Política

Eleições presidenciais lançam tensão entre a liderança do Governo e a liderança do poder local de Mé-Zochi

A tensão entre os dois líderes, ambos membros da direcção da ADI, poderá explodir a qualquer momento. Para já a história da tensão por causa das eleições presidenciais é contada nos bastidores. Dados fiáveis da contenda política, já chegaram a redacção do Téla Nón.

Foi exactamente em Mé-Zochi, o segundo distrito mais populoso do país, e bastante determinante nos actos eleitorais a nível nacional, onde parte importante dos militantes da ADI, terá travado segundo fonte do partido, as pretensões do líder e Primeiro-ministro Patrice Trovoada de também ser candidato às eleições presidenciais.

A reunião azeda que aconteceu numa das instalações da antiga roça Piedade, foi relatada ponto a ponto, ao Téla Nón. Foi apenas a ponta do iceberg de uma divergência no seio da ADI, por causa das eleições presidenciais, e que agora tende a assumir proporções de contenda com muita tensão a volta.

O Téla Nón recebeu dados fiáveis, que relatam tensão latente entre o Presidente da Autarquia de Mé-Zochi Nelson Carvalho que conta com o apoio de alguns vereadores da referida autarquia e o Primeiro-ministro Patrice Trovoada Presidente da ADI, o partido que dirige a Câmara de Mé-zochi.

Tudo por causa das eleições Presidenciais de 17 de Julho próximo. Segundo a fonte que prestou declarações ao Téla Nón, parte dos membros do partido ADI na autarquia de Mé-Zochi, não está entusiasmada com a candidatura do vice-presidente do partido Evaristo de Carvalho ao cargo de Presidente da República. «Foi uma candidatura imposta pelo Presidente do partido. O conselho nacional não tomou qualquer decisão sobre esta candidatura», disse a fonte do Téla Nón, que é membro da direcção do partido e militante da ADI em Mé-Zochi.

O Téla Nón apurou que o clima é tão tenso, que o poder local de Mé-Zochi, não foi tido nem achado, pelo Primeiro-ministro Patrice Trovoada na recente visita que o Chefe do Governo fez a algumas localidades do distrito de Mé-Zochi, onde a população se debate com falta de água potável. «A câmara simplesmente foi ignorada», confessou a fonte.    

Nelson Carvalho, Presidente da câmara de Mé-Zochi, que no passado foi militante activo da ADI junto a comunidade agrícola de Monte Macaco, também em Mé-Zochi, não foi convidado pelo Primeiro-ministro quando este visitou Monte Macaco dia seguinte após a primeira visita a outras localidades do distrito. Em Monte Macaco, Patrice Trovoada foi reafirmar a promessa de levar energia eléctrica a população local. «É mais um sintoma claro da tensão. O Primeiro-ministro está muito zangado com o Presidente da Câmara», confessou a fonte do Téla Nón.

O Téla Nón sabe que antes das eleições legislativas de Agosto de 2010, Nelson Carvalho, desempenhou papel importante no apoio a população de Monte Macaco, na luta pela conquista de água potável e energia eléctrica. Alguns artigos publicados na altura pelo jornal digital, comprovam as manifestações cíclicas que tiveram lugar em Monte Macaco, por causa da falta de água potável.

Junto a autarquia de Mé-Zochi, o Téla Nón apurou que por causa do pouco entusiasmo de alguns membros da câmara em apoiar o candidato da ADI, a liderança da autarquia já recebeu algumas advertências.  Segundo a fonte do Téla Nón, as medidas retaliatórias em curso, poderão evoluir dando lugar em última instância a um possível golpe palaciano no poder local de Mé-Zochi, por via de uma hipotética votação da Assembleia Distrital, que é o órgão que elege o Presidente da Câmara. «ADI é maioritário na Assembleia Distrital. Mas uma parte dos membros está com o Presidente. A eles juntam-se os vereadores do MLSTP. Por isso não acreditamos que seja fácil derrubar o actual Presidente da Câmara», referiu a fonte do Téla Nón.

Mé-Zochi é um distrito histórico. Epicentro das verdadeiras MUDANÇAS, que já ocorreram em São Tomé e Príncipe. A sua importância estratégica nas eleições nacionais, está agora a ser jogada ao que tudo indica por vários actores políticos. Jogos políticos de alto nível estão a movimentar-se em Mé-Zochi.

Os dados chegados a redacção do Téla Nón, não deixam margens para dúvidas de que a liderança da ADI, está a perder controlo sobre alguns dos seus homens de confiança, que depois de Agosto de 2010, passaram a ser poder no distrito que tem Trindade, a antiga Vila Condenada, como capital distrital.

Abel Veiga

    32 comentários

32 comentários

  1. Abel Martins

    31 de Maio de 2011 as 9:39

    As coisas ja estao a aquecer.mais dias coisas ficarao claras.

  2. INCOMODADO COM ISTO

    31 de Maio de 2011 as 9:56

    haver vamos no que isto va dar…

  3. Politicos sem Moral

    31 de Maio de 2011 as 10:15

    “Quando as comadres se zangam…”

  4. Mé-Zocheano

    31 de Maio de 2011 as 10:24

    Cuidado Patrice Vento.
    orque nós somos Mé-Zochi.

  5. Nando Vaz (Roça Agostinho Neto)

    31 de Maio de 2011 as 10:27

    Do meu ponto de vista acho que o líder da ADI,não está agir de acordo com a ética de responsabilidade. É muito importante de salientar também de que a política passa de geração em geração. Porém os nossos autores políticos estão muito cego no que tange a escolha de figura para assumir cargo público. Os nossos políticos têm e devem entender de que a actual geração santomense não querem ver figuras políticos incompetentes e corruptos que não deram provas palpáveis. ” A ética da política não pode ser diferente da ética da vida pessoal. E além de observar os princípios gerais, como não matar ou não roubar, o político deve mostrar ao povo que o elegeu sua capacidade de defender o bem comum, e o bem estar de toda a sociedade, sem se preocupar com o simples exercício do poder. Além de não distinguir, de qualquer forma, os demais membros da sociedade, deve ser capaz de mostrar há esses membros que assume a responsabilidade pela consecução deste objectivo. Exerce assim, o que se convencionou chamar da “ética de responsabilidade”.
    E a ética da responsabilidade leva em consideração as consequências das decisões que o político adopta. Em muitas ocasiões, o político pode ser colocado frente a dilemas morais para tomar decisões. Mas, o político ciente, de sua obrigação com a ética da responsabilidade, sabe que não deve subverter seus valores e, muito menos aqueles que apresentou para seus eleitores”.(adapt)

  6. tomate nenhum refoga a minha panela

    31 de Maio de 2011 as 10:37

    Meus caros compatriotas,ADI pediu a mudança,pediu para que lhes deichassem trabalhar e assim estamos vendo os resultados.
    Defendi cegamente o ADI nas eleições legistativas e votei nele porque queria a mudança,mas uma verdadeira mudança,mas na realidade é uma mudança aparente…
    Se olhemos bem algumas coisinhas melhoraram,dentre elas, algumas medidas tomadas como a contenção de despesas correntes.
    Todo o resto continua na mesma,vê-se por ahí muitos senhores com carros de estado aos fins de semana e mesmo aos dias de semana depois da hora indicada para o fecho,os tachos continuam sendo por amiguismo,a vida da população agravou com um ligeiro aumento dos preços dos produtos e em contrapartida continuam viajando os membros dos governos e os Directores para cima e para baicho.
    Eu vejo o ADI como um partido de arrogantes e que pretendem dominar o País,vejamos a contenda entre o Patrice e o Presidente da Câmara,isto revela que estamos perante um Ditador, se não houve concenso entre os membros do ADI para se pronunciarem sobre o candidato a apoiar de maneira alguma pode o Sr.Patrice impor o Evaristo de Carvalho como CANDIDATO.
    Penso que estamos perante uma crisis no seio do ADI…
    Não quero falar mais, porque as coisas ainda estão demais nesta brincadeira de País….

  7. madalena

    31 de Maio de 2011 as 10:41

    Tudo joga a favor da candidatura do MLSTP/ PSD.
    O NElson é grande homem para a candidatura do MLSTP, e tudo faremos para apoiar a Câmara.

    • jaka doxi

      31 de Maio de 2011 as 22:04

      Qual das candidaturas Madalena?
      Até a data já são 3:O Kota Pinto,A maria das neves e o Aurélio Martins.
      Achas isso normal num partido como o mlstp que deveria dar o exemplo?
      Fui

  8. Nelson Pontes

    31 de Maio de 2011 as 10:46

    Se foi uma candidatura imposta pelo Patrice Trovoada está errada e viola os principios democráticos que são defendidos pelo ADI, também penso que nem Evaristo Carvalho nem Patrice Trovoada deviam ser candidatos. Como já venho escrevendo em meus anteriores comentários falta-nos homens de politica à sério em S.Tomé.

    • Felismino Bolivar

      1 de Junho de 2011 as 10:48

      Desengane-se quem acredita que o ADI é um partido democrático.

      Nunca foi e nem será. É um partido da família trovoada e mais nada.

      Se o PT fecha torneira do money tudo se acaba.

      Para evitar a confusão o meu voto é sempre claro. Estabilidade…Nacionalismo, patriotismo e juventude.

  9. Gigolo

    31 de Maio de 2011 as 10:53

    Penso k o Evaristo ainda vai a tempo de desistir, convenhamos keremos um presidente k possa viajar sem problemas. K kando abrir a boca saiam palavras k formem frases. Analisando friamente é k o Evaristo não esta engajado para ser presidente, mas sendo pau mandado aceitou. Uma pena depois de velho ficou bobo. O evaristo esta nesta: cuá ê dá… ê dá. Pense no país e no povo e desista desta loucura caro Evaristo.

  10. benavides pires sousa

    31 de Maio de 2011 as 11:04

    Abel Veiga, é bom saber que tens fontes tao boas assim.

  11. lucas

    31 de Maio de 2011 as 11:31

    Nelsson está a mostrar mais trabalho e credibilidade q o 1º ministro!
    Estaremos do lado do Pr de MZ.

  12. abaju

    31 de Maio de 2011 as 11:51

    nelçon deixa de brincadeira de mao gosto tais muito confiaçudo…………….

  13. A

    31 de Maio de 2011 as 12:54

    AH HA AH AH AH AH AH

  14. vava

    31 de Maio de 2011 as 13:36

    no meu ponto de vista, o sr.Patrice Trovoada, tem ar de um ditador, e as pessoaa ondam apontar o quetado do pinto da Costa como ditador Ja viram, se o Evaristo Vencer as eleições aque é que veremos como,é que vamos viver durante os 4 anos, ele está a subistituir os seus antigo militente de confiaça por individo de Geração esperança, ele é que são mais serios? obrigado
    O sr. Nelso é o meu grande amigo, é compete, corrangem vou lhe procurar para conversarmos.

  15. Rio de Ouro

    31 de Maio de 2011 as 15:30

    Puíta felá zuzuzu. Ê bilá cumba loda.

  16. Nando Vaz (Roça Agostinho Neto)

    31 de Maio de 2011 as 15:36

    Meu caro Líder da ADI, a política se liga ao meio e não sob o fim. De acordo com os tempos e as circunstâncias!.. Sângui nóvó só nó mecê, juventudi iné só sá kunfiança nô.

  17. Santaninhamix

    31 de Maio de 2011 as 15:43

    ” Quem tudo quer, tudo perde.”

  18. Tribério

    31 de Maio de 2011 as 17:10

    Um primeiro Ministro visita uma localidade com muitos problemas sem presença de presidente de Camara!!! Com toda essa confusão, quem sofre é a população de riba mato, cola grande, almas e praia melão que estão a depender do rio Manuel Jorje, altamento infectado de fezes e sujeiras de toda especie a 35 anos.

  19. renato correia

    31 de Maio de 2011 as 17:35

    será verdade todo esses factos?

  20. Homem

    31 de Maio de 2011 as 17:39

    “referiu a fonte do Téla Nón”

    Jornalismo sujo e nulo.

    • Fidélio Castro

      31 de Maio de 2011 as 19:16

      Meu caro Homem, a verdade doiiiii, e como já dizia minha tretavó o pior cego é aquele que não quer ver. Já agora brinde-nos com seu jornalismo limpo e cheio de substância. Fui!!!!!

  21. Santola in New York City

    31 de Maio de 2011 as 17:48

    Mais uma vez peço bom senso,etica,responsabilidade a todos os candidatos.Porque em causa esta o Pais,as pessoas e a imagen do nosso SAO TOME E PRINCISE no esterior.pois o povo merece viver melhor e temos condicoes para tal.
    VIVA SAO TOME E PRINCIPE
    BEM AJA A TODOS

  22. Chocolate-Biológico

    31 de Maio de 2011 as 17:50

    Senhor Abel Veiga,

    um antecipado muito obrigado, pela a amabilidade de postar este meu posicionamento no seu nosso Jornal Digital – Téla Nón. Eu sei que, não sendo uma questão de clara obrigação ou de livre direito de edição, mesmo quando não fira os regulamentos da casa, ele dependerá somente da sua vontade Ética ou não, de o tornar aqui público.

    Com esta peça por si aqui apresntada – “Eleições presidenciais lançam tensão entre a liderança do Governo e a liderança do poder local de Mé-Zochi” – demonstra uma vez mais, estar do lado dos “factos” e fontes seguras, diretamente ligados aos acontecimentos da nossa praça e, com um grande interesse em os partilhar com os inúmeros leitores; por isso, as minhas gratidões.

    Mas isto, não me poderá impedir de ter um posicionamento de certo conteúdo crítico produtivo, para com a forma ou o estílo daquilo que me é oferecido como leitura informativa; onde uma fluidez no texto deixa muito a desejar – isto constantemente – e os factos são enfraquecidos ou chegam mesmo, a serem asfixiados em favor dum repetir engagejado, quebrando assim todo o sentido geral da peça como informação.

    Senhor Abel Veiga, se ainda não percebera o meu intento, repiso: – quero somente ajudar no melhoramento da qualidade do nosso Jornal-Digital, que é lido por muitos e de diferentes graus culturais e intelectuais, aqui no País como na Diáspora, e segundo fontes seguras, ele é lido e traduzido em broxuras em alguns Países estrangeiros. Daí, o meu insistir na busca de melhorias qualitativas para o nosso Téla Nón.

    Que não venhamos amanhã, culpabilizar o Governo, de não nos ter deixado informar com “Qualidade”.

    Um salve a todos
    Chocolate-Biológico

  23. Helena Carvalho

    31 de Maio de 2011 as 17:50

    Nelson Carvalho é um jovem da mudança.Ele nunca poderia estar de acordo com o Patrice na escolha de Evaristo carvalho para o candidato do ADI.
    Sei que ele sempre defendeu para o partido um candidato novo sem rabo na estrada.Portanto acho que o Nelson deve continuar a ter esta postura perante os ditadores do ADI.
    Fique descansado Nelson que nem o Patrice nem ninguem vai te criar problemas na camara de Mé-zochi.
    Se isto acontecer o povo de Mé-zoche vai te apoiar.
    Meu caro Nelson Apoia um candidato novo e da mudança que o nosso povo vai te agradecer.
    Fui

  24. João

    31 de Maio de 2011 as 20:42

    Abel, deixaste escapar essa:
    «A câmara simplesmente foi ignorada», confessou a fonte.
    Para bom entendedor meia palavra basta…
    Bom, problema vosso, diga-se
    João

  25. Homem

    1 de Junho de 2011 as 9:21

    Este Jornal é a capa do MLSTP.
    Mas com 4 candidatos não a nada que possam fazer.

  26. lino

    1 de Junho de 2011 as 10:34

    Quem puder que aproveite a massa dos banhos e mande os gajos dar uma volta.
    Todos!

  27. Assuncao

    1 de Junho de 2011 as 14:53

    Dr. Patrice que fique quieto, o Presidente de Camara tem dado provas de ser um lider e de ser trabalhador; a liberdade de consciencia tem de estar presente em todas as frentes.
    Para dizer a verdade, ‘e bom k saiba, k o seu candidato nao vai ganhar, ele est’a “bem” onde est’a, preocupe-se ‘e com a gestao do pa’is, k bem merece novos rumos. O proximo presidente, k Deus queira que seja, e porque tem competencia e perfil, embora com cara de pouca simpatia , que o mesmo Deus ilumine a cabeca do povo a fazer a escolha acertada, e este candidatto de k falo, nao vai fazer as trapalhadas k fizeram quer o Trovoada, quer o mulato fanhoso do Fradique. Nao vou ca fazer campanha a dizer o nome, pois todos com pingo de juizo se aperceberao k este candidato ‘e s’o um, de muitos k se nos apresentam, velhos, novos, nada se comparar’a, deem-lhe esta oportunidade e ‘e quem melhor posicionado est’a para exercer essa alta magistratura, com provas dadas, discurso fluido, est’a a altura das novas tecnologias e de espirito jovem. Dr. Patrice, nao tenha medo, todos queremos um pa’is estavel, faca a sua parte.
    Com cumprimentos.

    • João Salvaterra

      1 de Junho de 2011 as 20:56

      Assunção se calhar pensas como eu.Mas não vou dizer o nome para não fazerem mal ao tal candidato que referistes.
      Só sei que o tal candidato tém bagagem,conhecimento e é muito trabalhador.
      Fui

  28. Alvaro Gomes

    1 de Junho de 2011 as 17:32

    Óla buê cu bê cá lutá nguê cá sufli sá alibá….

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo