00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

Embaixador Damião Vaz d´Almeida reuniu-se com o Presidente da Assembleia Nacional de Angola

No encontro com Fernando da Piedade Dias dos Santos, Presidente da Assembleia Nacional de Angola o embaixador de São Tomé e Príncipe, considerou de saudável as relações entre os dois países e indicou Angola como um dos parceiros para implementação de projectos estruturantes em São Tomé.

Em declarações a Agência Angolana de Notícias, Damião Vaz d´Almeida, anunciou que o executivo são-tomense liderado por Gabriel Costa, «decidiu eleger Angola como parceiro estratégico, o que obrigará o impulsionar de uma dinâmica intensa na nossa cooperação, nos ramos político, económico, financeiro e empresarial», referiu o embaixador de São Tomé e Príncipe em Angola, após encontro com o Fernando da Piedade.

O diplomata são-tomense acrescentou que estão a ser projectadas uma série de acções de cooperação através de grandes projectos estruturantes. «Alguns projectos de maior dimensão estão a ser ensaiados quer na área da construção, empresarial e do turismo, e Angola é um dos parceiros com os quais vamos contar para a sua implementação», sublinhou na entrevista a Angop.

Abel Veiga / Fonte Angop

  1. img
    Patrice Trovoada Responder

    Nao sei como e que um pais como Angola com tantos problemas pra resolver sera o parceiro ideal pra STP, entao sera que um bom pai deichara o seu filho por cuidar pra cuidar dos filhos do outro. Por favor poupa-me Abel e o MLSTP. Estao mas e a procura de aponho partidario. Bye

    • img
      Nação Santomense Responder

      Nós cidadãos Santomenses temos que ser inteligentse e ter visão larga da localização estratégica do desenvolvimento da RDSTP , Angola é um parceiro indespensável para o desenvolvimento económico e financeiro para RDSTP, África do Sul, Guiné Equatorial, eem alternâcia com a RP da China na apresentação de um Projeto credível que permite rubricar um Acondo de Finaciamento de Crédito Mútuo com base nos nintereces bilaterais.

      Estabilecendo pagamentos faseados, com projetos na área de Saúde, Educação,Justiça e Ação Social ao longo prazo.

      Não faz sentido fazer reuniões sem apresentação de algum projeto, Angola é uma potência nos recursos naturas e de riquezas e se estamos a fzer acordos não temos que preocupar com problema dos outros, mas sim o nosso.
      O desenvolvimento de um país depende da inteligência dos politico, se somos pobre não vamos negociar com pobres, o palácio dos Congressos aonde é assemblea da República, foi construido Pela China, Hotel Mira Mar Cnstruido pela antiga Juguslávi.

      A Única Maternidade construida em 1984-85 pela Suécia a Nossa politica foi diversificada é necessário apresentar projetos credíveis.
      Negociar com aqueles países que podem trazer a insegurança para o país com mudanças de culturas não é aconcelhavel.

      Quando criticamos temos que expor os nossos ponto de vista, de nopvas ideia,para que passam ser acatadas.

      Este Srº Embaixador não pode funcionar como subordinado da politica portuguesa da era de sim Senhor, mas sim ao interece dos santomenses e procurar saber o que se passa quando o cidadão na diáspora recore aquele espaço,por mais respeitados e educado que somos tudo tem o seu limite , a Democracia não pode nem deve ser deturpada, não há que ter medo das pessoas, temos que ser direto e frontal.

    • img
      pagaguno Responder

      Acho muito mal, usar peseodonimos, como estes. dai a pouco, aparece o nome de Gabriel Costa ou Pinto da Costa. Sr Abel ponha fim a isto.

  2. img
    Nascimento Dias Responder

    meus senhores ja esta na hora de agirmos existe um bom senso de angola para realização dos mesmo projectos o governo de stp e que tem que ser mas dinamico deixar de comuinicação barrata.

  3. img
    HLN Responder

    Essa conversa de que Angola, é um parceiro estratégico de STP, já ouvi isso na altura em que Rafael era PM. Temos é que ter estratégia para trabalhar, e executar o que tem que ser e mas nada.

  4. img
    Barão de Água Ize Responder

    Os projectos estruturantes, como a exploração petrolifera tardam.Só desejos e projectos. Entretanto a esmagadora maioria dos Sãotomenses vegeta na pobreza e o tempo vai passando. Geração após geração sempre, mais do mesmo. STP precisa de uma nova independência com outra geração de Nacionalistas, que não
    aceite jogatana politica que apenas serve o ego da maioria dos politicos. STP tem que quebrar este ciclo de pobreza continuada.

  5. img
    Tchintchintcholò Responder

    O Tchin gosta disso, do reforço de cooperação na área cultural, política,económica, social, em toda a área e o fortalecimento da irmandade.
    Angola no passado, no presente e no futuro, Angola sempre.

  6. img
    Argenezio Antonio Vaz Responder

    Se houvesse realmente vontade, Angola deveria investir em STP. Pois é, STP apoiou Angola contra os sul africanos, esses foram fazer um verdadeiro aeroporto em Cabo Verde? Agora digam -me que aeroporto estão a reabilitar?. Assim se paga os amigos, uma vergonha. Ca em SP os nossos derigentes so sabem encher os seus bolsos. So Miguel Trovoada trouxe realmente algo pra STP, como p.e. China Taiwan. Todos que estavam contra hoje estão comendo. E com Angola , que projectos?

  7. img
    tulipa Responder

    caros senhores políticos santomense,esta na hora de deixarem de lado a política do aperto de mãos e passarem a ação propriamente, queremos ver trabalhos progressos provenientes desses apertos de mãos, porque de nada valera s,tomé e príncipe essas cooperações que são feitas se não vemos nenhuma melhoria para o país que dirá para o povo.

  8. img
    Porto Real & Sundy Responder

    Com pouca escola mas tem sido anos atras de anos como CHEFÂO

  9. img
    PEROBAG Responder

    senhor, Porto Real e Sundy, se esta referir ao sr Embaixador DR Damiao Vaz de
    Almeida, voce esta muito enganado, foi um dos melhores alunos da Faculdade LUSOFONA
    No curso de ciencia politica lusofonia e relaçeos internacionais, não fale daquilo que nao sabe…..

  10. img
    PEROBAG Responder

    Boa Sr dr, Damiao deu prova em Portugal, granda DIPLOMATA, melhor que muitos que andam ai a mesturar a politica com a DIPLOMACIA.

  11. img
    Mario da Costa Responder

    Também LUSOFONA, Muitas universidades basta pagar as propinas. Na universidade Patrice Lumumba, em ex URSS, formou todos que la passaram. Senhor Perobag, estudar não é matricular-se nas faculdades e obter diploma. Imagina um diplomata, deixa de fazer diplomacia, pago com erario publico, pra frequentar aulas durante 5 anos. Podia utilizar o tempo a negociar com as Autarquias de Portugal a fim de realizar demolições com mais dó, arantir condições de habitabilidade da nossa gente, Achas justo?
    Que professor iria reprovar embaixador de STP.
    Qual é o Embaixador de Portugal que está fazendo Licenciatura neste nomento ou de Cabo Verde?
    Em STP, temos um Consul de Cabo Verde, com Mestrado nos EUA, Cônsul!!!Imagina, só.
    Damião deu provas de quê? de que prova voce está a falar?
    Peixe limão? azagoa!
    Tam fi cumé ue caxi!!

  12. img
    Matias Responder

    As pessoas olham pra nós como se fosse uns parvos todos.
    OS seus homologos ficam de cabeça baixa, são pessoas por mais que queiram não dá, não chega a boa vontade. Ha coisas que requerem cortesia, sabedoria, expert!!
    Não briquemos com coisas serias, estamos a falr de um paìs, não é nossa casa ou coisa alheia. Para quê mandar o filho para escola se o papá nunca mais deixa o lugar, alías os papás tem tido melhores notas que os filhos!!!
    Ivolução e evolução!!

Deixe um comentario

*