Distrito de Caué e a região autónoma do Príncipe reforçam relações

O Presidente do Governo Regional do Príncipe, prometeu colocar à disposição da Câmara de Caué um gerador eléctrico de 500 Kvs que se encontra na ilha do Príncipe, e que não está a ser utilizado.Promessa foi feita por José Cardoso Cassandra, na cidade de Angolares(na foto).

“Quando eu chegar a ilha do Príncipe vou encontrar-me com a delegação regional da Empresa de Água e Electricidade (EMAE) para colocarmos à disposição do distrito de Caué o gerador novo que temos de 500 Kvs, que não está a ser utilizado”, disse José Cardoso Cassandra, na cidade de Angolares.

Caso esta promessa venha a concretizar-se , os residentes da cidade de Angolares poderão ver melhorada a qualidade de energia eléctrica que é oferecida para aquela localidade. Por outro lado o poder local de Caué poderá ver minimizada as despesas com o combustível, uma vez que vai estar em funcionamento apenas um gerador em vez de dois como actualmente para alimentar a cidade de Angolares no sul de São Tomé. «Caso isso venha a acontecer poderemos ter melhor energia na cidade de Angolares, uma vez que os dois geradores que temos são fracos, para alimentar todas as residências. Por outro lado, podemos minimizar as despesas com combustível», acrescentou Américo Pinto, presidente da Camara de Caué.

Na visita que fez a cidade de Angolares na última quarta – feira, José Cassandra, ofertou 4080 pares de chinelos para mulheres do distrito de Caué. Dos nove mil pares de chinelos para senhoras que o Governo Regional recebeu de alguns amigos do Príncipe em Portugal, 4080 pares foram parar no distrito de Caué. As relações de longa data entre a população de Caué e da Região Autónoma do Príncipe, é um dos motivos que determinou, a escolha do Presidente do Governo Regional do Príncipe, para partilhar o donativo. «Nós temos uma relação de longa data que vem desde altura em que os estudantes do Príncipe e de Caué ficavam abrigados juntos na casa de estudante na Quinta de Santo António na cidade de São Tomé. Por outro lado, depois de distribuirmos na Ilha do Príncipe, percebemos que esta quantidade que sobrou cabia muito bem neste distrito», afirmou José Cardoso Cassandra.

Os números dos chinelos variam de 37 a 42, por isso, a distribuição vai ser feita também ao nível da escola secundária de Angolares. A Associação das Mulheres Palaiês de Angolares vai ajudar o presidente da Câmara de Caué na distribuição do donativo. «Nós queremos agradecer este apoio do Governo do Príncipe. Isto vai ajudar não só as senhoras, mas também as meninas da escola secundaria», disse Alda Delgado, presidente da Associação das Palaiês de Angolares.

A oferta que surge numa altura em que o distrito de Caué foi homenageado pelo município português de Buticas, que reconhece o empenho do distrito de sul de SãoTomé na divulgação da sua imagem fora de Portugal. «Caué teve uma homenagem especial, foi nos dada a chave do município banhada em prata e um diploma. Foi o reconhecimento do município de Buticas pelo trabalho de divulgação da sua imagem fora de Portugal, feita por nós», disse Américo Pinto, presidente da Câmara de Caué.

O município de Buticas e o distrito de Caué vêm relacionando há cerca de dez anos e a actividade cultural tem marcado as relações entre os dois municípios. Buticas é um dos municípios portugueses com a qual a Câmara de Caué tem geminação.

Sónia Lopes

  1. img
    Angolar de Monte Mário Responder

    É assim mesmo. União e cooperação para ajudarmos uns aos outros mesmo em dificuldades. Se um tem uma coisa e o outro não tem é bom compartilharmos ajudas e interesses em prol do desenvolvimento de todos. Se todos fizêssemos isto o país eataria melhor. Temos que deixar desta coisa de uns quererem tudo prejudicando os outros que não têm nada. Gostei muito deste gesto do governador do Príncipe. É assim que se faz política. Amanhã se Cauê tiver uma coisa que o Príncipe precisa também pode ajudar o Príncipe. Muito bem senhor Governador do Príncipe. Deus ajuda senhor.

  2. img
    Lede di alame ça ua Responder

    Isso sim, e trabalho conjunto para minimizar os problemas das ilhas, contrario dos outros que pensavam em primeiro lugar usar em suas residencias ou de amantes…obrigado to ze

  3. img
    Minuye Responder

    É de se louvar a iniciativa. Porém até onde sei, no Príncipe tem-se apenas cerca de 12h de energia eléctrica por dia. Então o problema no Príncipe é falta de combustível?
    Que pena que a barragem não funcionou e ninguém foi responzabilizado por isso, pois não estaríamos nessa “pénéta” de luz mais cara do mundo e a conta gotas.

    • img
      Verdadeiro Filho do Príncipe Responder

      Muito bem meu Presidente. Eu estou muito grato por tudo aquilo que o senhor tem feito para o bom nome da nossa ilha. São estes exemplos que nos distinguem. O senhor não imagina a alegria que me deu com este gesto. Devemos fazer política para ajudar o povo a melhorar a sua situação. Se hoje Cauê precisa desta ajuda e o Príncipe está em condições em termos de cooperação para dar, é isto mesmo que devemos fazer. Amanhã quem sabe lá o Príncipe também pode precisar da cooperação e ajuda de Cauê. É isto mesmo. A política é isto em vez de egoísmo, malvadez, olho cheio, e perseguição. Como filho genuíno do Príncipe só peço que Deus lhe dê vida e saúde para continuar a governar a minha bonita ilha e encher de orgulho todos os filhos do Príncipe. Eu sei que já estão a pôr consigo, já lhe estão a desejar mal. São sempre os mesmo do costume. Deus não lhes dá poder. Credo Deus Pai Todo Poderoso…
      Um bem haja para si e para toda a sua família.
      Verdadeiro Filho do Príncipe

  4. img
    Na Sombra Responder

    A irmandade e o cooperativismo interno falou mais alto. Pois se calhar este gesto feito e anunciado pelo Presidente do Governo Regional, veio mostrar que existe gentes que pensa no bem comum, que pensa no STP como um todo, uma só nação.
    Parabéns Tó Zé, fizes-te a diferença com este gesto.

  5. img
    JOSE CARLOS Responder

    To Zé Cassandra, o exemplo a seguir pelos demais dirigentes das ilhas

  6. img
    rodrigo cassandra Responder

    em primeiro lugar agradecer a todos estes comentarios, é pois um gesto cujo a opinião partiu do presidente mas que foi devidamente sancionada pela direcção da UMPP e estes é um gestos de muitos outros que virão desde que as nossas condições assim o permitirem bem haja a todos

  7. img
    Josias Umbelina dos Prazeres Responder

    Boa iniciativa do Governo Regional na pessoa do nosso estimado presidente Tozé.
    Isso desmostra que o País se chama S.Tomé e Príncipe. Nós os santomenses deveriamos sempre ter isso em conta e sermos mais amigos e solidários.
    Recordo de muitos amigos que tivemos no lar dos estudantes ao comando do “Nosso Pai”, o malogrado Agostinho Fernandes que sementou em nós esse espírito de camaradagem quando ocorresse divergências e pequenos conflitos entre nós.
    Um bem haja, São Tomé e Príncipe

  8. img
    Engenheiro Responder

    É muito importante reforçarem a relação porque se bem repararmos OS GOVERNOS(REFIRO-ME A TODOS QUE JÁ “DIRIGIRAM”O PAÍS) de S.Tomé e Príncipe pensam que o desenvolvimento faz-se apenas em S.Tomé e esquecem-se muito Região do Príncipe e distrito de Caué ainda que este último se situe também em S.Tomé.
    Força TóZÉ Cassandra !

  9. img
    cua tela Responder

    sou de caué genuino
    vou falar em lingua anguené
    hámandáafé turu ngué ná sá uáua, cuachi má tozé gi da non leto anguéné xié uá motoro de 500 caviale,deçu ca pié gueguegue, punda goveno sdatomé mé na pia nóua

Deixe um comentario

*