Acordo financeiro entre São Tomé e Príncipe e Angola preto no branco

Os ministros das Finanças de São Tomé e Príncipe e de Angola, assinaram terça – feira em Luanda, um acordo financeiro(foto exclusivo Téla Nón), que permite a economia são-tomense receber injecção financeira de Angola. O Primeiro-ministro Gabriel Costa, que também esteve em Luanda, disse que é uma ajuda substancial, que colocará o país no mapa da modernidade.

É o ponto alto da parceria estratégica, que as autoridades são-tomenses e angolanas começaram a tecer com maior vigor nos últimos 12 meses. «Quando digo que Angola é um parceiro estratégico para São Tomé e Príncipe, é mesmo. Mas não exclui ninguém», referiu o primeiro-ministro Gabriel Costa, no aeroporto internacional..

O Chefe do Governo que regressava da cimeira França –África, decidiu fazer escala em Angola, para testemunhar a assinatura do acordo financeiro que segundo Gabriel Costa prova que não é vendedor de ilusões. «Hoje estou na posse de dados bastante encorajadores, e vou prosseguir neste combate para dar felicidade ao povo de São Tomé e Príncipe. E não é nenhuma miragem. Não sou nenhum vendedor de sonhos, não sou vendedor de ilusões», frisou.

Gabriel Costa recusou falar em números. Preferiu não dar detalhes sobre o conteúdo do acordo que foi assinado em Luanda pelo ministro do plano e finanças Hélio d´Almeida com o seu homólogo angolano. O Téla Nón confrontou o primeiro-ministro com informações que indicam que o financiamento de Angola está avaliado em cerca de 60 milhões de dólares por ano. «Vocês gostam de números. Já se aperceberam que eu tenho evitado falar de números. Vamos ter ajuda substancial, aquela que necessitamos para por São Tomé e Príncipe, no mapa da modernidade», concluiu o primeiro ministro..

Gabriel Costa acrescentou que está «mais animado».

No entanto o Téla Nón apurou que o acordo financeiro, permite a São Tomé e Príncipe, receber financiamentos de Angola, na ordem de 60 milhões de dólares a partir de 2014, até 2016.

Abel Veiga

  1. img
    anonimo Responder

    Gostaria eu de saber o que vai fazer o nosso Governo com esse dinheiro ? Será que sabem como utilizar para que a economia cresça de forma sustentada ?

  2. img
    gastoso Responder

    Meus parabéns ao XV Governo, (força Pinto da Costa, Gabriel Costa, MLSTP, PCD, MDFM).
    Os santomenses estão de parabéns, não queremos sonhos falhados, os acordos preto no branco.

    Faço questão que o Patrice Trovoada fique aonde está para o bem dos Santomenses. Agora ADI tá fodido.

  3. img
    Eu Vejo Tudo Responder

    Sr Primeiro Ministro, Sr Gabriel Costa, não quero dar palpites, não quero ser pessimista, não quero dar opinião que pode não ir de acordo com o que a maioria pensa, apenas pergunto uma coisa:
    - Que plano concreto tem para usar esta linha de credito? Não basta falar do genérico, como crescimento económico, segurança alimentar, saúde e educação…..tudo isso já sabemos que é importante e urgente. Perante uma linha de credito deste valor, pergunto o que tenciona fazer de concreto para rentabilizar o dinheiro e daqui a alguns anos podermos ter rendimentos para pagar a divida, visto que é uma linha de credito?

  4. img
    Auditor Senior Responder

    Opto também pela interrogação, de modo a dar governo possibilidade de se explicar:
    - Quem tem dinheiro e coloca a disposição de outro, quer sempre contrapartida. ninguém nem tão pouco um estado vive de bondade e agradecimentos…..
    O que STP vai dar em troca ou prometeu dar?

  5. img
    Zito Responder

    Porque nao falar de numeros, têm algo a esconder? Sera que esse fundo servira o pobre povo Saotomense, acordo para o bem estar do pais, ou se trata de fundo destinado as bolsos de cada um e financiamento das capanhas? Esperemos que nao.
    Segundo o site PortugalDigital, o crédito concedido é de 180 milhoes de dolares, e sera pago com os fundos gerados pela futura explorao conjunta de petroleo entre STP e Guiné Equatorial.

    Que o Senhor abençoe esse povo, e ilumine a cabecinha desses “politicos” que nao conseguem ver para-além dos seus bolos que ja estao bem gordinhos. E que façam algo que beneficie(o minimo) esse povo que continua a viver na miseria, porque o povo ja nao aguenta mais isso.
    Bem haja a todos!
    Peace&Love

  6. img
    Sandra S. Responder

    Mais uma boa noticia…Agora sempre a subir! Eu começo a acreditar que esse governo vai deixar marcas. Força!

  7. img
    poison Responder

    Não vejo porquê que Gabriel andou a evitar de falar de números. O meu conselho é que ele proceda (falando abertamente) com transparência em tudo que faz. Isso porque a transparência dificulta a corrupção, tanto para quem fala como para quem gere os recursos postos a disposição… Xuculumêço S. Tomé

    • img
      Auditor Senior Responder

      Meu caro amigo, a explicação é simples, ele é jurista porque a dada altura no liceu como sabia que não tinha queda para matemática ( números), optou por área de letras, so que esqueceu que como primeiro ministro tem obrigatoriamente que falar de números, porque orçamentos de estado, crescimento económico, empréstimos……macroeconomia…. não gira apenas a volta de leis….. tem que ter números. Esqueceu ainda que quando não domina uma área tem que ter assessor….sinceramente os nossos dirigentes deixam muito a desejar……que vergonha Sr Gabriel…Se quer ofender ou atingir alguém ( Patrice Trovoa ) …. tem que inventar outra… isso mancha imagem de um primeiro ministro…. reveja esta entrevista por favor Sr primeiro ministro

      • img
        H. Borges Responder

        Embora optar pela area c no Liceu não implica necessariamente “fugir da matemática”, pois ha pessoas que têm vocações para esta area mesmo não tendo qualquer problema com a matematica, fisica ou quimica, concordo consigo que um primeiro ministro seja jurista ou sociologo não pode esconder os numeros da nossa realidade financeira. Mesmos os verdadeiros juristas, digo os bem formados, estudam um pouco de matema´tica, porque para fszer leis financeiras e orçamentais, implica trabalho integral que envolve outras áreas do saber. Dai a fama do Direito com a ciência universal e multifuncional.

  8. img
    S.Tomé Poderoso Responder

    só espero que seja implementados nos projectos estruturantes, e fazer com que tenhamos o nosso próprio sustento. tais como agricultura, pesca,conservação e transformação dos produtos… para deixar-mos de ser dependentes de outros estados.

  9. img
    paparazzi Responder

    180 milhoes de dolares

  10. img
    Nacional Responder

    Parabéns Governo…
    Já era sem tempo.
    Espero que não seja mais um show off de Angola.

    • img
      no limao Responder

      meus caros irmaos e compatriotas ,desculpem por nao me sentir minimamente entusiasmo com essa noticia ,nao sei se o meu pessismo ou a realidade que se constata em s.tome que me faz pensar assim,porque eu nao acredito que esse dinheiro vai contribuir de alguma forma para a melhoria de vida do povo santomense mas concerteza vai melhorar a vida de alguns santomenses que nos sabemos muito bem quem sao…tenho dito

  11. img
    conobia cumé izé Responder

    Quando se tem dinheiro,atrapalha-se…É preciso que invista no sector geradores de riquezas para potenciar o desenvolvimento.Taiwan nos ultimos 15 anos ultrapassou mais de 100.000.000,00 de dólares.O que fizemos ?…Quase nada!!!… O Povo tem que julgar os governantes corruptos que não deicham país avançar !…Que Deus nos salve !!!…Fui

  12. img
    Eterno Madiba Responder

    É sempre bom saber que mais um acordo tão importante para o país foi assinado. Espero muito sinceramente que não fiquemos por acordos. E no caso de dinheiro começar a chegar de facto, que modernizem o país tal como aqui foi dito. E já agora muito cuidado com época da campanha eleitoral. Espero que grande parte do dinheiro sirva os interesses dos santomenses. E nunca para comprar consciência dos santomenses.

  13. img
    Sensa Responder

    Bem Haja São Tomé e Príncipe…
    Que assim seja.
    Que nós saibamos tirar proveito publico dessa ajuda do irmão Povo de Angola.
    Ilhas Santas

  14. img
    Me Zemé Responder

    A vida é feita de valores e números. Porquê não falar de número, visto que isso é que mais interessa? Porquê esconder se esses valores vêm em nome do povo e o povo fica sem saber? É como o caso da venda do petróleo que estava no barco, sabe-se que se vendeu, mas não se sabe por quanto, porquê? Porquê esconder tanto?

  15. img
    SN (London) Responder

    Linha de credito signfica que o credito esta disponivel media a proposta de investimento que mereca esse credito. Por outro lado, o credito ‘e um dinherio emprestado (nao ‘e dado, e com taxa de juro (que nao sabemos, eu nao quero ser pessimista(ate porque conseguir credito ‘e uma coisa boa), quantos creditos S.Tome e Principe ja teve acesso? e quanto deles foi pago? que foi feito com esses creditos ja que a vida da nossa populacao so deterioriza ao longo dos tempos. Eu sinceramente espero que dessa vez a populacao veja o fruto desse credito e que o pais consiga pagar de volta e criar credibilidade para conseguir mais credito para projectos estruturante para o desenvolvimento da nossa Nacao. Obrigado

  16. img
    SN (London) Responder

    “…esta disponivel *mediante a proposta de…”

  17. img
    Ospibinho Responder

    Meus compatriotas;
    Mais uma uma notamos que esse primeiro ministro pq recordemos num passado mais recente que ele nos tinha dito que nao era necessario sair de STP para agariar fundos. O Patricio sai do STP muitas vezes para aganriar fundos. Estao a ver o que ele estah fazendo???
    Vamos abrir os olhos meus compatriota

    • img
      emiliano Responder

      Senhor OSPIMBINHO, por favor está com dor de cotovelo? O seu primeiro Ministro Patrice Trovoada em dois anos fez 54 viagens,o que siginifica que em cada ano viveu.mais po menos-cinco meses no País, com toda essa ausência que resultado concreto para o País.diga-me por favor. Pelo enos este Governo de Gabriel Costa em um ano , estamos a ver os resultados, sem corrupção e manobras obscuras. Por favor deixe de ser ignorante, ponha os pés no chão e pense com a sua cabeça, deixe de ser servil, por favor. Avante GOVERNO.

    • img
      djatta Responder

      O que fez o seu Patrice Trovoada, para STP e para o seu povo?
      Onde se encontra o seu Patrice Trovoada, atualmente? Conhece a nacionalidade do seu Patrice Trovoada? Conhece o percurso de vida, e sobretudo politico do seu Patrice Trovoada?
      Informe-se, antes de garguejar à toa.

  18. img
    malebobo Responder

    quando se fala em transparência, é isto que está escrito Sr. p.m., nada de esconder os números.

  19. img
    Odair Costa Responder

    Seja bem vindo esta ajuda para o nosso PAÍS,eu espero que tudo saia de papel e passe para execução rapidamente,porque o POVO deste PAÍS precisa muito de muitos projectos estruturante,para gerar muito posto de trabalho.Senhor Primeiro Ministro não de ouvidos aos outros é urgente comece o trabalho mesmo se for possível no mês de JANEIRO.VIVA ANGOLA E VIVA S.TOMÉ E PRÍNCIPE,SEJA BEM VINDO ESTE APOIO DO PAÍS IRMÃO.

  20. img
    AQUI TEM GATO!!! Responder

    Assino em baixo o comentário do senhor poison com todas letras… Parabéns o senhor tirou-me as palavras na boca. Um comentário explicito.

  21. img
    zeme Almeida Responder

    Nao se pode dar de luxo com este apoio substancial, meus conterraneos!Este montante nao passa de uma auto estrada aberta a corrupcao,Para projectos falsos e mais.Nao se esquececam que estao a endivadar o País e tambem nao esquecam de pagar as dividas quando chegar a hora de fazer as contas com o tao propolado petroleo.STP nao ganhou nenhuma vitoria nem o governo porque dinheiro foi simplesmente um emprestimo.Angola nao ofertou dinheiro stp, fico muito triste, de ver alguns comentarios popolistas que ali passaram?Viva RDSTP

  22. img
    zeme Almeida Responder

    O porque este governo e seu primeiro nao diz a verdadade ao povo.Porque,tudo aos segredos dos deuses?Se existe tranparencia na gestao do bem publico,porque,nao dizem os numeros?Os negocios com os chineses,negocios dos navios petroleiros,vendas dos combustiveis, emprestimos feitos a Angola tudo em segredos dos deuses.Aonde está a TRANSPARENCIA?

  23. img
    curioso Responder

    Isso e ajuda???

  24. img
    João Carlos Vandunem Responder

    Foram 180 milhões de dólares, que o meu governo emprestou a República de S. Tome, agora cabe vocês canalizarem bem. É muito dinheiro

    • img
      emiliano Responder

      Obrigado pela informação. É preciso dizer que será entregue em três tranches-2013-2014 e 2015.o que siginifica dizer 60.000.000,00 por cada ano económico.

    • img
      Eterno Madiba Responder

      Pelo apelido parece-me angolano. Senhor Van Dunem é, pelo visto, um excelente observador nas questões de S. Tomé e Príncipe. Ao longo da história destas pequenas ilhas como Estado independente recebemos uma série de 180 milhões. Como pessoa lúcida que de certeza é deve conhecer bem S. Tomé e Príncipe. Já deu para reparar onde foi parar esses dinheiros todos? Portanto, eu como santomense já estou a prever uma verdadeira tempestade no meu país! Lembra-se de apenas 5 milhões do Brasil? São exemplos tristes dos pseudo-dirigentes santomenses. Muito obrigado pela sua participação senhor Van Dunem! Passe bem!

  25. img
    forro da terra Responder

    Isto é dinheiro para dar banho em 2014.

    Estamos feitos com banhos nas legislativas e autárquicas.

    O Gabriel não tem qualquer plano de investimento para essa verba.

    Esqueci-me, as 300 casas que vão sair na Ferreira governo.

    Resto, são banhos, até dizer chega!!!

  26. img
    Barão de Água Izé Responder

    Em democracia há razão para tanto secretismo? Vocês gostam de números!?!?
    Se a ajuda financeira é real, o Governo deve informar o País do valor da ajuda, termos, condições e qual o plano de investimentos a efectuar! Este Governo ou qualquer Governo, não têm o direito de ocultar informações vitais para o desenvolvimento de STP. É imperioso que o governo publicite e informe com rigor o País do que se está a passar. Os governantes não foram eleitos para estarem no poder como se fossem pessoas a gerir negócios privados.

  27. img
    Paulo de brito Responder

    Eu tenho o direito de não acreditar nisso até a prova em contrário. Não acredito nesses tipos, são mentisos. No entanto o povo está de olho. Por outro lado, se essas balelas têm por objectivo fazer vacilar o povo,é melhor tirarem os vossos 28 burros da chuva,porque não vão conquistar o coração do povo que vocês disseram que só mandam nas urnas.
    Mais não digo.

    • img
      Paulo de brito Responder

      correção: quiz dizer, “…mentirosos”

  28. img
    Manuel Responder

    Factos:
    O montante e de USD 180.000.000,00, contrapartida, acelerar acordo de partilha de petroleo com a Guine Equat.

  29. img
    Realidade Responder

    Meus carros Governantes, população de STP, em particular os da região Autonoma do Príncipe, o bendito Credito, ou suposto credito, é pago com a receita da exploração conjunta de petrolio entre a Guine Equatorial e são Tomé e Principe, pois este reparo é para população do Principe abrir os holhos, a exploração é em Aguas muito proximo da ilha do Príncipe, revendiquem as percentagens do valor de credito a vosso favor, os impactos Ambientais, direito da vossa Autonomia vejem bem a vossa lei o que diz a respeito de territorio e mares e suas profundezas,voces tenhem faca e queijo as mãos chegou vossa vez de dizer basta ao subdesenvolvimento, pois sei que vçs querem seguir desenvolvimento, mais necessitão de dinheiro……. vão a luta, busca e vçs conseguem, a esperança é a ultima coisa a morrer no Homem, é a União que faz a FORÇA.tenho a certeza que conseguirão pelo menos 10% do valor mais o que vos toca do Orçamento Geral do Estado. Estou com VÇS. Viva a DEMOCRACIA, VIVA STP.

    • img
      emiliano Responder

      Senhor REALIDADE. São Tomé e Príncipe é um País uno e indivisilvel, não falo dos quinhentos anos, mais durante os 38 anos a região autonoma do Príncipe foi sempre beneficiada com as receitas do cacau e nenhum habitante da ilha de São Tomé disse ou reclamou nada , porque razão é que agora vêm com esses espiritos separatista, durante 38anos quantas toneladas de cacau o Príncipe produziu para suportar as suas despasas, a energia que consomem etc etc. Eu creio que o governo , a sociedade cuvil,as entidades religiosas, as ONGs e o povo de São Tomé e Príncipe- têm que começar a despertar e analisar bem essas atitudes e afirmações, olhe no meu fraco entender esses comentários têm ango por trás. Viva a unidade Nacional , viva São Tomé e Príncipe uno e indivisivel.

      • img
        Realidade Responder

        emiliano nón bà chaclaééé……….tá Sossegado, fica Calmo, tenha juizo ééé, não te enerves, o que esta escrito será, os US ULTIMOS SERÃO PRIMEIROS.É a Lei natural, sem magoas,creio que não tens Geografia de STP estudado não sabes simbolo matemático (São Tomé = e= Príncipe,nem entendes a politica. Busca entender a constituição, as demais Leis, busca entender o que significa autonomia. Viva STP, Viva a Região Autonoma do Principe e os que nela Vivem.

  30. img
    realista Responder

    60 milhoes de dolares e um bolo para governo devidir por 200 mil santomense pra cada um poder ter um natal dignamente e ter um tecto pra se viver mais nem miolho deste bolo de certeza k eu tu de classe de ze povinho vamos ver isto nem no sonho esta quantia ja tem direcao onde se incamiado quem vai pagar isso futuramente sao nos os contribuientes santolas. Tem dito obrigado

  31. img
    zeme Almeida Responder

    Com tanta pomposidade até que parece que o governo saotomense ganhou a sorte grande.O meu STP a endividando cada vez mais e os politicos enriquecendo .Até quando que deixemos de ser pedintes e de estar de baixo de teto dos Angolanos!

    • img
      de Ceita Responder

      Quando se é muito pobre,umas migalhas de dólares parece uma fortuna. Gostaria que se contraísse um crédito de verdade para investimentos no país. Mais surge algumas interrogações: investir num país «sem justiça»? investir num país sem cérebros? investir num país onde a corrupção é rainha? Estas interrogações, sempre serão feitas devido o passado negativo do país em termos de gestão de verbas contraídas pelo estado.

  32. img
    Fato Blatanha Responder

    Pelo que foi noticiado pela imprensa angolana são no total 180 milhões de dólares a serem concedidos á STP num periodo de tres anos, ou seja, 2013, 2014 e 2015, à razão de 60 mil/ano. Porque 2013 está no fim, em 2014, serão injectados 120 mil. O crédito será para projectos estruturantes, apoio ao sector privado, melhoria das infraestruturas sociais como hospitais, escolas, segurança e proteção social, habitação e comunicação social.
    A ser verdade, o que se pode pedir ao governo e particularmente a Assembleia Nacional é exigir a implementação plena, criteriosa e transparente dessa linha de crédito para que todos fiquemos a ganhar. Divida ou não divida, isso é normal porque os grandes países também se endividaram para crescer, como são os casos de Singapura, Alemanha e outros.
    Portanto, o Governo de Gabriel Costa está de parabens, pese embora o cenário politico atual em STP aponta para uma reviravolta total no futuro, Ou seja, tudo indica que um certo partido politico que anda por ai adormecido e o seu “chefe” meio desaparecido poderão vir a constituir supresa nas proximas eleições.

  33. img
    SãoTomé Responder

    Esse dinheiro se for para servir STP e o seu povo, o Governo só tem que apresentar projetos concretos, submetê-los a concurso publico nacional ou internacional. As empresas que ganharem o (s) concurso(s) para empreendimentos afins e sustentáveis é que deveriam receber o dinheiro, após finalizarem as obras, mediante uma fiscalização rigorosa das obras entregues. Se esses 180 milhoes forem desbloqueados para os cofres do Estado são-tomense, estamos todos certos que esse dinheiro poderá ser desviado para outros fins que não para coisas concretas para o desenvolvimento do país. Já é tempo de sermos adultos e dirigentes dignos desse nome.
    Outra questão, até que ponto um governo já no fim do seu mandato pode beneficiar, por exemplo, de um dia para outro, de 60 ilhões de dólares em campanha eleitoral? Ha qualquer coisa que não está bem neste acordo numa altura destas. Angola, se for amigo de STP, antes de desbloquear esse dinheiro que os são-tomenses eventualmente irão pagar, deveria impor condições no seu desbloqueamente para STP.

  34. img
    SãoTomé Responder

    Outra minha contribuição seria dizer humildemente que, se já somos adultos, esse dinheiro só deve ser injetado em investimentos sustentaveis, ou seja, investir o dinheiro em coisas produtivas que nos possam dar retorno deste investimento para se pagar esta dívida. Não vale apena estarmos a pedir dinheiro para a viada de “boémia” dos políticos e dirigentes. A geração futura tem que ser atendida e bem de forma que ela possa também ter algo e trabalhar para outras gerações. Os paises ricos são hoje o que são porque investiram numa economia sustentada e não andaram a brincar com injeções de dinheiros recebidos ou entrados nos seu tesouro. Aliás, ser adulto e um país de 38 anos significa que já temos conselhos a dar pelos chicotes e experiências ja vividos.

  35. img
    Ah Tchu Tchu Tcha Responder

    Nón sá lico só nón só nón. Natal sé, nón cá cumé cani, bebê vim. Matá buê, plôcô. Vivê muntu.

  36. img
    fernandocastanheira@hotmail.com Responder

    DEixem o Mantorras jogar ok?

  37. img
    clandestino Responder

    Insiri o meu comentario neste espaço, poque sei que vai ser lido, uma vez que toda gente anda a volta dos 180.000.000 . Há cronistas que considera S. Tomé e Príncipe como uma Ilha perdida no Golfo da Guiné para simbolizar a exuberância da sua beleza. Hoje S.Tomé é visto pelo os holofotes dos quatro cantos de Mundo pela sua beleza e de mais razões .
    Perante isto devemos estar todos bem atento , para ser os primeiros
    Observadores. Nesta nova forma de olhar para S. Tomé.
    Esta lengalenga vem tudo ao prepósito de um comentário feito a cerca da morte de Mandela que elogia umas das suas inúmeras capacidades tais como de tolerância, de luta, de amar, e de perdoar. Estas capacidades foram evocadas pelo Professor Doutor Adriano Moreira. E ao meio destes vastos elogios surge S. Tomé no meio de nada para ser ridicularizado pela seguinte forma: Adriano Moreira diz: Olha, Olha sabia que em S. Tomé há uma Rua com nome de Rua Ex. Ariano Moreira? Jornalista acena com cabeça dizendo que sim. Alguém dentro de seu perfeito juízo colocaria uma placa para não servir rigorosamente de nada. Finalmente Ex Rua Adriano Moreira é qual Rua? Eu suponho que a palavra Ex explica que já não é. Caros Compatriotas em que ficamos? A Rua tem nome ou não tem? Retire aquela palhaçada e coloque ai uma coisa decente colonialismo não se apaga assim. O colonialismo é sim sinonimo da pobreza´, analfabetismo, fome, e subdesenvolvimento, e estrema miséria em que vivemos .Quando conseguirmos minimizar esses factores a cima referido o nome de A B C torna-se inteiramente irrelevante. Sr. Jornalista Abel Veiga eu suponho que Sr. Passa por ali todos dias cumpra seu dever da Cidadania que também faz parte de jornalismo.
    Agora espero que publique o meu comentário, exercício da Cidadania é um dever de todos .

  38. img
    budo budo Responder

    Bem este imprestimo vem de Angola povo irmao que tem ligações seculares com stp. É normal ajudar o irmão mais pobre mais também o que recebe tem que mostrar que gastou bem . Não esquecem de ajudar os velhotes Angolanos das roças que muitas veze são esquecidos o cumbu vem da terra deles

  39. img
    Gerson Rosa Responder

    O outro senhor só prometeu para o país tanto acabou comprando condominio fechado em Oiras. ele que venha prestar contas co a sua c&. Força Gaby Costa. afinal Tozé e Gabriel são da ilha do Principe. Afinal a massa cinzenta morra do outro lado do país, porque conseguem convencer os financiadores.
    Dor de PEITO, olha que dor de calo chega a ultrapassar dor de dente.

  40. img
    so cristo na causa Responder

    Parabens ao nossos governantes e as suas Boquitas ,porque esse dinheiro o povo nao vai ver nem a cor ,como sempre.

  41. img
    peixiho Responder

    Deixem o governo trabalhar.Perguntem ao PT,se ele deu confiança a alguém qd assinou os acordos.fui

Deixe um comentario

*