Política

Presidente de São Tomé e Príncipe Manuel Pinto da Costa realçou progressos alcançados por Angola

Notáveis progressos que Angola vem registando na senda da prosperidade para todos os cidadãos“. Declaração de Pinto da Costa na recente visita a Angola, num despacho do Jornalista Gilberto Palhares, enviado ao Téla Nón.
“Um povo que contra todo o tipo de obstáculo, alcançou a paz, a suas exclusivasexpensas, tem necessariamente encontro marcado com o desenvolvimento”, destacou o estadista quando discursava no Parlamento angolano, durante a sessão solene organizada em sua honra.

Lembrou que as relações de Angola e São Tomé datam do período anterior às independências e formataram santomenses e angolanos num “mesmo caldo de cultura, princípio e valores que fazem dos nossos povos, amigos e irmãos”. “Entre nós não é só o intérprete que não é necessário. Também dispensamos floreados. Olha-mo-nos e compreende-mo-nos. Este é um capital único, sem preço, que estou em crer jamais desbarataremos”, asseverou.

Por outro lado, o Presidente falou da crise económica e financeira mundial, referindo que há países que foram fazendo o seu trabalho de casa de maneira consequente e estruturada. Referiu que o mundo é hoje uma realidade multipolar e os capitais, quer humano, quer tecnológico e financeiro, acham-se cada vez mais em zonas até aqui pouco noticiadas. “Porque é preciso adequar a comunidade internacional a esta nova realidade, associamo-nos a todos aqueles que pugnam por uma reforma do sistema das Nações Unidas, que reflicta a nova ordem ditada em função da emergência de um conjunto de países que pelo peso político-económico que gozam, têm que ter uma voz mais sonante no Conselho de Segurança da ONU”, disse.

No seu entender, a presente crise permite apreender que todo o sistema internacional de ajuda deva ser repensado, de forma a quebrar o ciclo “infernal” de dependência, que cria divida sem desenvolvimento, por força dos desequilíbrios ainda existentes no sistema de trocas internacionais.

Para isso, prosseguiu cada Estado, e os menos desenvolvidos em particular, devem organizar-se internamente de forma a gerir com maior eficiência os recursos existentes.
Manuel Pinto da Costa iniciou visitou Angola nos dias 30, 31 e regressou a São Tomé no dia 1 de Fevereiro. Visita que serviu para o reforço da cooperação entre os dois países.

O Chefe de Estado são-tomense visitou  também a nova Cidade do Kilamba, em Luanda. No palácio Presidencial à “Cidade Alta”, teve encontro de honra com o seu homólogo angolano, José Eduardo dos Santos, com o qual teve uma sessão de trabalho a porta fechada.

Gilbderto Palhares –Angola

    21 comentários

21 comentários

  1. voz do emigrante

    2 de Fevereiro de 2012 as 8:53

    Minha terra savaçao para saotomenses ,o Pinto ja foi chorar vai descer com uma mala cheio de dolar,mas o povo nao vai ver nada ,daqui a pouco vai la estar alguns jeepes novos so com cristo meu deus

    • I

      2 de Fevereiro de 2012 as 9:30

      Voz, vc calado e poeta. Nao entendes nada mesmo.

    • Selcio

      2 de Fevereiro de 2012 as 14:16

      E bem feito,

      Quem mandou votar no velho, agora chora

  2. Pedro Cravid

    2 de Fevereiro de 2012 as 9:44

    Só uma alerta,para um presidente que na campanha disse criar maior transparência na coisa publica não vejo porque razão manter encontros privados…enfim,assim e o nosso país.Nenhum jornalista para informar com certeza o que defacto fazem os politicos quando deslocam para exterior do país….enfim.

  3. kim kim

    2 de Fevereiro de 2012 as 10:02

    Se todos unirmos o país será MELHOR

    • Bernardino monteiro

      5 de Fevereiro de 2012 as 17:54

      Sr kim kim
      Muito obrigado, sao tome e principe precisa e de
      Uniao debater solucao nao criticar, es daqueles
      Santomense que quer bem deste pais

  4. Agitador

    2 de Fevereiro de 2012 as 10:11

    A g i t a d o r (eriqueceu de vez,
    Encontro privado quidalê,
    Nenhum jornalista pra passar informação.
    San Tomé tela ôô

  5. Filó

    2 de Fevereiro de 2012 as 10:59

    Foi mais um agradecimento pessoal e formal do apoio dado aquando das ultimas eleições. Nada mais do que isto.
    Uma mão lava a outra, as duas lavam o rosto e o povo zé ninguem, apenas faz a ponte.
    Vida longa. Estudem mais colegas o resto é historia.

  6. TERRA DOS MAFIOSOS

    2 de Fevereiro de 2012 as 11:21

    Deixa o homem trabalhar e para de reclamar porque da azar se ele prometeu ele vai cumpre e vamos dar tempo e o tempo falará por si meu amigo si ase queira bem entender ok..?

    • cauteloso

      7 de Fevereiro de 2012 as 23:58

      Nunca pensei que em S.Tomé tivesse ainda pessoas tão OBC….do,BBBBBBBBBBUUUUUUU…..

  7. Tluki Sun Deçu

    2 de Fevereiro de 2012 as 11:34

    Tanto Pedro Cravid como Agitador pelo visto vocês não acompanham mesmo a informação. A rádio nacional passava sempre reportagem através do Silvério Amorim apartir de Angola durante a estadia do PR em Angola eu pessoalmente ouví na rádio. A tvs embora já no fim do telejornal passou duas peças sobre a visita do PR, notícias essas que foram gravadas através da TPA, e pelas informações que tenho Uma equipa de reportagem da Tvs acompanhou o PR nesta visita e nesta altura se calhar devem estar a compilar os trabalhos. Por isso informem-se devidamente para não cairem no ridículo. Viva STP

    • Pedro Cravid

      2 de Fevereiro de 2012 as 18:00

      “Secção de trabalho a porta fechada”Repara antes de fazer qualquer tipo de resposta a qualquer comentário é bom o senhor lêr bem o que esta escrito na noticia,em vez de querer agradar a quem seja…ok.jovem…

  8. Fijaltao

    2 de Fevereiro de 2012 as 12:51

    Esperemos as próximas visitas do Ministro dos Negócios Estrangeiros à Angola para rubricar os acordos tácitos ou não que o presidente Manuel Pinto da Costa concertou com o seu homólogo José Eduardo dos Santos. Estou em crer que o nosso país com este presidente pode respirar boas lufadas de ar!

  9. BRUNO DAS NEVES

    2 de Fevereiro de 2012 as 16:07

    Se calhar muito de voces ai, so sabem fazer intrigas, falam coisas despropositadas, as vezes ponho-me a pensar que quando ouvem ou leiam noticias, a primeira coisa que pensam em fazer e deturpar enxuvaliar as pessoas, esquecendo-se mesmo ate de quem se trata. Sejam mais criativos, e nao detrutivos, os santomense vos agradecerao por isso!!! Fui…

  10. jojo

    2 de Fevereiro de 2012 as 16:24

    Muito mais importante para STP

    Economia são-tomense permanece vulnerável

    O Fundo Monetário Internacional (FMI) referiu esta terça-feira que a economia de São Tomé e Príncipe continua vulnerável e que o risco de capacidade de serviço da dívida é “elevado”.

    O Anúncio do Fundo surge horas depois de o presidente são-tomense, Manuel Pinto da Costa, ter desembarcado a Angola com a intenção de abordar o reforço da cooperação bilateral.

    De acordo com a avaliação do Conselho de Administração do FMI, o défice das contas públicas em São Tomé é “insustentável” sem o investimento petrolífero.

    “A economia são-tomense está vulnerável a choques externos e riscos de quebra resultantes das dificuldades económicas e financeiras na Europa”, esclarece o FMI.

    Sublinhando a necessidade de proteger as reservas de moeda estrangeira e a taxa de câmbio, apoiam ainda o objectivo orçamental do governo para estabilizar o défice primário doméstico a um nível que possa ser financiado por recursos que não sobrecarreguem a dívida.

    O FMI recomenda ainda um aumento da receita, redução das isenções fiscais alfandegárias e adopção de um mecanismo de ajustamento automático de preços que reflicta ao nível do retalho as alterações no preço internacional dos combustíveis.

    Fonte:Espanção

  11. Antonio Vaz

    2 de Fevereiro de 2012 as 20:07

    Votaram no velho tudo bem agora mamam

  12. Sun Dótxi Béngue Lólaê

    3 de Fevereiro de 2012 as 11:23

    Eu gostaria de fazer comentário mas acho que a nossa juventude precisam de informar melhor, procurar ler mais e deixar de fofoquices.

  13. generosa

    3 de Fevereiro de 2012 as 15:09

    pessoal seja alguem uma vez na vida esta n é uma rede social do face boock mas sim uma rede insentivo n das criticas de babakisse sejam vs mesmo.d’ acord

  14. Antonio Vaz

    4 de Fevereiro de 2012 as 3:55

    Eu (Verdadeiro Antonio Vaz) gosto do velho. Nao sei o que e’ que esse outro Antonio Vaz esta a falar! Deve estar bebado?

  15. Antonio Vaz

    4 de Fevereiro de 2012 as 4:03

    Abel Veiga and Direccao do Tela-Non
    POR FAVOR, TIRE O MEU NOME NA VOSSA PUBLICACAO E COMENTARIOS!

    I do not want to participate at this time.

    Please, remove my name from this commentaries! Unknown people are using my name and hiding their identity, it is dishonest, coward, and Tela Non is supporting this illegal and criminal act.

    Abel Veiga and Direccao do Tela-Non
    POR FAVOR, TIRE O MEU NOME NA VOSSA PUBLICACAO E COMENTARIOS!

    Antonio Vaz (verdadeiro)

  16. Veronica

    4 de Fevereiro de 2012 as 10:44

    Meus amigos,

    Acho que não devemos chorar sobre o leite derramado.
    As eleições já passaram, quem ganhou ganhou e vamos pra frente. Kua ê dá ê dá.

    Digo-vos do fundodo coração o que está encafifado na minha cabeça e que ainda não encontrei resposta e que quem souber me diga, por favor.

    Sendo a primeira visita do PR à Angola e a relação existente entre os dois países, porque razão, não foi suspensa ou substituida a presença do Ministro dos Negócios Estrangeiros em Addis a Abeba (UA),para que o mesmo se fizesse presente na visita? huuuunnnnn, Não gostei não en?!!!

    Espero comentários. Mesmo domeu amigo Ramos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo