Política

São Tome e Príncipe reforça apoio a entrada da Guiné Equatorial como membro de pleno direito da CPLP

O apoio veemente de São Tomé e Príncipe, visa a integração da Guiné Equatorial no seio da CPLP, já na próxima cimeira dos chefes de estados da comunidade lusófona. Posição expressa pelo primeiro ministro Gabriel Costa após visita de 3 dias ao país vizinho, onde lançou as bases de negociação para exploração de petróleo na fronteira marítima comum.

Segundo o Primeiro-ministro, Gabriel Costa, o voto do arquipélago santomense esta garantido, para que a Guiné Equatorial seja membro de pleno direito da CPLP. São Tomé e Príncipe, vai também enviar professores de português para ajudar a na promoção da língua portuguesa, na Guine-Equatorial.

Quanto a zona de sobreposição marítima entre os dois países, onde se encontram jazidas de petróleo, Gabriel Costa lançou as bases para negociação. «Estamos a pensar agilizar um acordo para início de uma exploração petrolífera conjunta,na zona fronteiriça como dois parceiros vizinhos do Golfo da Guiné», afirmou,o Chefe do Governo.

Durante a visita, Gabriel COSTA percebeu o crescimento de actividades sociais na Guiné Equatorial, com realce para as infra-estruturas. Visitou obras de construção de casas sociais que podem ser exemplo para São Tomé e Príncipe.  A Guine-Equatorial esta a analisar atentamente a proposta de São Tome e Príncipe para financiamento do Orçamento Geral do Estado e outras parcerias.

Na última quinta-feira o Presidente da Guine-Equatorial, Teodoro Obien Nguema, recebeu o Secretario Executivo da CPLP no Palácio do Povo em Malabo, em cima da mesa esta, o contra relógio da entrada deste pais da África Central na CPLP e único de expressão espanhola no sul de sahara, descoberto pelo navegador português, Fernão de Pó.

A Guine-Equatorial vem exercendo a função de observador no seio de CPLP desde meados dos anos 90 com a Cimeira de São Tome e Príncipe.

Inter Mamata

    23 comentários

23 comentários

  1. luisó

    31 de Agosto de 2013 as 18:27

    Quanto ao importante que é a exploração do petróleo nas nossas águas nada.
    Mandar professores de português para a GE diga-me onde os tem e qual o nível deles?
    Agora já sabemos porque foi lá. Foi para receber dinheiro em troca da entrada da GE na CPLP.
    Bonito trabalho, ou seja grande viagem…

    • ferpenapandopo

      1 de Setembro de 2013 as 11:24

      O que é que estavam à espera de “Milagres”
      Só se ele vier a Nossa Senhora de Fátima.

  2. luisó

    31 de Agosto de 2013 as 18:31

    (…Na última quinta-feira o Presidente da Guine-Equatorial, Teodoro Obien Nguema, recebeu o Secretario Executivo da CPLP no Palácio do Povo em Malabo, em cima da mesa esta, o contra relógio da entrada deste pais da África Central na CPLP e único de expressão espanhola no sul de sahara, descoberto pelo navegador português, Fernão de Pó…)

    …Em cima da mesa esta…)
    Por favor mais do mesmo não, aprendam a escrever ou mudem quem escreve!!!!!!!!!

  3. tela mu

    1 de Setembro de 2013 as 6:52

    Como vai entrar Guine Equatorial em CPLP?se a lingua oficial é espanhol !estao todos malucos em africa tem razao o mudança climatica esta a enloquecer a todos.Guine Equatorial q fique onde está.ponto final.

  4. Barão de Água Izé

    1 de Setembro de 2013 as 10:44

    Pode ser-se membro de um grupo democrático, quando se é ditador?
    A G. Equatorial é um regime democrático?
    O Petróleo é importante, mas não deve valer trudo!

    • eu mesmo

      2 de Setembro de 2013 as 8:33

      Não te esqueça que STP está a caminhar também para o sistema ditatorial. Espero que alguns dos países realmente democráticos da CPLP vejam bem essa situação.

    • luisó

      4 de Setembro de 2013 as 18:04

      Meu amigo até já houve quem reconhecesse o Kosovo.
      Lembra?

  5. Mina

    1 de Setembro de 2013 as 12:12

    O Primeiro Ministro desvera ter em conta o Abaixo Assinado apresentado por Angola e Mocambique. Se se esquecer disso tera de se esquecer dos amigos e dos apoios de longa data. Nesta vida temos de ter opcoes!

  6. zeme Almeida

    2 de Setembro de 2013 as 8:44

    Tudo em troca dos dolares.

  7. vivivivivivivi

    2 de Setembro de 2013 as 9:19

    Viva GABI

  8. Bafata

    2 de Setembro de 2013 as 10:40

    Alguem viu o Bala!

    Bala! Homem que esta a preocupar alguns politicos em stomé. Por causa dele há gente que náo dorme bom sono.

  9. Armindo

    2 de Setembro de 2013 as 11:10

    Muita confusáo para nada. Exemplo, Monicipio de Viana tem mais de 800 mil habitantes très vezes mais que Stome e Principe.
    O administrador ali sem politica externa, bué de viagens ao exterior, sem intrigas politicas, sem dispreso ao opositor, tem aquilo a funcionar cinco estrelas. tudo funciona, vais ao hospital, bancos, bombas, escolas, hospitas, lojas, mercados, tudo funciona bem.

    Nós que somos meia duzia andamos no pucha pucha num beco sem saida.

    QUEREM FAZER POLITICA EXTERNA COM MENINOS DE RECADOS JUNTO DOS ANGOLANOS.

    NÁO VAI FUNCIONAR, ANDAMOS A DISPERSAR INTERESSES COM MUITA GENTE CADA UM COM SEU INTERESSE MAS SEM UM PLANO PILOTO.

    • Manuel

      2 de Setembro de 2013 as 19:20

      Antes de mais Sr. Armindo, trata-se de Municipio, que tambem nao e mar de rosas. As coisas funcionam nao a mil maravilhas, existe problemas, Fiquei com ideia daquilo que pretende transmitir

  10. Paparazzi

    2 de Setembro de 2013 as 15:37

    Concordo com o armindo falou e disse

  11. jawikler

    3 de Setembro de 2013 as 0:04

    tanta coisa para esse ministro fazer em são tomé e principe… ATÉ QUANDO STP

  12. Não tem nome

    3 de Setembro de 2013 as 10:03

    Estarei a aguardar no proximo Orçamento Geral do Estado, o que vão prometer para conseguir encontrar dinheiro para financiar a referida execução de Orçamento. Senhor presidente vai Africa do e o PM vai à Guiné Equatorial, todos desesperados em busca do dinheiro em troca um dia da própria Soberania.

  13. Joao Batepa

    3 de Setembro de 2013 as 14:13

    Parem com essa brincadeira seus pedintes…

  14. Verdade

    3 de Setembro de 2013 as 15:55

    Será que não perceberam que já não se dá dinheiro assim como os dirigentes Santomenses querem? O dinheiro não se dá, negoceia-se. Não se deve pedir a ninguém dinheiro sem lhe garantir nada em troca!!!! Essa gente não tem imaginação, não tem nada!!!Estamos nos últimos 4 dos doze meses do ano 2013 e andamos a espera do dinheiro alheio que previmos no orçamento.O ano já no fim… Um orçamento cuja execução não deve ter chegado nem sequer a 10%!Orçamento que ronda mais de 150 milhões, e que até agora nem um terço deste montante o governo conseguiu mobilizar, estando já para breve o orçamento 2014. Será que vale a pena pensar num orçamento para 2014 elaborado por este governo?
    Quem tem dinheiro tem o destino respectivo a lhe dar! Apenas um exemplo: Alguém vai a minha casa me pedir emprestado três milhões de dobras, alegando que precisa fazer uma pocilga: Eu, sabendo que este indivíduo não tem condições de me reembolsar, em vez de lhe emprestar três milhões de dobras dou-lhe 150 mil dobras ou uma leitoa, como a minha contribuição. Por isso os nossos parceiros vão nos dando 1,2 e 3 milhões de dobras, alguns mais prudentes, nada, não passando disso!

  15. José Frota Soares de barros

    3 de Setembro de 2013 as 17:18

    Boa tarde.

    Estamos neste momento apoiar a entrada de um país onde a liberdade de expressão, de associação e de mais liberdade não existem, em troca vamos receber milhares de dólar para Orçamento Geral do Estado.
    Meus senhores políticos de meia tigela, façam algo de modo que o povo da ilha irmã se liberte desta amarra da escravidão e da injustiça.
    Estes dólares não irá serve de nada só irá beneficiar este políticos corruptos da nossa praça em vez melhorar a situação da miséria em que se encontra o nosso povo,e agravar tendência ditatorial que se quer implantar em socapa em S. Tomé e Príncipe.
    Abram bem os olhos e a mente não se deixe enganar o ditador será sempre ditador.
    O Pinto da Costa não é o homem mais inteligente ou com maior capacidade do que outros santomense caso fosse estaríamos no céu da terra.

  16. Poto Zamblala

    3 de Setembro de 2013 as 18:00

    O Gabriel não tem revelado nada até ao momento.
    O Fradique Menezes tinha razão quando lhe escoraçou em 2002 como primeiro ministro. O Gajo é só papo e mais nada.
    Olha que assim, e depois dos 28 buros entregues ao Governo representando os deputados do MLSTP e do PCD (que perfazem justamente 28) o MDFM do mulato de madalena ainda pode ir longe.
    Reparem bem que Angola não enviou o 29º burro justa,mente por não considerar o MDFM como burro.
    Nos proximos embates eleitorais em S.Tomé e Principe, “o-pé-pó-cabi da cidade quá di flá”.

    • Armindo

      4 de Setembro de 2013 as 8:30

      Cada coisa que dece, coisa de rir

  17. Verdade

    4 de Setembro de 2013 as 16:30

    Não me parece que Angola tenha se esquecido de um burro pertencente ao MDFM: O que parece ser, é que tratando-se apenas de um burro isolado, pode ser ignorado, mas os vinte oito juntos são mesmo perigosos para o país, pois são muitos, ainda juntos…

  18. mandjuandadi

    4 de Setembro de 2013 as 21:05

    Gabika, estou certa que se te derem algum tempo, se tiveres bem rediado, creio que poderàs fazer imensas bôas coisas, porque tens energia e bôa vontade para tal.
    Que te deixem trabalhar, “TRANQUILO”…és capaz, tens competência e intuito para (pelo menos)tentares levar o pais STP p’ra frente…Nô PINTCHA!!! Tens todo o nosso apoio e “a lama sutà ô di Alà”. Os Espiritos dos velhos guerreiros guineenses estao contigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo