mundo jornalístico e mesmo político para atingir o seu objectivo. Que péna prima Apolinária, a marcara caiu. Melhor se continuasses a nos brindar com as cronicas da Apolinária do que esta mascarada que levaste o pobre de Abel Veiga a trilhar…. Não somente ele, mas nós todos também fomos induzidos pela tua anarquice…Viva o jornalismo sério….

  58. img
    Mario Pinto Responder

    É verdade rapaz, eu que até nao votei no ADI estou ficar arrependido.

  59. img
    Jose V. Santiago Responder

    Caros Amigos,

    Por toda a parte no mundo rompem-se contratos. Quantos contratos o senhor Aurélio Martins do Gibela não rompeu. Quantos contratos a jornalista Conceição de Deus Lima não rompeu. Deixemos de brincadeiras. Não há liberdade de imprensa num país onde a jornalista, a sua prima, a sua tia e outros correlegionários publicam artigos falaciosos, desvirtuantes da verdade, insultuosos, etc. etc.? Não há liberdade de imprensa num país onde correspondentes das principais cadeias noticiosas dizem tudo o que querem, adulteram a verdade, a ponto de retratarem um país que não existe?!
    Agora, o que se passa é que existem os intocáveis, as famílias nobres, os moladôs, nostálgicos de um passado que jamais voltará.
    A CENCY, aquela professora, que sabe tanto e dá lições de tudo a toda gente, que apregoa ser a mais inteligente dos santomenses, o que já fez por São Tomé e Príncipe? É professora catedrática, deve ganhar muito dinheiro, escreve livros, deve igualmente ganhar muito dinheiro. Mas algum dia ouviram ndizer que ela partilhou algo, adoptou uma criança, pagou uma bolsa de estudos, participou numa ONG, enfim, qualquer coisa….
    Quando a Conceição Deus Lima expulsou com o beneplácito do Ministro Carlos Gomes do PCD do programa a GRANDE ENTREVISTA ou ainda expulsou o Mateus Ferreira da Direcção da TVS, não houve apelos, não houve abaixos-assinados, não houve solidariedade.
    Mas a Conceição a Cency, a Fernanda Pontifice, o Filinto Costa Alegre, a mãe da Prima Apolinária, o Emery D’Alva, os Daios,, pertencem , aliás , a mesmafamília biológica e o que pretendem é tão somente criar um facto político para perturbar, turvar e impedir que a ADI possa provar o povo que é capaz de fazer melhor. A política deles assenta no ódio, na vingança e na exclusão. Miguel Trovoada, Patrice Trovoada não são igualmente santomenses como todos nós. Aliás, enquanto Miguel Trovoada lutava, pondo em causa a sua própria vida, os pais de muitas daquelas pessoas que aqui estão eram meros delatores a soldo da PIDE.
    O país tem outros problemas e eles não preocupam a CENCY e a Conceição. Sabem é escrever mails confidenciais , aut~enticos panfletos da cospiração contra o seu próprio país, apelando Mia Couto, Loja Neves, presidente do conselho da Administração da RDP e pedir para que pessoas anónjimas escrevam panfletos denigrindo o país e as pessoas. GRANDE BRAVURA CONCEIÇÃO E CENCY.
    VOLTAREI CERTAMRNTE…….

Deixe um comentario

*