São Tomé e Príncipe saiu da lista negra de países envolvidos no branqueamento de capitais

O Grupo de Acção Financeira Internacional reunido em Paris na última sexta – feira, decidiu em sessão plenária, retirar São Tomé e Príncipe da lista negra de países de risco em matéria de branqueamento de capitais e financiamento ao terrorismo. Uma vitória que limpa a imagem do arquipélago são-tomense.

Esforços desenvolvidos pelo executivo, no sentido de dar resposta as exigências do Grupo de Acção Financeira Internacional, permitiram segundo o Ministro do Plano e Finanças Hélio Almeida(na foto), limpar o nome e a imagem de São Tomé e Príncipe. «Os últimos passos que foram dados, relativamente aos diplomas produzidos que já corresponderam a aquilo que são os standers internacionais e a avaliação mútua que o país foi alvo em Dezembro último veio a traduzir nesse anúncio feito pela GAFI, decorrente da última plenária realizada entre 14 e 18 de Outubro», explicou o ministro.

São Tomé e Príncipe deixa de ser considerado país de risco em matéria de branqueamento de capitais e financiamento ao terrorismo. Uma vitória que traz mais responsabilidades. «Responsabilidade porque sair da lista negra é um processo extremamente difícil, mas voltar para lá é um processo que acontece com maior rapidez possível. Por isso temos que evitar que isso aconteça», reforçou o ministro do Plano e Finanças.

O nome do país na lista negra do Grupo de Acção Financeira Internacional, criou transtornos para o sistema financeiro nacional. O Ministro considera que doravante o cenário será diferente. «Quando um país tem a conotação de pertencer a uma lista negra do GIABA em termos de branqueamento de capitais e financiamento ao terrorismo, tem alguns transtornos, para o sistrema financeiro, e mesmo a nível do fornecimento normal há uma morosidade», sublinhou.

Com imagem limpa em relação ao Grupo de Acção Financeira Internacional, São Tomé e Príncipe, quer ser um destino de investimento credível, onde segundo o Governo, as regras e procedimentos legalmente estatuídos «são para serem cumpridos».

Abel Veiga

  1. img
    zeme Almeida Responder

    Nesta assembleia decidida de retirar STP da lista negra,isto nao significa que nós já estamos bem,ou fora desta lista negra.Nao significa uma victoria deste governo,eles simplesmente afastaram estado saotomense desta lista para obter-mos alguma imagem no exterior.Esta tudo em estaca zero.Está ferida nao terá uma cura tao fácil e nao podemos dar de luxo.Viva RDSTP.

    • img
      Biz Responder

      è claro que está ação não está no ativo deste governo. O Estado é uma continuação e quando funciona vê-se o resultado. Pois como o próprio Ministro disse, a avaliação foi feita em Dezembro passado, neste caso avaliação foi feita da governação do XIV governo e claro o XV governo deu continuidade ao trabalho do anterior governo.
      Meus caros é só para ver que um Estado deve ter continuidade, e quando tem funciona, agora deixam de protagonismo de querer tirar sardinha para vossa brasa. Sejamos inteligentes e cultos e deixemos de meias palavras de insinuações e reconhecemos os méritos dos outros.
      è como o Minusterio de agricultura, a muito e muito tempo os sucessivos governos relegaram esse ministério para o segundo plano. Mas graças ao programa do XIV governo que definiu planos e estratégias para esse sector indispensável para o nosso desenvolvimento, e particularmente graças a competência e inteligência do Ministro Agostinho do XIV que sobe implementar boas politicas que constituem hoje bases solidas para re arranque deste sector , e o dinamismo do actual Ministro , boas coisas estão a ser realizadas neste sector. Só que infelizmente só uma pessoa quero tirar o protagonismo do trabalho de várias equipas. Mais não é um problema, sentimo-nos orgulhosos de fazerem os outros se classificarem de nº1, desde que seja para o bem desta pátria querida que infelizmente está muito sofrida, desesperada e sem rumo.
      Um bem haja a todos.
      Viva STP
      iva a Democracia

      • img
        José Luís Gomes Responder

        É de realçar todo o trabalho de uma equipa diria mesmo competente do XIV Governo que deu um passo gigantesco que não pude concretizar seus trabalhos mas a atitude do actual governo esta cendo positiva não se deixando levar pela ignorância e dando sequência no que lhes deixaram assim sendo o país caminha para um bom rumo de todas essas boas nuvidedes que tem estado a ocorrer no pais mas não é de tirar o chapéu a ninguém mas todos sabem a quem deve-se o mérito de todas essas boas obras

      • img
        José Luís Gomes Responder

        É Isso Sr Ministro força para mais sucesso para levantar o austral do país

        • img
          titita Responder

          Caro zeme Almeida

          Ainda que fosse verdade, como santomense não ti orgulhas disso? Pois saiba que a credibilidade vale muito. Ganha o Estado Santomense, Ganha seja qual for o partido no poder. Ganha você ou qualquer santomense no exterior. Deixa de ser maldoso. Reconheça e respeita o esforço do outo.

  2. img
    Cantagalo na Diaspora Responder

    Muito obrigado Senhor Ministro. Cantagalo lhe agradece pelo belo efeito. A luta continua vejamos só.

  3. img
    sum vim péma Responder

    Meus parabens a s.tomé e Principe, e também para o actual Governo,com vista para o desenvolvimento sustentavel de S.T.P, força e Saúde para equles que labutam para este pais.

  4. img
    CASSUMA Responder

    Agora falta sair internamente da Corrupção os dirigentes de S.Tomé e Príncipe. É impossível não é difícil. Palavras bonitas e figuras bonitas em apelar, isortar o povo por parte de Exº Ministro Hélio Almeida não conforma os chamados “GANDU” que mata a sopra o povo de S.Tomé a gestão do bem público como está?? O director sabe que o protagonismo deve existir no trabalho sério?

  5. img
    Cão mudu. Responder

    Sr. Hélio Almeida, Ministro do Plano e Finanças. Parabéns, pelo esforço enorme consentido. Agora, é para aumentar funcionário sofredor na administração pública o seu vencimento. Deixe de brincadeiras. Embora uma coisa não ter nada a haver com outra, não deixa de ser episódios em S. Tomé e Príncipe. O País não só da contribuição de técnicos.

  6. img
    José Bastos Responder

    Meu parabens Sr. Ministro…
    Frente que é o caminho…

  7. img
    Maria de Lemos Responder

    Nota na diferença entre as noticias. Qual delas exprime o sucesso? Energia em casa sem condições e saída da lista negra?
    sempre em frente. Estas são boas noticias, assim se constrói uma nação.

  8. img
    german Carvalho Responder

    O ADI e o seu patrão nos meteu na boca do lobo, que fique onde está e não volte mais.

  9. img
    Barão de Água Izé Responder

    Parabéns a sério, era a nossa Terra sair da lista dos países pobres.
    Um País que combate com sucesso a lavagem/branqueamento de dinheiro, só pode ser um País muito organizado com meios técnicos policiais e financeiros adequados.

  10. img
    João Henriques Responder

    Sr Zeme Almeida, porque critica tudo, mesmo coisas benéficas para o País? O sr tem argumento para contrariar tudo, mesmo coisas evidentes… Ou será que esta vitória de todos nós lhe afeta de alguma forma?

  11. img
    Pen Drive Responder

    E a carteira dos santomenses continua na mesma? Ou a degradar-se cada vez mais como tem acontecido? Quais as medidas de politica para por cobro ou a menos diminuir o desemprego?

  12. img
    de Ceita Responder

    País miserável, fazendo festa por ter saído da lista negra de branqueamento de capitais. Os que branquearam e se safaram, hoje estão ricos e querem de certa forma condicionar o desenvolvimento de outros.

    • img
      António Menezes Responder

      Plenamente de acordo consigo. Aqueles que andaram a fazer lavagem e os nossos corruptos? Como fica…então todos nos vamos ser corruptos? Que pais é esse? Estão satisfeito de quê? Francamente. Nunca se julgou um corrupto e hoje estamos a tirar foguetes.

  13. img
    CASSUMA Responder

    Todavia o progresso do desenvolvimento ainda não foram alcançados . Em suma sou e moro em Cassuma que ainda vive na escuridão. Na nossa constituição Água,Estrada, Energia, Habitação ou casas sociais entram no pacote do direito do cidadão em pleno viável critério que pode ser de percentagem da população, produção alimentar, meio de habitar ect.. Sendo assim como um crente tem a sua Bíblia Sagrada com as leis de DEUS; O Governo tem a sua Constituição e cadernos para consta o OGE(Orçamento Geral do Estado)para dar resposta de solidariedade Orgânica das populações de CASSUMA e outros. Bem eu fui para Cassuma comer morcego e fruta chau …..

  14. img
    Martinho Tavares Responder

    Só há razões para aplaudir. S. Tomé e Príncipe não necessita de somar as dificuldades intrínsecas a seu estado de subdesenvolvimento, a sua condição de insularidade, de micro estado e de baixa densidade populacional, outras desvantagens.

    O país livrou-se de um dentre vários travões às ajudas internacionais.

    Bem haja a todos que contribuíram para este feito maravilhoso.

Deixe um comentario

*