Política

Dia das Forças Armadas proporciona primeiro acto público ao novo Presidente da República

As forças armadas são-tomenses celebram hoje 36 anos, sobre a sua institucionalização. O Juramento perante a Bandeira Nacional de cerca de 300 novos soldados, foi o ponto alto das festividades presididas por Pinto da costa.

No seu primeiro acto público como Presidente da República, Manuel Pinto da Costa, presidiu as celebrações do dia das Forças Armadas. Cerca de 300 novos soldados prestaram juramento diante da bandeira nacional no campo do Quartel General. Foram formados no quadro da cooperação técnico militar entre São Tomé e Príncipe e Portugal.

A importante posição geoestratégica do arquipélago, no Golfo da Guiné, obriga o Presidente da República, a projectar novos desafios para as forças armadas. «Nesse âmbito, deve, em especial, ser prestada atenção aos desafios que hoje se colocam na chamada defesa marítima da nossa Zona Económica Exclusiva: pirataria e terrorismo, tráfico de drogas e controlo antipoluição», declarou, Pinto da Costa. 

Para que as forças armadas possam guardar a fronteira marítima até agora desprotegida, e os recursos existentes no mar, Pinto da Costa, defende a modernização da instituição militar. «A modernização das forças armadas e dos meios ao seu dispor deve, nesse âmbito, ser cuidadosamente equacionada através de um debate que terá sempre de ter em conta a situação económica em que o país se encontra. Apesar das dificuldades acredito que, juntos, será possível encontrar as melhores soluções que permitam à instituição militar desempenhar de uma forma cada vez mais eficaz as suas missões ao serviço do povo e do país», explicou o Presidente da República.

 Para ler na íntegra o Discurso de Pinto da Costa no acto central do 6 de Setembro Clique ; Discurso

O processo de reforma da instituição militar já está em curso. Segundo o Comandante do Exército, Tenente Coronel Idalécio Pachire, o Governo de Patrice Trovoada, já aprovou a lei de programação militar, que define prioridades e investimentos necessários para a médio e longo prazos, construir uma força armada que possa responder as exigências da actualidade nacional e internacional.

Por outro lado foi criada uma nova lei da defesa nacional, que institui dois ramos das forças armadas. Exército e Guarda Costeira.

Abel Veiga

    17 comentários

17 comentários

  1. macaco blabo

    6 de Setembro de 2011 as 18:31

    militares têm de parar de roubar areia e madeira.
    o major Acácio tem d deixar de criar cabras no Quartel.
    Obrigado

  2. santomense genuino

    6 de Setembro de 2011 as 21:51

    eu,gostei da ideia do nosso novo presidente em defesa de trafico de droda e fiscalização maritima.

  3. Ghadafi

    7 de Setembro de 2011 as 8:13

    Esta e a unica vida que o Pinto da costa aceita, afinal ele nasceu so pra ser presidente nao e? Aproveita Pinto…e ao menos faca algo de bom pra ser lembrado no futuro…

  4. Henry

    7 de Setembro de 2011 as 8:54

    Espero que as palavras da sua Excelência Pinto da Costa sejam concretizas, tendo em conta que sem um investimento na Forças ARMADAS estariamos a deriva, pois uma Força Armada sem meios de defesa e segurança o País estaria Vulnerável a quaisquer acontecimentos indesejados. Parabéns as Forças e ao novos Soldados que ontem fizeram op Juramento a Bandeira Nacional.

  5. sulila miranda

    7 de Setembro de 2011 as 9:33

    O facto do Pinto ter dado democracia as ilhas faz com que eu hoje tenha que ler cada uma! Francamente! mas somos livres e cada um diz o que lhe vem a cabeça… força PRESIDENTE! Que Deus LHE proteja e LHE ilumine nos caminhos que tiver que trilhar para mudar as nossas ilhas rumo a modernização… é que estamos muito atrazados!

  6. ze mulato

    7 de Setembro de 2011 as 12:27

    pinto deu democracia?
    eu e que tenho que ler cada uma??!?
    forca sr. presidente

    • ZE Mulato

      9 de Setembro de 2011 as 21:02

      Este ze mulato e’ falso!
      O verdadeiro ZE Mulato sou eu. Nao se deixem confundir. Cada um deve criar sua propria originalidade e ideias de criatividade. Se copiar os outros, de credito, por favor. As nossas mensagens se calhar nao serao as mesmas e os leitores sao muito inteligentes que irao notar a diferenca.

      Tela Non, por favor nao deixe que essas imitacoes se fazem acontecer!

      Obrigado

  7. dany semedo

    7 de Setembro de 2011 as 12:56

    espero que as palavra ditas pelo o PR seja bem sucedidas e que aumenta os rend imento financeira das forças armadas porque eles sim merecem para bem esta da nossa padria ,, trabalha muito novo e meu PR, avançe estamos se aparecer na mundo..

  8. Madalena

    7 de Setembro de 2011 as 13:34

    Estes militares, recem jurados, estão cheio de moral.
    São tropas do Pai Grande.
    Parabens!!

    • mateté

      8 de Setembro de 2011 as 8:44

      Madalena

      São tropas da nação. O PR é o comandante supremo.Obrigado.

  9. Madalena

    7 de Setembro de 2011 as 13:44

    Acho que o recado foi dado, mas agora é agir no sentido da especialização das forças armadas, nomeadamente o ramo da engenharia civil e produção agricola/ pecuaria.
    Só assim se poderá ter reabilitação de pontes, vias de acesso, condutas de agua, reservatorios e casas abandonadas nas ex empresas agricolas. Com essa actividade estará criada as condições de regresso aos campos de muita gente na cidade desempada. A produção agricola e pecuaria, resolve-se a fobia de produção alimentar, vegetais e proteinas animal, de uma vez por todas a nutrição nas forças armadas.
    Um so povo uma só nação.

  10. "Nós por cá e a nossa maneira"

    7 de Setembro de 2011 as 15:56

    ….epá…Fradique não levou a cadeira que disse que era dele?????ahhhhhhhhhh….bom pode ser uma parecidisssima……

  11. Santa Marta

    7 de Setembro de 2011 as 17:03

    Sr. Presidente Dr. Pinto Da Costa deve pedir colaboração dos militares para acabar com a currupção. Os militares participam nas invasões de terras, vão destruir a fauna marinha com granadas em porto alegre e ninguem pode pronunciar nada.
    Pede também ajuda dos militares para combater a invasão da roça ferreira governo e Bela Vista que esta ser vendida aos juristas que compram dos adolescentes, espaços de reserva do estado para extensão da cidade e só eles levam dois a três mil metros quadrados e quando houver possibilidades para o Estado construir, terá o Estado que indemizar-lhes bom dinheiro. Força Pinto da Costa. A invasão e compra ilegal de espaços também é currupção.

  12. Mário

    7 de Setembro de 2011 as 17:12

    Espero muito sinceramente ver aumentado o rendimento financeiro do pessoal de saúde!

  13. ze cabra

    9 de Setembro de 2011 as 16:10

    PAI GRANDE esta senhora deve ter uma grande paixão pelo senhor presidente

  14. Paracetamol 500mg

    10 de Setembro de 2011 as 10:26

    Cada coisa que sobe Pinto cabeça…!!! Força…Borrachas com eles, caso portem-se mal….

  15. AGUA ARDENDE

    8 de Agosto de 2012 as 9:14

    Eu gosto das FASTP, mas não sei porquê eu detesto Pinto da Costa rsrsrsrs….

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo