Política

Tribunal de Contas detectou várias infracções e irregularidades financeiras em 2012

Na apresentação sexta – feira do relatório de contas e das suas actividades no ano 2012, o Tribunal de Contas, denunciou várias infracções e irregularidades. Actos e contratos foram executados sem o visto do Tribunal de Contas, e muito dinheiro não entrou nos cofres do Estado no prazo legal.

José António Monte Cristo, Presidente do Tribunal e Contas(na foto), falou das irregularidades detectadas no ano 2012. O relatório do Tribunal de Contas refere que receitas devidas não entraram nos cofres do Estado nos prazos legais. «De facto isto é preocupante, porque um Estado que se diz com problemas de tesouraria, com problemas de liquidez, e dinheiros andam por aí sem saber onde, ou entram fora do prazo, isto é inconcebível. O Tribunal de Contas com a colaboração de todos tem que fazer face a isto para resolver», declarou o Presidente do Tribunal de Contas.

Durante o ano 2012, o país registou actos e contratos sujeitos à fiscalização prévia, do Tribunal de Contas, executados sem respectivo visto do órgão que fiscaliza a legalidade de tais processos contratuais. «Está previsto na lei que a execução de contratos ou actos, independentemente do visto do Tribunal de Contas, é sancionável. É certo que nós muitas vezes não temos a colaboração efectiva de quem de direito.  Porque há processos que não tiveram visto ou foram objecto de recusa de visto, e as pessoas continuam nos cargos, os contratos continuam a efectivar-se, são situações anómalas», reclamou José António Monte Cristo.

São Tomé e Príncipe é um país onde não se conhece as contas gerais do Estado. O Presidente do Tribunal de Contas disse que é um problema que já tem mais de 20 anos.« Como já referimos repetidas vezes a nível das contas gerais do Estado, são duas décadas mais alguns anos que esse procedimento não vem sendo observado», pontuou.

No entanto segundo José Antonio Monte Cristo, o Tribunal de Contas recebeu sinais do Governo, dando conta que nos próximos dias e pela primeira vez,  serão apresentadas as contas gerais do Estado.

No que concerne as entidades autónomas, reconheceu que algumas instituições remeteram o relatório das suas contas ao Tribunal de Contas, nomeadamente a Assembleia Nacional, a AGER e o Governo Região Autónoma do Príncipe.

A partir do mês de Maio tornou-se obrigatória a apresentação pelas entidades autonomas, do reatório das suas contas. «Até agora só a ENASA o fez, outras escreveram a pedir a prorrogação do Prazo. Têm que o faze a partir de Maio deste ano.  Caso não o façam a lei estabelece procedimentos a adoptar que vão desde multa a outras sanções», avisou o Presidente do Tribunal de Contas.

Tribunal de Contas tenta por ordem nas contas do Estado são-tomense.

Ael Veiga

    21 comentários

21 comentários

  1. Barão de Água Izé

    1 de Junho de 2013 as 0:39

    Os Administradores ou Directores Gerais das empresas públicas, incluindo a famosa e por más razões, EMAE, devem/deviam ser penalizados, incluindo destituição e impedimento de exercer funções públicas pelo menos por cinco anos, por não cumprirem o que a lei exige face ao Tribunal de Contas.

    • Cidadão Nacinal

      2 de Junho de 2013 as 14:26

      Srº Presidente Tribunal de Contas eu faço-lhe uma pedido com Rigor.Por favor disponibilize o Mapa do Balanço(11 a 59 e 81) e Mapa de Modelo Demonstrações de Resultados(6 a 79 e 81) da ou Apuramento dos Resultados (811)da Conta do Estado do Ano 2012 , para que os cidadãos e os Utentes observam a forma como gerem os Financiamentos Obtidos das Ajudas externas e internas.
      Obrigado os leitores aguardam e Utentes aguardam esta informação.

  2. Coisa Séria

    1 de Junho de 2013 as 8:35

    Se detetou irregularidade então estamos a espera de medidas correctivas.

  3. meu DEUS

    1 de Junho de 2013 as 8:39

    hummmm

  4. Augerio Amado vaz

    1 de Junho de 2013 as 9:52

    As mesmas pessoas que não apresentam contas são essas que lhe dá um carro novo e o Senhor não entrega o antigo. Façamos as contas de faz de contas.

    • Benedito

      3 de Junho de 2013 as 16:00

      Augério! Não estarás a exagerar?

  5. ERC

    1 de Junho de 2013 as 14:13

    Como ficaram o caso dos julgamentos feitos pelo tribunal de contas em 2011? Na altura vàrios politicos foram julgados pelo senhor Fortunato Pires, mas até agora não se sabe o que aconteceu. Em São Tomé a irregularidade e a impunidade andam de mãos dadas, pois até agora não conheço nenhum corrupto que foi condenado. Fui!!!

  6. osvaldo pereira

    1 de Junho de 2013 as 15:21

    sr Augerio Amado Vaz sugere que fique tudo na mesma? O presidente do tribunal de contas não pode falar porque tem um carro do estado? sugere então que o tribunal de contas faça de contas que esta tudo bem?coitado dos seus alunos sr Augerio Amado Vaz…não da pra perceber a nossa mentalidade…

  7. Negro de STP

    2 de Junho de 2013 as 8:56

    Si há inregularidade então atua em comformidade e dexa de bla bla bla.

  8. som

    2 de Junho de 2013 as 13:18

    No nosso santomé,ñ existem regras,direitos deveres,ñ existem juízes,ñ existem advogados,ñ existem economista,ñ existem engenheiros,ñ existem médicos,ñ existem doutores!Quando estão no cargo ñ fazem nada,quando saem,apontão tudo e todos!

  9. Responsabilidade

    2 de Junho de 2013 as 19:14

    Senhor Monte Cristo
    Senhor vem pra Rua dizer que ha muitas irregularidades no governo de Patrice Trovoada onde esta a medida que o senhor tomou para fazer calar esses lacaios do Patrice que cometeram tanta barbaride e estão ai a passar de gente seria? Isto não pode ser. Se o senhor Está com medo do seu colega mulato como sehor pq ele é ADI vamos mudar a lei do tribunal de contas.

    • verdadeiro

      3 de Junho de 2013 as 14:50

      para seu entendimento foi o Dr. PT próprio é que facilitou conta geral do Estado

  10. Vagi Ngola

    3 de Junho de 2013 as 0:02

    É preciso conjugar esses três verbos em STP: ver, julgar e agir. Já basta, queremos ação, sempre a dizerem as mesmas coisas. Quem em STP não sabe que os nossos dirigentes são gatunos?

  11. INCOMODADO COM ISTO

    3 de Junho de 2013 as 8:41

    Deixe nos trabalhar
    Foi isso que os Gat. pediram para fazer durante este tempo, com o xefe la longe as cumadre andam ali de uma lado para outro metendo os pés pelas mãos, com nnn queixar retiravés nas instancias judiciais, enfim, só com cristo

  12. malebobo

    3 de Junho de 2013 as 10:08

    deixa de conversa de fazer boi dormir, e passa a acção, ok

  13. Fui a Região Autonoma e Nâo Gostei do que Vi

    3 de Junho de 2013 as 10:10

    Peço a Tribunal de contas o favor de ir ao Príncipe fazer uma Auditoria aos serviços da finanças Regional muita corrupção. Esses fica toda a hora a nos pedir dinheiro cá em São Tomé afinal de contas o dinheiro serve unicamente para ser roubado. Tó Zé deu um grupo de seus amigos por ajusto direto obra no valor de mais 9 bilhões de dobras a mais 3 anos atras até a data a obra não conclui ainda por mais voltou a reforça-los mais verbas. Existe muito roubo no Príncipe. Porquê que tribunal de contas não vai ao Príncipe fazer auditoria? Será que o presidente de Tribunal de contas tem rabo prezo na mão de Tó Zé. Falei com um dos empreiteiro que diz ter mostrado interesse em participar no concurso quando foi espanto dele a obra foi entregue a grupos de amigos de senhor Tó zé os chamados senhores da União para fazer obras… Por isso como cidadão deste país e porque tó zé fica sempre a nos pedir dinheiro para aquela região é preciso fazer se auditoria as obras que estado paga com dinheiro do povo. Muito roubo no Príncipe o pior é que as pessoas lá têm medo de falar com medo de serem perseguidos. A ditadura de Chefe Tó Zé impera no príncipe.

  14. Jutta Sousa

    3 de Junho de 2013 as 10:19

    Já era cronico, está cronico, como será daqui em diante. Mudar de estratégia…

  15. Jose Carlos

    4 de Junho de 2013 as 1:41

    Ai São Tomé e Principe! Ate quando vamos ter que viver com essas imudices? Deus todo poderoso venha nos ajudar, controla a Nossa mente e nossos pacos, para derubar-mos os piratas.

  16. Verdade

    4 de Junho de 2013 as 11:45

    Este senhor não tem um relatório de contas. Tem sim uma encomenda…(Conveniência) dos três ladr…do povo que estão nesta altura a desgraçar o país! Enquanto o povo vai comendo búzio, as escuras, pois que falta tudo, nem a esperança hoje é uma miragem, os nossos mais velhos com mísera reforma de 200.000 mil dobras, os senhores andam a jubilar com 50 milhões (reforma choruda), com comunicação e talões de combustível de 300 a 400 litros!!! Isso é o que o relatório devia estar a referir. Seu….. Uma vergonha…

  17. Bota

    4 de Junho de 2013 as 17:23

    Sr Monte Cristo, agora Ta tentar mudar a cor do seu casaco. Cuidado com Pinto da Costa, olha o que ele vez au seu amigo que tirou o sr na lama. A Quintas .

  18. de Ceita

    6 de Junho de 2013 as 9:28

    Uma pergunta que deixo no ar: Quando é que as contas de Estado bateram certas?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo