Política

Aurélio Martins tem apoio de Luanda para conquistar a liderança do MLSTP/PSD

Autoridades angolanas com forte influência no Governo da República de Angola e no seio do MPLA, partido no poder  e que detém maioria absoluta, traduzida em 82% do assentos parlamentares naquele país, fazem gosto em ver Aurélio Martins na presidência do MLSTP/PSD, em São Tomé Príncipe.

Esta informação foi confidenciada por uma fonte que domina bem os assuntos e os bastidores do MPLA em Angola. Segundo a fonte, uma alta personalidade angolana que até 2008  foi ministro no governo angolano, e que conhece  Aurélio Martins desde os tempos que este vivia em Angola, é quem mais está empenhado em galvanizar o MPLA com a idéia de que  Aurélio  é uma aposta forte para liderar o partido dos camaradas do Riboque nos próximos anos.  A par do ex-ministro, seguem-se várias outras personalidades angolanas ligadas ao governo daquele país  e ao Partido MPLA.

Citando ainda a fonte, nas últimas eleições legislativas de 2010 em STP, o MPLA canalizou apoios ao MLSTP traduzidos em meios financeiros e parte do material de propaganda eleitoral, no intuito de catapultar  o partido do Riboque para  vencer as legislativas. E dada a derrocada do MLSTP/PSD nas referidas eleições,  o MPLA terá ficado desapontado com os resultados. Tendo pedido ao MLSTP na altura, que apontasse as razões que estiveram na base do seu fraco desempenho eleitoral no referido pleito.

O governo de Angola, sob égide do MPLA, por ter  projectos estratégicos em São Tomé e Príncipe, gostaria de ter sempre como interlocutor o MLSTP/PSD, seu aliado político histórico. Sucede-se, porém, que os desaires eleitorais dos sociais democratas de STP, têm inviabilizado o desejo do MPLA, “  relatou a fonte.

A referida fonte garante que como sinal de apoio à Aurélio Martins, no congresso do MLSTP/PSD, a realizar-se no sábado, 15 de janeiro, estarão presentes como convidados alguns  “camaradas da grande família“ (termo usado em Angola para designar o MPLA).

Não restam dúvidas que se Aurélio Martins, sagrar-se como vencedor no congresso de sábado, o MPLA será um dos primeiros partidos a felicitá-lo, dando  sinais claros de que as relações entre o  MPLA  e MLSTP/PSD poderão ganhar novos impulsos e dinamismos. Por isso mesmo, não tenho dúvidas que Aurélio Martins, uma vez presidente do MLSTP/PSD, a sua primeira deslocação como líder partidário será a Luanda, em jeito agradecimento ao apoio vindo do MPLA, e também para gizar novas estratégias para as eleições presidenciais de STP, em princípio, agendadas para o segundo semestre de 2011, “ concluiu a fonte.

Por : Carllile Costa Alegre

    18 comentários

18 comentários

  1. BLAGA PENA

    17 de Janeiro de 2011 as 10:06

    CUA LI BI LI DÊUA PIA, ZÉ MÉ CÁ BOCA

    • jona

      17 de Janeiro de 2011 as 21:48

      sinceramente meu amigo!CUIDADO COM LIGUAGEN

  2. Carlos Fernandes

    17 de Janeiro de 2011 as 10:55

    É brincadeira, é bandalho e complicoso
    como foram voces que votaram problema vosso.
    MPLA vai vos dar de comer e beber para aqueles que votam neste tipo.

  3. Maria leva leva

    17 de Janeiro de 2011 as 11:06

    É uma vergonha, porquê que Angola está sempre a meter politica de STP, já gozaram e abusaram da nossa soberania entraram no nosso espaço e rapitaram um cidadão Português.
    Será que confirma – se, que STP é mesmo a 19ª província de Angola?

  4. De Longe

    17 de Janeiro de 2011 as 11:07

    Quando será possível apoiar STP em vez de partidos?

    • jona

      18 de Janeiro de 2011 as 22:49

      de lonje um abraço

  5. Adriano Málé Bobo

    17 de Janeiro de 2011 as 12:09

    este senhor tem os dias contados neste partidos, haver vamos,se Pinto da Costa o homem forte, não conseguiu desmoronar as monhas, então o Aurelinho será o sol de pouca dura
    fui,
    obrigado

  6. pantufas

    17 de Janeiro de 2011 as 13:13

    Gostei da ideia da Liga dos Veteranos.Já estou a imaginar os velhacos do MLSTP,jogando bisca e dominó,na sede que Aurélio irá cronstruir no riboque.Quá li…..

  7. jona

    17 de Janeiro de 2011 as 21:44

    O MPLA tem muita razao,na terra de cego manda,quem tem visão.

  8. ovumabissu

    17 de Janeiro de 2011 as 22:54

    Essa coisa de 19ª província usada por nós é simplesmente irritante. É natural que Angola tenha uma atitude algo hegemónica (mais paternalista que outra coisa) sobre um país com as características de STP. Temos é que saber usar estes tiques de grandeza dos angolanos em nosso proveito.

    Não somos ameaça para Angola e o inverso (Angola ser uma ameaça para nós) só é tema porque faz parte da retórica daqueles que gostariam que o MPLA largasse algum $$$ para o seu lado mas sem sucesso, porque o MLSTP (para a infelicidade de STP) ainda detém praticmente o monopólio do relacionamento com o MPLA. Como em Angola o MPLA é o Estado e o Estado é JES(us), o relacionamento de STP com Angola vai estar sempre minado por esta armadilha da história e do processo político em cada um dos países.
    Como não acredito (pelo menos nos próximos 20 anos) numa alteração substancial no regime angolano, o que temos (santomenses) que fazer é procurar que todos os partidos tenham acesso ao MPLA Onde está de facto o poder em Angola!).

    Penso que todos concordamos (há alguns que ainda têm ilusões qunato ao contrário) que Angola é incontornável e insusbtituível na nossa política externa. Temos, para nosso bem, que aprender, sem fatalismos, a lidar com isso… o que não significa ser subserviente, nem pau mandado.

  9. Paracetamol 500mg

    17 de Janeiro de 2011 as 23:20

    Mais uma vez confirma-se de modo claro os interesses pessoais por trás dessas eleições com intuito de rumar as eleições Presidenciais. Fradique fez negocio de beach club, o que aurelio martins vai fazer junto com os seus camaradas do MPLA??
    MPLA e MLSTP, ambos são históricos, mas são dois partidos onde residem os elementos(pessoas)ou os sanguessuga do Estado…Se for para estabelecer relações que seja em beneficio do povo de stp.

  10. Fernando Augusto(Cocas)

    18 de Janeiro de 2011 as 8:23

    Ja estamos a tempo para nao depender apenas de Angola.

  11. Hamilton fernandes

    18 de Janeiro de 2011 as 14:27

    O nosso pais tornou um pais de pouco fazer muito falar porque ja nao existe lider partidarios com ideia propria é tudo pou mandado isto é mais uma prova.é ogverno angolano na presidencia do MLSTP.

  12. xaroco

    18 de Janeiro de 2011 as 15:58

    Para:
    Téla nón
    Abél, porquê?????????????????

  13. Adriano Málé Bobo

    18 de Janeiro de 2011 as 16:17

    se STP, é um estado independente, porque que nos temos depender de Luanda, por favor o Sr.Aurelio Martins, nó não somos coliana de Angola, vejá bem com esses mangolé, obrigado
    fui,

  14. aua vê

    26 de Janeiro de 2011 as 9:10

    kê kuâaa cela mlsp menn

  15. jaka doxi

    26 de Janeiro de 2011 as 22:35

    Meus senhores.
    Isto é o exemplo e uma não noticia.
    A menina que escreveu o texto deve estar a brincar com o fogo.
    E o Tela Nom que se cuide porque a estratégia destes senhores é descredibilizar o nosso jornal.
    Abel abre olho e veja bem quem são as pessoas que estão ao teu lado..Cuidado.
    Abraços.

  16. jaka doxi

    26 de Janeiro de 2011 as 22:36

    Quero dizer:Isto é o exemplo de uma não notícia.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo