Política

Governo de Patrice Trovoada ficou amuado quando o Governo Regional do Príncipe assinou acordo de investimento

O Governo Regional do Príncipe assinou em Fevereiro último um acordo de investimento que envolve dois grupos privados internacionais. Mais de 100 milhões de euros, deverão ser investidos na ilha do Príncipe nos próximos 4 anos. O governo central ficou amuado.

Quando o Governo Central decidiu realizar o conselho de ministros especial na ilha do Príncipe, em Abril último, foi passada a informação segundo a qual as relações entre os dois governos, central e regional, estavam a mil maravilhas.

Na verdade actualmente não há qualquer tensão entre o poder central e o regional. Isso mesmo confirmou o Téla Nón no terreno da ilha do Príncipe. No entanto o Presidente do Governo Regional José Cassandra, reconheceu que quando assinou o acordo de investimento com o grupo composto pelos empresários Mark Shuttleworth(sul africano) e Rombougt Swanborn(holandês), que envolve investimento na ordem de 108 milhões de euros, no sector agro-turistico o Governo de Patrice Trovoada não ficou contente. «Um dos problemas que foi levantado tem a ver com o processo de autonomia que está no seu início. Temos um novo estatuto político e administrativo que infelizmente não é do conhecimento ainda das autoridades centrais. Julgo que não deram muito caso ao novo estatuto que contempla claramente que o governo regional dispõe do património regional e celebra os actos e contratos. E nós ao fazermos a assinatura do acordo, o Governo Central, desconhecendo dessa prerrogativa que o governo regional tem, levantou algumas animosidades, coisa que nós não percebemos bem», referiu José Cassandra.

A animosidade do Governo Central, em relação ao maior acordo de investimento conseguido por São Tomé e Príncipe nos últimos anos, e celebrado pelo Presidente do Governo Regional do Príncipe, reflectiu na comunicação social são-tomense, sobretudo os órgãos estatais que não divulgaram o acontecimento.

O assunto não agradou ao Governo e por isso tinha que ser silenciado. Certo porém é que o Governo Regional do Príncipe tem competências constitucionais para negociar e assinar contratos. Competência definida pelo novo estatuto político e administrativo da ilha autónoma.

O executivo central, acabou por aceitar a regra do jogo, após a reunião do conselho de ministros que se realizou em Santo António. «Hoje a questão está esclarecida depois do conselho de ministros especial aqui na região. Foi criada uma comissão com membros do governo regional e central, até porque há uma acção neste acordo que depende da Assembleia Nacional, no capítulo de impostos, redução ou isenção de impostos e os pagamentos das taxas aduaneiras. Esta comissão está a trabalhar no sentido de o mais breve possível porque pensamos que é um investimento que vem fazer esta ilha dar um passo grande rumo ao seu desenvolvimento», explicou o Presidente do Governo Regional.

José Cassandra, anunciou que o acordo de investimento, virado para desenvolvimento agro-turístico da ilha, já está a ser implementado. Na roça Belo Monte, já estão a ser construídas 25 casas sociais, para albergar os moradores da Roça. O quintal da Roça está incluído no projecto de investimento.

Em contacto com o Téla Nón a população de Belo Monte, expressou satisfação pelo facto de ter uma nova residência, pelo facto também de as infra-estruturas da Roça, sobretudo os traços arquitectónicos coloniais virem a se transformar em produto turístico. Vinculados a Roça os moradores têm emprego garantido no futuro complexo turístico de Belo Monte.

O mesmo pacote de investimento, inclui a construção de hotéis ecológicos nas praias do Príncipe e num dos rios da ilha.

Ao que tudo indica o Governo Central, queria estar nos meandros das negociações e do negócio, antes da assinatura. O novo estatuto político e administrativo do Príncipe, veda tal possibilidade. É a Autonomia a falar na ilha do Papagaio.

Abel Veiga

.

    59 comentários

59 comentários

  1. Paula lavres

    3 de Maio de 2011 as 9:02

    é isso mesmo Principe Da Sao Tomé chapada sem mao.
    Tantas coisas que se podiam concretisar mas as brigas intestinais nao deixam Sao Tomé avançar (Zona Franca, petroleos,négocio com arabia saudita…).

    • lucas

      5 de Maio de 2011 as 10:36

      Estou totalmente de acordo que o país deve promover e atrair novos investidores externo. Principalmente na região autónoma do Príncipe, que sempre ficou a margem da politica do Governo Central. Só gostaria de chamar a atenção de todos os Santomenses, independentemente de ser natural da RAP ou de S.Tomé, uma vez que os valores dos investimentos em causa são consideravelmente elevados, comparando com o Orçamento Geral de Estado aprovado para o ano em curso. Desta forma, devemos procurar primeiramente salvaguardar os interesses nacionais antes mesmo de regionalizar a questão em causa. Um acordo contratual neste montante deveria está envolvido tanto o Governo da RAP assim como o Governo Central, até para deixar todo o processo mais clarificado e livre de qualquer suspeita. Não devemos permanecer no erro, pelo facto de Governos Central realizar contratos relevantes ao país sem dar qualquer satisfação a RAP. Qual é o tipo de Mudança que queremos afinal? Qual é o rumo que pretendemos dar ao país se permanecemos atados a praticidade da Lei e não a interpretação da mesma? O país permanecerá estancado enquanto permanecermos preso ao poder sem parceria e cooperação. Preso ao poder central, poder regional, poder antárctico, poder local, etc.
      Aproveito para apresentar os meus cumprimentos ao Tó Zé Cassandra enquanto Presidente da RAP, pelo bom trabalho q tem realizado na RAP em beneficio de todo o país.

      • Paula lavres

        5 de Maio de 2011 as 15:08

        Lucas bem que que seria desejel o involvimento do gov central neste negocio. Problema é que tudo que envolve dinheiro e gov central nao avança!! Porque cada um vai querer tirar proveito pessoal antes de concluir o negocio. Por isso é que STP esta como esta, com uma burocracia que arrasta o pais para a miseria, com um presidente que nao serve pra nada se nao for cortar fitas (nao estou a visar a pessoa de fradique, mas o lugar constitucional dedicado a presidencia da republica, seja ele dique ou outro/a).

        Principe como é pequeno e com pessoas com vontada de avançar as coisas, este tipo de contrato é possivel.
        Estamos num mundo de concorrencia, o governo central so tem que provar a sua caoacidade ao atrair investimento igual ou superior a sao tomé e porque nao sao tomé e principe

    • jaka doxi

      5 de Maio de 2011 as 22:08

      É tudo truque.

  2. Paula lavres

    3 de Maio de 2011 as 9:02

    VIVA TOZE CASSANDRA VIVA PRINCIPE

  3. Virtual

    3 de Maio de 2011 as 9:04

    Caro Jornalista, escreveste paço grande!?!?!?!

    • Ate quando nosso São Tomé e Principe

      3 de Maio de 2011 as 12:32

      Virtual

      Errar é humano nunca se esqueça disso.
      Bem haja ele. De mais de 4000 palavras que ele escreveu na matéria e a única palavra errada você vem enfatizar aqui. Não estamos em uma escola de português mas sim alguém que esta fazendo um trabalho Brilhante para levar noticias principalmente ao povo que se encontra fora do pais. Seja honesto pelo menos 1 minuto antes de comentar besteira.

      Parabéns pelo trabalho Abel

      • Monte Cara

        3 de Maio de 2011 as 14:49

        Sim! Parabens pelo trabalho Abel. Se é verdade que errar é humano, é também verdade que os jornalistas devem fazer atenção à lingua, pois ela é o instrumento de trabalho.

        • Paula lavres

          3 de Maio de 2011 as 17:32

          “Errare humanum est, perseverare diabolicum”
          errar é humano perceverar é diabolico

  4. Nikilay Monteiro

    3 de Maio de 2011 as 11:20

    Se o próprio nome diz, Região Autonoma(que tem automia); Ela tem poder de assinar acordos de investimentos em varias areas; desde que o mesmo seja bem transparente.Principe tem todas as condições de atrair investimentos para poder assim dar passo rumo a densenvolvimento em varias areas.
    Sr presidente do GR,continua assim, procura mais parceiros de forma que a RA cresça,tenha Liceus que vai até 12ºano,centrais hidroelectricas,boas estradas,bom Aeroporto,bom Porto,bons hoteis,escolas de formação profissionais etc…

    • Mé-Chinhô Costa Alegre

      4 de Maio de 2011 as 8:00

      Caro(a) Nikilay,

      Isso não é assim tão simples.
      Curiosamente este acordo pode ser ilegal. Temos de analisar o mesmo com muita cautela porque não basta a existência legal da RA mas também que caiba nas suas atribuições a prerrogativa de celebrar acordos desse género.

      Por outro lado, temos de perceber que o Acordo não pode assumir a forma de um Contrato de Investimento, no ambito do Código de Investimentos porque não parece que esse Código ou mesmo o novo Estatuto da Região lhe permita. Desde logo porque os impostos cuja isenção o Código prevê são impostos nacionais, tais como impostos alfandegários. Se reparar bem temos de separar as águas. O Governo Regional pretende fazer imensas coisas mas há esferas em que o mesmo não poder intervir, tendo em conta os limites impostos pela Constituição.

      Já agora, se o Governo da República desconfiava da legalidade do documento podia ter solicitado um parecer à Procuradoria Geral ou mesmo submeter o caso ao Tribunal Supremo.

      Um conselho, a política é uma coisa e a legalidade é outra. Os Governos podem fazer tudo aquilo que quiserem mas devem respeitar a Lei. Por isso, quando comentamos as notícias temos que nos perguntar se o Governo Regional está a agir de forma conforme com a Constituição e as Leis.

      Grande Abraço,
      Me Chinhô
      Jurista

      • Virgilio codo viola

        4 de Maio de 2011 as 11:07

        ô mé chinho, és jurista? no meu vêr deves ser jurista “mata pau”.

        Que raio de jurista nao se apoia na lei, regulamentos…
        Antes de vir aki dar opinioes apoia-te nas leis! UM jurista nunca diz o”o acordo pode ser ilegal” ele diz simples mente segunta tal lei este acordo é ilegal. Tens que voltar a vêr teu copito da aula sobre capacidade das pessoas morais e fisicas, para ver que desde que a pessoa moral dispha de um patrimonio que ela esta apta a contractar em seu nome e interesse. Suponhamos que tenha uma clausula que estipula os contractos que a RA esta apta a concluir. Entao o senhor jurista tem que denunciar esta clausula! O que o senhor veio ca fzer é punivel civil e penalmente com pena de prisao porque é pura difamaçao.

        Mais uma vez um jurista que se respeite nunca diz “parece” que este codigo…isto é difamaçao!!!

        O estatuto de RA autonoma Sr jurista deroga o direito comum, é um direito expecial, portanto o senhro jusrista nao vem ca aplicar regras do regime comum ao regime derogatorio em relaçao ao codigo fiscal.

        Para terminar, a politica é muito séria para se deixar a mercê dos politicos, assim como o direito é muito sério para deixar a mercer de juristas, ainda mais quando se trata de jurista mata pau.

        Se “Dr” “jurista” Mé chinhô pretende merecer o respeito que a profissao de jurista requer nao pode vir aki como esses frequentadores de taberna e jogar conversas de tampa de bule. Tem que ler a constituiçao, ler o estatuto da RA, ler os contractos concluidos pelo cota To Zé so depois é que vem dar opiniao como jurista, porque se nao perde-se em crediblidade.

        • Me Chinho

          5 de Maio de 2011 as 9:46

          Meu Caro,

          Assinei o comentario com nome proprio porque sei do que estou a falar.

          A nossa terra esta cheia de gente que sabe tudo e por isso fala sobre tudo. Eu nao sei tudo mas sei direito o sufiente para lhe desafiar a vir ao publico debater este tema como.

          Se assim o desejar, podemos marcar o debate para o dia 14 de Maio, num local publico.

          Convide os seus amigos e ate os politicos.

          Vou levar a Constituicao, o Estatuto e o Contrato assinado pelo governo Regional.

          Pode contactar me no Min. das Obras Publicas ou pelo telf. nr. 9842992

          Ate Ja
          Me Chinho

          • Inocêncio

            5 de Maio de 2011 as 16:15

            Senhor Mê Chinho

            Isto não é um ringue. É um espaço de debate público. Se o senhor se sente ofendido e quer um combate, com espada ou outro tipo de armas, vá fazê-lo noutro lugar. Este tipo de atitudes constuma indiciar a pobreza intelectual ou mesmo ignorância.
            Já agora, leve também todos os livros de Direito com os quais o senhor estudou na faculdade.
            Fui
            Inocêncio

          • professor Alexandre de subida Riboque

            6 de Maio de 2011 as 6:22

            Nao cheguemos até esse ponto, siplesmente faça uma demonstraçao juridique apoiada por leis que o contrato é anticonstitucionzl e ilegal!!!
            Demonstra simplesment que és competente, em vês de levantar calunias e difamaçoes!

        • Cucu plétu

          6 de Maio de 2011 as 9:52

          ma fala sa zagué di boca, non dumuê naiê!!!

      • Fernando Cabral Managem

        4 de Maio de 2011 as 11:41

        O senhor que é um grande defensor da legalidade também deveria saber, que, de acordo com o Estatuto Político-Administrativo da RAP o governo central não pode assinar contratos com entidades estrangeiras, em matérias de interesse para a região autónoma, sem ouvir a referida região. O senhor sabe ou não sabe? Se não sabe deveria saber.
        Onde é que o senhor estava, já que é o maior legalista do país, quando o governo central assinou contrato para o projecto de cabo submarino de fibra óptica sem dar qualquer cavaco aos representantes da região autónoma? O senhor estava aonde? Na lua? Em Marte? Onde estava o seu grande espírito de legalista?
        Quer dizer: o senhor só vê ilegalidades quando se trata matéria de interesses específicos para a RAP? É isto que o senhor aprendeu na faculdade de direito?
        Onde é que o senhor estava que não reparou que o governo central assinou vários contratos de pescas, por exemplo, com entidades estrangeiras, para exploração de recursos pesqueiros da região autónoma do Príncipe (sim, da região autónoma do Príncipe) sem ouvir o governo regional, em total desacordo com o conteúdo daquilo que vem no Estatuto Político-Administrativo da Região que recomenda o contrário? Onde é que estava a sua imparcialidade na detecção das ilegalidades cometidas no país?
        Quer dizer: o senhor só é rápido na análise e detecção de ilegalidades quando elas estão relacionadas com interesses específicos da região do Príncipe? É assim que lhe ensinaram na faculdade de Direito?
        Onde é que o senhor estava que eu não lhe ouvi dizer nada, nunca, quando se comete muitas ilegalidades na assinatura de vários contratos, com entidades estrangeiras, estando em grande parte deles interesses específicos da RAP, sem que o governo central dê cavaco aos representantes da região? Nestas alturas o senhor escondeu-se. Já não lhe interessava ser um legalista.
        É por isso que o país também está como está. A sua observação reflecte a realidade política do país e o seu estado comatoso. Quando está em causa interesses que, directa ou indirectamente tem a ver connosco, vasculhamos os livros e documentação alheia, para encontrarmos, nem que seja em rodapé, indícios de ilegalidades cometidos por outrem nem que isto esteja encapotado de tiques de inveja, má-fé e cobiça alheia.
        Bem haja
        Fernando Cabral Managem

        • Me Chinho

          5 de Maio de 2011 as 9:53

          Caro Sr. Fernando,

          vale para si o convite para o comentador anterior.

          (1) Contrato do Cabo Submarino: Qual?
          O unico acordo que existe para o cabo submarino foi celebrado com o Banco Mundial para financiamento do projecto. E publico. pode consultar no site do Banco Mundial. O projecto todo foi configurado pelo Banco.

          (2) Acordo com a CST ainda nao foi assinado e tambem nao esta dentre as materias de interesse especifico da RAP.

          Mas vale a pena participar no debate. Venha conversar connosco dentro de uma semana. Cara a cara.

          Ate Ja.
          Me Chinho
          PS: Polica e politica, Direito e Direito e populismo e populismo. Ok

          • Fernando Managem

            5 de Maio de 2011 as 16:23

            Quem é que lhe disse que o projecto de cabo submarino não está dentro da matéria que diz respeito à RAP? É o senhor que define estas matérias? É assim que lhe ensinaram na faculdade de Direito? Quer dizer aquilo que está, directa ou indirectamente, ligado à matéria da região é aquilo que se passa restritamente no seu espaço físico? Onde é que o senhor estudou?
            E o contrato de pescas com entidades estrangeiras que o seu governo central assina para exploração dos recursos pesqueiros da região? Não é matéria que diz respeito à região? Diz ou não? Gostava de ouvir a sua opinião. Porquê que o senhor omitiu isto? Fale disto por favor. Diz respeito ou não?
            A sua parcialidade leva-me a pensar que o senhor deve ser um destes técnicos ou juristas existentes na nossa terra que, para ganhar causas nos nossos tribunais, tendo em conta a sua parcialidade e poder argumentativo fraco, passa a vida a roubar processos nos tribunais ou a pagar juízes para ganhar causas. Como é que o nosso país pode avançar assim? O país está cheio de pessoas da sua estirpe. O problema não é só dos políticos, é também ou sobretudo, de gente da sua estirpe.
            Fui
            Fernando Managem

      • São Tomé

        4 de Maio de 2011 as 12:12

        Agora lhe pergunto se o Governo central tbm custuma agir conforme a legislação?

      • Luis

        4 de Maio de 2011 as 14:30

        100% de acordo!

    • São Tome

      4 de Maio de 2011 as 9:16

      Pergunto a si, sr Nikilay: autonomia não podia querer dizer autosustento? Quando um filho se diz adulto e não deve satisfação aos seus parentes , é suposto ele ter autosustento. Ou não? Ele deve ralhar-se sempre com os parentes porque não lhe enviam mesadas, sem procurar saber se eles têm dinheiro ou não?

  5. Amem!!!!!!!

    3 de Maio de 2011 as 11:31

    Pois é, agora somos autonomos!!!!!!!

  6. Matazele

    3 de Maio de 2011 as 12:21

    Toze
    Bravo!!
    Continua e está no bom caminho. Os 300 Mil dolares prometidos na campanha, pelo ADI.

  7. leo

    3 de Maio de 2011 as 13:07

    Isso mesmo TO ZÉ CASANDRA VAI EM FRENTE COM ESSA VONTADE QUE VC TEM PRINCIPE VAI SUBIR E DEIXAR S.TOME PRA TRAS FORÇA TO ZE CASANDRA QUE DEUS VAI TE AJUDAR

    • Téla Nón

      3 de Maio de 2011 as 13:54

      não escreva com letras maísculas. A próxima vez o comentário será anulado.

      • Fijaltao

        3 de Maio de 2011 as 15:31

        Pergunto à Telanom se é proibido escrever em letras maiusculas!? Agradeço que me esclareçam por favor:

        • Téla Nón

          3 de Maio de 2011 as 16:53

          Se ler o princípio de ética dos comentários afixado na página ACERCa, vai entender tudo. Aliás é sempre bom consultar a ética dos comentários antes de escrevê-los.

          • Mohamed Takora

            4 de Maio de 2011 as 10:36

            Caro senhores leitores, escritas em “letras maiúsculas” em rdes sociais de internet significam palavrões.

            Assim sendo é tão simples e decente cumprirmos a ética dos comentários estabelecidos pelo editor do jornal.

            Temos aqui um espaço de democracia que devemos todos apoiar e contribuir da melhor forma possível.

            Não tenhamos comportamentos iguais aos daqueles que tanto criticamos neste espaço.

            Façamos a diferença respeitando a todos e a nós próprios.

            Abraços aos conterrâneos santolas.

  8. Tiberio

    3 de Maio de 2011 as 14:02

    Meus Caros, reparem nesssas contradicoes:
    Passo a citar: “Temos um novo estatuto político e administrativo que infelizmente não é do conhecimento ainda das autoridades centrais” e “E nós ao fazermos a assinatura do acordo, o Governo Central, desconhecendo dessa prerrogativa que o governo regional tem, levantou algumas animosidades, coisa que nós não percebemos bem” – Quem nao percebe nada sou eu! Granda contradicao. Esse Toze Cassandra anda a brincar com coisas serias. Ele mesmo se contradiz nos disparates que anda a bombardiar os ouvidos das pessoas. Onde querera chegar esse individuo? Coitado!

    • Orlando

      3 de Maio de 2011 as 19:43

      Sinceramente, eu não reparei em contradição nenhuma.
      Como é possível que o governo central não conheça um documento desta envergadura? Andam lá a fazer o quê?
      Uma data de incompetentes que só sabem empatar os outros e dificultar a vida dos outros.
      Não existe uma linha de rumo neste governo, nem de estratégia a não ser pedir dinheiro lá fora e entregar as melhores empresas do país aos estrangeiros. É para isso que eu votei em vocês? E porquê que vocês excluiram o Príncipe do projecto do cabo submarino? Isto é que é contradição. Sabendo que aquela ilha é a que está mais isolada porquê que vocês fizeram isto? É para marginaliza-los? Nós somos irmãos, porquê estas coisas? Depois querem que eles fiquem satisfeitos connosco. É óbvio que isto contribui para a criação de ódios. Quem não sente não é filho de boa gente. Nós podíamos viver uns com outros sem estes problemas todos se não fossem egoísmos e perseguição que fazemos uns aos outros.
      Os nossos irmãos do Príncipe têm toda a razão.
      Agora que eles têm a sua autonomia e estão a procurar as formas de ultrapassar as suas dificuldades vocês ainda caem em cima com uma data de coisas, não dão apoio suficiente, criam dificuldades com estrangeiros que querem investir lá no Príncipe e ainda não possibilita que eles sejam contemplados com cabo submarino.
      Se os senhores não quiserem trabalhar nem apoía-los deixem eles procurarem os seus meios e não atrapalhem.

      Fui
      Orlando

    • minú yé

      5 de Maio de 2011 as 11:30

      Só uma dúvida o Estatuto Político e Admininstrativo de Principe não foi aprovado na Assembleia Nacional e Promulgado pelo presidente da Republica?
      Por favor respondem-me amenos eu fico informado.

  9. Filho Da Terra

    3 de Maio de 2011 as 14:04

    Sensacional Magnifico extraordinário…
    Não há palavras para Classificar este acto de Boa-fé para com a região do Príncipe…
    O governo Central deveria seguir o exemplo em vez de FICAR PARADO A CUBIÇAR…
    São todos DRões em ST…

  10. fradique

    3 de Maio de 2011 as 14:25

    viva principe, trovoada ke vai procurar seus investidores

  11. Cacau

    3 de Maio de 2011 as 14:30

    Quinta de Santo Antonio!!
    Não sei se o Toze passou por lá, mas todos aqueles que la passaram têm dado provas de ser bons patriotas.
    Resta apenas a criação de uma associação dos ex alunos da Quinta de S. Antonio em São Tomé. Principe é a ilha, pelo menos foi, em que os professores de São Tome, preferiam estar desempregados, se fossem colocados lá. Foi preciso recorrer a cooperação com CV.
    Gente era baleada se tentasse fugir de canoa para o Gabão.
    O futuro dirá.
    Vamos ajudar o Principe a crescer e depois ajudamos São tomé.
    Tocar viola é com dedo, senhores amigos do Pinto.

  12. Digno de Respeito

    3 de Maio de 2011 as 15:45

    Caro QuitaZé,

    Quero apenas elogiar o zelo e o brio profissional que vem revelando no seu quotidiano sempre prevalecendo o sua educação de berço. Muito familiarmente, sei que a sua educação nada se ajusta a “peixeirada” por isso o melhor que tem a fazer é agir com perceverança e atitude e respeito entre todos e nunca ferindo a Constituição da República.

    Apenas aconselho-o agora de pensar no estudo de marca e a imagem para a bendita Ilha de Santo António. Acredite que assim, estará no bom caminho e vai certamente garantir emprego para mais de cinco mil habitantes permanentes na Regiaão Autónoma. Mas, antes dê-lhes a possibilidade de se formarem e abria o ângulo de visão para o mundo globalizado.

    Bem Haja

  13. Fausto

    3 de Maio de 2011 as 16:04

    Isso mesmo, Sr Presidente, parabens e que tudo venha para o bem do Principe. Muitos diziam que o Sr Presidente não tinha capacidades. Força.

  14. Cristiano Ronaldo

    3 de Maio de 2011 as 16:04

    Meu camarada Tozé Cassandra, mostra ao Primeiro Ministro k ele fala muito e faz pouco. Patrice trovoada tem k mostrar trabalho e deixar de falar keremos trabalho, povo esta a passar mal.

  15. FILHO DO PRÍNCIPE

    3 de Maio de 2011 as 16:53

    Já não era sem tempo !!!!! Há muito que se deveria tomar medidas dessas. Com isso o Governo Central olha que também na nossa ilha existem pessoas competentes e vivas!!!!

  16. h silva

    3 de Maio de 2011 as 17:09

    lol que tal mudar o to ze e o patrice trovoada das funcoes?com pouco poderes e influencia internacional ja deu legua ao governo central.Toze seras o proximo a ir ao palacio do governo.mostra servicos k e por isso que o povo do principe te escolheu.parabens pelo triunfo

  17. Bodon Culu

    3 de Maio de 2011 as 18:19

    Qualquer dia a capital vai passar para Santo António.
    Viva Príncipe.

  18. voz do povo

    3 de Maio de 2011 as 20:02

    Este comentário não tem nada á ver com a notícia em epígrafe; Mas peço toda a vossa colaboração para solucionar o problema dos dois irmãos gémeos filhos de S.Tomé e Principe de modo à evacuá-los para exterior a fim de um tratamento especializados.Isso é um fato,não é um dito….

    A saude está acima de tudo!
    E não se limitam na decisão de amputar as pernas dos jovens.Que segundo os especialistas será a última hipotese

  19. voz do povo

    3 de Maio de 2011 as 20:04

    Este comentário não tem nada á ver com a notícia em epígrafe; Mas peço toda a vossa colaboração para solucionar o problema dos dois irmãos gémeos filhos de S.Tomé e Principe de modo à evacuá-los para exterior a fim de um tratamento especializados.Isso é um fato,não é um dito….

    A saude está acima de tudo!
    E não se limitam na decisão de amputar as pernas dos jovens.Que segundo os especialistas será a última hipotese

    aguardamos!

  20. Lagaia

    3 de Maio de 2011 as 21:23

    ADOREI, Fantástico
    Espero que seja gerido em prol do bem do Príncipe e não do bolso de cada um, dando o exemplo ao governo central.
    Espero que tenha uma gestão transparente.

    O pessoal do governo devem estar a bolar 1001 planos para “botar a mão na massa”

    eheheheh

  21. Amem!!!!!!!

    3 de Maio de 2011 as 22:25

    Tenho orgulho de ser principense…

  22. tagomago

    4 de Maio de 2011 as 9:10

    Chega de pensar e fazer por nós.
    Não queremos que o Governo Central viaje e nos traga peixes que eles bem pretenderem.
    Já podemos e sabemos pescar, sendo assim, chegou a hora de nós sairmos em busca dos nossos párgos, chérnes e badeijos.
    Força Tozé e que seja o que Deus quiser.

  23. Da ilha..

    4 de Maio de 2011 as 9:45

    Muita Força seu Presidente é disso mesmo que estamos a precisar,alguem que enfrete os mafiosos de S.tomé.

    • Bwa só?????

      4 de Maio de 2011 as 14:38

      Miolé mé nansê ka pidji dependenxa!!

  24. Porto Real

    4 de Maio de 2011 as 10:06

    O chefe do governo viaja mais para o Gabão do que para o Principe, agora estão com ciumes da dinamica governativa. Dr Toze candidata aos fundos do MCA(america).
    Eles têm Ciumes!!
    Tam fi cumé uê Caxi! Passó!!
    Modernidade não rima com o regresso do Pinto da Costa.

  25. STP # STP

    4 de Maio de 2011 as 13:26

    No jogo da política os fracos somente conseguem vencer se puser em praticas a sua inteligência, pois sabemos que os fortes são sempre mais perigosos e aproveitam da sua força para impor sobre os mais fracos…
    São Tomé e Príncipe é um pequeno Estado reconhecido pelas Nações Unidas como um País, são ambas as Ilhas que constitui esta Republica, tanto que se denomina Republica Democrática de São Tomé e Príncipe. O curioso é que desde tempos remotos apenas a Ilha de São Tomé beneficiou de todas as ajudas externa em nome de ambas as Ilhas e nada fez em prol do desenvolvimento da Ilha irmã. Hoje a Ilha do Príncipe é autônoma justamente para quebrar este paradigma, julgo que ambas deviam se amar, demonstrar cumplicidade nos momentos de apelação e assim consolidarem uma relação verdadeira de quem se diz ser irmã!
    São Tomé não está preocupado e nunca esteve com o desenvolvimento da Ilha do Príncipe, muito pelo contrario que se lixe a Ilha do Príncipe… Agora que se recorreu a autonomia como forma de minimizar o sofrimento dos filhos da Ilha observa-se um caráter inaceitável por parte do Governo Central, que sempre manipulou as coisas sobretudo quando na altura o representante da Ilha do Príncipe não passava de um fraco pau mandado que só se importava com interesses pessoais e partidária quando na verdade assumiu o cargo de forma ilegal sem qualquer legitimidade…Isso me dói!
    Espero sinceramente que doravante os filhos do Príncipe sejam mais unidos de forma a vencerem qualquer obstáculo imposto pelo Governo central, eu em particular estou disposto a sacrificar a minha vida pela Ilha do Príncipe, a busca pelo nosso desenvolvimento é inadiável.

    Perdoem-me se exagerei.

    Um bem haja!

  26. belo monte

    4 de Maio de 2011 as 14:17

    o senhor tó zé deve fazer as coisas nos conforme. quando si refere em casa socias aquelas casa não ten nada de socias .
    bem senhor Abel viegas citou aque que a convrso com a população, ele acha que as casas sociaas constroida em são tomé é assin ? fazer casa comboio de tabua ? ou seja criar sanzala de tabua ? isto é uma esploração eu si estivesi não aceitava esse negocio porque voces não poden fazer isto que estão a fazer com essa comonidade lá é uma fonte turistico , por isso vai valer muinto denheiro para os investidores e para vcs do governo rigional que aposto k lá ja tenhan sociedade?

  27. bruno cassandra

    4 de Maio de 2011 as 18:53

    eu sempre acreditei que TOZE CASSANDRA levaria a nossa linda ilha em frente estou super feliz e espero voltar e contribuir para o desenvolvemento da ilha do principe .

    • jaka doxi

      5 de Maio de 2011 as 22:14

      Mas Tozé ker ser 1ºMinistro.

  28. kwa pia

    4 de Maio de 2011 as 21:16

    força senhor Kassandra mostro ao governo central o que e trabalhar pelo povo .chapada sem mao para governo centrl toma……viva a ilha do principe eu soe de s.tome y principe jajaaaaaaaa.

  29. FM

    5 de Maio de 2011 as 7:06

    Parabéns, parabéns, parabéns Sr. Cassandra.
    Grande homem com muito carácter.

  30. Jorge Jose Da Mata

    5 de Maio de 2011 as 17:23

    Toze Cassandra para PRESIDENTE.Jovem,dinamico e patriotico.
    Com visao,sem medo e sobretudo sem mancha de corupcao. Um abraco a STP.

  31. BARÃO DE ÁGUA IZÉ

    6 de Maio de 2011 as 11:48

    O Governo Regional do Principe deve assumir-se, sem receio, perante o Gocerno Central e decidir em tudo que diga respeito ao desenvolvimento desta regiâo.
    Talvez os Sãotomenses começassem a cair em si, ao verificar o que decisões rápidas e espera-se com bom senso, podem trazer de benéfico para o povo e apostar no regime Presidencialista (democrático) no nosso País, a bem do aumento da qualidade de vida da população.

  32. Dany Aguiar

    8 de Maio de 2011 as 15:15

    Senhor Presidente avance. Já não é sem tempo e e peço que continue e ser destemido, e não enfraqueça porque homens assim é que queremos. Tive ultimamente em São Tomé e fui ao Principe fiquei muito triste em ver aquela Ilha totalmente destruida, não só abandonado. Portanto Tozé caso haja possibilidades para levar esta linda Ilha maravilhosa a um bom porto não olhe pra trás siga em frente porque é isto que o Principe precisa depois de durante estes anos sem nenhum desenvolvimento. Força meu irmão.

  33. catia

    17 de Maio de 2011 as 14:22

    Parabéns

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo