Política

Maria Paula da Silva Cepeda é a nova embaixadora de Portugal em São Tome e Príncipe

É a primeira mulher a ser acreditada como embaixadora de Portugal em São Tomé e Príncipe. O Presidente da República, Manuel Pinto da Costa, recebeu esta manhã as cartas credenciais da nova embaixadora de Portugal.

Com honras militares como aliás é habitual no palácio do Povo, Maria Paula da Silva Cepeda, entregou ao Presidente da República a carta que a acredita como embaixadora de Portugal em São Tomé e Príncipe. A diplomata portuguesa diz que trouxe um mandato explícito de Lisboa. «O meu mandato resume-se numa frase curta. Aprofundar, redinamizar e reforçar o relacionamento entre os nossos dois países», afirmou, após a sua acreditação oficial pelo Chefe de Estado são-tomense.

A par do aprofundamento das relações bilaterais, a embaixadora, defende a continuidade das acções de cooperação que vinham sendo implementadas pelo seu antecessor. Apesar da crise financeira, Portugal não fez cortes radicais no financiamento à cooperação com São Tomé e Príncipe, explicou Maria Paula da Silva Cepeda.

Saúde e Educação continuam a ser sectores estratégicos na cooperação com São Tomé e Príncipe. «Os dois eixos estratégicos fundamentais na nossa cooperação é na luta contra a pobreza e a boa governação, e nessa medida temos dois eixos estruturantes que são a área da educação e da saúde. Mas há muitos outros como sabem, a cooperação técnico militar, a cooperação técnico policial, cooperação na área das finanças enfim», sublinhou.

A nova embaixadora está encantada com as ilhas maravilhosas. «Cheguei há duas semanas e é um prazer estar aqui. Vosso país é um belo país, o povo são-tomense é caloroso e afectuoso», declarou no átrio do Palácio do Povo.

Maria Paula da Silva Cepeda, é embaixadora de Portugal com residência em São Tomé, numa altura em que os dois países analisam o novo programa indicativo de cooperação com meta em 2015.

Abel Veiga

    47 comentários

47 comentários

  1. paulo

    8 de Maio de 2012 as 14:21

    Seja bem vinda senhora Embaixadora.
    Paulo

  2. Bruno

    8 de Maio de 2012 as 15:03

    Mais uma para se ajuntar a Ines e Marcia

  3. tenho fé

    8 de Maio de 2012 as 15:46

    Caro Abel Veiga.
    Antes gostaria felicitar-te pelo seu trabalho.Só quero chamar a sua atenção para que tenhas mais cuidados com alguns erros ortográficos que têm aparecido nos textos das noticias publicadas. ex: residente da republica # Presidente da Republica….

  4. cristina

    8 de Maio de 2012 as 16:07

    Finalmente Sª Embaixadora
    Seja muito bem vinda.
    Desejo-lhe tudo de Bom.

  5. JOSE CARLOS

    8 de Maio de 2012 as 16:09

    Muito bem, que melhore ainda mais a nossa relação com Portugal

    • mosssad

      8 de Maio de 2012 as 17:40

      nao precisamos de melhorias nas relacoes com Portugal mas sim, mudanca nas relacoes..Portugal tem que deixar de tratarnos como colonia… mas sim como um pais independente.

      Abaixo Neocolonialismo (Cavaco Silva)

      • Truki Sun Dêçú

        8 de Maio de 2012 as 20:14

        Sr. Mosssad …. Na sua opinião, não são necessárias melhorias… e Portugal é neo-colonialista. Penso que Portugal, desde 12 de Julho de 1975, reconhece e trata S.Tomé como País Independente. A mentalidade de alguns santomenses, como o senhor, é que não evoluiu, ao longo destes 37 anos. Felizmente a maioria não pensa assim. Porque não faz uma petição ao seu Governo, a pedir o corte de relações com Portugal ?? Ficariam só aqueles ‘Países Irmãos’, que muito têm ajudado S.Tomé. Os Imperialistas e néo-colonialistas ficariam de fora.

        • mosssad

          8 de Maio de 2012 as 20:59

          Portugal nao e pais irmao… mas sim Ex-Colonizador que ate hoje trata paises como sao tome e principe, guine bissau que sao os mais podres e desorganizados dos PALOP’s como se ainda fosse as suas colonias .. A minha mentalidade evoluiu tanto que hoje consigo falar de cabeca herguida de que os santomenses se sentem ainda colonizados pelos portugueses, e nao se libertam da praga, mesmo depois de 37 anos.

          Eu nao vivo de esmolas nem migalhas dos portugueses, no seu caso ja nao sei.

          Ja vi que a sua compreencao e limitada, tenta entender como deve ser a frase e so depois faz qualquer tipo de comentario ou ensinuacao.

        • mosssad

          8 de Maio de 2012 as 21:17

          Truki Sun Dêçú
          ja vi que em termos informativos a sus ignorancia esta a falar mais alto, mas eu nao vou entrar por ai, tendo em conta que nao somos da mesma laia.
          So para acrescentar, se for consultar o que o Cavaco Silva disse sobre os pretos que andam em portugal, nao estarias com esse tipo de linguagem.
          Truki Sun Dêçú se nao sabes..o Cavaco Silva acha que as ex-colonias, ainda e propriedade portuguesa, a isso chama-se Neo-colonialismo.

          Portugal diz que os voos da TAP (operaro pela WHITE) nao dao lucro, sao voos politicos e nao comercias.
          se sao tome tiver oou9 fizer alguma reclamacao que suspenderiam os mesmo…. Isso nao passa de prepotencia, dos portugueses… e a culpa e dos Santomenses que ainda se rebaixam, pedindo esmolas e muitos a receberem queijo e aloes de terceira qualidade dos comerciantes corruptos portugueses

          • Truki Sun Dêçú

            9 de Maio de 2012 as 13:35

            Sr. Mossad:– Realmente tem razão. Não somos da mesma laia. No comentário que fiz, não insulto ninguém, não lhe chamo ignorante, nem digo que vive de esmolas. Leia com atenção. Apenas digo que Portugal trata S.Tomé, como um País Independente e que não é Néo-Colonialista. Não vou citar as centenas de iniciativas, da Cooperação Portuguesa ou de cidadãos anónimos, que sempre acorrem a participar quando é necessário, auxiliar S.Tomé e os seus habitantes. As notícias do ‘Téla Non’ falam por si. Como não está em S.Tomé, é fácil mandar ‘bocas’. Sempre trabalhei e nunca vivi de esmolas. Não perco mais tempo consigo. Não somos da mesma laia. ‘Suú bé da lá’.

      • Ôssôbô

        8 de Maio de 2012 as 23:34

        Senhor Mossad!!
        Por amor de Deus! Não complique mais as coisas!! Homem sem fé!Apesar de tudo, portugal é a parceira nº 1 de S. Tomé e Príncipe.
        Pense com cabeça, homem!!
        Fui!!

        • mosssad

          9 de Maio de 2012 as 18:00

          Porque que haveria de ter fe… se os portugueses tratam-nos como se ainda fossemos a sua colonia?
          quando nao se rebaixa para os portugueses …. somos chamados de nomes…

          Sera que quando um Embaixador Santomense e acreditado no estranjeiro tem as mesma regalias? Isso e gastar dinheiro do estado com coisas disnecessarias… Onde estao os conselheiros do Senhor Pinto da Costa… Jaime Sa Menezes … Jika Simao… e outros mais? para verem que o pais nao precisa desse tipo de coisas.. ja esta ultrapassado

      • luisó

        9 de Maio de 2012 as 18:22

        é por estas e outras que gostaria de ter o poder de alterar certas coisas: como por exemplo e seguindo as palavras do mossad de que a partir de agora não há mais cooperação (unilateral) porque não é sejamos realistas bilateral, acabem com a saúde para todos, com os professores do liceu, tragam a TAP para casa, nem mais um centavo para o OGE deficitário anual, com a cooperação policial e militar, com os bolseiros que as Câmaras e escolas nos tuga pagam, etc, e devolvam esses milhões de euros anuais ao povo tuga que bem precisa e façamos a vontade ao mossad.
        Ajudemos sim quem não nos cospe na mão.

        • mosssad

          9 de Maio de 2012 as 18:35

          luisó LEva…

          Caro infelizmente o que portugal da para sao tome e principe nao passa esmolas e migalhas… os estudantes santomenses a que o senhor se refere..estao a passar necessidade. Vivem na miseria, em abrigos sem condicoes, eu pessoalemte visitei alguns, e vi que vivem em condicoes precarias e desumanas. A isso chamas de cooperacao??
          Tirar os jovens do pais., apesar de viverem em sao tome em condicoes que todos sabemos, e os eludirem com promessas de que vao mudar de vida para melhor .

          • mosssad

            9 de Maio de 2012 as 18:40

            Os estudantes dos cursos professionais que estao nos mesmos cursos de cooperacao bilateral, estao a passar fome e miseria( verifique no You Tube) os mesmos estudantes .
            So os filhos dos governantes e que ainda recebem dinheiro desviado dos cofres do estado para custiarem os estudos., alimentacao e despesas gerais.
            e muitos desses meninos fazem ferias para outros paises europeus e do medio oriente, enquanto os outros estao a passar fome.
            Portugal esta na miseria… tem a sua necessidade, por isso nao tera para dar sao tome.

          • luisó

            10 de Maio de 2012 as 10:34

            esses que tu visitaste e passam mal é porque o governo de STP não lhes dá nada e a prova disso são as inúmeras cartas de bolseiros em vários países a gritar e a mandar vir com o governo de STP.

          • OP Angola/ STP

            11 de Maio de 2012 as 12:11

            Saudações

            Caro Mosssad

            Tudo isso para não assumires que o seu comentário foi totalmente sem nexo?

            Reflita melhor visto que seus argumentos são desconexos com realidade.

  6. Gonçalo Tropa

    8 de Maio de 2012 as 16:35

    (…) Como principais sectores de cooperação, a embaixadora referiu a Saúde e a Educação como áreas prioritárias

    ISTO É MUITO BOM

  7. San Imé

    8 de Maio de 2012 as 19:39

    Tens que saber escrever isso e gravíssimo Sr Abel Veiga também você não estudou Jornalismo apreendeste ai a maneira se bem que não é só teu caso mais tens que melhorar ler bem as coisas que escreve e depois lança ok

    • N.C

      8 de Maio de 2012 as 20:03

      Ainda bem que o Abel e imparcial e humano,caso contrario esse teu comentariao nem seria publicado.
      O “sabio e aquele que nada sabe£,e que resume a sua sabedoria a ensinar aos outros e nao a se vangloriar da sua sabedoria

    • Fijaltao

      10 de Maio de 2012 as 20:15

      Meu caro amigo Sam Ime: Ao atirar a pedra aos outros, devemos primeiro ver à nossa volta que a nossa casa é de vidro! Aqui neste forum, todos nós incluindo o senhor escreve mal! O escrever mal aqui, não é uma questão de erros ortográficos. O erro aqui consiste na falha técnica, a rapidez, e a distracção com que todos batem no precioso teclado. Não sou defensor do Abel nem de ninguém, mas apenas para lhe dizer que na sua própria crítica ou observação também tem erros: Por exemplo: Em vez de escrever mas também, escreveu mais também! Critique com fundamentos.

    • Fijaltao

      10 de Maio de 2012 as 20:42

      Das trocas de ideias atrás citadas por muitos santomenses em relação a Portugal, umas são verdadeira ou quase todas são verdadeiras! Mas , tudo isso tem a ver com interesses recíproco, principalmente quando eu não tenho e vou pedir emprestado! Ninguém dá nada a ninguém neste mundo globalizante, egoísta, falta de censo e sobretudo a falta de amor. S.Tomé e Guiné são parceiros pobres das ex colónias portuguesas, pelo que sendo assim, ninguém dá nada aos pobres porque esses também não tenhem nada que ofertar. Ao serem tratados como neocolónias, tudo isso é permitido pela fraca finança dos mesmos em imporem-se como países independentes. Angola há anos era considerada por alguns políticos portugueses e muitos portugueses como caso perdido e ainda por cúmulo os angolanos eram considerados em Portugal como ladrões, mandriões e preguiçosos! Hoje, devido a força financeira e o poder económico de Angola, os Portugueses já a consideram como paraíso e os angolanos como acolhedor e trabalhadores(tamanha hipocrisia). Para os que conseguirem sobreviver, S.Tomé, também daqui a alguns anos com ajuda de políticos sérios que amam o seu país; na esfera da agricultura, pesca, turismo e petróleo, nós também seremos considerados o melhor povo do mundo, o mais acolhedor, o mais trabalhador, etc… O povo Português é mesmo assim: Só dá quando ele precisa! Por outro lado, critico não só o nosso governo como de muitos países Africanos que recebem políticos europeus com fanfaras e tambores, o que os europeus não fazem aos Africanos. Um dia ou em breve seremos respeitados. Olha, há anos atrás, a Guiné Equatorial era considerada como o país mais pobre do globo e o seu presidente o mais sanguinário do planeta! Mas o poder económico saído do petróleo colocou o país na mais alta esfera internacional como país promissor e digno de respeito, inclusive o seu presidente que passou a ser chamado pelo seu povo como Papá N’Guema. Tudo leva o seu tempo. o que é preciso é perseverança e trabalho.

    • Zé Maroto e Grão de Milho

      12 de Maio de 2012 as 7:45

      O teu texto de apenas 3 linhas, tem mais erros que do Jornalista em causa.

  8. Carlos Ceita

    8 de Maio de 2012 as 20:31

    Meu caro mossad inverteu ou melhor mudou apenas o protagonista do que consideramos colonizador. Continuamos infelizmente colonizados por nós próprios desde 1975 . Continuamos Colonizados pelo banhos pela corrupção pela cacharamba, puita e cudur. Colonizados pela nossa estupidez pela ignorância pela nossa mentalidade tacanha pelos mitos baiás e o pior é que não fazemos qualquer esforço para rompermos com estes vícios.
    Quando pensamos que o paludismo já se tinha desaparecido lá está ela de volta. Faço votos que Excelentíssima Senhora Embaixadora em articulação com o Governo encontre uma possível cooperação no combate desta doença. Querida Embaxadora todos os estrangeiros como a senhora diz que o nosso país é lindo maravilho pela natureza e povo acolhedor. Pena é sermos muito desorganizados e ineficientes apesar de sermos pouco mil habitantes comparado com milhões da sua terra onde minimamente as coisas funcionam.
    Seja Bem vinda caríssima Embaixadora ao paraíso do Equador ou melhor ao Paraíso dos Bobos da Corte.

    • Arafat

      10 de Maio de 2012 as 19:52

      Mossad

      Felizmente a maioria de nós Santomenses não somos da tua laia

      Eu que vivo em Portugal e vejo os cortes que o governo de cá anda a fazer, só posso sentir gratidão por ainda continuarem a ajudar o nosso país em saúde e educação.

      Não te esqueças que já somos independentes há mais de 30 anos e essa conversa do colonialista já não dá…

      Em vez de perderes o teu tempo com esse tipo de comentários, era melhor ires limpar roça, ou tás á espera que o façam por ti ?

      • Digno de Respeito

        14 de Maio de 2012 as 3:03

        Concordo, realmente existe comentários que por vezes é de lamentar. Entendo que o tal discurso entre colonizado e colonizador só serve e prevalece nas mentes demenntes. Porque como podemos explicar que perante uma notícia que aabamos de ler, pode ser associado ao tipo de comentário que se encontra desajustado e descontextualizado no tempo e circunstancialmente léguas de distância. Tudo para dizer que os tempos mundam, e com ele mudam-se as vontades mas, me parece que há pessoas que por mais oportunidade têm de mudar não querem fazer por por isso e nem por merecer…

        É preciso, crecer com a mente porque entendo que realmente “somos colonizadores” de nós próprios basta olhar para os anos de (in)dependencia que temos e comparararmos com alguns dos nossos irmãos que em igualdade de circunstância fizeram o mesmo percurso mas, rápidamente atingiram outras metas…
        Vamos é trabalhar, ser inteligentes e capazes de boa negociação para o POVO e mudar a nossa imagem e dizer que somos e seremos capazes do melhor!

  9. jamaicano

    9 de Maio de 2012 as 0:21

    QUE PATETICE!!!
    RECEBENDO SEMPRE COM HONRAS MILITARES COMO JA É DA PRAXE….ISTO É COISA ANTIGA.

  10. jovem bolseiro

    9 de Maio de 2012 as 7:31

    seja Bem Vindo a Ilha maravilhosa, desejo.. o excelente trabalho.. pela duas cooperações.

  11. petè petè

    9 de Maio de 2012 as 7:47

    Pinto ainda continua com moda antiga o homem do cerimonial tem k aconselhar o Presidente, se ele recebe um embaixador com honras militar como ira receber o Presidente fica meio sem graça, então os imaginemos k o presidente estivesse a creditar 5 embaixador no mesmo dia seria como? ou por exemplo no dia seguinte receberia um chefe de estado faria a cerimonia a moda antigo no aeroporto e depois no palácio isso é igual a palhaçada. vocês jovem conselheiro do presidente têm k explicar o presidente k na moda actual tudo esta diferente. quando chega um presidente ele manda o ministro dos negocio estrangeiro ir ao aeroporto receber,depois ele faz uma recepção com honras militares se for preciso também salvas do canhão no palácio. Abel espero k consideres isso como chamada de atenção e ñ critica passa por favor pra o Gika ficar bem na fotografia.

  12. Anjo do Céu

    9 de Maio de 2012 as 8:48

    Que Deus lhe abençoe e ajuda a trabalhar bem e sobretudo analisar os pedidos de visto para f´´erias num seu todo.Não complicar os pequenos e favorecer sempre os compadres e comadres.Já somos tantos cá em Portugal de poder mandar chamar um dos nossos familiares a passar férias em Portugal sem grandes custos ao governo Português.De poder conhecer outras realidades e refrescar as mentes.São esses mesmos que Embaixada priva em ver outros horizontes,mesmo cumprindo escrupulosamente os requisitos que Embaixada pede e o mas grave como cidadao Portuguesa.Isso é mesmo absurdo e isso só acontece em País como São Tomé e Principe.

  13. suzuki 125

    9 de Maio de 2012 as 11:27

    Tirem de la essa Marcia por favor!como pessoa não vale nada.

  14. Macho Mem

    9 de Maio de 2012 as 14:15

    Cara senhora embaixadora bem-vinda.
    Mas espero que analize bem e muito bem esta história de cooperação entre STP e Portugal relacionado com pedidos dos vistos, tendo em conta que cidadãos portugueses até conseguem o visto de entrada no nosso aeroporto. E tem k ter em conta também que Portugal já deu o k tinha a dar impossivél são-tomense que cá vive tem sua gleba tem carros casas ir de férias ou mesmo visita familiar querer isufurir da vossa grande crise que faço votos que permaneçam nela para todo sempre. agora já é a vez de áfrica ser Lider em tudo. Veja e reveja os acordos se não mais vale fechar a embaixada e começar a tratar os portugueses como vocês nos tratam a nós. E ca dê isto de PALOP e CPLP? Para que servem estas tretas todas? E caros governates vão pensando no povo e revejam este assunto de vistos.

    • mosssad

      9 de Maio de 2012 as 17:29

      Os estranjeiros conseguem vistos no nosso aeroporto(os portugueses principalmente) porque os santomenses ainda se acham inferiores aos outros estranjeiros .. e para nao falar de migalhas que recebem dos mesmo Portugueses no aeroporto para dar entrada facil aos mesmos. Infelizmente e isso que muitos nao entendem..Portugal trata saotomense como cidadao de terceira…

      Ainda bem que os ingleses tratam os Portugal tambem como terceiro mundo… aqui se faz aqui se paga.

      Abaixo Neo-Colonialismo

      • português

        10 de Maio de 2012 as 9:08

        O senhor deve ter um traumatismo qualquer. Então não quer investimento no seu país, prefere que os portugueses invistam noutro sitio e ajudem outros povos? ainda bem que são poucos que pensam assim! no seu país não há medicamentos e o Sr. está com essas questões. Olhe para os Açores, Madeira e Canárias e veja o que a Europa pode fazer por vocês, até mesmp Cabo Verde.

        • mosssad

          10 de Maio de 2012 as 17:42

          português

          O que voces fazem em sao tome nao sao investimentos, todos nos sabemos que vao e sugar o minimo que temos e colocam no estranjeiro. Por isso fique calado que e melhor.

          Sao Tome precisa de investimentos de Multinacionais e nao de alguns cidadaos portugueses, que la na sua terrinha ja nao conseguia sobreviver, tinha que vir para sao tome, porque era o unico sitio onde ainda poderia se sentir como pessoa.

          • mosssad

            10 de Maio de 2012 as 17:45

            português tem moral de estar a aqui a falar porque a culpa e dos nossos governates que nao tem vergonha na cara, porque em vez de roubarem e comprar bens na europa, o mesmo dinheiro deveria ser utilizado para comprar medicamento e outros bens. e Nao so, ter pessoas incapacitadas e incopetentes na governacao da nisso.. MAs olhe que portugal tambem nao esta muito melhor do que isso que todos nos sabemos…. (Pingo Doce)

      • Abúbè & Gíquitxi

        10 de Maio de 2012 as 18:34

        Mossad
        Muitos negros que vivem na Europa desenvolvem o sentimento que é manifestado por si. É certo que no mesmo posto de trabalho, há são-tomenses a receber mais consideração que vários portugueses, mercê à sua boa postura.
        Por outro lado há pessoas negras que em consequência à sua própria falta de modos, são marginalizadas e atribuem a culpa toda ao racismo. Embora ele exista, não é culpado de todos os sentimentos como os seus.

      • Aborígena Africano

        14 de Maio de 2012 as 20:03

        Inglaterra não trata um país que faz parte da lista de países desenvolvidos como um país de 3ºmundo.Não fossem os portugueses e nós continuariamos a viver como selvagens.

    • Aborígena Africano

      14 de Maio de 2012 as 19:50

      mossad, tens toda a razão! há um neo-colomialismo do lado dos portugueses.
      -São tomenses, temos que voltar à forma de vida que tinhamos antes de sermos uma colónia poortuguesa… Tribos! Só assim iremos viver felizes e superar as dificuldades. Nós Somos indígenas e não brancos, por isso, não nos imponham a forma de vida dos brancos! Vamos viver em tribos!

  15. C & C

    10 de Maio de 2012 as 7:31

    Seja Bem-vinda

  16. português

    10 de Maio de 2012 as 9:04

    Portugal deve continuar a INVESTIR em Africa tudo o que for possivel e daí tirar os seus dividendos economicos e politicos. Caso os países não queiram devemos abandonar. Muitos africanos estão a investir em Portugal e são muit bem vindos. Agora nota-se uma mentalidade bolorenta nestas comentários!

  17. luis

    10 de Maio de 2012 as 10:08

    Não consegui deixr de me manifestar…. realmente estão aqui comentários de pôr as mãos na cabeça, assim como muitos vocês ficam descontentes com a organização, gestão e orientação do vosso governo, nós tambem padecemos do mesmo, nao aceito que existam comentários a falar da generalidade dos portugueses…os portugueses isto…os portugueses aquilo… ou somos todos réplicas dos nossos governantes? …voçes por acaso são?? Os são tomenses responde pelas politicas erros desvios dos seus governantes ?? Os Portugueses respondem pelos seus ?? Porque falam em esmolas?? Não entendo… Alguem disse que os Portugueses tratam os São Tomenses como cidadão de terceira?? Isso é o que ?? Já visitei São Tomé alêm de ser um PAÍS lindo e de ter tido o prazer de conhecer algumas pessoas que realmente tive muito gosto, tambem trabalho com São Tomenses e acreditem que não são nada tratados como cidadãos de terceira…há um ditado que diz.. quem ´´es tu para me criticar.. antes de me apontares o dedo , certifica-te que tens as mãos limpas.

    Abraços a todos e unam-se para levar esse grande PAÍS para a frente, pois merece e tem potencialidade.

  18. Fernando

    11 de Maio de 2012 as 11:34

    Isto é uma miséria! Ainda bem que conheço santomenses como deve se ser, caso contrário ficaria a achar que são todos como alguns que aqui comentam: pobres e mal agradecidos! No estado em que Portugal está, continua a “bancar” São Tomé e alguns ainda acham que é pouco e vêm falar de histórias da carochinha. Tenham vergonha na cara! Não há nada pior do que um pedinte arrogante!

  19. Cartomante

    11 de Maio de 2012 as 23:04

    Eu acho que só há uma maneira de resolver este problema do Mossad.

    Tenho notado que o quadro de pessoal da Embaixada de Portugal em São Tomé é muito preenchido por pessoal feminino. Agora um embaixador, também mulher (sinceramente acho mulher a mais) só pode representar uma oportunidade para o Mossad mudar o seu ponto de vista.
    Tá visto que o Mossad teve problemas com Portugueses homens, não sei de que género mas deve ter sido marcante para ele ao ponto de escrever o que escreve e eu apelo ao pessoal feminino da Embaixada de Portugal em STP uma atenção especial para este nosso amigo. Sim, porque sempre lhe podem dar um tratamento diferente…

  20. Palmira Patinha

    26 de Outubro de 2015 as 13:08

    Sou Portuguesa com 57 anos Funcionária Pública trabalho na Secretária de uma Escola e gostava que me pudesse ajudar em conseguir um trabalho aí nessa bela ilha. Quero mudar um pouco a minha vida. Obrigada e bom trabalho.

    Palmira Patinha

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo