Política

Estudantes são-tomenses em dificuldades financeiras podem ser expulsos de universidade em Moscovo

Cinco estudantes são-tomenses da Universidade de Amizade dos Povos da Rússia, na capital russa, correm o risco de serem expulsos desse estabelecimento de ensino, pois as bolsas de estudo são pagas com atraso e não têm meios pagar seguro médico e residência.

“Até ao fim de Setembro, temos de pagar oito mil rublos (cerca de 200 euros) pelo seguro médico, residência e registo anual na polícia. Se não o fizermos, seremos excluídos da universidade e teremos de abandonar a Rússia”, declarou à Lusa Ruslan Martins dos Ramos, estudante do 2º ano de Agronomia.

“Quando partimos de São Tomé, o Governo prometeu transferir-nos 250 dólares americanos por mês. Mas as transferências estão com três meses de atraso e estamos a passar por dificuldades”, explica o estudante.

Segundo ele, “a bolsa é pequena, mal dá para alimentação, mas dá para sobreviver quando o dinheiro chega a tempo”.

“Se não pusermos a contas em dia com a universidade, poderemos ser expulsos até fim de setembro, o que é lamentável, pois todos os alunos são-tomenses têm bons resultados académicos”, acrescentou.

“Alguns têm melhores notas do que outros, mas, em geral, os resultados são bons”, frisou.

Ruslan Martins queixou-se de os estudantes são-tomenses não terem um canal de ligação com as autoridades do seu país.

“Nós enviamos mensagens para o Ministério de Educação de São Tomé, mas ninguém nos responde e não temos qualquer outro apoio em Moscovo”, lamenta ele.

São Tomé não tem nem embaixada, nem consulado na capital russa.

Por José Milhazes,

Correspondente da  LUSA em  Moscovo

    10 comentários

10 comentários

  1. Inconformado

    11 de Agosto de 2011 as 12:06

    Pois é….está aki uma prova de facilitismo e de falta de transparência e seriedade…..quer dizer que, antes disso, esses estudantes eram privilegiados, recebiam suas bolsas em dia? Sim senhora, gostei de saber que uns têm mais atenção do governo do que outros…..reforçando a ideia de falta de humanismo e de apadrinhagem qu existe nessa maldita terra, francamente!!!!

  2. Pedro Cassandra

    11 de Agosto de 2011 as 12:15

    Meus brother é isso que eles fazem com a gente, seja benvindos então. Porque no Brasil estamos há oito meses e ainda nos disseram que a lista com os nomes para serem enviados para as finanças esta pronta mas esta esperando a assinatura do senhor ministro da educação. Mesmo com todas as lamentações que temos vindo a fazer continuam tratando o assunto como se fosse brincadeira.
    Cela zemé tan êê
    E pedir a Deus que dentro de quatro anos os próximos alunos nao tenham que agüentar esse ministro de educação. Porque em stp tdo mundo serve pra ser ministro e é isso q acontece né

  3. José do riboque

    11 de Agosto de 2011 as 12:22

    Bom dia , porque não uma onda de solidariedade para ajudar momentaneamente estes estudantes a ultrapassarem este obstaculo… no fundo são cerca de mil euros. Eu estaria disposto a dar a minha contribuiçao…felicidades

  4. Edjair Reis

    11 de Agosto de 2011 as 16:03

    Boa tarde caros leitores , antes de mais gostaria de dizer que estou solidário com a situação dos jovens estudantes santomenses na rússia. É inademissível que o governo santomense perante tais situações não tome uma posição para ajudar os estudantes que estão lá fora a estudar para poderem ajudar o nosso país. Sou santomense, mas vivo exterior e felizmente tenho a oportunidade de,de vez em quando ir à S.tomé, e é com muita tristeza que vejo que a situação do país não está a evoluir como seria de esperar, ou por outra há progressos, mas muito poucos. Em S.tomé ja extistem pessoas com formações porque não apostar nelas? Essa é uma questão que deixo aqui aos caros leitores para ser discutida com seriedade. Espero que com a nova e ja conhecida presidência as coisas possam mudar um pouco para melhor. S.tomé é um país com grandes potenciais turísticos, porque não aproveitamos essas vantagens que já nos são oferecidas e investimos nelas? Tenho a certeza de que com isso poderíamos certamente criar mais postos de trabalho e melhorar a condição de vida muitos jovens que andam por lá sem uma perspectiva de vida. Bom por hoje é tudo.

  5. leonardo

    12 de Agosto de 2011 as 9:48

    o senhor inconformado,eu entendo a tua revolta e o teu inconformismo.ora vejamos estas a enunciar de que os estudantes na russia estao a ser priveligiados de que forma? antes de expor a tua revolta, tinhas que ler a publicacao do sr. Filipe Samba de Setembro do ano passado, para dares conta das exigencias e do custo de vida ca em moscovo.

  6. Petroleo bruto

    12 de Agosto de 2011 as 11:08

    Jovens STP, na Russia!
    Contactem o Samba ele reside ai, por muito tempo, defensor do Pinto da Costa, se calhar poder uma ajuda. Eu não tenho outra ajuda. Regressem ao torão, aqui ja se forma gente em varias areas, embora houvesse algumas falhas, mas estamos a melhorar bastante. O que falta mesmo é nivel.

    • Jose do riboque

      12 de Agosto de 2011 as 15:16

      Meu caro compatriota , pelas suas palavras pode -se deduzir uma visão simplista das coisas , tangível de arrogância ; o que me faz supor que nunca viveu o sonho de ser estudante no exterior país. Quando partimos , a nossa bagagem vai cheia de enorme vontade de triunfar e regressar de mãos vazias , ou duas mãos cheias de nada , significa que falhamos perante nós mesmos e a nossa sociedade . Espero que a situação tenha solução benéfica para estes jovens ..longe da família e da Pátria … Felicidades

    • Filipe Samba

      15 de Agosto de 2011 as 7:36

      Caro Petroleo
      Os meus cumprimentos,

      Ninguém está em melhores condições, do que nós mesmos, para vir ao nosso socorro em momentos dificies.

      O Governo deve honrar os seus compromissos.

  7. Petroleo bruto

    12 de Agosto de 2011 as 11:10

    queria dizer “Se calhar pode dar-vos uma ajuda”

  8. estudante na russia

    15 de Agosto de 2011 as 8:42

    meu caro petroleo
    antes de mais gostaria que soubesses separar as coisas
    será que alguma vez ajudaste algum estudante em situção semelhante?
    parece me que nunca, portanto mesmo que algum dia ajudaste, acho que não é justo que obrigues outra pessoa a faze-lo. porque é do meu ponto de vista que a pessoa deve ajudar outra sem que ele seja obrigado por isso, e por outro lado para que saibas o sr. filipe samba tem muito feito por esses estudantes, e não é da sua competencia meter em assuntos do estado, portanto, eu acho que não devias aproveitar dessa situação para fazeres jogo politico, porque é de lamentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo