Política

MLSTP/PSD diz que é chegada a hora de pedir contas ao governo

Depois de 12 meses de periodo de graça concedido ao Governo, o maior partido da oposição, considera que é altura de se fazer o balanço da acç~´ao governativa. Numa radiografia do desempenho do Governo, o MLSTP/PSD, considera que a mudança ainda não entrou e critica o controlo absoluto da comunicação social.

SENHOR PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL
SENHOR MINISTRO DOS ASSUNTOS PARLAMENTARES E DA DESCENTRALIZAÇÃO
CARAS E CAROS DEPUTADOS

Depois dessas férias parlamentares, quero aqui cumprimentar a todas e todos e augurar por um regresso com energias retemperadas, prontos para uma nova sessão legislativa cheia de resultados positivos, vencendo os desafios que temos pela frente.
O XIV Governo constitucional da República apresentou-nos um programa, as Grandes Opções de Plano e um Orçamento Geral do Estado para o ano económico 2011, ferramentas aqui sancionadas como instrumentos legais e indispensáveis para por em marcha a máquina de governação.
Foi-nos pedido para deixar trabalhar e na afirmação das nossas responsabilidades, acatamos o apelo, respeitando escrupulosamente a legitimidade conquistada nas urnas e a vontade do eleitorado, nunca perdendo de vista, o princípio de que quem ganha deve governar.
A nossa atitude em relação a esse desiderato permitiu-nos fazer uma oposição séria, responsável e construtiva, buscando sempre diálogo e colocando os interesses da nação acima de todos outros mas que não poderá ser entendida como cheque em branco.
Foi concedido ao Governo um período de graça superior a um ano em contraste com a nossa pratica habitual, daí que é chegada a hora do balanço da acção governativa e queremos fazê-lo de forma construtiva e desapaixonada.
Nesta perspectiva de balanço, duas pertinentes questões são colocadas:
1.- Até onde foi implementado o pomposo projecto de governação e qual o seu impacto na melhoria de qualidade de vida dos cidadãos?

2.- Qual é o nível de execução do OGE neste momento?
Se partirmos do pressuposto de que governar é satisfazer as necessidades dos governados, podemos aqui afirmar sem margem para erro de que as expectativas ficam muito aquém do esperado e que as promessas eleitorais continuam na miragem. Os bens essenciais como o fornecimento de água potável, o fornecimento da energia eléctrica, e as condições de vida do povo, continuam em crescente deterioração sem que se vislumbre uma luz ao fundo do túnel.
Não obstante as inúmeras intervenções e apoio de organismos internacionais e outros, a atenção sanitária continua deficitária a ponto de esgotamento de fármacos no hospital central o que revela a ausência de uma planificação e gestão de stock.
Hoje, a questão de soberania alimentar e segurança alimentar e nutricional consta na agenda mundial como imperativo de combate a fome e a pobreza. Quero aqui render uma especial homenagem a sociedade civil santomense pela forma tão dinâmica que assumiu a liderança dessa questão e felicitá-la pelas conquistas até então alcançadas o que vem demonstrar o fortalecimento das ONGs como parceiro do estado.
Por parte do Governo, entendemos que ainda existe alguma timidez de relacionamento e assunção das suas responsabilidades para com esta temática porque embora a sociedade civil tenha lançado as bases necessárias e suficientes para essa abordagem, o Governo tem manifestado uma fraca resposta e só assim se poderá entender que até este momento não se tenha adoptado uma estratégia nacional de reforço ao organismo Nacional que vela pela Segurança Alimentar e Nutricional.
Para que se atinja essa Soberania Alimentar é necessário que o Governo defina políticas públicas afins e para tal, precisa de dar a verdadeira dimensão e visibilidade a política agrícola e colocar a agricultura no seu próprio patamar.
Caras e caros deputados,
Outra questão que também nos preocupa tem a ver com os níveis de salários praticados na função pública que não se compadecem com os custos de bens essenciais e básicos cujos preços sobem constantemente. A par desta questão aproveitamos a oportunidade para instar o Governo a apresentar os devidos esclarecimentos em relação a problemática dos licenciados, levantada pelo Sindicato da Função Pública e encontrar uma solução ao problema e desta forma, diminuir a tensão social patente que vive a nação.
Ao longo deste primeiro ano de governação foram registadas inúmeras anomalias em relação a alguns dossiers  que já mereceram denúncias e comentários na anterior plenária para os quais, até ao momento, não foram apresentados argumentos válidos e convincentes. Continuamos a aguardar porque a situação é grave e nos preocupa.
Também nos preocupa a situação da comunicação social pública. Ela está manipulada e ao serviço exclusivo do governo. A comunicação social se abdicou do seu papel de fiscalizador da democracia, ofuscando o espaço do exercício de contraditório o que limita a efectiva e livre expressão de opinião do cidadão bem como limita o direito à informação com liberdade e isenção.
Senhor Presidente e caros deputados,
Temos a plena consciência da crise financeira que abala o mundo e dos seus impactos na nossa República. Mas este facto não pode justificar a nossa incapacidade de formular políticas públicas que possam responder as nossas necessidades de desenvolvimento. É necessário articular os recursos disponíveis e canalizá-los a projectos concretos geradores de riquezas e consequentemente, melhorar a qualidade de vida do nosso povo.
Os desafios que se nos colocam só poderão ser vencidos se tivermos a capacidade de superar as nossas diferenças e criarmos um espaço de diálogo permanente de forma a gerar consensos necessários para grandes questões do supremo interesse nacional. Verificamos ao longo desse espaço de tempo, uma atitude de arrogância e de exclusão. Fizemos a nossa parte propondo uma agenda de consenso e não recebemos qualquer reacção, aqui reafirmamos que continuamos abertos e disponíveis a ensaiar esse dispositivo que estamos em crer que poderá dar frutos.
Bem-haja a todos e obrigado pela vossa atenção.

Aurélio Martins

    26 comentários

26 comentários

  1. Sempre a subir

    21 de Outubro de 2011 as 15:01

    Isso Aurélio, agora sim.
    Faça o papel de oposição, mas lembre sempre seja construtivo.
    Forças, todo Governo trabalha melhor, quando há uma boa oposição.

  2. miss jane

    21 de Outubro de 2011 as 15:52

    Muito bem Aurélio Martins…. faz o trabalho de oposição… Fazendo critica construtiva… Paz e amor pra todos os Santomenses

  3. S.T.P

    21 de Outubro de 2011 as 16:22

    Muito bem Aurélio Martins isso k nós queremos…. oposição k faz criticas construtivas….. Queremos melhor pra povo de S.T.P…. Estamos atentos…. povo põe..povo exige..

  4. garrido

    21 de Outubro de 2011 as 16:26

    Bom trabalho, o governo esta sempre mandar recado para oposicao para lhe deixar trabalhar, e a populacao nao esta a ver trabalho a ser executado.
    Se é direito da oposiçao entao faça….
    Forca MLSTP.

  5. Lucileide Lima ( GIBELA)

    21 de Outubro de 2011 as 16:54

    Faça o Congresso do teu Partido. Tenha vergonha na cara. Depois desta derrota de 3% ainda tens coragem sr. desavergonhado. Deixa o lugar a outro és incompetente meu chapa. Fuuuuiiiii

    • Edson Francês

      21 de Outubro de 2011 as 22:00

      O homem sò està a cumprir legitimamente o seu papel de opositor. Não importa se o mesmo teve 3% ou não nas eleições, o que importa é que todos estejam atentos para que as irregularidades praticadas pelo geoverno sejam denunciadas! Eu também acho que jà està na hora do governo apresentar resultados ao povo. Viva a democracia!

  6. "Nós por cá e a nossa maneira"

    21 de Outubro de 2011 as 17:55

    …ainda lá esta no partido?????..

  7. Lollllllll

    21 de Outubro de 2011 as 21:16

    Tal Lucileide Lima (Gibela)… ter vergonha na cara pork? Kem es tu pra falar de vergonha…. Keres ocupar lugar de Aurélio Martins?/// Força ai camarada Aurélio Martins….. faz trabalho de Partido de oposição… força e coragem k bons tempos virão….fuiiiiiiiii…

  8. Militante Preocupado

    21 de Outubro de 2011 as 21:45

    Aurélio deve urgentemente convocar um congresso, para clarificar a questão da liderança o MLSTP, este partido merece muito mais do que isto.. Aurélio é o rosto da pior vergonha que o MLSTP já teve durante a sua história. Por favor senhor Aurélio não esteje a forçar a barra, porque isso poderá ser muito mais penoso ao partido. Cuidado com teimosia desmedida. O que não compreendo são os militantes histórico do MLSTP estarem muito tempo calados a deixar partido na mão de Aurélio Martins. Depois da derrota vergonhasa que este senhor teve em nome MLSTP já o deviam pôr a correr, uma vez que mesmo está agarrado ao lugar. Um político asseriu devia pôr lugar a disposição logo após a divulgação dos resultados naquela noite eleitoral.
    Faço uma pergunta:

    Aonde anda Maria das Neves e outras figura do MLSTP?
    Porquê que estão a deixar o MLSTP desta maneira? Este partido merece muito mais do isto…

    • Medano

      24 de Outubro de 2011 as 10:32

      Meu caro esta visto k você não é militante pk os militantes estão bem informado do ultimo conselho nacional k deu voto de confiança ao nosso legitimo presidente Aurélio Martins, falas da derrota o MLSTP já existe a mais de 50 anos, desde esta altura para cá nunca elegeu um presidente para sua informação. Perguntastes pela Maria das Neves e outros? esse só estãoa espera das próximas eleições para ocupar o cargo q acham vitalício para viver na boa enquanto o pobres coitados q ganham pouco ainda tem k pagar água e luz. Fica a saber q o Aurélio Martins concorreu a essas eleições como estratégia do partido.

  9. osvaldo pereira

    22 de Outubro de 2011 as 6:34

    o papel da oposição é de fiscalizar e construtivamente opinar,muito bem senhor AURELIO MARTINS,SÃO TOMÉ e PRINCIPE precisa de oposição contrutiva, meus parabens…

  10. paparazzi

    22 de Outubro de 2011 as 8:38

    sim sr sr presidente do mlstp.bom sinal faça mesmo o papel da oposiçao com criticas construtivas afinal na politica aprendemos bem com a derrota.agora e apertar o governo tb para corrigir as tais pomposas promessas os longos pedidos de que deixem nos trabalhar pois ja chegou a epoca chuvosa e ainda o governo nao deu rebento dos frutos-guerra a este governo

  11. lino

    22 de Outubro de 2011 as 12:57

    Muitos comentadores dizem “sim ..muito bem sr. presidente do MLSTP”
    Mas o Aurélio Martins neste momento nem devia estar a liderar o partido.
    Depois da humilhante derrota, só tinha que convocar os menbros do partido, para num congresso extraordinário apurar o nivel de confiança que ainda possui.
    Se é que ainda possui alguma coisa.
    De facto, é mesmo preciso ter cara de pau e não ter vergonha para se manter como está.
    Isto só revela ambição desmedida da sua parte.
    O pessoal do MLSTP anda a dormir ou quê!!??
    Assim, estão tramados. Esse senhor não os vai levar a lado nenhum.

    • aguido

      24 de Outubro de 2011 as 10:47

      Já houve um conselho nacional no sábado os membros do conselho deram legitimidade ao camarada Aurélio e o seu elenco, pra o seu governo o voto foi secreto e a direcção venceu com 80%

  12. Caçô Vadjim

    22 de Outubro de 2011 as 13:19

    Estejam atentos que o Governo vai fazer. Tem que ser lévé lévé, até todo povo morrer quer de fome, quer de doença de cabeça.

  13. Yes we can

    22 de Outubro de 2011 as 14:14

    Meu caro…Militante Preocupado … tas ameaçar Aurélio Martins… cuidado com k falas…vçs uniram boicotaram campanha d Aurélio agora xta a falar o ké… Se ele perdeu é normal… apreendemos com nossos erros…ele xta a fazer papael de oposição… fasendo critica construtiva..Goxtaria saber quanto k Maria das Neves anda a te pagar pra voçe falar bobeirar…. fui… te falo nao anda aki ameaçar pessoas…. esta bom….critica mas fas criticas construtivas,,, Ja terminou campanha…

  14. Taa-Sossegado

    22 de Outubro de 2011 as 18:28

    Outra vez? querem forjar crise politica? Já começo a perceber que o Dr Carlos Gomes tinha razão quando, na campanha, falava dos planos para derrubar o Patrice Trovoada. Pessoalmente não morro de amores pelo 1º Ministro,mas, uma coisa é certa; o rapaz é corajoso e determinado. E isso faz cocegas aos profissionais da politica em STP.
    Srs políticos,sejam mais coerentes. Critiquem o que está mal apontando soluções e aplaudam o que está bem. A isso chama-se ” oposição responsável”. O contrario seria, como se diz na tropa, “conversa de caserna”

  15. NINA

    22 de Outubro de 2011 as 19:16

    ISSO É TRUQUE

  16. Nosso povo

    22 de Outubro de 2011 as 20:48

    Bom trabalho camarada Presidente… tens k fazer papel de oposição… fasendo critica construtiva… muitos estao a diser k perdeste campanha nao podes ficar na liderança do partido…. meus irmãos… todos nós cometemos erros… e apreendemos com nossos erros… ninguém é perfeito… acho k militantes do partido deve dar votos de confiança a camarada Aurélio Martins…sei k ele irá demostrar trabalho… Força e sucesso… k num final tudo irá dar certo…

  17. picao flor

    22 de Outubro de 2011 as 21:41

    Hoje, esta figura, Aurelio Martins, pode fazer um grande trabalho no seio do seu partido. Pode efectivamente liderar o partido. Queremos ele a frente do nosso glorioso MLSTP, Sangue Novo.

  18. T.G brasil

    22 de Outubro de 2011 as 22:34

    O camarada Aurélio Martins como presidente do maior partido de oposição de STP tem por direito dar o seu parecer ( criticar construtivamente ) sobre forma como o governo está administrar o país , após 1 ano do ato de governar e nada foi feito até a presente data . Já está na hora do governo mostrar que está a trabalhar , dando exemplo concreto que o mesmo já fez para o povo de São Tomé …
    Em relação a derrota do camarada Aurélio Martins nessas campanhas presidenciais , só foi possível devido a dois fatores :
    – Devido os invejosos q se faz sentir no sei do partido , por motivo de orgulho também apresnetaram a suas candidaturas
    – O boicote da campanha do candidato Aurélio Martins ( espalhando panfletos dizendo q o mesmo desistiu da sua candidatura na madrugada do dia de voto ).
    Força AURÉLIO MARTINS …

  19. Digno de Respeito

    22 de Outubro de 2011 as 22:47

    Certo, tal como o caminho faz-se caminhado, a oposição faz-se não pela critica destrutiva mas sim, com atitude e sugestões favoráveis ao País e nunca em benefício partidário.

    Ter a coragem de pedir contas ao outros, implica arrumar os números da sua própria casa senhor dirigente na oposição. Faça mas faça bem, para que amanhã não caias nas mesmas asneiras porque a pior coisas que nos pode acontecer é aprontarmos e deixar o “rabo” de fora e sermos agarrados em circunstancias inesperadas.

    Se todos os partidos políticos santomenses soubessem da razão das respectivas existências sem pensar no puder e nos afrontamentos intra-pessoais (pelos elementos que os compõe), o País daria saltos muito qualificativo.

    Cada partido deve pensar na formação das pessoas ensinado-as as boas práticas (social e política) de boa governação porque ao saltar de oposição para a gestão do País, tudo será mais facilitado e o povo seguramente, sentir-se-a satisfeita, obviamente feliz (nem que por um dia).

    Bem Haja senhor Aurélio

  20. L.P.... Produções

    24 de Outubro de 2011 as 2:22

    Meu caro Aurélio Martins… estamos sastifeito em saber k V.Excelençia esta fasendo criticas construtivas… visto k oposição tem k avaliar, fiscalizar… governação do partido k xta no poder… e pedir contas ao Governo… Keremos criticas construtivas… 1 ano no poder Governo não demostrou trabalho…. estudantes estão num estrangeiro passando fome…. País esta sem energia eletrica… falta de assistençia médica aos mas necessitados… País esta um cãos… esta na hora d População pedir contas ao Governo…. Força camarada Aurélio Martins…. Povo põe povo exige… Povo põe povo fiscaliza…

  21. Comentador

    24 de Outubro de 2011 as 10:30

    Depois da pior derrota de sempre do MLSTP, esta figura, Aurelio Martins, pode fazer um grande trabalho no seio do seu partido. Pode efectivamente liderar o partido. Queremos ele a frente do nosso glorioso MLSTP,Acho muito difícil essa figura safar…

  22. A.G Brasil

    24 de Outubro de 2011 as 12:38

    O nosso país é muito pequeno para ter tantos orgulhosos desta forma, mesmo k acabou a campanha pessoas continuam a falar nome dele como se fosse coisa que ele foi a unica pessoa k concorreu na presidencia, que chato pessoa como AURELIO MARTINS é pessoa para aproveitamos,faça o seu trabalho, abri vista com governo.
    força AURELIO MARTINS

  23. Salpopessa do Bailundo

    25 de Outubro de 2011 as 8:42

    Ora bem!!!!!Até quando é que as nossas raivas acabam contra A.Martins????Quer dizer a raiva de alguns.Alguns que não,e nunca tiveram nada a dar a favor de STP!!!!Ok não falemos mais contra estes inuteis porque se assim for o país nao anda.Falemos de coisas séreas e esquessamos tais pessoas que até parece que não se importam com o estado da Nação.
    Caros compatriotas,não confundamos pão de bolo.São completamente diferentes.Se arrumaram cabalas ou seja se compremeteram A.Martins na época das eleições Presidenciais com situações arruaceiras a troco de algumas méseras Dobras,então neste momento deixem que ele faça e cumpra o seu papel na condição de líder da oposição.
    Quer a juventude quer o próprio conselho Nacional(que eu felicito) mais uma vez deu o seu vito de confiança porque chegou a conclusão de que A.Martins é válido não só ao MLSTP mas tambem para S.T.P.
    Portanto deixemos de fazer críticas desnecessárias uma vez que o país não espera por ninguem.
    Precisamos de uma oposição forte para que as acções do governo sejam fiscalizadas e que atravez destas acções cumpram-se os programas delineados pelo executivo em beneficio do povo que tanto merece.
    Bem haja a Democracia bem haja Aurélio Martins.Força e muita coragem.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo