Ministros escoltados por polícia anti-motim puseram fim ao protesto popular em Fernão Dias

Presença em força da polícia anti-motim na quarta – feira em Fernão Dias, para desmantelar as barricadas erguidas pelos moradores na estrada que dá acesso à região. A população reclama pela falta de água potável e exige a reabilitação da estrada.

A revolta dos habitantes de Fernão Dias, no nordeste de São Tomé, começou na última terça – feira. Cortaram a estrada que dá acesso a aquela região do país, como protesto pela falta de água potável e o avançado estado de degradação da estrada.

Segundo os habitantes, os camiões que passam pela zona para transportar areia dragada, acabaram por deteriorar a situação da estrada. Desde finais de Abril que entabularam negociações com o Governo de forma a encontrar uma solução, mas não tiveram resposta. Por isso, avançaram com a revolta. «Quando se assinalava 3 de Fevereiro, e isso todos os são-tomenses sabem, vinham camiões das obras públicas com britas, e fazia-se terra batida. Porquê que hoje não se faz?», interrogou um dos habitantes.

Na reunião com os dois ministros, nomeadamente Carlos Stock da Defesa e Segurança Pública e Carlos Vila Nova das Obras Públicas, as mulheres de Fernão Dias, denunciaram o facto de padecerem de infecções vaginais, em consequência do uso da água do rio, tanto para lavar, tomar banho e também para beber. «Nós as mulheres daqui, vamos ao rio para tomar banho e a vagina coça. O sector da saúde já nos disse que tem a ver com a água. Temos tido corrimentos por causa dessa água», referiu uma das mulheres em nome da colectividade.

Outro habitante, usou da palavra. «Não estamos a fazer guerra. Estamos a reivindicar um direito legítimo. Veja a qualidade de água que bebemos. Estamos iguais aos porcos. Dormimos na lama e tomamos banho na lama. É triste», afirmou, tendo mostrado uma garrafa de água cujo conteúdo parecia gasóleo. É a cor da água que se bebe em Fernão Dias.

Escoltados por forte contingente da polícia anti-motim, os dois ministros pediram calma a população. Carlos Stock que tutela o ministério da defesa e segurança, fez saber que a polícia foi enviada apenas e só para abrir a estrada que tinha sido cortada. «Vieram num espírito de colaboração. Isto para que não houvesse choque entre vocês e o Governo», explicou o ministro.

Por sua vez Carlos Vila Nova, que tutela as obras públicas e recursos naturais, apontou as soluções para o problema. Segundo o Ministro há um projecto ainda em fase de estudo que visa a construção de duas células num reservatório de adução de água naquela região. Uma célula vai alimentar a roça Canavial e outra alimentará Fernão Dias. «Vamos fazer o que se chama de intervenção imediata. A nível da água utilizar a mesma capitação, fazer um novo depósito, que vos permite ter acesso a água», sublinhou.

No que concerne a situação da estrada Carlos Vila Nova, indicou que estão em curso estudos que vão permitir a reabilitação da via que liga Vila de Micoló à  Fernão Dias. O Ministro garantiu que a empresa que explora areia na zona vai participar no trabalho de reabilitação da estrada.

Promessas de solução, que aliviaram a tensão no seio da população local. As barricadas foram retiradas, e a polícia anti-motim regressou a capital junto com a delegação ministerial.

Abel Veiga

  1. img
    quebro-me os ossos Responder

    pra reprimir a populaçao o governo é rapido e eficas!!! Pra resolver os seus problemas é todo o seu contrario…

    • img
      Santa Marta Responder

      Não sabes porquê? É para justificar as incompetencia deste governo e do presidente da camara deste distrito que é igual ao patrice. Só sabe ele viajar e arranjar comcubinas. Para resolver os problemas da população ele tem sempre pressão alta. Que vergonha? Beber essa água e não ter ninguem para defender esses coitados. Militares prontos para massacrar como rafael mandou massacrar mulher parida em monte macaco por ter reclamado a falte de água e energia e tudo ficou impune. Vergonha dos dirigentes que temos.

    • img
      Lévé-Léngue Responder

      Não dá pra ter tanta dúvida assim quando se trata das palavras do cidadão Carlos Vila Nova, o único rosto que ainda está lavado neste Governo.
      Congratulo-me com a intervenção reactiva da Polícia e com a confiança que o Ministro “Deus no Céu Ele na Terra” deixou aos moradores. Esperemos tranquilos para ver que valeu mesmo a pena!

  2. img
    Calibre-12 Responder

    É o Povo quem mais ordena!
    Quando as coisas não estão bem, é de facto necessário um grito de alerta. Foi isto que fez a população de Fernão Dias.
    O que não entendo é a presença do Ministro da Defesa nesse local e para este assunto. bastava o Ministro das Infra-Estruturas.
    Que eu saiba o regime santomense não é musculado, não é militar, portanto o pequeno Stok deveria não aparecer ai. Deveria sim é ir preocupar-se com a critica situação que se vive no quartel militar e nos comandos distritios da policia.

  3. img
    NORA Responder

    Pelos vistos os policiais anti-motim não forão somente abrir a estrada.
    Para abrir a estrada não teriam precisado de ir com coletes a polvora de bala e armas pesadas.

  4. img
    C & C Responder

    Azebelé é nome dele… é só pra começar senhor Trovoada!!!

  5. img
    sei lá quê Responder

    é pena que essas manifestação são raras em STP….e de pouco efeito a nível nacional.

  6. img
    João Bosco Menezes de Pinho Responder

    Mande este Governo à casa. estamos fartos destes ministrecos

    • img
      Pantufo Livre Responder

      O senhor Carlos Stock está arrumado em artista. Se ele tivesse mesmo trabalho não estaria a fazer estas cenas tristes. Como está num ministério que ele não percebe nada, nem tão pouco é suficientemente competente para fazer nada, resolve arrumar-se em artista. Todos os artistas têm este tipo de comportamento exótico. Como não tem nada que fazer no ministério que coordena está gordo, muito gordo. Vê-se pela foto. Se ele tivesse que trabalhar, pensar, reflectir, coordenar, organizar, etc, não estaria tão gordo como um porco. Aliás todos os ministros deste governo estão gordos como porcos. Só o povo deste nosso país é que está magro.
      Faça alguma coisa de útil para o teu país senhor Carlos Stock ou peça a demissão. Já estamos fartos de incompetentes como o senhor, senhora Ângela e outros.

  7. img
    Oposição da Politica no País Responder

    Esta iniciativa da População de Fernão Dias foi boa, Portanto numa democracia este é o dever ou direito do povo manifestar o seu direito de bens estar, É por isto que apelo a população em geral para mostrar este governo que povo tem força, Faz alguma coisa a muitas associação por este País, será que é só para nada… Partidos de oposição diz basta a este governo…….

  8. img
    Badiu di STP Responder

    Só para lembrar que 99,9 porcento da população de Fernão Dias, são cabo-verdianos e seus descendentes – seus descendentes- que só são reconhecidos como sãotomenses nas alturas de campanhas eleitorais) ….. o tempo fará a justiça…
    Badiu di STP

    • img
      Argenezio Antonio Vaz Responder

      Senhor Badiu di STP, como aqui é um forum onde podemos escrever livremente, por isso tomo a liberdade de comentar a sua afirmação.
      Não concordo consigo, pois os caboverdianos são bem tratados em STP. Quantos filhos de caboverdianos fizeram estudos a custa do governo de STP?
      Quantos caboverdianos ja ocuparam cargos, ate de ministros, directores, primeiros ministros? So nos falta é mesmo um presidente caboverdiano, pois para todos os outros cargos importantes, ha sempre um caboverdiano.
      Quantos não sairam de STP, e estão nas outras paragens, depois de isufrir de STP? Normal, ou não?
      Quantos lotes de terras estão na mão dos caboverdianos? Sera que depois dos 37 anos, podemos separar da população santomense os caboverdianos ou angolanos?
      E sabes, aqui não é como em outras paragens, onde não podes dizer a sua origem. Tudo aqui é transparente. Ao contrario conheço Cabo Verde e não so, sera que la pode um Santomense ser Ministro ou Director, ter terras? Sera? Seja realista.
      Por fim estou deacordo com a população, mas deixem de dizer que so os caboverdianos é que vivem mal em STP. Isto é falso, a probresa esta em todo lugar.
      Se tiveres coragem para conhecer STP estude bem a terra onde nos acolhe. A terra é boa assim como os seus habitantes, apenas aqueles que infelizmente nos tem derigido depois da independencia, têm feito mal a essa terra e aos habitantes.

      • img
        DIASPORANO.CV Responder

        Gostaria de tão só reforçar a sua alerta ao sr Badiu di STP, porque na verdade, em STP os caboverdianos são vistos como iguais aos santomenses no exercício de direitos, na consideração por terceiros e, em alguns casos, com mais previlégios, o que não acontece em Cabo Verde . Muito pelo contrário – o insucesso das governações,a degradação contínua da qualidade de vida como fruto de má gestão do país,as notícias de corrupção, a impunidade e a incapacidade do estado na resolução dos conflitos e dos problemas sociais , o estado cúmplice da impunidade etc, não têm contribuido como uma alavanca para a valorização do cidadão santomense residente em CV, apesar dos esforços de cada um para triunfar, neste mundo cada vez mais concorrencial e mais protecionista. Cada vez mais, para determinados empregos, uma das cláusulas é ” ser de nacionalidade caboverdiana,…”,. Comprende-se, é legítimo; é preciso proteger!

        Uma “deicha” ao mote da questão… O problema da água…o prpblema da água potável. Não é legítimo uma população reclamar o direito a água em condições de salubridade necessária? Já não era tempo de termos reservatórios de captação e tratados? esta necessidade não deveria ser a nível nacional de prioridade de todos os governos?

        • img
          Argenezio Antonio Vaz Responder

          Meu caro, estou deacordo que os governos de STP, desde da independencia, nada têm feito para resolver as questões basicas do desenvolvimento. Mas isso não quer dizer que os santomenses que estão no exterior, são de igual modo corruptos e brutos, para não deixarem que eles participem na sociedade, por exemplo a carboverdiana. Na epoca colonial, sabes bem que os santomenses trabalharam muito, em Portugal, em Angola. So para salientar esses dois paises. Os santomenses no exterior continuam como eram dantes.
          Sera que por exemplo nas instituições estrangeiras os quadros guinienses (Bissau) não trabalham, mas Guiné Bissau tem passado que sabemos. Não se pode avaliar um cidadão so porque o seu pais é corrupto. Vejamos Portugal, Grecia, Espanha, Italia e mesmo a França, p.e. estão passando numas crises. Os seus cidadões são todos corruptos? Têm prestado bons servidos no exterior? Ou queres dizer outra coisa?Se fosse assim, tenho a certeza de que muitos, estariam de fora.

    • img
      Paracetamol 500mg Responder

      O eterno problema.
      Os caboverdianos gostam de comer em todas as bocas. Quando apetece ser santomense afirmam, quando querem ser caboverdianos la vêm eles reivindicar. Ou é santomense ou é caboverdiano.
      Deviam pagar renda nas roças, deviam legalizarem junto das autoridades. STP esta a perder dinheiro com estrangeiro

  9. img
    luisó Responder

    Esta sim é a realidade e o dia à dia do povo de STP.
    Não são os anúncios dos portos, dos aeroportos, das plataformas marítimas, das migalhas da GE e da Nigéria, das empresas russas e do kosovo, etc.
    O povo vive assim no dia à dia, na miséria, sem apoios, sem estruturas bases, sem um fim à vista ao fim destes 38 anos de desgovernos que só encheram o bolso deles próprios e dos amigos e familiares.
    Onde pára todo esse dinheiro recebido pelos doadores durante estes anos todos?
    Não consigo dizer mais nada…

  10. img
    Joao Pedro Responder

    O que se assiste hoje no nosso País é uma classe Politica que ainda não se percebeu que o País, o Povo são-tomense e o Mundo mudaram e há que ter novas abordagens para os problemas e como tal insistem nos metódos mais arcaicos para lidar com os mesmos…..

  11. img
    O Analista e Censurador Responder

    Uma pequena manifestação como alerta ao governo da situação que a população de Fernão Dias e não só tem vivido no País; foi necessário um contingente policial altamente armado acompanhado do ministro da tutela. Se fosse uma manifestação geral?!…É sinal de que todas armas de guerra seriam expostas nas ruas e no País em geral.Somente era necessário a presença do ministro das Obras Públicas e a comitiva ligado na área em questão para resolver a questão em causa.
    Qual foi o significado do ministro da Defesa acompanhado do contingente Policial?!…A resposta está na mão de Deus.
    É muito comovente atitudes dessas no País. Povo acorda,unifica e organiza.As coisas estão a tomar outro carácter!…Porque para além de “TROVOADA” esta aproximar o “CICLONE”.Não esqueçamos que o nosso País é uma gota de água no Oceano.

  12. img
    Moralista Responder

    Também is lavar a coisa no rio não lembra nem ao diabo…

  13. img
    N.C Responder

    Penso que se o povo estiver organizado,conseguira em grande medida resolver os seus objectivos.A uniao faz a forca,e nem a “forca brutal,selvatica e policial” conseguira derruba -la.
    A historia ja nos ensinou que que todos juntos de forma ordeira,reclamando objtivos comuns,poderemos derrubar governos,destituir orgaos e ditadores.Hoje temos novas tecnologias,grupos organizados de emigrantes pelo mundo fora,o porque de nao elevarmos a nossa voz,e exigirmos o fim desse Governo,desses Magistrados,desses Deputados,em suma de todos aqueles que imperam o desenvolvimento do Pais?O Santomense por natureza e medroso e traicoeiro.Basta um grupo pensar em manisfestar,para aparecer logo policias armados para se confirmar essa timidiz.(Eu nao,eu nao tou nele nao,ele e Ku disse,ele ku fez)

  14. img
    Ôssôbô Responder

    O grito de uma gente que 37 anos depois clamam po reabilitação de uma estrada de referência nas ilhas maravilhosas que seguramente passam por lá muitos turistas.
    A mentalidade dos nossos governantes é arcaica e retrógrada razão pela qual temos que pensar e repensar o futuro de um país que nós orgulhamos e que os estrangeiros admiram.
    Fui!!

  15. img
    jamaicano Responder

    Como é possivel?!!!! Esses cambardas passam a vida a viajar e na máfia e o povo a sofrer.Resultado de tudo isto é governo incompetente,de Ministros arrogantes feitos em porcos,Presidente a dormir e com caminhar de lêsma….Esse Carlos stock é burro, porque ao se deslocar a fernão dias com o aparato de segurança e ao lado de Carlos Vila Nova estava a desempenhar papel de segurança, que nem para isso ele serve tendo enconta que é um anão….Sem vergonha,desgraçados…

  16. img
    mosssad Responder

    Qual e o motivo da presenca do Fabio..na delegacao ministerial?
    Qual e a formacao ou ligacao entre o Carlos Vila Nova e as obras Publicas? qual e a experiencia que o mesmo tem em termos de construcao Civil em geral e Hidraulica???

  17. img
    Baga Tela Responder

    O problema do nosso país, é o sistemo. Se não entrarMOS no sistema estamos linchados.
    Se o povo de STP aniquilar um a um desses curruptos que apenas vão ao poder para se servir dele e não para servir o povo e o país, eles perceberiam que STP não pertence aos seus pais, nem tão pouco erança de família.
    Será que os militares e polícias têm condignas condições de trabalho e de vida?
    Se sim, eles têm razão de lutar ao lado da corrupção de que fazem parte.
    Se não, porque é que eles não lutam ao lado do povo com o propósito de melhorar a qualidade de vida naquele paraíso arquipelágico.
    E os partidos da oposição? O que eles fazem para travar a incompetência e má fé desses governates?
    Será que a única função deles é lutar para ver quem rouba mais? Neste monento, STP parece uma das vilas europeias onde dois dedos de gato pingado, por isso o desenvolvimento não chegou lá.
    De certo não foi com este propósito que os nossos antepassados lutaram para para a nossa liberdado. E pagaram caro, com o proprio sangue que de certo corre nas veias de muitos.

  18. img
    Dondô Responder

    O que quer dizer descredibilizar
    A revindicação de uma pequena polução pelo bem essencial à vida, motivou a deslocação de força policial, designada força de anti-motim « o nome de uma força mobilizada para intervir em caso de extrema gravidade » justificado pelo Srº Ministro de Defesa, a presença da polícia é apenas para “abrir a estrada que tinha sido cortada”
    Seria esta a função desta força? Não teria sido o engano?

  19. img
    Dos Santos Responder

    Num pais que si diz democrático,onde o povo vai ao voto,ele tem o seu direito de exigir o melhor para o seu bem estar.Só resta as identidade competente em trabalhar para o bem do Povo,foi para isso que o Povo lhes escolheu.

  20. img
    Fijaltao Responder

    `Tão perplexo o problema deste povo que ninguém sabe explicar cabalmente o porquê destas desgraças e destas poucas vergonhas que nos tem atingido na Diáspora!
    O País tem rios à volta da Ilha, O país tem águas do poço em todas as zonas do país e que não são salobras! Mas, mesmo assim o povo tem falta de água, tem falta de energia, dois cancros que tem afectado os sucessivos governos e que não tem e não se encontram soluções á vista.Lê-se todos os dias que país tal doou S,Tomé X milhões, governo tal doou Y milhões, país tal perdoou dívidas santomenses, bolas, “passo a expressão”, o que têm feito com esses dinheiros? Meus amigos, pensem bem, planejam bem, definem prioridades, etc. Outra coisa, daquí a nada o governo americano vai doar para àfrica 3 mil milhões de dólares para agricultura! S,Tomé está contemplado, será que só estão à espera que esse dinheiro caia para resolverem o problema de alguns ou estarão á espera para resolvermos problemas de agricultura a sério esquecer de uma vez por todas o problema do petróleo! Infelizmente o país precisa de engenheiros e técnicos no campo da Hidráulica para resolver o problema da água! Já chega de formar pessoas em áreas que não têm nada com o país , comecem a formar engenheiros e técnicos de água para o país.

  21. img
    suzuki 125 Responder

    esse vila nova ja está arumado em carapau de corida, eu que pensava que era algem de bem.

  22. img
    Anjo do Céu Responder

    Estou muito satisfeito com atitude e coragem desta população sofredora de Fernão Dias que ja vem a decadas reclamado esta vida que não interessa ninguem no século XXI.Sei de antemão que Presidencia da Camara de Lobata tem colocado esta questão várias vezes ao governo em busca de solução e parece que é muito dificil falar com os Ministros deste País e muito menos oprimeiro ministro.Este governo só está a dar prioridades aos distritos de Água Grande e Mezochi que é da cor Partidaria e isso nao pode continuar num sistema democratico.Também pode-se falar daqui na zona de GONGA ao pé do cemitério que tem acumulação de agua ja a bastante tempo que é uma obra do GOVERNO e que todos os dirigentes passam quotidianamente e não há meios de desentupir esta vala.É uma lástima conviver com esta penosa realidade.Povo de Fernao dias nao devem cruzar os braços e não seduzir com palavras bonitas e duvidosas destes Ministros,porque eles estão a prejudicar a saúde e diminuir a vida futura pra voces morrerem antes do tempo é desejo desses malfetores.Luta continua e abrem os olhos

  23. img
    Nando Vaz (Roça Agostinho Neto) Responder

    Gostaria de deixar apelo aos meus patrícios da roça Fernão-dias.Não desistem continue nesta luta, um dia as coisas vão Mudar.
    “S.tomé e Príncipe e novo paradigma político” é claro no referendo para mudança do atual regime,simipresidencialismo para presidencialismo.E vocês é que vão mudar isto tudo. Agora é só questão do tempo, vamos com prudencia!..

  24. img
    pontape cavalo Responder

    que vergonha..o ministro carlos stok nem parece ter titulo de jurista,esse pau mandado do Patrice ministro de arreia nao entende nada de defesa nem pela sua propria defesa..espirito de colaboraçao a maos armadas onde que se viu uma coisa dessa..para nao haver choque entre populaçao e o governo..palavra escapada pelo chamado de jurista..Ministro a comandar operaçao policial que espectaculo..num pais democratico onde o dialogo,paz,concordia devem prevalecer nas mediaçoes dos conflitos..tambem quem nunca teve quando lhe surge algum usufrui deste de forma exagerada e desavergonhada pois se a mulher dele tem segurança e motorista para lhe acompalhar ate nas compras e nos saloes enfim mas culpado de tudo isso e o povo com ganancia de grana macuta banho,inovaçoes,e ambiçoes..por isso deve padecer para aprender., ha coisas piores ainda por de traz para acontecer.. bem feito e muito bem feito.

  25. img
    pontape cavalo Responder

    senhor ministro Vila nova por amor de Deus,por leite de mama da sua mae,por amor dos seus filhos esposa e amigos nao acompanha essa caravana em questoes como essas,o senhor tem assessores e colaboradores de area vocacionada para efeito,seu nome brilha esse governo por isso nao va nessas aguas cheirosas.. e quando se sentir ultrapassado, por amor de deus faça como Salvador Ramos..uma retirada a tempo vale uma vitoria .

  26. img
    DA e DOI Responder

    Povo escolheu mudança com ADI agora sofre e não reclama, porque foram alertados, mas por força de banho entenderam que com Patrice Trovoada Gabones as coisas deveriam mudar………..

Deixe um comentario

*