Pinto da Costa visita Angola nesta quinta – feira

Será uma visita de algumas horas, em que o Chefe de Estado são-tomense se reunirá com o seu homólogo angolano José Eduardo dos Santos, para acerto de novas acções de cooperação entre os dois países. Cooperação de angolana no financiamento de projectos estruturantes em São Tomé e Príncipe deverá ser o ponto fulcral da visita relâmpago.

O Téla Nón apurou que quando Pinto da Costa, regressar esta quinta-feira da visita a Angola,  posteriormente uma delegação ministerial são-tomense deverá seguir viagem para Luanda a fim de concluir os aspectos técnicos, da parceria estratégica que Pinto da Costa e José Eduardo dos Santos, vão relançar esta quinta – feira em Angola.

O Téla Nón sabe que desde a sua primeira visita oficial ao estrangeiro como Presidente da República(Angola)que o Chefe de Estado são-tomense e o seu homólogo angolano concertaram posições no sentido de reforçar a cooperação bilateral. Foi em Fevereiro de 2012.

Investimentos privados angolanos e a participação do tesouro público angolano no financiamento de projectos estruturantes em São Tomé e Príncipe, foram acções delineadas na altura. Angola estava disponível para atribuir um “Fundo Especial” a favor de São Tomé e Príncipe. Isso mesmo anunciou o Presidente são-tomense no ano passado após visita privada a Angola. «Está-se a estudar as condições para que realmente se possa encontrar formas de criar fundos especiais, que possam realmente financiar uma série de operações que venham a ser realizadas por operadores privados angolanos e são-tomenses», referiu na altura Pinto da Costa.

Prova disso foi o envio por Luanda à São Tomé, do seu, secretário de estado do Tesouro do Ministério das Finanças, Manuel Costa, em Março de 2012, para junto  ao então Governo são-tomense, acertar as modalidades de implementação do apoio financeiro para o arquipélago.

Pouco tempo depois o então Governo, anunciou numa reunião política na cidade da Trindade, que não aceitava ajudas financeiras elevadas. «Suponhamos que eu vou pedir 100 milhões. Se alguém me der 200 ou 300 milhões, eu digo não. 100 milhões chegam. Eu tenho que saber o que vou fazer com dinheiro», declaração do ex-Primeiro Ministro Patrice Trovoada, numa reunião do seu partido ADI, na cidade da Trindade em Abril de 2012.

O antigo Primeiro Ministro fez tais declarações com base em rumores que estavam a circular na altura, dando conta que o seu governo teria rejeitado o valor máximo da ajuda financeira angola, resultante da acção diplomática do Presidente Pinto da Costa junto ao seu homólogo angolano. «Oiço aí um zum, zum, zum, que quando se traz dinheiro para o Governo, o Governo diz que não quer», confirmou Patrice Trovoada em Abril de 2012.

Certo é que o trabalho feito no terreno pelo Secretário de Estado do Tesouro do Ministério das Finanças de Angola, em parceria com o então Governo, para definição de áreas para injecção de capital angolano, caiu por terra, após tais declarações e por causa da inércia que se instalou em relação a implementação do “FUNDO ESPECIAL ANGOLANO” para São Tomé e Príncipe.

No entanto recentemente informações contraditórias, postas a circular indicavam que o Governo angolano parece ter ficado “chateado” ou não terá “gostado” da queda do anterior governo.  Situação que na perspectiva das informações postas a circular, estaria a comprometer as relações de Angola com São Tomé e Príncipe.

Informações no mínimo contraditórias em relação aos factos reais,  que se tem registado nos últimos tempos. O Ministro da Assistência Social de Angola visitou recentemente São Tomé, e trouxe uma correspondência de José Eduardo dos Santos para Pinto da Costa. Troca de correspondências entre os Chefes de Estado de São Tomé e Príncipe e de Angola, sobretudo através do embaixador de São Tomé e Príncipe em Angola, tornou-se mais intensa, e a nível do sector privado interesses angolanos dominam vários sectores da economia são-tomense. O exemplo mais fresco, é a entrada da empresa de capital maioritário angolano, a UNITEL, no mercado nacional de telecomunicações.

Quase um ano depois do fracasso, que foi a tentativa de Angola através do seu secretário de Estado do Tesouro, em implementar a parceria financeira estratégica com São Tomé e Príncipe, Pinto da Costa, regressa a Angola para relançar o projecto de “FUNDO ESPECIAL” para São Tomé e Príncipe, que fracassou no Governo de Patrice Trovoada em Abril de 2012.

Abel Veiga

  1. img
    HLN Responder

    Pois é, vamos ver que fim o nosso governo dará estes mais um Fundo especial de Angola. Uma vez que é do conhecimento de todos Santomenses que os fundos, ficam mesmo bem fundo dos nossos olhos, e fundo do bolço dos nossos governantes. A ver cá estarei.

  2. img
    pontosnosis Responder

    Das duas uma:

    - O presidente Pinto da Costa não sabe qual o seu papel, pois isto não são tarefas de um presidente da Republica

    - O primeiro ministro é incompetente, pois deixa que o presidente da Republica ande a desempenhar tarefas que são nitidamente tarefas de carácter governativo

    Em que ficamos ?

    • img
      Traído pelo ADI Responder

      ingénuo.., deixa o camarada Presidente Trabalhar, ele é Pai Grande e o pai que é ñ pode ver seus filhos a sofrerem, enquanto a anterior madrasta desperdiçou ajudas.., a nossa situação é urgente, independentemente de quem vai buscar as soluções, o povo em primeiro lugar.

      • img
        rapaz de riboque Responder

        pai grande ha ha ha o que é de bom que este senhor e todos outros que estiveram no poleiro fizeram para o desenvolvimento do pais

      • img
        rapaz de riboque Responder

        também gostava de saber o significado da palavra PAI GRANDE . O dinheiro vem mas é para alguns não para o povo vejo que nesta terra este senhor é Deus para alguns chamarem pai grande

  3. img
    jose mourinho de stp Responder

    Hum… hum… hum!!!

  4. img
    pedro Responder

    Muito bom forca Sr. Presidente

  5. img
    Lote Responder

    Sr Presidente PC é maior culpado de toda confusão que esta em STP.Sr é homem grande teve 20 anos para lidar com a nova Constituição da Republica,acho que ñ leu durante os 20 anos.Os navios perdem é Sr PR, qual seria o papel do Sr GC ? E Sr Oscar de Sousa,da Marinha.Agora eu acredito que Sr PR ,é maior culpado de toda crise estalada em STP.mais do Sr esta guardado.

  6. img
    osvaldo pereira Responder

    nós santomenses somos realmente estranhos,se o presidente não faz as pessoas criticam e dizem até que o presidente esta velho,se o presidente toma iniciativa a vai em busca de financiamentos e parcerias para SÃO TOME E PRINCIPE existem pessoas a criticar e a chamar de incompetente o primeiro ministro,o que estas pessoas deviam saber é que com a ajuda de todos os governantes mesmo assim é pouco para aquilo que são tomé precisa,e nós deviamos aplaudir e não a passar a vida a criticar so porque gostamos ou não de aguns politicos da nossa praça,,,viva São Tomé e Principe.

    • img
      OLHOS ABERTOS Responder

      Sr. ZEME ALMEIDA, É melhor que o dinheiro venha de Angola, que todos nós sabemos, do que vir de fontes duvidosas, como o Dr. Patrice que fazer com o País.O que aconteceu com o Homem da Guiné, deveria também acontecer com o PATRICE.

  7. img
    Telavive Responder

    Mais um fundo? Alguém vai comprar ilhéu das Cabras!

  8. img
    P. T Responder

    BOA CAMINHADA SENHOR PRESIDENTE, SEMPRE EM FRENTE. O POVO E O PAÍS PRECISAM DE SÍ E DAS SUAS INFLUÊNCIAS JUNTO DOS AMIGOS ETERNOS.

    BEM AVENTURADOS TODOS AQUELES QUE QUEREM BEM A ESTE POVO E A ESTE PAÍS.

    VIVA S.TOMÉ E PRINCIPE, VIVA ANGOLA.

  9. img
    DIASPORA Responder

    em que ficamos com muitos santomenses em situacao ilegal em angola….? espero que isto seja tambem uma das questoes a descutir por sua excelencia…bem haja

  10. img
    Biboss Responder

    Toda ajuda externa é bem-vindo,mais não devemos nos esquecer que um País para progredir e alcançar o caminho do desenvolvimento, não deve depender das ajudas, porque com certeza não será para sempre.
    Devemos pegar nestas ajudas e potencializar o nosso País e evitar viver a custas dos outros.Vamos ganhar vergonha na cara, e pensar mais nosso País, e deixar o orgulho, ambição. Tenho dito

  11. img
    E. Santos Responder

    Bem, esta notícia padece de inúmeras inverdades. Mas já é comum este jornal veicular as informações da forma que melhor lhes interessa, sem qualquer rigor informativo.
    Mas o que é de facto preocupante é que estão todos a esfregar as mãos a espera deste dinheiro (aliás, deixaram cair o anterior governo também por causa deste dinheiro). Acredito que povo que é povo, não vai ver tostão. Ou talvés vá ver chafariz, latrinas, chapas de zinco e por aí fora. Coisas do século passado com que enganam o povo para o verdadeiro montante ir parar ao bolso dos parasitas de sempre. Mete nojo esses camaradas. Uma cambada de aproveitadores e sanguessugas do estado.
    E o Presidente está a achar que vai fazer grande coisa. Vai nos endividar mais e nada, nada será feito. Nunca o fizeram, não seria agora que o iriam fazer. Aliás, Pinto da Costa já demonstrou que não consegue ter mãos sobre estes camaradas.

  12. img
    zeme Almeida Responder

    Podem me dizer o que significa{PAI GRANDE}?Para sermos um verdadeiro pai, teremos que ter algo para dar os filhos.Pelos vistos eu acho que este pai nao tem nada para dar os seus filhos,a nao ser perdir os vizinhos emprestado,para o sustentar os seus filhos!Com tantos emprestimos a de chegar um dia que o nosso pai nao tera condicoes de pagar com o que deve aos vizinhos,tem que por o PAIS na hipoteca nas de Angola.Angola nao é de maneira alguma a nossa fonte de dinheiro,como muitos de nós pensamos?Os angolanos tambem problemas,talvez ainda muito mais que STP.Muitos angolanos até dizem que STP é considerada como a decima nona{19}provincia de Angola,defacto eles tém as suas razoes,porque STP transformou-se num povo pedinte.Por tudo quanto que estamos a passar neste momento neste é derivado do PAI GRANDE é ele quem tem que assumir as responsabilidade deste povo.O senhor primeiro ministro Gabriel Costa diz que nao esta desposto a pegar no aviao e viajar pelo mundo a procura de ajuda,ai esta o resultado o pai grande tem la ir.O pao quando falhar a mesa,sao os filhos que sofrem.

  13. img
    zeme Almeida Responder

    Os angolanos tambem tém problemas,talvez ainda muito mais que STP.

  14. img
    Biboss Responder

    Meu irmão, mais têm dinheiro,muito dinheiro…!

  15. img
    sulila miranda Responder

    Vamos é começar a prepararmos para a mudança! Porque se vai haver ajuda temos que nos preparar para a modernização do país.
    Empreguemos bem as ajudas,construindo estradas,casas, escolas,hospitais e sobretudo invistamos no turismose aí,tenhamos bem presentes que depois da beleza das nossas ilhas o turista precisa de ocupar o seu tempo pagando e divertindo-se,por isso vamos recuperar a nossa cultura, o floclore a gastronomia,etc.
    Vamos é trabalhar!!! Deixemos de bla bla bla!!!Pá non ná fica cu djêlo cê tlocá!!!

  16. img
    Santosku Responder

    Meus senhores e os adeptos de ADI deixem que o presidente e o Primeiro Ministro e todos os santomenses de boa fé trabalharem para bem de São Tomé e Principe. Que raio de pessoas, se não faz é porque é preguiçoso se faz é criticado. Creio que estas pessoas não trabalham só estão a espera de banho, preguiçosos vão trabalhar e sejam construtivos.

    • img
      E. Santos Responder

      A questão é que se este dinheiro entrar, só vai satisfazer aos mesmos de sempre “os sangue ssugas do estado”. Você por exemplo, não vai ver tostão em nenhum desenvolvimento. Daqui há uns anos o país está mais endividado e você não beneficiou em nada.
      Não atrapalhem, quando ouvem falar de dinheiro, porque ele não chega a todo lado. Esta é que é a questão.

  17. img
    Jorge Spenser Responder

    Meus caros.
    O Presidente Angolano deve aproveitar a oportunidade para dar um puxão de orelhas ao Pinto da Costa.

    Angola também tem os seus problemas. Angola não pode ser associada aos problemas de S.Tomé. Se cai o Governo, Angola. Se faz eleições, Angola. Se falha petróleo, Angola. Se continua Governo Angola.

    Angola deve dizer ao Pinto e aos camaradas do MLSTP para fazerem política moderna e deixar de politiquices e envolvimento de Angola nas querelas politicas internas de S.Tomé.

    Viva Democracia.
    Para o Bem de S.Tomé.

    • img
      Obama Responder

      Meu Caro Spenser, concordo plenamente com a sua opinião e gostaria de acrescentar o seguinte:
      - O Presidente José Eduardo é tão amigo do Presidente Pinto que levou quase 3 meses para o receber e mesmo quando o faz, é só durante umas horas…quer dizer, para um bom entendedor, poucas palavras bastam.
      O Pinto e a sua comitiva ainda não deixaram o velho hábito da política da mão estendida, sempre a lamentar e a não levar também soluções.
      Temos realmente de mudar esse tipo de pensamento, de acção e tornar o nosso País enorme pela força da sua política externa forte, diplomacia de influencia e centro de interesses de negócio.
      Um bem haja ao querido povo de São Tomé e Príncipe!

  18. img
    zeme Almeida Responder

    Senhor Biboss, Angola tem dinheiro sim,mas,sao para os angolanos.Nao o dever e nem é obrigado Angola dar dinheiro a STP?O nossos derigentes estao muito mal habituados de viver de maos estendidas{pedintes}.Angola nao tem nenhum deposito feito ali de STP?O que se esta a fazer é divida para o PAIS,STP nao parte de Angola?Isto é muitos nao sabem e com boca aberta virada para ANGOLA.Tenha vergonha na cara.Quem derrubou o governo é porque tem condicoes dar ao povo e nao de pedintes nao nao dizer de mendigas.Viva RDSTP

  19. img
    zeme Almeida Responder

    S.T.P nao é parte de Angola?

  20. img
    Adler Responder

    Esta peça só pode ser uma crónica.

  21. img
    Biboss Responder

    Caro Zeme, não deves se preocupar mito com isto, porque os nossos dirigentes sempre colocaram o País nesta condição de pedintes, mendigos. não vale a pena perdemos os nossos precioso tempo nesta conversa fiada.Infelizmente,desde da época pós Independencia, o Pais nunca teve um dirigente transparente e honesto, que pensa no povo,no seu País.

  22. img
    Biboss Responder

    Tenho dito.

  23. img
    loqueto iambongo Responder

    dos santos por questão de simpatia que seja deve ou devia ajudar-nos sempre e bastante.
    os seus antepassados eram nossos conterrâneos.
    é tb de algum modo dos nossos.
    viva angola!
    viva stp!

    • img
      atento ao dossier Responder

      ELE PROPRIO E SANTOMENSE….

  24. img
    Lote Responder

    Meus.amigos eu tenho muita pena de saber que em são tomé á um grupo de gente que só quer estar a vingar todo povo de são tomé.Diz o poder local Sta. A onde? Na Presidência da Republica,ou no Distrito ? Deve Star lá no Distrito; ñ é possível cai uma derrocada No distrito de Lemba e quem aparece é PR mais a vez, O Sr Costa Ta mesmo a dormir; é este Primeiro ministro que PR P da Costa quer para fazer o seu lindo mandato.

  25. img
    Hora da verdade Responder

    Pois é.
    Os assaltantes (PCD, MLSTP) do poder estão a programar festas para gastar os 300 milhões de usd de Angola?

    Não acredito….

  26. img
    atento ao dossier Responder

    ENTÃO MEUS SRS.E O ASSUNTO DOS “PETROLEIROS”
    JA ESTA RESOLVIDO?????

    • img
      fabio Responder

      O crítico inimigo é também um colaborador.

  27. img
    Cautela Responder

    Penso que muitos comentários estão a desviar o teor da noticia. A noticia não diz que vai haver uma ajuda, mas sim um fundo especial para que empresários angolanos e santomenses possam investir em STP. Trata-se de um incentivo ao sector privado e não uma ajuda ao Estado santomense. E é neste sentido que os comentários deveriam apontar.
    Penso que este espaço que o Téla Nón disponibiliza aos leitores deveria servir para contribuições validas e apresentar soluções e não para estar a gastar palavreados que não nos leva a lado nenhum.
    Desculpem, mas essa é a minha opinião.
    Por um STP melhor com a contribuição de todos.

  28. img
    São Tomé Poderoso Responder

    Pintou voltou para desgraçar o País calmamente, sem viajar muito reparem só esse Homem tem muito mandatários, ele é tal igual a José Eduardo dos Santos, Em Angola quem vivi bem São os Generais em São Tomé quem vivi bem são os amiguinhos do Sr Pinto da Costa Pai Grande PIDU

  29. img
    João Carlos de Sousa Responder

    Ó poderoso quem lhe disse que cá em Angola so os Generais é que vivem, deixe de falar á toa.

  30. img
    Santomé Plodôsu Responder

    Nós tratamos muito mal os filhos de Angola durante séculos e hoje estamos de mãos estendidas para eles. Mesmo assim não apredemos, continuamos arrogantes e convencidos de que somos alguém ou alguma coisa. Credo!
    Não passamos de um pó de trrr…e ainda por cima desavergonhados.
    Fui!

  31. img
    laranja Responder

    Que vergonha que se acha em alguns comentários ávidos em espalhar caos, caos,caos. Tenatm envenenar o PM contra o PR, Governantes Angolanos contra os de STP. Mas Deus é grande e sabe-se bem donde vêm essas lamúrias. Gente ruim.
    Concordo com Cautela: dinheiro destina-se aos empresários angolanos e santomenses para desenvolverem projectos de desenvolvimento no nosso País. Lamentamos, porém, pois não temos um corpo empresarial organizado para tal e a Câmara do Comércio, Indústria, Agricultura e Serviços está como está. É pena, pois seria a hora de arregassarmos as mangas e, por de parte os “lambões”, avançar com projectos estruturantes que possam tirar STP da letargia em que se encontra há tantos anos.
    Há quem fale de chapas de zinco como forma de enganar o Povo, estes são os que deram chapas de zinco para o estrangeiro ajudar-lhes a fazer politiquices.
    Deixo: É melhor pedir do que traficar.
    PR, pede, pois o outro, que não vou dizer o nome, sempre enveredou pelo tráfico.
    Deus proteja aquele que nos quer apoiar.

  32. img
    de Ceita Responder

    Certa vez ouvi do vosso “pai grande” dizendo que, com ele na governação, o estender de mão seria para cumprimentar e não para pedir esmolas.

    • img
      fabio Responder

      Sabes quem são os críticos? Os que malograram na literatura e na arte.”

  33. img
    Estamos atentos! Responder

    Essa notícia serve para calar o que o pessoal do ADI escreveu ha umas semanas no seu site.

Deixe um comentario

*