Recenseamento para as eleições presidenciais começa este mês

Já no dia 27 de Março iniciam-se os trabalhos de actualização dos cadernos eleitorais com vista às presidenciais previstas para Julho próximo. Anúncio da Comissão Eleitoral Nacional que se reuniu quarta – feira, com o Presidente da Assembleia Nacional, Evaristo de Carvalho, para acertos legais em torno do processo de actualização dos cadernos e do calendário eleitoral. Os são-tomenses residentes no estrangeiro, e com capacidade eleitoral, ou seja, maiores de 18 anos, também serão recenseados. Segundo a Comissão Eleitoral Nacional, o recenseamento eleitoral na diáspora começa em Abril próximo. Só os são-tomenses residentes na Guiné Equatorial, Gabão, Angola e Portugal, poderão recensear-se para participar nas eleições presidenciais. São 4 países onde a comunidade imigrante são-tomense é bastante expressiva. Após a actualização dos cadernos eleitorais, caberá ao Presidente da República e Chefe de Estado Fradique de Menezes, marcar a data para as eleições, em que o povo escolherá o seu sucessor ao cargo de Presidente da República.

  1. img
    GORGULHO Responder

    adeus meu caro amigo e colega fradeque

  2. img
    Ovumabissu Responder

    Penso que se devia estender o recenceamento ao Reino Unido. De acordo com uma organização de santomenses residentes nesse país, a comunidade ultrapassa as 3.000 almas.

  3. img
    NANDO VAZ (ROÇA AGOSTINHO NETO) Responder

    EM CABO VERDE SOMOS MUITO ACHO QUE COMISSÃO ELEITORAL PODERIA ABRIR EXCEPÇÃO PARA CABO VERDE.

  4. img
    benavides pires sousa Responder

    é mais um que já está de saída e já vai tarde, fazendo o seu engracado papel, no jogo do poder que significa ser politico.

  5. img
    pata cu pogi Responder

    Meu caro Ovumabissu,nesse sentido se informares muito bem,as trés mil almas no reino unido,sao natural de sao tomé e principe,mas de nacionalidade portuguesa,né sera que vale teu raciocinio? Espero que alguem conhecedor da materia nos tira essa duvida, saotomé telaoooo

    • img
      Ovumabissu Responder

      Caro Pata Cu Pogi,

      Tanto quanto sei a nossa constituição já permite a dupla nacionalidade, pelo que o facto desses cidadãos serem portadores de outra nacionalidade (portuguesa, no caso) não deve constituir óbice.

      Temos que deixar essa visão limitativa da santomensidade. Não é compatível com a nossa condição de país pequeno e insular.

      • img
        Celsio Junqueira Responder

        Caro Ovumabissu,

        Tem toda a razão no que diz. A dupla nacionalidade é permitida e o facto de um Santomense possuir uma segunda nacionalidade não deve ser factor impeditivo de exercer a sua Santomensidade onde quer que esteja.

        Espero e acredito termos passado a fase dos vulgos “traidores, imperialistas, vendidos”, etc, para de todos serem Santomenses de pleno Direito em qualquer lugar do mundo.

        Continuamos a ter problemas de organização e de estratégia para lidar com obstaculos, adversidades e situações novas.

        Não compliquemos o que é simples, e tentemos facilitar em vez de burocratizar mentalmente qualquer processo.

        Abraços e votos de bom recenseamento (o mais abrangente possivel),

  6. img
    jaka doxi Responder

    Bom dia meus compatriotas.
    Está é uma boa notícia para os Santomenses.
    Ainda assim quero aquí alertar os responsáveis da comissão eleitoral para o seguinte:
    1-Que o local do recenseamento na diaspora não se limita apenas as embaixadas e consulados.
    2-Os recenseadores devem ter condições para poderem deslocar aos locais onde residem os Santomenses.
    3-Para que tudo seja feito com a maior transparência possível os recenseadores na diaspora devem ser acompanhados por elementos da comunidade.
    4-No caso de Portugal aconselha-se que a comissão eleitoral faça um pedido por escrito a direcção da RDP-AFRICA e
    RTP-AFRICA para fazerem a publicidade do referido recenseamento tendo em conta que fizeram também com Cabo Verde.
    Por hoje é tudo.Darei mais sugestões assim que fôr possível.
    Abraços.

  7. img
    perobag Responder

    que esses camaradas, venham á portugal
    fazer o trabalho de recenseamento
    porque nao se admite que somos 20 mil sao-tomenses, e estão inscritos tres mil.
    que venham pessoas capazes enao para virem
    ganhar aquele dinheiro que dao, e nao escolher os seus familhares….

  8. img
    Buter teatro esquecido Responder

    Aproveito, para alertar, que os sucessivos recenciamentos realizados em Portugal; foram feitos de forma despercebida. Contudo, espero que este não continua com a grande margem do erro.

  9. img
    Ené Responder

    Caro amigo e Economista Benavides.Sou um Trindadense de gema que tal como muitos, resido na diáspora.Nesta mania de ler tudo, tenho infelizmente lido os teus contributos e sinceramte fico triste pelo facto de não entender a dimensão do teu saber e já que és economista.Debita o que deontológicamente aprendeste na faculdade.Seja responsável.

  10. img
    Floli Canido Responder

    Compatriotas
    Em primeiro lugar devo dar parabens a todos que teem contribuindo duma forma positiva ou negativa para Sao Tome e Principe.
    Antes de defenirem os paises onde a comunidade emigrante Santomense e expressiva, julgo que deveriam fazer um estudo previo.
    Compatriotas, atendendo a crise economica internacional as conjunturas politicas adversas, Portugal acolheu muitos filhos da Ilha verde, mas este senario hoje tem outro contorno. O vento arrasta os Santomenses a terra de sua magestade ( Reino Unido ).
    Diariamente os voos da TAAP, EASY JET transportam os filhos da Ilha Verde do Equador a diversas partes do Reino Unido. Segundo alguma pesquisa, no Reino Unido reside mais de 9.000 santomenses.
    Neste molde saliento que Cabo Verde nao tem Embaixada no Reino Unido, mas enviou um Diplomata para o processo de recenseamento junto aos seus compatriotas, e resultou segundo as fontes fidedignas.
    Irmaos Santomenses, nao ignore os factos, dai ha 20 anos os Santomenses irao ocupar lugares cimeiros no Reino Unido, como sabem e um pais de Oportunidade.
    Apostam nos emigrantes e nao abandone a sua sorte. Os desafios dos emigrandes sao tantos, que so os olhos e que podem acreditar.
    Esta eleicao Presidencial os emigrantes devem ter um papel forte, pois sentimos muito mal no estrangeiro quando somos mal representados.
    Por favor vamos refletir de cabeca fria.
    Viva Sao Tome e Pincipe

  11. img
    paula Responder

    olá gostei desta iniciativa de recenciamento

  12. img
    Fla dialeto Responder

    Será que o sucessor ñ é daqueles como os outros que estão a pensar em construir predios no estrangeiro.
    Esse país esta uma … os diregentes ñ respeitam o povo mas sim trata nos como os burros.
    Os dirigentes tem é q trabalhar para o bm do país e ñ para os seus instintos de pacadores. A nossa cidade capital é uma vergonha a muito que mudar. Desde aquelas casas que os portugues deixaram. Pk isso parece a cidade portuguesa em STP ñ adientou eles sairem pk as suas contruções e seus controlos sobre nos mantem-se.
    O povo de STP tem que ter conciência dessa eleição deixarem de burreza pk ñ somos e pensar nos nossos bm. De termos as melhores condições ao nivel financeiro, hospitalr, educação, e outras coisas importantes. Temos que selecciobar por competencia. E certas medidas que tem q ser substituida por outras. Seleccionar o nacionais e dar valor aos nacionai sdepois os de fora. Pk é assim em todos os países pk que só o nosso é diferente. O controlo de STP ñ é de uma familia mas sim de qm tiver conhecimento para o erguer da melhor forma. Isso ñ erança dos dirigentes q eles tem q deixar para os seus filhos ou para os seus familiares. Isso é de povo q tem conhecimento ou pessoa de caracter é que ocupas os cargos.
    Temos que fzer as coisas como ela deve ser tem que deixar desta histórias do padrinho e madrinha mas sim só são aceite quem merece.
    Uma stupidez esta coisa de espalhar cartaz dos candidatos na parede dos edifios publicos ou privados e depois só a chuva divina do senhor Deus que os tira tem que aranjar outros meios para os colocarem pk este meio é ridiculo. Deixarem de qnd temos um convidado importante no país é estão a embelezar a cidade isto é uma parvoice temos que ter as coisas lindas por todo tempo. O voto tem que ser reflectido e ñ a base de chamado “Banho”. Temos que ver a nossa Educação aranja mais meio para os alunos estudarem em STP assim temos que os enviar todos e os q vão ñ queem mais volta e sabemos que somos poucos qlquer dia STP fica disabitado. Não temos que mandar os professores estrangeiros para cá mas sim Paga pessoa competentes mesmo estrangeiro para formar os que são de STP de modo que teremos professores e pessoas de outros quadros competentes no País. PK isso ñ acontece nos outros países. Se fizerem um inquerito de quais são ocupação STP em outros países é de dar pena cargos de lastimar. Ñ há valorização.
    O que vocês acham de STP? Dá a vssa opinião acerca deste pobre país.
    Abraços que o computadores tb perdem tinta. até a proxima.

  13. img
    raposa Responder

    Boa noite caros compatriotas.
    Até agora esta foi a melhor atitude que os dirigentes sãotomenses tomaram pois todos nós temos direito a votar. Meus caros senhores, eu gosto muito do meu país e tenho muita pena da maneira como este está a ser tratado, mas a culpa NÃO É SÓ, dos dirigentes é nossa também, que não preservamos o nosso país. A nossa cidade foi feita para 15 mil pessoas,nós temos um excesso de 54 mil. A única maneira de restaurar o país é mandar esses 30 mil pessoas em excesso para a a roça.mas já viram em que condções elas estão? teriamos então que restaurar as roças, mas onde está o dinheiro? esta seria a única maneira de melhorar o nosso querido país. Acreditem que tbm não acho os dirigentes grande coisa, pois só puxam para seus bolsos e esquecem-se de NÓS, o POVO! se queremos melhorar temos que levantar a nossa voz . e estabelecer regras e limites! Nós somos capazes. continuemos a nossa luta sempre!

Deixe um comentario

*