Presidente da Republica está a constatar in loco a degradação do sistema nacional de saúde

Numa acção de presidência directa que começou no Hospital Ayres de Menezes, o Presidente da República Manuel Pinto da Costa, está a inteirar-se dos problemas que enfermam o sector da saúde. O Chefe de Estado pediu maior intervenção do governo.

O presidente da república, Manuel Pinto da Costa que iniciou no dia 17 a presidência direta ao sector da saúde, reuniu-se com os funcionários do hospital Ayres de Menezes, ouviu as preocupações levantadas e pediu maior intervenção do Governo.

Pascoal d´Apresentação, médico do hospital Ayres de Menezes, disse que o sistema nacional de saúde deveria ser revisto. «Eu acho que deveríamos assentar para rever o sistema nacional de saúde. Afinal que tipo de sistema adapta-se realmente as nossas realidades e exigência. Falo isso porque todos nos sabemos que a maioria das nossas populações são carenciados e não conseguem suportar os custos da saúde” declarou o médico.

Para além da falta de equipamentos e de medicamentos, um dos grandes problemas que sempre afetou o sistema nacional de saúde é falta de recursos humanos. Segundo a ministra da saúde, Ângela Pinheiro, «não faz sentido formar, e as pessoas irem e não voltar. Nós temos um plano de desenvolvimento de recursos humano que estamos a fazer todo esforço para cumprir, mas o problema tem sido essa questão das pessoas que vão formar e não regressam ao país”, disse Ângela Pinheiro, ministra da saúde.

O Presidente da República defendeu como prioridade maior investimento no sector da saúde. “ O investimento no setor de saúde deve ser uma prioridade constante e absoluta de modo a que o sistema de saúde esteja permanentemente em condições de responder as necessidades dos seus utentes” referiu Manuel Pinto da Costa.

,

A presidência aberta ao sector da saúde, continuou esta terça-feira com visita ao hospital de Monte Café, que se encontra em estado de abandono. O Governo através da Ministra da Saúde, garantiu que o hospital de Monte Café será transformado numa clínica privada.

Sónia Lopes

  1. img
    Ludmilo Tiny Responder

    “Não faz sentido formar, e as pessoas IREM e não VOLTAR”??????

    Posso pedir a uma ministra que não cometa esses erros em aspectos linguísticos tão tão tão básicos?

    É que as crianças aprendem esses disparates com relativa facilidade. E refiro-me apenas aos disparates formais. Sim, porque há um conjunto de ideias estapafúrdias na citada afirmação.

    Vamos ao séc. XV? Então, será assim: a Ministra da Saúde de um Estado disse que não vale a pena formar pessoas para o sector. Já estão no séc. XV? Se não, voltem a ler o que disse a Ministra.

    Cumprimentos

    • img
      Ernestino dos Santos Responder

      A srª Ministra da Saúde não deve falar assim quanto a formação de quadro, mas sim deve fazer uma apelo de incentivo aos quadros Santomense que estão na diáfora regressar ao seu país muitos centenas deles principalmente em Portugal querem regressar,mas como os filhos estudam e queremos sempre que eles tenham um bom sucesso ficamos bloqueado e a aturar toda humilhação da sociedade em que estamos inserido a espera que um dia regressemos com novas ideias para mudar a imagem do maravilhoso, e realmente eu aconselho ao governo e os cidadãos Santomense em STP evita enviar para portugal os estudantes porque a situação esta dramática deixam desta ilusão de que isto é mar de rosas.
      Mas contudo os quadro devem ser formados nos outros países Europeus ou Africanos e sei muitos estudantes de STP Londres a formar para regressar ao seu país e preciso que os político do país mudam da mentalidade pensar no futuro fazendo investimento ao longo praso nesta área de saúde e estrutura hospitalar está velho.
      Contraem um empréstimo constrói o novo hospital para o futuro.

      Eu volto a repetir os cuidados primário de Saúde tem que ser gratuito a todos Cidadãos ,sabemos que qualquer cidadão STP não consegue suportar o valor real de um tratamento hospitalar em há internamento, operação , e exames complementar de diagnóstico porque as matéria primas consumíveis são carros deve os meios de transporte, manutenção e outros.
      Obrigatoriamente o estado deve suportar as despesas de saúde com imposto que são pagos pelos contribuintes.
      Temos que deixar de brincadeiras com a saúde porque é a base para desenvolvimento do país.
      Srª Ministra tenha juízo e responsabilidade na função que desempenha se não pode pede dimição não mais problema a este ministério tão débil ajuda os Técnico encontrar solução do problema é dramático não haver materiais para tratar os doentes.
      Este povo merece o melhor, sejam honestos.Que haja dias melhores.

  2. img
    Anjo do Céu Responder

    Ao nivel da saúde temos muitos quadros formados e de alto nivel.Factor fundamental é rever a forma do seu enquadramento.Em qualquer País do mundo tem que interessar e valorizar sempre recurso humano(homem).Porquê que a Senhora Ministra não recruta os quadros santomenses no exterior sobretudo os que estão em actividade de colmatar esta carencia.É necessário sempre ir buscar cubanos e alguns que lá vão como trampolim.Senhora Ministra tem medo de receber em audiencia um quadro que sai do exterior.A resposta que a gente recebe através do Chefe de Gabinete ou sua secretária é que a MInistra não tem tempo.Isto é ridiculo. Peço ao Sr.Presidente de poder tomar certas medidas para pôr cobro esta catastrofes que afecta o sector da saúde prinicipalmente no sector do diagnóstico em todas as areas. Um bem haja Sr.Presidente

  3. img
    ZE PEDRO Responder

    era bom a Ministra da Saúde detalher as razões por que as pessoas que se vão formar no exterior e não regressam,

  4. img
    Minuye Responder

    Vamos falar sério minha gente. Acredito que já é hora do Pinto da Costa parar com essa história de visitas e passar a ações que realmente interessam ao país. Ações que realmente contribuam para tirar o país da atual situação. Afinal de contas ele é um dos maiores responsáveis pela situação crítica do país e como todos os santomenses sabe muito bem qual é a situação de cada sector, não precisa fazer visitas para constatar o que já sabe, mas sim arrumar soluções para os problemas. É muito fácil passar quatro anos fazendo visitas de constatação e depois mais quatro procurando soluções. Depois de oito anos vai dizer que faltou mais quatro para solucionar os problemas. Desse jeito fica muito fácil ser presidente da república.
    Em um país sério os candidatos aos cargos pesquisam antes os problemas do país e elaboram projetos para a solução dos mesmos muito antes de serem eleitos.

    • img
      haha Responder

      Muito bem!
      Já basata de formalidades e de parecer que vai fazer Sr. Presidente.

    • img
      Fijalatao Responder

      Mnuye, desculpe desconhecer o seu incómodo com a visita que o Presidente tem estado a fazer a diversos sectores da vida do país! Talvez o meu amigo não conhece as devidas funções de um Presidente da república em um regime como nosso! O Presidente da república é garante da nossa constituição e representa a nossa soberania. A vista do Presidente visa monitorar tudo de mal e de bom que está se passando em diversos sectores da nossa sociedade, tomando notas e enviar ao governo para acertos e reparações futuros. É uma mais valia para nós estas visitas exporádicas do presidente. Criticar por criticar não é uma boa arma em certos combates!

      • img
        Minuye Responder

        Meu caro! Não me enquadro no perfil dos que criticam por criticar. Conheço muito bem quais são as funções do Presidente no nosso regime constitucional. Também não estou aqui em defesa de ninguém. Apenas entendo que o cargo de Presidente sai muito caro ao país para que o nosso presidente se dê ao luxo de ficar apenas visitando sectores e no final concluir o que todos já sabemos. Estou aqui a cobrar atitudes mais eficazes. STP não precisa de pessoas para apontar os problemas que todos já conhecemos, mas sim de pessoas que apresentem soluções.

    • img
      Teotónio Responder

      Nada disto!!! Você é marido da ministra incompetente e por isso aparece aqui a chorar porque tem medo das consequências desta visita do presidente para a sua mulher. Esta senhora não tem condições objectivas, competência profissional, ética, deontologia, gestão, etc, para ser ministra. Só em S.Tomé é que esta senhora é ministra. E mesmo assim,só num governo do ADI. Desde quando um país minimamente organizado esta senhora poderia exercer estas funções???? A culpa não é dela. Culpa é de quem a colocou lá. São todos incompetentes.Como é que o país pode desenvolver assim? Sinceramente, minha gente. Façam disparates mas com consciência….

      • img
        Minuye Responder

        Meu caro, estás redondamente ao achar que sou o marido da Ministra. A tua suposição deve ser baseada no fato de eu usar o pseudónimo “Minuye”. Mas caso não saibas, o Príncipe tem cerca de 6.000 habitantes locais e no mínimo 20.000 morando no exterior (entre os que lá nasceram e os seus descendentes). Eu particularmente, acho que a atual ministra da saúde e alguns colegas seus, também ministros, não têm o preparo técnico necessário para ocupar tais cargos. Por isso não estou aqui em defesa de ninguém, mas sim cobrando ações mais efetivas por parte do Sr. Presidente, pois visitar sectores para constatar o que já se sabe é muito improdutivo, na minha opinião.

    • img
      ÔSSÔBÔ Responder

      Caro amigo e cidadão santomense MINUYE!!
      É Vergonhoso pensar e falar uma asneira dessa. São as visitas é que permitem constactaar as anomalias e a partir daí chamar atenção para a solução dos problemas.
      Começo a pensar que sejas cúmplice da falecidadaa Ângela Pinheiro!
      FUI!!!!!!!!

  5. img
    ADELINO DOS SANTOS Responder

    Ela sabe mais finge isso é mau senhora ministra

  6. img
    E. Santos Responder

    À Sra. Ministra da Saúde

    Sra Ministra, não basta sentar o rabo na cadeira de Ministra e andar a girar a delicirar-se com facto de terem-lhe concedido o “privilégio” (pela possibilidade de fazer a diferença)de ser ministra. É preciso pensar, é preciso ter ideias e ácima de tudo, colocá-las em prática.
    O facto das pessoas irem e não voltarem tem uma razão de ser. As pessoas vão onde elas têm oportunidades para desenvolver a sua actividade com dignidade, onde elas se sentem bem e acima de tudo são melhor remuneradas. Mas este não é um problema, ou não deveria ser um problema. O país não pode deixar de formar porque as pessoas vão e não voltam. Estas não contribuem enquanto profissional da saúde mas podem contribuir como emigrante para país. Portanto não se perde tudo.
    Mas deixo-lhe aqui uma ideia: Nós estamos numa aldeia global e hoje em dia há muitas sociedades onde as pessoas já alcançaram o seu máximo de satisfação financeira e em que o que realmente procuram é sentirem-se bem e serem úteis. Mais do que o dinhero que podem ganhar o impotante para elas é poder ajudar. Experimenta chegar a um país Europeu e clocar um anúncio a pedir profissionais de saúde para trabalhar em São Tomé. Ofereça apenas casa e o salário actual dos Médicos. Posso lhe garantir que vão lhe surgir muitos profissionais que não estão a procura de dinheiro mas de uma missão em África, uma oportunidade para largarem tudo e ir ajudar onde é preciso. Assim, enquanto os nossos não voltam, há sempre quem queira ocupar estes lugares.
    Se for a um país do Leste, vai conseguir contratar outros quantos, hoje em dia já com o conhecimento da lingua portuguesa. Muitos Médicos do leste estiveram anos em Portugal a trabalhar na obra, na limpeza, como domésticas e etc. Com a crise, portugal já não lhes garante sequer o trabalho precário e então, estão neste momento a regressar aos seus países. Ofereça apenas casa e o mesmo salário dos médicos e vai ver que muitos deles aceitarão trabalhar para nós.
    A contratação de expatriados para além de permitir a partilha do conhecimento, vai aumentar o número de pessoas no país o que aumentará também o consumo, logo a dinamização dos negócios de uma forma geral também se fará sentir. Somos +/- 120 mil pessoas sem poder de compra. Precisamos de pessoas e de incentivar o consumo.
    Mas pense Sra Ministra, use a sua massa cinzenta.
    Por isso Sr. Ministra, usa os problemas para encontrar soluções. Não se sente sobre eles a desculpar-se. Pelo menos tente fazer diferente.

    • img
      Baga Tela Responder

      Começo por dizer o seguinte: Se de facto essa ministra percebesse um pouco de gestão, a primeira coisa que ela teria feito é encarar os problemas e dificuldades como desafio. Mostrar a si própria que é capaz. Mas como seu real interesse é se servir ao máximo como os seus colegas dos cargos que ocupam, por mais que falemos entra-lhe à 100km/h e sai à 300km/h nos ouvidos. Mas não seja por causa disso que nós nos vamos calar. Um dia alguém há de nos ouvir.
      Tenho consciência de que há muitos interesses por tras disso tudo, muita ganância e o nosso presidente tem muitas responsabilidades no estado em que está o nosso país. Eu já havia dito isso aqui e volto a dizer sem qualquer problema. Lembrem-se de que ele já lá esteve durante 15 anos. STP pouco ou nada progrediu, aliás regrediu e muito. Não basta fazer visitas e discursos bonitos para depois morrer em água de bacalhau.
      O nosso Primeiro Ministro gosa connosco porque o sistema está do seu lado e sabe como funciona. Se não vejamos; como é possivel STP ser mau pagador e o FMI, OS BM e por aí fora continuam a pôr dinheiro nos cofres do estado?
      Para quem eles realmente trabalham?
      Eu sei que o mundo é governado pelos iluminates e maçons. São eles que controlam a economia e o sistema financeiro mundial. Mas honestamente os nossos governantes são dos piores que pderiam existir.

  7. img
    Fijalatao Responder

    Em vez de um país como nosso andar de mãos estendidas a pedir medicamentos, deveria cortar em certas mordomias, tais como as viagens em demasia dos membros do governo, médicos que trabalham para o hospital e tem negócio paralelo desviando para suas pseudoclínicas os medicamentos do povo, cortar em carros de luxo possuidos pelo governo, reabilitar todas as infraestruturas hospitalares e suas dependências ou sucursais, tais como Agostinho Neto, Água Izé, Porto Alegre e muitas outras existentes no Príncipe, acordar com TaiWan nosso parceiro as verdadeiras necessidades e carências no sector de saúde, pedir grande e de uma forma sustentável, equipar hpspitais com aparelhos modernos e pessoal qualificado, formar no estrangeiro formadores para que internamente possam dar continuidade de formação porque; meus amigos, um país sem sistema de saúde organizado, é um país doente que não aposta nos homens pois que um país com pessoas doentes é o mesmo que dizer que este país não existe. Sanear e levá-los à tribunal todos os médicos e técnicos de saúde que matam constantemente doentes nos seus actos médicos, pressupondo que o seu diploma é como se fosse uma licença de autorização para matar! Aqueles técnicos que não exercem a profissão com brio e satisfação, convém ao estado impor uma segunda formação ao indivíduo evitando assim perdas irreparaveis dos nossos filhos que têm estado a servir de cobaias humanas para actos médicos de curiosos e apressasdos em querer mostrar trabalho! Temos que ser firmes e determinados a pedir ajuda! Fazer orçamentos credíveis para que o nosso doador de empréstimo não duvide das nossas capacidades!Colocar homens/mulheres competentes a frente dos destinos de saúde do país e não políticos oportunistas sem experiência ao menos de gestão para não dizer médicos, degradando todo um tipo de organização, colocando-nos a frente dos paises mais pedintes do globo!

  8. img
    haha Responder

    Cada vez que a Ministra fala dá um tiro nos pés. Só não cai porque está apoiada em cima, de forma suspensa. se precisasse de bases,… já era.

    • img
      Nao Digo Responder

      Ainda não caiu… Mas de certeza que será pra muito breve porque ela já esta a fazer afundar o barco dos que a suporta la em cima, por isso vai cair de certeza!

      • img
        Alima Blúcu Responder

        ÚLTIMA HORA:

        “Ministra da Saúde demite-se do governo

        20 de Setembro de 2012, 19:59

        São Tomé, 20 set (Lusa) – A ministra são-tomense da Saúde e Assuntos Sociais, Ângela Pinheiro, demitiu-se hoje do cargo, alegando “razões pessoais”, confirmou o primeiro-ministro, Patrice Trovoada.

        “A ministra da saúde, de facto, esta tarde mandou-me uma carta a pedir a sua demissão do governo. (…) evocou razões pessoais, analisei e entendi que devia concordar com o pedido”, disse Patrice Trovoada a jornalistas no decorrer da inauguração do sistema de iluminação eletrica em dois bairros periféricos da capital são-tomente.

        O chefe do governo adiantou que “agora as coisas estão a seguir os seus trâmites”.

        Uma fonte da presidência disse a Lusa que “amanhã (sexta-feira), o mais tardar, deverá sair o decreto” que formaliza a demissão da titular da Saúde.

        O pedido de demissão de Ângela Pinheiro surge 48 horas depois de um incidente com o Presidente da República são-tomense, Manuel Pinto da Costa, que está a realizar desde sábado e até segunda-feira uma “presidência direta” no sector da saúde.

        Na terça-feira, Ângela Pinheiro, confrontada com comentários feitos elo chefe de Estado durante uma visita ao Fundo Nacional de Medicamentos, decidiu abandonar a visita, mesmo depois do Presidente se ter oposto.

        Trata-se de uma primeira baixa no governo de Patrice Trovoada que nas últimas semanas tem sido confrontado com críticas de má governação.

        Pinto da Costa, que visita durante uma semana o sector da saúde, justifica a iniciativa com a necessidade de “contactar diretamente com a sua realidade e com as principais dificuldades que afetam um sector que é vital nas condições de vida das populações”.

        A presidência direta, segundo uma nota da presidência da república, “insere-se no âmbito do exercício de uma magistratura ativa e de proximidade com as populações”.

        MYB.

        Lusa/fim”

  9. img
    Aviso Demissão Responder

    Aviso nº1

    O presente aviso, vem pôr fim ao desmando que se vive no sector da saúde, sendo assim está a demitida a senhora Ângela Costa do cargo da Ministra da Saúde, para seu lugar é nomeado senhor José Manuel Carneiro, vulgo Cubilas que a até data ocupava lugar de director geral do hospital central de STP.
    Este aviso entra imediatamente em vigor.

    STP, 19 Setembro de 2012.

    Assinado:

    Primeiro-ministro

    Emery Tempestade

    Obs: esqueci me, aviso o senhor ministro da justiça, para pôr se a pau… o que é dele está guardado

    • img
      Ambrósio Responder

      Pelo desculpas mas há limites para brincadeiras. Cubilas ministro da Saúde de S.Tomé e Príncipe??? Isto é uma brincadeira ou quê??? Em que país estamos? Só se o ADI estiver a brincar com o povo? Já lá estão os incompetentes Carlos Stock, o Elísio, o Vila Nova, o Américo, o Agostinho e agora ainda vão meter o Cubilas???? Isto parece uma brincadeira de país… Eu juro que não acredito nisto… É melhor fecharem este país ou venderem para alguém. Isto é demais… Vão tirar uma incompetente para meter um incompetente igual ou pior???

      • img
        Comedor de pão com peixe frito Responder

        Sr “Ambrósio”. Não se irrite. É apenas brincadeira do amigo “Aviso Demissão”. Ainda assim não se duvide de que isso possa acontecer.Já tivemos e ainda hoje temos ministros e “ministros”.
        Por isso meu caro Ambrósio, a política é mesmo assim.
        Conhece o grande jornalista e colunista Miguel Sousa Tavares? Ele diz numa das suas máximas: “O que faz a força da democracia é o facto de ela ser o único sistema político em que o povo pode livremente votar contra si próprio”.

    • img
      Zeme SOOO Responder

      Em verdade em verdade vos digo:

      Ja vimos este filme. Provocações, vitimizações, insinuações, inimigo do povo. Enfim. Havemos de nos encontrar. A história se escreve não só pelo que se diz mas também pelo que se sente e se verá.

      Deus abençoa S.Tomé e Príncipe. Lembrem-se da maçonaria? sabem o que é e significa a maçonaria?

      Sabem os que fazem parte da maçonariam em STP? Povo abre os olhos: “Nem todo aquele que diz senhor senhor entrará no reino dos ceus”, diz a Bíblia. Quem tiver ouvido, ouça.

      Fui

  10. img
    Lede di alame ça ua Responder

    justamente e isse o interesse dos dirigentes santomenses, degradar o pais e depois apoderarr se apartir de um privado, porque a garantia de transformar o hospital de monte cafe numa clinica privada, so satisfara as necessidades de quem tera como pagar as consultas, ou seja jamais servira a camada mas desfavorecidas, e uma pena, oque, ate parece que querem tambem privatizar o proprio pais, coitada do meu querido pais, nasceu no dia de azar….

  11. img
    Primeiro Ministro Responder

    A título de exemplo, Brasil possui hoje o portal de transparência integrado on line. (http://br.transparencia.gov.br/).

    Porquê o nosso governo que fala tanto e renovação combate a corrupção, ainda não instalou de fato algo parecido em São Tomé e Príncipe?

  12. img
    Telavive Responder

    Porquê que ninguém consegue dizer qual o ministro de saúde que melhor contribuiu para o bem estar dos santomenses.

    • img
      Safú d'obô Responder

      Acho que poucos ou quase nenhum, mas esta é a pior!…Não tem modos, fala mal e pior tem maus feitios e não sabe liderar.

  13. img
    Douglas McArthur Responder

    Essa ministra da Educação deve ser mas é uma grande maluca. Com tanta falta de quadros que temos na área da saúde esta senhora vem dizer publicamente para não formar mais quadros na área da saúde? Também sou contra pessoas que se formam e não regressam ao país, mas também é preciso ser coerente e ver o outro lado das coisas. Qualquer profissional seja ele médico ou outro, precisa de um conjunto de condições para desenvolver as suas atividades com alguma dignidade, coisa que indefelizmente o país ainda não oferece. Por isso cabe ao governo, mas precisamente a ministra da saúde como responsável máximo desta área trabalhar no sentido de garantir estas condições Ex: criar insfraestruturas e dota-las de equipamentos para se trabalhar, pessoas precisam de motivação para trabalhar, e muitas devo reconhecer que o nosso país por mais belo e maravilhoso que seja naturalmente não ofereço muitas motivações a nivel profissional.

  14. img
    Mina Téla23 Responder

    Sem delongas irei diretamente ao assunto:

    1º Faço um apelo ao PR para, de facto, se iniciar as acções de melhorias das condições de atendimento no Hospital Central de STP, pois palavras sem acções de nada valem;

    2º Penso que tem sido muito errada e inadimissível essa nova tendência de privatização de bens e serviços em STP, tendo em conta a conjuntura actual do país. Ou seja, é querer que a população pague em dobro pelos serviços que não tem retorno. Paga para ter saúde, educação, saneamento básico, mas não tem. Paga os impostos que vai para um grupinho de pessoas para ter que pagar, novamente, por se tratar de um serviço privado (numa clínica particular como foi exposto acima, por exemplo).
    Onde estão os príncipios da JUSTIÇA SOCIAL, da PROPORCIONALIDADE, da IGUALDADE, por exemplo, que alimentam um Estado Democrático de Direito?

    3º Quanto ao “não-retorno” dos estudantes à STP é EXTREMAMENTE COMPREENSÍVEL.
    Pergunto, como querem que as pessoas voltem para onde não têm oportunidade? Esse é o nosso maior mal, FALTA DE OPORTUNIDADE, que acaba se tornando num benefício para países que INVESTEM no seu povo e daqueles que lá chegam, como nós.
    Em STP, os dirigentes REVESTEM a população de falsas promessas e migalhas. Isso só demonstra o MAU CARÁCTER de cada um que age com má-fé e só olhando para o próprio umbigo. Só querem saber de si e da sua familia.
    E digo mais: esse aparente inconformismo é uma palhaçada. Quando se dizem indignados com o não retorno dos santomenses, na verdade, estão “tapando o sol com a peneira” porque o que eles mais querem é que pessoas cultas e conhecedoras da verdade/realidade fiquem o mais longe possível para poderem sugar ao máximo. Outro motivo que justifica o descaso com a educação em STP.
    Assim sendo, para vós, brilhantes dirigentes: APROVEITEM QUE NADA NESSA VIDA É PARA SEMPRE. TUDO ACABA UM DIA.
    A TRANSPARÊNCIA QUE VOS É ESCASSA, HÁ-DE TRANSCORRER NOS SOLOS DE STP E NAS VEIAS DO SEU POVO.
    Não obstante, quero aproveitar a oportunidade para fazer um apelo à todos os santomenses de coração como eu: SE PUDEREM VOLTAR, VOLTEM POIS STP PRECISA DE NÓS PARA MUDAR A ACTUAL CONJUNTURA, DE PESSOAS FRATERNAS E QUE CONHECEM AS REAIS DIFICULDADES. BASTA PENSARMOS NOS NOSSOS IRMÃOS QUE ESTÃO EM SITUAÇÃO PERICLITANTE POR CAUSA DO DESCASO DOS NOSSOS REPRESENTANTES.

    Por fim, quero desejar boa sorte à todos santomenses que lutam por um futuro melhor. Que façam de cada obstáculo uma oportunidade de superação.

    OBS: seria ideal que essas manifestações aqui deixadas fossem ao ar(TV) para toda a população santomense, uma vez que nem todos têm acesso à internet. Pensem nisso caros responsáveis pelo Téla Non.

  15. img
    Mina Téla23 Responder

    Apenas como uma dica para todos nós:

    Temos é que parar de ser alienados ou apegados à partidos. A questão aqui é prestar atenção nas pessoas às quais entregamos o nosso futuro. Discutir atitudes e não partidos.
    Se voltarmos o foco para discutir gostos fica difícil alcançarmos o objetivo maior. A intenção é a união.

    Abraços fraternos.

  16. img
    António Medeiros Responder

    Sr. Pinto da Costa faça qualquer coisa. O Patrice Trovoada e o ADI estão a zombar do Sr. Como é possivel a Senhora Minstra desrespei-ta-lo desta maneira a ponto de abandonar a visita, que o Sr fazia ao centro de medicamento? No dia seguinte a comunicação Social particularmente a televisâo passava só a imagem de uma mal educada ministra. Senhor Presidente ser democrata não significa engolir tanto sapo. O comportamento da ministra não é um acto isolado. Segundo um alto dirigente do ADI é mesmo para irritar o Sr. Presidente para criar ao Presidente problemas de saúde. A familia trovoada e o ADI não engoliram a derrota nas presidencias do ano passado.

  17. img
    Mimi Responder

    Ter saber e vir e subjugar a uma ministra destas… é melhor mesmo ficar por la. Ela que se vire!

  18. img
    Horácio Will Responder

    Nada tenho contra qualquer governo são-tomense. Tudo tenho contra a política que se pratica que é de devastação com vista a aproveitamento rápido e baixo de poucos para a desgraça de muitos.
    As eleições não nos bastam. É preciso uma coesão popular para de forma esclarecida revolucionarmos as nossas atitudes. Quando começarmos a ser todos responsabilizados, até os que já pecaram poderão continuar nos lugares e colaborarem com as poucas experiências boas que foram tendo.
    O meu espanto nasce da necessidade já manifestada por dois dos ministros, deste governo, em lançar farpas contra a diáspora quando tudo está nas mãos de quem está dentro.
    Deixa-me a sensação de que dentro tudo está controlado e a única necessidade é acabar com os últimos possíveis focos de resistência que possa estar fora.
    Saibam que somos dos vossos.
    Dos vossos sim se forem bons são-tomenses.
    As nossas ajudas seriam maiores se a recepção fosse organizada e claramente contibutiva para o nosso progresso.
    Não ataquem. Façam a vossa parte para nós correspondermos.
    A este e a todos outros governos que ainda passarão pelo país,muitos elementos da diáspora estão mentalizados para vos dar um grande abraço fraterno quando para isso se tornarem dignos.

  19. img
    Falafala Responder

    Depois daquilo que a minista da saúde fez ao Presidente da República ela deve pedir a sua demissão caso contrário ela vai ser demitida. Se bem que não sou defensor da queda do governo, sou de opinião, que caso o PT não demita a mnistra, o governo deverá ser demitido. Sei por outro lado através de um dirigente de ADI, não muito satisfeito com o goverrno porque ainda não lhe deram tacho que tudo isto está sendo orquestrado pelo PT porque o mesmo pensa, que indo agora para as eleições o ADI ganha com a maioria absoluta.

  20. img
    safu Responder

    Esta minstra é muito ingrata. Na altura de pré.campanha esta ministra impediu o Pinto da Costa de fazer visita ao Hospital. Agora que o Pinto da Costa é presidente esta senhora continua a bloquear as acções da presidência da repúblia. Esta ministra que só pode ser num governo de incompetentes e larapios do ADI foi uma das santomenses que beneficiou no tempo do partido único. Quem é pai desta ministra é o Sr. Jaime Costa. Homem forte do antigo regime na ilha do príncipe. Esta senhora era princesa e o pai era um dos reis do príncipe. Que moral esta senhora tem de falar dos 15 anos. Esta senhora foi a Cuba nem um curso médio fez. Destruiu uma bolsa que devia ser entregue a uma pessoa com maior capacidade intelectual. Ela só conseguiu pelo estatuto do pai. Estando ela em Cuba ela era tratada como filha de um membro do bureau politico. Esta senhora viveu. ViVê que estava lá em Cuba.

  21. img
    Argenezio Antonio Vaz Responder

    essa prtesidência aberta é uma fantuchada, nada de sério. Gostaria de perguntar o que fizeram dos hospitais que os portugueses deixaram em bom estado de funcionamento? Monte Café, Rio de Ouro e outros. Hoje aparecem como salvadores de STP, depois de passarem 30 e muitos anos danificando tudo. Quiem vem falar de investimentos na

  22. img
    Geovane Responder

    Vou vos pedir um especial favor. Estive a ouvir, mesmo agora, a participação do senhor Ambrósio Quaresma num espaço radiofónio da RDR-África em que participam, diariamente, vários jornalistas ou representantes de outros países da CPLP. Sinceramente que fiquei desiludido. Enquanto os outros representantes de outros países, como Moçambique tiveram uma boa participação, fizeram boa análise política da realidade actual dos seus países, este senhor Ambrósio Quaresma nem sequer sabe falar, nem sequer sabe estruturar um raciocínio coerente e organizado sobre a realidade política e social do país, só diz disparates, tem uma pronúncia rasca com frases mal articuladas, nem se preocupou em pelo menos escrever e ler aquilo que iria dizer para não fazer figura triste. Fiquei chocado como Sãotomemse ao ouvir tantos disparates em meia dúzia de minutos.
    Agora eu pergunto: o país não tem mais pessoas que podem fazer de forma mais profissional este papel? Para quê que colocam analfabetos funcionais a fazerem estas coisas para nos envergonharem como povo??? Por favor, escolham gente mais preparada, que sabe ler e escrever, que conhece a realidade política e social do país, que são profissionais, em vez de palhaços, incompetentes e analfabetos como este senhor??? Eu sei que o país tem carência de quadros bons mas também assim é demais. Isto dá uma imagem muito negativa do nosso país. É triste….

  23. img
    principe Responder

    Ok Sr Ministra estamos satisfeitos aqui no principe , porque é mais uma que eles derrotaram eles não gostam de nós. Isso já sabemos por isso vamos recebe la de braços abertos para o nosso pelutão , vamos lutar pela nosso independencia, e um dia vamos fazer justiça. TEROMOS DE SER INDEPENDENTE DE SÃO TOMÉ CUSTO QUE CUSTAR.

    • img
      Neto Responder

      Desculpem lá, meus irmãos do Príncipe. Eu também sou Giquiti do Príncipe embora vivo em Angola há muito tempo. Eu não posso concordar com esta posição. Esta ministra nos envergonha totalmente. Aonde já se viu uma coisa desta? Se o Presidente da República está numa reunião com a ministra e outras pessoas, pede-a para que fique um pouco mais tendo em conta o debate que se está a realizar em torno dos problemas do seu ministério, acham saudável e bonito, que a referida ministra abandone a sala em total desrespeito para com o Presidente da República e para com o povo de S.Tomé e Príncipe, envergonhando-nos como gente do Príncipe??? Acham isto admissível???? É uma grande vergonha!!! Eu como natural genuíno do Príncipe estou muito desiludido com tudo isto e muito envergonhado. Não é isto que os mais velhos nos ensinaram. Nós do Príncipe sabemos estar, sabemos respeitar os outros, temos qualidades que esta rapariga não demostrou. Ela manifestou malcriação, falta de educação e respeito, má formação. Eu como natural do Príncipe estou envergonhado e peço desculpas públicas ao Presidente da República e ao povo de S.Tomé e Príncipe. Esta rapariga nunca mais deveria ocupar qualquer cargo de responsabilidade em S.Tomé e Príncipe.
      Num país sério esta rapariga nunca mais deveria se candidatar a nenhum cargo nem tão pouco ser nomeada para nenhum cargo. Isto é inadmissível. Falta de educação.
      Muito obrigado a todos
      Neto

  24. img
    paparazzi Responder

    sinceramente quando tomei conhecimento do comportamento da ministra da saude aquando da visita do presidente da republica cabe me somente deixar um apelo a ministra.poe lugar a disposicao uma vez que nao respeita o npresidente de todos os saotomenses nem a constituicao que ela jurou cumprir
    o governo de patrice trovoada deve transmitir aos seus membros pela educacao e civismo em relacao ao presidente da republica demissao emediata

  25. img
    paparazzi Responder

    em qualquer pais do mundo quando se tem uma visita de um presidente ha respeito ha educacao mas so em sao tome e que a ministra manda para segundo plano o presidente da republica e assunto para todos os saotomenses meditar este comportamento

  26. img
    Zagaia vesgo Responder

    A proposito da visita directa do Presidente da rep´+ublica ao sector da saúde, uma noticia de ultima hora.
    A Ministra da Saúde – Angela Pinheiro recuou-se em ceder um lugar no avião fretado pelo Governo, à uma paciente do Principe que se encontra em Estado Grave.
    A paciente deveria ser evacuada de emergencia para S.Tomé a fim de ser submetida a uma cirurgia de emergencia, quando no principe se encontrava uma aeronave fretada pelo governo para transportar delegaçºão da lha de S.tomé que se deslocou ao Principe para festas de 19 de Setembro.
    Os familiares da paciente imploraram a ministra angela pinheiro para ceder ao menos um lugar para a paciente, mas a ministra recusou-se categoricamente. O avião comportava 19 lugares. Todas as outras pessoas viajaam para s.tomé, incluindo familiares da ministra e no dia seguinte – quinta-fgeira- O Presidente do Governo Regional foi obrigado a fretar um avião para transportar a doente, que ao que tudo indica poderá vir a morrer dado o seu estado de saúde.
    Ja dois dias antes a ministra da saúde tinha abandonado o Presidente da republica numa visita ao Centro de Medicamentos do país depois de os trabalhadores do deposito de medicamentos tentarem anunciar ao presidente do cambalacho de uma empresa que se pretende criar para substituir a Enamed.
    Pinto da Costa fuicou furioso, sentiu-se desrespeitado e chamou o primeiro ministro ao palácio e pediu a cabeça da ministra. O primeiro ministro recusa-se em demitir a ministra.

    • img
      Safú d'obô Responder

      A sério mano!? ohohoohoh
      Diante de todos esses episódios o Sr. PM tem a coragem de deixá-la no governo?
      Esta Senhora deve ser muito forte no governo!
      Acho que ela deve ser Ministra Adjunta do PM…só com Cristo …

    • img
      mudança Responder

      Finalmente.

      Ela acaba de pedir demissão. Tambem…Puderá neh!?

      • img
        Safú d'obô Responder

        Tchau êêêêêêê ângela… quem sabe ainda poderás ser nomeada para agência nacional de petróleo ou algo parecido…

    • img
      Zeme SOOO Responder

      Ja vimos este filme. Provocações, vitimizações, insinuações, inimigo do povo. Enfim. Havemos de nos encontrar. A história se escreve não só pelo que se diz mas também pelo que se sente e se verá.

      Deus abençoa S.Tomé e Príncipe. Lembrem-se da maçonaria? sabem o que é e significa a maçonaria?

      Sabem os que fazem parte da maçonariam em STP? Povo abre os olhos: “Nem todo aquele que diz senhor senhor entrará no reino dos ceus”, diz a Bíblia. Quem tiver ouvido, ouça.

      Fui

    • img
      Porco de Romão Responder

      Que malvadez, meu Deus!!!! Como é possível a minha ilha fornecer ao governo central uma ministra tão mesquinha, tão baixa, tão mal educada, tão mal formada e tão incompetente???? Se eu estivesse agora no Príncipe, eu iria procurar esta pequena, dava ela umas boas palmadas e chicote, para ver se ela aprenda a ser alguém. É disto que ela presisa. Uma boa purrada, boas palmadas, boas chicotadas, para endireitá-la. Foi criada com muito luxo e pendirequices porque o pai era rico e agora está ai o resultado desta educação. Falta de respeito. Isto é uma humilhação para pessoas do Príncipe. Para além de mal educada é má. Não tem principios

  27. img
    Original Responder

    Foi dito durante a campanha presidencial que o Pinto não conseguia viver na democracia.Estão a fazer tudo para irritar o homem para depois dizer que o Pinto é assado cozido.Admite-se que um Chefe de Estado estando a fazer uma vizita o titular da pasta abandona o homem? Isto é uma falta de respeito e o pior é quem dá cobertura a isto tudo que é o chefe do Governo.Isto é que é deixa o governo trabalhar? Povo!Tudo que tem princípio tem um fim Deus não dorme.

  28. img
    Mimi Responder

    Ter esta sra. como ministra e insistir na sua permanência no cargo é um insulto à classe pensante, é uma desvalorizaçao do berço que muitos de nós temos.
    Ela é uma excelente mobilizadora de massas, que de tao pobres serem vêem nela uma estrela, que nem Hollywood!… Mas dirigente de um país, faça-me o favor!
    Pena é que os funcionários dos setores que ela dirige têm pouca chance e coragem de falar, tal é a ditadura instalada, as represálias a que estao sujeitos e a presença de informadores de toda a espécie.

  29. img
    Sotavento Responder

    Todos conhecemos e sabemos quais sao os problemas de STP.Apontar los nao faz sentido o unico agora é dar solucao a esses problemas.Os problemas comecaram justamente no dia em que se hasteo a bandeira nacional e desde ai STP se tornou num carrocel da voltas da voltas e sempre no mesmo ponto sem mudancas nenhumas somente mudam os clientes.É penoso é triste até de uma certa forma é vergonhoso o que passa em STP.Tudo tem um fim e oxala o fim dessas barbaridades chegue o mais rápido possivél.

  30. img
    Gente de Zona!!! Responder

    não faz sentido formar, e as pessoas irem e não voltar”.Senhora Ministra,ja é altura de deixar de bla bla bla e comecar a criar condicoes para receber futuros cuadros.Com o governo de Rafael Branco,o pais aprofundizou mais a sua cooperacao com Cuba em varios niveis. Deste entao Cuba tem recebido todos os anos estudantes santomenses para area de medicina,neste momento temos em Cuba uma cifra de 30 estudantes na area de medicina.Facto que a senhora ministra teve o prazer de confirmar ,a quando da sua vinda a Cuba na caravana chefiada pelo 1º ministro Patrice Trovoada.A pregunta é:Já estam sendo criadas condicoes para receber estes futuros quadros do país, dentro de 5 a 10 anos? Deixemos de promessas e bla bla bla….senhores da mundança.Os jovens tenhem a mente mais fresca,ainda que as vezes nos falta experiencia para determinados casos.Mais é algo que pode-se ganhar,desde quando deixamos de arrogancia e sejamos mais humilde,pedindo conselho aos mais velhos. “Ngue tamé sa deçú té lá,iné joven”

    • img
      Ivo Responder

      Eu estou a espera desta minha conterrânea Ângela aqui na ilha do Príncipe, para eu lhe dar umas valentes chicotadas para mostrar ela o que é boa educação. É uma vergonha aquilo que ela fez para os naturais do Príncipe. Onde já se viu uma coisa desta? Quando ela chegar aqui ao Príncipe, eu vou procurá-la, amarro ela numa árvore aqui da minha roça, tiro ela roupa e calcinha, dou ela um valente chicote de firmar para ver se ela, de uma vez por todas, endireita. Ela pode esperar que eu vou fazer isto. Ela tem de apanhar umas valentes chicotadas para acabar com este mau feitio, falta de respeito, má educação, má formação e falta de princípios. Ela que prepare o seu rabo gordo para receber estas chicotadas. Onde já se viu uma coisa desta! Uma pequena que não vale nada a faltar respeito ao nosso pai grande que ajudou bastante o paí dela no MLSTP. Se não fosse o nosso pai grande o pai dela não seria ninguém. Por isso eu já pedi autorização ao pai dela para lhe dar estas valentes chicotadas para ver se ela endireita. O pai dela já meu deu autorização. Ela precisa de açoite de firmar para ver se ela melhora a sua educação. Ângela, prepara bem este teu rabo gordo para chicote que está a tua espera…

  31. img
    Vane Responder

    Boa noite,

    Saúde pública é uma questão de prioridade, STP é um pequeno país que poderia focar na medicina preventiva assim como CUBA já faz e diga-se de passagem é considerado o melhor modelo do mundo.
    Em relação ao caos na saúde e a publicação sobre a incompetência da ministra pode ser um fato, é importante lembrar que quando se coloca um ministro espera-se solução e que ele aplique os conhecimentos em prática, visto que um cargo como esse subentende-se que a pessoa tem algum grau de conhecimento e intelectual preparado para apresentar soluções. Em relação a diáspora é um problema sério, pois os salários dos médicos são excelentes pelo menos aqui no Brasil em menos de um ano de formado compra-se uma casa e um carro sem problemas, a profissão oferece uma acensão rápida.
    Repensar o sistema de saúde santomense é uma providência de caráter urgente!
    Um povo sem atendimento médico adequado é sinal de descaso.
    Aqui no Brasil o sistema de saúde é o SUS, considerado um dos melhores sistema de saúde do mundo, mas devido a corrupção e a existência de alguns profissionais desonestos o sistema é prejudicado e consequentimente a população sofre.
    Enquanto isso fico a espera de Jeová, porque só ele realmente solucionará todos os problemas da humanidade.
    Grande abraço aos hermanos satolas!

  32. img
    Vane Responder

    Desculpe-me correção “santolas”

Deixe um comentario

*