MDFM-PL solidariza-se com o adiamneto das eleições autárquicas e regional

“O Presidente da República não tinha outra alternativa”. Assim reagiu o partido do ex-Presidente Fradique de Menezes. MDFM-PL, considera-se defensor acérrimo do cumprimento da constituição e das demais leis da República, mas diz que efectivamente não há condições para realizar eleições livres e justas em Julho próximo.

«Porque vivemos aqui, estamos aqui e conhecemos esse processo, porque os governos de 2011, 2012 e 2013, não actualizaram os cadernos eleitorais, o Presidente da República não teve outra alternativa, se não de facto propor o adiamento dessas eleições tudo indica para 2014», declarou o secretário geral do MDFM-PL, Adelino Lucas.

O partido liberal diz que concorda com a proposta do Presidente da República, para que o povo seja chamado às urnas em 2014, para eleger os dputados a Assembleia Nacional nas eleições legislativas, e ao mesmo tempo, eleger os membros das câmaras distritais de São Tomé e da Assembleia da Região do Príncipe. «Concordamos com a ideia porque é um país pobre disprovido de recursos financeiros, daí que ter eleições de forma cíclica com encargos avultados para o Estado nós não suportaremos. Embora tenhamos parceiros que queiram ver a nossa democracia em movimento, eles entenderão que não é bom estarmos permanentemente de mãos estendidas em busca de apoios para eleições permanentes», concluiu, Adelino Lucas.

Abel Veiga

  1. img
    Filho da Terra Responder

    Rei mandou marchar, mesmo a deriva marchemos

    • img
      terra a mão Responder

      Com todo o respeito que tenho pela opinião alheia,acho que há coisas que de facto devemos tratar com sentido de responsabilidades e patriotismo,e este é um deles:
      Na minha opinião pessoal ,acho que a actual situação é da inteira responsabilidade do governo do ADI,na pessoa do seu Presidente e dono,Patrice Trovada.
      Ora pergunto ,e quero que respondam sem demagogia,hipocrisia e fanatismo politico.
      Será que o governo do ADI,ia fazer as eleições Autárquicas,Legislativas e Regional,sem actualização dos cadernos eleitorais????????
      Acham justos que deveríamos ir as eleições ,mesmo sabendo que há milhares de jovens que completaram 18 anos de idade, e que estão no direito de exercer a sua cidadania?…
      Acham que o pais está em condições para partir para eleições????.
      Enquanto s.tomenses que somos deveríamos usar este espaço que por sinal é único ,para de facto dar-mos o nosso contributo pela positiva ,e não virmos cá fomentar ódios ,vinganças,retaliações, e divisões no seio dos nosso irmãos,muito menos virmos cá com insultos a pessoas alheias que por sinal nem conhecemos.Não há nada como a paz ,……sejamos da paz

      • img
        Mutante Responder

        Olá Terrra mãe.

        Sem DEmagogia. A eleição foi orçamentada por esse governo que veio salvar a pátria.

        Havia dinheiro no fundo do GGA. O Governo de Gabriel Costa deu a Delfin Neves quase dois milhões de euros para a compra do arroz.

        O Estado precisava de apenas 500 mil euros para começar o recenseamento.

        Agora pergunto sem demagogia. Quem é o culpado pelo não recenseamento?

        Digo mais, segundo alguns técnicos da Comissão Eleitoral, no ano passado o Governo colocou a disposição dessa comissão algum valor para começar os trabalhos. Os técnicos recebiam e conseguiram ter 80% dos trabalhos feitos, de acordo com o Presidente da Comissão eleitoral.

        O Governo, na sua responsabilide e sentido de Estado devia chegar e disponibilizar a verba para o recenseamento no mês de março. Não fez. Preferiram, ainda no mês de fevereiro dar o dinheiro ao delfim.

        A culpa é de Patrice Trovoada? Responde sem demagogia.

        • img
          E. Santos Responder

          Hehehehe, daqui a pouco vês Delfim Neves e a sua cria a desfilar por aí com carro novo topo de gama (desavergonhadamente).
          Mas entretanto, tu triste coitado que estás aqui a defender-lhes porque não consegues desviar o olhar do Patrice Trovoada e ver quem está paralém dele, vai continuar a andar a pé, a comer arroz amarelo partido e sem ter podido exercer o teu direito de voto, de sentires-te livre no teu país.
          Bem feito…..e se bobear Delfim, passa por ti em dia de chuva e ainda molha-te na estrada. E sem nenhuma esperança de desenvolvimento, porque estes camaradas estão pouco se lixando para ti, vais andar a pé até morrer. Mais uma vez, bem feito….aguenta só. hehehehe

      • img
        Malditos Assaltantes do Poder diz Responder

        Carro amigo terra.
        Olha, caso não assaltassem o poder o ADI estaria em condições de realizar as eleições, prepararia o recenciamento eleitoral e realizava eleições. Ora, não podes é acreditar que MLSTP, PCD, MDFM e Pinto vrenham dizer que não há condições e adiar as eleições violando o que a nossa constituição manda. Há dinheiro para reabilitar as casas do senhor Pinto, do senhor Gabriel e Alcino Pinto, mas não há dinheiro para dar possibilidade ao povo para escolher os seus representantes. Quero, dizer- lhe, que a política em STP está em maus lençois. O POVO está a aguentar, mas um dia conhecerão este POVO que continua a ser maltratado, a passar fome, sem medicamento, jovens sem emprego, sem oportunidade, nossos irmãos lá fora com vontade de enviar alguma coisa com as taxas alfandigárias e aeroportoárias altíssimas, sem água potável, sem energia eléctrica, as antigas empresas em ruinas. Entende- me por favor. Os nossos políticos precisam estarem unidos para mudar este país, ou ao menos que deixassem um governo democráticamente eleito terminar o seu mandato para depois o povo decidir nas urnas.

  2. img
    HLN Responder

    Agora nos convem, estamos bem assim.

  3. img
    ADELINO DOS SANTOS Responder

    Concordo plenamente com sigo,é assim que se fala,para bem de todos nós

  4. img
    alvaro lopes Responder

    Mas o ADI não pode chorar devia ter feito o recenseamento e actualização dos cadernos eleitorais em 2011 e 2012, não fizerm pois é agora estão a chorar, acho que o ADI também não queria realizar as eleições autarquicas e regionais em julho deste ano. Opinião pessoal minha, tenho dito!

    • img
      E. Santos Responder

      Meu amigo, quando você se der mais importância enquanto pessoa e enquanto cidadão, você vai perceber que não é o ADI que tem que chorar, mas sim você. É o seu direito que está em causa. É a sua liberdade, as leis que regem o seu país que estão a ser violadas, sabe-se Deus onde é que isso vai parar e o que pode gerar na sociedade (ex.:anarquia).
      O ADI não vota. O ADI é votado.
      Desvia um pouco o olhar do ADI e do Patrice Trovoada e vais perceber que existem 180/200 mil habitantes com direitos que estão a ser postos em causa.
      Há mais vida para além do ADI e do Patrice Trovoada.

    • img
      E. Santos Responder

      Ui, já nem posso falar….é assim

  5. img
    Beto Figueiredo Responder

    Gostaria muito sinceramente de saber qual é o critério que o Téla-Nón utiliza para avaliar os comentários.

  6. img
    horacio semedo Responder

    Caro Beto Figueiredo, o critério que o Téla-Nón utiliza para avaliar os comentários é esse… não tem critério.

  7. img
    Toni Responder

    Da jeito não êh?

  8. img
    ferpenapandopo Responder

    “”ADIAMNETO””????

  9. img
    Vane Responder

    Sugestão: antes de publicar o Jornal era bom revisar “”ADIAMNETO””????

Deixe um comentario

*