UMPP denuncia relação tensa entre o Governo Central e o Governo Regional do Príncipe

O partido no poder na ilha do Príncipe, que congrega no seu seio, militantes da ADI, PCD e MDFM-PL, confirma o mau relacionamento entre o Primeiro-ministro Patrice Trovoada e o Governo Regional do Príncipe e aponta as causas do conflito.  

Segundo a UMPP, a primeira causa do mau relacionamento entre o Governo Central e o Governo Regional é a seguinte. «A falta de cumprimento pelo Governo Central dos compromissos assumidos com o Governo Regional, a quando da realização do Conselho de Ministros, ocorrido no dia 21 de Março de 2011 na cidade de Santo António», diz o comunicado da União para Progresso do Príncipe.

Segundo a UMPP, na referida reunião do Conselho de Ministros, o executivo de Patrice Trovoada prometeu, instalar um centro nacional de pesca na ilha, assim como a conclusão de inúmeras obras de construção e reabilitação de vários troços de estradas fundamentais para o desenvolvimento económico da ilha.

Também foi prometido realizar estudos com vista a construção de um porto operacional na ilha do Príncipe, e mais «aumento de três horas de fornecimento de energia eléctrica a toda a população perfazendo um total de 18 horas de oferta diárias. Fornecimento de energia eléctrica ao hospital Doutor Quaresma Dias da Graça durante 24 horas diárias», descreve a UMPP.

Segundo a UMPP, já passaram 9 meses e nada do que foi prometido como medidas urgentes, foi implementado. «Nada mudou», diz o comunicado.

Para além de faltar com a palavra dada, a UMPP, encontra arrogância no posicionamento do Primeiro-ministro em relação a implementação do acordo de investimento que o Governo Regional assinou com o grupo sul-africano HBD-Boa Vida. «Pese embora todos os esforços empreendidos pelo Governo Regional, de forma que senha assinado o acordo administrativo de investimento entre o Governo Central e o Grupo HBD-Boa Vida de forma a tirar o Príncipe da situação em que se encontra temos vindo a constatar uma atitude arrogante e inexplicável do Governo Central, em que passa para a opinião pública a ideia de que está de acordo com o Projecto, mas no entanto vem de forma triste prolongando tal assinatura que é fundamental para o investidor, pois é preciso conhecer os incentivos fiscais para assinatura dos contratos de empreitadas de obras com terceiros», refere o comunicado enviado a redacção do Téla Nón.

A UMPP, liderada pelo Presidente do Governo Regional José Cassandra, apela o Presidente da República, e o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, a tudo fazerem para que o acordo seja assinado o mais breve possível.

O partido que governo a ilha do Príncipe, aproveitou para reiterar total apoio e confiança na pessoa de José Cassandra, como seu líder e Presidente do Governo da Região Autónoma.

Abel Veiga

  1. img
    Cobra Preta Responder

    Dr. Patrice!
    Já lhe disse!
    Deixa de Parvice!
    Ou se quiser de burrice!
    Olha para o Príncipe com meiguice!
    Se não queres chatice!
    Cuidado com preguicite ou cais no déficit e!

    De Cawé à Pagué!

    • img
      Helmader Responder

      Ahahahah, esta é pra rir! Obrigado por este momento.

      • img
        Tiago Responder

        Vocês podem crer este Patrice Trovoada vai pegar neste país vai destrui-lo completamente. Este homem não tem perfil para primeiro-ministro de um país com tantos problemas. Eu nunca vi tanta confusão no país, tanta divisão, tanta instabilidade entre as nossas duas ilhas, desde a independência nacional em 12 de Julho de 1975 e olhem que eu já tenho 59 anos de vivência nestas terras. Nem quando os irmãos de Principe fizeram aquela manifestação que prenderam umas pessoas, em 1982 se eu não me engano, as coisas nunca estiveram desta forma. Eu não sei onde é que tudo isto vai parar. O que é que fez Patrice meu Deus?
        Tiago

    • img
      pedro Andrade Responder

      Aconselho ao povo santomense e particularmenta a populaçao do principe a ler o romance de um grande escritor Americano,George Orwel.O titulo é o triunfo dos porco.O livro é o retrato da “politica”santomense!

    • img
      Calibre-12 Responder

      Gostei da rima.
      Gostei também por verdades terem sido propferidas, aliás, como muitos têm feito neste espaço proporcionado pelo Tele-Nom. Só não reconhece essas verdades o Senhor patrice.
      Ele já chegou a conclusão que é um péssimo negociador, um mau governantes e para primeiro ministro é zero.
      Ele próprio já esta consciente disso e no conselho de ministros nós temos vindo a observar isso, Atyé connosco com os membros do gabinete ele chega a dar o dito por não dito.
      Reconheço que este país não irá a lado nehum. É preciso de facto que o Povo abra o olho. Não so do Principe, mas do pais inteiro.

  2. img
    opiniao realistica em geral!!! Responder

    Se o Patrice Trovoada deixar um pouco o ego de lado, poderá espelhar um pouco das pequenas coisitas que fez até ao momento ( ao contrári ode muitos que lá já sentaram mais tempo e menos fizeram). E sendo assim, poderia cumprir aquilo sim que prometeu a populacao da ilha irma do Principe e nao cumpriu, bem como analisar e ceder, caso efectivamente o contrato de concessao e nao venda do terreno do Principe seja benéfico para o país.

    Caso ele, o Patrice, assim nao proceda, pois, os baroes do MLSTP e PCD, embora meio fragilizados, buscarao uma forma de dá-lo um golpe enorme e por o To Zé como primienro ministro dentro de algum tempo.

    Gravem isso que acabo de escrever.

  3. img
    José Luís Fernandes Responder

    Aqui neste espaço há pessoas com criatividade muito a frente… LOL

  4. img
    helmer dias Responder

    OK la vamos mais uma vez com a mesma descripãncia e falta de leadade politíca da parte de todos que estão,envolvidos no crescimento e desenvolvivemto,na nossa querida ilha.O governo central esquece que princípe FaZ parte do pais que se chama são-tome E PRINCIPE,por isso quem ganha com desenvolvimentos financeiro e turistico,somos todos nos.Por isso pergunto o porque desta falta de imaginação,de cultura patriotico,inteligencia,civismo e o porque de querer dividir todos nos santomense.NOS que amamos princípe mais pertencemos ao país SÃO-TOME E PRINCÍPE,mesmo os que estao fora não estamos a entender o porque disso tudo,por isso estou com malta ai do princípe para todo tipo de manifestação ordeira, civilizada digna e verdadeira para que nossa voz seja ouvida e nao silenciada.ABRAÇOS A TODOS AI DE PRINCÍPE MAIS viva sao-tomé e princípe.

  5. img
    Dr.º PodeConfiar Responder

    O regionalismo sem sustentabilidade vale por si ou nada. Muito cuidado so vejo o príncipe de mãos estendidas a pedir implorar, o bom exercício de gestão territorial e administrativa é uma miragem. Viva a continuidade com astúcia.

    • img
      Helmader Responder

      Regionalismo sem sustentabilidade pouco ou nada vale, posso até concordar consigo. Agora isso de ficar de mãos estendidas a pedir e implorar, até parece que estamos a falar de dois países, quando na verdade está-se a tratar do mesmo taritório nacional. E devia saber que que o nosso país, STP só vive de mãos estendias porque não produz nada.

Deixe um comentario

*