Lançamento da candidatura de Pinto da Costa – Caras conhecidas e uma surpresa

A presença de Edson Carvalho entre o trio de apresentadores (com José Manuel Noronha e Naida Pinheiro), constituiu uma das maiores surpresas da tarde.

Pinto da Costa chegou ao Palácio dos Congressos quando o grande anfiteatro estava completamente cheio.

O acolhimento foi apoteótico, com todo o mundo de pé, a cantar e a dançar enquanto o candidato percorria as alas do enorme salão, distribuindo apertos de mão, sorrisos e abraços. Uma cena que se repetiria no final da sessão. Desta vez, Pinto da Costa não poderá ser acusado de partida prematura: foi dos últimos a deixar o grande anfiteatro.

A presença de Edson Carvalho entre o trio de apresentadores (com José Manuel Noronha e Naida Pinheiro), constituiu uma das maiores surpresas da tarde. O ex- Chefe do Departamento de Programas da TVS, realizador e apresentador do Top Jovem, um dos mais populares programas da TVS, foi uma das imagens de marca da campanha do ADI nas legislativas de Agosto último.

O  conjunto Banda da Ilha reciclou temas antigos, glorificadores da figura do então chefe do Estado.  Pepe Lima foi muito aplaudido e Ailton Dias incitava o público a acompanhá-lo. Pinto da Costa assistia numa das primeiras filas, tendo ao lado sua irmã, Maria, Amaro Pereira de Couto e Carlos Graça. O irmão, Henrique Costa, entrou, assistiu e saiu no fim, discretamente, como sempre.

Na plateia, destacavam-se os apoiantes conhecidos de Pinto da Costa: Guilherme Pósser da Costa, Romão Pereira de Couto, José Viegas, Homero Salvaterra, Carlos Gomes ‘Ito’, António Lima, Felisberto Neto. António Leite. A chegada de Jorge Bom Jesus, o número dois de Aurélio Martins, não passou despercebida e suscitou alguns murmúrios.

Manuel Martins esteve presente e em grande azáfama. Osvaldo Abreu e Diallo Pires dos Santos, do chamado Movimento Espontâneo movimentavam-se na sala. Olinto de Menezes comandou as operações enquanto se aguardava a chegada do candidato.

Muito notada foi a presença de Luís Ceita,’Luisito’, um dos homens de confiança de Fradique de Menezes. Agostinho Rita, outro MDFM, sentou-se na primeira fila. Victor Monteiro também.

O momento cultural prolongou-se. Alguns elementos do público a davam mostras de impaciência quando José Manuel Noronha explicou que se aguardava a chegada de uma equipa de Luanda. A demora arrastava-se e Pinto da Costa subiu ao palco. Afinal, os jornalistas angolanos chegaram ao Palácio dos Congressos, idos directamente do aeroporto, justamente depois do candidato ter proferido o seu elogio da amizade e da cooperação com Angola.

São de Deus Lima

  1. img
    Nando Vaz (Roça Agostinho Neto) Responder

    Quero desde já felicitar o Sr. Pinto da Costa, pela luta contra corrupção visto que sou adepto desta luta. S.tomé precisa mesmo uma luta sem tréguas anti corrupção. Força camarada!..

    • img
      Lagaia Responder

      então podes começar com esta candidatura.

    • img
      presidencias100 Responder

      Como é possóivel o Abel Veiga colocar três artigos ao mesmo tempo sobre o Velho Pinto da Costa se os outros ele tira sempre da primeira pagina sem completar 48 horas?
      Que muitos jornalistas estejam a ser comprados já sabemos. Sera que o Abel Veiga esta a entrar no grupo dos AMBRÓSIOS, MAXIMINO CARLOS, ARTURINHO PINHO e os jovens da TVS como é o próprio DIRECTOR Óscar Medeiros?
      Assim o país não avança é só dinheiro, quem paga tem os jornalístas na mão e nos pés.
      PORCA MISÉRIA

    • img
      jaka doxi Responder

      O Rafael Branco e o Tiny não compareceram porquê?
      UI UI UI.
      Pontópé dan Giba ê.

    • img
      Felismino Bolivar Responder

      Grande Candidato.

      Trabalhou durante vinte anos.
      A mudança do Dr. Pinto da Costa foi ZERO.

      Os são-tomenses sabem o que querem.
      Dar-lhe mais 10 anos e depois queixarem que são 45 anos de independência e NADA.

      E NADA é exactamente aquilo que este candidato tem para nós.

  2. img
    GOMES GOMES Responder

    MEU DEUS …

  3. img
    Zé Maria Responder

    A presença, entre outros, da imagem de marca da campanha do ADI nas legislativas de Agosto último é mais uma prova que votar em Pinto da Costa é votar em S.Tomé.

    • img
      Claudia Responder

      Zé Maria Costa, estudaste-as todas, podes enganar muitos mas não vais enganar a maioria.
      O país precisa de políticas sérias, de estabilidade governativa.
      Mas afinal isto é mesmo um circo!
      Estamos perdidos com estes e a sua banda.

      • img
        Zé Maria Responder

        Zé Maria Tomé e Principe, moçu da San Tomé cu sun Principe…nas tantas somos parentes! Quero é o melhor para a minha terra, para mim, para Claudia e para todos os santomenses.

    • img
      João Costa Responder

      Oh Zé os rapazes do ADI foram habituados ao banho.
      Cuida-te

  4. img
    Martins Costa Responder

    Este artigo descreve penosamente um desfile de corruptos no Palácio dos Congressos. Como é possível combater a corrupção com o apoio de corruptos?

    Queríamos conhecer outros nomes surpresas. Estes já sabemos que são sempre os mesmos, o “circo patético que envergonha pela 3ª vez as eleições presidenciais”. Distrai o país de assuntos sérios, mas temos que estar atentos e combater, não vai o povo entretido se enganar e votar neles.

    Peço encarecidamente ao Tela Nón, como um jornal independente, que publique também artigos sobre as actividades de outros candidatos. Não vão os leitores desconfiar…

    • img
      Téla Nón Responder

      Podem desconfiar. É um direito. Certo é que Téla Nón não inventa factos para noticiar. Se os outros pretendentes ao cargo de Presidente da República não anunciam a sua candidatura, não é o Téla Nón que vai inventar factos em torno dos mesmos para publicar.

      • img
        António Veiga Costa Responder

        Isso, dá-lhe Abel.
        O leitor acima não percebeu que jornal noticia os assuntos em evidência.

  5. img
    O ISOLADO Responder

    Já era sem tempo!!
    COSTA É DO POVO-POVO É DO COSTA!

  6. img
    Leoter Viegas Responder

    Caríssim@s,

    Mais ou menos há 2 meses a trás, em relação ao aparecimento da candidatura o líder do MLSTP/PSD às eleições presidenciais, fiz o seguinte comentário aqui no Téla Nón:
    “Só posso compreender esta candidatura como estratégia para algo mais…
    Óbviamente, que o lider do MLSTP/PSD não levará a sua candidatura presidencial até ao fim. Porque se for, será um suicidio político brutal.
    Com esta candidatura o lider do MLSTP/PSD pretende, por um lado, impedir o aparecimento de outras candidaturas no seio do MLSTP/PSD e, por outro lado, na última hora desistir da sua candidatura a favor do outro candidato, óbviamente muito mais forte e com maiores possibilidades de vencer as eleições presidenciais. Quem sabe desistir a favor do candidato a ser apoiado pelo ADI. Resta saber qual será o candidato a ser apoiado pelo ADI:)
    Nestas eleições, paralém da eleição do futuro Presidente da República, também está em jogo, na minha opinião, o futuro do MLSTP/PSD enquanto Partido político. O lider do MLSTP/PSD e as pessoas que o rodeiam sabem disso ou pelo menos, têm o dever de saber.
    A cena do próximo capítulo será a divulgação do candidato a ser apoiado pelo ADI às presidenciais”, fim da citação.

    Perante o relato da São Deus Lima, estou cada vez mais convencido de duas coisas:
    1 – O lider do MLSTP/PSD poderá desistir da sua candidatura a favor do Dr. Pinto da Costa;
    2 – Tenho muitas dúvidas do verdadeiro candidato apoiado pelo ADI. Não acredito que o ADI acredita na vitória do Evaristo Carvalho. É muito mais vantajoso para ADI ter Dr. Pinto da Costa no Palácio cor de rosa do que qualquer outro canditado.

    O tempo dirá.

    Leoter Viegas

    • img
      Confuso Responder

      Queres dizer que o Pinto da Costa candidata-se para a vantagem de Partidos e golpes mesquinhos?

      Isto é corrupção! E a sua proposta para acabar com a corrupção?

      Queres dizer que um adversário do ADI será mais útil do que Evaristo Carvalho Presidente da Assembleia Nacional e Vice-Presidente do Partido ADI? Em países normais os governos querem estabilidade política para governar.

      Revê a tua análise. Não me parece que o grupo que apoia Pinto da Costa deixará de assaltar o poder caso tenham oportunidade. STP é pequeno e todos os conhecemos, não vieram da Lua.

      Achas que o ADI quer atravessar o mesmo calvário de tantos outros Governos eleitos? Não me parece.

      • img
        Leoter Viegas Responder

        Meu caro, Confuso,
        Vamos deixar de confusão, lol.
        Em vez de ADI, ficaria melhor se eu dissesse Governo do ADI.
        Acredito que, para estabilidade política em S.Tomé e Príncipe, é preferível ao Governo do ADI que o Dr. Pinto da Costa ganhe estas eleições mais do que qualquer outro candidato. Assim, teremos dois pesos pesados nos dois orgãos mais importantes na hierarquia do Estado. Qualquer santomense sabe que atual Presidente da Assembleia não estava minimamente preparado e nem estava a espera de ser candidato ás presidenciais:)
        Se o ADI não quiser atravessar o mesmo calvário de tantos outros Governos eleitos, então deve executar com eficiência e eficácia o programa que apresentou ao eleitorado e desta forma criar riqueza no País para combater a probreza extrema que alastra STP.

        Abraço
        Leoter Viegas

        • img
          Confuso Responder

          Estás a tentar dizer alguma coisa mas não sabes como. Talvez queiras dizer que apoias o Pinto por alguma razão estranha,: pagaram-te, obrigaram-te,mas achas que ele não é competente, já foi ditador, é velho demais e o tempo já não volta.
          Estamos juntos porque acho que no fundo és honesto.
          Um abração

          Talvez sejas demasiado sincero, por isto estás

          • img
            Leoter Viegas

            Meu caro confuso,
            Estás a fazer uma certa confusão com os meus comentários. Depois do teu comentário, o meu penúltimo comentário continua ainda mais válido, lol.
            Não é de bom tom estar a chamar alguém de velho, portanto, não vou entrar por aí.

            Cumprimentos
            Leoter Viegas

          • img
            Suásuá Pires

            Viva Dr. Manuel Pinto da Costa… numigo pô fé cua cu iné mecê Pôvo é de Costa, Costa de Pôvo

  7. img
    Teresa Triste Responder

    Por que terá sido enterrado pelo povo?

    • img
      Manuel viegas Responder

      “TERRA FIRME” – O MANIFESTO ELEITORAL DE PINTO DA COSTA

      Depois de anos de pujante clamor popular, o ex-presidente da república, Manuel Pinto da Costa decidiu finalmente brindar-nos com uma obra literária da sua autoria. De “Terra firme” decidiu chama-la e foi lançada em primeira mão no passado dia 2 de Junho em Lisboa.

      Assim como eu, mais de uma centena de cidadãos curiosos dirigiram-se ao museu da cidade de Lisboa, ávidos para descortinar o conteúdo de tão esperado livro e conhecer a versão do autor sobre parte significativa da nossa história recente onde ele desempenhou um papel fundamental, com natural enfoque para o período da “luta” pela independência, os quinze anos do monopartidarismo e o processo de democratização de São Tomé e Príncipe. Embora estivesse já com as expectativas em baixa depois de conhecer o número de páginas do livro (exactamente 96, descontando as paginas do dossier fotográfico, da separação dos capítulos e do prefácio), alimentava a ténue esperança que a capacidade de compactar informações do Pinto da Costa ou a fonte dos caracteres escolhida pelo editor pudessem revelar mais do que o número de páginas fazia prever. Pura ilusão.

      Embora o autor nos alerte logo na nota introdutória que não se trata de um livro de memórias e nem de um acerto de contas com o passado, uma leitura mais ou menos atenta revela que estamos afinal na “presença” de uma espécie de manifesto eleitoral camuflado, escrito às pressas para ser lançado antes do inicio da campanha eleitoral com vista às presidências de 17 de Julho próximo (a referencia às revoltas populares na Tunísia, Egipto e Líbia, indiciam que o livro começou a ser escrito muito provavelmente, no final de Fevereiro), travestido de obra literária, para aproveitar por um lado, a publicidade gratuita e destaque nos órgãos de comunicação social, dado o interesse que tal acontecimento naturalmente despertaria na nossa sociedade e, por outro lado, suprimir aos adversários (e não só) uma das mais fortes criticas que lhe apontavam desde que deixou a cadeira do poder: A edição de um livro. Por tudo isso, e antes de mais nada, tenho que dar os parabéns ao candidato Pinto da Costa pela excelente estratégia de marketing político que teve como cereja no topo do bolo, o facto de ter conseguido nos “impingir” o seu programa eleitoral a troco de 10 euros cada exemplar.

      Fazendo uma breve análise sobre o conteúdo da obra, confesso que fiquei um pouco desiludido no final da hora e meia que dediquei à leitura completa do livro, porque apesar de tudo, esperava muito mais de uma figura com o peso histórico de Pinto da Costa. Mesmo para manifesto eleitoral, a obra tem pouca profundidade programática e aborda de forma muito superficial, aspectos da nossa história e da própria vida do autor que mereciam um tratamento mais pormenorizado. Pinto da Costa faz uma passagem rápida sobre a sua infância, juventude e sobre a sua ascensão ao cargo de presidente do MLSTP em 1972, esquecendo-se de nos elucidar sobre aspectos importantes da criação do próprio MLSTP, sem fazer referência à qualquer outra figura do nacionalismo são-tomense e sem esmiuçar as condicionantes que o fizeram emergir como figura de consenso na reunião de constituição do MLSTP em Santa Isabel. Fala da sua nomeação ao cargo de presidente da república como se tivesse feito um favor aos seus correligionários, dado que essa nunca tinha sido a sua intenção e tenta justificar um ou dois erros que assume ter cometido durante os 15 anos do seu consulado, nomeadamente a malfada nacionalização das empresas agrícolas. Depois dedica apenas 4 páginas ao processo de democratização de STP, para nos dizer que foi o primeiro e único impulsionador dessa reforma constitucional, esquecendo de fazer referência à conjuntura económico-social que lhe era bastante desfavorável na altura, pelo aumento das divergências internas no MLSTP e o consequente engrossar das fileiras dos dissidentes e, nada diz sobre as pressões que sofreu dos doadores ocidentais e das instituições da bretton woods que estabeleceram como condição para a ajuda económica à STP, a liberalização política, o afastamento dos antigos aliados socialistas e a ruptura com o modelo soviético de desenvolvimento. O resto do livro é uma repetição de diagnósticos ultrapassados sobre os males que enfermam o país e um desfilar de ideias recauchutadas para eliminar esses mesmos males, falando no geral e no abstracto, descuidando dos exemplos práticos e esquecendo-se de apontar os caminhos a seguir, como se fosse alguma novidade, por exemplo, a necessidade de estabilidade política para o desenvolvimento de STP, a luta contra a corrupção ou aposta firme no turismo, agricultura e na tal plataforma de prestação de serviços para a região do golfo da Guiné.

      A título de curiosidade, na contra-capa do livro, vem um resumo dos cargos e actividades marcantes do Pinto da Costa desde 1991, altura que deixou de ser presidente da república: 1993 – Chefe da delegação de observadores do NDI (National Democratic Institute) nas primeiras eleições no Burundi. 1996 e 2001 – Candidato às eleições presidências de STP. De 1998 à 2004 – Presidente do MLSTP (tendo recusado ser primeiro-ministro em 1998 quando o MLSTP ganhou as eleições legislativas com maioria absoluta, fazendo avançar o vice-presidente Guilherme Posser da Costa). Fora isso, não ocupou nenhum cargo de destaque em organizações internacionais; não teve nenhum “biscate “como membro das várias comissões de mediadores dos vários conflitos que têm proliferado por essa África fora nos últimos anos; nunca esboçou ou impulsionou nenhuma espécie de plano económico que pudesse ajudar os seus conterrâneos a mudar o rumo do país; nunca ocupou nenhum cargo de relevo em empresas públicas ou privadas; nunca exerceu qualquer tipo de actividade profissional; nunca manifestou nenhuma predisposição para ao menos, patrocinar a emergência de uma fundação de solidariedade social; não se lhe conhece nenhuma intervenção cívica digna de registo no panorama nacional ou internacional (a não ser a celebre conferencia de impressa para comentar a vitoria do ADI nas ultimas eleições e dar o pontapé de partida à mais uma candidatura presidencial que agora se confirma), nunca aceitou nenhum convite para a participação em debates públicos ou palestras sobre temas de interesse nacional, no âmbito do seu estatuto de figura histórica do nacionalismo são-tomense e primeiro presidente da república e, nem sequer, um artigo de opinião publicou sobre o estado geral da nação, sobre os vários escândalos de corrupção ou sobre as crises políticas e institucionais que têm abalado STP desde o advento da democracia. Agora quer ser outra vez, presidente de STP. Dá que pensar, não dá?!

  8. img
    E.Santos Responder

    Os viracasacas aparecem sempre para ver se conseguem saltar de poleiro nestas alturas ou dar o dito por não dito.
    Mas há uma coisa que eu acredito que o Pinto da Costa sabe bem “reconhcê-los a todos”.
    A minha admiração por Pinto da Costa tem precisamente a ver com a sua postura e de nunca se ter banalizado no meio da pouca vergonha que assolou o nosso país. Nunda deixou que lhe arastassem para discoteca para ele se pôr no meio da roda a dançar com criança e a limpar suor com dedo; nunca se deixou levar para roda de wisky e nem que desqualificados lhe chamassem “sócio como?” com palmadinhas nas costas.
    Espero que se o Pinto da Costa ganhar tenha o bom senso de colocar estas pessoas nos seus respectivos lugares, de onde elas nunca deveriam ter saído, não fosse o PCD ter destruido o país.

    • img
      Moçu Cata Responder

      Também tu “Brutus”?!?

      Estão todos rendidos ao “charme” do Pinto da Costa.

      Depois queixam-se que o país não anda.

      Há muita gente entre pos candidatos que não seguiu essa via que você diz e que é uma boa alternativa ao Pinto da Costa.

      Sinto cada vez mais pena de STP e dos santomenses. Tão pouco exigentes e adeptos de hipotético “mal menor”.

      • img
        E.Santos Responder

        Esta forma de falar “há muitos mais pessoas” é típica dos São-tomenses que não assumem nada com coragem. Quem meu amigo? Apresente nomes, para eu concordar consigo.
        E sem gaguejar….

        • img
          Moçu Cata Responder

          Filinto
          Liberato
          Francisco Rita
          e mais uns quantos.

          Arranje outro critério para apoiar o Pinto da Costa (se é que existe!)!

  9. img
    António Luís Neves Responder

    Depois de ler isto, só digo: dinheiro tem muita força!!! O banho de Manuel Pinto da Costa é com sabonete Lux, de luxo, e água cristalina. Nunca pensei ler um texto com tantos elogios a Manuel Pinto da Costa. Estamos sempre a ser surpreendidos!!!

    • img
      oliverlex Responder

      sabes olha o homem ta com a bola toda vai ganhar por tanto com banho ou ñ ja la está os opositores do pinto é que o vão por la e pela porta grande tiveram a oportuninada e fizeram pior. VIVA PINTO. MEU VOTO É TEU. “ESTAMOS JUNTOS”

  10. img
    Fia Malixa Responder

    Então Óscar Medeiros vai dar cabo de ADI mesmo. Edson saiu de TVS? Ê na bila pô nguenta cua fa…

    • img
      Téla Nón Responder

      Não. Edson continua na TVS. Ele apenas demitiu-se do cargo de Chefe da Divisão de Programas.

  11. img
    priscipiano Responder

    Esse pinto da Costa é muito fijindo esse povo, sem memoria fica atras dele. abaixo pinto da costa

  12. img
    Oldayr Castro Responder

    Tudo isso é pra somar mas uma derrota, pinto podes faser tudo mas vas perder.

  13. img
    zeca diabo Responder

    Pelos nomes das pessoas que apareceram no
    lancamento da candidatura do Sr Pinto da Costa da-nos a imagem de um regresso ao um passado muito triste!!! Todos estes senhores tem historias politicas nao muito aplausiveis…haver vamos se o povo Santomense tem as suas memorias bem refrescadas para dar estes senhores UM NAO muito grande!!!Vamos dar os nossos votos a aqueles que tem dado as suas comparticipacoes activas durante todas as dificitudes que o nosso Pais tem passado ate a data…nao aos oportunistas!!!

    Forca Povo STP…

    • img
      Buzio sem pena Responder

      olá zeca diabo
      PINTO DA COSTA é santomense e gozar dos direitos e deveres como todo nós.
      Deixa de tretas

  14. img
    MAKITA Responder

    Egraçado é que quase todos os nomes, que estiveram na apresentação do Pinto da Costa estão ou já estiveram ligados tal dita corrupção, QUE VERGONHA….. se vai combater a corrupção,tambem tem que Explicar a morte de LERENO MATA.

    • img
      vava Responder

      Sobre a Morte do Lereno da Mata porgunta o primeiro presidente da democracia ele explica, ele sabe quem e como foi.
      a ja agora ele Tambem sabe tudo sobre Senco( recenciamento)

    • img
      Lodoma Responder

      Faço da resposta que vava te deu as minhas, va la lhe perguntar…

  15. img
    Voz de TVS Responder

    Edson saiu ou foi corrido?

    TVS agora é casa de insulto. Abuso demais. Óscar trata funcionário e funcionária como criado dele. Cambalacho demais. Tem gente que viaja com 5 mil euro de Estado no bolso, 15 dias só. Abaixo corrupção na TVS.

    • img
      Téla Nón Responder

      Não. o Edson Carvalho, demitiu-se do cargo de Chefe da Divisão de Programas da TVS. Continua como funcionário da TVS na qualidade de editor de imagens e realizador do programa Top Jovem.

  16. img
    mulembú Responder

    Temos que estar claros, não nos deixando iludir. Os comentários contra Pinto são compostos por certos níveis de “ignorâncias disfarçadas” e ausência de sentido histórico que uns certos homens GARNDE DE SÃO TOMÉ têm estado a incutir na cabeça de vários santomenses até hoje. (qualquer politico santomense, em poucas palavras, pode esclarecer qualquer cidadão sobre o passado socialista de São Tomé e Príncipe). Só não o fazem porque querem saber do seus interesses. E quanto mais o povo estiver ignorante perante estas verdades, acusando Pinto, melhor será). Abramos os olhos. (uma coisa é um sistema socialista outra coisa é o Capitalismo. E mais ainda quando o próprio Pinto é que se abriu ao capitalismo sem que houvesse banho de sangue como si assistiu e se tem assistido nos outros tantos países).
    Eu, sinceramente creio que muitos dos comentários falando mal dele são de homens e mulheres que têm medo que Pinto seja presidente para não desfazer as camas e as redes subterrâneas de corrupção que os mesmos têm aqui no nosso país.
    Não é por desprezar os outros candidatos, mas a circunstancia que vive São Tomé e Príncipe neste momento, eu não vejo uma mulher ser presidente por agora; a mentalidade dos “santolas” ainda não si compara com a dos brasileiros e dos outros países. Não devemos dar passos maior que as pernas. E pior ainda quando a(s) dita(s) mulher(es) não si preparou(raram) da melhor forma. O facto de ser uma mulher influente ao nível mundial não diz nada para os santomenses. Uma coisa é a imagem que si quer mostrar para o mundo e outra é aquela que si tem internamente.

    Quando vejo que Fradique venceu Pinto naquela eleição eu mi arrependeria si tivesse votado no senhor Fradique (credo presidente que tivemos). E nesta Eleição Presidenciais de 2011, por não ter outro candidato que devolva ao povo a esperança que si foi pendendo desde 1991 por ai, eu estarei do lado de Pinto da Costa para o que der e vier. Desta vez Pinto será meu, será da minha família, será dos meus companheiros de trabalhos (alguns) (clandestina ou declaradamente) e de todos os meus amigos que acreditam que São Tomé e Príncipe poderá vir a ser novamente um país que si respeite novamente, internamente e a nível mundial.
    Força Pinto!

    • img
      Fôça Zagué Sa Acha Responder

      Impressionante como as pessoas constroem contos de fadas. Pessoal, o desespero é má conselheira!

      STP está preparado (sempre esteve) para ter um PR do sexo feminino. Parece-me que as candidatas (Maria das Neves e Elsa Pinto) não são uma boa escolha. Só isso! Não é uma questão de sexos, mas sim de projectos.

      Se tivesse que voltar a escolher entre Pinto da Costa e Fradique de Menezes voltava, apesar dos pesares, a optar por FM. Loucura? Não, sensatez!

      Tirando um ou outro caso, não fico espantado com o “naipe” de apoiantes do Pinto da Costa. A velha brigada do reumático.

      O Pinto da Costa nunca foi um disciplinador. Foi (é) apenas um intimidador. Intimidar está bem longe de disciplinar. Acreditar que PC vai “pôr o país na ordem” é o mesmo que acreditar que Pai Natal existe. Se for eleito PR, PC será certamente menos espalhafatoso e mais discreto que o FM, apenas isso. Uma questão de imagem/estilo e não de eficácia.

      Envergonha-me infinitamente mais os mais de 53% de pobres extremos do que as diatribes do FM. Quem foi o principal responsável: Pinto da Costa!

      Envergonha-me infinitamente mais o nosso fracasso económico do que as “broncas” do FM. Quem mais contribuiu par arruinar o país? Os 15 anos do PC.

      Envergonha-me infinitamente mais um ex-presidente que nunca fez outra coisa na vida do que querer ser presidente do que as peixeiradas do FM. Quem esteve 20 anos em pousio? PC!

      Envergonha-me infinitamente mais um ex-PR que usurpou bens alheios e nunca os devolveu, do que o caso de Vila Maria envolvendo o FM. Quem é? PC!

      Enfim, há tanta coisa em STP de que sinto vergonha que não me posso dar ao luxo de ter vergonha do FM. Verdade seja dita, se calhar tenho mais vergonha do PC, do que do FM.

      Pensem nisso.

      • img
        António Veiga Costa Responder

        É simplesmente patético, ridículo ver cidadãos choramingando e culpando PC das mazelas atuais de STP, pelos 15 anos de governação anteriores aos últimos 20 anos de governação.

        Quer dizer: nesses últimos anos não houve tempo de consertar os erros, de rezafer, de construir algo novo, de elevar o país economica e socialmente.
        Dá para entender, estavam muito ocupados desviando o numerário alheio, enchendo as próprias burras.
        E o senhor, onde estava? O que construiu em prol de seu país? Ah, o tempo foi pouco para choramingos, não é?
        É muito mais fácil colocar a culpa em alguém, assumir as prósprias é muito mais difícil.

    • img
      jaka doxi Responder

      Malembú é que é um verdadeiro ignorante e atrasado mental.
      Fui

  17. img
    ADELINO DOS SANTOS Responder

    Para sermos respeidados temos que moderar a linguagem(respeito meus senhores e minhas senhoras é muito bom e todos nós gostamos,viva s.Tomé e Principe

  18. img
    Monte Cara Responder

    Por acaso a moldura humana que tive a oportunidade de ver na TVS era bastante heterogenea em termos de filiação partidária dos presentes.
    A articulista refere-se à presença do jovem apresentador Edson como uma das maiores surpresas. Mas,como no título refere-se à “caras conhecidas e uma surpresa” acredito que a verdadeira surpresa é a presença de Jorge de Bom Jesus que é simplesmente o nº 2 da chapa do Aurélio Martins, candidato oficial do MLSTP e consequentemente adversário do Pinto da Costa. Esta presença é a prova que faltava para testemunhar a actual divisão no seio do MLSTP, com a eleição do Aurélio Martins para lugar de líder.
    Outra conclusão a que chego com a presença de alguns notáveis que no passado muito recente eram críticos do Pinto, é que a hipocrisia e oportunismo reinam na política.
    Outro aspecto que me deixa perplexo e, confesso, triste e enfurecido, é ver os candidatos à Presidência prometerem,caso for eleito, realizações que se encontram fora da esfera de competências do Presidente da República, à luz da nossa Lei Fundamental. E isto não ja é recorrente nas nossa eleições presidenciais. Haja paciência!

  19. img
    Adabelrto Braga Responder

    A presença desse senhor na cena política de STP , nos dias atuais , é um verdadeiro acinte à inteligência do povo santomense. Afinal, é como se numa metáfora burra ele dissesse a todos , que ao longo desses vinte anos, o país não soube e ou não pode produzir mentes e espíritos capazes de fazer levar a nação a uma condição menos ruim do que a que ele deixou. O mundo mudou!!!
    Pinto, sai daí, sai, saí ja dai. Teu tempo já se foi. Fica na tua casa e conta as tuas histórias.

    • img
      António Veiga Costa Responder

      E não produziu mesmo. A realidade do país, os fatos estão aí para provar.

  20. img
    Pedro Cassandra Responder

    Qd assumir a presidência caro camarada Pinto( minha isso Ja Eh um dado adiquirido do quem n quer n vê ) por favor demita o procurador geral da republica Porq esse menino esta cheio de medo e nao consegue fazer nada ali, ou se calhar ficou traumatizado com os golpes de muro disferido ao seu antecessor por um político da nossa praça.

    Msm quem nao tem imunidade parlamentar comprovadamente disviador de fundos públicos nao Eh julgado ou se Eh vem outro tribunal de palhaços dizer q Eh inconstitucional e o procurador so assistindo serenamente.

    Fui………….

    Que Deus enfim nos ilumine Porq ca pra mim ELE nos abandonou, nao Eh normal td isso q acontece nesse bocadinho de terra de tao pouca gente.

  21. img
    Marta Responder

    Realmente, caso o Tela Nón e jornalistas como a Sra. São Deus Lima que pensava que fosse independente, só publiquem notícias sobre a candidatura do Pinto da Costa, serei obrigada, como muitos outros leitores, a deixar de ler o Tela Non.

    Pelo Fair Play no Jornalismo, pelo respeito pelos leitores, por um país livre de corrupção, por um país realmente Democrático.

    • img
      Observador Responder

      Cara Marta
      O Tela Non é só o melhor jornal de São Tomé e Príncipe, a grande distância dos outros. É natural que dê notícias do Pinto porque é ele que tem tido iniciativas. Tenho a certeza que o Tela Non manterá o mesmo critério em relação aos restantes candidatos quando estes apresentarem qualquer coisa que possa ser noticiada. Chega de dizer mal das coisas boas que o país tem.

      • img
        Marta Responder

        Observador,
        estavas muito atento e respondeste demasiado rápido. Espero que sejas somente um leitor e não um mediador (5 min depois do meu post é um record!).
        Assim não estamos bem!
        Coisa boas? Que coisas boas?
        Também és avaliador?
        Queremos notícias e não avaliações.
        Obrigada

        • img
          T. Responder

          pegaste o peixe nao com anzol, se nao que com as tuas próprias maos. e só 2 ou 3 pessoas fizeram aqui comentários que valem a pena ao meu ver, porque na verdade notá-se calramente que:
          -Sao Lima e Abel Veiga apoiam o Pinto.

          -A cobaia de bandidos e oportunistas que diambulam entre inimizades politicas e aceleradas reconciliacoes e apois, só demonstram o país que temos e que a política universal, é esse palco na mao do demonio.

          -Que embora em muitos aspectos o senhor Pinto nao se tenha manchado nas confiancas vulgares de discotecas e isso, mas de cornos anteriores e de usurpacao e expropriacao de bens materias e de mulheres alheias, ele tambem foi rei.

          Quem me admira no sentido positivo nisso tudo é o primeiro engenheiro santomense, o irmao do pinto, que nao se mete nessas coisas da politica, faz o seu dinheiro tb, vive bem, mas é um pouco mais neutral a essas andancas de oportunistas.

        • img
          Observador Responder

          Cara Marta.
          Mantenho o que disse e que é a minha opinião fundamentada sobre o Tela Non. Quanto ao resto que escreveu não percebi onde quer chegar, mas o problema reside certamente numa qualquer insuficiência da minha parte. Quanto aos 5 minutos depois da resposta, só tenho pena de não ter conseguido bater o recorde mais uma vez…

    • img
      Téla Nón Responder

      Tem toda liberdade para deixar de ler o Téla Nón. É um direito seu. O Jornal Téla Nón procura apenas relatar factos. O candidato Pinto da Costa fez o anúncio formal, e é um facto que deve ser tratado. Se os outros pré-candidatos não o fazem, paciência.

      • img
        Bejunto Aguiar Responder

        Bem,
        Se o Tela Non poe-se a responder a todos não sei onde irão parar….

  22. img
    Trinta Mil Barris Responder

    Pinto tem valor e muito, mas pouca utilidade sobretudo nos tempos modernos.
    A terra vai tremer quando se fala de petroleo, truques e medo.

  23. img
    cuidado Responder

    O PINTO e bem vindo ,mas tens que ter cuidado porque aqueles que te acompanha sao todos corruptos e ladros nao involva com eles para bem te,porque sao as mesmas pessoas no lugar diferente.

    • img
      cola vlêmê Responder

      É um dos grandes ditadores que ,existiu em africa.purrada nas bichas de :sabao de roque,,,purrada nas bichas de açucar,de arroz,feijao,,,de oleo buter. Ó meu povo abre olho,ou ja se esqueceram dos famosos: quebra osso,nicoméde do sr brucelee ,com os seus famosos cacetete.este pinto da costa que tenha vergonha do que fez a esse povo.É igual a zé brigada que matou o seu proprio sangue

  24. img
    Sóló Cabáua Responder

    Rodeados de tantos corruptos e oportunistas, o que espera? surpresa? Só os que não viveram os 15 anos e conheceram aqueles que empurraram o Pinto para medidas desastrosas, poderão acreditar que esses companheiros de Pinto lhe ajudará a conduzir os destinos desse país.Se manteve calado perante tanta astrocidade, o que irá fazer nessa altura que o presidente só serve para cortar fitas?

  25. img
    pedo Responder

    “ESTAMOS JUNTOS” pois esta é a vês do pinto acho mesmo que os outros candidatos todos deveriam desistir para ser consagrada a vitoria plena do pinto meus irmãos digam que disserem grita fala mal, lamenta mas desta vez hummmmmmmmm é do pinto esta escrito nas estrelas esta é a vês do da COSTA. E olha k não é por nada é só por um STP melhor sito.

  26. img
    delete Responder

    como pinto quer acabar com corrupção e tendo na sua lista os corruptos ,como ira aniquilar os corrupto como ele na linda frente , a dada altura jesus cristo desse um sego conduzira outro sego ambos não cairá num buraco , como combater a corrupção com corruptos como os agentes o que dará , não votem no pinto meu povo, ele já teve seu tempo, ramalho aenes que dizem um boa governação por portugal porquê não volto as eleições para ajudar o seu país no momento difecil que atravessa não o fez porquê porque seu tempo já passou pinto faz o mesmo , o povo já não t quer vai te embora pinto sai pinto sai pinto sai não t queremos mais

  27. img
    HFM Productions Lda. Responder

    Pelo visto o Dr. Manuela Pinto da Costa vai acabar por concretizar o seu sonho… controlei o povo todo na era antiga, escravisei-os a todos e dei uma pausa, como se já não tivesse mais existido… Correndo o tempo depois de 20 anos na era moderna retomo o meu poder absoluto e desta forma farei na era moderna o que não havia feito na era antiga… São palavras que irá está escrito na 2ª Edição do livro do Dr. Manuel Pinto da Costa.

  28. img
    Zozé Lové Responder

    Qua ku tê toca nguê suba na ká sobê labéfa.

    Nguê ku na gostafa ká ngulisso… Vedé sá libo, magje fla ceto ka pô landja numigo dá ubuê bô.

    Pinto da Costa fé mele di mata ubuê dê, ele mandá ozé tudo kasso ku ê kia só messê modê ni quinté, bila panté pê na lentlafa.

  29. img
    Mohamed Takora Responder

    Caro editor Sr. Abel Veiga, sou um leitor atento e muito participativo quando se justifica.
    Ao longo destes últimos meses já o defendi diversas vezes pelo seu profissionalismo em demosntrar uma certa imparcialidade apesar de uma certa incidência em contestação ao Governo do Patrice Trovoada, cujo o resultado tem sido tão desastroso quanto o dos anteriores governos.
    No entanto não posso deixar de o criticar na forma muito evidente da sua linhagem ao Sr. Manuel Pinto da Costa, pelas abordagens posicionadas a favor deste senhor.
    Todos temos o direito de nos posicionarmos politicamente com quem gostamos ou apoiamos, mas enquanto profissionais da mídia, temos que saber separar o trigo do joio.

    Dê a mesma atenção aos demais pré-candidatos, pois a eleição ao cargo do Presidente da República, não se trata de uma eleição partidária entre os militantes do MLSTP.

    Bem hajam STP

    • img
      Téla Nón Responder

      Quando os outros pretendentes ao cargo de Presidente da República se manifestarem publicamente apresentado as suas ideias, anunciando publicamente as suas intenções, o Téla Nón dará a mesma cobertura como deu ao pré-candidato Pinto da Costa. Não seria certo o Téla Nón ignorar o acto de lançamento da candidatura de Pinto da Costa. Como não é certo ao Téla Nón inventar factos em relação aos outros candidatos. Eles têm que anunciar as suas ideias, e não tenha dúvidas que o Téla Nón dará cobertura merecida.

  30. img
    Presidente da Treta Responder

    Vale a pena ler isto:,

    “Depois de anos de pujante clamor popular, o ex-presidente da república, Manuel Pinto da Costa decidiu finalmente brindar-nos com uma obra literária da sua autoria. De “Terra firme” decidiu chama-la e foi lançada em primeira mão no passado dia 2 de Junho em Lisboa.

    Assim como eu, mais de uma centena de cidadãos curiosos dirigiram-se ao museu da cidade de Lisboa, ávidos para descortinar o conteúdo de tão esperado livro e conhecer a versão do autor sobre parte significativa da nossa história recente onde ele desempenhou um papel fundamental, com natural enfoque para o período da “luta” pela independência, os quinze anos do monopartidarismo e o processo de democratização de São Tomé e Príncipe. Embora estivesse já com as expectativas em baixa depois de conhecer o número de páginas do livro (exactamente 96, descontando as paginas do dossier fotográfico, da separação dos capítulos e do prefácio), alimentava a ténue esperança que a capacidade de compactar informações do Pinto da Costa ou a fonte dos caracteres escolhida pelo editor pudessem revelar mais do que o número de páginas fazia prever. Pura ilusão.

    Embora o autor nos alerte logo na nota introdutória que não se trata de um livro de memórias e nem de um acerto de contas com o passado, uma leitura mais ou menos atenta revela que estamos afinal na “presença” de uma espécie de manifesto eleitoral camuflado, escrito às pressas para ser lançado antes do inicio da campanha eleitoral com vista às presidências de 17 de Julho próximo (a referencia às revoltas populares na Tunísia, Egipto e Líbia, indiciam que o livro começou a ser escrito muito provavelmente, no final de Fevereiro), travestido de obra literária, para aproveitar por um lado, a publicidade gratuita e destaque nos órgãos de comunicação social, dado o interesse que tal acontecimento naturalmente despertaria na nossa sociedade e, por outro lado, suprimir aos adversários (e não só) uma das mais fortes criticas que lhe apontavam desde que deixou a cadeira do poder: A edição de um livro. Por tudo isso, e antes de mais nada, tenho que dar os parabéns ao candidato Pinto da Costa pela excelente estratégia de marketing político que teve como cereja no topo do bolo, o facto de ter conseguido nos “impingir” o seu programa eleitoral a troco de 10 euros cada exemplar.

    Fazendo uma breve análise sobre o conteúdo da obra, confesso que fiquei um pouco desiludido no final da hora e meia que dediquei à leitura completa do livro, porque apesar de tudo, esperava muito mais de uma figura com o peso histórico de Pinto da Costa. Mesmo para manifesto eleitoral, a obra tem pouca profundidade programática e aborda de forma muito superficial, aspectos da nossa história e da própria vida do autor que mereciam um tratamento mais pormenorizado. Pinto da Costa faz uma passagem rápida sobre a sua infância, juventude e sobre a sua ascensão ao cargo de presidente do MLSTP em 1972, esquecendo-se de nos elucidar sobre aspectos importantes da criação do próprio MLSTP, sem fazer referência à qualquer outra figura do nacionalismo são-tomense e sem esmiuçar as condicionantes que o fizeram emergir como figura de consenso na reunião de constituição do MLSTP em Santa Isabel. Fala da sua nomeação ao cargo de presidente da república como se tivesse feito um favor aos seus correligionários, dado que essa nunca tinha sido a sua intenção e tenta justificar um ou dois erros que assume ter cometido durante os 15 anos do seu consulado, nomeadamente a malfada nacionalização das empresas agrícolas. Depois dedica apenas 4 páginas ao processo de democratização de STP, para nos dizer que foi o primeiro e único impulsionador dessa reforma constitucional, esquecendo de fazer referência à conjuntura económico-social que lhe era bastante desfavorável na altura, pelo aumento das divergências internas no MLSTP e o consequente engrossar das fileiras dos dissidentes e, nada diz sobre as pressões que sofreu dos doadores ocidentais e das instituições da bretton woods que estabeleceram como condição para a ajuda económica à STP, a liberalização política, o afastamento dos antigos aliados socialistas e a ruptura com o modelo soviético de desenvolvimento. O resto do livro é uma repetição de diagnósticos ultrapassados sobre os males que enfermam o país e um desfilar de ideias recauchutadas para eliminar esses mesmos males, falando no geral e no abstracto, descuidando dos exemplos práticos e esquecendo-se de apontar os caminhos a seguir, como se fosse alguma novidade, por exemplo, a necessidade de estabilidade política para o desenvolvimento de STP, a luta contra a corrupção ou aposta firme no turismo, agricultura e na tal plataforma de prestação de serviços para a região do golfo da Guiné.

    A título de curiosidade, na contra-capa do livro, vem um resumo dos cargos e actividades marcantes do Pinto da Costa desde 1991, altura que deixou de ser presidente da república: 1993 – Chefe da delegação de observadores do NDI (National Democratic Institute) nas primeiras eleições no Burundi. 1996 e 2001 – Candidato às eleições presidências de STP. De 1998 à 2004 – Presidente do MLSTP (tendo recusado ser primeiro-ministro em 1998 quando o MLSTP ganhou as eleições legislativas com maioria absoluta, fazendo avançar o vice-presidente Guilherme Posser da Costa). Fora isso, não ocupou nenhum cargo de destaque em organizações internacionais; não teve nenhum “biscate “como membro das várias comissões de mediadores dos vários conflitos que têm proliferado por essa África fora nos últimos anos; nunca esboçou ou impulsionou nenhuma espécie de plano económico que pudesse ajudar os seus conterrâneos a mudar o rumo do país; nunca ocupou nenhum cargo de relevo em empresas públicas ou privadas; nunca exerceu qualquer tipo de actividade profissional; nunca manifestou nenhuma predisposição para ao menos, patrocinar a emergência de uma fundação de solidariedade social; não se lhe conhece nenhuma intervenção cívica digna de registo no panorama nacional ou internacional (a não ser a celebre conferencia de impressa para comentar a vitoria do ADI nas ultimas eleições e dar o pontapé de partida à mais uma candidatura presidencial que agora se confirma), nunca aceitou nenhum convite para a participação em debates públicos ou palestras sobre temas de interesse nacional, no âmbito do seu estatuto de figura histórica do nacionalismo são-tomense e primeiro presidente da república e, nem sequer, um artigo de opinião publicou sobre o estado geral da nação, sobre os vários escândalos de corrupção ou sobre as crises políticas e institucionais que têm abalado STP desde o advento da democracia. Agora quer ser outra vez, presidente de STP. Dá que pensar, não dá?!”

    Wando isso dá mesmo que pensar, reflexão acerta, meus parabéns…

    escrito por Wando Castro, pode ser lido na sua pagina de facebook

    .

    • img
      O Proprio Responder

      Não existe coisa mais fácil do que criticar. Criticar, criticar e criticar. Faça um artigo com o mesmo tamanho sobre o seu candidato preferido, referindo o que trará de bom, na situação actual, para o bem do nosso S.Tomé. Justamente, por algumas das criticas que são feitas ao candidato Pinto da Costa, que cada vez maior numero de santomenses acredita que é o que tem mais motivação para contribuir para o bem da nossa terra, pois tudo fará para convencer os mais cépticos. Já ouviu falar de celebre afirmação “Quem cala concede”. Tenho a certeza que dentro de alguns anos vira escrever um artigo sobre os progressos alcançados pela nossa terra & Pinto da Costa.

  31. img
    Horácio Responder

    Ex presidente por 2 vezes candidataste-te e chumbastes porque a terceira vez???? inda nao aprendeste a lição? seu ditador do partido unico de ideias leninistas nunca fizeste nada para agradar o povo de sao tomé foste convidado para ocupar uma pasta em sao tomé disseste que inda estavas a pensar mas paara ser candidato a presidente nao pensas duas vezes!

  32. img
    zeme almeida Responder

    Mau,muitas caras que andavam as escondidas estao a dar cara!Nao acredito,alguns destes senhores que contribuiram para levar o Pais a bancarrota estao de volta?Se o Pinto Costa defacto quer limpar a sua imagem nunca deveria os convidar. Deve haver alguma intencao unica, a procura de {TACHO}. Olinto de Menezes?So visto

  33. img
    Diogo Darnen Responder

    Caros Senhores,

    O combate à corrupção não passa de um “chavão” muito utilizado durante as eleições, depois de chegarem ao poder tudo se esquece convenientemente… O nosso PM também anunciou o combate à corrupção e o que é certo alegadamente o concurso das obras para ligação de energia ao Mouro Peixe/Praia das conchas está crivada de irregularidades, com fortes indícios de corrupção e tráfico de influências.

  34. img
    Fuquilha Responder

    Caros leitores, a candidatura do Pinto é mesmo chamar-nos patetas e não sabem o que querem. Vejamos:

    Costa virou decosta durante 20 anos;

    Agora galo quer ser Pinto.
    Que vergonha amadurecida!!!
    Idade não perdoa… Caros amigos pelo menos aprendamos um pouco com os americanos, franceses, brasileiros, nossos amigos gaboneses, nigerianos, etc, por acaso têm presidentes velhos?

    Muitos falam de abate a currupção…. A nossa currupção é madura e difícil cura.

    Ninguem consegue abater a currupção em Mundo e muito menos em Africa.

    Se vermos nos arredores de todos o candidatos ( amigos) são todos que deviam estar presos respondendo pela delapidação de bens público. So pra dizer que o Pinto da Costa devia começar a debater a corrupção dentro da sua elite de campanha: Zé manel, Quintas, e outros sempre tiveram envolvidos nos casos que determinam a corrupção.

    Fui e sejamos forte para entender: Quem quer ajudar este povo não pode encontrar cargo politicos como salvaguarda da revolução. Pelo menos dar aulas nas universidades pode significar contributo para crescimento economico de um país.

    Atenção com os bandidos da unita…..

  35. img
    borges Responder

    São tome e principe só vai para frente com o Pinto da costa quantos problemas o pais tem? É por nossa causa.Ó povo esquece o passado vamos todos viver o presente assim que o sr pinto vencer o pais vai mudar,um jovem n vai ser presidente em stp nesta situação.povo desperta.Pinto conhence os parceros que ira ajudar stp, presidente é o pinto.

  36. img
    defensor Responder

    todos q nao querem ver o PINTO DA COSTA novamente presidente devem apostar na doutora maria das neves essa sim podera conseguir derotalo;um bem aja todos e pensem bem no futuro do nosso pais.

  37. img
    Lilaschoo Responder

    Mas como é possivel que um homem q andou divorciado da política durante quase 20 anos por sofrer pesadas derrotas abandonou aquele que ele diz ser o seu povo,não fez nenhum investimento para ajudar os seus contemporâneos agora vem pelas portas de traz empolerado pelas paredes a dizer que quer ser outra vez Presidente??????De quem??????Um individuo que não tem mais nada pra dar ao país,presente apenas com ideias ultrapassadas quer ser Presidente????
    Meus senhores,um individuo que governou o País com ditadura,corrupção e
    disrespeito agora vem com discursos mesquinhos de combater a corrupção???
    S.T.P está como esta por causa do ciclo vicioso deixadfo como erança por Pinto da Costa,isto é um dado.
    Dá mesmo pra ver que o homem não tem mais ideias nenhumas se não se apegar em disfactos se é que se pode uzar este termo,para justificar a sua caducidade quer física quer mental.
    Poupa-nos Pinto da Costa o seu lugar é em casa ou mesmo num museu onde com mais tempo poderás escrever mais 1,2,3 ou mais livros porque neste momento o que deves fazer é exactamente isso.BOM REGRESSO A CASA.e DESCANSE EM PAZ.

  38. img
    boa morte minha terra Responder

    bo bila bi bo tema.um economista que numca ezecutou sua funçao.quando ezecutou o nosso pais entrou em crise lembla 83 sola munto che ganha

    • img
      Pitanga Responder

      Caro Boa Morte, esta a precisar de umas licoes de historia e de escrita, a palavra executar e com xxxx… Nao fizeste a primaria? A a campanha de alfabetizaçao faz falta, no tempo do PC estas aulas existiam e eram gratisssssss…

  39. img
    picapau Responder

    tu es mau porque nao vais da aula ajudar o teu povo .tiraran te as regalias e vens de novo pra teres a reforma de presidente .

  40. img
    cola vlêmê Responder

    preparem-se:quando o bicho passar de carro para porem -se todos em sentido,como a 35 anos atraz.cacetete no lombo e o regresso as bichas de peixe congelado do barco 30 setembro .vai-te embora chulo

    • img
      Suásuá Pires Responder

      Tens razão! não passas de um anarquista.Quanto mais dizordem tens em sua casa mais felizes fica.

      Viva Pinto da Costa o Pai da Ordem … quem não deve não tem que temer.

Deixe um comentario

*