“O partido do candidato Filinto Costa Alegre é o povo são-tomense”

A declaração é do próprio candidato Filinto Costa Alegre na apresentação oficial na tarde de terça – feira, do projecto político que pretende implementar em São Tomé e Príncipe. Filinto Costa sublinhou a independência da sua candidatura em relação ao sistema de cumplicidades político – partidárias que vigora no país.

O anfiteatro do palácio dos Congressos foi pequeno esta terça – feira, para albergar centenas de apoiantes do candidato Filinto Costa Alegre. Talvez nos últimos anos, nunca o espaço de reuniões do Palácio dos Congressos, recebeu tanta gente, na maioria jovens.

O candidato que se define como independente tendo apenas o povo são-tomense como o seu partido, começou por se apresentar como combatente da liberdade, e justificou. «Num outro mês de Junho, há 37 anos atrás, no terraço Ar e Vento, no Riboque, subúrbio emblemático da nossa capital, criamos a Associação Cívica Pró-MLSTP, começando assim um vasto movimento popular que terminou com a conquista da nossa independência, a 12 de Julho de 1975», referiu Filinto Costa Alegre.

Uma coincidência de datas que levou Filinto Costa Alegre a fazer uma retrospectiva sobre a sua participação nos momentos decisivos da história do país nas últimas décadas. «O regime de partido único que se seguiu à independência, não trouxe nem a liberdade nem o bem-estar que esperávamos. ……por isso sempre em busca da felicidade e do bem-estar para todos os são-tomenses, tivemos que voltar a convocar todos os são-tomenses, para juntos, instituirmos a mudança e a democracia no nosso país. Estávamos em 1991», precisou o candidato, tendo acrescentando por isso que «sou um combatente da liberdade», exactamente por ter participado na luta pela independência nacional e mais tarde pela instauração do regime democrático pluralista.

Filinto Costa Alegre, foi combatente de duas batalhas importantes que infelizmente não trouxeram o bem-estar e progresso para São Tomé e Príncipe. Por isso diz-se descontente e indignado face aos desaires que o país vem somando em todos os domínios. Apontou as crises de valores como a honradez, o amor ao trabalho, descredibilização das instituições do Estado, dentre outros aspectos, como exemplos. «Temos que mobilizar e unir todos os são-tomenses para rompermos com a situação crítica em que vivemos. Temos que mudar o nosso país. Para fazermos esta mudança precisamos de uma liderança comprometida e capaz de unir os são-tomenses em volta de um projecto consensual sobre o futuro do país. Precisamos de dirigentes com uma atitude diferente da actual», afirmou.

Esse dirigente de atitude diferente é ele próprio, Filinto Costa Alegre. O candidato disse que teve apoio de são-tomenses no país e no estrangeiro para dar ao país uma liderança diferente. «Depois de uma profunda e demorada análise decide candidatar-me às eleições presidenciais de 17 de Julho. Neste momento de grandes desafios e alguma frustração, quero voltar a pôr-me ao serviço do meu país e dos meus concidadãos», assegurou.

Filinto Costa Alegre, considera o seu projecto político como uma oferta ao povo para realização da terceira libertação do país.  «Quero contribuir para a nossa terceira libertação, a libertação económica, social, e cultural dos são-tomenses», garantiu.

A estabilidade é uma das promessas do candidato a presidência. A sua posição apartidária, é um trunfo importante. «Sendo a minha candidatura independente não estarei debaixo das fortes pressões dos partidos políticos, nem das pessoas que procuram a realização dos seus interesses particulares a qualquer preço… o meu partido, o partido do candidato Filinto Costa Alegre, é o povo são-tomense», pontuou.

No discurso cortado por aplausos, Filinto Costa Alegre, enumerou as acções que serão implementas em parceria com o Governo para garantir a terceira libertação de São Tomé e Príncipe. «Quando tiver a honra de ser o próximo Presidente da República de São Tomé e Príncipe, com apoio e confiança do povo são-tomense, eu Filinto costa Alegre, num clima de perfeita estabilidade política e institucional e em perfeita sintonia com o Governo, tudo farei para criarmos : Mais emprego, mais e melhor justiça, mais e melhor educação e formação. Com o meu empenho e o do povo são-tomense, vamos colocar São Tomé e Príncipe, em primeiro lugar e vamos construir um país para todos», conclui o candidato.

Nota de destaque na apresentação oficial da candidatura de Filinto Costa Alegre, foi também para a denúncia feita por Emery d´Alva um dos membros da direcção da candidatura. Na tribuna Emery d´Alva, disse que a TVS-Televisão Pública, foi contactada para dar cobertura ao acto de lançamento oficial da candidatura de Filinto Costa Alegre, mas a resposta foi negativa. «A TVS disse que não está disponível», afirmou Emery d´Alva. O povo que encheu o anfiteatro do Palácio dos Congressos, reagiu de forma ruidosa, protestando contra a TVS. Emery D´Alva prosseguiu. «Eles não vieram para não mostrar esta moldura humana que apoia Filinto Costa Alegre. Mas mesmo assim vamos ganhar», concluiu.

Abel Veiga

  1. img
    Bejunto Aguiar Responder

    A TVS é uma desgraça. Que vergonha.

    • img
      Monte Cara Responder

      Palavras para quê???? Mas que vergonha!

      • img
        Paulo gustavo Responder

        Esse homem é dos nosso. Nos dois momentos mais importantes do nosso país, criação de condições de mobilização do povo para a independência nacional e criação de condições de mobilização do povo para a instauração da democracia no país, o senhor Filinto Costa Alegre esteve de forma pró-activa e como protagonista principal nos dois referidos momentos.
        No primeiro momento foi marginalizado e os responsáveis políticos que todos conhecemos deram um rumo ao país com as consequências que se verifica hoje em dia.
        No segundo momento deu a sua contribuição para a instauração da democracia no país e nunca se coibiu de manifestar a sua opinião em prol do aprofundamento da mesma nas variadas vertentes.
        Para tal foi deputado na Assembleia Nacional e defendeu os seus pontos de vista com convicção e determinação.
        Mais tarde participou na criação do Movimento Novo Rumo tendente a modificar as coisas no país.
        Nunca parou de manifestar os seus pontos de vista em palestras, artigos nos jornais, debates, etc.

        Onde é que estavam todos os outros que agora se candidatam? Estavam aonde? Não se lhes conhece uma ideia, um texto minimamente elaborado em prol do enriquecimento da nossa democracia.

        É assim que querem candidatar? É assim que pensam dar o contributo necessário para a consolidação da nossa democracia?
        O mal do país é exactamente este. Nós não sabemos o que é que pensam as pessoas que se candidatam aos mais altos cargos da nação. Qual tem sido o resultado desta politica? Instabilidade! Corrupção! Desastre económico e social! Pobreza! Incompetência!
        É assim que queremos construir o nosso país?
        Temos que ser mais exigentes com os nossos dirigentes. Não basta sermos amigos dos que tencionam candidatar-se aos mais altos cargos da nação. É preciso conhecer as suas ideias e confrontá-las com tal, de forma cívica e educada.

        O que é que pensam os diversos candidatos sobre a organização do nosso sistema político?

        O que é que se pode fazer mais para enriquecer o debate e reflexão no seio dos partidos políticos e melhorar a nossa democracia aproximando os eleitores dos eleitos?

        O que é que pensam fazer mais para melhorar a organização e funcionamento das nossas instituições?

        A nossa constituição deve ser enriquecida nos seus aspectos fundamentais? Como?

        Qual deve ser o papel do Presidente da República para o equilíbrio de poderes no nosso país minimizador das condições de instabilidade política e institucional?

        Qual deve ser o posicionamento geoestratégico do país, tendo em conta as potencialidades/constrangimentos da globalização e o equilíbrio de poderes na nossa sub-região?

        Qual deve ser, em termos gerais, a vocação primordial da nossa política externa tendo em conta a sua dimensão geográfica, sua inserção no espaço da sub-região e a aproximação/afastamento das potencias emergentes relativamente ao mercado do continente africano?

        Qual deve ser o papel das embaixadas na sensibilização e criação de condições para captação do investimento estrangeiro, para o país, num contexto de, cada vez mais, maior competição na sub-região e no mundo globalizado em que nos encontramos inserido?

        O que é que pensam os candidatos presidenciáveis relativamente à dinâmica e modelo organizacional que deve ser imprimido à CPLP para dai nos inserimos, como comunidade de povos, vocacionando-a para expressão de uma particularidade cultural, no mundo, que potencie o que de melhor, cada um de nós, e o todo, possa apresentar?

        Agradeço aos outros candidatos que se aproximem e nos digam a sua visão sobre estes problemas.

        Eu conheço o ponto de vista do senhor Filinto Costa Alegre sobre estes e outros assuntos comprovados em textos que o mesmo foi publicando nos últimos tempos.
        Qual dos candidatos fez uma coisa parecida?
        Alguém sabe o que pensam os outros candidatos sobre estes assuntos?

        Gostaria que me surprendessem apresentando algo, escrito, falado, ou noutro formato qualquer, sobre estes assuntos.

        Só por isso dou o meu voto ao Filinto Costa Alegre.

      • img
        Vas Responder

        Porque certas pessoas não apoiam e so resmunga.

    • img
      lucas Responder

      A questão em causa é mais profunda do que se pensa!
      A ausência da TVS tem cunho governamental. Adeus Liberdade de expressão! Isto sim é mesmo triste.
      Não sou apoiante do Dr. Filinto Costa Alegre. Porém, acho que todos os candidatos têm direito de dar a conhecer as suas propostas através de meios de comunicação social pública.
      Adeus Liberdade de expressão!
      Agora quando se fala em Mudança, desconfie!

      • img
        Santa Maria Responder

        Tens toda razão. Temos que correr com o senhor Oscar, senão essas eleições vão ser manipuladas…como os senhore pinto da costa e evrsto não gostam de debates, vão fazer de tudo pra não haver debates serios. Mais uma vez vamos votar sem saber porque…TVS quidadeloooooooooooo….Oscar Quidaleooooooooooooo

    • img
      Lévé-Léngue Responder

      A TVS ñ compareceu como já era de esperar, mx ñ sei se o Téla Nón cobriu devidamente o evento, pois há muita informação a acrescentar:
      primeiro – a moldura humana é composta pelas caras de sempre (sem vergonha);
      segundo – a maioria dos participantes aí estiveram a troco de “banho”;
      terceiro – o candidato ñ foi capaz de honrar os seus compromissos para com os convidados, logo na sua 1.ª apresentação;
      quarto – não é digno brincar com a saúde pública, pois, logo no início da campanha serviu no evento água mineral com prazo de validade vencido.
      EM SUMA, não é este o caminho ideal para chegar ao Palácio do Povo. Se o povo é mesmo o seu partido, pense mais no que ele espera de si.
      Já agora, se o Téla Nón anotou ou não, a verdade é que houve uma infeliz e triste manifestação de revolta dos ditos convidados, por não terem sido tratados conforme o prometido. Vandalizaram o edifício do palácio dos congressos, quebrando vidros das portas e outros danos que não me é oportuno aqui citar. Tudo indica q só foi possível lavar os pés ao invés do alegado “banho”.
      Sr. Candidato, entraste nesta corrida com pé esquerdo.Ficou-lhe mais caro não ter cumprido a promessa. LEMBRE-SE: Quem ñ tem pra dar, não se compromete.

      • img
        Jonas Responder

        Caro Leve-lengué, voce certamente deve ser um dos adversarios do Dr. Filinto que ficou preocupado com a moldura humana no palacio dos congressos e começa a criar intriga para nos distrair do essencial. Estive la até ao final e não vi nada disso que escreveste aqui. Falem a verdade.

        • img
          Lévé-Léngue Responder

          “Jonas” ñ sou adversário, mx sim um elemento neutro, apenas faço o meu trabalho. Foi pena vc ñ ter ficado realmente até ao fim, senão verias a moldura humana que se manifestou indignadamente até à sede de campanha do Sr. F. Costa Alegre. Talvez preferiste sair antes para fugir dessa vergonhosa confusão. Fizeste muito bem, mx ñ tente agora desinformar a população. Se estás com Filitro, colabore para que situações dessas ñ se repitam.
          Para a tua informação, a Policia Nacional já foi participada sobre os avultados danos causados às instalações. E quanto à água fora de prazo, tive o cuidado de guardar um rótulo, pois a coisa é séria. Tenha o cuidado de seguir os próximos episódios com mais atenção.

          • img
            Diana

            Talvez tenhas razão em muito daquilo que dizes, mas pensa bem.

            Quem sai de longe para ir assistir a um comicio de graça com a pobreza que existe hoje em STP?

            NOTA: os prazos das garrafas de água ficam no corpo ou na tampa e não nos rótulos.

      • img
        Homem da Luta Responder

        A questão de Agua fora do prozo deve ser investigada. Caso confirmar, este candidato deve ser eliminado pelo Tribunal. Começa assim. Sempre a enganar o Povo. Antes de ser Presidente dá o povo agua fora do Prazo. TRISTE FIGUA.

        • img
          Paracetamol 500mg Responder

          Seja original, não imita! Não ao plagio. Homens da Luta – são dois indivíduos que fazem manifestações de forma irreverente em Portugal. Criticam a politica e o que vai mal na sociedade e politica Portuguesa.
          Alias devias fazer um franchising cá em stp, mas com a falta de coragem, não és capaz.
          Peace…!!!

          • img
            Homem da Luta

            Paracetamol.

            Voce nem dá para curar dores de cabeça.
            Achas justo distribuir agua fora de prazo na apresentação de uma candidatura? tenho provas que a agua está fora do prazo.
            Um candidato deve ser alguem que preocupa com o povo. Se os seus colaboradores ( aquele que comprou a Agua)começa a lhe enganar, é melhor retirar a candidatura.

          • img
            Paracetamol 500mg

            Homem da Luta.
            Quanto a água mineral fora do prazo, concordo contigo e fizeste bem em mencionar o acontecido, porque em stp há muitos casos desses com diversos produtos.
            Mas como sabes, falta em stp uma agência independente de fiscalização e exames de produtos importados. Mas como,não é do interesse do nino, delfim, libaneses e outros, não querem que se crie uma instituição com esse fim em stp,porque vai estragar o negocio deles.
            Só não concordo é o teu nome “homem da luta” que é imitação dos de Portugal. Paracetamol cura dor de barriga, derivada da agua, lol

    • img
      João Salgueiro Responder

      Cidadãos ligados a destruição da nossa moral, pessoas que afrontaram a moral
      são-tomense, gente envolvida em actos que apontam para a corrupção, nepotismo, gestão danosa e vexante da coisa pública não podem e nem devem ser candidatos a Presidência da República.
      A esses pretensos candidatos, ligados a actos condenáveis na nossa Administração Pública asseguro: os são-tomenses são seres humanos, logo diferem de uma galinha porque sabem determinar o que é bom para si e para STP.
      Por isso,apelo o voto em alguém limpo e sem rabo na estrada.

    • img
      Tela glandje. Responder

      Não é a TVS em si que é uma vergonha, mas os senhores que mandam nela. O senhor Oscar é capacho do Varela e do Patrice e faz apenas o que eles mandam.
      Se fosse campanha do Evaristo, seria noticia de abertura de Telejornal e de certeza que faziam um suplemento para mostrar o discurso completo.

    • img
      Menina Esperta Responder

      Obama mobilizou a malta jovem em massa, agora e’ um grande pateta–pau mandado dos grandes. Elite nao ajuda o povo em lado nenhum no mundo. O povo deve escolher bem, e ser mais ponderado, vigilante, esperto, e inteligente. Teremos que conhecer os programas de todos os candidatos a PR de STP com detalhes e com transparencia.

      Nao sejais iludidos por nenhum candidato! Jamais! Povo Santomense abri os olhos! Filinto parece ter boas ideas. Nao conheco nenhum candidato que estara do lado do povo durante cinco ou dez anos de mandato. Diga-me quem!

      Obrigada
      Menina Esparta
      Zona Sul

  2. img
    cidadão Responder

    Bonito a TVS não esteve presente.
    Gostaria saber porquê.

    • img
      Ana Beatriz Responder

      Não sabes??? Estavam a cobrir mais uma viagem do papa Patrice ou quem sabe a recolher imagens num luchan qualquer para os tempos de antena do avo Evaristo. Oscar Medeiros quidaleoooooooo…
      Passando ao que interessa: Grande cerimonia, grande discurso e uma plateia entusiasmada. Filinto, as pessoas começam a perceber que é possivel sim, ganhar-se uma eleição em STP sem o apoio dos partidos. Sabes porque? Porque os partidos estão todos queimados. Não aceites nenhum apoio deles e nem das suas figuras gastas. Força! Com caras novas e trabalhadoras e com o apoio da juventude vais ganhar isso.

  3. img
    descontente Responder

    Com ou sem a TVS o Dr. sem dúvida será o proximo presidente de STP.

  4. img
    Homem da Luta Responder

    Filinto Costa Alegre Vai Ganhar as eleições em 2021. Agora não. O Povo não lhe conhece. A sua Candidatura é uma forma de ser conhecido. Em 2021 Ganhará as eleições se Deus quiser. Agora Não.
    Quanto a TVS, estão a colher o fruto que plantou.

    • img
      sol Responder

      vamos avançar

  5. img
    kua li tasondu Responder

    Nada contra o senhor FILINTRO COSTA ALEGRE mais essas frazes sao ditas sempre por nossos candidatos infelismente(criar mais postos de empregos,educacao,estabilidade etc.)ate acho o senhor um candidato altura em relacao a esses palhacos.

  6. img
    Zeka Treka Zinga na Vagunga Responder

    Força Filinto….com TVS ou sem …..vamos atingir os nossos objectivos…ganhar as eleiçoes de 17 de Julho….depois disso teremos tambem de dar o troco a TVS ou ao director da TVS…que é um menino de recados do PM… FORÇA FILINTO a diaspora esta contigo.. juntos venceremos!!!

    • img
      mandimba Responder

      Vamos ganhar sim, mas nada de viganças!!!
      Força Dr. Filinto, o estudante na diaspora está consigo!!! :-)

  7. img
    Mak Responder

    Filintro vai perder.

    • img
      gente gira Responder

      Felinto é ditador.

      • img
        Pitanga Responder

        Gente gira sabeso significado da palavra ditadura? Francamente… Nem sabes escrever o nome do homem… vai trabalhar.

  8. img
    Independência Total Responder

    A TVS, na pessoa do seu chefe máximo o Sr.PM vai boicotar todos os outros candidatos, e para disfarçar tem promovido 10min de entrevista de baixa qualidade argumentativa com os candidatos……não há comentários para tanto baixo nível….o povo merece melhor ……….

    • img
      Vai Pensamento Responder

      É triste que após instauração da democracia em S.Tomé e Príncipe, com a contribuição de muita gente, a nossa televisão, TVS, ainda tenha tiques de censura e de ausência de liberdade que envergonha a classe jornalística do país.
      Agora compreende-se melhor a razão pela qual quiseram expulsar a Conceição Deus Lima daquela estação.
      Agora compreende-se melhor a requisição do actual responsável da TVS para que possa limitar a liberdade dos jornalistas que trabalham na referida estação estendendo a censura um pouco por todo o lado, incluindo a própria R.D.P.-Á frica.
      Agora compreende-se melhor a manifestação de alguns tiques de autoritarismo do senhor primeiro-ministro Patrice Trovoada e do seu séquito Varela. Estão criadas as condições para o estrangulamento da nossa democracia e limitação de liberdade no país. Quem diria que foi esta a razão pela qual muitos anónimos lutaram pela independência do país e, mais tarde, pela democracia.
      O país merece isto? O povo merece isto? É assim que iremos atrair mais investimentos estrangeiros para o país e mobilizar as pessoas para a causa do desenvolvimento?
      A culpa, todavia, não é destes senhores. Culpado somos todos nós que confiamos em aprendizes de feiticeiros e agora estamos a pagar a factura ficando expostos à pobreza intelectual, moral, ética, política e cultural destas pessoas que sacrificam tudo em prol dos seus interesses pessoais, familiares e de grupo expondo o país à indecência e vergonha. Agora, mais do que nunca, é hora de votar, votar, votar, com consciência para que o país volte a entrar nos eixos e não seja, cronicamente, objecto de chacota internacional envergonhando-nos a todos. Os meus filhos e netos não merecem isto! O povo não merece isto! S.Tomé e Príncipe não merece isto!
      O que, todavia, mais me preocupa, é o silêncio da classe jornalística que teima demitir-se das suas responsabilidades perante um problema grave, do ponto de vista de limitação de liberdade da própria classe, escondendo-se, com medo de marcar a agenda para a dignificação dos seus associados. É assim que querem ter credibilidade diante do povo?
      É assim que querem contribuir para fazer um país melhor, mais justo e solidário?
      É neste contexto político, social e cultural que querem cumprir a vossa missão, de parceiros de desenvolvimento, em prol da prática de um jornalismo que ajude a consolidar a nossa democracia?
      Por favor, saiam da toca, onde se enfiaram, e façam qualquer coisa pelo país. Não basta andarem a ser intermediários social de um poder que vos transforma, quando quer, em sacos de encomenda descartáveis.
      Vai Pensamento

  9. img
    AGML Responder

    Mais um! Mais um! Mais um!! Mais um!!! Mais um!!

  10. img
    Fe em Jesus Responder

    O melhoer candidato ate entao mas o povo agora apta pelo dinheiro, banho, se assim nao fosse o Filintro seria o proximo PR. Mas no entanto Deus e justo. Forca Filitro

  11. img
    keblancana Responder

    Este candidato merece ser apoiado, até porque sempre portou-se muito bem em relação a coisa publica. Tem conhecimento do País. O discurso é sempre o mesmo. Fala em criar postos de trabalho, etc, mas não diz exactamente como fazer ou conseguir cumprir o k está dizer. Propostas exactas zero. Contudo de zero em zero, prefiro este pk até então ainda vive de forma dcente, aparentemente dos seus rendimentos de trabalho.

    • img
      vai dar uma curva Responder

      Até ganhar

  12. img
    OJO!!! Responder

    Filinto diz: ” – precisamos de uma liderança comprometida e capaz de unir os são-tomenses em volta de um projecto consensual sobre o futuro do país.”

    Eu pergunto: Si não conseguiste fazer isto no teu partido (PCD), conseguirás fazer isso com todos os santomenses. Eu tenho as minhas dúvidas.

  13. img
    Fijalatao Responder

    Quando a nossa jornalista São Deus Lima lança opiniões sobre Miguel Trovoada, quase que soltaram balas de todo o lado contra a mesma.
    O Patrice Trovoada contratou o seu sobserviente Óscar de Medeiros para enfatizar directamente o que é o fim da liberdade de expressão em S.Tomé e Príncipe deteriorando assim a imagem da própria televisão pública e esmagando a imagem do tal Óscar Medeiros que como diz em S.Tomé ” Ê sá uê Lúndú).
    O Patrice Trovoada e o seu pai já nos habituou a esse tipo de comportamento, aliás como gabonês que é o Patrice, é óbvio que o comportamento não poderia ser outro! Mais uma machadada na nossa democracia! Sendo TVS a televisão fruto do sofrimento deste povo, meio de informação pensada para agir parcialmente e ser apartidária, hoje é o que se vê! E se o povo ou o parlamento não der luta a isto, o Patrice e a sua companhia irão mais longe. Seria bom uma reunião de emergência parlamentar que em primeiro lugar deverá pedir a cabeça do Sr. Óscar e a sua imediata substituição. Fui…

  14. img
    Assuncao Responder

    ‘E o que eu digo, por isso k este pa’is nao avanca….palavras para que? ninguem precisa de “grande escola” para aperceber este fenomeno vergonhoso k tende a liderar a consciencia dos nossos profissionais, k “obrigatoriamente” sao forcados a deixar o seu profissionalismo de lado para obdecer a uma forca imperativa em troca de preservacao de “taxos” perdendo a propria liberdade de expressao e reconhecimento de igualdade de direito e de oportunidade, mas nao!, este pa’is a continuar assim, ‘e um perigo.N’os agora temos 1 oportunidade de mostrar nas urnas apesar do leque variado de candidatos que conseguimos discernir o melhor, e este est’a a vista.
    Com cumprimentos.

  15. img
    J. A Responder

    Caros srs neste aspecto até apoio o Filintro porque pode acabar com a corrupção.Vejam só,nestas eleições, aqui em Portugal existem militantes de outros partidos que agora apoiam outra candidaturas mudam de camisa como se fosse água(MDFM para MLSTP) outros apostam nos velhos corruptos que aqui existem(Portugal) para apoiarem a candidatura do Pinto da Costa, coitado do Pinto se apostar nestes corruptos para a sua campanha é sua sepultura na diáspora de Portugal, neste contexto meus amigos melhor será o Filintro.

    • img
      João Responder

      J.A. explica-me por favor, no nosso sistema,como é que um presidente acaba com a corrupção?
      Eu até que gosto do Filinto, mas tenho dúvidas que ele vença.
      João

  16. img
    o estado que o Estado chegou Responder

    Humildemente digo ao Tela Non, nomeadamente, ao Abel Veiga, se pudesse distrair este jornal digital , um pouco da política, porque é assim que se torna um povo demasiadamente político, e é esse o motivo pelo qual (erradamente) as pessoas acreditam que só se pode mudar STP pela política (sendo membro do Governo, Presidente da Câmara, deputado, etc). Não acham leitores? Então e as roçaas? O turismo? O desporto (fale-nos mais sobre os atletas nacionais e não somente os que estão fora de STP), as palaiês que pensam sobre a sociedade? E os pescadores, e os empresários? A moda? ONg´s no país? A política neste momento, é a única coisa que não deveria interessar os santomenses, porque é somente fonte de vergonha. Reconheço, que os cidadãos devem estar informados sobre os candidatos às presidenciais, as suas declarações, mas sempre que possível, façam uma exposição sobre outros pontos da sociedade, ou então, em STP eternamente, haverá mais que 10 candidatos para um posto político. E isto é porque o povo santomense é como um filho que sempre viveu numa casa (a política), e não sabe que fora dela, há centenas de outras mais bonitas para se viver (área empresarial, bancária, das artes, entre outras, pois, que grande figura internacional temo á nivel da produção intelectual? Quando usam alguma inteligência, é para fazer um discurso político e oportunista, e isto não é um insulto, é um reparo).

    • img
      senhor! Responder

      fantástico comentário e ponto de vista!

    • img
      Lagaia Responder

      Revejo-me a 1000% no seu comentário.
      Pessoas com esta linha de pensamento é que deveriam governar.
      E é tudo tão óbvio que quem não vê ou é muito burro, ou oportunista.

      Um País tão pequeno como o nosso, bastava um arbitro, 2 ficais de linha e suplente para tudo funcionar.

  17. img
    Do Morro-Bento Responder

    bla,bla,bla,bla,bla,bla,bla,bla,bla………..Sem comentários…Dizer o que?Todos qurem ser Presidente da República.É mais um no poleiro.
    Quem ganha as eleições em São-Tomé ja está destinado.Tudo o resto é só Palhaçada.UM TEMPO NOVO PARA TODOS.

  18. img
    ZEMACÚLÚ Responder

    Espero que o senhor não seja como o fiasco do seu irmão, em que na negociação do nosso petróleo se resumi em: YES+YES+YES+YES=YES.
    Precisamos dum presidente que una os santomenses,que encentive o trabalho e que seja um vigilante atento!.. Desejo-lhe…

    BOA SORTE

    … F U I …

  19. img
    João Salgueiro Responder

    O pior é que os jornalistas de STP estão todos comprados.
    Que vergonha.
    Fui

  20. img
    GOMES GOMES Responder

    que vença o melhor. boa sorte a todos

    • img
      João Salgueiro Responder

      Aceitar candidaturas de cidadãos que deram provas da imoralidade, da perversidade sócio-moral, do desregramento e da desonestidade perante a coisa pública, é o sinónimo da passagem de um cheque branco a crimes por esclarecer.

  21. img
    garrido Responder

    Mano Filinto esta na mente de todos de que a elecao de 17 de julho proximo esta nas maos do AURELIO MARTINS, com o seu lema um tempo novo para todos.
    Ele ja vez muito para este povo sem fazer a parte do governo, ja é muito bom sinal.
    Eu desejo muitas felicidades a todo povo de sao tome e principe que esta ao lado do AURELIO MATINS.
    UM TEMPO NOVO PARA TODOS

  22. img
    Renato Correia Responder

    Um homem não muda uma nação ele pode inspira-los atraves dos seu grandiosos actos.No entanto este mesmo povo ou esta mesma nação precisa ter olhos e ver quem merece dirigir ou comandar.mas o nosso caso é diferente deste grande povo. nós sabemos que do céu de stp a única coisa que cai é a chuva, mas mesmo assim a maioria esta a espera de heroi.heroi seremos nós quando a maioria desligar a fonte de inspiração que vê em pessoas ricas bem falantes deputados pessoas que lhes dão dinheiro para a bitola como sendo os seus salvadores.os herois desta terra são aqueles minusculos empresarios que criaram as suas empresas com o suôr do seu trabalho e garantem o pão para as suas familias.herois são alguns funcionários públicos que não se deixaram corromper para darem um salto na sua careira, HEROINA foi dona Alda de espirito Santo, HEROI foi francisco Silva pelo magnanimo sérviço público que prestou ao pais. mas isso nós não conseguimos ver não é, claro que não provavelmente eles nunca vos deram dinheiro para safarem nunca patrocinaram nenhuma festa como poderiam ser herois. Mas eu conheço o fim desta historia ela já começou no norte de africa em regimes autoritários, no dia em que o flagelo da fome passar a fazer parte do dia a dia das populações não sera preciso nemhum heroi para que nós possamos resolver os nossos problemas. a mudança é algo que parte de dentro para fora é uma força criada no desejo de mudança.

  23. img
    Paracetamol 500mg Responder

    Isto de TVS é fácil de resolver. Põe TVS e Governo no banco dos réus. Aprendam a apresentar queixa contra organismos e instituições do Estado. Se o candidato sentiu que o seu direito não foi observado ou não garantido, deve apresentar uma queixa contra esse organismo, e não ficar a “choramingar”, coisas que todos fazem.
    Vai ao tribunal e apresenta queixa. Não se pode olhar e calar.
    Trata-se de violação das regras eleitorais e Constitucionais, que concedem/conferem a todos os candidatos, sem excepções, o direito à tempo de antena (caso já tenha começado a campanha oficialmente.)
    (2ª opção)Entretanto, por se tratar, de um facto publico e notório, com certa relevância social e nacional, que é as presidenciais, e neste caso, apresentação de mais uma candidatura, deve a TVS dar à conhecer a todos os cidadãos o novo potencial candidato a presidenciais. Ao omitir este facto, a tvs viola o seu próprio fim, à qual foi constituída,o código deontológico do jornalismo e viola o principio do interesse publico que é inerente a sua existência e de tratar de um e único órgão de comunicação social de televisão de STP.

    Devia-se consultar a comissão dos jornalista, para opinar sobre o sucedido e o que se passa na tvs, e falar um pouco do código deontológico do jornalismo, e chamar o responsável pela comunicação social ao publico para explicar o que se passa na tvs.
    E o próprio filintro deve apresentar queixa contra a tvs e interpor uma providencia cautelar contra o governo, para que este deixe de instruir/ordenar a tvs no que deve publicar e o que não deve publicar.
    Só assim se sentirá a coragem do filintro em vencer estas eleições, mostrando ao povo que veio para mudar e que é um candidato independente não dependendo de família, cunha e outros. Este é um desafio que deixo ao próprio filintro, já que ele quer mudar stp.

  24. img
    Jangada Submarina Responder

    Força Filinto,

    A pouco e pouco a juventude começa a perceber quém é Filito Costa Alegre, o que já fez pelo país, as lutas travou pela independência e pela introdução da democracia em S.Tomé e Principe.
    Mas, acima de tudo, estamos a espera de uma 3ª revolução.Uma revolução capaz de por termo a cultura da corrupção, de desresponsabilização, de falta de postura de estado, de descredibilização do país, de …
    Quanto a TVS, simplesmente triste.
    Vários passos atrás na liberdade de expressão e um grande passo no caminho da censura.
    Prometa por favor, que se vier a ser presidente, vai trabalhar com o governo, no sentido de liberalizar de uma vez por todas o mercado das comunicações/telecomunicações, de forma a que a televisão privada, novos operadores telefonicos/internet, venham a ser uma realidade ainda no seu primeiro mandato.
    Deus o abençoe e ao povo de S.Tomé e Principe.
    Um Bem Haja a todos.

  25. img
    Lill Wane Responder

    Com Aurelio Martins, ”UM TEMPO NOVO PARA TODOS” 17 de Julho vota Aurelio Martins

  26. img
    Vugu - vugu Responder

    O preocupante nisto tudo é que o FILINTO só participa em “revoluções libertárias” falhadas, em que no fim o povo sai sempre a perder. Foi assim com a Cívica em 1974, assim foi com o PCD/GR em 1990. Parece um perdedor nato.

    Será que o povo está disponível para embarcar numa terceira “revolução libertária” do FCA?

    Quando alguém não conhece bem o seu povo, acalenta sonhos irrealistas, insiste nos mesmos (embora com nova roupagem) e não percebe quando deve parar, só pode acabar… frustrado e infeliz.

    Resta saber se o povo quer acabar frustrado e infeliz como o FCA.

    Nota: de um fundão com o sugestivo nome de “Ar e Vento” só podia sair mesmo uma revolução de… ar e vento!!! Ou seja, sem substância, sem conteúdo e sem densidade. Os maus resultados estão à vista e (para infelicidade do povo)têm substância, conteúdo e muita densidade!!!

    • img
      Jangada Submarina Responder

      Caro Vugu – vugu,

      Como pode dizer que a luta pela independência nacional foi uma revolução falhada?

      A independência nacional, ao contrário do que alguns advogam, era necessária, por todas razões e mais algumas.

      Podia-se colocar a questão da Autonomia e não da independência, mas não me parece (ainda não era nascido, nesta altura) que o governo português estivesse sequer aberto a negociar esta possibilidade. O Salazar considerava o país como parte de Portugal e mesmo os seus sucessores não estariam dispostos a qualquer negociação neste sentido.

      Também não me parece que o problema esteja na conquista da Independência Nacional em si, o problema é o que fizemos com ela.

      O melhor exemplo que podemos ter, é o de Cabo-Verde, um país muito mais pobre, com muito menos recursos do que S.Tomé e Principe na altura da Independência. Aonde está Cabo-Verde neste momento?
      Infelizmente muitos São-tomenses ainda são capazes de dizer que Cabo-Verde não está tão desenvolvido assim! Estes são-tomenses deviam “lavar a boca” antes de dizer isso. É claro que Cabo-Verde ainda tem muitos problemas, mas alguém tem dúvidas de que estão muito melhor do que nós?

      Nota: Reflicta um pouco no seguint:” mil vezes melhor o “Ar e Vento”, do que o “Taxon Guadá””

      Um Abraço e Bem Haja.

      • img
        José do Riboque Responder

        Em 1974 -1975, houve um movimento politico que defendia a autonomia ( Frente Popular Livre), de que faziam parte entre outros a Sra. Maria do Carmo, mas estes foram rapidamente carimbados de reacionarios, facistas e por presssoes familiares e ameaças proprio daquele revolucionario a Frente Popular Livre foi dissolvida …

        • img
          Vugu-vugu Responder

          Ora aí está alguém que sabe coisas sobre esse período.

          Se o “Jangada” pegar no programa da FPL e compará-lo com o da Cívica (comunicado saído do “Ar e Vento”) poderá constatar o quão diferentes eram as propostas.

          Não estou certo de que se a linha dominante/vencedora tivesse sido a dos “revolucionários” da Cívica e não a MLSTP, se as coisas não teriam sido ainda piores para o país.

        • img
          Jangada Submarina Responder

          Antes de mais o meu agradecimento sincero aos dois, José do Riboque e Vugu-vugu, por contribuírem para melhorar o meu conhecimento sobre a historia do meu país.

          Apenas dizer que o ‘miúdo’ tem de facto feito algum esforço neste sentido, inclusive falando com pessoas mais velhas, mas como devem saber, as fontes de informação sobre a história de S.Tomé e Principe são escassas ou pelo menos de muito difícil acesso.

          Dito isto, vou tentar responder os dois comentários do “Vugu-vugu”, começando por dizer em jeito de resumo que, daquilo que pude perceber dos seus comentários você parece-me alguém que realmente viveu aquele período da luta pela independência, de forma muito atenta e talvez até intensa, mas sem nunca ter participado de facto. Ficou em cima do muro!? A ser assim, certamente terá as suas razões, mas algum mérito deverão ter aqueles que participaram de forma activa, mesmo que não tenha sido de forma decisiva, a julgar pelas suas palavras…” deram uma paulada na cabeça da cobra moribunda…”. Não acha?

          Por outro lado, apesar de ter acesso as diversas fontes de informação, inclusive do contraditório que diz ter e que eu acredito que tenha, continua a dizer que tem “reservas” em relação a pessoa do senhor FCA. Não consegue ser peremptório e dizer que com base nos dados históricos este senhor não fez nada por S.Tomé e Principe . Não diz porquê?, porque alguns factos não pode certamente negar, o senhor FCA participou de forma activa nas lutas pela independência nacional, foi voz activa e co-fundador do Grupo de Reflexão que depois das eleições veio a ser um fiasco, mas que contribuiu de forma decisiva, mais uma vez, para a implantação da democracia no nosso país. Democracia esta, que ainda com os defeitos que tem e não são poucos, me permite estar ai a dizer aquilo que penso, mesmo sem ter a verdade toda.

          Outro ponto, que está intimamente ligado a questão da independência, é que você parece que ficou parado no tempo(sem querer ofender). Se não vejamos, “sermos senhores do nosso destino não passa(va) obrigatoriamente pela independência.”. Gostei do “passa(va)”, quer dizer que ainda hoje sonha com a Autonomia do nosso país em relação a Portugal? Acha sinceramente isso possível? Não será uma Utopia? Já perguntou aos nossos amigos portugueses o que eles acham disso?
          Quanto ao último parágrafo em que diz que não é liquido que CV estaria melhor ou pior se tivesse optado por outra solução, em nenhum momento me viu dizer isso, até porque não sou bruxo para fazer futurismo, mas percebi a sua intenção, voltar a colocar em cima da mesa a questão da autonomia.

          Já agora, deixo-lhe um desafio a ver se aprendo mais alguma coisa consigo, pois, já percebi que a questão da autonomia “corre-lhe na veia”:
          Porque acredita que a Autonomia era/é a melhor saída para S.Tomé e Principe?

          Bem-Haja.

          • img
            Vugu - vugu

            Não, não vivi 1974/75 com essa intensidade que você diz. Tinha apenas 10 inocentes anitos. Já agora, nessa altura ficar em cima do muro e não participar do “lado certo” (pró-independência, a qualquer preço) já era visto como reaccionário e amigo do “colono” (a coisa era tão óbvia que os meus 10 anos já me permitiam ver isso!). Esse pensamento “encaixotado” continua ainda hoje a marcar 99,9% do pensamento político em STP. É claro que faço parte da “imensa” minoria dos 0,1% (ou menos). E ainda dizem que eu é que fiquei agarrado ao passado.

            Contudo, não são as minhas ideias e o meu passado que estão a ser sufragados nestas eleições, mas sim os do FCA. Portanto, não vou discutir aqui os méritos e deméritos das alternativas à Independência Total à moda da “Cívica Pró-MLSTP”. Não é esse o tema.

            Procuro somente questionar a sociedade, os eleitores, se é elevando à categoria de heróis pessoas que participaram activamente em acontecimentos que estão objectivamente (do meu ponto de vista) na base do nosso fracasso enquanto nação que conseguimos ultrapassar o acumular de dificuldades destes últimos 37 anos.

            Sei apenas que não se progride obliterando erros e branqueando factos.

            Não se progride avaliando “romanticamente” as acções e deixando de lado os resultados, consequências, dessas mesmas acções.

            O FCA pode ser movido pelas mais nobres intenções, mas… os resultados…

            O facilitismo que agora o FCA tanto critica foi lançado em 1974, quando o povo foi enganado com promessas dos “cívicos” de que depois da expulsão dos colonos do país, os bens deles (roças, casas e carros) seriam distribuídos pelo povo. Quem semeia vento, colhe tempestade.

            Disse-o há alguns anos atrás que a independência de STP não me prejudicou nem me beneficiou. Portanto, a minha preocupação é com a nação e não comigo próprio.

            Choca-me ver o estado da minha terra.
            Choca-me ver que os “colonos” nacionais são piores que os colonos que vocês dizem ter expulsado em 1974!

            Choca-me ver gente nossa formada (e não só) a trabalhar nas limpezas em Portugal, a limpar porcaria de branco que vocês “varreram” em 1974!

            Choca-me ver filas intermináveis na embaixada de Portugal em STP para essa mesma nossa gente conseguir um visto para ter esses empregos que já nenhum português quer!

            É essa a herança!!

            A culpa, essa é dos outros, dos corruptos. Os “puros”, os autênticos revolucionários, os que contribuíram para destruir em 1974 a base económica do país continuam a ser os heróis aclamados dessa nossa triste sina.

            Assim, não vamos lá!

            Nota1: a referência a CV foi apenas para não usarmos o sucesso desse país para demonstrar que também podíamos ter sido bem sucedidos, não fossem os nossos políticos corruptos e vendidos. Portanto, concordo, nada de futurologia.

            Nota 2: ok, se dar uma paulada numa cobra moribunda é um acto heróico, então estamos conversados sobre a valia dos nossos “heróis”.

            Bem-haja, com paz e amor.

        • img
          Pitanga Responder

          As pessoas falam de coisas sobre as quais nao sabem. Entao acha que a Dona Maria do Carmo foi presa por causa das suas afinidades partidarias? Foi por causa da Ecomin, mas pergunte aos mais velhos que eles saberao explicar-lhe melhor.

      • img
        Vugu-vugu Responder

        Meu caro,

        Leia mais e melhor sobre a história de STP, converse com os mais velhos de forma descomplexada e encontrará a resposta para as minhas reservas sobre os louros do Sr FCA e da sua Cívica. Percebe-se pelo seu texto que conhece pouco sobre 1974.

        A independência era praticamente inevitável, com ou sem a luta do FCA e da Cívica. O que FCA e Cívica procuraram foi dar-lhe um cunho revolucionário. O que fizeram foi apanhar uma cobra moribunda, deram-lhe uma paulada na cabeça e apareceram com ela como obra deles, um troféu. É essa a verdade que incomóda muita gente em STP. Leia, cruze informação e encontrará a verdade escondida. Descobrirá coisas muito interessantes sobre o país. Acorda!

        Outro equívoco: sermos senhores do nosso destino não passa(va) obrigatoriamente pela independência. Mas essa é (sempre foi) uma questão demasiado à frente para a cabecinha de muita gente.

        Comparar CV com STP nem sempre é um bom exercício. Apesar da história colonial comum e serem arquipélagos, a realidade sócio-económica de cada um em 1974 era muito diversa.

        Outro ponto (ainda mais polémico), não é líquido dizer-se que CV está melhor hoje do que estaria se tivesse optado por outra solução em 1974.

        Mas este espaço não é para estas reflexões do “se, então”.

        • img
          Vugu-vugu Responder

          Este “post” é resposta ao “Jangada” e não ao “José do Riboque”, com o qual estou absolutamente de acordo.

          Quem se atrevesse a defender algo que não fosse a independência a qualquer preço era enxovalhado e expulso do país. Pessoas que agiram assim são hoje vistos como grandes democratas e pais da nação.

        • img
          Jangada Submarina Responder

          Dei uma resposta em cima, juntamente com a resposta ao “José do Riboque”.

          Obrigado&Cumps
          JS

    • img
      Vai Pensamento Responder

      Caro Vugu-vugu

      O problema é que o Filinto Costa Alegre criou condições para que o país fosse independente. Os outros, mais concretamente, o MLSTP, capitaneado pelo Pinto da Costa, transformaram este desígnio em totalitarismo, purga, prisões e mortes, para não falar em pobreza, miséria, corrupção e outras desgraças sociais.

      O Filinto Costa Alegre poderia acantonar-se na sua concha, mediante o conforto económico, social e cultural, (pessoal) e deixar que fossem os outros a protagonizarem lutas políticas subsequentes que exigiam liberdade e mobilização popular.

      Foi isto que ele fez?

      Não! Juntamente com outros colaboradores, empenhou-se de forma pró-activa na criação de condições para o processo de democractização do país quando muitos prefiriram viver das migalhas que o poder totalitário e policial deixava cair.

      Quem mais, no país, pode dizer o mesmo?

      Provavelmente, poucos!

      Tendo, pela segunda vez, empenhado na luta pela liberdade e democracia, no país, poderia, acantonar-se, mais uma vez, na sua concha preferindo transferir esta responsabilidade para os outros.

      Não o fez!

      Estando o país, momentaneamente, confrontado com um diagnóstico de miserabilismo económico e social, com níveis crescentes e descontrolados de corrupção, sem rumo, com projectos, mais ou menos encapotados, de censura e limitação de liberdade, individual e colectiva, cuja expressão mais significativa é o caso da TVS, ele não esperou que fossem os outros a tomarem a iniciativa de, mais uma vez, propor ao país um projecto novo de reustaração de LIBERDADE que o próprio defendera, em duas ocasiões anteriores, por convicção profunda.

      Qual é a melhor forma de fazê-lo?

      Havia duas oportunidades, tendo em conta as limitações do contexto, designadamente, o quadro ou condições oferecidas pelo nosso sistema politico-partidário.

      Nesta caso, criaria condições para o surgimento de um movimento político e social que garantisse as condições de implementação de políticas tendencialmente dirigidas para a mudança de rumo em termos de governação.
      Foi o que ele fez, juntamente com outros colaboradores, criando, o Movimento “NOVO RUMO” não abdicando da defeesa e valorização de ideais, que contribuissem para dignificação do Homem de S.T.P. e imprimisse uma real mudança no país para que todos, independentemente da sua origem social, económica ou cultural, tivessem igualdade de oportunidades num país mais solidário e justo.

      Tendo em comta as cracterísticas do nosso contexto político e social o referido movimento não teve sucesso pretendido.

      Ele, como ninguém, sabe que perder, em politica, não é sinónimo de não ter razão.

      O senhor, pelo contrário, tendo em conta o seu texto, acha que perder, uma ou duas vezes, em política, é sinónimo de ter razão. Está, no entanto, enganado…

      O senhor deveria, também, saber, que, tendo em conta as dificuldades momentâneas que o país atravessa, provavelmente, o Filinto Costa Alegre, tendo perdido, com o seu projecto de “Novo Rumo” poderia andar a cantar, agora, que tinha razão, anteriormente, quando decidiu apresentar o seu projecto que falhou.

      Ele prefere não fazer isto e disponibiliza-se para mais um combate em prol da LIBERDADE.

      É isto mesmo, LIBERDADE!

      Repare o que aconteceu na TVS. Se fôssemos um país LIVRE isto teria acontecido?
      Filinto Costa Alegra sabe que, estando na presidência da República, terá condições para influenciar a implementação de políticas públicas que contribuam para o reforço da democracia, respeito pelas pessoas e igualdade de oportunidades.

      O que é que ele tem que o tornam diferente dos outros candidatos?

      Já demonstrou nas lutas que travou, nas outras ocasiões, que não está disponível para viver de migalhas que o pder envia, de cima para baixo, para que o possam deixar em paz. Infelizmente, nem todos os candidatos podem dizer o mesmo. Aliás, existem candidatos que, voluntária ou involuntariamente, caucionaram, com o seu silêncio, omissão, ou, mesmo, participação empenhada, na implementação do actual diagnóstico do país.

      É por isso que estas eleições são importantes. O povo está na posse de elementos, objectivos e subjectivos, que permitem uma análise e reflexão exaustiva do grau de empenho, omissão e participação de todos os candidatos, ao longo dos tempos, no estado das coisas no nosso país.

      Nunca, como agora, o povo tem condições ideais para um julgamento vigoroso da conduta política dos homens e mulheres que marcaram a nossa vida colectiva nos últimos 37 anos.

      Há que acabar com o mito de que estar calado, não dizer nada sobre a sociedade, não apresentar ideias, não afrontar os poderosos, é o bilhete mais adequado para o sucesso político nas eleições. Da mesma forma, há que acabar com o mito de que claudicar, sistematicamente, pondo em perigo o nosso destino colectivo, como povo e nação, é sinónimo de chico-espertismo da política e condição sine qua non para o sucesso eleitoral. As condições sociais e políticas, no país, mudaram e parece-me que existem meios para que as escolhas políticas momentâneas reflictam esta mudança.
      Vai Pensamento

      • img
        Vugu-vugu Responder

        Olha, tinha-me esquecido de mais esse fiasco, fracasso político que foi o “Novo Rumo”.

        O FCA até pode ter muita ou toda a razão. O drama é que a realidade acaba sempre por ultrapassá-lo e desmenti-lo.

        Vocês, os apoiantes do homem é que deviam reflectir bem sobre isso.

    • img
      Dona Responder

      Caro Vugu-vugu,
      Tu… ou és besta ou caíste e bateste com a cabeça no chão quando eras pequeno!!!

      “O preocupante nisto tudo é que o FILINTO só participa em “revoluções libertárias””…
      O MAIS preocupante nisto tudo é que tu NÃO participas em nada. Em vez de criticar e falar mal, pensa em ajudar, má raça! Pensas que és mais do que o Filinto? Só quem não te conhece. Não és mais do que o Filinto nem mais do que ninguém… eu conheço-te e vou desvendar a tua triste pessoa em breve… má raça…

      “Quando alguém não conhece bem o seu povo… só pode acabar… frustrado e infeliz.”
      Quando TU não conheces bem o teu futuro presidente, Filinto Costa Alegre, FICA CALADO! NÃO DIGAS NEM ESCREVAS DISPARATES… má raça. Tu és feliz? Antes, és um frustrado que se disfarça bem… então, porquê chamar os outros de frustrados se estás mais frustrado ainda? Má raça… tu é que vais acabar frustrado e infeliz.

      Quer queiras quer não, o Filinto começou em alta e vai ser o presidente da república.

      S.Tomé e Príncipe, vamos todos vencer com o presidente Filinto mas para isso vamos todos votar nele.
      Dona.

      • img
        Vugu-vugu Responder

        Os mesmos gritos e desvarios como em 1974. Há mesmo coisas que não mudam!!!

        Se o povo escolher o FCA para PR saberei, embora não concordando, respeitar essa escolha. Até lá, o FCA é apenas um candidato como qualquer outro e como tal sujeito ao escrutínio de todos os eleitores.

        É bom que o povo fique a conhecer o que outras pessoas pensam dele. Democracia não é isso?

        “Vugu-vugu” é má raça porque teima em apresentar outras verdades… dolorosas.

        • img
          Dona Responder

          Caro Vugu-vugu,
          Dizes e dizes bem: O Filinto, como qualquer outro candidato, está “sujeito ao escrutínio de todos os leitores”… e não a insultos. Isso sim é democracia. Democracia não é insultar os candidatos… porquê chamar o candidato de infeliz quando tu não és feliz? Porquê chamar o candidato de frustrado quando és ainda muito mais frustrado? Que baixaria de democracia é essa??? Se achas que és assim TÃO melhor e TÃO sábio, deves submeter a tua candidatura e esperar para ver o que te acontece… enquanto isso, questiona, testa, confronta, desafia mas nunca insultes os candidatos dando assim o exemplo de superioridade que erradamente pretendes demonstrar.
          “Vugu-vugu” é “má raça” porque insulta os candidatos como se ele fosse alguém melhor.
          Quem não te conhece que te compre! O teu dia está muito próximo…
          Dona.

          • img
            Vugu - vugu

            San Dona ê, kwa na tê demanda fa ê.

            Não insultei ninguém. Limitei-me a constatar que o FCA acaba sempre por abandonar (por vontade própria ou “obrigado) o “comboio”. Não sei se porque coloca a fasquia demasiado alta ou porque não consegue convencer os outros a seguirem o caminho que tem em mente.

            Qualquer psicólogo de pacotilha explica-lhe, San Dona, que esse percurso acaba em frustração e infelicidade.

            Se isso é insultar…
            Se é isso que faz do “Vugu-vugu” má raça… então “Vugu-vugu” é má raça mesmo.

  27. img
    Sun Megingo Bolo Zete Responder

    Eça io de pupu cu lembalemba cu sá ni santomé telá bila bobo kuwá cu té yo fugo achie

  28. img
    VIOGO Responder

    TVS sempre foi pau mandado dos governos. só que cada um escolhe o seu. É uma cultura de esquema. Todos que vão para TVS são para servir o poder. Isso é uma fatalidade. Só com uma revolução que pode acontecer com candidatos/politicos sérios para mudar este país. Por enquanto é dirigido por bandidos. Ou melhor como disse um grande artista em Portugal sobre Angola, o país é dirigido por criminosos.
    Sem vergonha!!!

  29. img
    feliciano Responder

    Acho o Filinto uma boa alternativa.Mas o país precisa de estabilidade.No entanto é preciso saber se o Filinto garante esta estabilidade. Mas como o Patrice já começou a fazer um bom trabalho em prol do pais, por isso é melhor votarmos no Evaristo.
    Fui.

    • img
      Jangada Submarina Responder

      Dr Filinto não é só uma alternativa, é a opção mais acertada.
      Em alternativa eu diria que só mesmo o Dr Pinto da Costa.
      Evaristo de Carvalho é para esquecer (politicamente falando, claro)! Porque com os tiques de autoritarismo que o nosso primeiro-ministro vai demonstrando aqui e ali, se tiver um presidente pau mandado, é o FIM! Eu até tenho apreciado algumas decisões do PM, mas não sou capaz de tolerar autoritarismos.
      Por outro lado, acredito que Filinto seja capaz que manter um bom entendimento institucional com o governo, sem deixar de chamar atenção quando considerar que estão em causa liberdades e direitos do São-tomense.
      Bem-haja.

      • img
        Pitanga Responder

        J S faço das suas palavras as minhas. Tem um discurso muito coerente e sabe do que fala, obrigada por partilhar essas suas palavras maravilhosas conosco… Bem haja e continue assim com essa energia positiva

  30. img
    Carlos Ceita Responder

    Meus caros amigos e em especial o senhor o estado que o Estado chegou. Deve ser novo por aqui. Não concordo consigo aqui opina-se sobre tudo desde que o jornal telenon disponibiliza os assuntos que realmente interessam.
    Quantas vezes não se comentou/opinou aqui sobre a economia os bancos agriculturas etc etc é só pesquisares os histórico do site e terás as suas conclusões. Será que existe seres humanos apolíticos? Duvido. E sinceramente esse discurso anti-politico ou contra a politica (que parece estar na moda) é profundamente demagógico.
    Todos somos políticos no nosso dia a dia desde a simples reivindicação que fazemos para melhorar as nossa condições de vida. E fico atónito quando vejo e oiço personalidade que já desempenharam cargos políticos e falarem mal da politica. Se há maus políticos e políticos que se aproveitam da politica isso é outra historia mas não é culpa do politica. Cabe aos eleitores serem mais exigentes na escolha dos políticos bons ou menos maus.
    A política na sua essência é uma actividade nobre. E não há democracia sem a política, políticos e partidos políticos. A própria economia e o seu desenvolvimento depende da de uma boa orientação política. Uma empresa sem uma politica de gestão bem definida corre o risco de não obter resultados. Por ventura Cabo Verde leva vantagem em relação a STP em todos indicadores económicos porque está bem orientada politicamente. Termino perguntando-lhe. Diga-me claramente (o senhor o estado que o Estado chegou)como se pode desenvolver as roças turismo desporto pescas (palaies e pescadores) pegando nas suas palavras sem uma boa politica bem definida para efeito?

    Abraços

  31. img
    kwatela Responder

    meu caro dr Filinto acredite que se hoje tenho consciencia politica formada devo a si e aos da sua geracao. lembro-me que em 74 ainda na escola preparatoria muito de vcs eram nossos professores e vcs nos ajudaram a ter uma consciencia politica ativa. aqui quero prestar-vos a minha homenagem. apesar de que com o tempo muitos de vcs se venderam e compraram sem dignidade sei que o senhor esteve longe da corrrrrupcao e dos corrrruptos, mas acho que neste momento particular precisamos de um presidente que exerca uma magistratura de influencia, por isso nao o darei o meu voto, mas se o meu candidato nao passar para a segunda volta e se o senhor estiver na segunda volta pode contar com o meu apoio incondicional. aproveito para agradecer publicamente o convite que me fez para estar presente no ato de apresentacao de sua candidatura,nao pude estar porque me encontro no extrangeiro. Mto boa sorte a si.BEM HAJA A TODOS

  32. img
    VOZ DA VERDADE Responder

    Tanto Evaristo com Filinto não tem capacidade para comandar aterra. e não merecem ainda não fizeram nada pela terra.

    Vote Aurélio Martins este é capaz de resolver o problema, já fez muito e continuará a fazer em prol do Pais. UM TEMPO NOVO PARA TODOS JÁAA

    • img
      Diana Responder

      Fez muito

      Que tal se ele começar a pagar os trabalhadores da empresa de Segurança – Alerta ou mesmo assumir o termo de compromisso que a Fundação FAMA assumiu com os estudantes bolseiros de formação profissional que enviou para PT.

  33. img
    gomes Responder

    ok pessoal o filintro com a sua arogancia arrumado em muita gente ja perdeu, ja perdeu, ja perdeu, ja perdeu, ja perdeu,
    ja perdeu ja perdeu ja perdeu, ja perdeu, ja perdeu, ja perdeu, ja perdeu. ja perdeu, ja perdeu.

  34. img
    Madalena Responder

    STP tem gente com muito valor mas francamente, sem, utilidade.
    Ajudem o povo com acções pontuais.
    O País é o resultado das vossas recomendações em trabalhos de consultorias, que voces mesmos fizeram e colocaram em relatorios.
    Reclamam o voto!
    O jovem de Lucham te conhece.

  35. img
    MM Deus Afonso Responder

    13 candidato? população estimada em 200 mil pessoas! vai dar 5 mil pra cada? Essa ganancia pelo poder!
    Jesus abençoei vocês!
    Cabo-verde só tem 3 candidato!

  36. img
    unidos Responder

    Gomes desculpa tu nao sabes o que dizes parece que é comprado pelo Aurelio Martins. Se nao é tens que ser tratado com urgencia. Muito sinceramente não vi um comentario teu que pudesse ser util. Se nao tens nada para dizer nao digas.
    obrigado.

    • img
      Pitanga Responder

      Apoiado Unido, bem dito…o coitado ja deve ter recebido “banho”. Por isso faz sempre o mesmo comentario.

Deixe um comentario

*