Tensão nas relações entre os Magistrados Judiciais o Governo e a Procuradoria-geral da República

A tensão latente entre os Juízes e o Governo mais a Procuradoria-geral da República, está patente no conteúdo do comunicado do Sindicato dos Magistrados Judiciais, que reúne os juízes do Tribunal da Primeira Instância e do Supremo Tribunal de Justiça.

Comunicado do Sindicato dos Magistrados Judiciais

O Sindicato dos Magistrados Judiciais, reuniu-se com todos os Magistrados Judiciais, com o objectivo de analisar os últimos acontecimentos em torno do funcionamento dos Tribunais Judiciais em face dos diversos pronunciamentos, e encontros informais que consideramos não ter assento legal, entre os diferentes titulares dos Órgãos de Soberania, versando sobre processos em concreto decididos pelos Juízes no exercício das suas funções. Porque entendeu-se reagir em esclarecimento e resposta vem, através do presente comunicado dizer o seguinte:

1º – Os Tribunais enquanto Órgão de soberania, não têm vocação política, por isso não se deve confundir as suas decisões que são meramente jurídicas, passíveis de recursos, com propagandas populistas e demagógicas, pois as decisões dos Tribunais não admitem comentários públicos insidiosos, por parte de quem quer que seja independentemente do cargo que ocupa.

2º.- O Estado Santomense, encontra-se doente, e os Tribunais não estão isentos disso, mas seguramente, não é com pronunciamentos de carácter intimidatórios e ameaçadores que se resolve os profundos problemas que enfermam o nosso Estado. Não é aceitável que titulares doutros órgãos de soberania, possam de forma maldosa tecer comentários sobre perfil de quem deve ser Juiz, ao menos que queiram juízes para colaborarem com os mesmos, e quando isso acontecer o Estado deixa de ser Democrático e passa a ser Ditatorial.

3º- O Sindicato constatou que o actual Governo, a semelhança do anterior, não tem nenhuma politica credível para o sector da justiça. Não se sabe o que faz o Ministério da Justiça.

4º- O Sindicato, também constatou que há problemas de relacionamento dos Tribunais com os demais órgãos e alertou ao Presidente do Supremo Tribunal em não reunir com titulares dos outros órgãos para discutir processos em concretos que se encontram nos Tribunais.

5º- Relativamente ao concurso para ingresso de novos Juízes, o Sindicato aconselhou o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, enquanto Presidente do Conselho Superior Judiciário a proceder com maior urgência que o caso requer, todas as diligências, no sentido de convocar uma reunião deste conselho com vista a uma nova Deliberação sobre o assunto.

6º- Insta ao Senhor Procurador Geral da Republica, a exercer com maior profissionalismo o seu papel de representante do Estado nos processos em que este é parte, pois, o Ministério Público, tem prestado muito mau serviço a nação, enquanto representante do Estado junto aos Tribunais, senão vejamos:

a)    No processo de medicamento em que o Estado fora condenado, O Ministério Público não apresentou a contestação, e todos os juristas sabem que a não apresentação da contestação implica a condenação no pedido.

b)     No processo em que o Estado foi condenado a pagar o cidadão Manuel Martins uma soma avultada, o Ministério, não chamou a demanda o fiel depositário que estava encarregue da guarda e cuidado do avião que fora arrestado pelo Tribunal e que desapareceu do aeroporto, a condenação do Estado não tem nada a ver com arroz.

c)     No processo D & D, contra o Estado, o Ministério Publico fora Representado por um Procurador Adjunto, quando nestes casos, devia ser o Procurador da República, aliás, o Estado podia suspender a execução com a apresentação de uma mera caução, enquanto isso, o Ministério Público pediu o prolongamento do prazo de execução para noventa dias, quando o estipulado por lei é de dez dias.

Relativamente a alguns processos criminais candentes, o Ministério Público, no quadro das suas funções deve assumir as suas responsabilidades, e no entender do Sindicato dos Magistrados Judiciais o Ministério Publico andou péssimo:

a)    STP Trading, uma sociedade de responsabilidade limitada com capital social de USD 100 000 (cem mil dólares Americanos), cujo avalista é o Estado Santomense, que avalizou um crédito no montante de USD 5 000 000 (cinco milhões de dólares Americanos) sem outras garantias suplementares. O que fez o Ministério Público em defesa do Estado? Nada

Qual foi resultado do passeio de alguns dos Magistrados do Ministério Público, incluindo o Procurador-geral, ao Brasil, no quadro desse processo?

Nenhum.

Quando é que o Ministério Público junta aos autos do processo, o resultado da Carta Rogatória que enviou ao Brasil?

Esperemos.

b)    Quanto ao novo Processo GGA, o Sindicato insta ao Procurador-Geral da República, para mais brevemente possível apresentar as acusações nos Processos autónomos baseados nas certidões extraídas na audiência do julgamento de alguns dos arguidos desse processo.

c) Apelar ao Ministério Publico, enquanto órgão máximo da fiscalização para exigir aos titulares dos órgãos de soberania da obrigação legal da apresentação da declaração de rendimento e bens e a proveniência dos mesmos, elementos probatórios necessários para que o juiz possa julgar melhor os gestores públicos e que vai também ao encontro da política do Governo de luta contra a corrupção.

d) Relativamente aos arguidos em caso de prisão preventiva que totalizam 44, apenas não receberam cópia de acusação 12 arguidos que estão em situação irregular e os respectivos processos encontram-se no Ministério Público para a acusação, cabendo a este órgão promover a reavaliação ou até mesmo habeas corpus dos respectivos presos preventivos fora do prazo legal.

E, por fim, informar ao Povo Santomense que o famoso Processo que o Procurador-geral, faz referências, não visa esclarecer o paradeiro dos famosos trinta mil barris de petróleo, apenas, instruir o Processo da Queixa-crime, apresenta por Sua Excelência o Senhor Presidente da República, quando devia ser o mesmo, através do seu assistente constituído, a trazer as provas ao Tribunal, o que traduz claramente o sentido da justiça a duas velocidades.

São Tomé, 28 de Fevereiro de 2011

O Presidente do Sindicato

Augério dos Santos Amado Vaz

Notícias relacionadas

  1. img
    verdade Responder

    No ministerio público,mudanças precisa-se!!
    Ao menos que o PGR tire a CAMISOLA.

    Thau!

  2. img
    Celsio Junqueira Responder

    Caros,

    Na casa onde não há pão, todo o mundo ralha (zangam-se) e ninguém tem razão.

    Abraços,

    • img
      Franz K Responder

      Caro Celsio,

      Antecipaste-me o comentário! Estamos entregues a bicharada,… reféns de cleptomaníacos.

      Abraços

  3. img
    "Nós por cá e a nossa maneira" Responder

    …..ahahahah….isso me faz rir e bastante…….quem tem telhado de vidro não deve atirar pedra……olha quem fala em nome dos juízes….o meritissimo de lembá….bem vistas as coisas…..só podia ser….aquele que levou porrada do advogado!!!!!poorquê será!!!!!

  4. img
    Estrada de Porto Real Responder

    È o que dá pôr um garoto que acabou o curso de Direito a menos de 5 anos Ministro da Justiça do nosso STP. Resultado não podia ser melhor, há cargo no governo que carece de pessoas com carisma comprovada ou seja tem que ter calo.

    Não pode valer tudo para chegar ao poder.

    “Aqui se faz, aqui se paga”

  5. img
    Mimi Responder

    “… para exigir aos titulares dos órgãos de soberania da obrigação legal da apresentação da declaração de rendimento e bens e a proveniência dos mesmos, (…) e que vai também ao encontro da política do Governo de luta contra a corrupção.”

    Ao Governo e aos seus membros que tanto apregoam a luta contra a corrupcao, cadê a vossa parte? A fórmula utilizada para a tao apregoada luta, até à presente tem se limitado à perseguicao de todos quantos nao sao “simpáticos” para com a actual Governaçao.

  6. img
    Lévé-Léngue Responder

    É isso que se passa e ninguém faz nada? Afinal as coisas são piores do que parecem!!! Hoje já lavam roupa suja na praça pública… A situação é mesmo precária…
    Ora, se os próprios entes dos tribunais estão em conflito, como o povo esperará um bom serviço da Justiça??
    Será o Procurador Geral o único cidadão que só vive porque só faz recados, tipo “mina kiá”???
    Meus senhores, na administração, existem dois grupos de pessoas que não servem: I – as que não fazem o que lhe pedem e II – as que só fazem o que lhe pedem.
    Portanto, deixem de pensar que esses prejuízos não saem dos vossos bolsos, porque no final todos acabamos por pagar, directa ou indirectamente, e isso não leva STP a lado nenhum.

  7. img
    Buter teatro esquecido Responder

    De facto, neste comunicado houve pontos relevantes, que deve merecer medidas urgentes.
    Contudo, quero salientar que existe uma má interpretação do Tribunal Supremo por este Sindicato dos Magistrados.
    Meus senhores e senhoras, o Tribunal não tem julgado os processos por ordem de chegada, existe processos neste Tribunal a mais de uma década por resolver, e, os senhores acham que não é urgente entrada de novos juízes. Qual é a vossa intenção. Sou da opinião que outros orgãos de suberania deveria criar uma equipa de perito estrangeiros para fazer uma auditoria à este Tribunal, e,de todos os julgamentos jà realizados.

    O presidente deste sindicato està com medo de novos concorrentes, porque de competência ele não tem nada, acha que seu perfil dignifica a classe dos juízes. Já está a chegar o momento para descubrir todas as bandidagem dos juízes.

    Os vuncionários do sistema da justiça, são os que mais crime comentem.

    • img
      Presidente do Sindicato Dos Magistrados Responder

      Houve da sua parte,má interpretação do comunicado do Sindicato dos Magistrados relativamente ao Concurso dos Magistrados Judiciais, pois, apenas apelamos ao Presidente do Conselho Superior da Magistratura para efectuar uma nova reunião com objectivo apenas de repôr a legalidade.Temos consciência da necessidade urgente de novos Juizes e também de uma inspecção Judicial, com peritos estrangeiros.Relativamente a outras referências suas da minha pessoa é uma questão meramente subjectiva que não mereçe nehum comentário meu.

      • img
        Presidente do Sindicato Dos Magistrados Responder

        c:nenhum

      • img
        stptrading2 Responder

        Caros compatriotas
        Ja que o Presidente do Sindicato dos Magistrados ou algem em seu nome se digna em participar nesse forum propocionado assim esta canal de comunicacao, gostaria de perguntar o seguinte. 1- O Senhor e amigo do Nino Morteiro um dos socios da firma D&D se sim concorda que isso denota alguma promiscuidade?
        2- No caso governo versus firma D&D houve muita pressa em ressarcir a firma contra o interece do povo que saiu gravemente lesado?
        3- Sera que o tribunal e a firma D&D podem nos apresentar provas dos juros pagos mensalmente pela firma D&D como consequência do empréstimo a “Descoberto” para termos prova que os bancos em STP praticam taxas tao alta de juros?
        4- Porque que nao ouvimos a vossa opiniao quando foi o estado lesado? refiro-me a gga, docas, stp trading, etc.
        5- O governo nao deve interferir no vosso orgao nem tao pouco os tribunais devem julgar as accoes politicas do governo coisa que nao acontece no vosso comunicado
        6- E mais nao digo
        vejo que desta vez melhoraram na redacao mas ainda continuam com erros.
        Ora bem o senhor vem ca com lenco braco com cheiro a agua-benta defendendo os juizes que toda a opiniao publica sabe que sao grandes corruptos.
        O certo e que com lei ou sem lei temos individos que estao a encaixar somas avultadissimas de dinheiro com a vossa conivencia.
        “2º.- O Estado Santomense, encontra-se doente, e os Tribunais não estão isentos disso…..” esta todo dito
        Por isso que Delfim Neves continua a desfilar na nossa praca em altos carros e os juizes de olhos vendados.

        • img
          Augerio Dos santos Amado Vaz Responder

          1. Se ser amigo de alguém denota qualquer tipo de promuiscuidade, então ninguuém deve ter amigos para não ser conotado como promíscuo.
          Enquanto Juiz, se tiver perante um caso de execução em que o Estado é Executado, observando que se encontram preenchidos todos os requisitos legais, para decretar
          a execução, não hesitarei em decretar a execução o mais urgente possível e assim estaria a ajudar o Estado a poupar em termos de juros,pois o Estado enquanto pessoa de bem sempre paga as suas dívidas e quanto mais tempo durar em pagar mais juros pagará.
          3.As taxas de juros Bancários de moeda nacional, são possivelmente as mais altas do mundo. Não é necessario que o Tribunal lhe forneça dados solicite nos Bancos.
          4.Não emitimos nenhuma opinião e muito menos a minha.
          5. O Governo dentro das suas competências legais, tem a obrigação de traçar e executar a politica para o sector da Justiça, mais, ninguém deve interferir nas decisões dos juízes que são soberanos e não existem orgãos do Estado mais soberanos que outros. Quanto a julgar politica do Governo esta competência é do Povo que a delega aos seus representantes na Assembleia da Republica e o exerce directamente nas urnas.
          6. Relativamente a gramatica, toda gente erra basta ver o «interece».
          2º Existe o sagrado princípio da presunção de inocência.Agora isso de altos carros só denota inveja, maior dos males do ilhéu.

          • img
            stptrading2

            Sr Juiz Amado Vaz,
            Ja que o Sr. me abriu o canal porque nao aproveitar a corrente e ir ate a foz?
            Sr acha que STP e um ilheu e que o seu povo sao uns invejosos? muito bem

            “isso de altos carros só denota inveja, maior dos males do ilhéu”

            Sr acha que em STP estao reunidas condicoes para que os dirigentes e empresarios/deputados circularem em altos carros sem uma maquina de corrupcao por traz? muito bem

            “2º Existe o sagrado princípio da presunção de inocência”
            Pois, mas os seus amigos Delfim Neves e Nino Monteiro e muitos outros nunca deram opurtunidade de clamarem inocencia junto ao tribunal porque esconderam-se atraz de uma suposta imunidade parlamentar com a conivencia dos juizes, portanto continuam sendo suspeito perante a lei mas corruptos perante o povo.
            Se os juizes nao fossem parte do problema esses supostos empresarios/deputados nao estariam pressos? muito bem
            “O povo…deve saber escolher bem os seus representantes e não ficar a espera do banho”
            O Sr. fala em banho! entao o Sr. sabe que em STP existe banho e nao sabe que os seus amigos e que tem agua para dar banho ao povo!? Enfim
            Sr. acha que se nao vivessemos num ilheu como o Sr mesmo diz, o senhor ocuparia o cargo que ocupa?
            O Sr. acha que num pais serio o Sr. estaria participando num forum ao invez de estar a trabalhar?
            Toda gente erra, verdade. Mas quem comete o mesmo erro 2 vezes e burro e se o Sr. notar na sua “missiva” porque outra coisa nao pode ser, os erros sao os mesmos e sabe porque? Porque e feito em cima de joelho….
            Gege tu nao tens moral para dar a ninguem porque tu aplicas a lei quando te convem e a favor dos teus amigos. Tambem o Amin Dada-Uganda- era o que todos sabemos mas aplicava a lei. Portanto nao vem ca meter ninguem dedo nos olhos com as vossas leis…

          • img
            Augerio Dos santos Amado Vaz

            Ninguém lhe deu o direito de falar em nome do povo. O invejosos neste caso es tu.Quem gere o meu tempo sou eu não lhe admito dizer – me o que tenho que fazer.
            Não estou a dar moral a ninguém aliais seria muita pretensão da minha parte. E isto de dizer que quem era duas vezes é burro, não corresponde a verdade porque Deus que fez o seu mundo errou duas vezes, a primeira de ter – te feito nascer e a segunda de ter te vivo, mais no entretanto não é burro.

      • img
        Buter teatro esquecido Responder

        Deve evitar ao máximo, barreiras a entrada de novos juízes, isto porque o sistema está muito doente. Nunca vi acção deste tribunal a convidar, incentivar os quadros que ficaram no estrangeiro para regressarem o país e fazer parte dos recursos humanos deste Tribunal.

        • img
          Tagarela Responder

          O Tribunal deve convidar e incentivar os jovens a regressarem ao país? Francamente!!! Quanta asneira!!! Convém se certificar de papel de cada orgão de soberania. Viva STP!!!

      • img
        Pedro Seabra Responder

        A sua missiva é diveras promiscua e tendenciosa e ilustra bem a sua inquietacao perante o estado da justica que o senhor ,tambem e em muito, tera contribuido para sua lamentavel degradacao.
        O senhor estara dando uma enorme alavanca, estando calado e contribuindo de forma honesta e menos presunçosa, para alterar o estado da justica do Pais . Nao adianta nada, andar por ai, apontando o dedo aos outros, como se o problema, tambem, nao residisse em si.
        Rogo-lhe que contribua para a manutencao da paz social, para a credibilizacao do estado de direito democratico e pela credibilizacao da vossa classe.
        Senhor Presidente Augenio, repudiamos conversas alheias

        • img
          HL Responder

          Olha olha, Repudiam conversa alheia. Hoje em dia é que paira mais no país conversa alheia. essas ditas conversas alheias começa é sair dos deptuados do país os ditos representante do povo. dos Tribunais que v^rm a praça pública reclamar de uma ou outa situação que no final de contas não fazem nada para melhorar a situação. enfim compatriota.

          Se és um desses Juíses e estás no estrangeiro e queres fazer parte da copula dos juises residentes em São Tomé vai lá. e verás que daqui a mais dois ou três anos estarás também doente, quanto todos outros estão aqui. Mas não repudia conversa alheia, porque essas conversas saêm das grandes figuras e representante do país. Bem haja.

        • img
          Augerio Dos santos Amado Vaz Responder

          O comunicado é do Sindicato dos Magistrados,não é missiva do Augerio;porém, estou completamente disponível e desafio ao senhor ou qualquer Advogado ou M.P, que tenha alguma coisa a dizer sobre qualquer intervenção minha enquanto Juiz, que venha ao público e que aponte tecnicamente onde falhei, porque do resto só pode ser questões meramente subjectivas e que tem tratamento no foro psiquiátrico, característico de ilhéu.

          • img
            Joao Cristovao

            Caro Juiz Augerio, qual é a diferenca entre as duas coisas? Diga-nos, por favor, quem assinou a missiva? Nao me diga que, agora, quer voltar a fugir a responsabilidade que sobre si recai!

          • img
            jaka doxi

            O Augério Amado Vaz está a dizer que os Santomenses são todos malucos?
            Meu deus.
            É melhor ficar calado.
            Maluco és tu que não devias como juiz estar aí neste forum a dizer asneiras.
            Abraços.

      • img
        Pedro Seabra Responder

        Juiz Augerio dos santos Amado Vaz, o comentario que se segue e, a si, especificamente dirigido.

        Caro Presidente, a sua missiva é diveras promiscua e tendenciosa e ilustra bem a sua inquietacao perante o estado da justica que o senhor ,tambem e em muito, tera contribuido para sua lamentavel degradacao.

        O senhor estara dando uma enorme alavanca, estando calado e contribuindo de forma honesta e menos presunçosa, para alterar o estado da justica do Pais . Nao adianta nada, andar por ai, apontando o dedo aos outros, como se o problema, tambem, nao residisse em si.
        Rogo-lhe que contribua para a manutencao da paz social, para a credibilizacao do estado de direito democratico e pela credibilizacao da sua classe.

        Repudiamos todos conversas alheias.

  8. img
    Venâncio Responder

    2º.- O Estado Santomense, encontra-se doente, e os Tribunais não estão isentos disso…..

    Esta frase resume tudo

    Pergunto como sanar está doença que parece crônica?

    Gritamos pelo um sistema judiciário mais digno.

    Essa população é muito sofrida, por favor tenham compaixão deste povo sofrido. As vozes que querem bem desde povo si unem por favor em pról desde povo,

    • img
      Augerio Dos santos Amado Vaz Responder

      O povo não deve clamar por compaixão, o povo deve ser mais digno, exigir mais justiça social, mais respeito,mais direitos, deve saber escolher bem os seus representantes e não ficar a espera do banho, porque quem toma o maior duche são aqueles que dão ao povo migalhas. Em S.Tomé e Príncipe todos conhecemos um ao outro e sabemos de facto quem está a roubar este povo.

      • img
        José Silva Responder

        E o senhor é um dos cumplices pela inquietação e a miserabilidade deste povo porque é o senhor e seus comparças que venhem sistematicamente sugarem de forma gananciosa o que de direito é do povo. Fica o aviso que todos voçês que destruiram o que é do País e do Povo irão pagar por isso… …

  9. img
    Presidente do Sindicato Dos Magistrados Responder

    Os processos são julgados por ordem de chegada.Porém, há processos de diferentes forma, sumaríssimo, sumário, ordinário, etc, os prazos de conclusão dos mesmos tem haver com a forma e a complexidade.

  10. img
    J. Maria Cardoso Responder

    Em termos familiares e educacionais nenhum pai aceitaria k o seu filho passasse por este vêxame na praça pública ao ponto de perder a cabeça e chutar-lhe a outra chapada.
    Afinal, quem pôs o Procurador-Geral da República no sítio errado há k no mínimo pôr a água na fervura, defendendo o digníssimo representante do Estado ou juntar os homens da justiça numa mesma mesa para atenuar os ânimos e dar maior seriedade a nossa justiça.
    K maldade!

    • img
      HL Responder

      Não estou contra os teus comentários. Achas que o problemas dos tribunais está apenas no Procurador Geral da República?
      O problema do país é que todos gostam é ver apenas para o horizonte.

  11. img
    Alice das Maravilhas Responder

    Qual reforma de Justiça esse garoto poderá fazer? Ele não tem tarimba. Ninguem respeita São Tomé e Príncipe. Isso esta pior que a Guine Bissau.

    • img
      HL Responder

      Pois isto é uma verdade, ninguém respeita o país porque proprio os dirigente não respeita o seu povo.Está pior que a Guiné, só falta o povo santomense terem coragem que têm os Guinenses.

      Essa hora a de chegar nem que seja so pra 24 horas. Porque o Santo Tomé não deixe mais do que isso, ou chove despersa o povo, ou subnatural sempre acontece. Um dia ele há de virar Costa. aqui é que será adewakongo.

  12. img
    João Responder

    “Alice das Maravilhas” não EJAXERA.
    João.

  13. img
    vava Responder

    oh jeje !!!!!!!!!!!!

  14. img
    Abe Martins Responder

    Este sistema de governação em STP não serve, só o sistema presidencialista servirá melhor pra STP.Porque oque está a acontecer aqui é o problema institucional.Ninguém asume a culpa aí está,mas se fosse num país que é presidencialista já saberiamos quem tem a culpa de tudo isso. Assim não vamos lado nehum, primeiro um Juiz por nome Gegé Amado Vaz nem tem moral de ser um advogado quanto mais pra liderar os outros muita pena tipo do tribunal que temos.A mesma pessoa que diz não reconhecer a ordem do presidente supremo do tribunal é ele agora que está a frente dos magistrados se vocês tivessem vergonha na cara ou espirito de servir STP nos vossos corações como juizes que o mesmo estado gastou tanto dinheiro pra vos formar não prestariam o tão tamanho e péssimo serviço à nação Santomense. Mas como um dia cada também será julgado das suas obras.

    • img
      Augerio Dos santos Amado Vaz Responder

      Não só disse – o publicamente, como também volto a reafirmar, os Juízes são soberanos, não recebem ordens de ninguém, se isso o incomoda mude a Constituição da Republica.

  15. img
    VIOGO! Responder

    Sindicato e o seu Presidente como têm costelas do MLSTP, em vez de fazer o bluff de pedir a revisão do coneso para ingresso de masgistrato, devia em defesa da classe e a sua dignidade é questionar o porque disso estar a andar assim. O que nasce torto, torto morre.
    Então a lei diz que o juri do concurso deve ser um Juiz Conselheiro, vêm indicar um advogado, Sr. Dr. Albertto Paulino, que é um dinossauro do sistema judiciário e mentor e um dos mais responsáveis do estado em que está a Justiça.
    Quer dizer, fecham-se os olhos, deixando passar tudo o que poe o sistema coxo para que num funcione bem a bem dos bandidos desta terra. Qual o ladrão que quer um bom fiscam! Advogado vai avaliar se alquem pode ou não ser juiz. O mesmo se passa na proibição logica que a nova lei impoe de impedir que os advogados sejam membros do Conmselho Superior da Magistratura Judicial(só agora por antes, 90% era advogado! E só agora é que copiaram isso de Portugal e Cabo Verde) Uma das coisas que calcinou o sistema.
    O sindicato não sabe que a lei impõe que só Conselheiro pode presidir um juri para consurso de juizes? Sabe esta a fingir.
    Só por isso apelo a toda gente que for prejudicada com a decisão desse juri fantoche para recorrerem de qualquer decisão que for tomada.

    • img
      Augerio Dos santos Amado Vaz Responder

      Por acaso tenho costelas do MLSTP, porque o meu pai foi um alto dirigente desse Partido único no entretanto não me revejo no MLSTP/PSD.

  16. img
    Augerio Dos santos Amado Vaz Responder

    O sindicato dos Juízes, não é Conselho Superior Judiciario, no entrentante se reparar no nosso comunicado fizemos referências a esse Concurso que eu particularmente considero ilegal e isso mesmo expressei na reunião que tivemos e quase todos os Magistrados judiciais são desta opinião. Também porque ja tinha recorrido de todas as decisões do anterior Conselho porque na minha prespectiva estava na ilegalidade.Outrossim, também fui prejudicado no anterior Concurso quando entrei para Magistratura, haviam concorrentes que estavam em Lisboa e nem sequer foram submetidos a concurso oral e ficaram melhores classificados que eu que ja era Assessor do Ministério das Finanças. Esse concurso foi Presidido por Senhor Adelino Pereira, Ex. Procurador Geral da Republica e o tal Dr.Alberto Paulino. Por isso mesmo que reconheço que a nossa Justiça vai mal e todos nós devemos lutar para melhorar – la, ninguém é mais Santomense que outro.

  17. img
    Tenho até vergonha Responder

    Mas que palhaçada. Ao que se chegou…

  18. img
    jaka doxi Responder

    Meus caros.
    Considero que estamos perante uma grande palhaçada.
    Não acredito que o sujeito que se identifica como Augério Amado vaz é o próprio.
    Ainda assim lamento que tudo isto esteje a acontecer.
    Se fôr o Augerio Amado vaz que está a ter este comportamento peço ao Sindicato dos Juizes deste país que demita imediatamnete este senhor do cargo que ocupa. Façam como fizeram com Adelino izidro.
    Já chega de brincadeiras.
    Fui

Deixe um comentario

*