Eleições autárquicas em São Tomé e regional no Príncipe deverão ser adiadas

Segundo o calendário eleitoral, as eleições para o poder local em São Tomé e regional na ilha do Príncipe deveriam acontecer em Julho próximo. Mas, segundo Presidente da CEN, Victor Correia, os atrasos na realização do recenseamento eleitoral, torna quase que impossível a realização das eleições na data prevista.

Em entrevista ao Programa “Cartas Na Mesa” de São Lima, o Presidente da Comissão Eleitoral Nacional, apontou para a possibilidade de adiamento das eleições, autárquicas e regionais, que deveriam ser realizadas em Julho próximo. Victor Correia garantiu que a maior parte dos problemas técnicos que enfermava a base de dados da Comissão Eleitoral Nacional, já foi resolvida. «Cerca de 80%», assegurou.

No entanto não acredita que antes de Julho, se consiga actualizar os cadernos eleitorais através do recenseamento de novos eleitores. «Torna muito, mas muito complicado a possibilidade de cumprimento do prazo eleitoral», referiu Victor Correia, no programa “Cartas Na Mesa”.

Abel Veiga

  1. img
    Maguita Nglangi Responder

    São Tomé é mesmo um País de Faz de contas
    Este Sr. está a frente da Comissão Eleitoral há anos, indo pra formações, recebendo o seu gordo Salário, indo atrás das Bokitas, e só agora que as Eleições se avizinham é que ele vem dizer: “Torna muito, mas muito complicado a possibilidade de cumprimento do prazo eleitoral”.
    Pior de tudo provavelmente o governo ainda o manterá no cargo.
    pessoas cometem erros hediondo e nem por isso são chamados a responsabilidade!

  2. img
    explicar sem complicar Responder

    Melhor assim do que no fim quando perde cada um começar há vir dizer que “Houve Fraude” porque não havia condições técnicas.

    • img
      porque será Responder

      Este senhor pode estar a mentir nunca se sabe, se ele esta a frente disto já a bués e não esta a dar conta de recado então é um incompetente…

  3. img
    A.Semedo Responder

    Sou de ADI,mas também acho que se não há condições não se deve fazer eleições.Melhor preparar.Nada de pressa.Isto é que está a dar cabo de nós.

    • img
      Qua Tela Responder

      Acho que o Senhor Semedo nem sabe mentir, podia dar a sua opinião sem pronunciar o nome de ADI,
      O que tem de piada falar do ADI aqui, será que só o ADI que esta interessado nas eleições?
      Sejamos mais coerente e adulto, é um direito democratico que esta plasmado na constituição que todos juraram e não pode ser violada
      Fico triste com essas atitudes de nós Santomenses, muito baixo e muita hipocresia

      • img
        Nora Responder

        QUE A VERDADE SEJA DITA SIM. TIVEMOS ELEIÇÕES EM 2010, ABRIU-SE O CADERNO ELEITORAL E FEZ-SE RECENSEAMENTO. EM 2011 TIVEMOS AS PRESIDENCIAIS E NÃO SE ABRIU O CADERNO. EM 2012 ATÉ MAIO DEVIA-SE ABRIR OS CADERNOS COMO MANDA A REGRA TENDO EM CONTA QUE DE 2010 – 2012, PASSARM 2 ANOS E MUITOS GANHARAM A PERSONALIDADE ADULTA COM DIREITO AO ACTO ELEITORAL. AGORA EU PERGUNTO DESDE 2010 ATÉ DEZEMBRO DE 2012 QUEM ERA GOVERNO? É CERTO QUE É ADI E NÃO ABRIRAM CADERNO PORQUÊ? E AGORA QUEM A REALIZAÇÃO DE UM ACTO ELEITORAL SEM O PAÍS TER CRIADO AS CONDIÇÕES PARA O TAL, CONVENHAMOS, SENHORES DO ADI, TEMOS SIM QUE REALIZAR AS COISAS BEM EFEITAS, SÓ ASSIM ESTARIAMOS A CONTRIBUIR DENTRO DE UMA DEMOCRACIA PLURALISTA. ADISTAS CREDO NANCÉ.

        • img
          porque será Responder

          Isto sabe bem yha

        • img
          porque será Responder

          Realmente o que estas a dizer tem lógica mas meu caro isto soa-me apenas uma tática para ganhar tempo e por conseguinte, ganhar terreno mas,o povo tem uma mente aberta e limpa, o que já não se pode dizer de vós corruptos.

        • img
          João Carlos Responder

          Senhora Nora”, nem informações tens e andas aqui a falar coisas com coisas, que nem sabes. Fez-se sim actualizações do caderno eleitoral em 2011, a quando realizações das eleições presidencias…Vai se informar depois vem comentar…

  4. img
    gualter almeida Responder

    este monco esta bém gordinho cuida-te rapaz cuidado com o colesterol

  5. img
    Joao Vicente Responder

    O comentario de pseudonomo “Maguita Nglangi ” ate da nojo. Eu acho k deviam ate nem publicar certas babozeiras que algumas pessoas escrevem nesse forum de telanon. O homem da comissao eleitoral explicou de uma forma bem responsavel que nao ha condicoes mas o Maguita Nglangi como nao pode esconder a sua ignorancia passa a atacar sem piedade ao home e com tom baixo. O pior e’ que muitas pessoas que fazem ca comentarios vivem em Portugal, Europa pelo menos, e deviam ter melhores modos. O nosso pais esta perdido! Uma pena. Eu sinto nojo lidar com pessoas tao traumatizadas e de ma fe’ como o Maguita Nglangi, sem vergonha.

  6. img
    Toni Responder

    Viva a democracia, simplesmente extraordinario!!

  7. img
    E. Santos Responder

    O Povo São-tomense se tivesse garra, entrava em greve Geral. Paralizavamos o país até que estes camaradas nos respeitassem e fizessem as coisas de forma correcta.
    Uma coisa é eles (os partidos) andarem as turas entre eles e mesmo assim com sérios reflexos na nossa vida, no nosso desenvolvimento (já temos de suportar isso).
    Outra coisa é extrapolarem a ponto de quererem anticonstitucionalmente pôr em causa o nosso direito de decisão e de escolha.

    Mas enfim…que povo veste a calça neste país? Todos medrosos….todos a encolherem o rabo entre as pernas…agora então…com medo que o Oscar Costa nos ponha na cadeia….

    Vamos todos para a cadeia, mas vamos com dignidade…que aumentem a cadeia para caber o povo todo de São Tomé e Príncipe, mas não abusem da nossa existência.
    Morremos sim, mas morremos como Amador, com dignidade. É o nosso futuro que está em causa, é nossa liberdade que está em causa, são as nossas conquistas que estão ameaçadas de retrocederem…
    E Pinto da Costa andou hiprocritamente a ouvir todos…para virem depois legitimar isso.
    Tenho pena que este Sr. Vitor Correia tenha se disponibilizado para ser o carrasco do Povo São-tomense.
    Você ainda vai a tempo Sr. Vítor, faça o seu trabalho e dignifique-se diante do povo. Não se junte ao complô orquestrado para retirar ao povo o que de melhor ele conquistou até hoje “a liberdade de livremente escolher quem lhe dirige”, mais a mais porque o Governo Actual, as instituições actuais, estão-nos a ser impostas.

    • img
      E. Santos Responder

      Óscar Sousa, queria dizer.

  8. img
    Víctor Correia Responder

    Para dizer ao Sr. Maguita Nglangi e eventualmente aos não saibam que o atual Presidente da Comissão Eleitoral Nacional está em funções a sensivelmente dois anos.
    Dizer igualmente que nenhum membro da CEN, incluindo o presidente recebe qualquer remuneração do estado a não ser quando haja eleições, ou recenseamento eleitoral.
    A CEN não é um Órgão permanente, pois 30 dias após a publicação dos resultados definitivos, ou 30 dias após a publicação dos Cadernos eleitorais definitivos, ela cessa as suas funções, até voltar a ser reconduzida ou substituida pela Assembleia Nacional.Mais,os atrasos que vivemos agora decorrem sobretudo da não perenização da CEN.Espero ter explicado. No entanto a CEN está disponível para qualquer informação adicional.
    Obrigado

    • img
      E. Santos Responder

      Para dignificar a sua pessoa e não vir a carregar a cruz deste país, o Sr. deveria diante de tudo isso, pedir a sua demissão e deixar a batata quente nas mãos de quem não criou as condições para a realização atempada das eleições. Se é mesmo esta a questão.
      Sem eleições não há democracia….não vivemos em democracia. É preciso distanciar-se de partidos (qualquer que seja)e ser apenas POVO para sentir o peso de perder o direito de escolher livremente quem dirige o nosso futuro e o futuro dos nossos filhos e netos….
      Pensem nisso

    • img
      João Carlos Responder

      E quando recebe e o que eles tiram do orçamento alocado, dá para mais de 10 anos…

  9. img
    Obama Responder

    Boas pessoal,

    Segui com atenção a entrevista do Sr Victor Correia no programa da fabulosa jornalista São de Deus Lima e pareceu-me bastante óbvio que as eleições autárquicas n se vão realizar dentro do prazo legal (Julho 2013).
    No entanto, parece-me também que estão a ser feitos esforços no sentido delas se realizarem ainda neste ano, talvez 1 ou 2 meses depois do prazo. Agora, não percebo o porque do titulo deste artigo ser assim como está e n ser diferente. Enfim, depois diz-se que há Jornalistas no País…no comments!
    E gostaria de pedir aos comentadores deste espaço para n fazerem acusações nem chamarem nomes improprios aos outros.
    Um bem haja ao maravilhoso povo de são Tomé e Príncipe.

    • img
      E. Santos Responder

      Meu caro, o Título da notícia está devidamente enquadrado. Se não há condições …isso quer dizer o quê? Que em princípio deverão ser adiadas, certo?
      A questão nem é tanto ser adiada..é o horizonte temporal do adiamento que não é dito.
      Não existe, ou pelo menos não foi demonstrado por parte da Comissão Eleitoral, a existência de um plano de acções, com o cronograma das actividades a serem realizadas de forma a que na data X se possa ter tudo pronto e na data Y se realise as elições. Ou seja, estamos indo, e vamos lá ver no que dá. Ora é mobilização de fundos, ora é sistema informático, e assim se vai passado os dias a resolver situações em cima do joelho.
      O que significa que o trabalho ou não está a ser bem feito por falta de rigor ou por pura má fé para com o POVO.
      Temos de nos abituar a ser sérios….este é que é o problema.
      E é por isso, que ficamos com a pulga atrás da orelha de que tudo isso não passa de um complôô contra o POVO, a quem não querem dar o direito de decisão, sabe-se lá porquê.

  10. img
    3 Macucu Responder

    nao todos aqueles que se dis respossavél que conhece as suas responssabilidades aoeeeeeeee

  11. img
    3 Macucu Responder

    nao todos aqueles que se dis responssavél que conhece as suas responssabilidade existe muita gente que gosta que lhe chamam mentirosos e falta de responssabilidade como no caso de?

  12. img
    pateta alegre Responder

    Maguita Nglangi você tem toda a razão quando diz que este país de faz de conta,e nós incluindo eu somos um bando de faz de contas,porque quanto não esta coisa ja estragava de uma vez por toda ou ja melhoraria,porque se deu para aperceber na entrevista desse sujeito deu pra entender que ele é um presidente de faz de conta………..

  13. img
    Nana Responder

    As Eleições estavam marcadas para Junho. Não é possível realizá-la em Junho, então marque para Agosto ou Setembro. A Comissão Eleitoral Nacional teria mais três meses para preparar as coisas.
    O que não é aceitável, é adiar as eleições sem ter uma noa data proposta, mas o mais cedo quanto possível. Aí sim dizia, Adeus Democracia.

  14. img
    Toni Responder

    Desculpem, mas apraz me dizer o seguinte: qualquer Estado democrático sabe e calendariza os seus ciclos eleitorais, êh o que define a democracia, parece que estamos perante o problema de saber quem paga as eleições . Mesmo que seja um Pais pobre os actos devidamente democráticos tem que ser respeitados com rigor, senão estamos perante um embuste. Se calhar os nossos governantes não sao nem querem a democracia e o pluralismo.

    • img
      E. Santos Responder

      Meu caro amigo, quando um 1.º Ministro diz publicamente que “se Deus quiser” teremos eleições este ano, o que se pode depreender disso?
      Significa que ele não vai fazer nenhum esforço para que isso aconteça, e se calhar, nem tem interesse que as eleições acontençam. Porque Deus não vai descer do ceu e vir trabalhar para ele.
      Eu aprendi na Igreja que Deus diz “trabalhem que eu vos ajudarei”. O que quer dizer que se nós fizermos os nossos 90%, Deus põe uma mãozinha e da-nos os restantes 10% (de Benesse). Agora Gabriel Costa está a espera que Deus faça 90% do trabalho dele e ele se limita depois a fazer os 10%(cortar fitas e beber champanhe)…invertendo as posições.
      Com esta forma de estar e pensar, não vamos fazer nenhum, não vamos a lado algum. Por isso eu acho que este 1.º Ministro não sabe nada de nada, é um completo sem noção. Não estranha que FM o tenha demitido da outra vez. Só que nós somos especialistas em dar oportunidade duas vezes aos mesmos incopetentes.
      Até agora GC não foi capaz de apresentar uma única ideia sensata, uma única ideia credível, não mostrou possuir visão estratégica, não demostrou ter ambição, não fez nenhum até agora, nenhum mesmo(ou melhor fez, conseguiu gerar conflito interno, conseguiu ser fofoqueiro pior que certas mulheres, conseguiu mostrar irresponsabilidade e enfim…).
      Mas entretanto não quer ser criticado,quer que lhe reconheçamos valor que não demonstrou.
      E se não o fizermos, não é simplesmente porque somos são-tomenses realistas e bons analistas, mas porque somos da oposição, do ADI mais concretamente.

      Acho que os são-tomenses de bem deveriam criar um movimento anti-partidário para defender o povo de qualquer Governo, de qualquer partido político que ponha em causa os interesses do POVO.

  15. img
    Cassuma-sofredor Responder

    Olha o Victor Correia depende do Pinto Costa e vive no sigilo, onde o governo quer tardar as eleições autarquicas para ganhar terreno ou manobras ilegais de modo ganhar as eleições que pela lei deve ser marcado em 17 de julho de 2013. Tanto é que actualização dos cadernos e meios disponiveis são essencias mas o OGE orçamento só vai cair verbas no junho que facilitára o Gabriel Costa para não deficulta trabalho.

  16. img
    de CEITA Responder

    Dos vários comentários observados verifiquei que estão muito preocupados com os atrasos ou não das eleições. Como é que fica a legitimidade dos governantes distritais? Já que são as eleições livres e justas é que os legitimam

Deixe um comentario

*