Política

Levy Nazaré Secretário Geral da ADI alvo de queixa crime

Em declarações a imprensa Levy Nazaré acusou o Presidente da Assembleia Nacional, Alcino Pinto, de ter viajado para a Coreia do Sul, com subsídios na ordem de 11 mil e 250 euros. Agora é alvo de uma queixa crime por difamação.

Alcino Martinho de Barros Pinto, Presidente da Assembleia Nacional, encarrega o Director de Gabinete, para apresentar uma QUEIXA-CRIME, por difamação, nos termos do artigo 195.º do Código Penal, contra Levy do Espírito Santo Nazaré, enquanto Secretário-Geral do Partido Acção Democrática Independente (ADI), com os fundamentos seguintes:

DE FACTOS;

1.º No seu jornal ADI digital, intitulado “explicar sem complicar”, na sua edição de 19 de Fevereiro do corrente ano, foi publicado um artigo sob o título “PINTO DA COSTA E ALCINO PINTO DEIXAM O PODER NA RUA”; no qual Levy do Espírito Santo Nazaré afirma que o Presidente da Assembleia Nacional, o Sr. Alcino Pinto tinha viajado por período de 15 dias, com um subsidio de €750 euros por dia, quando já tudo estava pago (viagem, estadia, transportes e outras) pelo país que o convidou, perfazendo um total de € 11.250 euros, o que corresponde um total de Dobras 275.625.000,00. Afirmando que a delegação era composta por 4 pessoas sendo outras 3 pessoas com o subsidio de € 250 euros diários. A soma total de subsídios da delegação é de € 22.500 euros, correspondendo em dobras um total de 551.250.000,00;

2.º Outrossim, no dia 21 de Fevereiro do corrente ano, na rádio “VOZ DA AMERICA”, numa entrevista, Levy do Espírito Santo Nazaré afirma que o Presidente da Assembleia Nacional, o Sr. Alcino Pinto viajou para Coreia do Sul, só porque iria receber mais de 11 mil Euros em subsídios;

3.º Assim, igualmente, no jornal ADI digital, na sua edição de 22 de Fevereiro do corrente ano, intitulado “AFINAL, PORQUÊ ALCINO PINTO DEIXOU O PODER NA RUA”; neste artigo, Levy do Espírito Santo Nazaré, respondendo a mesma interrogante, afirma que se deve aos subsídios, bufunfa”, dinheiro.

DE DIREITO;

4.º Levy do Espírito Santo Nazaré, ao proferir tais acusações, fê-lo imbuído do espírito de má fé, tanto é que escolheu o meio de comunicação massiva, – estação emissora de rádio de Voz De América – para denegrir o bom nome e a honra do ofendido;

5.º Essas acusações são infundadas e não correspondem a verdade, pois, carecem de sustentabilidade;

6.º Levy do Espírito Santo Nazaré não tem nenhuma prova daquilo que proferiu. No entanto, fê-lo de forma livre, deliberada e consciente;

7.º Ao proferir estas acusações, Levy do Espírito Santo Nazaré fê-lo com o propósito de atingir o bom nome e reputação do ofendido;

8.º Tais acusações foram proferidas por Levy do Espírito Santo Nazaré em viva voz, numa emissora de Rádio e de forma a serem escutadas por quem quer que estivesse em sintonia com a referida estação emissora, como na verdade aconteceu;

9.º O Presidente da Assembleia Nacional é representante constitucional e legal deste órgão de soberania e, por conseguinte, é a 2.ª personalidade soberana do País;

10.ºAssim, Levy do Espírito Santo Nazaré constitui-se autor material do crime de difamação previsto e punido no n.º1, do artigo 185.º, conjugado com o artigo 189.º ambos do Código Penal;

Nestes termos,

Requer o respectivo procedimento criminal contra Levy do Espírito Santo Nazaré, correndo o processo até ulterior decisão.

PROVAS

A dos autos, designadamente, todos os meios de provas permitidos em direito.

Documentais:

1) Registo magnético (CD) contendo as declarações de Levy do Espírito Santo Nazaré.

2) Jornal ADI Digital, na sua edição do dia 19 de Fevereiro, do corrente ano. (www.adidigital.com

São Tomé, 19 de Março de 2013. –

    21 comentários

21 comentários

  1. para rir ou chorar

    21 de Março de 2013 as 12:17

    Levy já não sabe o que faz,nem faz o que sabe.
    Esse “Menino da Rua”,deveria é ir para um Campo de REEDUCAÇÂO.

  2. HLN

    21 de Março de 2013 as 12:22

    Mais um escandalo infundado ou com fundamentos? haver vamos nós registar mas este, se é verdade ou mentira.Dizia um amigo meu politica é uma verdadeira sugeira, haja peito.

  3. António Silva

    21 de Março de 2013 as 13:21

    A ser verdade, é por estas e outras que muitos responsáveis de cargos públicos estão sempre a procura de viagens para o exterior. Se o país receber um convite a solicitar um “sapateiro”, quem vai o “ministro”. No exterior do país, alguns depois andam nas feiras, etc,etc.
    Vão-se fazendo fortuna em combinação com os desvios internos e outras coisas mais.
    Assim tem sido S.Tomé e Príncipe e assim continuará.

  4. Traído pelo ADI

    21 de Março de 2013 as 13:25

    sinceramente, axo k o Levy perdeu o norte, por outra, nunca teve… penso k o senhor chico qualquer dia vai ter um infarte. pork não vejo a hora de ver esses gajos do ADI, na cadeia…, Eles e todos outros k andaram a roubar esse pais. S.TOMÉ É GRANDE

  5. O Sincero

    21 de Março de 2013 as 13:52

    Meus Senhores aquestão é:
    – Existiu ou não subsidio?
    – O pais que convidou pagou ou não todas as despesas?
    – O subsidio atribuido esta ou não dentro da legalidade para estes casos?
    Vamos ser adultos e ver as coisas como elas são… apenas isso.

  6. FDJ

    21 de Março de 2013 as 14:13

    Ninguem tem provas de nada.
    Em STP é assim, acusações, contra acusações, etc. ja vivemos em boatos desde 1975 ate os nossos dias.
    FDJ

  7. luisó

    21 de Março de 2013 as 14:15

    A ser verdade, pela boca morre o peixe.

  8. Abençoado

    21 de Março de 2013 as 15:39

    Desde de Fevereiro e só agora fazem queixa? Porquê? Seria para apagar os rastos ou para ter materia para negociar contra a queixa-crime feita contra o palhaço que serve dirigente maximo ddo MLSTP, o Sr. Jorge Amado? Deram conta da gravidade da acuisação do vosso palhaço de serviço?

  9. Vagi Ngola

    21 de Março de 2013 as 15:52

    Meus irmãos Santomenses, a política em STP é só a difamação e o pronunciamento de tantos crimes que até agora nenhum desses malandros e terroristas foram sancionados. Só queimando um desses grandes, só assim saberemos quem é na realidade o gatuno do povo.

  10. O Analista e Censurador

    21 de Março de 2013 as 16:50

    Até parece brincadeira do Gato e rato… Se continuarem assim do dito não dito, fez que não fez, nunca mais sairemos do fundo do poço. Que raio de gentes sem perfil nem postura!…

  11. Estamos atentos!

    21 de Março de 2013 as 16:56

    Meus senhores, acho que esta é mais uma brincadeira dos “explicar sem complicar”, o pessoal está sem norte, muitos que foram ministros já não querem voltar ao posto de trabalho, será complexo ou ainda alimentam a esperança de voltarem a ser dirigentes dentro de meses? vamos estar atentos a esses bandidos. Acho que a Assembleia Nacional actualmente nas questões financeira é de tirar chapeu, é uma das instituições pública de referência no que concerne ao tratamento financeiro, que perguntem aos técnicos de tribunal de contas. Por outro lado, este “Leve” é deputado e pode muito bem dirigir ao sector que trata de assuntos financeiros para pedir esclarecimento e não andar por aí a falar aos 4 ventos porque está protegido pela imunidade. Ele que va responder como cidadão ao ministério público se tem tanta certeza dos seus actos. Já não tenho pena do Óscar mas, o Sósimo Leal ainda está a tempo de mudar.Não brinquemos com coisas sérias!…

  12. tarcizo junior

    21 de Março de 2013 as 17:14

    “…denegrir o bom nome e a honra do ofendido”…”atingir o bom nome e reputação do ofendido”… Nao me façam rir. Alcino Pinto tem tudo menos “bom nome, honra e reputação. O caso Air S.Tomé, os terrenos (mais de 40 lotes apoderados) no Campo de Milho são apenas alguns exemplos que este corrupto tem na ficha.

  13. Vagi Ngola

    21 de Março de 2013 as 17:42

    Queixa Crime está na moda em STomé. Também quero fazer. Mas quero antes saber se a solução?

  14. crédo

    21 de Março de 2013 as 18:00

    Seu sem vergonha, vc ainda aparece no jornal, seu delenquente, burro e pau mandado, vc perdeu rumo e esta a navegar sem direcção o quê?, vai estudar, pede ajuda, e se for preciso aparece na TVS e pede a nanção perdão pelos seus actos, deforma que as pessoas aqui da nosso sociedade ainda possa lhe dar alguma oportunidade. Porque se não! é melhor vc arrumar as tuas coisa e ir acompanha teu patrão em Gabão ok.
    fico por aqui seu marginal.

  15. crédo

    21 de Março de 2013 as 18:21

    Seu sem vergonha, vc ainda aparece no jornal, seu delenquente, burro e pau mandado, vc perdeu rumo e esta a navegar sem direcção é isso, si é fala, um conselho volta para escola, ok vai estudar, pede ajuda, e se for preciso aparece na TVS e pede a nanção perdão pelos seus actos, deforma que as pessoas aqui da nosso sociedade ainda possa lhe dar alguma oportunidade. Porque se não! é melhor vc arrumar as tuas coisas e vai acompanhar teu patrão no Gabão ok.

    Fico por aqui, até breve.

  16. E. Santos

    22 de Março de 2013 as 8:43

    Eu acho que os nossos dirigentes vivem em clausura e sem acesso a televisão ou rádio internacionais. Porque se vissem como é tratada a política só em Portugal, já teriam uma postura mais séria. o Sr. Alcino Pinto acha mesmo que isto é difamação? Que existe matéria para queixa neste caso?
    A única coisa que para o povo interessa é o seguinte:
    – Este subsídio está estipulado ou não? O Sr. PA tem ou não direito a ele com a sua ida a Correia?
    – Se o Sr. não recebeu este valor na totalidade, foi por ter renunciado ao mesmo ou porque os cofres do estado não tinham a totalidade do valor para lhe dar na altura e ficou em dívida para consigo?
    – O Sr. deixou ou não o país sem qualquer representação ao mais alto nível.Como o Sr. mesmo diz “9.º O Presidente da Assembleia Nacional é representante constitucional e legal deste órgão de soberania e, por conseguinte, é a 2.ª personalidade soberana do País;”. Se não estava a 1.ª e nem a 2.ª figura no país, quem seria a 3.ª? O poder estava ou não entregue a ninguém, ou seja, na rua?
    – Qualquer cidadão é livre de concluir que o Sr. viajou para não perder o subsídio a que tinha direito. A opção de viajar foi sua, por isso tem o Sr. de assumir as consequencias de qualquer interpretação feita aos seus actos.
    Isto é difamação?

    Meu caro PA Alcino Pinto. Quem anda a chuva molha-se. A assumir cargos públicos, o Sr. fica imediatamente sujeito a julgamento público. No entanto, é preciso não confundir, julgamento com acusação. Ninguém lhe acusou de ter roubado; isto sim seria difamação. Julgaram e interpretaram o seu comportamento como tendo sido leviano para um PA. Isto é legítimo, é um direito que assiste a qualquer cidadão. Afinal de contas o país é nosso.
    Se o Sr. não quiser ser julgado pelos seus actos, então recolha-se a sua casa e ninguém lhe vai lá chatear.
    Mas enquanto o Sr. for PA, nosso representante, vamos sim continuar atentos ao seu comportamento, ao que o Sr. faz, as decisões que toma, e vamos julgar estes actos conforme nossa melhor interpretação.
    E tenho de lhe reafirmar, que dado o seu comportamento, também eu continuo, até prova em contrário a acreditar que o Sr. Abandonou o país para não perder o subsídio a que tinha direito com a tal viagem. O Sr. vai dizer que não foi por isso, eu vou dizer que foi….e então??? Só um Juíz doido para achar que isto é difamação.
    Somos livres de pensar o que quisermos e o Sr. é uma figura pública, não um particular que estamos a incomodar na sua vida privada. Era o que nos faltava agora…não poder interpretar os actos e governos de personalidades públicas.

  17. Dlima

    22 de Março de 2013 as 10:19

    Assim vai o nosso STP de acusações em acusações, queixas-crime em queixas-crime até ao abismos…
    Na luta dos BUROS quem sofre é o povo.
    Na política em STP vê-se de tudo: desde GATUNOS do poder, por não saberem fazer mais nada na vida (MLSTP), passando pelo aspirantes a política sem ter vocação para tal (ex.: Levy), até aos CHORAMINGAS desnorteados, por não saberem o que fazer com a governação do País (ex.: PM e os seus…).

  18. verdadeiro

    22 de Março de 2013 as 10:41

    Gostei E. Santos

  19. Descendente dos contratados

    22 de Março de 2013 as 13:14

    Esses políticos e dirigentes do pais, não querem copiar boas obras com o nosso irmão, Cabo Verde.

  20. Eusebio Neto

    22 de Março de 2013 as 15:56

    Nao tenho duvidas que muitos dos cidadaos santomenses e nao, ja comecam a estar fartos desses espectaculos tristes e de nenhuma graca que os nossos “Butter” da politica continuam a nos oferecer. Pior, gente com qual o pais “in”directamente gastou mares de dinheiro para se formarem no ou fora do pais mas actuam como se continuassem la na grota a “dar agua tabua” a procura de camarrao “manglolo” e “blabu”. Ja e triste ver os nossos doutorizinhos e engenheirozinhos por ai com comportamentos tao marginais! Falam, falam e falam e so dizem asneiras. Conclusao, os meios de comunicacao, particularmente estrangeiros e vao se aproveitando para preencher os seus espacos dedicados a comedia gratuita. Acho muito bem que toda a gente que se sinta ofendida por palavras de quem que seja, socorra-se dos tribunais para exigir a reposicao do seu bom nome. Se forem mentirosas as acusacoes do Levy, nos estamos perante um caso clinico que urge encarar para salvar esse miudo que mais parece abandonado pelo pai que lhe tirou a chupeta da boca. Porque tanta guerrilha?

  21. Lote

    25 de Março de 2013 as 12:26

    Meu amigo,o Gabriel costa so pode estar em serviço de alguém! Como pode ser o Sr Gabriel costa ainda como advogado, com escritório num edifício onde toda gente diz que é da família Trovoada,ainda mais grave.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo