Brasil dá prenda aos países africanos por ocasião do dia de África- São Tomé e Príncipe é um dos beneficiários

O Senado brasileiro decidiu orientar o Governo de Dilma Russef a reescalonar a dívida de  São Tomé e Príncipe avaliada em 4,32 milhões de dólares. São Tomé e Príncipe deverá pagar o valor em 7 prestações. No conjunto do continente africano, Brasil anunciou perdão da dívida na ordem de 900 milhões de dólares.

Numa cópia do “Jornal do Senado Brasileiro”, enviada a redacção do Téla Nón, é dito que no dia 24 de Maio, véspera da celebração do dia do continente africano, o Senado brasileiro autorizou o Governo de Dilma Roussef a oferecer parcelamento dos 4,32 milhões de dólares que o arquipélago são-tomense deve a República do Brasil.

O Jornal do Senado do Brasil acrescenta que foram os senadores da Comissão dos Assuntos Económicos que analisaram a renegociação da dívida e emitiram tal autorização ao governo. Desta forma a dívida são-tomense, foi reescalonada « para quitação em sete parcelas, sem desconto», refere o Jornal do Senado brasileiro.

A dívida em causa contraída pelo Estado São-tomense junto ao Governo brasileiro, tem a ver com uma linha de crédito concedida pelo Brasil, no sentido de estimular a importação de bens alimentares a partir do mercado brasileiro para abastecimento do mercado são-tomense. «No parcelamento da dívida de São Tomé e Príncipe, a primeira parte vai equivaler a 10% do total e deverá ser paga dois meses após a assinatura do contrato. As demais (15% do montante cada uma) serão quitadas anualmente, sendo a primeira um ano após o pagamento inicial», explica o Jornal do Senado brasileiro. .

A linha de crédito foi entregue a uma sociedade de comerciantes são-tomenses, designada de STP-Traiding. Deu origem a uma novela são-tomense com sotaque brasileiro, com vários episódios, e que terminou com o arquivamento do processo crime, movido pelo Ministério Público contra os administradores da STP-Traiding. Produtos deteriorados é que chegaram ao mercado são-tomense, o povo não consumiu, mas agora tem que pagar a dívida, que foi reescalonada em 7 prestações pelo Governo brasileiro.

Senegal é outro país africano que recebeu prenda do Brasil, por mais um aniversário da criação da organização pan-africana, antes OUA actualmente designada União Africana. A Presidente brasileira que tomou parte nas celebrações em Adis Abeba – Etiópia, terá anunciado o perdão da dívida dos países africanos. Senegal que deve 6,7 milhões de dólares ao Brasil, teve perdão de cerca de 45% do valor. « O Projeto de Resolução 16/2013 cancela US$ 2,97 milhões da dívida do Senegal com o Brasil, representando o perdão de aproximadamente 45% de uma dívida de US$ 6,57 milhões», diz o Jornal do Senado brasileiro.

O Brasil que definiu relações especiais com a África, como estratégia da sua  política externa, anunciou em Addis Abeba perdão da dívida dos países africanos na ordem de 900 milhões de dólares, num total de 12 países.

Abel Veiga

  1. img
    Barão de Água Izé Responder

    Nuvem bem cinzenta encobre o paradeiro 4,32 milhões de dólares. Terá este dinheiro caído no Rio Água Grande e levado pelas águas foi poluir o mar? Não há responsáveis? Ninguém é indiciado? É o povo que vai pagar esta divida? São as empresas que nada tiveram a ver com este negócio (burla?) que vão pagar, via impostos, esta divida? Os governantes da altura e os de agora, incluindo o sr. Presidente vão ficar impávidos, silenciosos e serenos?
    Que tipo de País se está STP a transformar? Uma cópia da Guiné-Bissau?

  2. img
    Stwart Neto Responder

    Sabes Barão de Água Izé, todos sabemos como correu esse dinheiro e hoje todos nos teremos de pagar. Num pais serio, o governo de então é o mais responsavel, mas diga-me, onde se encontra oPrimeiro Ministro e o Ministro das Finanças de então…eos da Trading

    • img
      Barão de Água Izé Responder

      Esta divida é de tal forma grave, que se o Presidente da República ou o 1º Ministro não agirem para que STP não seja defraudado, dever-se-á perguntar, porquê o seu silêncio e indiferença? Ninguém, mas ninguém, mesmo quem tenha assinado a Independência de STP deve estar acima da Lei. Há responsáveis e o povo Sãotomense deve exigir justiça.

  3. img
    raposo joaquim Responder

    No ponto de vista “Estado” STP deve ao Brasil este valor, tem que pagar para honrar a sua imagem. Por outro lado os empresários santomenses envolvidos têm que pagar ao estado Santomense. De forma que não haja adiantamento por parte do Tesouro público, o Estado Santomense terá que passar pela politica de gestão da empresa no inicio de falência técnica isto é, “o prazo medio do recebimento deve ser muito inferior ao prazo medio de pagamento”. Por outra palavra, o Estado deve impor um prazo para os empresários devolverem o dinheiro ao tesouro público, mais cedo do Estado pagar ao Brasil. O consumidor final não pode pagar isto. Isto não é IVA.!!!!!!!!!!!!!!!!!

  4. img
    Só com Cristo Responder

    Meus amigos, como devem ser todos os Santomenses a assumirem esta dívida resultante duma clara má gestão ou por outro,desvio para fins pessoais dum crédito que em princípio devia ajudar a todos nós?!! E ninguém é responsabilizado!!!!!Andam cá a deambular feitos em políticos comerciantes. Em que país estamos. E vem o tribunal arquivar o processo por falta de prova???!! Então é o povo que geriu este dinheiro? Afinal, onde está a justiça! E esses indivíduos aparecem a frente de partidos políticos a procura de votos, para serem eleitos deputados para conseguirem a imunidade parlamentar para fugir a justiça!!

  5. img
    Flogá Responder

    Percebi que foi perdoado 45% da Dívida do Senegal e para STP apenas se reescalonou?!

    Abel, por favor, gostaria de ser esclarecido.

  6. img
    Pléto Lúlúlú Responder

    NOTÍCIA …. Brasil dá prenda aos Países Africanos por ocasião do Dia de África — S. Tomé e Príncipe é um dos beneficários… Que raio de benefício é esse, que ao Senegal perdoa 45% da dívida de 6,57 milhões de USD$, no valor de 2,97 milhões de USD$, e a S. Tomé um país mais pobre que o Senegal, faz o ‘reescalonamento’ da dívida, de 4,32 milhões de USD$, a ser paga em 7 prestações, sem descontos ???? Com ‘amigos’ destes, quem é que precisa de Inimigos ???

  7. img
    pické Responder

    depende do tipo de dividas, certamente Brasil analisou as formas em que foram contraídas essas dividas por parte de s.tomé nao só, e como os processos foram conduzido até ao seu arquivamento n foi coerente, por isso deve pagar cada centavo..

  8. img
    JOAO ALMEIDA Responder

    Caro Barao de Agua Izé. Infelizmente é o pais q temos e temos q nos acostumar. Doi dizer isso mas é a mais pura verdade. Desde 1975 q sempre estivemos entregues a governantes de ma fé. É tudo a roubar e ninguem chama a responsabilidade aos gatunos. Portanto Temos q aprender a conviver com a justiça q temos ou o povo se revoltar.
    Tb nao entendo pq perdoam ao senegal 45% de divida e a sao tomé nada. A nao ser q tenha interpretado mal o texto

Deixe um comentario

*